Google+

26 de junho de 2009

AULA TEÓRICA NA RUA, BOA AÇÃO

Ontem, numa rua aqui do bairro onde moro, chovia fino e um motocicilista precisou frear forte devido a um carro que cruzou à sua frente, saindo de uma transversal. A moto dançou de traseira e por muito pouco não houve um acidente. Esse cara usou só freio traseiro, pensei.

Adiante, o sinal fechou e lhe sinalizei que se aproximasse e parasse ao meu lado, o que ele logo entendeu.

Perguntei se no lance do quase ele havia usado só o freio traseiro e ele disse que sim. Então, ali, enquanto o verde não vinha, expliquei-lhe a maior eficiência do freio dianteiro, que ele treinasse num local ermo, e também que só com garupa é que ele poderia usar mais força de frenagem atrás. Antes que o sinal abrisse eu lhe disse que ficaria surpreso com a melhor frenagem da moto.

Foi a minha boa ação do dia. Uma aula teórica na rua.

BS

32 comentários:

  1. Excelente, Bob !

    Temo em dizer isso, mas... são poucos motociclistas que sabem frear uma moto do jeito correto, aplicando mais força na frente, a (triste) maioria se escora no freio de trás, numa viagem louca rumo ao acidente que certamente virá com tanta ignorância !

    Aqui em Goiânia várias vezes já escapei desses tresloucados ao frearem e virem com a moto "sambando" de um lado pro outro, guichando os pneus traseiros travados, quando uma simples força no manete direito, freio dianteiro, conduziria à uma freada eficaz e sob controle.

    Um diretor de Educação de trânsito daqui disse em entrevista na rádio que eles deram aula, a pedido, numa firma de moto entregas com 80 profissionais. Fiquei abismado quando ele falou que dos 80 motoboys 80 não sabiam frear a moto com o freio da frente !!! 80 bombas ambulantes que foram desarmadas depois das aulas e dos apelos à razão !!!

    ResponderExcluir
  2. boa!
    concordo que eu tambem não usaria o freio dianteiro, mas isso por causa da experiência quando éra pequeno com a bicicleta, que no caso, freiando somente com o freio dianteiro, ou usando o freio traseiro + dianteiro, éra uma derrapagem e um tombo na certa, eu fazia essas experiência com a bicicleta quando éra criança, mas como agora não ando de motocicleta... tambem tinha a idéia que o freio dianteiro é perigoso

    ResponderExcluir
  3. Anderson,
    Tudo bem que não apenas você, mas muitos, tragam essa lembrança da bicicleta, mas acho incrível que não se ensine ao aprendiz, qualquer que seja a forma de ensino, que o freio mais importante é o dianteiro.

    ResponderExcluir
  4. O ato de usar maior força no freio dianteiro é tão racional e logico que as motos de medio porte possuem freio a disco na dianteira onde a maior necessidade e tambor na traseira, exemplo da nova CB 300.

    Maior necessidade, maior força, disco dianteiro.
    Menos necessidade, menor força, tambor traseiro.

    Boa atitude a sua Bob Sharp.

    ResponderExcluir
  5. Xracer,
    Estou abismado com o que você contou. É assustador.

    ResponderExcluir
  6. Renan,
    Obrigado. Foi uma reação automática, a minha. O cara poderia ter-se arrebentado por uma bobeira.

    ResponderExcluir
  7. Diego M. Debesaitys27/06/09 00:00

    Bob, parabéns pela atitude. Em fevereiro, estava sentado num banco na Av. Atlantica de Balneário Camboriú observando o trânsito (algo que sempre me agrada) quando uma mulher teve que frear forte sua Honda Biz pois uma pessoa atravessou a avenida de repente. A motociclista usou apenas o freio traseiro, travando a roda e levando a moto a percorrer mais espaço do que o necessário para parar. A motociclista conseguiu, porém, parar antes do pedestre (embora com uma distancia pequena), pois a velocidade que ela trafegava era baixa.
    Ando de bicicleta desde pequeno e nunca tive medo de usar o freio dianteiro, pelo contrário: sempre me deu muita segurança, justamente por ter um poder de frenagem maior.
    É de assustar a quantidade de motociclistas que têm por aí que não sabem frear, pois estes constituem um risco para todos.

    ResponderExcluir
  8. bicicleta é diferente, pelo fato de não haver suspensão, então não há a transferência de peso para o eixo dianteiro, o que facilita e muito, a derrapagem, com moto é diferente, até pelo peso e a estabilidade ser maior,
    mas acredito que muitos ligam o fato do freio dianteiro ser menos eficiente e perigoso, por causa da experiência quando criança, com as suas bicicletas

    excelente post Bob, um abraço!

    ResponderExcluir
  9. Diego M. Debesaitys27/06/09 00:18

    Com certeza que em motos a transferência de peso para a dianteira é maior. Mas em bicicleta, mesmo as sem suspensão, também há transferência de peso para a dianteira.

    ResponderExcluir
  10. Olá pessoal! Falando das bicicletas, lembro que quando levava a minha pra alguma manutenção extra, os "mecânicos" sempre afrouxavam o cabo do freio dianteiro, dizendo que era perigosíssimo. Como isso eu sabia regular, deixava (seria uma discussão sem fim) e logo que saía da loja voltava para a regulagem anterior. Num período que eu dava umas voltas na Honda XLX do meu irmão, também usava o freio traseiro com muita raridade. Usava mais para dar algum equilíbrio na frenagem e também para manter o pé "treinado" para quando realmente fosse necessário. Para parar efetivamente, freio dianteiro. Quanto a dar dicas para alguém sobre direção, é sempre um risco. Afinal de contas, o brasileiro sempre se acha "acima da média" quando o papo é dirigir. Mas, Bob, a atitude foi louvável. O cara, no mínimo, vai contar isso pra alguém que fará um teste pra comprovar. Abraço a todos!

    ResponderExcluir
  11. Muito bom Bob, chega a ser assustador essa cena que você presenciou. Assustador pela eminência de porcaria que pode acontecer e também pela falta de informação do motociclista.

    abraço

    ResponderExcluir
  12. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  13. Realmente é corriqueiro ver os motociclistas sambando em freadas de emergência.

    O freio de trás, em freadas leves, tem a vantagem de permitir maior manobrabilidade para se efetuar desvios ou curvas. Acho que o pessoal acaba ficando viciado nisso, e quando precisa de uma freada forte com estabilidade direcional, acabam esquecendo do freio dianteiro...

    ResponderExcluir
  14. Anderson, Diego, Guto e Marcus Vinicius

    Andei de bicicleta a vida toda (e vou andar enquantos os joelhos permitirem) e sempre fiz bom uso do freio dianteiro em minhas bicicletas.

    Em 1993 adquiri minha primeira bicicleta com suspensão dianteira, com apenas 40mm de curso. A primeira sensação que tive foi a grande transferência de peso para a roda dianteira, quando o garfo "mergulha".

    Hoje continuo usando suspensão dianteira, mas com o dobro do curso (85mm) e frenagens muito fortes são feitas com a roda traseira quase suspensa no ar.

    É muito divertido parar a bicicleta praticamente com uma roda só. O segredo não está na força dos freios e sim na modulação da frenagem, é aqui que os freios hidráulicos se destacam.

    FB

    ResponderExcluir
  15. Bob,

    Excelente iniciativa a sua. É a primeira vez que ouço o relato de alguém passar dicas de direção segura entre um semáforo vermelho e outro. Fica aí uma boa dica aos demais, eu incluso.

    Abraços!

    ResponderExcluir
  16. Marlos Dantas27/06/09 13:09

    Bob,
    Talvez por sua preocupação com a segurança dele ou pelo momento inusitado para se ensinar algo, o motociclista se lembrará das suas palavras toda vez que pensar em frear com o freio traseiro apenas.
    Louvável atitude...

    ResponderExcluir
  17. Diego M. Debesaitys27/06/09 14:29

    Felipe Bitu,

    Bem lembrado a questão da modulação de frenagem, algo de suma importância para frear rapidamente carro, moto ou bicicleta e dispensar sistema antitravamento nos dois primeiros.

    ResponderExcluir
  18. Tem algumas coisas que são espalhadas e imitadas sem se questionar.

    Sem pré-conceito, mas em São Paulo, os motoboys que se auto proclamam cachorros-loucos, não usam o freio dianteiro, sobem os manetes de freio e embreagem e colocam numa posição de 90° com o punho, cortam as extremidades do guidão até o limite do imaginável e andam com os pés nas pontas externas das pedaleiras e apontados pra baixo.

    Vira mania e o pessoal que imita acha que esses caras pilotam muito, quase igual ao segurar o volante na posição de ordenhar vaca.

    Ainda sobre o freio traseiro, muitas moto-escolas ensinam os alunos a usar somente esse freio e não recomendam o uso do dianteiro.

    ResponderExcluir
  19. Ótima demostração de civismo, Bob!

    Bem treinamos a pilotar motos em estradas de terra e o uso do freio dianteiro é quase 90 % , na verdade a gente usa o trazeiro raramente, as vezes no início da freada e afrouxa ele bastante até o fim da freada, quando o freio trazeiro serve mais como " leme" que para frenar a moto.

    O freio dianteiro sendo a disco e tendo flexível de freio de boa qualidade, um piloto destro consegue praticamente bater um sistema ABS na moto.

    Acho que no manual de praticamente todas as motos tem uma preocupação bem grande de informar ao proprietário a importãncia do freio dianteiro na distância e qualidade de frenagem.

    ResponderExcluir
  20. Isso é quase uma "regra" para muitos motociclistas. Existem pessoas que afirmam veemente que frear a roda dianteira somente é necessário para fazer a moto arrancar em um aclive.

    Outro dia fui trocar a relação da minha moto, na General Osório. Na oficina onde fiz o serviço, o "consultor" veio dizendo que eu deveria já trocar a pastilha traseira, dado que é a "mais usada"... Um "consultor"...

    Mero detalhe: Minha motocicleta tem 55.000km e ainda possui as pastilhas traseiras originais de fábrica. Mal ele "sabia" que as pastilhas dianteiras eram as que deveriam ser trocadas, pois já estavam gastas além da marca-limite e as traseiras ainda possuem muito material para ser gasto ainda.

    Mas a máxima de frear somente com a roda dianteira, perambula até no meio de pessoas que possuem motos "speed".

    Enquanto as "auto escolas" não ENSINAREM o que elas deveriam ensinar, veremos essas beldades.

    Infelizmente.

    ResponderExcluir
  21. Deve ter a ver tambem com o fato que todo mundo tem mais força no pés/pernas que nas maos/braços.

    Entao o pessoal que não tem muita instrução acha que por ter mais força nas pernas isso vai melhorar a frenagem. Errado lógico.

    ResponderExcluir
  22. Motoqueiro29/06/09 08:48

    frear com a roda da frente é tombo na certa

    ResponderExcluir
  23. Leonardo,
    Na verdade, a força que se faz no pedal de freio não é com a perna, mas com o pé. Não é como no pedal de freio de automóvel. Mas valeu o comentário.

    ResponderExcluir
  24. Motoqueiro,
    Não é tombo na certa, acredite. Vá para um trecho sem movimento e comece a treinar o uso do freio da roda dianteira. Vá sentindo o efeito aos poucos para constatar que a parada é muito mais segura usando o freio dianteiro. O freio traseiro é apenas complemento. Inicie a freada com o dianteiro e logo em seguida aplique o traseiro, os dois juntos. Com garupa, você pode aplicar um pouco mais de força no pedal, mas a frenagem principal será sempre a da roda dianteira. Nunca notou que na maioria das motos o freio dianteiro é a disco e o traseiro, a tambor? Como o freio a disco sempre é mais potente que o freio a tambor, isso explica a importância do freio dianteiro numa freada. Qualquer dúvida mais, pergunte.

    ResponderExcluir
  25. quando tirei minha carteira de moto, em 2002, sequer era permitido usar o freio dianteiro da moto!! inclusive tomei uma "urinada" do instrutor por conta disso! um absurdo!
    tem muitos motoboys que pilotam com o pé todo apoiado no pedal do freio, isso pra eles deve ser direção defensiva. sem falar que a luz de freio quando está funcionando fica acesa o tempo todo e ajuda a prevenir quem vem atrás. francamente..........

    ResponderExcluir
  26. Mister Fórmula Finesse29/06/09 16:18

    Frenagem modulada e em casos mais extremos redução de marchas para evitar o pior, claro que em piso molhado há de existir um pouco mais de tato ao soltar a embreagem. Na verdade os motociclistas deveriam andar mais em estradas de terra para aprender a utilizar melhor os freios, como controlar o do pedal em piso solto e utilizar o dianteiro com delicadeza e sem travar, motos de antanhos com discos muito pontentes na dianteira (DT 180) causavam tombos aos mais distraídos o que em parte ajuda nesse preconceito em utilizar o freio dianteiro...dizem que a fórmula mais utilizada é 70% na frete e 30% atrás, mas isso varia muito pelas condições de pavimento, o certo, é que o freio dianteiro é para ser usado sim, na rua, estradas, nas descidas vertiginosas de trilhas....é fundamental. Salvou a vida de um motociclista Bob, parabêns!

    ResponderExcluir
  27. Botelho Pinto Aquino Rêgo30/06/09 11:17

    esse motoqueiro é muito ignorante

    ResponderExcluir
  28. Que palabras adecuadas... La idea fenomenal, excelente [url=http://csalamanca.com/tag/comprar-viagra/ ]comprar viagra en argentina [/url] Maravillosamente, este mensaje muy de valor http://csalamanca.com/tag/comprar-viagra/ viagra generico en mexico

    ResponderExcluir
  29. Piuttosto che criticare consigliare la soluzione al problema. [url=http://lacasadicavour.com/tag/tadalafil/ ]acquistare cialis [/url]Ci sono altri svantaggi http://lacasadicavour.com/cialis/ compra cialis Mi dispiace, ma, a mio parere, si sono errati. Scrivere a me in PM.

    ResponderExcluir
  30. No sois derecho. Soy seguro. Escriban en PM, se comunicaremos. http://nuevascarreras.com/comprar-cialis-es/ cialis vs viagra vs levitra Lei ha assolutamente ragione. [url=http://nuevascarreras.com/ ]comprar cialis sin receta [/url]

    ResponderExcluir
  31. Oi, gente! Estou escrevendo aqui com o braço ardendo todo ralado, o joelho dolorido e uma tristeza enorme por ter quebrado o painel e arranhado o farol, retrovisor e para-choque da minha Mirage 2010 que não tem nem mil Km rodados. Tudo porque hoje a tarde um carro atravessou o cruzamento e eu, bobinha que sou, freei só com o traseiro! Lendo as explicações aqui do blog me parece muito mais lógico freiar com o dianteiro, e me sinto uma idiota. Acontece que desde adolescente escuto histórias de motociclistas catapultados pelo freio dianteiro, acabei criando um ranso de burrice na minha cabeça. Precisou acontecer um acidente e um prejuízo para eu rever conceitos tão óbvios. Sorte do motociclista que topou com você, Bob! Um abraço!

    ResponderExcluir
  32. hi all
    http://www.tor.com/community/users/rocsetlcatsphi1986
    http://www.tor.com/community/users/redciovical1985
    http://www.tor.com/community/users/riagecuges1970
    http://www.tor.com/community/users/nerocithi1989
    http://www.tor.com/community/users/tibthyoupayqui1971

    ResponderExcluir

Olá AUTOentusiasta, seu comentário é sempre bem-vindo! De preferência, identifique-se ao comentar.
Atenção: comentários contendo ofensas pessoais, a marcas, a fabricantes isoladamente e/ou em conjunto, a nacionalidade de veículos, bem como questionando práticas comerciais lícitas e margens de lucro aceitáveis nas quais este blog não interfere, bem como o uso de palavras de baixo calão e a exposição de outros leitores ao ridículo, não serão publicados. O AUTOentusiastas se reserva o direito de editar os comentários sem declinar motivo.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...