Google+

27 de maio de 2010

O CHINÊS CHEGOU



Dirigi hoje o chinês Chery Cielo – A3 na China – e gostei. Muito. Por R$ 41.900 têm-se um médio desenhado por Pininfarina com motor DOHC de 1.597 cm³, 81 x 77,5 mm. O motor foi projetado pela AVL, da Áustria e por 0,1 mm no curso não é exatamente igual em dimensões básicas ao VW AP 1600 (81 x 77,4 mm, 1.596 cm³). Só que respira melhor e sua potênca é de 119 cv a 6.150 rpm, com 15 m·kgf de torque de 4.300 a 4.500 rpm. A taxa de compressão é razoável para gasolina, 10,5:1.

Acabamento ainda pode melhorar, mas estão quase lá. Os bancos abraçam bem, mas infelizmente não há regulamgem de altura para o do motorista e nem ajuste distância do volante.  Quem tem menos de 1,75 m não se ajeita bem no Cielo

No conveniente preço está incluído o que a maioria quer hoje: bolsas infláveis frontais, ABS, ar-condicinado e direção assistida hidráulica. Os freios sao a disco na quatro rodas e o tanque acomoda 57 litros.

O importador informou aceleração 0-100 km/h em 14 segundos, que me parece melhor que isso. Vamos ver o que o VBox da revista Carro diz. A máxima é de 170 km/h e em quarta, pois o esquema do câmbio é 4+E xiíta. Quinta, 120 km/h, 3.000 rpm, perfeito.

A suspensão é McPherson dianteira e traseira, mas nesta sem a coluna tradicional. Tem a mesma disposição do primeiro Escort de tração dianteira. E é montada num subchassi tubular. Há barra estabilizadora na frente e atrás. Um detalhe cativante é escapamento com duas saídas funcionais, uma de cada lado do "marmitão" que fica atravessado na traseira, mas isso só no hatchback..

Anda bem, freia bem e faz curva como gente grande, mas está com patas largas demais, embora de bom efeito visual: 205/55-16. Os amortecedores contam com batente de distensão hidráulico, que nem todo importado tem e que causa a ruidosa e desagradável caída da roda ao transpor uma lombada. O chineses tiveram esse cuidado.

O Cielo tem mesmo tudo para agradar, especialmente pelo preço. O espelho esquerdo é enorme e asférico (biconvexo) e há repetidora dos piscas localizada nas portas dianteiras. A maçaneta da portas traseiras tem inspiração Alfa Romeo 156, semi-escondida na parte superior. E os três anos de garantia, com primera revisão 2.500 km e subsequentes a cada 10.000 km também darão sossego aos compradores do Cielo..

BS

78 comentários:

  1. Bob,
    não havia visto esse carro em nenhum lugar antes desse blog.
    Chegaram bem, com a garantia de 3 anos. Só precisa ter bom serviço e pronto !

    ResponderExcluir
  2. Pronto!!! Agora as viúvas do AP já tem um novo objeto de adoração!
    Quanto tempo será que vai demorar para esse carro estar nas pistas (de arrancada ou não)?
    Era só o que me faltava... quanto mais eu rezo...

    ResponderExcluir
  3. É Bob, os chineses não estão brincando. No mundo e agora aqui no Brasil.
    Está na hora da indústria tupiniquim se mexer e mexer no time que está ganhando, senão vão comer poeira.
    Pelas fotos parece mesmo uma outra concepção de carros na qual temos visto com os primeiros chineses que aportaram por aqui.

    ResponderExcluir
  4. Marcelo Augusto27/05/10 23:22

    Bob,

    Os carros dos principais fabricantes chineses são muito bons tecnicamente. As marcas chinesas trabalham com acordos tecnológicos, join venture e até fabricam caros para as grandes (Ford, Suzuki etc) em suas fábricas.

    Conheci o carro e sabia que o senhor iria gostar. Notei que tinha até bate-pé.

    Curiosidade: reparou que a capa dos pedais é de mesmo design que as usadas no Gol dos anos 90 começo dos 2000?

    ResponderExcluir
  5. Vi o carro pessoalmente numa concessionária e a qualidade da construção me surpreendeu bastante. ainda não tive a oportunidade de dirigi-lo, mas seu comentário sobre o carro me deixou curioso. assim que puder voltarei à concessionária e tentarei um test-drive. olhando a traseira de perfil me lembrou bastante o antigo Chrysler Neon.. Mas Bob, você acha que vale os 41.900$ por um chinês metido a médio (cabe o adjetivo?) com tantas opções mais confiáveis no mercado?
    abraços.

    ResponderExcluir
  6. Bob, como eu havia falado quando conversamos sobre o MG. Esses chineses tão melhores do que muita gente imagina, e vão dar muito mais dor de cabeça que os coreanos quando firmarem aqui. Basta tem alguém interessado em fazer a marca progredir (o que parece ser o caso da Chery com o Grupo JLJ e a MG com a Forest Trade).
    Se o QQ vier mesmo por 22 mil completo com ar, DH, airbags e ABS, ai sim que as "tradicionais" vão começar a sentir a mordida, porque até agora os japoneses e coreanos "fugiram" do mercado popular, agora a coisa pode ser diferente com os chineses.

    ResponderExcluir
  7. Se tivesse caixa automática seria meu número.

    ResponderExcluir
  8. Adeus "novo Uno",muito prazer CIELO!!!!!!!!

    ResponderExcluir
  9. Se não sofrer com a falta de peças para reposição igual as motos chinesas, o Cielo ira desbancar muito carrinho por ai....

    ResponderExcluir
  10. Parece que eu estava adivinhando:

    Vejam meu comentário profético: http://autoentusiastas.blogspot.com/2009/05/great-wall-mais-um-china-entre-nos.html

    Como havia dito, ninguém havia dirigido um para emitir opinião, era só achismo e preconceito pra tudo que era lado. E foi lá, um dos melhores do Brasil, conferir de perto. Não deu outra.

    Abaixo a chinesfobia!

    ResponderExcluir
  11. Bob, afinal, voce acha o batente de distensão bom ou ruim para o veículo??? Ele me parece uma solução que acomoda bem o veículo principalmente em curvas com "costelas" que fazem com que as rodas "quiquem", perdendo aderência...

    ResponderExcluir
  12. É pelo jeito eles estão empenhados em começar a produzir produtos de qualidade.
    Tomara que eles caiam na real e parem COPIAR as coisas.
    Na revista TRANSPODATA de maio saiu um artigo de um caminhão chines ( HOWO ) que é exatamente igual ao caminhão VOLVO FH.
    Inclusive nesta mesma revista a volvo anuncia seu caminhão na contra capa da revista.
    Se eles resolverem ter personalidade propria segura !!!!!

    ResponderExcluir
  13. Mister Fórmula Finesse28/05/10 08:31

    A curva de aprendizado dos Chineses será bem mais curta que a dos Coreanos para fazer bons carros, eles estão se associando com gente entendida e queimando algumas etapas acredito eu.

    O carro do teste parece ser interessante, não pelo visual - que perderia muito com rodas menores que as atuais - mas pelos predicados técnicos listados.

    Eles vão chegar lá com certeza! E isso será bom para sacudir a nossa indústria.

    ResponderExcluir
  14. Anônimo
    Segundo o Luís Curi, executivo-chefe, haverá versão de caixa automática 4-marchas no final do ano, quando deverá chegar também o flex.

    ResponderExcluir
  15. Oi Bob,
    em comparação com um nacional, tipo Ford, VW, Fiat ou GM, esquecendo a questao do preço, vc diria o Cielo está num patamar tecnico superior aos medios das 4 citadas? A melhoria de acabamento necessaria a que vc se referiu seria em relacao aos nacionais ou importados? E esses detalhes de acabamento sao mais visiveis no exterior ou interior do carro?

    Grande abraço!

    Nelson

    ResponderExcluir
  16. Igor Macário,
    Comprei um notebook Gateway nos EUA, made in China. Minha mulher comprou um medidor de pressão arterial Omron, chinês, perfeito. Como tenho 67 anos, esse tipo de choque senti com os produtos japoneses, antes pejorativos. Rolamento japonês? Nem pensar, por exemplo. Depois a coisa se repetiu com os carros coreanos assim que as importações reabriram com o Collor. Era carros ruins e hoje estão no padrão europeu. Agora estamos no ciclo chinês. Sei que é difícil aceitá-los, mas temos que colocar a emoção de lado e usar a razão.

    ResponderExcluir
  17. Romildo,
    Todo carro nacional tem batente hidráulico de distensão, justamente por causa do nosso chão. Lembro que quando a Fiat importava o Tipo o carro já vinha com amortecedores brasileiros instalados na produção lá. O detalhe só tem influência quando a roda "cai", não interfere com o comportamento.

    ResponderExcluir
  18. Como já foi dito aí em cima, se houver peça para reposição, é um forte canditato a desbancar os tão maquiados carros brasileiros.
    Foi justamente o que derrubou as marcas coreanas nos anos 90, pois lembro que tinha proprietário que ficava 3 meses sem o carro por falta de peça.
    Realmente, o brasileiro precisa deixar de ser preconceituoso em relação a carros, pois não faz muito tempo, carro 4 portas era de "taxista" e, automático, vinha com aquela infeliz frase..."não sou aleijado!" e, hoje, os 2 portas estão ficando encalhados nas lojas.
    Agora são os automáticos que graças ao bom DEUS, estão caindo no gosto das pessoas e, o próximo será o ar condicionado, pq muita gente, mas muita gente mesmo ainda hoje diz "isso é besteira"...
    Bob, uma pergunta.
    Existe alguma legislação ou projeto que, diz que pra "X" carros trazidos para o Brasil, precisa ter "X" peças de reposição?
    Eu desconheço e, o que vc acha de algo parecido?

    Grande abraço!

    ResponderExcluir
  19. Caixa 4+E é tudo de bom! Confesso que ainda tenho o pé atrás quanto a carros chineses - em especial depois que vi imagens de crash tests em que os carros pareciam feitos de papel, ou ainda de um SUV que não tinha coluna de direção retrátil. Não sei s ejá, daqui a pouco ou se apenas em médio prazo, os chineses farão carros plenamente aceitáveis (como os coreanos já os fazem). No mais, a chinesada é a minha única esperança para que aqui no Brasil os carros tenham preços mais palatáveis - vide excelente coluna do Fabrício no BCWS nesta semana. Então, que venham os chineses!

    ResponderExcluir
  20. Bob, o que achou dos 1.350 kg para um hatch de 1,6 litro, comparável a um Focus Ghia? Parece que faltou engenharia aí, não?

    ResponderExcluir
  21. AP? kkkkk... este é meu carro malucão!!! é treiquilemei na turbina e eu vo entuba geral!!!

    Espere e verão o 1º Cielo com 300cv e 40mkgf!!!

    ResponderExcluir
  22. Minha preocupação é quanto a segurança destes carros, pois de nada adiantam airbags se o carro vira uma bola de papel amassado ao chocar-se contra outro objeto, vide crash tests disponibilizados no You Tube.

    ResponderExcluir
  23. Muito preconceito à toa. Hoje tá todo mundo comprando carro Coreano que sabemos a poucos anos atrás todo mundo tinha preconceito.

    Sobre o carro, só eles não se tocarem que o brasileiro dá valor pra coisas CARAS que tá bom, pq aqui é assim... cobrou caro, vendeu. Vide as carroças de 40 mil que tão sendo vendidas aos montes hoje. Dinheiro aqui tratam como capim, e o povo ainda chora.

    ResponderExcluir
  24. Pois é !! Os caras estão chegando !!! Não questiono a qualidade técnica deles pois estão se nivelando com os melhores, porém o problema será a falta de peças que hoje já prejudica os coreanos!Conheço alguns donos de Tucson muito insatisfeitos com a falta de peças de reposição.
    Com a falta de peças ( que vai ocorrer com certeza) esse carros vão sendo " remendados" de qualquer jeito ou ficam sem a manutenção adequada e em 5 anos se tornarão LIXO! vendidos a preço de banana no mercado de usados .. e coitado de quem entrar num financiamento longo de um carrinho desses !Pense bem..

    ResponderExcluir
  25. Minha mulher tem uma visão que compartilho: - o melhor carro que existe é o zero km, não importando a marca. Aguenta sem (quase) nenhum dissabor 2 anos de uso.
    Como marido obediente, concordo com ela.
    Penso o mesmo em relação aos chinos que estão chegando.
    Ótimo, vão resolver e/ou sacudir pra valer o mercado.
    Como no segundo semestre é periodo de trocar o carro da gerente, vou considerar a idéia. A priori a idéia era trocar o Fiesta por outro pois o considero um carro honesto; entrega o que comprei. Vamos ver como se comporta o Cielo.

    Um tico mais novo que vc, também lembro bem que qq coisa que vinha do Japão era uma roubada... Mais "mau visto" que os celulares da Santa Efigênia...
    Abração Bob.

    ResponderExcluir
  26. Tomara que venda bem e force uma queda nos preços da concorrência nacional

    ResponderExcluir
  27. Concordo com o Paulo Keller em http://autoentusiastas.blogspot.com/2009/05/great-wall-mais-um-china-entre-nos.html citado pelo João Carlos. A engenharia reversa torna-se um bomba quando feita sem critério. Não sou contra, mas é preciso cuidado nesta análise. Já vi projetos que além de copiar os erros perdeu-se a confiabilidade de compontente apenas por especificar um tratamento térmico equivocado.
    Mas como o assunto é o Chery Cielo, alguém notou uma semelhança com a linha volksawagen?

    ResponderExcluir
  28. Regi...

    Esta regra em casa sempre foi pra 4 anos... na troca a cada 2 anos perde-se muito dinheiro (na minha visão), ainda mais atualmente que o usado não vale mais nada...

    Um dos nossos carros tem 5 anos de uso e nada para reclamar...

    Sei lá, não valeria a pena investir um pouco mais e ficar mais tempo com o carro?

    ResponderExcluir
  29. ar condicionado? besteira! coisa de fresco! Direção Hidraulica? coisa de mulherzinha!
    Air Bag e ABS? coisa de boiola!

    Automatico? para aleijados!

    4 portas? até vai.... mas pra que tanta porta?

    ResponderExcluir
  30. kkkk... é mulherzinha, né? (By Freddie Mercury Prateado)

    ResponderExcluir
  31. André Resende28/05/10 13:47

    Eu prefiro a boiada lá do fundo! São seus Sr. Bob? "Dou um boi pra não entrar num chinês e uma boiada pra vê-lo bem distante!"

    Ah... A vida é uma festa!!!!

    Nem carro eu tenho!

    Vou de volta pra minhas panelas...

    ResponderExcluir
  32. Achei um belo carro, meu amigo já comprou um...
    Mas estranhei o peso, considerei um tanto elevado, e o 0-100 km/h de demorados 14 segundos.

    ResponderExcluir
  33. Estou torçendo para que a Chery seja feliz no Brasil.

    Não optei por comprar um 0km agora, por que imagino que com a entrada desta concorrência vai mexer muito o mercado.

    Chinês já foi ruim.

    Um abraço,

    Rafael Aun

    ResponderExcluir
  34. Ainda tenho um pé atras !!!
    A pouco tempo a revista quatro rodas abortou os testes do " CHINES" M100 por " Quebra de confiança". Palavra forte não?
    Eu não quero ter aquela velha opinião formada sobre tudo, mas não seria a primeira pessoa a comprar um carro desses.

    ResponderExcluir
  35. Não vai vender, mesmo sendo bom, porque o valor de revenda vai ser baixíssimo, como os Fiat grandes, carros velhos com manutenção difícil e cara.

    McQueen

    ResponderExcluir
  36. Não vai vender, mesmo sendo bom, porque o valor de revenda vai ser baixíssimo, como os Fiat grandes, carros velhos com manutenção difícil e cara.

    McQueen

    ResponderExcluir
  37. Talles Wang28/05/10 14:15

    Concordo com o Mcqueen... e, parece que isso já está acontecendo com os Logan...

    No mais, se houver alguma quebra, é só levar a peça com problemas em algum loja paralela, se o balconista perguntar "É de Passat?" é só responder que sim...

    Um abração,
    Tallwang

    ResponderExcluir
  38. Também achei que esse design tem um jeitão de VW, mas isso não é demérito algum.
    Porém, se o desempenho for realmente o citado (170km/h de final e 0-100km/h em 14s) acho difícil que venda bem, pois por um pouco mais de dinheiro (cerca de R$8k a mais) consegue-se 0-100km/h abaixo de 10s.
    Não se sabe ainda do fornecimento de peças de reposição, que por sinal vai muito mal nos coreanos atuais.
    Quanto ao conceito de "carro bom é carro novo", pois fica um bom tempo sem apresentar manutenção, ao menos no mercado brasileiro isso é furadasso. Tem muito carro nacional bom que requer serviços em garantia com menos de 5000km.

    ResponderExcluir
  39. Todo carro novo é bom?
    Ok, talvez manutenção. Só. Já fui de Civic 98 com 150.000km, tive mais prazer ao dirigir, conforto, algum entusiasmo e gastei menos do que se tivesse uns 3 ou 4 Celtas neste período. Tudo, tudo é relativo.

    ResponderExcluir
  40. Parece que esse Cielo é um dos melhores Chinos a chegar por aqui. O design é ok (mesmo nível de um i30 no externo), mas traz um bom pacote. Bem pesado pelo tamanho, talvez aí a engenharia use muitos componentes consagrados mas de projeto antigo...

    Sobre os crash-tests e segurança, alguém sabe qual resultado de um Prisma, Uno, Palio nesses testes?

    Talvez não seja 4 ou 5 estrelas no EuroNcap, mas se considerarmos só os tanquinhos de gasolina nos flex nacionais... hmmmm, acho que estará em um nível "normal" para nossos padrões.

    E acho que os chineses estão evoluindo rápido, crescendo empregos e o dinheiro ficando para os chineses, em um mercado quase 5 vezes maior que o nosso e em rápida expansão. De bobo eles tem nada.

    ResponderExcluir
  41. White Power28/05/10 15:34

    Rodrigo Ciossani, vai morar na China então, e você vai entender o que é democracia e trabalho escravo!

    Quero que os chineses fiquem na China!

    ResponderExcluir
  42. White Power,

    Prefiro ter o poder de compra de um trabalhador escravo na China do que de um trabalhador "livre" no Brasil.

    Isso é papo furado, quem cresce 10% ano ano com o nível de qualidade de vida e produtos que eles tiveram nos útimos anos faz com que qualquer primeiro mundo dique de boca aberta, quiça nosso Brasil...

    De BRIC só a China salva.

    Um abraço,

    Rafael Aun

    ResponderExcluir
  43. White Power?

    É impressão ou alguém aqui se empolgou com o símbolo atrás do Fusca (post anterior)?

    ResponderExcluir
  44. White Power,
    Eu sei de tudo isso. E não, não vou morar na China justamente porque não concordo com o a justiça social deles.

    Mas isso não faz do Brasil exemplo, apesar de ser infinitamente melhor em certos pontos. O ponto que eu toco é que o Brasil não usa seu poder pra evoluir (e com mais qualidade).

    Desculpe se me expressei mal.

    ResponderExcluir
  45. White Power28/05/10 19:23

    Fabio, White Power sim, qual o problema? não existe o Black Power? Só os negros podem se "orgulhar" da sua raça?

    Aun, a China não é exemplo para nenhum país, você não sabe do que fala...

    Trabalhador livre no Brasil? Freelancer, empresario ou desempregado?
    Não fale bobagens que não sabe, escravidão é pouco para o que a China vive hoje.

    ResponderExcluir
  46. Ahhh... "orgulhar"? mudou o nome?

    Uma maneira simples de expor minha opinião... já assistiu o filme "A Outra História Americana"... o que achou do filme?

    ResponderExcluir
  47. White Power28/05/10 19:41

    Não é apologia ao nazismo.

    vai lá para a China implorar por cotas raciais, vai....

    ResponderExcluir
  48. Eu sei como é. Elogiar um carro que você pegou pra fazer um test-drive, sem considerar como será o convívio de um proprietário com ele no mundo real, onde você precisa de peças de reposição, manutenção preventiva com técnicos especializados, pode ter que utilizar - de verdade - a bela garantia que está anunciada na propaganda, e vai ter que viver uma relação de consumidor com uma empresa da qual ninguém tem referências por aqui... O chinês é bom? Quem achou bom que compre um. Se daqui a mais uns três anos como dono de um, o sujeito ainda estiver falando bem dele, pode ser que alguém leve a sério o automóvel made in china. 42 mil num carro chinês? Tá caro. Passo.

    ResponderExcluir
  49. Alguem ai pra cima comentou que carro zero da problema tb.
    Bem, sou a excessão. O fiesta teve um probleminha que foi resolvido em duas hoars na autorizada. Antes de ir até lá, prudentemente passei no meu meca que fez o diagnóstico. Fora isso, e o roubo de um estepe no pão de açucar, mais nada. Reconheço que tenho tido sorte nesse quesito. Pô! ao menos em alguma coisa né não?

    Outro amigo segue a regra dos 4 anos. Também é boa. Ocorre que minha mulher roda muito em estrada, varias vezes com a filhota e o dog e por uma questão de segurança (minimizar os riscos) prefiro que o carro - em tese - tenha menos chance de defeito mecanico. Geralmente vai o meu vetusto pro vinagre, herdo o seminovo e ela fica com o Zero. É uma boa receita apesar de dolorida pois os preços por aqui são uma vergonha frente a veículos muito melhores vendidos na Europa.
    Realmente dá raiva, mas por falta de alternativa...

    ResponderExcluir
  50. Não sei se alguém comentou antes de mim, mas eu entrei num carro desses a algumas semanas e a única coisa a criticar é o espaço para os passageiros do banco de trás. Para vocês terem uma idéia, é pior que o do Punto, que é o pior entre os carros nacionais. Não sei porque o Bob Sharp nem o Fabrício Samará (do BCWS) não notaram esse inconveniente do carro nesse primeiro contato com ele. Tiveram tempo para reparar no acabamento interno mas não para sentar no banco de trás.

    ResponderExcluir
  51. Engraçado que os mesmos que falaram mal lá atrás, agora viraram o disco. Um iluminado chegou a dizer que não precisava andar num carro para saber se é bom... Outros que carro chinês poderiam ter tudo de melhor tecnicamente, mas que quando montado virava o Bebê de Rosemary, Frankstein...

    Se existisse (ou fosse possível) um teste cego para automóveis, iria ter muito "entendido" chamando urubu de meu loro.

    Me lembrou aquelas discussões dos entendidos de internet sobre "os melhores pneus" que se vê muito por aí. Num teste cego até pneu diagonal vai sair vencedor...

    E tem muita gente discutindo o design do Cielo, que é feio, coisa de quem faz cópia, etc. Pois preparem-se para virar o disco de novo: o design é da Pininfarina...

    ResponderExcluir
  52. regi nat rock
    A sua gerente está mais do que certa sobre a melhor marca de carro!

    ResponderExcluir
  53. regi,

    eu nem esperei vc molhar o bico ne... rs*

    neste esquema com certeza e o melhor negocio, pois sao dois anos com ela, mas depois voce continua usufruindo do carro, tendo em vista que via de regra as gerentes mundo afora nao cuidam da maquina.

    Em casa fazemos um esquema parecido, pro "dia a dia" eu rodo mais com o velhinho e quem pega o carro para viajar tem a prioridade para pegar estrada com o carro mais novo.

    Fabio

    ResponderExcluir
  54. White Power,

    Mesmo nao estando no esquema de cotas, eu nunca levantarei uma bandeira white power, porque eu sei o que isto significa!

    Esta claro que quem nao sabe o que fala aqui nao e o Aun.

    Fabio

    ResponderExcluir
  55. João Carlos,
    O design é Pininfarina. Mas é sem personalidade e a traseira apesar de agradável parece um carro de 1995. Os volumes do painel no interior e as texturas me parecem bem pouco refinadas...

    Enfim, estúdios renomados também têm insucessos. Vide a traseira da Palio Weekend (3º atualização)... é confusa e poluída, e foi Giugiaro quem fez (a empresa dele).

    Talvez seja em parte pelo cliente, quem é designer ou engenheiro sabe que nem sempre dá pra fazer o supra sumo.

    ResponderExcluir
  56. Fabio:
    Na boa.
    Que raio de manutenção, realmente a gente pode fazer? mandar trocar o óleo? dar uma encerada no bicho? Esse monte de pokemons impede qualquer possibilidade de se mexer em motor. Se alguma coisa não funcionar, pode chamar o guincho pois sem o computador plugado pra diagnosticar o defeito, simplesmente não vai acontecer nada.
    Eu nem levo mais nem um alicate fajuto no carro pois não vai resolver nada mesmo.
    Foi-se o tempo onde minha maleta de ferramentas era companhia sacrossanta no porta malas, além de platinado, fusiveis, até lampadas, pedaços de fio, arame e por aí vai, e era gostoso no fds desmontar o carbura e dar um trato e afinar o motor em casa mesmo, além de outras coisas que se podia fazer e eu gostava muito disso.
    Hj não tem jeito. Perdeu a graça.
    Cultura do desperdício.
    Quebrou? troca ou joga fora pq, consertar, não tem como.
    Num outro post comentei que conseguiram, até, nos tirar o "tesão" de pilotar uma máquina, pois ela faz quase tudo sem nossa interferencia. Não demora muito, até na direção o computador não vai permitir que seguremos. Espero não estar vivo quando isso acontecer.
    Abraço a todos. Bom fds.

    ResponderExcluir
  57. O fulano White power é o típico eleitor do psdb e do zé pedágio.

    PS: O carro é bacana, mas eu esperaria mais uns 3 ou 4 anos para investir num troço desses.

    ResponderExcluir
  58. " Pois preparem-se para virar o disco de novo: o design é da Pininfarina..."
    Olha só... O design é Pininfarina? Grandes m*rdas... Até Deus faz cagada de vez em quando. É só comparar a Jennifer Connely com a Lady Francisco pra perceber isso. No fundo, algumas reações se explicam pela necessidade que alguns têm de "ser do contra" pra poder bancar o sabido e independente. "Todo mundo diz que carro chinês é uma bomba? Então eu vou mostrar que sou entendido e dizer que o troço é bom..." Patético. Carro chinês e 42 mil? Aceito se o chinês me pagar os 42 mil pra eu fazer o favor de andar numa ratoeira dessas. Uso os 42 mil pra pegar um táxi quando o projeto de automóvel quebrar...

    ResponderExcluir
  59. Não sei fazer essa análise dos dois anos porque aqui usamos os carros por pelo menos 10 anos e por incrível que pareça me dá a impressão que depois de 7 anos a facilidade de vender o carro aumenta. Vendi um Monza Classic Automático mais caro que um mecânico e para o primeiro que apareceu, Palios, Unos, Tempra, Parati, todos foram vendidos muito facilmente, basta falar no Posto de Gasolina da Granja que aparece alguém que quer. O pessoal saca quem não bate carro e quem dá manutenção.
    Usar muito tempo é questão mais de costume do que análises racionais, tem gente que troca sempre e tem gente que usa muito tempo. Nesse caso, é melhor se comprar um produto menos exótico e mais provado, já que serão requeridos ao longo da vida peças e manutenção muito além de eventuais garantias. Por isso nem perco tempo vendo esses carros exóticos, para mim não servem.
    Para quem troca a cada dois anos podem ser uma boa opção, mas tem que fazer as contas assumindo que vai perder mais que em um outro carro mais tradicional.

    ResponderExcluir
  60. Po Zullino , larga mão de ser muquirana. Se eu começar a fazer contas, vou voltar a idade da pedra lascada. É claro que eu detesto pagar uma pequena fortuna por um carro que lá fora custa 40% do que se paga aqui e vem com algumas vantagens que os daqui não tem. É claro que detesto pagar por uma banda larga de merda por aqui (e pago duas vezes, em sampa e santos) qdo a velocidade minima em Portugal é de 10 megas e aqui vc compra 4 e entregam menos de 1. É claro que prefiro usar o sistema tribal de comunicação ao invés de telefone, mas quem vive sem essas benesses hj em dia.
    Vc que conhece +/- minha rotina sabe que entre ficar preocupado pq o carro mais usado pode quebrar, levando minha mulher e minha filha na estrada (se fosse só minha sogra estava andando de Aero Wyllis até hoje), prefiro algum sacrifício para ter certeza que o meu povo tem chance real de chegar intacto e me tranquiliza bem mais.

    ResponderExcluir
  61. Não é questão de ser muquirana ou não, talvez se eu fizesse as contas chegaria à conclusão que manter um carro por 10 anos custe mais caro, mas na sensibilidade acho que não, devo ter economizado muito. A única desvantagem é te tratarem como pobre, o que acho ótimo.
    É apenas costume ficar muito com carro, além do que achar que se trocar um carro bom depois de dois anos dá a sensação que está se dando todas as vantagens ao comprador, está comprando um carro praticamente novo e pagando pouco.
    Quanto à segurança se o carro for bem mantido não vejo muito problema, ao contrário, quem conhece carro velho sabe o que vai quebrar e manda arrumar antes. Meus carros andavam em estrada, na antiga rodovia raposo tavares e nunca minha família teve o menor problema com a frota.
    Agora andam na avenida raposo tavares em primeira, é tão congestionada que se o carro quebrar é capaz do trânsito te empurrar e você não irá perceber que o carro parou de funcionar.

    ResponderExcluir
  62. Meu carro mais novo tem 3 anos e fica com a minha esposa, afinal ela não pode "passar vergonha" com carro velho.

    Quanto aos meus brinquedos automobilísticos um tem 15, outro tem 17, outro tem 36, outro 40 e o mais velho 42 anos e já viajei para de Sampa para Paraty-RJ, entre outras cidades, com todos eles e nunca nenhum deles me deixou na mão!!!!!

    Sabendo usar e cuidar, são confiáveis como os mais modernos, apenas exigem mais atenção de quem está ao volante.

    E viva os carros véios.

    ResponderExcluir
  63. "...A única desvantagem é te tratarem como pobre, o que acho ótimo."
    hahaha

    A mais pura verdade. Mas quando se é cuidadoso com o carro isso passa a ser irrelevante, pelo menos para quem entende o mínimo sobre carros.

    O problema do carro novo é que a desvalorização joga dinheiro no lixo, dinheiro que fará falta na compra de um novo e na manutenção após 2 anos de uso. E esse carro seminovo poderá criar mais problemas no trânsito do que um bom carro de 10 anos de uso.

    E o Cielo poderá ser um patinho feio no mundo dos seminovos, virando um desses muitos carros sem manutenção correta e com problemas incorrigíveis.

    Quanto à troca de carro, acredito que tudo depende do uso.

    ResponderExcluir
  64. "No fundo, algumas reações se explicam pela necessidade que alguns têm de "ser do contra" pra poder bancar o sabido e independente."

    Comentário "na mosca", o Anônimo anterior percebeu a lógica do post.

    ResponderExcluir
  65. O duro mesmo é mudar de opinião, não tem nada demais ter tido preconceito no passado e agora aprender a lição. Como o Bob falou, no passado ocorria o mesmo com os japoneses, e há pessoas que continuaram com a mesma opinião... apenas para não se dar por vencido.

    O que não dá mesmo pra entender é alguém falar mal de um produto sem conhecer. Será um dom sobrenatural?

    ResponderExcluir
  66. ... e o A/C é automático, embora não seja digital, como nos antigos Civic e Mercedes Classe A.

    ResponderExcluir
  67. Essa história de trocar de carro a cada 2 ou 4 anos por questão de confiabilidade é pura lenda.
    O RZ tem toda razão nisso. Se voce conhece o carro, faz a manutenção preventiva, e portanto o carro não vai quebrar.
    Meu melhor carro tem 12 anos, foi comprado 0km, e NUNCA me deixou na mão. Pois é, 155 mil km de pura alegria e absolutamente nenhum problema com injeção eletrônica.
    Disseram que se o carro atual, se der defeito, pode esquecer e chamar o guincho. Discordo totalmente. Nunca foi tão fácil reparar carro, muito mais fácil do que na época dos carburadores. Pelo comportamento dele é fácil identificar falhas, e se ela for realmente de difícil percepção, eu carrego o scanner no carro.
    Scanner hoje é barato, com aproximadamente 1000 reais qualquer um pode ter o seu. Mesmo assim, tenho-o mais por curiosidade técnica do que por utilidade, afinal, com manutenção sempre em dia não há como o carro falhar.

    ResponderExcluir
  68. Nico acima da lei31/05/10 11:35

    Essa mulher do Regi nat Rock deve ser um cupim de ferro, ou ele só compra Gol, porque para o carro perder a confiabilidade em 2 anos só pode ser isso, não tem outra explicação!

    ResponderExcluir
  69. Nico acima da lei31/05/10 11:37

    Esse Regi nat Rock deve estar cagando dinheiro. Se tem grana sobrando vai ajudar as ONGS que dão apoio a crianças carentes ou animais abandonados e para de enriquecer ainda mais essas montadoras!

    ResponderExcluir
  70. Bussoranga,

    Só isso um scanner? R U reeeally sure? caiu bastante o preço heim! a pouco tempo atrás os mecas costumam "chiar" do preço que pagavam por este equipamento.

    Quanto à troca 2, 4, 10, 20 anos...
    Em casa trocávamos a cada 4, digo trocávamos pois o mais velhinho agora está com 5, neste período é possível rodar sem trocar embreagem, amortecedores, um novo jogo de pneus... aquele momento em que você olha pro carro e põe na balança, será que eu mando fazer ou coloco um grana a mais e pego aquela "novidade" da marca talz...

    Regi,
    Quanto à manutenção, falo em relação à manutenção prevista no livrete. Agora a mulherada nem ao menos pede ao frentista para calibrar os pneus.

    Agora, ainda mais nós, que dizemos ser autoentusiastas, se quisermos ter um carro por 20 anos, podemos ter de boa... é só fazer a manutenção preventiva, como o Bussoranga falou, que o carro não vai quebrar... oras bolas... em 2007 "passei pra frente" a minha ratoeira com 10 anos de uso e mesmo quase três vezes mais potente que o projeto original do carro, aquele carro não me deixou na mão nem uma vez.

    Abs

    ResponderExcluir
  71. Eita.
    Esse Nico é um completo idiota sem educação.
    Bastava ler o que eu escrevi e entenderia.
    Não cago $$ mas prezo minha familia, incluído aí o cachorro, vira lata legítimo.
    E pra seu governo detesto Volkswagem de qq tipo, incluído aí os Porsches.
    Já tive meu período "duro" e fiquei com carro mais de 10 anos sem problemas especiais. manutenção +/- deu conta do recado. O meu último velhinho foi um Mille que ficou comigo 12 anos e nunca me deixou na mão a despeito de ter tido uma péssima manutenção no período. E vendi ano passado por falta de espaço e quem comprou me conhece e está feliz da vida.
    E se eu tivesse a grana que vc acha que eu tenho estaria morando na Europa (Suiça) só pra não precisar aturar realcados de sua laia. Ao menos por lá existe educação.
    E minha mulher é piloto de planador, uma máquina que vc nem sabe pra que serve. Duvido que tenha cojones para subir numa.
    Vai trabalhar (muuuuuito) ganhar sua grana e aí vc pode ficar feliz com os SUV`s ou seu Gol AP turbinado, e arrepiar na 23 de maio. Bundão.

    Como é que vc aguenta Bob? putz!!!

    ResponderExcluir
  72. E não faço publicidade do que eu e minha familia fazemos para ajudar os outros, pois não interessa a curiosos sem noção. Mas posso afirmar que não é pouco.
    Certamente bem mais do que vc.

    ResponderExcluir
  73. Nico acima da lei01/06/10 08:35

    Depois eu é que sou mal educado e sem noção!

    Ser piloto de planador, fogão a lenha ou maquina de lavar não é critério para ser um bom motorista ou fazer um carro durar bastante tempo.

    Deixa de ser frustrado, não sei o que você ganha querendo se aparecer na internet.

    ResponderExcluir
  74. Nico acima da lei01/06/10 08:42

    Ficou nervósa é?

    Depois eu quem sou o mal educado e sem noção!

    Desde quando que ser piloto de tuc-tuc, fogão a lenha, maquina de lavar ou qualquer outra coisa é critério para ser um bom motorista?

    Deixa de ser um frustrado e querer se aparecer na internet.

    Faça o que quiser com o seu dinheiro.

    E não é porque eu dou valor ao meu dinheiro que eu não tenha para ficar trocando de carro todo o ano, acontece que eu não trabalho para ficar enriquecendo mais ainda os outros, e como eu disse, prefiro ajudar os necessitados do que ficar fazendo "graça" para os outros ou achar que vou compensar as minhas frustrações andando de carro do ano.

    Abraços por trás e beijunda!

    ResponderExcluir
  75. Leandro Silveira01/06/10 09:03

    essa história d q carro novo ñ dá problema é furada...

    meu ex sogro, por exemplo, tinha um palio 2004 e trocou por um 0km (isso foi em 2008) pq segundo ele, o 2004 ia começar a incomodar, dar manutenção, etc... e ele precisava do carro prá trabalhar (representante comercial, viaja muuuuito, td santo dia). E ñ é q o 0km ñ parava d dar problemas, incluindo até msm infiltração e deixá-lo na mão?!? ele chegou a ficar umas boas 3 semanas a pé pq o carro vivia na concessionária, sendo q o 'antiguinho' nunca deu problema algum.

    gastou um dinheirão, perdeu o conforto das 4 portas (o novo era 2 portas) prá ter uma confiança maior no carro e no fim das contas só se deu mal.

    ResponderExcluir
  76. O CAMINHÃO DA HOWO NÃO É CÓPIA DA VOLVO,ELAS SÃO PARCEIRAS NA CHINA,AQUI NO BRASIL CUSTA QUASE CEM MIL A MENOS QUE UM SCANIA EQUIVALENTE.MAS SCANIA É SEMPRE MAIS CARO.ARRISCARIA IVECO.

    ResponderExcluir
  77. Essa questão de os carros chineses desvaloeizarem muito é quetionávél. Comprei um Ford fiesta em 2009 0KM por R$36.000,00 sabe quanto esta´ hoje na tabela FIPE R$ 22,320,00 então or favor não me falem de desvalorização. Deixei o preconceito de lado e comrei um ChingLing JAC J5 e estou feliz da vida e não teria problema algum em adquirir um Cielo.Pergunto qual o carro recém lançado tem peça em qualquer esquina? Quando comrei meu Fiesta só tinha disponível o friso lateral 3 meses depois, isso na própria Ford.Que venham os chineses, não da mais pra ficar pagando 3 vezes mais caro por um carro do que ele com mais itens de série vendido nos EUA e a culpa não é somente os impostos no Brasil não é fruto do lucro exacerbado das montadoras. Enfim creio que para os preços baixarem tem que haver concorrência, e os carros chineses tão chegando bem feitos, precisam melhorar em alguns aspectos sim.

    ResponderExcluir

Olá AUTOentusiasta, seu comentário é sempre bem-vindo! De preferência, identifique-se ao comentar.
Atenção: comentários contendo ofensas pessoais, a marcas, a fabricantes isoladamente e/ou em conjunto, a nacionalidade de veículos, bem como questionando práticas comerciais lícitas e margens de lucro aceitáveis nas quais este blog não interfere, bem como o uso de palavras de baixo calão e a exposição de outros leitores ao ridículo, não serão publicados. O AUTOentusiastas se reserva o direito de editar os comentários sem declinar motivo.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...