Google+

28 de fevereiro de 2010

O SONHO INTERROMPIDO

Muitos conhecem a saga do homem que deu início aos muscle cars nos Estados Unidos, o senhor John Z. DeLorean. Muito conhecem também a realização do seu sonho, infelizmente com final triste, a DeLorean Motor Company e seu famoso DMC-12.
Mas nem todos conhecem a história de um carro em especial, mais especificamente o chassi 502, um DMC-12 aparentemente normal, com sua carroceria de aço inoxidável aparente. O tal 502 foi o carro escolhido para servir de veículo de teste para o propulsor protótipo do que poderia ter sido o DMC-12 biturbo.
O DeLorean convencional, com seu manco PRV (Peugeot-Renault-Volvo) V-6 traseiro, não tinha um desempenho, podemos dizer, bom. Os 170 cv não eram suficiente para empolgar. O DMC-12 acelerava aos 100 km/h em longos 10,5 segundos, e as marchas longas demais só pioravam a situação nas retomadas.
A empresa Legend Industries, associada à DeLorean Motor Company, investiu nos trabalhos para criar o carro com um V-6 praticamente novo, todo redesenhado, onde milhões de dólares foram gastos. Ao ver o motor na feira de Los Angeles em 1981, DeLorean imediatamente encomendou cinco mil unidades para colocar em linha de produção como um caro opcional de US$ 7.500,00. O resultado foi surpreendente, com a potência em torno dos 350 cv graças a duas turbinas IHI e dois intercoolers. Os números de aceleração caíram pela metade (0-100 km/h em 5,8 segundos e agora o 1/4 de milha chegava em 14,5 segundos).
Mas logo veio a crise na empresa, e a DMC baixou as portas por conta dos escândalos e perseguição policial por suposto contrabando de drogas nos carros vindos da fábrica na Irlanda e outros problemas legais. Somente o carro 502 recebeu o novo motor, e o pedido ao fabricante foi cancelado.
Atualmente, o carro 502 ainda existe, em mãos de colecionador e com o motor original. Mais uma unidade do motor, feita na época para fins promocionais, também permanece conservada. Duas grandes relíquias do mundo automobilístico.

12 comentários:

  1. Como eu costumo acreditar em teorias da conspiração, acho que a DMC teve vida curta por conta de manobras e falácias criadas pelas "big three".
    Do ponto de vista de custo, é meio estranho que o DeLorean tenha optado por um V6TT ao invés de um V8 OHV tradicional, pois 350hp era algo que existia na época na configuração V8 aspirado.
    A única explicação que eu consigo achar é o fato dele exigir motores leves, ou seja, estar preocupado com o equilíbrio e comportamento dinâmico do carro. Porém, sabemos que tudo isso custa. O mercado estava disposto a pagar por isso?

    ResponderExcluir
  2. Eu teria um . Chassis Lotus mais Duplo turbo combinam.

    ResponderExcluir
  3. Hahaha!

    O "imortalizado" DMC-12 está passando agora na telinha... Back to the future I.

    Lá nos idos de 80/90 esse carro era um sonho de consumo, pra mim.

    Que bacana! Eu não sabia da existência do estudo de uma versão 'menos manca' para o DeLorean.

    Quem sabe se não houvesse os supostos escandalos com Mr DeLorean e a adoção de um SBC, por exemplo, ele não tivesse uma vida mais duradoura.

    Milton. Vc tem mais specs dessa configuração? Me pareceu ser injeção mecânica esse V6...

    ResponderExcluir
  4. Milton, o problema da DMC e seus veículos foi o excesso de consumo.. de cocaína...

    ResponderExcluir
  5. Bussoranga, esse é um daqueles casos em que nunca saberemos se o mercado pagaria.
    abs,

    ResponderExcluir
  6. Chiavaloni, o carro tinha injeção Bosch K-Jetronic.

    O que eu consegui de informações é a mesma coisa que está na foto da plaqueta em cima da tranmissão, nada mais.

    Há poucos registros técnicos sobre esse motor, pesquisei em livros sobre o carro e nada mais profundo.

    abs,

    ResponderExcluir
  7. Bela história.
    Marty McFly aprovaria, hehehe.

    Um V8 SBC não rolaria, com certeza a GM ia dar um jeito de ferrar com a DMC se o carro começasse a vender muito.

    ResponderExcluir
  8. hehehe... com certeza o carro do filme era o 502, não?

    ResponderExcluir
  9. Muito interessante, não conhecia essa passagem na história do DeLorean.

    A ironia disso tudo é que John Z., crítico feroz de sua ex-empregadora GM, cometeu o mesmo erro que a própria quando lançou o Corvette com um motor de 6 cilindros fraco demais para a proposta do carro.

    A GM ainda conseguiu reverter a situação porque já tinha o motor certo na prateleira, mas a DMC ficou no mato sem cachorro. Acho que até mesmo algum V8 da American Motors (então em vias de ser comprada pela Renault) teria sido uma escolha melhor que o V6 PRV - mas aí o carro ficaria com a pecha de Rambler disfarçado. Mundo cruel...

    ResponderExcluir
  10. O motor em si (V-6 aspirado) não era o grande problema, o escalonamento de marchas que é péssimo. Longo demais.
    abs,

    ResponderExcluir
  11. Mais uma história totalmente desconhecida por mim. Uma pena não ter dado tempo de vender os DMC 12 com esse motor V6 biturbo. Gosto muito desse carro, mas sempre considerei um "pecado" o desempenho modesto.

    ResponderExcluir
  12. Show !!! eu nunca me esqueço do filme DE VOLTA PARA O FUTURO onde o carro utilizado é um DMC.

    A muito tempo atras eu vi em aguas de lindoia um DMC DeLorean....

    Abraços Milton!

    Fernando Gennaro

    ResponderExcluir

Olá AUTOentusiasta, seu comentário é sempre bem-vindo! De preferência, identifique-se ao comentar.
Atenção: comentários contendo ofensas pessoais, a marcas, a fabricantes isoladamente e/ou em conjunto, a nacionalidade de veículos, bem como questionando práticas comerciais lícitas e margens de lucro aceitáveis nas quais este blog não interfere, bem como o uso de palavras de baixo calão e a exposição de outros leitores ao ridículo, não serão publicados. O AUTOentusiastas se reserva o direito de editar os comentários sem declinar motivo.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...