Google+

25 de novembro de 2008

Seres racionais?


Ando quase todo dia de moto. Minha Honda Sahara 350 vem me prestando bons serviços, apesar de já estar com mais de 10 anos nas costas. Não sou motociclista empedernido, desses que não tem carro (ou não anda com o carro que tem), sai de moto chova ou faça sol. Mas, pela praticidade da moto, uso ela com freqüência e tenho prazer, não tanto quanto com o carro, mas tenho.

Quer dizer, nesse trânsito louco que encaramos, que a cada dia bate recordes de congestionamento, a moto dá mais prazer que o carro, pois enquanto está todo mundo parado, computador de bordo mostrando média de 4 km/h (e 4 km/l), a gente passa no nosso corredorzinho 'exclusivo' numa boa e chega rápido. O que não dá pra entender é que, se a gente já consegue andar bem enquanto o resto está parado, por que a maioria dos motoqueiros insiste em querer andar tão rápido no corredor? A maioria vai dizer: "Ah, mas motoboy é assim mesmo, não tem jeito". Não, senhores, eu vejo muita 'gente boa' em motos maiores, indo para o trabalho (e não trabalhando em cima dela), com uma pressa irracional ao passar no corredor. Hoje mesmo, jardineiros podavam grama no canteiro central de uma larga avenida em pleno rush matinal (que hora boa, não?) e invadiam a faixa da extrema esquerda com cones e proteções. Claro que os motoristas eram forçados a dar uma leve desviada para direita, criando um estreitamento no corredor. Não é que vários sujeitos que ali passavam em cima de suas motos esbravejavam, buzinavam, reclamando com os motoristas, cheios de razão ?

O que será que se passa pelas cabeças desses mentecaptos ?




7 comentários:

  1. Cruvinel,
    na cabeça desses mentecaptos não passa nada, a não ser a sensação de inatingíveis.
    Mas, como vemos todo dia, algum sempre cai, e às vezes algum caminhão passa por cima.
    Mas os "solidários" logo retomam sua habitual condução "imortal", sempre querendo ser os mais rápidos e espertos, até que o semáforo abre e vemos que não é bem assim. A maioria, de novo ela, é bem lerda e atrapalha os carros.
    Sem falar das estradas, quando as porcarias de 15, 20 CV atravacam todo mundo, e ainda há retardado que acha que pode trafegar entre as faixas de rolamento, a 100km/h, numa estrada de 120 km/h de limite.
    Só porque eles são frágeis.
    Tá tudo errado, e aguardo o dia em que a fiscalização será séria, bem como a habilitação.
    Nesse dia, 90% das motos ficarão sem condutores.

    ResponderExcluir
  2. Glaucio - RJ27/11/08 12:50

    O que passa na cabeça deles?

    Provavelmente o mesmo que deve passar na sua ao pensar que trafegar POR CIMA das faixas de trânsito é permitido. O que estraga o Brasil é o brasileiro.

    "Art. 29.0 P.II - o condutor deverá guardar distância de segurança lateral e frontal entre o seu e os demais veículos, bem como em relação ao bordo da pista, considerando-se, no momento, a velocidade e as condições do local, da circulação, do veículo e as condições climáticas;"

    "Art. 41. O condutor de veículo só poderá fazer uso de buzina, desde que em toque breve, nas seguintes situações: P.I - para fazer as advertências necessárias a fim de evitar acidentes;"

    "Art. 169. Dirigir sem atenção ou sem os cuidados indispensáveis à segurança:
    Infração - leve;
    Penalidade - multa."

    " Art. 170. Dirigir ameaçando os pedestres que estejam atravessando a via pública, ou os demais veículos:
    Infração - gravíssima;
    Penalidade - multa e suspensão do direito de dirigir;
    Medida administrativa - retenção do veículo e recolhimento do documento de habilitação."

    "Art. 188. Transitar ao lado de outro veículo, interrompendo ou perturbando o trânsito:
    Infração - média;
    Penalidade - multa."

    "Art. 192. Deixar de guardar distância de segurança lateral e frontal entre o seu veículo e os demais, bem como em relação ao bordo da pista, considerando-se, no momento, a velocidade, as condições climáticas do local da circulação e do veículo:
    Infração - grave;
    Penalidade - multa."

    " Art. 202. Ultrapassar outro veículo:
    I - pelo acostamento;(...)
    Infração - grave;
    Penalidade - multa. "

    " Art. 211. Ultrapassar veículos em fila, parados em razão de sinal luminoso, cancela, bloqueio viário parcial ou qualquer outro obstáculo, com exceção dos veículos não motorizados:
    Infração - grave;
    Penalidade - multa. "

    "Art. 227. Usar buzina:
    I - em situação que não a de simples toque breve como advertência ao pedestre ou a condutores de outros veículos;
    II - prolongada e sucessivamente a qualquer pretexto;"

    E por aí vai...

    Se todo mundo pega trânsito transitando normalmente, o que faz você achar que, pelo seu veículo caber entre os outros, você pode passar ali?

    As motocicletas deveriam servir como um meio barato e prático de locomoção. Porém, na mão da selvageria, só servem como mais um instrumento para burlar a lei natural das coisas e promover o famigerado jeitinho brasileiro.

    E não é a ignorância! Visto que temos todos os tipos de pessoas e motos transitando dessa forma, inclusive o sr., que demonstra e creio ser uma pessoa de grande cultura.

    ResponderExcluir
  3. Glaucio, me mostre onde está a proibição, de forma explícita, de andar entre os carros, nos artigos que você listou.

    Qual a praticidade da motocicleta se não pudermos estacionar em certos lugares (na calçada é proibido) e passar com cuidado entre os carros em um trânsito quase parado ? Andar na chuva ?

    Como ficaria o transito se todas as motos ocupassem o lugar de um carro ? Engraçado que a gente não pode andar entre os carros, mas experimente andar ocupando o lugar de um pra ver se logo não chega um carro te espremendo, provavelmente achando que você está desperdiçando espaço. Idiotas estão nas motos, carros, ônibus, etc...

    O que eu levantei é justamente a questão de que a convivência poderia ser pacífica, mas por culpa dos selvagens (me desculpe, mas não me incluo aí) de ambos os lados, não é.

    Por último, peça uma pizza em casa as 7 da noite, mas peça a entrega de Fiorino, já que moto no 'corredor' é abominável.

    ResponderExcluir
  4. Alexandre,

    Não listei os artigos para lhe incriminar e nem para fazê-lo com quem assim pratica, mas sim para mostrar que o hábito comum dos motociclistas está todo errado. De qualquer forma, os artigos 188, 192 e 211 falam por si só já que você pergunta sobre proibição, vide o seu hábito de "passar com cuidado entre os carros em um trânsito quase parado".

    Quanto a passar com cuidado entre os carros. Essa é uma afirmação meramente subjetiva, já que o que pode ser simples e seguro para você pode ser um susto para outras pessoas.

    As praticidades da motocicleta são justa e simplesmente estacionar em espaço reduzido e o baixo consumo de combustível. O resto foi "inventado" pra se chegar mais rápido, ou não?

    Quando se trafega normalmente, fora do trânsito mencionado, você não ocupa uma faixa sozinho? Ou transita sempre "em cima do trilho"? Então por quê não fazê-lo 100% do tempo?

    Concordo! Esses animais semi-racionais existem na direção de qualquer coisa! Governos, empresas, carros, motos, cavalos etc. Longe de chamar você de irracional! Mas, na minha concepção, com educação e respeito, não precisaríamos dividir faixas, sermos espremidos e tornar um trânsito caótico em algo mais frágil e explosivo do que já é.

    Como castigo para o meu post malcriado acima, passei DUAS HORAS e DEZ minutos pra ir da Barra da Tijuca até a entrada da Gávea....só observando as atrocidades hahahahaha.

    A vontade é comprar um tanque e passar por cima, já que o que interessa é que EU chegue mais rápido aonde EU quero e dane-se os outros.

    ResponderExcluir
  5. Glaucio,

    sempre digo que trocar idéias por escrito guarda um risco da má interpretação, pois não tem o 'olho no olho'. E aí o papo acaba tomando outro rumo.

    Comentei sobre a proibição porque na ocasião do novo CNT, foi comentado que deixaram de fora um artigo que falava explicitamente sobre proibir trafegar entre os carros, pois entenderam que se houvesse a proibição o trânsito ia piorar sensivelmente em termos de congestionamento. Acho que não, ninguém ia respeitar, ainda mais que a fiscalização é quase nenhuma.

    Concordo com você quanto a subjetividade da avaliação, mas tomo como o exemplo o fato de que, em 20 anos em 2 rodas, não lembro de ter dado susto em nenhum pedestre, pois sempre já estou parado quando algum pedestre começa a atravessar fora da faixa, entre os carros.

    Glaucio, qual espaço reduzido para estacionar você se refere ? Calçada é proibido (ninguém respeita, nem eu), sobra algum espaço pra motos ? Menor consumo é fato, mas não é por isso que uso moto. Respeito seu ponto de vista, mas acho que a esmagadora maioria anda de moto só pra chegar mais rápido, mesmo que pra isso fique mais exposto, tome chuva, corra mais riscos.

    Quanto ao respeito no trânsito, eu concordo. Passo com frequência num funil clássito (é, também ando de carro), que é a subida do elevado Paulo de Frontin. 4 faixas viram 2, que se juntam com mais 2 da linha vermelha. É uma guerra diária, quando bastaria a regrinha elementar, um de cada lado de cada vez. Fluiria bem melhor. Mas não é assim, todo mundo andando grudado no da frente, no melhor estilo 'aqui você não entra', e enquanto os carros se digladiam, as motos passam pelos cantos.

    Faz o seguinte, da próxima vez que estiver um engarrafamento desses (quase todo dia...), eu te dou uma carona de moto. A gente passa em 20 minutos e aí você me diz o que acha. Hehehehe.

    O tanque não vai chegar mais rápido e não vai caber na sua vaga de garagem. Pense numa moto !

    ResponderExcluir
  6. O melhor motociclista é aquele que anda de carro.

    Os moto-buzininhas-boys são terríveis. Encomodam até quem anda de moto pacificamente pelos corredores.

    E não dá pra parar a moto no trânsito no meio dos carros. Os próprios motoristas incentivam que as motos saiam da frente e parem de ocupar espaço valioso num congestionamento.

    ResponderExcluir
  7. Rajão, é por ai mesmo. Só quem usa os dois tipos com frequência pode falar com mais propriedade. Isso vale pra quem xinga caminhoneiro sempre. Guie um caminhão e entenda o porquê de certas atitudes desses profissionais (não todas, claro).

    ResponderExcluir

Olá AUTOentusiasta, seu comentário é sempre bem-vindo! De preferência, identifique-se ao comentar.
Atenção: comentários contendo ofensas pessoais, a marcas, a fabricantes isoladamente e/ou em conjunto, a nacionalidade de veículos, bem como questionando práticas comerciais lícitas e margens de lucro aceitáveis nas quais este blog não interfere, bem como o uso de palavras de baixo calão e a exposição de outros leitores ao ridículo, não serão publicados. O AUTOentusiastas se reserva o direito de editar os comentários sem declinar motivo.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...