29 de junho de 2009

OUÇAM A MÚSICA

Prezados,

Uma amostra grátis, deliciem-se.

http://www.youtube.com/watch?v=TLuUQaGlZgI

26 comentários:

  1. Esse tipo de coisa deveria vir com uma tarja preta, alertando para os perigos de se tornar viciado...

    Muito bom!

    Sds,

    Der Wolff

    ResponderExcluir
  2. Olha serei sincero.

    Eu não gosto disso.
    Acho que Opala é sinônimo de L6.
    Até porque já deu muito trabalho pra V8 nas pistas e ainda da na ruas.

    ResponderExcluir
  3. Realmente e uma musica esse V8.Agora falta mostrar o Opaloito mostrando a sua forca.

    ResponderExcluir
  4. Rodrigo Laranjo30/06/09 09:47

    Grechejr, eu concordo contigo. Tudo bem que o som do V8 soa para mim como a voz de Deus, mas Opala tem que ser 6.

    Inclusive, pretendo colocar o seguinte adesivo no meu Opala:

    Opala - Empurrando os V8 desde 1974.

    ResponderExcluir
  5. Mister Fórmula Finesse30/06/09 11:36

    Eu gostei, estando o mítico 350 no cofre do opala - o motor mais experimentado do mundo? - acho que é bem válido, é o tipo do coração que esse carro poderia ter desde o começo.

    ResponderExcluir
  6. Eu já acho que Opala só foi L6 pq a GMB é muito, mas muito da covarde... o Opala SS era pra ser 350cid V8 de fábrica!

    ResponderExcluir
  7. L6 preparado até o limite empurrando V8 original cansado. Deve ser disso que o Rodrigo está falando, da mesma forma que se vê muito 4 cilindros original espancando opala 6 original.

    ResponderExcluir
  8. Rodrigo Laranjo30/06/09 16:11

    Giovanni, recomendo a você ler a revista Quatro Rodas nr 188, onde o Opala SS andava de igual pra igual praticamente com Maverick e Dodge.

    Não sabe não fala.

    ResponderExcluir
  9. Rodrigo,
    Já li todas essas matérias que você citou e não digo amém para tudo o que a quatro rodas fala
    Entenda que o motor que você vê no opala é um GM 350 e não um 318 de Dodge ou 302 de Maverick é praticamente outra conversa e quem praticamente anda igual, não anda mais e portanto não empurra ninguém. O opala é muito legal com o linguição mas não dá para dizer que você vai empurrar o 350 com o seu 250 só porque você gosta de opala com o motor original. Nas pistas o opala andava perto porque parava menos para abastecer, no blog tem quem possa dizer por experiência própria mas não imagino que vá querer se meter nessa questão afetiva.

    ResponderExcluir
  10. AG fala sobre essa descarga com ronco bem "old school".e ,por favor, mais 5 minutos de musica.esse papo de l6 andar mais que v8 e balela.olha a diferença de peso do dodge e mverick para o opala.

    ResponderExcluir
  11. Giovanni

    Acho que você não sabe o que está dizendo.
    Meu pai preparava Opala Divisão 3.
    E ele não fui um qualquer, todos os carros dele eram de ponta, coisa de ganhar campeonato por antecipação de 3 corridas.
    Os Mavericks só foram ganhar quando partiram pra estupidez, cabeçote Gurney Weslake e o caráleo a 4 !!!
    Basicamente o mesmo motor e preparação de um Ford GT40. Só isso.
    Ai sim eles ganharam sozinhos, coisa que levou a acabar com a Categoria.

    Abraço!

    ResponderExcluir
  12. Tá bom, então se o seu pai está falando, o opalas 6 cilindros andam mais que os maverick e dodges e a preparação dele era bem leve. Preparar V8 direito é "estupidez", não conta.

    ResponderExcluir
  13. Giovanni.
    Não quis te ofender, muito menos ofender tuas crenças e opiniões.
    Mas de verdade estupidez é essa tua maneira de se portar, tendo em vista que você deve se achar o senhor da razão.
    Por tua resposta noto até uma inocência, por isso explicarei e serei mais claro nas minha palavras.

    O Maverick, preparado de acordo com as regras, nas mesmas condições que um Opala eles perdiam, é isso que me refiro, que acontecia na categoria. Claro que estes 6 cilindros eram muito bem preparados. Mas quando grandes equipes [com dinheiro claro] fugiram ou pouco da regra e partiram sim pra estupidez acabou a graça.
    Você acha justo V8 com tal cabeçote, praticamente um motor de GT40 competindo conta um Opala de cabeçote original de ferro, com todos os defeitos que todo mundo conheçe? Fora algumas outras coisinha que não sei te detalhar.

    ResponderExcluir
  14. AG,

    Esse vídeo é muito perigoso, pode levar alguém à loucura... Além da tarja preta, o post tinha que vir dizendo para tomar dose tripla de Gardenal antes!!! Com o perdão das palavras: PQP, que ronco é esse?!

    Virou questão de honra (e dependência entusiástica total) montar meu Caravan 350...

    [ ]s

    ResponderExcluir
  15. Gosto do L6 original, mas quando a idéia é montar um Opala forte, o que se gastaria para tirar 300 cv do 250 sairia uma pequena fortuna. Além disso, seria necessário partir para um comando mais bravo do que num 350 sbc, prejudicando o uso em baixas rotações, sem contar a maior propensão a torção do virabrequim do L6 em altas rotações. E como o V8 é mais curto que o L6, pesando praticamente a mesma coisa, o comportamento dinâmico melhora significativamente.

    Porém, na verdade, como disse o Marv74br, Opala V8 tinha que ter saído original de fábrica. Seria praticamente um muscle car brasileiro. Fora a música divina, que se pode ouvir através do vídeo...

    ResponderExcluir
  16. Putz, vou ter que fazer a exclamação: ces tão di sacanagem com a minha cara.
    Moçada, vamos acordar para o mundo e para a vida. Quando houve o primeiro embate entre 4100 e V8 na rua foi entre o Charger e o SS 4100. Já que citaram 4 rodas, vejam testes de época e chorem. No incio da D3, sim 4100 andava na frente, mas o que matava opala 4100 não era só 302 com gurney weslake, era apenas maverick quadrijet, que também, na rua, massacrava 4100, seja lá qual fosse. Ok, alguém gosta de 4100? parabéns, eu também, tenho um muito legal, placas 4100 etc, mas não dá dentro com V8. Só isso. Em que pesem todas as coisas contra, opala em alguns casos com mais de 400 quilos depeso a menos - o meu opala 4100 normalzinho pesa vazio 1100, já vi alguns com 1060, e dodge por mais pelado que seja de opcionais pesa pelo menos 1450. Qualquer dart ou charger com ar e direção passam mole de 1550. Justo comparar? Se é para comparar, vamos comparar 250 com 350 no mesmo carro. Alguém tem alguma dúvida sobre se um camaro com 350 massacra ou não um camaro 4100, ou para ficar em nossa realidade, opava V8 passa por cima de opala 6? Um dodge ou maverick bem preparado ainda sim mantendo o motor com todos os componentes originais como eixo, bielas bloco e cabeçotes massacra um 4100 igualmente preparado. Ou opala D3 era original com DFV? Todos sem exceção tinham pelo menos 3 webers 40IDF, quando não 48IDA, com coletores adequados e valvulas de corvette. É desse jeito que a banda tocava ou não? Se 4100 fosse melhor, o scort, heroi de todos os opaleiros não teria mudado para V8. Se 4100 fosse melhor, stock ainda andava com eles, e com o passar dos anos, tinham até uma preparação boa, com 315 cavalos, numero que a maioria absoluta dos opalas ditos de rua NUNCA sequer vai sonhar em ter. Logo isso é tudo uma discussão estupida. Nas condições em que vivíamos e corríamos nos anos 70, com proibições de importação após 76, como sempre com dolar caro, informações tecnicas em ingles etc... é obvio que a guerra era muito mais suave a quem tentava andar de 4100.
    Logo, se vc gosta de opala 4100 curta o seu, do mesmo modo que eu tenho o meu e gosto pacas dele. Mas me é muito claro, que quando comparo ele com a caravan, coleguinha de garagem dele, com um 350 bem feitinho, tenho vontade de tacar fogo na linguiça e fazer um churrasco. E por outro V8 lá. Cada um com seu cada um. E falo aqu, sem nenhum medo de errar: se alguém tem opala e gosta mesmo de performance, se andar em um opala com um motor 350 minimamente montado, mesmo original com seus minimos e miseros 250 cvs, nas versões mais básicas que vem para cá, nem sequer vai considerar olhar ou fazer nada com 4100. Se pegar um mais encardidinho, 275, 308 ou algo mais, efi completo multiponto com 330 ou 350cv, ai então nem tem como comparar mais nada. E tempos fácies em que a maioria dos v8 que se viam eram de manés que se preocupavam sempre com consumo e com palhaçadas como economia e kit gás, felizmente já acabaram a muto, mas muito tempo mesmo. Atualmente quem tem e usa, falo por mim e por uma penca de pessoas que passeiam por aqui, tem um perfil muito diferente, e carros que não tem o menor pudor de fazer gato e sapato de qualquer incauto que ache que a guerra é facil.

    ResponderExcluir
  17. Grechejr,

    Não se trata de crença nem sou o dono da verdade, talvez você conheça a história melhor que eu e seu pai seja um apaixonado pelos motores GM 250. Penso que os V8 tinha uma clara vantagem que era o maior deslocamento sem falar na quantidade de recursos de preparação uma vez que o motor era importado. Não podemos acusar a Ford de desobedecer o regulamento. E porquê a GM não acompanhou? Se o opala andava muito bem na pista, não devia ser mérito apenas do motor mas de todo um conjunto de freio, suspensão... Você tem dúvida de que se colocassem um 350 no opala ela iria ter um ganho enorme? Ou um 302 V8 GM? A ford por sua vez poderia ser muito competitiva com o L6 dela com 300 cid no maverick ao invés do L6 Willys mas não foi a estratégia de mercado, paciência. Não quero parecer arrogante nem V8teiro xiita mesmo porque tenho um carro 6 em linha na garagem por opção sendo que o modelo V8 era até mais acessível. Resumindo, peço desculpas de falei mal mas a minha simples opinião é que o V8 tanto dos Dodge quanto do Maverick quanto os SBC350 tem muito mais potencial que o 250 do opala.

    ResponderExcluir
  18. Nem eu sou xiita.
    Tenho muita vontade de ter inclusive um Chevette V6 4.3.
    Com certeza não existe comparação entre um V8 original e um L6 original, menos ainda quando ambos são preparados ao extremo.
    [bobo eu não sou]
    Só no caso do Opala, por questão de paixão eu prefiro o L6 seja como for.

    ResponderExcluir
  19. gostaria de ouvir esse opaloito falar mais alto

    ResponderExcluir
  20. Grechjr,

    Ah, que bom, porque eu sei apreciar muito um 6 e um 8, seja lá como forem, em linha ou em V. Um projeto que tenho na mente que não pretendo passar dessa sem executar é catar um Valiant 62, mesmo que seja 4 portas, e fazer um Mopar /6 (conhece isso?, 225 cid?) bem feito e bem legal só pelo prazer de fazer um legal e bem feito. Eu tenho essa de me associarem naturalmente a V8, mas aos que me conhecem bem, sabem que eu não deixo de fazer um motor, especialmente se de origiem americana, o mais bem feito e elaborado possivel, só pelo prazer de ver ficar pronto e ter um bom rendimento, muito maior de preferencia que o inicialmente planejado a ele. Já tive o gosto de mexer em chevrolet brasil, um bocado de 4100 e quero com força ter algum tempo em /6 e em ford 300, no meu entendimento o melhor de todos os 6 em linha jamais feito nos eua. Nem cito o Jimmy 6, da GMC por saber o quão raro é atualmente, mesmo lá, quanto mais aqui, e conseguir um para brincar um pouco é algo bem dificil de acontecer. Isso para não falar dos AMC, que foram usados até bem pouco tempo atrás nas Cherokee Laredo e sport.

    ResponderExcluir
  21. Discussões a parte,carro é emoção, ver esse V8 roncando no Opala foi demais! O AG mesmo sabe o quanto já aporrinhei ele com orçamentos e mais orçamentos. É que ainda não deu mesmo, mas ver esse bicho roncando foi de chorar aqui!!!!! Muito legal!! Como tenho um vermelho também, aí que fiquei doido mesmo! Parabéns AG de verdade! Se no vídeo já precisei de um calmante faço idéia ao vivo! E andando nele hhehe. Uma vez ouvi dizer que tirar o 6 cil. do Opala era tirar a alma dele. Bom, digamos que sim, pode ser, mas se tirar pra colocar um SB 350 é vender a alma ao diabo! A cada dia que passa, carro pra mim é isso, emoção, fazer uma máquina prazerosa de se dirigir, acelerar no osso, se for pra ficar preocupado com consumo, ecologia, barulho e etc vai na loja e compra um Uno, um Ka ou coisa do tipo. Quer ver um V8 bacana, ou até mesmo um 250 mexido, esquece o pudor, muita vezes um falso pudor que a sociedade impõe vai curtir o carro e seja feliz!

    Novamente AG, pra você e ao dono do carro, meus sinceros e animados cumprimentos!

    Luís F.

    ResponderExcluir
  22. Todos
    Vou entrar nessa discussão, se me permitem.
    Passei alguns anos correndo com Opala e Maverick. Quando começou o embate, em agosto de 1973, com a I 25 Horas de Interlagos com regulamento Divisão 1, o Maverick era mais rápido, pouco mas era. As potência originais desses motores era 118 cv Opala e 135 cv, Maverick, falando de potência líquida. Nessa corrida eu e o Maverick oficial nos alternamos na liderança o tempo todo e cheguei em segundo, 47 segundos atrás do Maverick. Claro, numa prova longa dessas entram outros fatores que não desempenho absoluto.
    Para enfrentar melhor os Maverick solicitei à GM, e o Jan Balder também, que fosse fabricado um motor mais forte. Nasceu o 250-S, de 153 cv. Passava por cima do Maverick. A Ford se mexeu e lançou o Quadrijet, de 180 cv. Ficou difícil para o Opala. Esses carros correram com essa configuração a segunda metade de 1974 e todo 1975, com domínio do Maverick.
    Em 1976 o regulamento técnico mudou para o FIA Grupo 1 e os motores voltaram à configuração de grande produção, mas a essa altura o Opala já saía com carburador duplo. A diferença então passou a ser unicamente acerto de chassi e braço, mas o Maverick continuou vencendo e fui campeão brasileiro de 1976. Perdi para o Opala do paranaense Edson Graczyk em Cascavel, mas as outras vitórias me garantiram o campeonato.
    O Maverick D-3 do Greco tinha um senhor motor com cabeçotes Gurney-Weslake, iguais aos do GT40, mais o resto todo que proporcionava em torno de 450 cv líquidos. Os melhores Opala D-3 não passavam de 300 cv e por isso não tinham chance.

    ResponderExcluir
  23. Mister Fórmula Finesse01/07/09 14:11

    Ótimo bob, mais pertinente ainda é tocar no orgulho de muita gente no tocante as potências líquidas, fórum sempre controverso dos que adoram em encher a boca ao falar dos "mágicos" 215 cavalos do Charger ou 199 do Maverick (sem esquecer os 171 do 250S)

    ResponderExcluir
  24. Bob,

    Fantásticas suas observações. Agora me refresca a memória: fora o do Greco, que era o da equipe hollywood, certo, só teve mais um jogo de cabeçotes gurney em um outro carro, um esporte prototipo de divisão 4 feito pelo Oreste Berta que o Luiz Pereira Bueno andou e fez um record em goiania que se não me engano permanece até hoje, não?

    LF, Vai com calma, gardenalzinho todo dia e dinheirinho na cadernança de poupeta da caixa economica e um dia voce também chega lá. se até eu consegui, qualquer um que quiser consegue fazer e ter um opaloito tambem!

    ResponderExcluir
  25. Valeu AG, seguirei os conselhos! Principalmente os do Gardenal!


    Luís F.

    ResponderExcluir
  26. Marcos Camillo19/09/12 00:41

    Muito bacana, estou montando um Opala SS79 com motor V8 também, doido pra terminar a criança, duro é ver o tanto de gente com Opala de "300 cavalos" por aí, uma cavalaria dessas não é moleza, nem barato conseguir no L6, gosto muito dos L6, mas acho um investimento bem melhor o V8.

    ResponderExcluir

O Ae mudou de casa! Todos os posts do blog foram migrados para o site. Por favor busque por este post no site e deixe o seu comentário lá.
Um abraço!
www.autoentusiastas.com.br

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...