Google+

18 de outubro de 2008

Burrice ou insanidade?


Não sei se concessionários são burros ou malucos, mas uma das duas coisas certamente são. Pois é inadmissível que entreguem um carro zero-quilômetro ao proprietário, ou mesmo que tenha sido adquirido usado, com o tanque praticamente seco. Pior é que avisam, "tem um posto logo na esquina, abasteça logo".
Esta semana um amigo me contou que retirou um novo Gol 1-litro, deu para chegar ao posto -- ufa! -- e mandou encher de álcool. O posto era relativamente perto de casa. Na manhã seguinte, cadê que o carro pegava? O carro voltou para a concessionária sobre uma prancha. Um carro zero-km!
A explicação por não ter pegado: para movimentar o carro na oficina, um mecânico colocou 2 litros de gasolina em vez de álcool, normalmente usado por ser mais barato. Depois de encher o tanque com álcool o carro não rodou o suficiente para o sistema de reconhecimento de combustível identificar que agora era álcool, e não gasolina.
Olhe-se o problema causado por um concessionário vivaldino, de não querer colocar 15 reais de álcool no carro que está entregando.
Por isso, repito: ou são burros, ou são malucos.

6 comentários:

  1. Paulo Keller18/10/08 09:11

    Devem ser os dois.

    ResponderExcluir
  2. Se der sorte, o vendedor te avisa que você precisa ficar com o carro um tempo ligado pra ele "aprender" a andar com os 2 combustíveis.
    Se não der, volta na prancha mesmo

    ResponderExcluir
  3. Bob, isso é normal. Os carros Flex têm vários problemas, esse é apenas um deles. O outro é quem compra um motor a álcool fraquejado para aceitar gasolina porcaria misturada com álcool ( a nossa de todo dia, aquela caríssima ). Morte aos Flex !!!!!!!!!!!

    ResponderExcluir
  4. Pimenta,

    Por aí se vê o despreparo generalizado das concessionárias. É o tipo de assunto que não pode depender de sorte.

    Abr,
    Bob

    ResponderExcluir
  5. JJ,

    Diga-me, alguém que tem um carro a diesel se preocupa em só poder usar um combustível? É claro que não! O Brasil é o único país que não precisa recorrer à solução do flex, por termos aqui gasolina e álcool em total abundância.

    Abr,
    BS

    ResponderExcluir
  6. Caro Juvenal Jorge, gostaria de perguntar se você, ao declarar morte aos flex, já pensou que toda a linha nacional da GM, Ford, VW, Fiat e outras mais, atualmente é flex. Desta forma, estamos fadados a, mais cedo ou mais tarde, adquirir um carro flex, correto? Outra opção é andar eternamente de importados ou velharias (Citroens, Saabs, LRs, Peugeots, BMWs, etc.).

    ResponderExcluir

Olá AUTOentusiasta, seu comentário é sempre bem-vindo! De preferência, identifique-se ao comentar.
Atenção: comentários contendo ofensas pessoais, a marcas, a fabricantes isoladamente e/ou em conjunto, a nacionalidade de veículos, bem como questionando práticas comerciais lícitas e margens de lucro aceitáveis nas quais este blog não interfere, bem como o uso de palavras de baixo calão e a exposição de outros leitores ao ridículo, não serão publicados. O AUTOentusiastas se reserva o direito de editar os comentários sem declinar motivo.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...