28 de abril de 2010

CONFUSÃO RESULTADO DE BURRICE

Na área de desembarque do aeroporto do Congonhas, na capital paulisa., há algumas dessas placas de  sinalização de trânsito. A placa com um "E" preto e duas barras vermelhas que se cruzam, a R-6c siginfica "proibido parar e estacionar". Mas abaixo há um complemento, "Permitido embarque e desembarque". Tudo errado.
O Anexo I do Código de Trânsito Brasileiro definie estacionamento como a "imobilização de veículos por tempo superior ao necessário para embarque ou desembarque de passageiros". Bastaria à autoridade de trânsito, no caso a Companhia de Engenharia de Tráfgo, adotar a placa R-6a, que só tem uma  barra diagonal -- estacionamento proibido -- e estabelecer tempo máximo para embarque e desembarque, digamos, 3 minutos.
Agindo desssa forma, o Código estaria sendo cumprido -- não é favor, mas uma obrigação do órgão -- e a parada naquele ponto estaria regulamentada. Não era preciso conflito entre placa e dizeres.
Há uns meses apontei essa falha para um agente da CET (marronzinho) e ele me respondeu que "não adianta".
Agora, se um assunto simples como esse não consegue ser tratado como deve pela CET, o que se pode esperar da gestão do trânsito paulistano? Nada mais que o caos.
BS

12 comentários:

  1. Bob, tem toda razão! Há evidente desconhecimento da legislação de trânsito por parte daqueles que deveriam seguí-la à risca.

    Lembrando que em caso de multa pode ser usado o preceito do art. 90 do CTB, que torna a multa de trânsito insubsistente em caso de sinalização imprecisa.

    ResponderExcluir
  2. Pois é, vai ver que o cabeçudo que plantou a placa imaginou que as pessoas fariam embarque e desembarque com o carro em movimento! É rir para não chorar, um verdadeiro "Febeapá" no trânsito... Depois esses mesmos brilhantes aparecem para encher o peito e dizer que radares fixos espalhados aos borbotões aumentam a segurança no trânsito. "Este país" vai de mal à pior...

    ResponderExcluir
  3. Marcus Maia28/04/10 20:07

    O teclado está quebrado?

    paulisa.
    siginfica
    Tráfgo

    ResponderExcluir
  4. burro é pouco... outra coisa que eu seguidamente vejo são as cores das luzes do semáforo para pedestres erradas.

    Onde a lampada com a imagem de um pedestre deveria ser verde, é colocado uma lampada vermelha.

    ResponderExcluir
  5. Isso tudo porque a intenção não é organizar, fazer tudo funcionar corretamente, ajudar e proteger as pessoas. A verdade é que todo esse sistema é voltado unicamente para arrancar dinheiro da gente. É uma indústria, uma mina de ouro.

    ResponderExcluir
  6. Como o Runner disse, talvez eles queiram que o passageiro se atire do carro em movimento!
    Por aqui vemos, sem nenhuma cerimônia, placas "Pare" em vários pontos (inclusive no centro) de rotatórias. Numa delas, inclusive, um cidadão estaciona um caminhão "prancha" no centro da rotatória, junto de uma das placas indicando parada obrigatória. Acho que ele está seguindo "à risca" as insanidades das autoridades de trânsito...

    ResponderExcluir
  7. Pare em rotatoria? Onde ja se viu isso? Só pode ser em algum filme de comédia, ah não, isso é no Brasil, uma comédia constante onde os palhaços são os cidadãos...

    ResponderExcluir
  8. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  9. Rodolfo Milet29/04/10 10:03

    Como se não bastasse as placas erradas, tem outras coisas que só mesmo um "gênio" inventa de colocar. Não sei se isso acontece em outras cidades, mas aqui em Brasília, na pista dos anexos sul dos ministérios tem lombada e faixa de pedestre na sequência; ou seja quando os carros param na faixa, acontece de um motorista acabar "pendurado" em cima da lombada com as rodas da frente ou as traseiras levantadas. Bastava apenas as faixas, pra que lombada?

    ResponderExcluir
  10. Nas cidades do Entorno em Brasilia também há placas de PARE junto às rotatórias. Devem achar o triângulo do "Dê a preferência" muito feio. Ou, o mais provável, a placa de PARE custa mais caro, e, seguindo a lógica dos nossos belos administradores, melhor para superfaturar.
    E os radares de 50 Km/H nas rodovias do DF? Já sei, o DF tem tão pouco espaço que construir passarelas custaria caro demais. Deve ser isso né? As lombadas seguidas de faixas de pedestre são um clássico de Brasília. Ou as faixas de pedestre criando degraus na pista.

    ResponderExcluir
  11. Veja bem, é proibido parar e estacionar "na linha amarela". Dizeres bem vísiveis na placa em questão.

    Assim sendo, deve-se imaginar que não estando o carro sobre a linha amarela é permitido sim esmbarque e desembarque de passageiros.

    Suposto argumento exdúruxulo de um "adevogado" que trabalha exatamente como os políticos e quem manda colocar essas placas idiotas. Burocrático e legalmente aceito.

    Brasil...

    ResponderExcluir
  12. Verdadeiros degraus na pistão são comuns nas vias da Bahia, desde o sudoeste do estado até a capital, por todo canto a verdadeiras montanhas no asfalto, a unica coisa boa é que la não se veem carros rebaixados...

    ResponderExcluir

O Ae mudou de casa! Todos os posts do blog foram migrados para o site. Por favor busque por este post no site e deixe o seu comentário lá.
Um abraço!
www.autoentusiastas.com.br

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...