7 de junho de 2009

MAO VENCEU, BATERIA NA MALA

É, estive trabalhando no outro opaloito aqui e, olhando bem, acho que o MAO vai ficar feliz, porque depois de arrumar umas coisas nele, comecei a ver com muito carinho a ideia de pôr a bateria no porta-malas.
Assim, não vai ter nenhum aperto na hora de instalar a bateria no cofre tão limpinho e bacana.

14 comentários:

  1. Garcia

    Belo trabalho, mas tenho uma curiosidade. Nos "Opaloito" não há problema entre o cabeçote (tampa) dele com o hidrovácuo/cilindro mestre do Opala?

    Qual solução você acaba adotando?

    ResponderExcluir
  2. Mister Fórmula Finesse08/06/09 10:44

    Ótimo trabalho! Como parece bem mais lógico o small block no cofre do opala do que o comprido - e mal aproveitado - seis em linha. Se a gm tivesse oferecido essa opção de motor para o Opala (simplesmente o motor mais produzido no mundo)imaginem quanto o mito cresceria.

    ResponderExcluir
  3. AG, tá precisando detalhar o serviço desse Opala como você fez com o Chevette em! Será que dá pra fazer um post pra nós a respeito? Com o carro branco vai dar até mais contraste nas fotos ehhehe


    Luís F.

    ResponderExcluir
  4. Quanto mais eu leio esse blog, mais eu fico fan dessas Engine Swap de vocês...

    Agradeço aos AUTOENTUSIASTAS por despertar isso em mim.

    Mas o que mais vai rolar com o Chevy? Suspensão, freios?

    ResponderExcluir
  5. É mais uma que eu vi! O Gromoww é o culpado de eu estar aqui!
    www.ajax-noticias.blogspot.com
    www.ajax-pucci.blogspot.com
    Gostei do blog!
    AJAX

    ResponderExcluir
  6. Como já haviam comentado por aqui, na ocasião de outro post sobre Opaloito (post aliás em que, definitivamente, fui infectado gravemente pelo vírus V8...), perturbadoras essas imagens...

    Na verdade, imagens perturbadoras por demais da conta!!!

    ResponderExcluir
  7. Chiavaloni,

    A gosto do fregues: nos meus não uso hidrovácuo. Aliás, hidrivácuo só em carro original, porque nos que faço para brincar sempre uso comandos bem grandes e não tem nenhum sinal de vácuo, logo não rola. Eu instalo o cilindro original atuado diretamente pelo pedal e assim cabe bem. Mas se o dono quiser mesmo, eu faço um suporte especial, mais alto e instalo ele assim mesmo, já fiz alguns assim.

    Mister FF,

    Se vc dirigir um carro desses, vai ver que seria mesmo o fim do mundo se tivessem oferecido isso.

    E Luiz, fique tranquilo, quando eu terminar esse e os outros dois que estão aqui sendo feitos todos juntos, faço um mega post com tudo muito bem explicadinho, onclusive comparando com a minha caravan verde, aquela cadeirinha eletrica, ok? Tem esse branco e um vermelho, aqui quase prontos e um azul no meio da guerra, vai ficar pronto bem depois.

    ResponderExcluir
  8. Legal Alexandre!

    O André comentou comigo diversas vezes sobre esta "mítica" Caravan V8. Sempre tive curiosidade em conhecer mais sobre estes "Opaloito". E a Caravan, por ser uma SW, particularmente me chama mais a atenção. Sou fã de peruas.

    O único Opala V8 que eu "soube" da história, a pessoa acabou desistindo pois não "haveria espaço" para o servo-freio.

    Outra pergunta um pouco dumb, mas... Cabe um Big Block no cofre do Opala sem muitos recortes?

    Congrats mais uma vez pelo "ENTUSIASMO"! :D

    ResponderExcluir
  9. Mister Fórmula Finesse09/06/09 13:37

    Quem me dera Alexandre, a triste verdade é que nunca dirigi nada além de seis cilindros e duzentos cavalos...doses obscenas de torque e potências completamente inesperadas ainda são algo que ainda não pude experimentar, quem sabe um dia! Ótimo trabalho o seu, não sabia que faziam essas coisas no Brasil.

    ResponderExcluir
  10. Chiavalone,

    O big block no opala só se fizer um novo sub chassis dianteiro pelo menos completo, o motor é tão absurdamente maior que o 350 que não rola. Aliás, se puser, os escapes tem que sair para cima, porque não tem espaço para eles descerem. Já fizeram alguns aqui no brasil, que eu lembre 2, um com um 396, que o adaptador pos diferencial se não me engano de dodge ou maverick com feixes de molas e escapes zoomie, saindo pelo capo e outro de arrancada, 4 portas, muito legal feito pela illicit customs, coisa fina, mas como dizem lá no tio sam, a whole lotta engine, but not a whole lotta car.
    Como eu disse, cabe hidrovácuo sim, sem problema, foi falta de criatividade do instalador.
    Valeu!

    Mister FF,
    Posso te garantir uma coisa: motor é algo que quanto mais se experimenta, mais se deseja. Andou de 4100? gostou? não ande de v8 pequeno, se andar, se lascou. Depois de lascado, nunca ande de bigblock, seja ele qualfor. Porque além de lascado, vai estar completamente ferrado. É um caminho sem volta, o fim do mundo, o jeito mais rápido de se entregar definitivamente ao endividamento eterno, nome na lama, todos os rendimentos comprometidos com os credores, uma ruina completa, moral e financeira, apenas por conta de um motor maior. Portanto, deixa isso para lá,ok? pelo menos voce não vai poder dizer que eu não te avisei, certo?
    Mas pode ficar sossegado, esses opaloitos são o mais proximo do normal que já saiu daqui, junto com o tubinha V6. Outras coisas que faço aqui para atender a alguns amigos que pedem são totalmente impublicáveis, imagine uma veraneio com 454 e cambio manual? camaros primeira geração com 454 e 502? darts com motores 383 e 426? isso tudo faz o opaloito parecer um carro normal e equilibrado, uma brincadeirinha de criança, pode ter certeza. Aliás, acho que essas outras coisas que citei poderiam dar bons posts, não é mesmo?

    ResponderExcluir
  11. AG,

    Bom saber que é bom ficar longe dos big blocks se quiser preservar o nome... Se nem mesmo tendo andado num opaloito 350 já me lasquei e estou achando o desempenho do 4100 anêmico, estou a meio caminho da dependência total dos V8! O que não deixa de ser maravilhoso...

    [ ]s

    ResponderExcluir
  12. Mister Fórmula Finesse10/06/09 08:44

    É bem como pensei AG, torque e potência, capacidade cúbica e gasolina jogada à "balde" no carburador podem ser coisas tão viciantes e perdulária quanto manter uma amante argentina (força de expressão é claro). Para um entusiasta, é o caminho bem curto a ruína financeira como bem falou,...mas, não dá para passar a vida dirigindo sempre quatro cilindros não acha? Os modelos seis cilindros que tive uma longa convivência na verdade nada tinha a ver com o afamado 4100...a bem da verdade, o único opala diplomata (zerado e lindo) que tripulei, nada mais fiz do que apenas liguar o motor e dar uns toques no pedal para sentir a torsão lá na frente do cofre. Essa é uma tara meio antiga minha, apenas passear com o vestuto diplomata seis cilindros sentido a maciez da entrega do torque, o toque da caixa e aquele ambiente meio claustrofóbico da cabine pequena e de janelas estreitas. Esse mesmo motor experimentei no Omega CD o que me trouxe certa decepção em relação ao esperado e também na versão alcoolizada da utilitária A-20...ou seja, no modelo de origem, ainda não andei no velho 250. Mas motores como "faca passando sobre a seda" como os 4 litros da Ranger ou as unidades da italiana Alfa (bem como os Vortec) eu conheço muito bem...foram anos nos bons tempos da gasolina a preço razoável. Essa Veraneio 454 precisa de um post URGENTE!!!...gosto de carros pequenos, médios e grandes, mas me sensibiliza algo nos moldes de uma Suburban com muito espaço para levar a tralha e um enorme motor para vencer a inércia e assustar os mais desavisados, as Silverado SS454 com a placa heartbreak chevrolet em vermelho e outras beldades. Minha Veraneio lógica teria um motor Maxion Diesel Turbo Plus nacional, a mais esperada com um Detroit Diesel 5.7 e mais sonhada com um bloco de 500 polegadas à la Cadillac ...manual é clara (isso se existe caixa para lidar com tantos conflitos potência/peso). abraço

    ResponderExcluir
  13. PELO amor de Deus, post sobre a Veraneio URGENTE.

    Umberto.

    ResponderExcluir
  14. AG,

    Sabia que uma pessoa com a sensibilidade mecânica aguçada como vc ia acabar se rendendo ao óbvio!

    Deus quando fez o carro, colocou um motor longitudinal bem recuado, gerando balanço dianteiro mínimo, tração traseira e bateria no porta-malas. O Homem depois é que fez um monte de besteira tentando melhorar o divino...

    Vamos arrumar umas células de carga por aqui quando esse carro chegar, e medir o peso em cada roda, em ordem de marcha. Acho que teremos boas surpresas.

    MAO

    ResponderExcluir

O Ae mudou de casa! Todos os posts do blog foram migrados para o site. Por favor busque por este post no site e deixe o seu comentário lá.
Um abraço!
www.autoentusiastas.com.br

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...