11 de dezembro de 2008

TROCA-TROCA

Tem um assunto que eu acho muito bacana e tem muito a ver com a forma com qual vejo a vida. Sempre tem um jeito mais fácil de fazermos as coisas. Tipo você tem um carro. E o desempenho dele não lhe agrada. Você quer ele mais rápido, mais esperto. Tem o problema de preparar o motor e o fato que nem todo motor é facilmente envenenável ou tem material de performance disponível com facilidade. Ou mesmo que tenha, o que pode ser feito de antemão não vai atender o que voce antecipadamente deseja.

Claro, tem outro jeito mais fácil. Troque seu motor pequeno por outro maior. Viu? É a isso que me refiro. E é o que funciona.

Essa é a base de toda a indústria de preparação americana. E tudo deles felizmente rola assim. O 4-cilindrinhos paia não resolve o problema e é caro de mexer? Aquele Cosworth Vega é bacana para mostrar para os amigos e falar de tecnologia, mas não acelera aquilo que você quer? Mete um small-block Chevy V8 nele e seja feliz.



Seu Opala 4 não é bem o que voce deseja e você já sabe que 6 quebra se girar muito e não está a fim de usar um secador de cabelo nele? SBC (small-block Chevy) nele também.

O Chevette com motor AP não rola mais? Já cansou de turbo e quer algo mais? v6 a 90° de Blazer nele, 4.300 cm³ de emoção e travessura.

E o Camaro que gentilmente doou o 350 (5,7 litros) para Opala, fazer o que com ele? Ele era mais pesado que o Opala um bocado e o 350 que nem era assim tão legal nele, mas fez o Opala bem feliz. Mete um 454 nele. Simples assim.

Voce acha o Opel Lotus Omega o máximo? Eu também. 377 cv é o cão. Só que não existe à venda, na Europa, muito menos aqui. Logo, o que fazer? Catar um LT1 de Corvette de 350 cv que é muito mais leve, barato e simples que o 377 hp (382 cv) biturbo deve ser e parta para o abraço. Rápido.

E o Dartão que com o 318 caretinha não emociona mais ninguém? A emoção acabou? Arromba o 318 para 394 (de 5,2 para 6,5 litros) mantendo o small-block ou alopra logo e cata um 440, mete um virabrequim de curso e faz um 500 (8,2 litros) Wedge para ele. Ah, é caro né, que peninha.
Faz então como um cara duro mas elegante, mete um 383 (6,3 litros) apenas, big-block, devidamente tratado para fazer bonito.

E o Jaguar, aquele gato boiola que na hora do chá das 5 pára de andar? Mole, SBC nele também. Nos EUA o que mais tem é XJ8 que nunca existiram de fabrica, mas são feitos aos milhões. Faça um você também, opções é que não faltam.

AG

15 comentários:

  1. Carlos Eduardo12/12/08 00:47

    Engine swap é uma das coisas mais legais que existe!

    Vc falou do Lotus Carlton (eu conheço como carlton, não omega), eu acho que é mais simples pegar um Omega 4.1 e turbinar. Mas eu gostaria de ver um Omega com um LT1 andando por aí.

    ResponderExcluir
  2. Marlos Dantas12/12/08 00:49

    AG,
    Realmente fantática a sua filosofia de vida! Se a maioria das pessoas fossem assim o mundo seria muito melhor (e mais simples também). Você só esqueceu de citar uma peruazinha Elba com V8 (sbc, Hemi 426 ou Ford 427???) central-traseiro. Porém esse seu post pode ser perigoso para algum possível "ecológico" que venha acessar o blog(como um amigo a quem recomendei este endereço), ele pode infartar... Um abraço.

    ResponderExcluir
  3. Paulo Keller12/12/08 00:57

    AG,

    Quando eu for a Brasília de novo vamos nos preparar e fazer umas fotos pra ilustrar esse seu post.
    De preferência umas fotos de performance.

    PM

    ResponderExcluir
  4. Carlos Eduardo12/12/08 01:09

    Marlos Dantas, Elba com um Hemi 426 central já é um engine swap bem bizarro hahahahahahhaha

    ResponderExcluir
  5. Ei Carlos,
    As portas traseiras dariam para o motor, um policarbonato, talvez, seria legal para separar os bancos do motor, tanque lá na frente. Já imaginou, seria uma loucura! Abçs

    ResponderExcluir
  6. Fernando Villalon12/12/08 02:53

    AG, concordo totalmente! Porém, nem sempre é necessário aumentar o número de cilindros num swap... Como eu fiz!

    Troquei um 1.6 16v todo de alumínio por um 2.0 8v todo de ferro. Loucura? Talvez. Mas o velho motor de ferro carrega um secador de cabelo e entrega 3x mais potência e umas 4-5x mais torque do que o moderno motor de alumínio... Bom né? Hahahaha...

    Se ficou curioso, pesquisa no Youtube por "Cojones no OTD"

    []´s
    Villa

    ResponderExcluir
  7. Não se preocupem com os ecologistas.
    O AG tem créditos de carbono para vender. Ele têm plantado uma árvore para cada motor que ele faz. Esse é o caminho e o lado que poucos conhecem do AG.

    Giovanni

    ResponderExcluir
  8. Giovanni,

    Exato, eu sou um ogro consciente. Tenho um berçario de mudas de arvores nativas e exoticas e vamos que vamos. Como eu só uso essas aberrações de tempos em tempos, fico no lucro. E os vizinhos agradecem o ar puro nas areas verdes arborizadas.

    Marlos,

    Elba Hemi é boa. Muito boa. Alguém fez um nash com mecanica de ferrari, daremos o troco metendo um motor made in usa num inocente fiatinho.

    Fernando,

    E eu com certeza vou ver o cojones no otd. Até imagino o horror que não deve ser.

    E umas fotos de performance é bem legal. Te espero aqui Paulo, num dia de sol em breve.

    ResponderExcluir
  9. AG e seus transplantes, tá devendo a foto dos Opalas recentes em!

    ResponderExcluir
  10. Fábio Pinho15/12/08 11:19

    AG,
    Simplesmente fantástico seu post sobre troca de motores. Como bom admirador de motores grandes que sou (qualquer coisa abaixo de 6 cilindros e 3-litros não me atrai muito a atenção...), aprovo sem restrições troca de motores pequenos por outros de maior deslocamento e cilindros. Creio que foi Caroll Shelby quem disse que não existem substitutos para polegadas cúbicas. Basta ver do que os Mustang Shelby do anos 60/70 eram capazes para comprovar a teoria... Grande abraço!

    ResponderExcluir
  11. Hehehhe Boa. AG, aqui é o Umberto do RJ (falamos sobre uns conjuntos de 4.3V6 que tenho aqui).

    Assim vai aumentar a demanda por parte dos chevettinhos.

    Uma Courier com 302 (na caçamba) também ia ser divertida rsrsrs.

    Abração.

    ResponderExcluir
  12. Umberto,

    Breve vou fazer um post com boas fotos dos 2 que tenho aqui comigo, vai ter uita gente pirando ao ver isso tudo. O pior, ou melhor, quem sabe é que é pornograficamente fácil de fazer.


    Fábio,

    Perfeito, No replacement for displacement.

    ResponderExcluir
  13. to com uma dúvida meio idiota mas que ta me atormentando, oq é melhor,ficar com o bom e velho opala ou comprar um versailles? a máxima dos 95/96 é maior que a do opala, a dúvida é pq opala tem bem mais torque mas em compensação mais peso, em termos de original o que é melhor?

    abços

    ResponderExcluir
  14. Gabriel

    Versailles = Santana, é um carro que eu conheço de cabo a rabo.

    Não é indicado para performance, na prática é só um sedan honesto com manutenção a preço de Gol. Original tem uma estabilidade razoável e freios relativamente bons, se você quiser mais vai ter que apelar para turbo e aí todo o resto do carro precisa ser redimensionado.

    Se está feliz com o Opala, fique com o Opala.

    FB

    ResponderExcluir
  15. Emerson Santos04/01/11 18:14

    Tudo muito bom, tudo muito bem.
    Mas o que pega é a DOCUMENTAÇÃO do Detran. ter que registrar o numero do novo motor é outra chateação, além de ser proibido "alterar potencia" pra mais. Só no BraZil mesmo...

    Gostari a de saber sua opinião sobre essa onda de motres diesel HSD, já que custam caro e o povo coloca p/ buscar performance. Eu prefiro os V8, apesar do preço da gasolina e outras mazelas. Feliz 2011.

    ResponderExcluir

O Ae mudou de casa! Todos os posts do blog foram migrados para o site. Por favor busque por este post no site e deixe o seu comentário lá.
Um abraço!
www.autoentusiastas.com.br

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...