14 de janeiro de 2010

10 MELHORES CARROS NOVOS QUE POSSO COMPRAR



Fiquei muito feliz quando, depois de passar duas semanas longe do computador (graças a Deus), abri nosso querido Blog e vi que meus companheiros andaram se fartando de fazer uma coisa que adoro: listas dos 10 melhores. Teve lista de todo tipo, e adorei todas, mas principalmente as duas do Bob, porque são uma pequena janela para as preferências e desejos dele, uma coisa que o profissionalíssimo Bob raramente se permite revelar.

Obviamente me senti compelido a fazer uma lista nova também. Como o tema é wish-list, resolvi exercitar algo em que ando pensando muito ultimamente: carros novos que posso comprar. Tenho ouvido muito desprezo a carros atuais, mas eu ando interessadíssimo neles, simplesmente por estar cansado de carro velho, e ter recentemente descoberto o que realmente interessa para mim em um automóvel.
Eu aprendi com o grande Bob Sharp a ignorar a imagem que um carro passa de mim; que o homem faz o carro, como faz a mulher em certa música da Maria Bethania (essa, deixo para ele explicar). Isto é fundamental ao olhar esta lista: se você procura um carro que faça o resto do mundo te olhar de uma forma diferente, não vai gostar de nenhum deles.

O critério aqui é simples: tem que ser algo que eu possa comprar (leia-se barato), caber minha família toda dentro, e ter um comportamento exemplar, um carro que seja um prazer para dirigir, tanto sozinho numa estrada sinuosa, como devagar com a família na estrada e/ou transito na cidade esburacada. Confiabilidade total é esperada em todos; não podia ser diferente hoje em dia com um carro zero.

Muita gente pode ficar chateada por esperar mais um festival de inatingíveis exóticos de sonho, mas já fiz muitas listas destas, e acho que é hora de passar um tempo no mundo real. Citando o grande AG, sonho impossível não é sonho, é pesadelo...



1) Fiat Uno Mille
Uma coisa que o Mille tem de sobra, e que nenhum dos Hyundai tão desejados pela plebe ignara sonha ter é simples: pedigree.

Desde o primeiro Fiat 500 “Topolino”de 1936 que só existe um lugar para se comprar um carro pequeno com brio: na empresa de Turim. Seus carros pequenos sempre marcaram época. O millecento dos anos 50 foi a base para a indústria de carros esporte italiana do pós-guerra: de Siata a Cisitalia, de Abarth a Stanguellini, passando até pela Ferrari (cujo primeiro carro tinha um oito em linha construído a partir de dois quatro em linha do millecento), todos devem sua existência ao pequeno Fiat. O Fiat 600 de 1955 era uma revolução, e seu pequeno quatro em linha traseiro com comando no bloco começava uma longa tradição de motores pequenos mais cheios de vontade. O austríaco Karl Abarth fez miséria por décadas com estes carrinhos e seus motores. Os Simca-Abarth de dois litros que acabaram com todo mundo nas competições brasileiras nos anos 60 tinham um motor derivado do 600. A nuova 500 de 1957, o fantástico 127 (147 no brasil), o Panda original de 1980, todos memoráveis carros pequenos, que além de exemplos de engenharia bem feita, eram sensacionais para dirigir.

E o ápice de toda esta evolução ainda pode ser comprado zero km no Brasil. Nenhum outro país tem tanta sorte.

O Mille tem tudo: espaço interno excelente, ainda hoje o melhor da categoria, disparado. Desempenho competitivo; e melhor que isso: uma jóia de motor que adora girar. Economia de combustível excepcional, provavelmente o mais econômico carro do Brasil hoje. Estabilidade exemplar, e com mais do que um pequeno toque de entusiasmo. Conforto ao rodar muito bom.

Um exemplo de projeto bem feito, o Mille consegue desempenho e economia, com um motor pequeno, graças ao peso baixo e a aerodinâmica bem cuidada. O espaço interno é conseguido pelas laterais retas, que ocupam todo o espaço de sua sombra ao meio-dia.

Criado em uma época em que a segurança passiva já era uma grande preocupação, mas não uma obsessão, pode manter o peso baixíssimo, e ainda assim ser bastante aceitável em impactos frontais. Muita gente acha que ele “desmonta” em acidentes, mas na verdade o comportamento dele nestas situações é completamente honesto. E, na verdade, o melhor é não cometer o crime de jogar um carrinho tão simpático contra um objeto imóvel...

A eficiência do Mille como automóvel nunca foi superada pela Fiat, aqui ou no exterior. Ele é o ápice. Depois dele, nada realmente memorável foi feito pela empresa nesta faixa, apenas coisas mais pesadas, mais isoladas, maiores. O recente “cinquecento” é ridículo e irrelevante como um automóvel, ainda que segundo minha mulher e filha, seja “uma graça!”. O Mille não é uma graça; ele é sério demais para isso. É apenas o melhor carro pequeno em produção, em análise objetiva.

Sim, o acabamento dele é espartano, sem enfeites e obviamente barato. Se você dá valor a isto acima da funcionalidade, este não é um carro para você. Mas se como eu, além de admirar a eficiência de um veículo, você gosta de dirigir, garanto que vai adorar. Numa estrada sinuosa, o Mille se move com a graça e a leveza de um atleta experiente; passeia entre uma curva e outra como se dançasse uma valsa; e o motorzinho gira e puxa com toda a vontade, certamente adorando mostrar sua suavidade a altas rotações. O que mais se pode pedir?




2) Ford Focus (I) 1,6 litros Flex
Sim, eu sei que saiu de linha, mas como devem ainda existir algumas sobras nas concessionárias, dei um jeito de colocar ele na lista.

Acabo de voltar da minha quinta viagem anual de fim de ano com a família, usando o 2005 (gasolina, 105cv) de minha esposa, e, mesmo aos 80 mil Km, ainda é um carro sensacional. Completamente confiável e confortável, e com espaço perfeito para nós quatro, não consigo imaginar algo mais bem ajustado às nossas necessidades. Minhas viagens de fim de ano passam por todo tipo de caminho, de estradas de terra a autopistas de 8 faixas, e ele se comporta perfeitamente em todo lugar.

Me faz pensar o que faz este povo todo que anda por aí em imensas peruas derivadas de picapes, ou em minivans. Ignoro totalmente qual é a vantagem real...

O Focus não é um carro entusiasmante; é na verdade tão competente em tudo que a gente acaba por tê-lo na mais alta conta. Quanto mais tempo com ele, maior a admiração. Graças ao cambio de relações longas, permite viagens extremamente rápidas, mas em baixas rotações, e a ergonomia é exemplar. É econômico e razoavelmente potente (melhor aqui na falecida versão Duratec 2.0 de 147cv), e tem um conforto de marcha excelente.

E o comportamento em curvas é o ponto alto: mesmo equipado com pneus de perfil 70 em rodas de aro 14, tem uma estabilidade sensacional, apontando para dentro da curva com vontade, e com uma precisão incrível. Debaixo daquele confortável e tranqüilo carro de passeio, está escondido um carro de corrida. A longa tradição da Ford inglesa em carros de rali aparece claramente no Focus: mais um exemplo de onde o pedigree de uma marca faz diferença.




3) Ford Focus (II) 2.0
É difícil perdoar a Ford por substituir o Focus I por outro mais pesado e mais caro sobre a mesma mecânica, e com espaço interno semelhante. Mesmo assim, ainda é o melhor carro disponível neste tamanho. De Corolla a Megane, de I30 a Vectra, de Civic a Astra, nada bate o Focus (contanto que seja com câmbio manual). O que, para bom entendedor, basta para saber como era bom o anterior...



4) Renault Clio 1.0
Hoje quase tão barato quanto um Mille, o Clio de entrada é um carro talvez ainda mais entusiasmante para andar rápido do que o Fiat, e tem um acabamento interno infinitamente mais bem cuidado. Tem menos espaço interno que o Mille, é claro, mas ainda assim é uma opção um pouco mais esportiva, e com um desenho externo e interno mais palatável a maioria das pessoas.

O Arnaldo Keller vive contando para nós como é legal o pequeno Renault; leiam aqui a avaliação dele.


5) Renault Sandero
6) Renault Logan


A melhor forma que encontro para resumir esses dois é dizer que o Logan trouxe tudo de bom do Mille para uma categoria superior de tamanho, e o Sandero tornou seu design mais agradável.

E minhas lembranças do Sandero 1,6 litro que andei são dominadas pelo desempenho: um carro realmente veloz. Mesmo as versões de um litro andam melhor do que tem direito em um carro deste tamanho. Baixo peso é o segredo aqui.

A Renault fez história com esta família de carros: muito mais ajustados as necessidades do mercado dos países de segunda linha como o nosso, fez tanto sucesso que está sendo imitada por todos os fabricantes que tem ou querem ter presença no mundo todo. O que um alemão espera de seu hatch médio é totalmente diferente do que quer um Romeno, Indiano, ou Brasileiro.

Tem um grande amigo meu que me confessou ter uma tara por um Logan 1.6 pintado de azul e com uma faixa branca por cima, deslocada para a direita, e faróis auxiliares de longo alcance Cibié, igualzinho a um Renault 8 Gordini... E eu entendo ele perfeitamente!





7) VW Polo

O Polo é um exemplo da famosa engenharia alemã: preciso, sólido, bem feito e veloz. Sim, seu câmbio tem relações um pouco curtas demais, mas não posso reclamar de um carro familiar de 1,6 litro que acelera como ele, e que é capaz de passar o dia todo perto dos 180Km/h. A toca de marchas é especialmente prazerosa: alavanca é curta em altura, e proporciona uma troca precisa e suave, mas com aquela sensação mecânica de engate gostoso e bem lubrificado, de sincronizadores empurrando engrenagens de verdade, que sua palma da mão perderá para sempre em breve para a maior eficiência dos câmbios robotizados. Se a VW vendesse só alavanca, com a mesma sensação de engates, comprava uma dúzia e montava até no sofá da sala.

Os vidros sobem e descem eletricamente com aquela sensação de precisão, solidez e robustez que só poderia ter vindo da Alemanha. A carroceria e o interior tem folgas constantes, gaps mínimos entre as peças, e uma sensação de qualidade sem rival.

O Polo, desde o seu lançamento, é para mim o melhor VW nacional. Gosto mais dele do que de um Golf GTI, que apesar de ter as mesmas características de solidez e qualidade, e um bocado de velocidade a mais, carece do entusiasmo e a facilidade de ser dirigido com vontade que o Polo tem.





8) VW Gol

O único da lista que ainda não dirigi. Mas pegar a excelente mecânica do Polo e colocar em um carro mais leve e mais barato não pode dar errado, não é mesmo? Bem, pode sim, e deu muito errado no Fox. Mais uma prova, que um carro é mais que seus componentes, ou, neste caso, menos...

Mas não importa, porque a VW se redimiu completamente no Gol: quem já o dirigiu só tem elogios a ele. Ao contrário do Fox com sua posição de dirigir estranha e CG alto, o Gol é baixo e bem acertado dinamicamente.

O que era inesperado é que, medindo-se objetivamente, tem ruído interno menor que até o Polo! O Gol, que era o pior carro da categoria neste quesito, agora é o melhor.





9) Peugeot 206 1,6 litros 16V

Sim, eu sei que agora o 206 não tem 1,6 litro, só o 207. Mas vou fingir que a Peugeot não colocou um narigão na frente do 206 e mudou seu nome, para não afetar meu julgamento.

O 206 é pequeno para famílias; é talvez o pior espaço interno da lista. É também um carro que parece que foi dado ontem a uma menina de 18 anos que acabou de passar na faculdade. Mas nada disso importa: para dirigir esportivamente, é o melhor da lista.

Seja pelo exótico motor de quatro válvulas por cilindro e 115cv num carro pequeno, seja pela suspensão independente bem ajustada, seja pelos freios a disco nas quatro rodas para parar pouco peso: o carro é sério. Morte mais gloriosa, na maior bola de fogo, de toda a lista, meninos, eu garanto!





10) Fiat Punto
O Punto me apaixonou pela posição de dirigir: o volante anda bastante tanto em telescópio como em ângulo, e nele eu consigo esticar as pernas e manter o volante bem próximo ao peito, com braços flexionados. Hoje em dia, só nele, infelizmente.

Além disso, o banco me mantém no lugar, segurando bem nas curvas e me mantendo confortável e o cinto está na posição correta. O volante tem aro grosso e ótima pega. Só me lembro de estar tão agradavelmente instalado atrás de um volante, além do Punto, no Audi R8. Simplesmente sensacional.

O resto do carro é competente (mas não excepcional), mesmo na versão de 1,4 litros que seria minha escolha. Junte um carro pequeno competente, econômico e com bom espaço interno, com essa posição de dirigir excepcional, e se tem um carro que seria muito bom para usar no dia a dia, e principalmente em viagens longas com a família.


Existe mais um par de carros que podiam estar aqui, mas a lista é de dez somente.Também queria ter posto o Fusion nela, mas este infelizmente é caro demais.

Mas o fato é que tem muito carro divertido por aí para se comprar, se você estiver disposto a olhar além do óbvio, e se desprover de preconceitos.

MAO

108 comentários:

  1. Uno Milho o melhor em sua categoria? Um mero carro de papel? É, pode ser, numa categoria que nunca deveria ter existido, com certeza.

    Uno Milho ainda estar em produção é uma dádiva para o .br? Takeopariu hein! Essa ninguém merecia.

    Acabou as férias e acabou o estoque de gardenal também?

    Não vou nem comentar sobre o resto, pois as únicas coisas que sobraram são os 2 Foci.

    Renault Logan... essa foi de doer. Mais um carro que não passa no teste do alce...

    Polo mais entusiasmante que Golf... é, o AE precisava ser um pouco mais seletivo em seus participantes. Mais posts técnicos e menos posts subjetivos, POR FAVOR!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vc é um babaca!! retardado.

      Excluir
    2. que cara escroto... o uno mille em relação a custo beneficio é o melhor sim, jah tive dois, os usava para trabalhar, sustentavam peso, todos dois aguentaram firme e nunca pediram arrego, fui cair na besteira de comprar um gol, me fudi feio, naum aguentou nem a metade do que a uno aguentou

      Excluir
    3. bussoranga, poderia ser mais seletivo nos seus comentários e menos subjetivo nas opiniões...

      Excluir
  2. Destes dez aí, eu comprei um: o Logan Privilège 1.6 8v. E não importa o festival de ofensas que fazem a ele (sempre na base do "achismo", pois a imensa maioria dos críticos, sequer foi conhecer um de perto) em inúmeros sites que discutem automóveis, o carro merece estar nesta lista por uma série de razões, dentre as quais destaco o espaço, o comportamento dinâmico e o afinadíssimo (todo ele: motor esperto e econômico, câmbio suave e muito preciso, embreagem macia, direção no "peso" certo, suspensões com ótimo compromisso entre estabilidade e conforto) conjunto mecânico. Para a vida real, aprovei e recomendo. Se for para sonhar, quando eu ganhar na Sena, troco por um Chrysler 300C, he, he, he!

    ResponderExcluir
  3. João Gabriel14/01/10 01:35

    Pra mim ali,tirando os Focus e os VW,o resto é td caixa de papelão,o Focus é até legal,os Volks tbm,mas se eu tivesse $$$ pra comprar um carro desses 0km,compraria um clássico antigo,sem dúvida,IPVA mais barato quando não isento,manutenção barata,e o principal,estilo e personalidade,coisa de que esses carros carecem e carecem muito...

    ResponderExcluir
  4. Clésio Luiz14/01/10 09:06

    MAO, o Punto não tem espaço na traseira. Lá é mais apertado que o Palio, que é menor. Aliás, o Punto tem praticamente as mesmas dimensões do Tipo, mas é infinitamente mais apertado. E pelo menos no primeiro ano de fabricação, muitos problemas de acabamento, como carroceria desalinhada, vidro do retrovisor caindo e ruídos internos generalizados.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tenho um Punto 1.6 E Torq Essence e não vejo nada disto de falta de espaço e mal acabamento. Aliás tenho um Vectra 2010 140 cv e um Sandero 1.6 2011. O Punto é um carro mais esportivo e muito confortável.Muito bom para 2 pessoas atrás, em viagem ótimo. Muitos tem dificuldade em se adaptar nas arrancadas pois o motor responde mais em altas rotações. O Sandero responde muito bem na aceleração, mas quase todos eles vem com as válvulas mal reguladas da fábrica de Curitiba, que é péssima no controle de qualidade. O Vectra dispensa comentários.Contudo prefiro carros menores como o Punto.

      Excluir
  5. Mister Fórmula Finesse14/01/10 09:08

    É uma lista muito coerente MAO, desses eu ainda não consegui dirigir o novo Focus mas pelo que falam é uma experiência bem prazeirosa.

    Sobre o Uno eu concordo integralmente já que ele é tudo isso que foi dito e é sim um prazer de ser conduzido com entusiasmo, estou para ver um carro pequeno que gire com tanta alegria e suavidade ao mesmo tempo, ele pode ser antigo mas ainda é uma maquina bem racional que têm uma forte pitada entusiástica em relação a condução forte (os novos têm um comando de caixa realmente muito bom).

    O focus 1.6 na verdade parece carecer de um pouco mais de entusiasmo de motor (relação), ele tem uma ótima plataforma, caixa um decímetro mais pesada do que o ideal e a suas relações longas permitem um pouco mais de empenho para dirigir rápido...mas é um excelente companheiro.

    O Clio é o melhor pequeno mil para andar e viajar forte, surpreendente ainda mais quando movido à álcool, caixa um pouco esponjosa mas o conjunto todo é para quem adora dirigir.

    Logan 1.6 16v é um belo carro, um tanto mal filtrado em relação aos ruídos, mas um projeto muito coerente...muito espaço, mas um tanto racional demais para mim.

    Polo é maravilhoso, a sua descrição do comando da caixa é algo que nunca li igual em qualquer publicação ou em site, é algo que eu gostaria de ter escrito para poder explicar o que é manusear por mera diversão aquela pequena alavanca desse volks que é bom em praticamente todo os setores, gostaria de um desses mas do lote dos 99 importados da versão turbo...

    Gol novo também é excelente em um degrau abaixo do Polo, a volks voltando a fazer do gol, um carro divertido de tocada.

    O Peugeot 16v têm um propulsor que parece que não tem volante de motor pela audácia com que despreza a gravidade nas subidas de giros, o ponteiro do conta giros é irriquieto e sempre te provoca a riscar o vermelho ao mesmo tempo que você tem que se preocupar - ou divertir - com o mais do que vivo eixo traseiro que adora se manifestar se não for extremamente linear na condução.

    E finalmente o Punto é uma ode ao design italiano e a suas mais caras tradições estilíticas, ergonomia perfeita, pacote excelente mas que é bem mau servido com o motor 1.4 que realmente deixa a dever mesmo que seja um sujeito pacífico ao volante. Um ótimo carro, injustamente desprezado mas que terá o seu valor reconhecido com a nova linha de motores Tritec.

    mas enfim, uma listinha bem interessante mesmo, sem grandes arroubos e minuciosa na questão custo/racionalidade/entusiasmo. A minha não seria muito diferente pois isso que o carro é a cara do dono é uma das mentiras mais cabeludas que costumo ouvir.

    Lamento o tamanho do comentário.

    ResponderExcluir
  6. Eu não me dou bem com a embreagem do Mille. Acho que seria um bom carro se custasse 15 mil reais.

    Concordo totalmente com o Clio, que tem o melhor 1.0 do mercado.

    Discordo completamente do Sandero, que é mal acabado e metido a "premium" (basta ler o release da Renault).

    Incluiria na lista o pequeno Kia Picanto, que apesar dos 64cv (mesma potência do antigo Fiesta Rocam) pesa pouco e é, talvez, o carro mais ágil que você vai encontrar no Brasil. Primeira longa, segunda um pouco menos e assim por diante. 4+E. Faz 15km/l na cidade, fácil. E na hora de encarar a rodovia ele não tá nem aí pro que vão falar. Vai lá e faz.

    O Fiesta Class 1.6 é um injustiçado. Poderia estar na lista também. Custa menos que um Punto ou que um Polo, tem o motor 1.6 do Focus MkI e pode ter air-bag e ABS. Só acho absurdo que não tenha ajuste da coluna de direçao. Mas o ajuste de suspensão e a conversa do câmbio e do motor típicos da Ford ele tem.

    Outro carro que gostei muito foi o Sentra. Pra mim é o melhor dos sedãs japoneses. Tem mais porta malas que o Civic, mais motor e o câmbio é sempre bom. Se for manual, tem 6 marchas e anda bem economizando. Se for automático, é CVT.

    ResponderExcluir
  7. Eu não me dou bem com a embreagem do Mille. Acho que seria um bom carro se custasse 15 mil reais.

    Concordo totalmente com o Clio, que tem o melhor 1.0 do mercado.

    Discordo completamente do Sandero, que é mal acabado e metido a "premium" (basta ler o release da Renault).

    Incluiria na lista o pequeno Kia Picanto, que apesar dos 64cv (mesma potência do antigo Fiesta Rocam) pesa pouco e é, talvez, o carro mais ágil que você vai encontrar no Brasil. Primeira longa, segunda um pouco menos e assim por diante. 4+E. Faz 15km/l na cidade, fácil. E na hora de encarar a rodovia ele não tá nem aí pro que vão falar. Vai lá e faz.

    O Fiesta Class 1.6 é um injustiçado. Poderia estar na lista também. Custa menos que um Punto ou que um Polo, tem o motor 1.6 do Focus MkI e pode ter air-bag e ABS. Só acho absurdo que não tenha ajuste da coluna de direçao. Mas o ajuste de suspensão e a conversa do câmbio com o motor típicos da Ford ele tem.

    Outro carro que gostei muito foi o Sentra. Pra mim é o melhor dos sedãs japoneses. Tem mais porta malas que o Civic, mais motor e o câmbio é sempre bom. Se for manual, tem 6 marchas e anda bem economizando. Se for automático, é CVT.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. pra min existem carros para condiçoes de diferente niveis, alguns feitos para o dia dia que suportam o trabalho exaustivo e outros somente para passeios aos finais de semana.
      Nao da para comparar o que voce faz com um uno mille fire no dia dia, com alguns carros de passeio cheios de frescuras, pois pra mim esses carros sao como samanbaias, te garanto que eles nao aguentariam metade do que um uno aguenta nessas ruas cheias de buracos de sao paulo. Carro conforto e so para finais de semana e nao existem carros de rali confortaveis, ainda acho que o uno e macio de mais

      Excluir
  8. Coronel Motors14/01/10 10:02

    MAO,

    lista sem nenhum GM??

    Bom e ruim. Mas parece que vc não anda de S-10 faz tempo. É anacronica, feia, com entrada falsa de ar etc etc etc, mas ficou maravilhosamente acertada na versão atual. Carro pra quem não liga pra visual e imagem.

    Falo da 2.4 Flex, o powertrain comentado pro carro da Americar em outro post. Ande. E aumente sua lista de carros de pobre, mas bem resolvidos. Uma Courier 1.6 não ia mal nessa lista também.

    Coronel Motors

    ResponderExcluir
  9. Mister Fórmula Finesse14/01/10 10:03

    Quase esquecendo...o novo "500" é maravilhoso de dirigir MAO, é pequeno, muito caro, mas se vc gosta do desenho do Punto não pode deixar de gostar dessa reeleitura que além de bonito é uma pequena fera no asfalto. Experimente!

    ResponderExcluir
  10. Faltou carro aí que poderia entrar no lugar de alguns.

    Punto 1.4, econômico? O que é isso, companheiro?

    Nunca dirigi, mas só ouço elogios ao Fiesta. Cambio alto, engate curto, bom de curva, espaçoso e um belo motor 1.6.

    O sandero poderia ficar fora também. É menos espaçoso que o logan. Ja entrei nos dois e com um pouco de atenção, você sente a diferença. O Logan sim, é ótimo em sua proposta. Gostoso de dirigir e tem bons motores em desempenho, mas poderia ser mais economico (falo do 1.6 16V).

    Poderia abrir espaço para mais algum outro carro em sua lista.

    Digo que concordo com você em 80%. Valeu ao elogio do Mille. ele fica feliz em ser útil. Nesse mundo preocupado com AirBag e ABS, ele tende a ficar cada vez mais de escanteio. E eu não tô nem aí!

    ResponderExcluir
  11. Bussoranga, favor se informe mais a respeito do Logan falhando no teste do alce. Foi só trocar os pneus que ele voltou a ser seguro, pois os que estavam naquela unidade estavam desgastados após um dia exaustivo de testes e mais testes.

    ResponderExcluir
  12. estou a uma semana com um Saveiro CS 1.6 e concordo com o que foi dito, essa nova linha Gol é uma delícia de guiar.

    ResponderExcluir
  13. Concordo com os Focus, Polo e o Peugeot.

    ResponderExcluir
  14. Quando comecei a ler essa lista, já vi que ia dar muito pano pra manga.

    O fato é que, passados 20 anos da célebre frase do Collor comparando os carros brasileiros a carroças, o país regrediu. Se em 1990 um Monza era considerado velho porque seu projeto já tinha 12 anos, o que dizer dos 28 anos do Uno? E dos 11 anos do Clio dessa geração que aí está? E dos 10 anos do Peugeot 206, já há tempos substituido na Europa por um 207 de verdade?

    E o que dizer, então, do Logan -um Renault 12 (vulgo Corcel I) ressurgido da tumba em algum lugar da Transilvânia?

    Realmente, voltamos a ser o país das carroças. Como se as montadoras aqui instaladas não tivessem rentabilidade suficiente para oferecer coisa melhor aos consumidores brasileiros.

    ResponderExcluir
  15. Gol? e o Ford Ka?

    ResponderExcluir
  16. MAO, vc tem um Focus 1.6 gasolina. Nao sao 105, mas 103 CV neste motor... só 2 cavalinhos.
    Nao sei se voce ja percebeu ou teve a oportunidade de dirigir um outro focus, seja o duratec, zetec 1.8 ou 2.0 - a suspensao é bem diferente!
    Tenho um 1.6 gasolina 07, a suspensao seria otima se o nosso asfalto fosse liso. A ford nesta versao tirou a barra de estabilizacao da traseira e deixou todo o conjunto mais rigido. O resultado é um carro bem esporte, bem rally, otimo de curva e retas tambem, mas sofre nas nossas ruas. "kika" muito!! Dirigi um duratec recentemente. Devido a maior potencia, este deveria ser mais firme, mas nao é. 'Bate' menos e tem bem mais conforto.
    Estou pensando em comprar molas da desta versao e trocar.
    Qual seu ponto de vista nesse aspecto?!

    ResponderExcluir
  17. Lista muito sensata... Concordo com certeza com os 8 primeiros... O Punto e o 206 me deixam em dúvida. Eu acho que o Fusion, apresar do preço, merecia estar na lista pelo custo-benefício.

    O último Uno que tivemos foi um Fire 2002, tirado zero e que foi trocado por um Focus 1.6 no ano passado. O Uno era realmente muito gostoso de guiar e fazia miséria em curvas com seus penus 145. O carro era absurdamente robusto e a manutenção resumiu-se a filtros, velas, fluidos, óleo e troca preventiva da correia do motor. O motorzinho Fire 1000 era outro destaque do carro. O espaço interno era simplesmente obsceno.

    O Focus 1.6, mesmo com aro 14, parece andar em trilhos. A melhor suspensão que já dirigi. Bom acabamento e ergonomia, espaço interno ok, câmbio e direção precisos. Único contraponto é que os preços das peças Ford andam mais caros que os da concorrência; de todo modo, não é um carro que costuma quebrar. Tudo isso por pouquíssima coisa a mais (uns R$ 2 mil) que um Fiesta 1.6.

    ResponderExcluir
  18. Mitsubishi TR 4. Tem CX de cofre de banco, bebe bastante na cidade; onde ela também pode ser usada,; cabe em qualquer vaga de estacionamento.Quando vc larga ela nas estradas vicinias e fora delas é que onde o carro se revela.Parece que vai desmontar, mas continua sempre sem uma reclamação

    ResponderExcluir
  19. Acho o Mille fantástico. Especialmente as versões mais antigas, com o desenho até 2003 (acho que foi esse ano)... O que eu não gosto é do motorista do Mille (generalizando o conceito). Influenciado pelo lugar onde moro, onde é comum se ver milles furando o sinal e depois andando a 50Km/h na estrada, com os seus donos enchendo a boca para dizer que o carro faz um "não sei quantos" km/L... Mesmo (pre)conceito que tenho com as CGs da Honda.

    Adorei a lista e, boa parte dela, seria minha também! Principalmente os Focus.

    ResponderExcluir
  20. Carlos Galto14/01/10 16:42

    Show de bola, só tiraria o Clio e o Logan e colocaria o Ka 1.6.
    1.0, pra mim, só o Uno. É sensacional e já falei muito dela por aqui. Só discordo do conforto ao rodar, que não existe.
    Meu próximo carro vai ser um Focus 1.6, sem dúvida. O novo é um sonho ainda.
    Acho o Sandero bonito e, se não é tanto quanto o logan, espaçoso para sua proposta.
    O Polo já fez o nome. Acabamento e acerto mecânico, fora a caixa de autorama, impecável mas é caro, muito caro.
    Meu irmão tem um 206 1.6 16v e é um tesão mesmo numa estrada de serra. Mas é apertado pra mim com 1,90m.
    O Punto é lindo por fora e por dentro mas acho meio ordinário. Teria poucas chances na lista.
    O Fusion seria 100% na próxima fase...

    ResponderExcluir
  21. Anonimo,
    O teste do alce pode até ter sido "contornado" com o uso de pneus melhores, mas não muda algo que constatei ao dirigir: estabilidade PRECÁRIA.
    Aliás, de toda essa lista do MAO aí, me espanta que o único fator que ele tenha levado em conta seja "divertido de dirigir". Quer dizer que durabilidade, consumo, estabilidade, etc etc etc... não contam?
    Os Peugeot, com o seu tradicional acabamento TOSCO, que com baixíssima quilometragem já começa a virar uma "escola de samba", é um bom carro? Me desculpe, mas é um LIXO de carro.
    E o novo Gol então? Acabamento tradicionalmente ruim, associado aos motores que se destroem "por óleo erradamente especificado pela VW" (tá, a VW que conte outra).
    Não vou nem comentar sobre o Punto, pois já foi comentado o suficiente. É basicamente outro carro ruim (horroroso, apertado e com motor subdimensionado).
    O pessoal aqui dá muito valor a motor que gira muito e não tem vibração. Grande coisa! Sabe o que realmente importa? Potência boa, torque bom e powerband.

    O MAO sempre teceu grandes elogios a carros de alguma idade e agora vem renegar o seu passado. Depois daquele post onde ele incentiva o cara a torrar a Grand Cherokee (cash for clunkers program), não me surpreende.

    Com tanto carro bom que já existiu no mercado, agora ele vem elogiar os carros novos. BAH! Feliz éramos na década de 90. Tínhamos carros de 120 a 150hp a rodo, seguro não era proibitivo, andávamos rápido, tinham bom acabamento, etc... Hoje temos essa malta de carros 1.0, e ainda acham bom só porque tem "78hp". São tão bons que todo o resto do mundo os rejeita. Por isso vem pra cá.

    Gosto do AE porque ele vem há tempos batendo de frente com a GM, que já foi boa. Mas precisa bater nos outros também, principalmente nos franceses.

    ResponderExcluir
  22. O Astra é bom de dirigir?

    ResponderExcluir
  23. Não sei o que um Mille faz numa lista de carros.

    ResponderExcluir
  24. "faróis auxiliares de longo alcance Cibié"

    Departamento de Marketing da Valeo vai dar pulos de alegria hehehe

    ResponderExcluir
  25. Muito bom, MAO. Admiro todos os carangos que você citou, com suas qualidades e defeitos. Faria apenas uma modificação, que seria a exclusão do Polo. Excelente carro, porém muito caro; não possui, em minha concepção, bom custo-benefício.

    Temos em casa em Punto Sporting e, realmente, ergonomia perfeita. Dá gosto dirigir o bichinho. O motor é um pouco áspero, mas garante agilidade.

    No lugar do Polo, incluiria o Astra. Desempenho acima da média, bem recheado de equipamentos e um custo razoável. Acabei de ver um 0 km básico, vermelho. Bem bacaninha, 16 pol de série e outras coisas.E mais barato que o Polo.

    Como disse um colega aí mais para cima, colocaria o Sentra, se tivesse mais uma vaga. A versão manual anda bem pra caramba, bem equipada e bem mais barata que a concorrência, que da qual até ganhou alguns comparativos.

    Abraço

    Lucas

    ResponderExcluir
  26. Eu não sei qual o problema do Logan dirigido pelo Bussoranga (afinal, um simples pneu descalibrado pode deixar um carro com estabilidade "precária"), mas seu comportamento neste ítem foi elogiado por diversas publicações, e confirmo esta qualidade no meu.

    ResponderExcluir
  27. Logan "Gordini"?

    Essa idéia me tira o sono, ainda mais com um carro sem frescura como esse Dacia.
    Pelo jeito não ou o único a pensar num esportivo de verdade feito apartir dele.

    ResponderExcluir
  28. O Uno Milho é o melhor carro nacional. Anda bem, é divertido, não quebra, cabe em qualquer lugar e last but not the least, alisa lombadas, com um Milho dá para passar direto. O resto fica na primeira lombada e como aqui lombada não falta o Uno Milho é o mais adequado.
    Pena que mudaram o desenho do Giorgeto Giugiaro, aliás de todos esses é o único que tem desenho exclusivo por um grande designer, o resto é carro de comitê.
    Gostava dos Milhos mais antigos e com os comandos por satélites.

    ResponderExcluir
  29. O carro nacional com melhor custo/benefício hoje, por incrível que pareça, é o Astra, seguido muito de perto pelo Focus. Isso é fato, basta olhar a lista de equipamentos e o preço, além de desempenho e comportamento dinâmico.
    O Astra e o Focus são os únicos carros nacionais com comportamento dinâmico irrepreensível. Polo é caro demais e não chega nem sequer perto desses dois.

    Foi muito engraçado esse post do RZ sobre o Uno Milho. A suspensão é muito dura (tudo bem, isso é necessário), mas passar reto numa lombada implica em meter a cabeça no teto do carro.

    O Uno Milho tem um problema gravíssimo e que, diante de qualquer exigência séria, devia ter sido cortado de produção: péssima segurança passiva. Qualquer outro carro que bater numa das portas facilmente atravessará o habitáculo. A maioria dos carros da década de 70 e 80 não tinha este inconveniente.

    Nunca esqueço de um fato desagradável que ocorreu comigo há exatos 10 anos. Um idiota andando rápido num Astra belga entrou com tudo na traseira do meu carro, transformando meu Verona num Escort, e me lançando contra um Gol G2. Lamentavelmente meu carro totalmente absolutamente 0km foi pro lixo, mas os ocupantes saíram intactos. O Gol G2 que estava a minha frente também foi PT, e o pior, os bancos traseiros se encostaram nos dianteiros. Ou seja, se houvessem passageiros no banco traseiro, eles já teriam ido dessa pra melhor, ou no mínimo estariam em cadeiras de roda até o fim da vida.

    Diante desse fator de falta de segurança passiva, não dá pra aceitar que a maioria dos carros vendidos hoje sejam hatches, principalmente considerando-se que a maioria dos acidentes é colisão frontal com a traseira de outro veículo.

    Uno Milho foi um carro que teve a sua razão de ser na década de 80. Hoje é mais um dos absurdos do mercado brasileiro.

    ResponderExcluir
  30. Bussoranga, criticando o MAO e dizendo que o Astra tem comportamento dinâmico irrepreensível. EM BOCA FECHADA NÃO ENTRA MOSQUITO (e também não sai merda).

    ResponderExcluir
  31. Eu ficaria com os Focus e lamento por ser tão difícil achar um Ghia hatch do 1º modelo sem GNV e em bom estado aqui no RJ. Também lamento, até hoje, o fim do Vectra de 2ª geração, adoraria ter um CD 2.2 16V...
    Dessa lista também ficaria com o Uno e Sandero (este pede uma versão esportiva já!). E, se tivesse grana, espremeria um T-Jet no Uno fazendo uma releitura da lendária versão turbo.

    MAO,
    O que você acha do Ka atual? Teria espaço numa lista de “compráveis”?
    Dirigi um e achei legal, apesar de preferir o modelo anterior que, aliás, tenho um na versão Image, cujo motor 1 litro dá muito bem conta do recado...

    ResponderExcluir
  32. Winston,
    Coloque todos esses pseudo-carros (exceto os Foci) num autódromo e o Astra junto.
    Confira quem chega antes e depois venha contestar quem tem comportamento dinâmico irrepreensível.
    O mercado atual de carros novos está tão ruim, mas tão ruim, que o Astra consegue se sobressair.
    Outro que se sobressai e já foi apresentado aqui é o Civic SI, mas o preço dele é totalmente fora da realidade.
    Diga-me qual carro de 140CV tem um preço similar, conjunto de acessórios similar, e manutenção tão barata. Me aponte apenas UM!
    Fico muito surpreso (pra não dizer decepcionado) com os relatos aqui que dizem que "tal motor 1 litro dá muito bem conta do recado". É, dá conta do recado se ficar o dia inteiro esgoelando o coitado.
    Em qualquer carro de 2 litros ou mais voce não precisa ficar esgoelando nada. Está faltando um pouco de coerência ao povo do AE em defender essas idiossincrasias brasileiras. Parece que durabilidade realmente não importa a mais ninguém. Simplesmente lamentável.

    ResponderExcluir
  33. Tão durável que já vai para o seu décimo-primeiro ano sem alterações significativas.

    ResponderExcluir
  34. É só estar com o cinto bem regulado que o Uno Milho passa em lombadas sem que o motorista bata a cabeça no teto. E se bater é molinho.
    Tive um Uno Milho que era carro de rodízio que venceu um desses caminhões pequenos Mercedes da Elma Chips. O pouca prática bateu na traseira do Uno e levantou o carro até o parabrisas do caminhãozinho. Amassou o capô, arrancou os dois limpadores do caminhão e quebrou o parabrisas. O Uno voltou para o chão com apenas a ponta do escape torta e uma lanterna rachada. O panaca do nem queria acreditar.

    ResponderExcluir
  35. Sandoval Quaresma15/01/10 10:37

    Caro Bussoranga, já dirigiste um logan? eu já e digo sem dúvida que sua estabilidade é bem razoável para um uso comum. e tem um conforto muito bom.
    se o carro faz mais ou menos tempo em autódromo, deixo pra molecada recém-habilitada e doida por adrenalina conferir.
    pelo visto não és chegado em rpm alto. compre um diesel e seja feliz.
    e em tempo, já andaste no astra 140cv? esses 140cv só aparecem lá em cima da faixa de rotação, onde aparentemente você não gosta de usar pois "esgoela". note a curva de torque desse motor, abaixo de 2400 rpm o torque é bem pequeno, é menos até que na antiga versão a gasolina de 116cv.
    Sds.

    ResponderExcluir
  36. Carlos Galto15/01/10 10:45

    Acabamento do Peugeot é tosco, Uno é pré-histórico, novo Gol com acabamento ruim, Punto "horroroso", apertado e com motor subdimensionado...
    Bom mesmo é o Astra que tem acabamento de primeira, é moderníssimo e com um motorzão anos 80 que já tá mais que esgoelado em desenvolvimento e é super econômico...
    Aliás eu gosto do Astra, ótimo custo-benefício sim e bom acerto mecânico. Daí a dizer que os outros SÃO lixo, ruins, escola de samba, Não acho não e RESPEITO A OPINIÃO DOS OUTROS.

    ResponderExcluir
  37. Paula Dentro15/01/10 11:06

    astra "super-econômico"??
    chama o Jack Palance!!!!!

    ResponderExcluir
  38. Auto entusiastas!?!?!?!
    Acho que estou em blog errado...

    ResponderExcluir
  39. Pessoal,

    Somos entusiastas, não podemos ser chamados de criaturas racionais na definição de papai Aurélio.
    As opniões do MAO são baseadas no "bundinamômetro" dele e na ótica entusiasta dele, não o ví em nenhum momento querendo empurrar guela abaixo de nínguem as verdades dele.
    Opnião e doutrina não são sinônimos.
    Eu discordo em alguns pontos e concordo em outros como a grande maioria, mas vamos usar a cabeça pra algo diferente de separar as orelhas, é surpreendente o que se aprende pensando assim.

    []s
    Kleber

    PS.: O VW Polo é fantástico, visto que um está na minha garagem... rs

    ResponderExcluir
  40. Bussoranga,
    Quando eu disse que o motor Zetec RoCam 1 litro (e adiciono agora o motor do Economy) “dá muito bem conta do recado”, eu não quis ser incoerente. Entenda meu ponto de vista: de quê vale um motor 2 litros em um carro que passa horas parado num engarrafamento? Onde está o “entusiasmo” de ficar parado no trânsito? Então, eu uso carro “mil” para encarar essa rotina diária de congestionamentos quando vou ao trabalho, afinal de contas, se é pra ficar parado eu prefiro fazê-lo gastando menos combustível. Porém, um Ka Zetec 1 litro, desde que com no máximo um passageiro, consegue um desempenho satisfatório, mesmo em estrada, sem ter que ser “esgoelado”.
    Sobre durabilidade, não é difícil ver Zetecs ultrapassando 200 mil km e Unos (principalmente os de prestadores de serviços para empresas de telecomunicações) virando o odômetro sem ter feito nenhuma retífica.
    Sobre o Astra, concordo que seja uma boa opção, com boa relação custo benefício.
    Abraço.

    ResponderExcluir
  41. MD,
    Para responder a sua questão, nada melhor do que assistir a atual propaganda brasileira do Focus.
    Resumidamente: pra que 140CV ou 150CV se o trânsito é caótico? Ora, porque em determinado momento o trânsito escoa, e num determinado momento o semáforo abre. Só isso é mais que suficiente. E quando isto ocorre, BYE BYE milzinhos da vida (mesmo que tenham 78CV).
    Escort e Focus Zetec tem ótima durabilidade, sempre os recomendei.
    Nunca gostei do Ka, ainda não gosto, mas é um carro que eu respeito MUITO, pois tem um comportamento muito bom e, na versão 1.6, anda muito bem. E claro, tem motor durável.
    Uno Milho virando 100 mil km não me surpreende. O que é no mínimo estranho é considerar isso como bom padrão de durabilidade. Não é! O mínimo mínimo aceitável seria 200 mil km, mas existiram bons carros nacionais capazes de 300 mil km fácil (tenho certeza de que os Zetec e Duratec fazem parte deles) e alguns poucos que atingiam 500 mil km se bem cuidados (leia-se OMEGA).
    Considero totalmente absurdo esse conceito no qual "é aceitável motor fraco porque o trânsito é ruim", pois mais uma vez resulta no famoso nivelamento por baixo.
    Se houvesse no mercado nacional, pra mim iria de V8 no trânsito mesmo. Aliás, há alguns anos, eu fazia isso. Gasta combustível? Gasta, mas o prazer de dirigir (ou de ficar parado no trânsito) não tem preço. E quando o semáforo abre, já era, é marca de borracha no asfalto, som de motor agradável, e "hasta la vista".
    E como eu não gosto de ficar esgoelando motor, não havia nada melhor naquele V8 do que engatar a 5a e curtir as viagens a 200km/h a reles 3000rpm. Aquilo sim é um motor quase indestrutível!

    ResponderExcluir
  42. Insano,
    Que fim levou o "Palio 101 Dálmatas"?

    ResponderExcluir
  43. Bussoranga,
    Concordo plenamente que seja muito mais divertido curtir quando o transito escoa com um carro de motor de maior deslocamento volumétrico. Adoraria também fazê-lo com um V8! Porém, não posso no momento, portanto, tenho que me conformar com o que tenho no momento e extrair alguma diversão nisso (acredite, é possível, rs).
    Realmente andar a rotações baixinhas tem o seu prazer. No XR3, apesar de não ser exatamente “grande”, 1,8 litro, já dá pra sentir o gostinho. O Sevel 1,6 litro ACT também não tem sido satisfatório nesse aspecto.
    Sobre o motor do Uno eu já vi km em torno dos 250 mil, depende, é saber levar...
    Abraço.

    ResponderExcluir
  44. Mister Finesse,

    Imagino que seja, mas esses travestis de carro antigo eu não topo não...

    MAO

    ResponderExcluir
  45. Todos,

    A lista é pessoal, como sempre. Não gostou, paciência... O que seria do azul se todos amassem o vermelho?

    Paz, amor e 911 para vcs, irmãos!

    MAO

    ResponderExcluir
  46. Bussoranga,

    O nome FOCUS, segundo a Ford, não veio do latim, e portanto o plural Foci não se aplica.

    Diz-se "dois Focus" mesmo.

    MAO

    ResponderExcluir
  47. Clésio Luiz,

    Sim, não é enorme lá atrás, mas é suficiente. Não preciso de carro "grande".

    MAO

    ResponderExcluir
  48. Coronel Motors,

    A S10 e Blazer coneço bem, e realmente as mais novas, 2,4 litros flex, são muito boas. O motor parece um seis cilindros de opala dos anos 80...

    Mas picape não é para mim, sorry...

    MAO

    ResponderExcluir
  49. Thiago,

    Pneu série 70. Esquece trocar molas...Roda de aço 14, pneu 185/70 R14, michelin. Como o 1,6 litros básico...

    MAO

    ResponderExcluir
  50. Bussoranga,

    Calma, tenho certeza que não ofendi ninguém nem falei mentira alguma. Não carece se exaltar por besteira...Paz e amor aí, camarada.

    Sobre mil não prestar, vai uma frase para vc pensar:

    "Existe substituto para deslocamento: Cérebro" - Bob Sharp

    MAO

    ResponderExcluir
  51. Concordo sobre o Polo e o Uno olhando no aspecto racional. Mas nao podemos esquecer que brasileiro ultimamente já sabe digerir um bom design e o fator estética é um dos itens fundamentais na hora da compra. Quem compra 100% racional um carro, é taxista ou frotista, que usa o carro pra macetar apenas.

    Só pra descontrair, o Designer do Logan, após passar um tempo na FIAT e desenhar o Dobló, resolveu fazer o Sandero pra tentar se redimir da "cagada", aí fez o Symbol, e a Renault cansada de ver tantas merdas juntas em tão pouco tempo, o emprestou à GM, que lançou o igualmente lindo Agile. Dizem as más linguas que atualmente este infeliz ajudou a VW a desenhar a traseira da nova saveiro.. vai saber...

    ResponderExcluir
  52. MD,
    Motores AP 1.8, Sevel 1.6, e outros nessa faixa de cilindrada são razoáveis, racionais e respeitáveis. Absolutamente nada contra (pelo contrário, nota 10 para voce e seu XR3, carro bom, bonito, racional e eficiente).

    MAO,
    Grato pela informação sobre Focus vs Foci. Fica esquisito dizer "2 Focus", mas tudo bem.

    O BS tem razão numa série de aspectos, mas no quesito tapetes automotivos e no quesito deslocamento volumétrico, ele deu furadas homéricas. Nos meus carros, os tapetes de borracha não escorregam nem fufu. É só comprar tapete decente e posicioná-los corretamente. Quanto ao deslocamento volumétrico, estão aí o AG e o Mr. Corvette para provar que estou certo.

    Mark,
    Carro não é uma escolha 100% racional, mas também não precisa ser 0% racional como o MAO sempre faz. Repare que os textos dele são sempre 100% passionais e 0% racionais. Aí não dá! Se não houvesse nenhuma racionalidade na escolha do carro (e olha que os frotistas e taxistas também fazem cagadas homéricas nas escolhas de carro), os fabricantes nunca fariam carros bons (na verdade estamos neste rumo).

    ResponderExcluir
  53. bussoranga,

    No último dia 09/12 uma aquaplanagem na Av. 23 de maio, na saída de uma curva, acabou com a vida do Dálmata... rs
    Durante as rodadas bati a frente do carro de lado num poste, na altura da roda dianteira, velocidade em torno dos 80 km/h. Assim termina uma lenda! rs

    []s
    Kleber

    ResponderExcluir
  54. MAO,

    aro 14 com pneu michelin perfil 70 é suficiente?

    O focus duratec que andei é do mesmo ano do meu. Aro 15 de polegadas, mas com liga leve. Nao sei qual o pneu exatamente. A suspensao é bem mais suave.
    Me informei na ford e dizem que realmente há diferenca.

    ResponderExcluir
  55. Marcelo Augusto18/01/10 18:37

    Eu tenho um 206 destes, e realmente é muito bom. Faz cruzadas de 180 km/h com 3 ocupantes e bagagem como se estivesse a 120 km/h.

    "Existe substituto para deslocamento: Cérebro" - Bob Sharp

    Essa frase é perfeita, todo carro 1 litro atual permite cruzar a 150 km/h; e sua potência máxima serve para circuitos travados e em subidas com desenvoltura; tem muita gente burrinha mesmo ou mal formado, reclama do motor mais não dá carga e nem rpm. Andar rápido com carro teoricamente lento é muito prazeroso.

    ResponderExcluir
  56. Thiago,

    Desconheço as diferenças de suspensão entre as versões do Focus.

    Sinto os de aro 15 um pouco mais duros que o meu, com perfil 70, e daí minha sugestão.

    MAO

    ResponderExcluir
  57. MAO,
    no focus 1,6, a ford, com uma economia estupida, resolveu tirar a barra estabilizadora traseira e pra compensar colocou molas mais rigidas.
    Eu achava que a diferenca fosse pouca, mas tive a oportunidade de dirigir um focus duratec 2.0L e a diferenca é absurda. Ate uma pessoa menos interessada em carro percebe. Nao sei como sao as versoes 1.8 e 2.0l zetec mais antigas nem se ha alguma serie do zetec rocam 1.6 com diferenca - o meu é de 06/07 gasolina. Faz muita curva e a direcao é muito precisa, mas nossa realidade com relacao as ruas nao é favoravel - castiga chassi, buchas, pivos, piloto, co-piloto, reserva do co-piloto e tudo mais que estiver onbord. Troca-las acho que seria ideal. Os pneus, pra compensar, acredito em menos kg/cm2, porem aumentaria o consumo.

    abçs

    ResponderExcluir
  58. Gastão Ferreira21/01/10 22:40

    Thiago,
    A ford retirou a barra estabilizadora apenas da versão 1.6, as demais 1.8 16v Zetec, 2.0 16v Zetec e 2.0 Duratec,permanecem com barra estabilizadora.Acreditem faz toda a diferença!

    ResponderExcluir
  59. Pessoal... 1ª vez no mundo do entusiasmo... hehehe... estava num fórum onde o entusiasmo era por uma marca só... chega!
    Então... como costumo postar em forúm... eu precisava compartilhar isso na www...
    Desculpe... independente do carro q eu ando no dia-a-dia... ontem eu dirigi, ou melhor pilotei, um Quattroporte... então desculpe, mas no momento esta lista me parece um monte de lixo.
    Eu tinha q dividir isso com alguém... não me levem a mal pf.
    Abs

    ResponderExcluir
  60. Onde está o celta, classic 2 carros exelentes.

    ResponderExcluir
  61. A pior pobreza é a de espírito.

    Eu pensei que ia colocar o fuscão no top. Pois o fusca entra em qualquer estrada arrastando o fundo. Não têm bomba dagua, mangueiras, correias(só do alternador- se arrebentar e so pegar no tranco). O carro é uma frieira. Ainda rodam por ai MILHARES E custa entre 4 a 8 mil um bom fusca.

    Depois eu colocaria a Brasília. É o único carro que você pode dirigir bÊbado, pois o Lula dirige Brasília sem problema nenhum.

    Temos ainda a Kombi, bem melhor que as vans por ai.

    E da GM o invencível Chevelho.

    Da Ford ainda rodam as F100 F75.

    Novidade boa é um chiNês que está chegando por ai com air bags etc por menos que um Siena.

    Pobre anda de ônibus ou nestes carros. Sonhar não custa nada

    Alfredo Viana
    Empresário e Industrial SP
    Tenho mais de 200 veículos nas mãos de meus empregadinhos, mas só uso helicópetro.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pode ter todo o dinheiro do mundo mas como ser humano você é um lixo trabalha numa sala não ajuda ninguém não faz nada de bom a não ser para si mesmo depois vai para sua jaula ,quero dizer condomínio ,trouxa!

      Excluir
  62. Em tempo, meu Bell possuí banheiro . Adoro dar descarga em cima das marginais congestionada.

    Pobre inteligente não compra carro, muda para perto do emprego. Nem que seja viaduto.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Seu acéfalo não é todo mundo que pode comprar casa perto do emprego ,de descarga quando alguém da sua família estiver na marginal !

      Excluir
  63. Vamos tirar os importados, A ford (peças carissimas, melhor juntar a mão de obra e comprar uma ferrari). O punto é bacana pra solteiros, o gol pequenino por dentro. Sobrou os VW e o uno pra pensar em nao se arrepender.

    ResponderExcluir
  64. Falar de carro é complicado, ainda mais quando se fala em valores de compra e manutenção. Mas igual ao mille (que merece muito estar em primeiro nessa lista) não existe outro. Para quem ganha pouco e trabalha muito, é o carro ideal. Agora para os marajás ou pobres metido a besta, que financiam carro caro em 80 meses para se aparecer para os vizinhos e vive endividado e inadimplente, não venham aqui falar besteiras e dizer que carro esse ou aquele que é bom. Vamos ser realistas e "colocar o chapeú onde a mão alcança" ou viver pagando de playboy e andar liso e sem dinheiro.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Esse foi, de longe, o melhor comentário de todos!!!

      Excluir
  65. Gostei muito do Astra 2010: Design/concepção antigos, a ser descontinuado em muito breve, gastão Flex (gasta muito alcóol ou gasolina, você pode escolher). Não tem 16V, não possui controle variável de válvulas, não tem ar -condicionado digital... :- (...MAS: confortável, silencioso, potente e MUITO..220KM/h de máxima, estável em qualquer situação e com todo o respeito, FODA-SE o design, FODA-SE a novidade barata torturante na hora de acelerar, foda-se o carro com pneeu 145/70/13 que canta só de pensar na curva (e olha que tive vários e respeito EM muito o Mille), preço de 1.6, acabamento suficiente e confortável, preço JUSTO para um sedã 2.0. Com todo o respeito aos Sanderos (que lembra o Mille na grossura das chapas de aço estampado na porta, só que duas vezes mais caro e que é um carro bem inferior ao que pedem por ele. Um aparte ao FOCUS, ótimo carro e ao Mille e Clio, os mais honestos). Mille é honesto.

    ResponderExcluir
  66. Pessoal, saibam separar as coisas. Esta não é uma lista dos melhores carros. E isto é a opinião do autor.
    Todos aqui, independente do nível de conhecimento sobre o assunto carro, adoraria sentar em super máquinas possantes, porém esta não é a realidade.
    Falar mal de 1.0 é fácil. Porém eu tenho uma experiência:
    Hoje tenho um 307 Feline Sedan 2.0 16v. Um carro muito bom até agora. Motor forte, econômico e confortável. Anteriormente eu tive um Ford Ka 1.0 MP3. O essencial para o mínimo de conforto hoje em dia ele tinha: Ar Condicionado e Direção Hidráulica. Até itens que são dispensáveis como abertura interna do porta-malas.
    Na estrada, era valente. Já rodei com 4 Adultos, porta-malas cheio (o que não é nem um pouco difícil se tratando de um Ka) na Castelo Branco no limite de velocidade (120 km/h) com tranquilidade. Claro, viajar com o 307 é muito melhor e prazeroso. Sobra motor. Fora que na estrada os dois fazem a mesma média: de 14 à 15 km/l na gasolina.
    Porém o Ka me deixa uma enorme saudade. Como era bom andar na cidade de São Paulo com ele. Rápido na medida do possível, ágil e praticamente todas as vagas os serviam.
    Carro 1.0 não é das piores coisas possíveis. O problema nos populares, no meu ponto de vista OK (MEU), é a falta de segurança e projeto muitas vezes sucateados.
    Obrigado.

    ResponderExcluir
  67. Já imaginaram num carro que leva o nome de sua marca? Quando alguém fala: "aquele Fiat preto..." vários pensarão num 147 ou num Uno preto, duvido que uma pessoa imaginará um Palio ou um Punto. Um privilégio de sua simplicidade e de sua singularidade.

    ResponderExcluir
  68. Parece que não entenderam essa lista...
    Não olhem beleza, design etc.. mas procurem analisar principalmente em foruns as opiniões de proprietarios e vão ver muita coisa que acreditam que pensem ser "bacanas" com um bocado de criticas e correções a serem feitas...
    Ai voltem e vejam essa lista..
    Em resumo : Tivemos retrocesso !
    Querem um exemplo :
    A gm ta tirando o excelente Astra e Corsa Sedan 1.4 que só precisariam no caso do Astra de restilização interior e no Corsa mudança design e interior pq do resto o carro sempre foi e é excelente ! E olhem o tal COBALT que vem por ai é de chorar...kkk E pior vai ter gente dizendo que o carro é show de bola e maravilhoso !

    ResponderExcluir
  69. Concordo com alguns, como o Clio, Mille, Focus, Gol e Polo... agora Logan e Sandero, no way...

    Falando do Polo, esse carro é fantástico, e é um injustiçado pelo mercado, a VW nunca conseguiu vender bem esse carro... como é bom guiar esse carro, direção no peso correto, direta, precisa, rigidez do chassi e carroceria fantástica, o câmbio é o estado de arte de uma caixa manual, o acabamento geral e seus gap todos milimetricamente iguais, resumundo: acelera bem, faz curva bem, freia bem.... é um carro que até hoje deve fazer inveja à engenharia da concorrência... concordo em número e grau que ele é menor, mas melhor que o Golf...é um carro para quem gosta de tocar, só merecia uma mecânica mais "forte" como as do GTi que vieram para cá....eu trabalho na engenharia de uma montadora, quando entre amigos comentamos sobre Gol e derivados, Fox, os descrevemos como carros, quando comentamos sobre o Polo, o descrevemos como Automóvel.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. UMa opção interessante é o Polo hatch 2,0, antigamente versão "GT" que hoje é sportline 2,0.

      Excluir
    2. uno o melhor carro do Brasil.Esquisito

      Excluir
    3. considerando que são os 10 melhores carros que posso... lembrando que o critério aqui é economia!

      Excluir
  70. Só tem lixo nessa lista. Corolla é o carro ... Uno!!!!!!!!!!!!! Isso nem se pode chamar de carro, ele tem os opcionais e conforto de uma carroça.

    ResponderExcluir
  71. Uno?Não erraram no texto?Melhor comprar uma moto.

    ResponderExcluir
  72. Carro mesmo é um Puma GTB nervoso 4.1 Vrummmmmmmmmmmmmm!

    ResponderExcluir
  73. strada é que e carro, nunca deixa na mão.

    ResponderExcluir
  74. A lista é ruim do início ao fim.

    ResponderExcluir
  75. tirando o POLO o resto não vale nada.

    ResponderExcluir
  76. A lista é bem popular, próximo da realidade dos carros usados que vemos rodando pelas ruas pelo menos de bh.

    ResponderExcluir
  77. Só vi dois carros na lista, polo e focus, o resto não é carro ,só vai servi pra dar dor de cabeça ou dor no corpo .
    Fabio .

    ResponderExcluir
  78. PERDI MEU TEMPO

    ResponderExcluir
  79. Boa tarde meu caro. Sou suspeito para Falar do Focus, pois tenho um Escort RS (mk7), e já tenho um bom apego pela linha, e quando trocar meu carro, é um Focus que ocupará o lugar dele na garagem.

    Parabéns pela postagem.

    ResponderExcluir
  80. Só vou dizer uma coisa...tenho um uno Mille com kit way 2007 ele já está com 280 mil km e o motor está intacto não baixa óleo e não está fumando, ou seja, perfeito. Lembrando que desses 280 mil km 75% foram realizados em estrada de terra batida e não ando nelas a menos de 100km/h.

    Um abraço!

    ResponderExcluir
  81. ola turma !todos esses modelos citados são bons más devem se levar alguns aspectos para viagens de longas distancias de preferencia a regiões como chile uruguai e argentina nenhum deles servem pois não tem conforto e também pouca potencia debaixo do capo.
    carros nacionais que aguentam longas distancias são:
    santana 2.0 MI completo ap 2000;
    vectra 2.0 gls /2.2 gls /cd;omega gls 2.2 ;
    astra hath ou sedan 1.8/2.0 8v ou 16v;
    honda civic 1.8 16v; toyota corolla/filder 1.8 16v;
    ford focus 2.0 16v ou 1.8 16v;
    golf 1.6 ou 2.0;
    parati turbo 1.0 16v turbo/gol turbo 1.0 16v;
    fiat Brava 1.6 ou 1.8 16v;
    estes citados são que tem melhor conforto,diribilidade,opicionais:dh,conjunto elétrico,AC e etc. potencia de sobra para fazer ultrapassagem de for segura e sem colocar a sua vida em risco e outras pessoas que estiverem junto.
    caso pegar algum dos carros citados uno logan etc para viajar longas distancia esqueça vai de onibus itapemirim penha rapido federal motta ou vai de Pluma ou garcia!good bye!!!!!!!1

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Voz da Verdade04/07/12 13:42

      Good bye!
      E não precisa mais voltar, quando tivermos uma vaga de opinador sem sentido te chamamos!

      Excluir
    2. Bom, Pega Esse Gol Turbo e Vai de Pista contraria até Achar um 9Eixos Carregado, Bata de frente e veja como ele é bom de segurança ;]

      Excluir
  82. GOL É GOL,desses populares que vedem no brasil é o melhor atualmente,mais apresentável,confortável etc... apesar de também apresentar alguns defeitos, porém qual é marca de carro no momento que não apresenta defeitos?

    ResponderExcluir
  83. É uma pena ver como brasileiro gosta de qualquer porcaria.
    Aceita pagar por carroças que custam uma fortuna com impostos altíssimos.
    Ainda parece que estamos no tempo do sindicato dos metalúrgicos andando de fusca e brasília.
    Enquanto as montadoras Ford , WV, GM , Fiat já a anos no Brasil ficarem ditando a regra agente vai só vai comprar lixo.
    Eu já sai dessas montadoras, comprei Kia, Citroen e Hyunday e fiquei muito satisfeito, vou partir agora para uma Mitsubhi

    ResponderExcluir
  84. NÃO, MELHOR É UM JEEP WILLYS PARA IR PARA QUALQUER LUGAR.OK... GALERAS

    ResponderExcluir
  85. Augusto Brod25/09/12 19:22

    Faltou Astra 2011 nessa lista...
    0a100km/h em 9 segundos;
    topa em 230km/h no velocímetro, mas de real é 209km/h pelo GPS;
    10.5km/l na cidade com ar ligado e 16.4km/l na estrada (na faixa de 90 a 120);
    Liga leve aro 16,Excelentes pneus,Estável e boa suspensão.
    Ar digital, interior revestido(emborrachado e veludo) e sem "lata".
    Sempre completo: Airbag, Aerofólio,controles do som o volante, bluetooth, bancos em concha com ajuste lombar e de altura, volante escamoteável, cambio com relações curtas, direção hidráulica, faróis de neblina frontal e traseiro, mala com acesso interno, alarme, faróis com regulagem de altura e intensidade, computador de bordo.
    esteve a venda por 43900 0km o modelo 2011 ultimo antes de sair de linha.
    Conheço o carro porque minha esposa comprou este último modelo.
    Quando viajamos vamos nele. Eu tenho um Fusion 2.5, mas me desapontei muito, pois arranca menos que astra e gasta mais combustível além de travar a 180km/h.

    ResponderExcluir
  86. Que Democracia e esta que nao se pode opinar sobre o que Eu penso??
    Este realmente e um Pais longe de ser uma Nacao.
    Meu Nome e Aurelio

    ResponderExcluir
  87. UNO E CELTA, MUITO SIMPLES , POLO E PUNTO ,CAROS PELO Q OFERECEM,FUCUS CARO, POREM BONITO E BEM EQUIPADO!

    ResponderExcluir
  88. FUSCA E O CARRO!

    ResponderExcluir
  89. Pessoal, dei uma lida na maioria dos comentários de vocês e cheguei a uma conclusão: O Focus foi o único carro que não vi falarem mal. Realmente o carro é excelente. Comprei um 2008/2009 1.6 Flex e estou adorando. Ja andei em outras versões e realmente ele é um pouco mais duro, mas não chega a me incomodar. O motor 1.6 de 111 cv (alcool) anda muito bem e não deixa nada a desejar comparado com outros 1.6 do mercado.

    Falam que carros da Ford são careiros, mas isso não é mais uma realidade. Isso foi uma fama que a Ford pegou e não sai da cabeça das pessoas.

    ResponderExcluir
  90. Antes de começarem as ofensas, tem que ver o tipo do bolso do interessado no carro, pois comparar mille com novo focus, a distância de carro e valores é enorme..

    ResponderExcluir
  91. https://www.youtube.com/watch?v=wlf-8mDJwhM
    O melhor que o dinheiro pode comprar.

    ResponderExcluir
  92. Enfim conclusão qual é a melhor compra pelo principio racionalidade, custo benefício.

    Claro que tem que considerar categorias, mas esquecendo se é uma Minivam, ou Perua, Sedam ou Hatch o que importa é encontrar um denominador comum que justifique carro A ou B.

    Belo Horizonte, 14 de junho de 2013

    ResponderExcluir

O Ae mudou de casa! Todos os posts do blog foram migrados para o site. Por favor busque por este post no site e deixe o seu comentário lá.
Um abraço!
www.autoentusiastas.com.br

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...