10 de maio de 2010

CAMARO SS

Texto: Arnaldo Keller

Não estava nada programado. Apenas passei na casa do primo Paulo para darmos umas voltas e ver uns carros. Era sábado pela manhã e o que mais nos interessava era darmos uma volta juntos, bater um papo. Chegamos à loja Só Veículos, que fica na Av. Europa, 851, e de cara quase caímos de costas quando lá vimos o único Ferrari 458 Italia da América do Sul. Ali ele chegou antes do importador oficial conseguir trazer o seu.

A conversa ali era a seguinte: como é que a Ferrari conseguiu deixar o modelo ainda mais bonito? E é bonito e funcional. Não há nada ali que não seja funcional. O 458 é um exemplo de união da arte com a tecnologia. Essa conjunção resulta numa coisa que não pode ser chamada somente de obra de arte, nem somente de máquina. Não sei bem o que é aquilo, mas sei que tem o poder de nos deixar extasiados.

Parece que em breve vou dar uma guiada nele.

Da enorme variedade de carros que há na loja, alguns Corvette, uns dez Ferrari, mais outros tantos Porsche etc, etc, eu estava mais interessado no novo Camaro. Acho que ele representa muita coisa na reedição da antiga briga entre os pony cars: Mustang x Camaro x Challenger. Briga boa. Fora os modelos “potentes mas nem tanto”, todos oferecem opções de motor V-8 com mais de 400 cv e 50 kgf.m de torque. Cabem 4 pessoas, apesar de os de trás sofrerem um pequeno aperto, e numa cidade normal os podemos usar no dia a dia. Um dia a dia gostoso, por termos à disposição enorme energia contida.


Você lembra do seriado de TV Fury? Aquele do garanhão selvagem das pradarias? Pois é. O garboso Fury é o Corvette ou o Viper, e esses pony cars pra mim representam aquele fiel cavalo do fazendeiro, aquele cavalo calmo, obediente, confiável, que, apesar de não ser tão lindamente impressionante quanto o Fury, é o cavalo que mesmo levando sela e um o fazendeirão no lombo consegue emparelhar com o Fury para que o lacem. Manja? Na hora do vamos ver era ele quem, modestamente, resolvia a parada.


Eu já guiara um Mustang Bullit de 315 cv e um Challenger de 425 cv. Ambos muito bons, cujos únicos senões, pra mim, são o ainda pesado eixo rígido na suspensão traseira do Mustang, um sistema que deixa a desejar, já que a traseira quica quando aceleramos ou curvamos num piso irregular, e os excessivos tamanho e peso do Challenger, apesar deste ter uma suspensão primorosa (traseira independente multibraço).


O Camaro SS que guiamos une as qualidades dos concorrentes e não apresenta os “defeitos”. Ele é compacto e leve como o Mustang, e tem a suspensão ótima como o Challenger. Sua traseira também é independente, daí que ele traciona muito bem e está sempre com ela grudadinha no chão. Ele nos inspira muita confiança. Muito obediente e rápido. O modelo SS tem a suspensão mais firme que os modelos V-6, menos potentes. Firme, mas, confortável, no ponto.

Ergonomia perfeita. Logo achamos posição ótima de guiar. Volante vai e vem, sobe e desce. Volante no peso certo, nem pesado nem leve, e com resposta certa, nem rápido nem lento demais. Sistema de cremalheira e pinhão. Perfeito. Pedal do freio também. Nada de toca-estanca. O primo Paulo, acostumado com o pedal do seu Corolla, que toca-estanca, ao guiar o Camaro, estranhou, achando-o pesado. Mas esse é o jeito certo, o jeito em que podemos dosar corretamente a freada numa emergência, ou mesmo numa pilotada mais forte e precisa. O câmbio do que experimentamos é automático de seis marchas, com posição também para manual, ou seja, opção de usar as borboletas atrás do volante. As borboletas estão no próprio volante, ou seja, viram junto com ele. Não são do tipo fixadas à coluna, como nos Ferrari. Prefiro esse último jeito, porque assim sempre sabemos onde as borboletas estão. Quando elas são das que viram junto com o volante, é fácil a gente não as achar ao curvarmos.
Há também o câmbio manual – meu preferido, com a boa e velha alavanca – de seis marchas.


O motor é um canhão, mas consegue ser suave e dócil quando tratado da mesma maneira. O pedal do acelerador tem o peso certo, ou seja, não é leve demais, deixando que nele apoiemos o pé. O início do seu curso é calmo, o que permite que o aceleremos progressivamente, sem reações estúpidas, coisa comum em carrinhos fracotes de 4-cil que temos por aqui – carrinhos estupidinhos, que ao primeiro toque ameaçam andar forte, mas depois não andam nada. No Camaro SS é diferente: no início é calmo, e apertado mais fundo, um monstro. Assim é que é bom. É um fortão gentil.

O motor do SS é o mesmo do Corvette, de 6,2-litros, só que tem a taxa de compressão um pouquinho mais baixa, de 10,4:1, sendo que no Corvette é de 10,7:1, daí a pequena diferença de potência: 422 hp e 426 hp. (428 cv e 432 cv, respectivamente)  O torque é brutal: 57,4 kgf.m.


Estava chovendo, daí deixamos o controle de tração ligado, para não fazermos besteira. Não gosto muito que me controlem, mas o controle do Camaro SS é bem liberal, só interferindo exatamente no momento em que se vai aliviar a aceleração. Então, nada chato, já que ele e eu concordamos sobre o momento de agir. Com chão seco, e conhecendo melhor as reações do carro, tudo bem desligá-lo. Mas não era um teste que fazíamos, era só uma voltinha. Além do mais, estávamos em via pública e ainda nos resta alguma responsabilidade e inteligência.


Resumindo: é fácil se apaixonar por algo que acreditamos perfeito, que se encaixa nos nossos padrões do ideal. Não vi nem senti nenhum defeito, nada que me desagradasse, e me pareceu que precisaria de bastante tempo para achar algo fora do certo. A primeira impressão de teto baixo, que sentimos na primeira sentada ao volante, logo passa. Quem disser que sente isso é porque ainda não guiou o carro. O Camaro SS que guiamos está com rodas aro 22 e os pneus têm perfil muito baixo (265/35 R22 e 295/30 R22). Não são os originais, que são 245/45R20 e 275/40R20. São rodas bonitas e tal, mas tenho certeza que amassam no primeiro buraco ou tartaruga que pegarem pela frente, além de darem mais aspereza que o planejado pelos competentíssimos engenheiros da GM.


Esse carro é pra dar nossos parabéns à GM. Esse é um que precisava ser feito. Foi só um passeio dentro de São Paulo numa manhã de sábado chuvosa, daí que não é pra ficar aqui contando muito.

Veja os filminhos e nos acompanhe um pouco.






44 comentários:

  1. Edu Novelletto09/05/10 22:38

    Excelente! Resume o post e o carro, simples assim. Os vídeos também, muito bons e explicativos, e deve ser impagável a sensação de um monstro desses destracionando com tanta facilidade, hein?!
    Certamente o carro é um ótimo 'brinquedão' na faixa de preço e como tu dissestes, Arnaldo, desbanca Mustang e Challenger fácil fácil.
    Imagino a cara de quem te viu esticando pelas ruelas fazendo o bixão destracionar, rsrsrs

    ResponderExcluir
  2. O carro é cheio de defeitos:

    1º - Não é um hardtop legítimo.
    2º - Faltam cromados.
    3º - Senti falta da opção do teto revestido em vinil.
    4º - As rodas são muito grandes.

    5º - Não está na minha garagem (este sim, o pior defeito de todos).

    FB

    ResponderExcluir
  3. Ouso discordar com o que o Edu afirmou.

    A vantagem que o Camaro tinha sobre o Mustang desapareceu agora que a Ford adotou novos motores na linha 2011. Apesar do eixo rígido, testes da imprensa norte-americana já apontavam que o handling do Mustang era melhor (talvez pelo menor peso), e agora com o motor 5.0 o desempenho também passou a ser superior. O Challenger, sempre correu por fora. Mas os três são lindos e a competição, como sempre, estimula a evolução. Vamos esperar os modelos importados oficialmente (Mustang e Camaro) e esperar que venham por um preço razoável.

    ResponderExcluir
  4. Maldito seja, AK!
    Agora que eu não sossego até conseguir cacife pra ter um monstro desses na minha garagem.

    Gustavo

    ResponderExcluir
  5. Até o som do motor é magnífico!

    ResponderExcluir
  6. Alan Lopez10/05/10 05:15

    As rodas do camaro são bonitas apesar do tamanho exagerado , porém , como rezo sempre virado pra Stuttgart , por esse preço , é Cayman na cabeça.
    Não achou o painel da 458 Italia "modernoso" demais? .

    PS. Alguém já andou no Cayman? , como é.

    ResponderExcluir
  7. Mister Fórmula Finesse10/05/10 08:57

    Lindo carro, pena que é uma realidade tão alheia a nossa; acostumados que estamos a maré de quatro cilindros, um Camaro desses seria o Olimpo!

    Bela avaliação Arnaldo, façamos votos que possa guiar o "estado de arte" Ferrari 458.

    ResponderExcluir
  8. Merecia o câmbio manual de seis marchas... mas mesmo assim, animal demais o carro, show de bola.

    ResponderExcluir
  9. Todas essa recriações dos clássicos, tem um defeito grave: são mais feias que os originais em que se inspiraram.
    É o caso desse Camaro, parece um Hotwheels em escala 1:1 (ou será 0,8:1 de tão superdimensionado?).
    Mas mesmo assim, passa...
    E como mecânica não discuto, deve ser excepcional.
    Resumindo: como bem disse o FB, pode deixar um lá em casa que eu aceito...

    ResponderExcluir
  10. Leandro SIlveira10/05/10 09:37

    só por curiosidade, qto custa uma belezura dessas com câmbio mecânico?!?

    ResponderExcluir
  11. Arnaldo Keller10/05/10 09:47

    Edú,

    A cara de alguns ali da rua era de estar prestes a chamar a “puliça”.

    Felipe Bitu,

    1- E daí que não é hardtop, etc. As linhas da capota são harmônicas e aerodinâmicas. Gostei.

    2- 3 - Não senti falta de cromados, nem do teto de vinil, coisas que o comprador pode colocar ou podem vir no futuro, se outros lhe fizerem coro.

    4- Também achei as rodas grandes. As originais ficam melhor.

    5- Também acho. Tendo um na sua garagem eu ia guiar ele direto.

    João Paulo,

    No texto eu disse que em pisos irregulares sentimos a diferença nas suspensões. Em piso bom até que não faz tanta diferença.
    Os americanos não os guiaram aqui em São Paulo. Tenho certeza que se o tivessem feito teriam a mesma opinião que a minha.
    O Camaro “caminha” muito melhor em piso ruim, e isso não é só conforto, é segurança. Suba uma serra andando forte, com um eixão de picape na traseira, e de repente pegue um chão todo enrugado pra ver o que é encrenca.

    Alan,

    O Cayman deve ser o máximo. Ainda não o guiei. Mas é um carro com diferente propósito.
    Quando a gente senta o traseiro no 458, a gente respeita. O carro nos impacta, evidenciando a competência dos caras. Eu gostei. O futuro, pra eles, já é o presente.

    ResponderExcluir
  12. Aquele humilde Gol num canto do vídeo é uma mensagem subliminar para nos sentirmos ainda mais humilhados em nossa mediocridade automotiva?

    ResponderExcluir
  13. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  14. Há e três dúvidas Arnaldo, quanto custa este carro que você testou?
    E será que a GM realmente trará ele mesmo que seja o V-6,quanto custaria aqui no Brasil?

    ResponderExcluir
  15. De fato, essas rodas gigantescas (e mesmo as originais também o são) com pneus ultrabaixos mostram a que ponto estamos chegando de exagero nos carros atuais.
    Vejam o tamanho dos LPs que freiam o bonitão. Não acham, a exemplo de mim, que passou da hora de haver uma alternativa de freios que tenham o mesmo poder de parada, mas tamanho menor? Pensem aqui como na transição de freios a disco para tambor, em que novas possibilidades foram abertas justamente por causa de um sistema novo.

    Um eventual substituto para os freios a disco com menores dimensões permitiria que tal sistema fosse montado em rodas menores. Rodas menores, por sua vez, permitem caixas de roda menores e, consequentemente, menos invasivas. E caixas menos invasivas, como sabemos, geram mais espaço aproveitável para uma plataforma, que pode assim ser menor e mais leve.
    Que os freios a disco nos prestam um bom serviço por décadas, disso ninguém duvida, mas que já estamos chegando ao limite de capacidade desse sistema e, por essa causa, consequentemente foi encorajado um modismo de rodas gigantes com pneus baixos demais, isso também é verdade.

    Assim como presenciamos o impacto benéfico da passagem do tambor para o disco, está na hora de outro impacto benéfico na transição do disco para alguma outra coisa que ainda não se sabe qual é.

    ResponderExcluir
  16. Belissimo relato sobre este Camaro (monstro negro),estou curioso de o porque a GM com uma dúvida tão grande, ainda não vende esse carro para vários mercados oficialmente como o Brasil,ainda mais sabendo que o carro tem grande aceitação pelo publico.

    Curiosos sim,pois ela enfrenta uma seria crise interna e precisa vender tudo o que produz, independente de modelo ou valor,se ela não vender em um mercado como o brasileiro, outros como Hyundai,Nissan virão e venderam algo parecido em proposta e preço semelhante.Posso estar errado,mas acho que a GM demora muito a tomar decisões que melhorariam muito sua imagem perante seus clientes e outros que poderiam migrar para ela.

    Sobre o carro do post,o Arnaldo deve ter apavorado a vizinhança,e como o anônimo acima disse coitado do golzinho e de mim mero mortal.

    Já tinha lido sobre o Challenger e o Mustang e o Camaro,mas depois do relato de uma pessoa que dirigiu o carro,da pra se confirmar algumas coisas que eu acreditava serem verdades, como o eixo rígido traseiro do Mustang que no limite e em piso ruim tem seus deméritos e o excesso de peso do Challenger que nas curvas mais sinuosas atrapalham seu desempenho.Não acredito que em pleno 2010 a Ford lança um carro como o Mustang com eixo rígido,com os novos motores eles podem até pode arrancar na frente,mas em trechos mais sinuosos e com pilotos experientes,o Camaro deve dar show em estabilidade e aderência e cima do Mustang.Também não gosto de rodas tão grandes,mas essas ai são maravilhosas e me surpreendeu elas patinarem com extrema facilidade,mesmo na chuva,um grande abraço a todos!

    ResponderExcluir
  17. Carro fantastico, RWD, V8, cambio manual (considerando a opcao) 4 lugares, porta-malas e preco imbativel, pelo menos la fora. Muita coisa por pouco dinheiro.

    ResponderExcluir
  18. Arnaldo,
    quanto custa o 458 ?
    Aguardo com ansiedade sua avaliação do carro italiano escandaloso disfarçado de japonês sem pedigree barato.
    Esse 458 é muito falso.

    ResponderExcluir
  19. "...e ainda nos resta alguma responsabilidade e inteligência."
    kkkk... muito bom, AK!!!
    CHAMA A PULIIIIIÇA!!!

    DAMN! Não pude ver os videos por causa do proxy aqui do cliente! mas chegando no hotel será a primeira coisa q eu farei!

    Vc deve ter tocado o terror na vizinhança com este "bandit pony"...

    Abraço

    ResponderExcluir
  20. A polícia americana usa Dodge Charger para perseguição :) Deve ser uma confusão daquelas quando um bandido usa um dos poneys cars.

    A chevy vai importar oficialmente o modelo V8 e está previsto para 2010 ainda. Só resta definir o valor, mas aparentemente vai ficar mais em conta que os camaros já importados e de alguns outros esportivos de verdade como Lancer EVO X, 350Z, Eclipse e etc. Talvez só uns 30 ou 40 mil a mais que o Omega.
    Para quem dinheiro não será problema, mas para nós pobres mortais, nem trabalhando a vida inteira vai dar para comprar.

    ResponderExcluir
  21. Esse post me gerou a incômoda sensação de post pago, os famigerados "publieditoriais". por favor, não percam a isenção que transformou este espaço em referência.

    Steve.

    ResponderExcluir
  22. Deu pra ter um gostinho vendo o AK falando "delicia" dirigindo essa maravilha.

    Pena que exageraram nessa roda, não sei pra que 22...

    ResponderExcluir
  23. Steve, a opiniao do AK coincide com a da imprensa americana a respeito do Camaro.
    Nao precisa inventar pra agradar ninguem.

    ResponderExcluir
  24. Ah é, Adalberto? A citação a Só Veículos foi incidental então?
    Sei perfeitamente das qualidades do Camaro (muitas, diga-se), porém o texto soou laudatório, em prejuízo dos rivais diretos. Não sei se essa foi a intenção do AK, acredito que não, por isso resolvi me manifestar, pelo risco de mais alguém ter partilhado desta impressão.

    Steve.

    ResponderExcluir
  25. Só sei que esse carro ficou animal, parece até aquele carro do Mad Max. Só mudaria duas coisas nesse aí da matéria: colocaria câmbio manual de seis marchas e rodas menores, pra ter mais borracha no pneu. De resto tá perfeito.

    ResponderExcluir
  26. Arnaldo Keller10/05/10 18:44

    Steve,

    Essa sua acusação é séria e pode estar certo que fiquei muito ofendido. Mas já passou e não vesti a carapuça. Há mais de 10 anos que trabalho com jornalismo e ninguém ainda me acusou disso. Vc não me conhece.
    Bom, mas em respeito aos outros leitores, explico: a "só veículos" vende Mustang e Challenger, além do Camaro. Não perguntei nem informei preço de nenhum deles, e nem me interessa saber. E, como escrevi no início da matéria, fui á loja meio que por acaso e o diretor, Humberto, já conhecido meu de uma matéria que fiz com o Mustang Boss citado, matéria para a Car and Driver, gentilmente me ofereceu o Camaro para guiar, sem nem mesmo perguntar se eu iria escrever algo sobre ele. Sabe porque? Porque ele manja de carro e sabe que minha opinião é respeitada, além de simpatizar comigo e além de saber que não vou moer o carro dele. Então, me achei na obrigação de devolver a gentileza e ao menos citar de onde veio o carro. Do mesmo modo cito todos os que merecem, já que sem a colaboração dessas pessoas não testo carro nenhum, em prejuízo do nosso blog.
    Por favor, se restou alguma dúvida, digam. E Steve, se lhe restou alguma dúvida, procure gente decente para te orientar a ter mais respeito.

    ResponderExcluir
  27. Arnaldo Keller10/05/10 18:53

    erlambiker

    Ele não destraciona facilmente, não. O meu primo filmou a mim em vez de filmar pra frente, que é o que interessa, então não deu a sensação do quanto o carro acelerava forte, mesmo com o chão escorregadio. E, cara, são 422 hp....
    A suspensão independente também ajuda nisso. faz as duas rodas tracionarem melhor. O eixo rígido, com o torque que vem do cardan, inclina para um lado aliviando um pneu, que vai destracionar. Sendo independente isso não acontece e ele cavoca com as duas.

    Juvenal,

    meu chapa. Discordo de você. Pergunto: já viu o 458 de perto, ao vivo?

    ResponderExcluir
  28. Muito bom! Isso que é teste de verdade!

    Valeu Arnaldo e Paulo

    ResponderExcluir
  29. Excelente teste, Arnaldo e Paulo.

    Explicou tudo sobre o carro sem ficar dias ralando com ele pra dizer m.... como fazem quase todos hj

    Parabéns.

    ResponderExcluir
  30. Estou torcendo para que vocês façam um teste com a 458.

    Só uma coisa que não entendo, os poneys cars não possuem concorrentes na Europa e Asia? Aparentemente são os únicos desta categoria.

    ResponderExcluir
  31. Aposto que essas rodas gigantes foram "obra" do importador, para agradar a moçada do bostunning. Quanto à 458, tecnicamente falando ela é soberba, mas esteticamente... parece carro japonês (e olha que sou um enorme fã de Ferraris), conseguiu ser mais desinteressante esteticamente que a Mondial.

    ResponderExcluir
  32. Que maravilha de post Arnaldo. Obrigado por nos proporcionar tamanho prazer!

    ResponderExcluir
  33. Arnaldo,

    eu concordo com vc que a suspensão independente é mais eficiente, principalmente no nosso asfalto brasileiro. Concordo que o mustang deveria ter a suspensão independente. Eu tenho um mustang (95) e sei que acelerar em curva no piso irregular não é uma boa.
    A minha ponderação é no sentido de questionar a ideia presente no "inconsciente coletivo" de que a dirigibilidade do camaro seria superior só por contar com a suspensão independente. Em algum comentário alguém até disse que num trecho sinuoso o camaro ganharia do mustang. Eu também acreditava nisso, mas em vários comparativos (ex. motor trend) o mustang, nesse aspecto foi considerado melhor, até por ser mais leve. A aceleração lateral, o slaloon foram superiores, bem como a avaliação do handling no geral. Curioso notar que a Ford já ofereceu o mustang com suspensão independente (cobra), mas não foi bem aceito... acho que os americanos não ligam muito para isso. Abraço, sou seu fã.

    ResponderExcluir
  34. AK

    sobre o carro destracionar,eu quis dizer que fiquei impressionado com a força do motor,que apesar de que naquele momento o asfalto estava molhado,ele surrou as enormes rodas e pneus 22''.

    João paulo,a citação sobre a estabilidade do Mustang fui eu que fiz.Se a Ford conseguiu no Mustang 2011 fazer com que sua suspensão com eixo rígido seja mais eficiente que uma suspensão independente ponto pra ela.
    Eu li uma matéria sobre um Mustang Shelby e um Corvette Sport,não sei se o Mustang era 2011,mas citaram que o que impedia melhor tempo na pista era justamente a suspensão e que o motor era simplesmente espetacular!

    ResponderExcluir
  35. Sobre suspensões traseiras, não esqueçamos que o atual Mustang e o atual Falcon australiano eram para ter exatamente os mesmos órgãos mecânicos por baixo, incluindo aí a suspensão independente.
    Porém, a Ford americana começou a chiar e aí os próprios australianos desistiram de continuar com os americanos. O resultado foi o Falcon, que desde a geração passada tem suspensão traseira independente.

    O Mustang era para ter suspensão independente, mas aí de última hora os projetistas foram ordenados a refazer a seção traseira do veículo para acomodar um eixo rígido. Tudo isso para economizar US$ 100.
    Que o Mustang possa ser um bom carro com eixo rígido, disso ninguém duvida, mas eixos rígidos só funcionam bem em pavimentos impecavelmente lisos.

    Nesse ponto, vantagem para Camaro e Challenger, pois seus fabricantes notaram o quão mais mundial é a suspensão independente. No caso do Camaro, não duvidarei que a GM tenha algum pulo do gato para conter o impacto da evolução do Mustang.

    ResponderExcluir
  36. Nico acima da lei11/05/10 13:41

    tinha que ser o JUVANAL xarope pra vir aqui gralhar com esse papo de 458 sem pedigree. nunca vi um sujeito mais recalcado que esse, credo!

    ResponderExcluir
  37. Arnaldo Keller11/05/10 17:54

    Que fique claro: eu nunca disse que o Mustang era ruim. O carro é show. Uma das coisas que mais gostei nele é a alavanca de câmbio. O trambulador é perfeito.
    Se eixo rígido é melhor, então pergunto: porque os melhores carros não o usam há décadas? Mercedes, BMW, Corvette, etc, etc.
    Mas lembrando, há suspensões boas e ruins, tanto fazendo se são independentes ou de eixo rígido.
    Uma hora vou filmar com as duas e tentar mostrar a diferença.
    Já testei alguns Cobra na pista da Pirelli e lá havia uma saída de curva enrugada. Com o Cobra de independente eu a fazia em 3a mandando a bota e com os de eixo rígido eu fazia em 2a maneirando. Só experimentando mesmo pra saber o que é, ou pondo fé no que um cara diz.

    ResponderExcluir
  38. AK, show! só vi os videos agora, pena que foi numa manhã chuvosa... mas o carro é demais heim! tb sou teu fã! Abs

    ResponderExcluir
  39. O primeiro "american muscle" que me convenceu de verdade. Nunca gostei da escola ianque de carros (exceto o corvette a partir do stingray split window), mas esse camaro novo é de tirar o chapéu! Sou mais um a achar que um grave defeito dele é não tê-lo em minha garagem. De preferência com as 18" do V6.

    ResponderExcluir
  40. Arnaldo Keller12/05/10 20:01

    Carlos Eduardo,

    Concordo plenamente consigo. A de 18 polegadas, que já é polegada pra burro, além de mais bonitas, deixam o carro menos arisco, mais "avisador" do que vai fazer. Aquela dobradinha do pneu nos avisa.

    ResponderExcluir
  41. Além desse importante fator da dirigibilidade ficar mais previsível e menos arisca, muscle car que se preze precisa de borracha entre as rodas e os paralamas. Hoje em dia usam uns frisos de borracha ao redor das rodas e acham isso o máximo.

    ResponderExcluir
  42. E hoje, 18 de maio, ficamos sabendo do boato (?) de que a GMB irá trazer apenas o V-6.
    Será que alguém poderia mostrar os dois filmes mais curtos para alguém lá dentro ? será que ninguém lá na GM de São Caetano nunca escutou esse V-8 de perto ?
    É inacreditável.

    ResponderExcluir
  43. E quem ama esse carro pode alugar para casamento na V8 e Classicos. Veja mais: www.v8eclassicos.com.br

    ResponderExcluir
  44. Aluga pra TD? hehehe

    ResponderExcluir

O Ae mudou de casa! Todos os posts do blog foram migrados para o site. Por favor busque por este post no site e deixe o seu comentário lá.
Um abraço!
www.autoentusiastas.com.br

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...