Google+

24 de agosto de 2010

CHEVROLET AGILE




Bob Sharp e Paulo Keller fazem uma dupla avaliação do Chevrolet Agile LTZ com muitas fotos e vídeo com o Bob Sharp.

AGILE
Um carro na medida certa
Por Bob Sharp

Quando fui buscar o Agile na fábrica 1 da GM, em São Caetano do Sul, o Marquinhos, chefe da oficina e coordenador da frota de imprensa desde o meu tempo lá, disse "Aí está, branco,  como você gosta". Ficou  mesmo marcada nele minha preferência pelo branco, daí o comentário sobre o Agile LTZ branco Mahler que estava me entregando. Muito bonito, especialmente pelo interior cinza-azulado e não o famigerado preto preferência-nacional.


O Agile é o mais recente Chevrolet dos produzidos na região. Lançado em outubro do ano passado, "pegou" no mercado. Já vendeu 34.239 unidades no ano, até julho. Vem da Argentina, da fábrica de Rosário, valendo-se a GM da isenção do imposto de importação entre os países-membros do bloco. Todo o projeto e desenvolvimento ficou a cargo da GM brasileira.


Mas para que o Agile pode ser a pergunta de alguns. Fácil,, é um hatchback feito para se encaixar entre o Corsa (2002) e o Astra (1998), portanto ambos já bem antigos na gama Chevrolet. Esse encaixe se verifica de várias formas, uma delas preço: 32.732, 42.133 e 47.310 reais Corsa, Agile e Astra. Entre-eixos de 2.491, 2.543 3 2.610 mm, mesma ordem, como também é a do comprimento total, 3.833, 3.996 e 4.199 mm.

O Agile é o  mais alto dos três, com 1.474 mm, contra 1.423 mm do Corsa e 1.430 do Astra. Essa maior altura permite posição de sentar mais para vertical e resulta no amplo espaço interno observado. A capacidade do compartimento de bagagem também é intermediaria,  327 litros, entre Corsa (280) e Astra (370).


O Agile é um projeto novo, carro de 4 metros, sobre a arquitetura Opel 4200, que é o primeiro Corsa brasileiro e o Celta. O fato foi muito criticado pela imprensa automobilística por a maioria não entender o que é plataforma exatamente, que a vê como algo físico, quando é apenas conceito. A diferença fundamental entre essa plataforma e a seguinte, a 4300 do atual Corsa é a mais nova ter subchassi dianteiro, que muitos entendem ser essencial mas não é.

Por ser o mais alto dos três e para manter um desenho harmonioso, a frente teve de ficar bem alta. Com isso o coeficiente de arrasto aerodinâmico (Cx) ficou  prejudicado, nada menos que  alto 0,37, muito distante do Corsa (0,32) e do Astra (0,30). Pela maior altura e largura, sua área frontal também é maior, em aproximadamente 5,5% em relação ao Corsa e em 1,6%, ao Astra.

Mas pelo menos a frente alta está alinhada com a norma da União Européia de carros protegerem pedestres no evento de atropelamento. Há bastante espaço de deformação entre capô e motor. É um visual diferente, abre-se o capô o motor está visivelmente baixo.


Os dotes inferiores de aerodinâmica têm seu preço em desempenho e consumo. Com motor 1,4-litro de 102 cv (105 no Corsa, menos no Agile tanto por calibração para privilegiar consumo quanto por diferenças dimenisionais no trato de admissão) acelera de 0 a 100 km/h em 12,5 s, ante 12,2 s do Corsa, que pesa apenas 4 kg menos (1.029 contra 1.033 kg). Na velocidade, o preço da aerodinâmica  é alto, 14 km/h, ao chegar a 166 km/h e o Corsa, a 180 km/h (o Corsa com os 3 cv menos atingiria 178 km/h e o Agile com 3 cv mais, chegaria a 167 km/h).

A aerodinâmica pior faz gastar mais combustível, obviamente. Dados fornecidos pela GM à publicação suíça Automobile Revue indicam 8,4 km/l e 11,2 km/l cidade  e estrada para o Agile e 8,7 km/l e 12 km/l para o Corsa, ambos com álcool.

Mas todos esses contras pesam pouco diante da comodidade bem maior do mais novo em relação ao mais velho. É sempre bom poder contar com mais espaço.


O Agile LTZ vem bem dotado de itens de conforto e comodidade, embora os que façam questão de bolsas infláveis e freios com ABS precisarão pagar mais, são opcionais. De série são o ar-condicionado com mostrador digital, direção assistida hidráulica, computador de bordo, controlador automático de velocidade, acendimento automático de faróis, aviso de manutenção, travas elétricas, acionamento elétrico dos vidros dianteiros (opcional nos traseiros) e função "leve ao carro" ao abrir portas a distância, em que faróis e lanternas acendem. E o equipamento de áudio é de qualidade: AM/FM com RDS (identificação da emissora), CD/MP3/WMA, Bluetooth e tomada USB.


O Agile é muito agradável de andar e dirigir. O motor 1,4-litro está à altura das necessidades, é um dos seus pontos altos. O câmbio é que precisaria ser repensado, pois 120 km/h a 4.000 rpm é desagradável, especialmente num carro de motor 1,4.

O Paulo Keller gostou, eu achei o rodar ligeiramente para o duro, não precisava ser tanto. Carros não devem incomodar ao trafegar em pisos como o de São Paulo, e o Agile incomoda. Ligeira redução das constantes das molas e amortecedores com um pouco menos carga de compressão fariam milagres. A capacidade de carga não seria afetada por serem as molas traseiras de constante variável.

O carro ataca curvas muito bem, com total controle e precisão. As rodas de alumínio opcionais  com pneus 195/55-16, Continental assimétricos, fazem um bom conjunto A rolagem é mínima e uma das explicações é a barra estabilizadora dianteira extremamente grossa, que eu soube ser de 26 mm de diâmetro. O efeito de levantar a roda dianteira interna devido a essa barra é mínimo, só ocorre  tomando-as como em velocidade bem alta.


Não há problema de ergonomia mesmo que o volante só tenha ajuste de altura. O que precisa ser revisto é o quadro de instrumentos – de estilista, não de motorista. O velocímetro é de difícil leitura à noite e o ponteiro do conta-giros descer à medida que avança é uma novidade muto estranha. Se derem um jeito nisso, a população automobilista ficará agradecida. A Volkswagen fez isso recentemente no Fox, que tinha instrumentos horrorosos e agora são referência. Não é demérito reconhecer erro.


Outro ponto a rever é não haver controle remoto, mesmo mecânico, para abrir a tampa traseira. É preciso tirar a chave do contato e levá-la até atrás, como no Celta. Nada a ver. E mais outro: existe uma haste-suporte do painel de instrumentos que fica visível do lado do motorista. É muito feio. Tem de haver um jeito de ocultá-la.

São poucos acertos para que o Agile agrade em cheio e tenha vida longa.





AGILE
Uma excelente opção para a família que não quer ser tão careta
Por PauloKeller

Quando o Bob me chamou para fazermos uma avaliação do Agile numa tarde fria e chuvosa de domingo eu confesso que não fiquei muito empolgado. Eu estava preparando um post sobre o novo Camaro! Mas o Bob acabou passando em casa e saímos para a avaliação.

Da sacada do meu apartamento vi o Bob chegar no pequeno Chevy, branco “Sharp” e todo equipado com acessórios. Um modelo LTZ completo incluindo bonitas rodas de 16 polegadas. De cara meu humor já melhorou ao ver o bonito visual.


No geral acho o Agile um carro interessante e percebo que agrada a muita gente, inclusive minha esposa que tem um Corsa. Mas a dianteira do modelo, apesar de moderna, tem algo que não agrada 100%. Parece um pouco desproporcional e falta harmonia. No carro-conceito que deu origem ao Agile, o GPix, mostrado no Salão de São Paulo de 2008, a frente era mais bem-resolvida.


O Bob pulou para o carona e me cedeu a direção. Entrei no carro e passei alguns minutos observando o interior e seu acabamento. A sensação é positiva e os elementos de design agradam. Os materiais parecem bons, apesar do plasticão duro por todo lado. Painéis de porta com medalhão de tecido e bancos com tecido aveludado (na versão LTZ), esperados por quem teve algum Chevrolet nos anos 80 e 90, denotam uma preocupação com o conforto. O desenho dos bancos também agrada muito. Os comandos e botões, com detalhes cromados, e os mostradores digitais no painel de instrumentos e ar condicionado também ajudam na boa sensação sobre o interior. De certa forma, há uma certa conexão com o design do Camaro, e não estou fazendo nenhuma ironia. Mas no Agile falta uma integração dos elementos de design, talvez limitada pelo orçamento reduzido.


Foi no interior que reparei em três elementos que só podem ter sido desenhados por autoentusiastas. A alavanca da câmbio lembra os pistol grips – cabos de pistola – feitos pela Hurst e muito usados nos muscle cars. O desenho do tampão do porta-malas tem uma saliência atrás de cada um dos dois encostos de cabeça traseiros, como nos roadsters esportivos. E o trinco/maçaneta das portas dianteiras tem clara inspiração nas portas do Corvette 1968. Além disso, acho que o painel de instrumentos, conjunto de mostradores, foi inspirado em algum robozinho dos Transformers. Também não gostei da visibilidade dos instrumentos.


Além de atraente, o interior tem um ótimo espaço, menos pela largura e mais pela altura. E o isolamento acústico tanto de ruídos do motor quanto de rodagem é excelente; melhor até que o do Corsa. Entrar e sair tanto na frente quanto na traseira é muito fácil. Tudo isso faz do Agile um carro agradável e confortável.


A parte mecânica já é muito conhecida. Isso para mim está longe de ser um demérito. É na realidade algo muito bom. Peças com farta disponibilidade e manutenção fácil, além é claro de durabilidade já comprovada. Motor e caixa iguais ao do Corsa 1.4. Motor elástico que gosta de girar e câmbio curto com engates fáceis para dar mais emoção nas retomadas e escapadas no trânsito urbano. Bem do jeito que eu gosto. Suspensão durinha, porém sem ser muito desconfortável. Numa tocada mais arrojada esse conjunto me fez ficar uns 10 ou 20 anos mais jovem. Eta conjunto gostoso!


Nada como uma boa cambiada e altas rotações para aumentar a adrenalina no sangue. Pela altura e jeitão do Agile eu achei que seria muito mais comportado. A GM fez um excelente trabalho que faz o carro merecer totalmente o nome que tem.

Meu único senão é quanto a posição de dirigir. Embora confortável e sem nenhum problema de ergonomia, eu prefiro sentar mais baixo e com as pernas mais esticadas. O Agile foi projetado para proporcionar uma posição mais alta, que segundo os consumidores, proporciona mais segurança por melhorar a visibilidade. Fato amplamente enfatizado pelas propagandas do Fox e do Tucson.


No final das horas que passei com o Bob e o Agile achei que o programa valeu muito a pena. Ágil, confortável, espaçoso, confiável e atraente no visual, o Agile deve ser o próximo carro da patroa quando chegar a hora de trocar o Corsa. Para uma família com um ou dois filhos pode ser o carro principal sem o menor problema. Só espero que a GM não inicie o seu tradicional programa de empobrecimento de produto que acontece em todos os modelos alguns anos depois de seu lançamento.

PK



254 comentários:

  1. O mais legal é que vocês conseguem achar pontos positivos até num Agile.

    Sexo, carro e pizza até quando estão ruins são bons.

    ResponderExcluir
  2. Claudionor24/08/10 13:48

    Na boa, não sei como vocês conseguem achar algo de positivo nesse carro. Não se fazem mais autoentusiastas como antigamente.

    ResponderExcluir
  3. Um amigo mostrou o vídeo do Bob falado dessa coisa.

    Não aguentei o primeiro minuto.

    ResponderExcluir
  4. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  5. Apenas que o desenho exterior tem alguns problemas sérios de proporção, e o interior nada harmônico.

    De resto parece ser um carro ok.

    ResponderExcluir
  6. Keller,
    simples saber o que está errado na dianteira: faróis enormes, desproporcionais, um exagero total.
    É isso, apenas isso.

    ResponderExcluir
  7. Pessoal, estamos falando de um carro familiar, para uso diário. Realmente não se trata de algo entusiasmante, como a grande maioria dos modelos no mercado. Mas é um ótimo e confiável meio de transporte. Dentro do que há disponível no mercado o Agile é uma ótima opção.
    Mas bom mesmo seria só avaliarmos carros altamente entusiastas. mas temos os pés no chão para saber que isso não é a realidade de todos.
    No mais, muito já falamos aqui que o entusiasmo também está no motorista/dono, e não apenas no carro.

    Abraço,
    PK

    ResponderExcluir
  8. Já dirigi e achei ruim. Vou explicar porque:
    1. Interior esquisito, seguindo o padrão da GM americana. Pra que serve um mostrador digital do AC se o controle dele não é digital (ou melhor, não há controle automático de temperatura)?
    2. Motor fraco. Gira muito, mas não empurra nada. Nos dias de hoje, 0-100 em 12,5s é fraco, bem fraco. O motor 1.8 do Corsa faz muuuuuuuita falta.
    3. Aerodinâmica horríiiiiivel. Cadê a evolução?
    4. Escalonamento de marchas e diferencial péssimo, como confirmado pelo Bob. 120km/h@4000rpm é muito ruim demais. 150km/h@4000rpm seria bem mais aceitável, mas talvez faltasse motor pra empurrar devido a péssima aerodinâmica.
    5. Painel horroroso, de leitura ruim e anti-intuitiva.

    O subchassi faz falta sim, não só pela melhor isolação de vibrações, mas pela facilidade de manutenção. Imagine se acontece um acidente com esse carro. Trocar o subchassi é fácil e não muito caro. Cortar e soldar a parte dianteira do chassi é complicadiíssimo e muito caro. Ou seja, cada vez menos os fabricantes pensam em manutenção (e o comprador que se dane!)

    Pra acabar de piorar, ele é MUITO mais caro que o Corsa (que é um projeto mais novo e melhor resolvido, além de ter melhor aerodinâmica, cambio, etc...) e é pouquíssima coisa mais barato que um Astra. Se for equipado com ABS e tudo mais, encosta no preço do Astra, que tem ABS de série!!!

    Ou seja, é um carro totalmente fora de propósito. Quem pensar em comprá-lo deve seriamente considerar o Astra como opção muito melhor.

    ResponderExcluir
  9. VAMODOIDO,
    Pelo contato real que tive com o carro não o achei nem mais nem menos frágil que qualquer outro carro do segmento.
    A princípio nenhum carro projetado e desenvolvido no país é frágil. Todos são testados extensivamente sob as mais diversas condições de uso, que refletem a realidade do Brasil.
    PK

    ResponderExcluir
  10. Mister Fórmula Finesse24/08/10 14:11

    Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir
  11. Mister Fórmula Finesse24/08/10 14:11

    Excelente avaliação Bob e PK, ilustra exatamente que o carro têm qualidades que agradam ao entusiasta, e não é aquele horror que muitos fazem questão de destacar.

    Eu posso colaborar se me permitem, pois também fiquei surpreendido: eu também avaliei o Agile há alguns meses e existem muitas concordâncias.

    O veludo nos bancos é mesmo um alento, dá aquela gostosa sensação de conforto e maciez, remete ao DNA Chevrolet de imediato. Gostei do desenho do volante também, parrudo no centro, com a gravatinha bem destacada. A alavanca é realmente boa de tocar, e os engates são feitos com facilidade e o adjetivo "maciez" vêm de novo a mente....mas achei a coluna do volante um tanto curta, senti falta mesmo de uma regulagem de profundidade.

    Andando - no modelo com rodas 15' - me chamou a atenção a excelência da suspensão, pude acelerar em uma vicinal cheia de curvas, e o carro é sólido e uno o tempo todo, como muito bem observado no teste, ele rola realmente pouco, engana de verdade o desavisado que observa a altura do carro.

    Lembra muito o comportamento de um Polo, porque mesmo curvando forte, não existe índicios dos verdadeiros limites (nego saindo do banco, escândalo dos pneus, correções no meio da curva...etc), é girar o volante e manter a pressão que ele devolve a manobra com diversão e segurança....em suma, realmente gostoso de dirigir, os comandos leves, e a precisão nas curvas fazem dele um grande companheiro de farra e viagens.

    Só senti falta de um pouco de respaldo do motor, pois a suspensão é tão boa que "chama" mais motor para chegar um pouco mais rápido na curva e para sair dela também.

    Pensem em um Polo VHT (de novo...) com um cilindro falhando, que terão uma idéia de quanto tão bom é, e de quanto tão bom poderia ser...

    Andando com menos adrenalina no sangue, eu concordo também com a excelente isolação acústica, e como o motorzinho gira suave! Só que se manter o ar condicionado ligado, fica bem evidente a queda em torque; na cidade, em topografias menos favoráveis, tive que desligar o aparelho.

    Mas para mim foi uma agradável surpresa: um chevrolet relativamente bem acabado, macio e silencioso, mas com um comportamento que te conecta nas curvas, divertido de dirigir e seguro.

    Eu não teria dificuldades para gostar dele.

    ResponderExcluir
  12. Quero aproveitar que o post foi parcialmente feito pelo Bob Sharp para fazer um agradecimento a ele.

    Fui lá na oficina de alinhamento Lunardi, em SBC. O atendimento só é feito por agendamento, e mesmo chegando atrasado (transito caótico de SP e SBC) foi EXCELENTE.

    Mas o melhor de tudo foi a qualidade do serviço. Não levei o manual do carro e nem passei as especificações de alinhamento como costumo fazer. Fiz isso de propósito para testar o cara. Também não pedi que um sujeito ficasse sentado no banco do motorista durante o alinhamento, apesar de ser exatamente o que eu ia pedir e exigir.

    Resultado: após a emissão do relatório de alinhamento, constatei que fizeram a coisa certa (pois eu guardo os valores de cabeça). Melhor que isso foi o resultado dinâmico do carro. Ficou exatamente idêntico a quando o carro era novo! SENSACIONAL, saí com o carro e, no dia seguinte, fui testar numa rodovia boa e pouco fiscalizada. O carro passou a fazer curvas a cento e cassetada (não vou mencionar numeros para os chatos de plantão não reclamarem) sem sequer cantar pneus, na maior tranquilidade. A controlabilidade ficou mais do que fantástica!

    Realmente recomendo esses caras, fazem um trabalho bem feito e parece gostarem do que fazem. A recomendação do Bob foi acertadíssima e aprovada com louvor.

    Fica aqui o meu muito obrigado a quem realmente faz a diferença. Fazia anos que eu procurava um alinhamento decente.

    ResponderExcluir
  13. Bussoranga,

    Mesmo com todos esses contrapontos, principalmente as mulheres e os menos recionais gostam do carro.

    Na teoria o sub-chassi deve isolar melhor ruídos e vibrações. Mas mais importante que ter ou não ter o su-chassis é o que você sente ao dirigir o carro. O Agile não é áspero ne nem mais ruidoso que o Corsa, que dirijo com mais frequência.

    Sinceramente não compro carro pensando em um forte impacto e no quanto vou gastar caso isso ocorra.

    Preço é mais uma condição de mercado d que qualquer outra coisa. O´Agile é mais novo que o Corsa e tem um visual mais moderno, além de um espaço interno maior. Quanto vale isso? Algumas muitas pessoas acham que isso vale muito. Não é uma questão racional.

    Quanto ao escalonamento eu concordo. Mas não acho que o 1.8 faça falta para o propósito do carro, predominantemente urbano.

    Já tive vários carros 1.0 com menos de 70 cv. Viajava numa boa, inclusive sem ar condicionado. É só uma questão de ajustar a tocada e diminuir a pressa.

    Sei lá, a GM do Brasil anda em baixa e acho que tem muita gente irritada com isso.

    Mas isso não faz do Agile um produto ruim.

    Abraço,
    PK

    ResponderExcluir
  14. Arthur Costa24/08/10 14:31

    A síndrome de terceiro mundo continua. Num mercado mais voltado ao padrão de carros europeus, porque não utilizar aqui o atual Corsa? Ainda mais nesse caso, em que o objetivo é oferecer um carro com "algo a mais".

    Nosso mercado estaria perfeito com os hatches de entrada de todas as marcas fossem atualizados com os de fora.

    Fico absolutamente chateado que a imprensa do setor fique de joelhos a isso.

    ResponderExcluir
  15. Mister Fórmula Finesse24/08/10 14:35

    O Corsa 1.8 é rude: patada em baixa do áspero um ponto oito, suspensão mais dura, caixa FW que normalmente é dura na segunda relação, volante mais pesado, estabilidade equivalente, interior mais claustrofóbico (ainda mais com tecidos ruins e pretos dentro)....outro tipo de carro.

    O Agile é outra filosofia; mais arejado e voltado para o espaço, mas não deixa de ser muito legal de dirigir. Não vejo involução!

    ResponderExcluir
  16. PK,
    Eu gostei da avaliação, inclusive com vídeo... união perfeita.

    Quanto ao meu comentário sobre o design do carro, cito o Fox renovado que também é um carro "normal" mas com desenho muito mais harmonioso e bem resolvido, mesmo nas versões sem spoilers ou rodas de liga.

    ResponderExcluir
  17. PK,

    Entendo seu ponto de vista, mas nada isso faz sentido quando o preço encosta no do Astra. Aí a existência inteira deste Agile fica sem sentido.

    Quer ver outro carro totalmente sem sentido? Honda City. O preço dele encosta muito no do Civic.

    Visual mais moderno? As custas de uma aerodinâmica indecente? Não, muito obrigado. Esse é um dos motivos que me fez parar de comprar carros novos em 2005. Exijo Cx mínimo de 0,30.

    Eu sou um dos que anda irritado com a GMB, simplesmente porque ela caiu na vala comum do nivelamento por baixo. O público-alvo a que voce se refere aceita sim 0-100 em 12,5s, o que é um absurdo, pois isso já existia aos montes na década de 80, ou seja, nem sequer neste quesito evoluimos.

    Voce viajava com carro 1.0 de 70CV com AC ligado? Poxa, me desculpe, longe de mim querer desfazer de voce ou do que voce pode ou pôde ter, mas, pra mim, isso é risco de vida (ou melhor, risco de morte, mas voce entendeu a idéia).

    Eu me preocupo com o custo de reparo de uma pancada frontal por um motivo simples: as seguradoras se preocupam, e despejam esta preocupação no custo do seguro. Não fosse isso, eu teria um Calibra, por exemplo. Já deixei de comprar muito carro bom porque o seguro era inviável.

    Lembre-se de que um dos motivos que fez os esportivos nacionais morrerem foi justamente o preço do seguro. Infelizmente hoje as seguradoras tem o poder de ditar qual carro será mantido no mercado e qual será cancelado. Está feia a coisa.

    ResponderExcluir
  18. Bussoranga

    Astra com ABS de série? Que eu saiba não é disponível nem como opcional!

    O Bob te indicou o Luciano Lunardi é? Aposto que fui eu que indiquei a ele, sou cliente do Luciano há anos, sujeito muito caprichoso.

    FB

    ResponderExcluir
  19. Bob, por mais que você venha nos dizer que plataforma é conceito e não algo físico, fisicamente o Agile tem as mesmas caixas de roda dianteiras altamente invasivas de um Corsa B ou um Celta, característica que denuncia bastante ser uma 4200 recauchutada.
    Já as diferenças fundamentais da 4200 recauchutada para a 4300 vão muito além do subchassi. Onde há caixas de roda altamente invasivas na 4200, há espaço decente para as pernas e possibilidade de um real espaço para se apoiar a perna esquerda na 4300, sendo irrisória a invasão das caixas de roda dianteiras.

    Tá vendo aquela haste exposta que se vê no painel de instrumentos? Olhe no Corsa B exatamente no mesmo lugar e notará que há uma igualzinha. E o rádio lááááá embaixo, bem perto da alavanca de câmbio? Novamente um Corsa B enrustido. No Corsa C, os comandos de ventilação foram para baixo e o rádio foi para cima, com direito a um real duplo DIN, coisa que o Agile nem sonha em ter.
    Outra prova de que a plataforma 4200 está superada e que foi preciso muita recauchutagem está justamente embaixo dos bancos dianteiros, próximo à coluna B. São dois calombos quadrados que limitam bem a possibilidade de pôr os pés embaixo dos bancos dianteiros. Com isso, anula-se a vantagem que o aumento de entre-eixos de 2,46 m para 2,54 m traria. Por que isso? Novamente, não esqueçamos que, enquanto o Sandero é feito em uma plataforma bem mais recente, o Agile precisou ser remendado para que se aumentasse a rigidez, que possivelmente será muito inferior à do modelo da Renault.

    Como já disseram aqui, a questão do subchassi é essencial sim quando pensamos no quanto que isso barateia a funilaria. Paulo Keller, lamento muito, mas carros também têm de ser comprados pensando-se em custo de manutenção, salvo se quem o compra for um milionário com grana a jogar pela janela. Como não o sou, jogo o remendo da GM agilemente na lata do lixo e prefiro carro que tenha essa coisa tão simples (que por sinal o Corsa C tem).
    E como o Bussoranga disse, se ele deixou de comprar carro bom por causa do preço do seguro por conta da ausência de subchassi, extremamente fácil é deixar de comprar carro ruim de padrão terceiro-mundista.

    O pior de tudo é pensar no quanto de recursos (financeiros e engenheirísticos) da GMB foram desperdiçados nesse carro, quando poderiam ter sido mais bem empregados em um Aveo de nova geração ainda melhor do que o já bom modelo apresentado recentemente. Já que a engenharia da GMB é tão boa, por que ela não foi usada para a plataforma Gamma II estreada pelo referido modelo? Pra que insistir em usar base velha e redundante com o que de melhor há da GM mundial? E, pelo visto, a nova presidente da GMB, que gostou do tal Agile, vai continuar com essa bobagem de
    modelos específicos para o Brasil.

    ResponderExcluir
  20. Nossa, estava tão empolgado com o Blog, dois anos, cara nova... Agora essa avaliação desse aborto da Gm me deixou com um pé atrás... me decepcionei, elogiar o Agile foi demais, perderam a credibilidade com um leitor assíduo, tomara que consigam recuperar...

    ResponderExcluir
  21. Pessoal,

    Com certeza há um viés negativo em relação a GM. Isso não dá para negar. Acredito que todos nós gostaríamos de ver a GM reutilizando o slogan "Andando na Frente", desde que tivesse condições de honrá-lo.

    Esse viés foi causado pela própria GM que seguiu um direcionamento estratégico de popularizar a marca, que tinha um conceito muito elevado no Brasil até os anos 90.

    Mas o post não é sobre o que o Agile deveria ou poderia ser. O post é sobre o Agile como ele é. E não dá para negar que o carro tenha boas qualidades, sejam elas as melhores do mercado ou não.

    Seria ótimo que tivéssemos todos os produtos aqui em linha com os europeus. Mas até o Corsa já foi atualizado na Europa. Infelizmente a nossa realidade é outra.

    Alguém aí acima disse que fica chateado que a imprensa do setor fique de joelhos a isso. Não entendi bem a colocação. Ninguém aqui está de joelhos ou fazendo apologia ao Agile. Simplesmente andamos no carro e entendemos que, mesmo não sendo um carro mais moderno possível, tem suas qualidades. No nosso entender mais qualidades que defeitos.

    No mais, que carros no mesmo nível de preço são muito melhores que o Agile como conjunto? Tá todo mundo embolado. Isso é o que eu chamo de nivelar por baixo. Mas é a realidade.

    Talvez o melhor carro do segmento seja o Honda Fit. O mais atual e em linha com o que há em outros países. Mas tenho certeza que não faltarão críticas a ele por aqui.

    Continuo insistindo que para quem tem um Corsa, o Agile não fica devendo nada. E quem paga mais por um Agile está comprando todo o ar que cabe a mais dentro dele e o prazer de andar com um carro com design mais moderno. Tem gente que paga.

    Desculpem por não comentar todos os comentários individualmente, mas a grande maioria fala do mesmo assunto.

    Abraço,
    PK

    ResponderExcluir
  22. Agile me parece algo falso e meio '' adaptado'' quando vi na rua a sensação de repulsa pelo desenho foi maior do que eu imaginava , ele é um carro feio montado com elementos belos ... e isso é uma coisa dificil de se fazer , o erro esta nas proporções.
    O motor inexpressivo e o interior que mantem a mesma sençasão de '' celular chines '' que o carro tem por fora... e aquele ar é imperdoavel ... mais eu não tenho nada oq reclamar do equilibrio , nem do porta malas.

    ResponderExcluir
  23. Go Cry on Somebody Else's Shoulder24/08/10 19:42

    Enquanto isso, em Buenos Aires:

    Agile LS: R$ 25.188,00

    Agile LT (com air-bag duplo): R$ 27.797,00

    Agile LTZ (com air bag duplo e ABS): R$ 29.880,00

    "Brasil
    Meu Brasil brasileiro
    Meu mulato inzoneiro
    Vou cantar-te nos meus versos
    Ô Brasil, samba que dá
    Bamboleio, que faz gingá
    Ô Brasil do meu amor
    Terra de Nosso Senhor
    Brasil! Brasil!
    Prá mim... prá mim..."

    ResponderExcluir
  24. Go Cry on Somebody Else's Shoulder24/08/10 20:09

    O Agile é o resultado de uma crise financeira e de uma crise de identidade, ambas terríveis.

    Que saudade do André Beer! Mesmo sem dinheiro, mesmo sem crédito algum, ele seria o homem certo para colocar a GMB novamente nos eixos.

    Quando a propaganda do Agile diz que o carro "é real, é um sonho", eu fico perguntando "sonho de quem???

    Sonho do Pinheiro Neto? Só se for.

    ResponderExcluir
  25. Arthur Costa24/08/10 21:01

    Nosso mercado vai de mal a pior.

    Pra que esse bando de carros regionais e defasados? Agile, 207 falsificado, Logan, Sandero, Corsa antigo, C3 antigo, Clio da época do Adão, Fiesta antigo, Punto com assistência de direção de Palio. Pelo amor de Deus! Ah mais queremos algo mais barato. Esse mesmos fabricantes oferecem isso lá fora em suas linhas.

    Quem da mídia realmente pega forte com os fabricantes? Ninguém. O BCWS deu uma de leve e já está a mais de ano sem convite para avaliações e carro emprestado. Será que é disso que a mídia tem medo?

    ResponderExcluir
  26. Não entendo vocês. Se a Peugeot recauchuta o 206 é enganação, se a GM recauchuta o Corsa B fez uma maravilha do mercado? Qual vai ser o próximo regresso digno de ovação, novo Omega usando plataforma de Opala?

    ResponderExcluir
  27. Quando o Agile LTZ foi lançado, o preço sugerido era de 39.999,99, porém ao ir na concessionária, o preço era de 41.599,99. Agora já passou dos 42 mil.

    Por mais que o carro traga acessórios interessantes como sensor de chuva, crepuscular, usb, bt, ajuste de altura do volante e banco bipartido, acho que esse preço está adentrando numa faixa acima do que o carro vale. Digo isso pelo que o carro oferece, e não pelos acessórios.

    ResponderExcluir
  28. Entusiasta que é Entusiasta se diverte até com carrinho de supermercado! é assim que se faz!

    ResponderExcluir
  29. Realmente o visual do Agile é bem moderno. Assim como o Visual de um Sinca Chambord é totalmente ultrapassado. Porém é um carro lindo até hoje. E o Agile é feio hoje e vai ser sempre. Ser moderno não quer dizer ser bonito. Também não quer dizer que seja necessariamente melhor.

    ResponderExcluir
  30. Muito boa avaliação, não nego que o agile tenha suas qualidades, mencionadas na mesma. Mas carro alto, pra mim, está fora de questão. Vejam o que a GM teve que fazer com a barra estabilizadora da frente, por exemplo. Se o carro faz curva bem, faria melhor ainda se o centro de gravidade fosse decentemente baixo. Plataforma antiga até dá pra aguentar, desde que o cara não seja enganado pela GM, que fala que é um carro "novo".
    E pensar que na minha infância eu era fã da GM... hoje só compraria um corvette ou camaro.

    ResponderExcluir
  31. Marcelo Augusto24/08/10 22:58

    Pela imagem dá pra notar os pedais deslocados à direita e a caixa de roda muito pronunciada, que tenta fazer o papél de quarto pedal por acaso. Corsa e Astra são muito melhores nesse aspecto. E ainda têm o "desnecessário" sub-chassi.

    Pior é que quem tem o Corsa ou Astra atual vai no embalo da massa e vai acabar trocando por isso aí...

    E na Argentina ainda é possível comprar o antigo Corsa SW, isso sim um carro para a família.

    Alguém me dá um copo de veneno?

    ResponderExcluir
  32. Realmente, a onda do mercado é carro alto e seu design é muito moderno. Mas não compraria, por este preço prefiro a concorrência.
    Afinal, comprar algo que não gosta é muito complicado.

    ResponderExcluir
  33. Quanto mais conheço os Chevrolet modernos, menos vontade tenho de me desfazer de meu Monza 1990... nele viajo a 120km/h a 3.200rpm, pouco acima da rotação de torque máximo (3 mil giros), com bom acabamento interno e confortável. Minha única dificuldade tem sido encontrar pneus 185/70/13 que não sejam de "segunda linha" (Spider, Kelly, Seiberling) ou de baixa aderência. Sou fã da Chevrolet, mas daquela antiga, de gravatinha azul. Essa de gravata dourada poderia falir que quase não faria falta.

    ResponderExcluir
  34. Bianchini

    Seiberling nada mais é do que um Firestone sem o preço da marca.

    Se você gosta de Firestones, pode comprar tranquilo.

    FB

    ResponderExcluir
  35. Pior que não gosto de Firestones, a não ser que sejam os Firehawk...

    ResponderExcluir
  36. Tentando achar coisas boas no CagÁgile?

    - A lanterna traseira tem um detalhe na lateral cromada (Marca) muito bacana,
    - O acabamento em veludo com os detalhes do banco e a cor cinza são legais,
    - A cor do painel de intrumentos é estilosa,
    - As rodas 16 disfarçaram bem as caixas de rodas de Mercedes 1313,

    Já a aerodinâmica de Kombi, me incomoda um pouquinho...

    Posso viver sem isso? Sem sombra de dúvida!!!!
    Compro um Punto, um Idea, um Fox, mas não consigo comprar essa aberração.

    Desculpe aos 34.239 toscos que tentaram ser diferentes e fizeram essa compra.

    AB

    ResponderExcluir
  37. Zé Ruelito25/08/10 01:18

    Entre um Agile (que é um Corsa 1994 recauchutado) e um Fox (que é um Polo 2002 simplificado), preciso dizer qual é a melhor opção???

    Se o Agile é um sonho, imaginem como deve ser o pesadelo

    ResponderExcluir
  38. Pablo Jeronimo25/08/10 03:06

    Tdo isso q eu li é sério mesmo? Não é 1º de Abril. Tenso, muito tenso.

    Projeto novo, numa plataforma de 1994??

    Me responda, vc se sente seguro num carro de 1994? 2 estrelas no euroncap. (Com air-bag para o motorista)

    http://www.youtube.com/watch?v=dmvBQOuSZiw

    http://www.youtube.com/watch?v=ujEA0S9QxGI

    *Acima de 64 km/h suas chances de sobrevivencia numa batida frontal é 0, os videos comprovam isso.

    Mais informações: http://www.euroncap.com/tests/opel_vauxhall_corsa_1997/12.aspx

    Sem mais.

    ResponderExcluir
  39. Sinceramente, acho um carro totalmente DESNECESSÁRIO sob o ponto de vista da linha da Chevrolet. Celta, Corsa e Astra é uma linha completa de hatches pequenos/compactos. É claro que brasileiro compra o que colocam na vitrine e o Agile, além de canibalizar os 3 da GM vai roubar clientes de Fox e Punto. Já é razão para fabricá-lo. Mas eu nunca deixaria de comprar um Corsa ou um Astra para levar um Agile, não pelo exelente espaço deste mas por vários motivos citados pelos colegas e o principal é que simplesmente odiei o visual externo e interno e não gosto da tocada à lá minivan desses carros altos. Não são inseguros ou menos dinâmicos que os outros mas parece que estou dirigindo uma "mini-Kombi"!! Depois de rodar com um Fox e com um Agile, me dá saudade a tocada de um Chevette...

    ResponderExcluir
  40. Os pontos positivos, citados pelo Bob e pelo PK, não me convencem a aceitar este "veículo" e desembolsar mais de R$ 42.000,00 por ele...

    Sou obrigado a concordar com todos os argumentos postados aqui, contra o Agile, e fico triste por ver o que está acontecendo com as opções de carros 0 KM, que temos hoje. Uma lida na coleção digital do site da Quatro Rodas, é suficiente para se ver as diferenças de pensamento do público consumidor, e do que nos era oferecido, na década de 1980 por exemplo, com o que temos hoje e, sinceramente, está dificil escolher carro hoje. Ou você paga caro em algo recauchutado ao extremo, como o Agile e o "Novo" Ka, ou paga um absurdo em algo alinhado com o que é vendido lá fora, como o atual Honda Fit. Aliás, não há um carro 0KM, a venda neste país, que realmente valha o preço cobrado...

    ResponderExcluir
  41. Mister Fórmula Finesse25/08/10 09:22

    Marcelo R: observe bem o que era oferecido a nós nos anos oitenta....

    Se o "collorido" fez algo de bom na vida, uma coisa muito importante - mas muito mesmo - foi ter aberto o mercado.

    Nos anos noventa sim, a GM estava bem mais sintonizada com o que acontecia no mundo.

    Nos anos oitenta pagávamos dezenas de milhares de dólares por "executivos" que faziam 0 a 100 em 15, 16 segundos (Opala 4, Del Rey Ghia...etc), as mudanças se limitavam a troca de frisos, calotas novas, carros que mal passavam dos 155 km/h reais combustando mal a pobre gasolina nacional...camionetes com cabine dupla quem lembravam arquitetura barroca se arrastando pela estrada.

    Anos oitenta não foram parâmetro.

    ResponderExcluir
  42. Pablo Jeronimo, após ver o Corsa B se desmanchando no crash test, deu para entender perfeitamente o motivo dos calombos quadrados abaixo dos bancos dianteiros do Agile, bem no ponto das colunas B. Realmente a plataforma do Corsa B não tem o nível de rigidez necessário para um carro mais recente feito sobre ela.
    E esses dois calombos quadrados, bem na altura do assoalho, acabam anulando os ganhos de espaço interno do aumento do entre-eixos de 2,46 m para 2,54 m. Sentem nas pontas do banco traseiro de um Agile e façam o simples ato de pôs os pés embaixo do banco dianteiro e notem o quanto que as pernas terão de ficar fechadas para que se encaixe os pés naquele espaço.

    Fica a pergunta: se esborracharmos um Agile contra a parede em defasagem de 40% e compararmos os resultados com os do Aveo de nova geração, qual desses dois carros poderia ser vendido na Europa? E quando vemos o nível a que chegou o novo Aveo (cuja plataforma inclusive é mais moderna que a do Corsa D europeu), será mesmo que não notamos o desperdício de dinheiro e tempo de engenharia que foi criar o Agile.

    ResponderExcluir
  43. Ao Zé Ruelito, acrescentemos também na lista o Sandero, que usa a mesma plataforma B do Clio III e, portanto, é carro em dia com o que de mais moderno há no grupo Renault-Nissan. Pela parte Nissan da coisa, em breve teremos o Micra, que estreou a plataforma V (que a longo prazo substituirá a tal B sobre a qual são feitos Logan, Sandero, Tiida, Livina, Clio III, Cube, Note, Modus e por aí vai).

    No caso do Fox, nunca esqueçamos que a plataforma PQ24, em que pese estar em descontinuação no exterior (de modelos novos na Europa, só é usada na nova geração do Skoda Fabia), é extremamente similar à PQ25 de Polo V, SEAT Ibiza de quarta geração e Audi A1, a ponto de ter sido possível montar a caixa de direção e os braços de suspensão dela na PQ24 e fazer o Gol novo.
    Somemos a isso também o Fiat Punto. E qual é a plataforma do Punto brasileiro? A mesma Gamma I sobre a qual é feito na Europa o Corsa D, aquele que a GMB disse ser inviável de ser feito aqui. De mudanças maiores do brasileiro, está a suspensão (aqui usa-se um eixo traseiro derivado daquele do Stilo) e motores (antes usava-se o 1.8 Família I da GM, mas agora temos o eTorq, um bem-vindo reaproveitamento das unidades Tritec com direito a mudanças extensas).

    É, a GMB está em uma situação extremamente parecida com a matriz americana entre os anos 1980 e começo do século XXI: motores antiquados, plataformas excessivamente reaproveitadas, modelos tecnicamente inferiores a todos os concorrentes, mas mesmo assim ainda se achando a última bolacha do pacote. Nos EUA vimos no que deu, e no Brasil, será mesmo que vamos continuar com isso ou há grandes riscos de ela ser atropelada sumariamente por Hyundai e talvez até mesmo os chineses?

    ResponderExcluir
  44. Agile é um Celta com Roupa de festa só isso. O Celta
    É péssimo de dirigir então o Agile segue a linha.

    Quando fui trocar de carro fiz o test drive no Agile. Que porcaria. Acabei optando por um Gol Power 1.6 G5, muito mas muito melhor que o Agile e mais barato.

    Dizer que o Agile compete com Fox, Punto é ser enganado pela GM.

    ResponderExcluir
  45. Quanta polêmica em cima da matéria sobre o Ágile! Deve ser porque boa parte dos que acessam esse Blog, como eu, não apreciam aquelas matérias "chapa-branca" dos jornais e revistas de grande circulação.

    ResponderExcluir
  46. FB,

    Luciano Lunardi mesmo! O Bob disse que eles comparam equipamento de alinhamento novinho de um fabricante europeu (não me lembro do nome) e realmente o fizeram. Chegando na oficina dá pra notar que é tudo novo, todas as medições de ângulos são computacionais, nada daquela tranqueira de "optamatic".

    Segui a dica do Bob fornecida aqui no AE, mas se veio de voce, também agradeço muitíssimo a voce. Nunca consegui um alinhamento tão bem feito. Dá gosto de andar no carro!

    Quanto ao Astra, faz muito tempo que ele tem ABS como opcional, e a partir de 2010 se tornou item de série, assim como o AC digital. Ou seja, quase TUDO se tornou item de série. O carro é EXCELENTE, simplesmente esmaga e tritura esse TRAgile. Não faz o menor sentido se cogitar a compra desse "carrinho" diante do Astra.

    PK,

    Voce havia mencionado que gostou do acabamento interno na cor cinza claro do Agile. Poxa, isso a GM usa há bastante tempo! Todos os Vectras CD 2002 a 2005 são assim. Tive vários deles, mas sinceramente prefiro o acabamento escuro, especialmente em couro preto macio. Infelizmente de 2002 a 2005 só se encontra couro cinza claro não tão macio, salvo raríssimas exceções (aftermarket).

    Voce também mencionou que o Agile tem visual moderno. O que isso significa? A maioria dos visuais modernos são extremamente toscos! Pode colocar Honda Fit e VW Fox nesse balaio. Eu não tenho interesse por "carro moderno" e sim carro confortável, confiável, relativamente grande, com motor bom e estabilidade imbatível. Pouco me importa se é moderno ou não, afinal, não compro carro pra exibir pros vizinhos. Compro carro que me entusiasma, e só.

    Alguém disse que entusiasmo pode-se ter até com carrinho de supermercado. VERDADE! Ante-ontem mesmo eu estava no aeroporto, e no carrinho de carregar bagagem eu já sentei a bota e o fazia andar de lado. Não tem jeito, o entusiasmo está no sangue, hehehehehe

    ResponderExcluir
  47. R$ 42 mil num Celtão?!?!? Ahahahaha! Cx de 0,37 em 2010? Ahahahaa! Um painel de instrumentos que lembra brinquedo de criança? Ahahahah! Aquelas rodinhas pequenininhas perdidas em uma imensa caixa de rodas? Aquele plasticão preto atrás da janela traseira (remeber o "ralador de queijo" do Kadett)? Um motorzinho insuficiente em um carro com esse preço e esse Cx? Os faróis imensos e desproporcionais? A frente alta e desproporcional de caminhãozinho? O uso de uma plataforma antiga de quase 20 anos, recauchutada?
    O Agile é uma piada de mau gosto. O carro mais feio da GM desde o Pontiac Aztek. Não vou nem mencionar a concorrência, mas não entendo quem prefere comprar uma carroça terceiromundista dessas no lugar do Corsa C ou do Astra. Moda?... Enfim, digo com todas as letras: eta carro feio!!!

    ResponderExcluir
  48. claudionor25/08/10 13:08

    Sobre o Crash test do Corsa B, não é de hoje que os pequenos da Opel são ruins nesse aspecto. Lembro-me de uma reportagem da QR no final dos anos 80, com o Crash test feito nos carros pequenos disponíveis na europa na época e o Corsa A foi o pior deles, inclusive com o sério problema da porta ficar bloqueda depois do impacto, o que poderia dificultar operações de resgate.

    ResponderExcluir
  49. Francisco V.G.25/08/10 15:51

    O acerto da suspensão só podia ser esse mesmo, do contrário, devido a maior altura do conjunto, não iria agradar muito o comportamento em curvas. Amaciar a frente a fim de tornar a rodagem mais suave resultaria em alguma coisa como o Classic e acabaria piorando o resto. Sobre os 4000 rpm a 120 km/h alguma coisa não bate: Esse escalonamento é idêntico, sem pôr nem tirar, ao do Celta 1,4L (5ª-0,89:1 com diferencial 3,94:1) e neste, também tínhamos as mesmas rotações à mesma velocidade, ou seja, 30 km/h por 1000 rpm. Detalhe: No Celta o aro era 13" com pneus 165/70 o que dá um perímetro de 1,76m, no Ágile temos aro 15" com pneus 185/60, resultando num perímetro de 1,89m. Usando a matemática sem se levar mais nada em conta o Ágile deveria estar a quase 130 km/h à essa rotação em 5ª marcha. No caso do Celta, eu posso confirmar pois eu tive um e era isso mesmo, fica a questão, portanto.
    Para finalizar, eu diria que um Ágile não susbstirui um Corsa C, melhor mesmo é passar ao Astra, isso para ficar na marca.
    Bussoranga: O ABS sumiu do Astra nesse processo odioso de depenação que temos por aqui.

    ResponderExcluir
  50. Bussoranga

    Astra não tem ABS não, ficou de fora dessa versão 2010, que é o "canto do cisne" do modelo.

    Sei disso pela dificuldade que me foi imposta pela GM de configurar um Vectra Elegance com transmissão automática e freios ABS.

    Se eu quisesse ter os dois simultaneamente, só comprando a versão Elite.

    Já não gostava do Vectra por outros motivos, então corri para o custo benefício do Astra: também não há ABS...

    FB

    ResponderExcluir
  51. Não gostei destas impressões do Agile. O Carro é antiquado, sim. Pode-se elogiar um carro obsoleto, mas a falha é esquecer que em 17 anos (idade do projeto) muita coisa evoluiu em segurança, comportamento dinâmico (quem disse que subchassi não é mportante ? , etc.

    O Agile é uma gambiarra do Corsa B e pronto. A GM está enganando os seus consumidores. Toda a sua linha nacional é muito obsoleta.

    O motivo disto tudo não é a falta de grana da GM. É porque o brsileiro compra porcarias, paga caro e ainda acha que carro é simbolo de status. As montadoras daqui já perceberam isto há muito tempo.

    ResponderExcluir
  52. Anônimo
    Ande no carro. Caro, todo carro aqui é, sem exceção.

    ResponderExcluir
  53. Anônimo,
    Em complemento ao meu comentário aí em cima, eu tinha uma péssima impressão do Agile, cisma mesmo. Foi dirigi-lo e mudar de opinião.

    ResponderExcluir
  54. Francisco V.G.
    São variações que existem em todos os carros, essa de velocidade x rotação em quinta.

    ResponderExcluir
  55. Bussoranga,
    Isso, quem me indicou a Lunardi foi o Immezzi, da Panambra, importadora dos equipamentos de alinhamento Beissbarth. Ele disse realmente que estavam para receber o alinhador.

    ResponderExcluir
  56. Gilberto,
    Antes de criticar o blog, procure andar no Agile.

    ResponderExcluir
  57. Bob

    O Luciano Lunardi sempre usou Beissbarth. Vou passar lá para conferir esse equipamento novo.

    FB

    ResponderExcluir
  58. Bob, Faca o test drive em um agile preto pelado. Aguardo o resultado. :_)


    abs wgc

    ResponderExcluir
  59. Francisco V.G.25/08/10 21:38

    Bob:
    Como você mesmo disse, são variações que existem... No caso, a variação está no conjunto roda/pneu que, no caso do Ágile, alonga a relação final em comparação ao Celta 1.4, ambos usando o mesmo escalonamento de câmbio de ponta a ponta (caixa F-15 CR 3,94). Se, matematicamente, no Celta são 30 km/h por 1000rpm em 5ª marcha, no Ágile são pouco mais de 32 km/h por 1000rpm na mesma marcha). É isso.

    ResponderExcluir
  60. Não testei, mas, certamente, esse carro não deve ser ruim, aliás, não existem carros "ruins" atualmente... Mas, o que me intriga é aquela frente... Como será que todo o ar que entra por aquela grade enorme faz para sair?

    PK,
    Ótimas fotos! Preferi o carro nelas do que na rua, aliás, nunca tinha visto um exemplar branco, bonito...

    ResponderExcluir
  61. Já pecaram pelo título. Na medida certa pra quem?! Carro desproporcional, ridículo.

    Achei q esse BLOG era melhorzinho hein?!

    Façam JUS ao nome do BLOG!
    LIXO de carro!

    Edu.

    ResponderExcluir
  62. Nem perco o meu tempo,meu cliente comprou uma E320 1998 com 57 mil km zerada por 35 paus, vou sugerir um test drive no Arghgile,hahahahahaha, vou falar para ele que deverá sentir a diferença entre o céu e o inferno,hahahahahaha..........

    ResponderExcluir
  63. Na verdade não é a questão de ser ruim ou bom,plataforma isso ou aquilo, o que incomoda é achar que dar 42 mil reais num carro desse seria a coisa mais natural ,na minha opinião 42 mil reais é uma soma bem razoável,por pouca coisa a mais se compra carro muito melhor, seja usado ou novo.....

    ResponderExcluir
  64. Puxa, Agile não né gente? Não custava nada a GM fazer uma coisa mais bonitinha, poxa, até o feioso Kia Soul fica bonitinho do lado dele.

    ResponderExcluir
  65. Não anônimo, bonito não! O Soul fica lindo ao lado dessa bizarrice automotiva.
    E tem outra... eu duvido que esse carro curva melhor que um Fox, igualmente com "rodão"...
    E suspensão dura é a mesma solução que a VW deu para o Fox ficar no mínimo seguro, neste sentido a GM seguiu a risca a receita do carro do segmento "minivan" que mais vende aqui na terrinha, a diferença é que o VW é praticamente um design premiado de algum estudio italiano fodástico em comparação ao feioso aí...

    Olha MFF, mesmo sem ter dirigido o carrinho, confesso que fiquei bastante surpreso ao ler sua comparação Agile x Polo.
    Ainda mais depois de ter testado um GT neste final de semana... hahaha... não não, não dá pra comparar messsssmo!

    Abs

    ResponderExcluir
  66. Estou sonhando ou li mesmo as palavras "bonito" e "harmonioso" em comentários sobre o desenho dessa aberração? Alguém me belisque, por favor...

    ResponderExcluir
  67. Mister Fórmula Finesse27/08/10 11:32

    Fábio: o GT deve ter outro acerto de suspensão, sem contar com o torque do dois litros, mas em relação aos standards é bem parecido.

    O Agile é muito bom de curva, pode acreditar....dá para entrar com bastante velocidade naquela sua curva habitual que irá perceber que a inclinação não será exagerada, os pneus irão seguir fielmente as ordens do volante, tudo isso sendo traduzido na verdade em aceleração lateral e não gritos de pneus ou aquelas pequenas correções de volante que vimos em tocadas menos lineares.

    Ele é decidamente firme e bem disposto para enfrentar uma boa estrada sinuosa, um Polo é exatamente isso, mas com mais envolvimento na posição de dirigir, uma caixa mais rápida e divertida, e um motor que vai te fazer mais uso do freio, pois chegará um tanto antes na curva do que com o Agile.

    Falta um pouco de motor no Agile, mas em curvas constantes, se fosse fazer uma comparação de aceleração lateral pura e simples, os resultados ficariam bem parecidos.

    Podem chamar de feio o Agile, lento e etc, mas não andar forte em um - e em lugar adequado - é um pequeno pecado se insistirem que ele não diverte.

    ResponderExcluir
  68. MFF,

    Não tive esta impressão sobre o acerto de suspensão do GT ser diferenciado, mas a direção eletro-hidráulica faz toda a diferença na tocada.

    Quanto ao Agile, devo me abster de impor uma opinião, pois nunca dirigi o carro e no caso do Fox estas correções são necessárias, então com base no que você disse, fiquei curioso para testar.

    Quanto a andar forte ou não... quando tive a oportunidade, não poupei nem a Merivinha alugada na minha última viagem pra Barra Mansa... rs*

    Abs

    ResponderExcluir
  69. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  70. Mister Fórmula Finesse27/08/10 14:08

    Fábio: mas é assim mesmo...têm que andar forte mesmo para conhecer. Como já temos certa experiência - bebês ao lado de um Bob na verdade - dá para extrair bastante coisa sem precisar correr muitos riscos...só saber onde acelerar e ter a consciência que se a tocada rápida está muito complicada, então estamos fazendo algo errado.

    Dá uma "lenha" no Agile que irá achar bem legal!

    ResponderExcluir
  71. Daqui a pouco esse post será o recordista em respostas!

    Não querendo pegar no pé, mas na última 4R (com o Sonata na capa), existe uma página dupla da GM onde estão os carros "novos" da marca e por mais bizarro que possa parecer, colocaram o Captiva em frente ao cagÁgile.

    Conclusão:

    Não é que o monstrinho, consegue ter a grade e os faróis maiores que a irmã importada? E um visual menos harmônico obviamente.

    Se "ele" fosse uma pessoa, seria um cara de 1,55m de altura com aqueles ombros pequenos e curvos para frente, com uma jaca de um cara de 2m de altura sobre o pescoço. Uma aberração!!!!

    Não adianta ser divertido de guiar, se na hora que olha pra ele dá enjôo. É pior que sair com mulher raimunda...

    AB

    ResponderExcluir
  72. Ouvi falar que nessa 4 patas saiu mais um comparativo de hatchs acima de 1.0. Resultado: 1-Sandero, 2-Fox, 3-Agile...

    Pra piorar, o Agile foi agraciado com um recall. Essa é uma ótima publicidade pra marca.

    ResponderExcluir
  73. Meu irmão está com um "completo", na garagem. Foi o que de mais confiável se pôde comprar, no momento.
    Tem seus "senões", mas o conjunto agrada mais do que desagrada.
    MH

    ResponderExcluir
  74. BS,

    Não posso esconder minha decepção.

    Aí não tem nada a ver com não ser um carro "entusiasta" - é que o carro é ruim mesmo.

    O Agile tem centenas falhas visíveis de projeto.

    ResponderExcluir
  75. Que porta-malas é esse? Só deve ter altura.

    Mesmo com kit sport e na cor branco "hipe", deixou muito a desejar. Nem de longe ficou mais agressivo/esportivo.

    ResponderExcluir
  76. Paulo Keller, fiz um comentário jocoso apenas..

    Lendo o comentário do amigo bussoranga, que sempre discordo ao falar do Familia II, acho que o mesmo acontece comigo. De ver tanta pujança nos anos 90, tanta agilidade no lançamento dos Corsas B e C, Vectra B, Astra B... Me deixou mal acostumado. Tenho um Corsa 1,8L e não troco por um Agile. Mesmo com motor rude em baixa, gosto de dirigí-lo.

    E outro ponto que me incomoda é o fato da GM alardear "que tem a linha mais completa do mercado" e não oferece nem opção da cilindrada do motor. Quado comprei meu Corsa Maxx, era um tampão até chegar num Premium com ABS, airbag, acabamente melhorzinho... E fiquei na mão. Não vejo mais motivo para trocar meu carro.

    Abraços

    ResponderExcluir
  77. É claro que esse carro é melhor de curva do que o esperado. É só comparar a rodagem dele (195/55 16) com a rodagem que se usava no carro de orugem da plataforma, o Corsa B (145/80 13 ou 165/ 70 13).
    Queria ver se esse carro usasse pneus condizentes com o motor que tem, como um 175/65 14 se teriamos tantos comentários se desmanchando sobre sua estabilidade.

    ResponderExcluir
  78. Meteu o dedo na ferida,joga uma rodagem dessas num Corsa 4300 e teremos um kart, hehehehe........Um Corrola usado é bem mais sensato que esse carro,mas não mostra pro vizinho que ele é o moderninho,que comprou a novidade antes dele,não é?mas como eu não compro lixo nenhum desses novos, a vida é melhor dentro de uma MB,hahahaha....

    ResponderExcluir
  79. O problema do Agile é que mesmo que façamos comentários baseados em testes de direção feitos com ele, evitando-se entrar no terreno subjetivo, se é feio ou bonitinho, não só descobre-se que ele é um projeto com qualidade inferior ao carro que ele teria que substituir, o Corsa C, como também pode-se comprar por um preço bem próximo um modelo da mesma marca e muito superior a ele, e que pertence a um segmento acima, o Astra.

    Depois descobre-se que a concorrência anda muito mais arrumada com o Novo Fox, no conjunto ele espanca o Agile, isso sem falar no painel que parece pertencer a uma categoria superior, e falo issos em ser fã de Fox pois detesto carro alto com posição de dirigir também elevada.

    Confesso, sou um entusiasta por carros, mas o Agile é o típico carro que esfria qualquer ponta de entusiasmo, porque mesmo olhando um pouco animado para esse modelo branco nas fotos do blog, é só entrar nele para constatar que existe coisa muito melhor, e o pior, um pouco mais barato que ele(Corsa C) e um pouquinho mais caro que ele(Astra).

    Na boa, a GMB fez um cálculo perfeito onde nessa conta entraram corte de custos+lucros altos e depois jogaram isso em cima do público sempre ávido por novidades e carros com aparência de "modernos", e olha no que deu??

    Abç.

    ResponderExcluir
  80. Osvaldo,

    O painel do novo Fox é o painel do novo Polo, que deve estar por aqui no lançamento do modelo 2012... tô chutando, mas é muito provável...

    Este foi um "cala-boca" da VW, muito bem dado na concorrência... de tanto ouvir nhénhénhé sobre o interior do Fox. Aliás, as propagandas do novo Fox foram muito bem boladas também...

    ResponderExcluir
  81. É isso aí, a montadora entuba e o consumidor burro engole,vcs conhecem alguem que pague 85 mil num Focus 2.0 ?Eu conheço, é só ver quem compra um Volvo C30.....

    ResponderExcluir
  82. Fabio,

    Correto, o painel de instrumentos era um ponto fraco, e ao mesmo tempo desagradável do antigo Fox, porque ali via-se nitidamente a preocupação da marca com economia de custo de produção em larga escala, haja vista o compartilhamento desta peça com o antigo Gol GIV, uma bola fora da VW na época, realmente.

    Agora o Fox quando vc entra e senta no banco do motorista e olha para o painel, tem uma sensação que está num carro de categoria superior, além disso a renovada no visual externo, principalmente a frente, ficou de muito bom gosto e faz parte da estratégia atual da VW em tentar criar uma linha de identificação entre os seus carros.

    O único porém nessa história toda é o fato que o Fox com essa "renovada" acabou ficando muito parecido com o Polo europeu, frente e painel praticamente são idênticos, o que faz a gente pensar sobre qual vai ser o futuro do nosso Polo por aqui, um notório fracasso de vendas.

    Abç.

    ResponderExcluir
  83. Nunca gostei do Fox,mas tive que reconhecer que houve um bom progresso nessa nova versão,principalmente no painel e acabamentos.....

    ResponderExcluir
  84. Nunca gostei do Fox,mas tive que reconhecer que houve um bom progresso nessa nova versão,principalmente no painel e acabamentos.....

    ResponderExcluir
  85. Preconceitos a parte, não dei ouvidos aos que só sabem queimar os carros alheios, nem testam, nunca nem virão o carro mas falam mal, se for achar defeitos eu acho vários no gol tão queridinho de vcs e assim por diante, dentro do preço do agile, achei um carrão, testei o carro, gostei tanto que comprei um. No mesmo dia testei um fox, gol, punto e novo uno, e o agile empata com o gol, diferença, o agile (em minha opnião) é muito mais bonito (novo, atual, diferente, arrojado...) do que os demais só que mais barato se comparar os acessórios que pra mim faz toda a diferença, minha mulher adorou e eu mais ainda, RECOMENDO O CARRO, MAS ACIMA DE TUDO, TESTEM E COMPROVE PELA PRÓPRIA EXPERIÊNCIA

    ResponderExcluir
  86. ããããhãm!!! kkkkk... Parabéns pela compra!

    ResponderExcluir
  87. E ele acha que tem bom gosto28/09/10 12:52

    8-P
    Parabéns pela compra² huahuahuahua

    Arrojado? kakakakaka

    ResponderExcluir
  88. E ele acha que tem bom gosto28/09/10 12:52

    8-P
    Parabéns pela compra² huahuahuahua

    Arrojado? kakakakaka

    ResponderExcluir
  89. Lindo carro, estou muito feliz com ele, tem tudo que sempre desejei em carro ABS, AR BAIG,COMPUTADOR DE BORDO E MUITO MIMO valeu a compra do meu AGILE, quero ficar com ele por uns dez anos, nao sei se o mercado Brasileiro um dia vai chegar a ter carros populares tão bom quanto o AGILE.
    Podem criticar a vontade meu comentário estou de AGILE e com muito orgulho viva o AGILE. HAHAHAHA

    ResponderExcluir
  90. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir
  91. Lindo carro, estou muito feliz com ele, tem tudo que sempre desejei em carro ABS, AR BAIG,COMPUTADOR DE BORDO E MUITO MIMO valeu a compra do meu AGILE, quero ficar com ele por uns dez anos, nao sei se o mercado Brasileiro um dia vai chegar a ter carros populares tão bom quanto o AGILE.
    Podem criticar a vontade meu comentário estou de AGILE e com muito orgulho viva o AGILE. HAHAHAHA [2]

    Agile LTZ Preto... carrão! ;D

    ResponderExcluir
  92. eu vi que tem um monte de gente comparando o agile com outros carros mas a avaliação do carro tem que ser do carro e não ah... por que não tem um motor 1.8.. quem quiser que compre um carro 1.8.

    ResponderExcluir
  93. Não sei o que é pior, o Agile ou o atendimento da Chevrolet !
    Em Dezembro de 2009 comprei um Chevrole Agile 0km, porem já na primeira revisão dos 10.000km já tinha algumas peças internas se soltando.
    Observei no painel a luz do sendor da bomba aceso, porem quando fui fazer a revisão dos 20.000km o mecanico me disse que era porque eu ficava muito com o pé na embreagem, e aque sensor quando colocado no computador indicava problema na embreagem.
    Uma semana depois oproblema não era só o sensor, agora tambem o piloto automático tinha parado de funcionar.
    Levei o veiculo para realizar a revisão dos 30.000km na AUTOMEC Sorocaba.
    Estava tudo agendado para a realização do Recall, Consertar o piloto automatico e a questão do sensor.
    Qual foi minha surpresa quando cheguei na consecionária?
    Me informaram que não realizariam a manutenção naquele momento.
    liguei correndo para o 0800 da chevrolet para reclamar do ocorrido e recebi um numero de protocolo.
    Sai da concessionária e fui para São Paulo, cerca de 100km de distancia.
    Quando estava com 30 km de viagem o carro começou a perder rendimento e cheirar embreagem queimada até que parou completamente.
    Após deixar o carro quebrado na concessionária fui informado de que a garantia não cobre tal problema.

    Fala sério!!!

    A culpa é minha?

    Olha outros problemas iguais citados neste blog

    Sou proprietário de um agile Ltz! E com 9.000Km dereteu o disco da embreagem! Parecer da GM, Blumenau: este motor não tem força pro peso do modelo e toda as embreagem GM são fracas iclusive do Astra ! Recomendação do mecânico da loja GM, não force este carro em marcha ré !

    Sobre mim

    Leonardo Basílio

    Engenheiro de Produção Mecânica, Administrador com sólida experiência na área de consultoria, auditoria e treinamentos nas normas ISO 9001, ISO 14001, ISO TS 16949, PBQP-H, RDC 59, ISO 17025 e CNEN NN-1.16. Atuou como Gerente de Qualidade e Engenharia Industrial em diversas empresas.

    ResponderExcluir
  94. Quem mandou ter mal gosto e comprar esta bomba feia e vagabonds?

    Agora já sabe, Monstrana e Frágile nunca mais...

    ResponderExcluir
  95. Que saudades da GM de outrora... Tive Monza SR (aqueles bancos Recaro...)e 2.0 efi à álcool com aquele interior aveludado que não vemos mais tão facilmente. Hoje tenho um Astra herdado do meu pai (2003, 60.000 km com pneus, pastilhas de freio e embreagem ainda meia vida, último a gasolina antes dos Flexpower e com interior cinza claro) e não troco por nenhum destes moderninhos de hoje. Aliás, não pretendo comprar mais nenhum carro zero, eles simplesmente não valem o que custam. Vou esperar pelo Civic que meu pai comprou para substituir o Astra, daqui a mais uns dois anos. Mas voltando a ele, excelente carro: o 2.0 com todo aquele torque te permite andar a 2 mil giros quase o tempo todo, fazendo medidos 9 km.l na cidade e 13 na estrada, onde ele é uma rocha de estável, grudado no chão a 100 com 2,500 rpm... Tudo isso com onze anos de mercado. Dirigi o Agile de um colega, completo. Bom carrinho, mas dói saber dos detalhes técnicos por aquele preço... Ele e seus concorrentes deveriam custar completos com ABS e airbags uns 30 mil, não a fortuna que pedem. Eu compraria um Honda Fit...se morasse nos USA (U$ 15 mil automático com 1.5 e rodas 16) mas no Brasil nem entro nas revendas Honda. Triste mercado o nosso.

    ResponderExcluir
  96. Bem quanto ao visual, cada um tem seu gosto minha noiva gosta do pt cruiser da Chrysler já eu não gosto, mais gosto é gosto, vi de perto uma gile branco equipado com kit esportivo original, como este do post achei o carro maravilhoso, já a opção sem kit sport achei simples, fiz um test drive e achei o carro sensacional tudo de bom mesmo, brasileiros vamos dar valor aos projetos feitos aqui, o carro é uma beleza, agora quem não gostou não precisa esculachar, quando eu puder vou comprar um igual a esse branco completo e com kit sport.

    ResponderExcluir
  97. Eu acho o Agile um bom carro para os padrões brasileiros.O Fox é feio para cacete, o Punto tem cara de carro popular e o Citroen e o Sandero são péssimos para comercio. O Design é inovador, agressivo, moderno, a relação custo benefício é bom, econômico, tem vários mimos, fez a concorrência reagir. Ou seja, em vez de ficar criticando o Agile, por não criticavam o Fox que era pelado, sem quase nada por dentro, porque não criticar o punto com preço alto e desempenho péssimo para 1.4. Resumindo, gosto ou desgosto é subjetivo. eu acho o Agile LINDOOOOOOOOOO...

    ResponderExcluir
  98. oooo Paulo Céééésar...

    Não é porque vc comprou esta desgraça e acha Lindooooooooo...
    Que a gente vai engolir este monte de bobagem... tem vários mimos? kkkkkkKKKKkkkkk


    1º Entre em um novo Fox
    2º Vc precisa se informar, o Punto não é mais equipado pelo motor 1.4 e agora com os motores E.torQ, deve se tornar referência para o mercado.

    MÁ VAI PRA LÁ... VAI PRA LÁ!!!

    O Agile tem um design agressivo mesmo! Agride os olhos de qualquer um! Eita troço horroroso!

    ResponderExcluir
  99. Fabio,
    Punto Attractive 1,4, ao lado dos Essence 1,6 e 1,8, Sporting e T-Jet 1.4, podendo os 1,8 vir com Dualogic.

    ResponderExcluir
  100. Verdade Bob, nesta "eu cai do cavalo"

    Meu braço aqui... pode torcer...
    rs*

    Pensei que a Fiat aposentaria o 1.4 para o Punto com estas novas opções... aliás demorou pra fazer.

    Abs

    ResponderExcluir
  101. Fabio,
    Sem problema, enganos desse tipo são normais.

    ResponderExcluir
  102. Digam o que quiserem, hoje ele é o líder de mercado.

    Os 12 hatchbacks com motor acima de 1.0 mais vendidos em 2010 (janeiro a novembro)

    1. Chevrolet Agile 1.4 – 58.861 (15,5%)
    2. VW Fox – 39.245 (10,3%)
    3. VW Gol – 38.296 (10,1%)
    4. Citroën C3 – 35.755 (9,4%)
    5. Peugeot 207 – 35.733 (9,4%)
    6. Fiat Punto – 32.357 (8,5%)
    7. Renault Sandero – 29.412 (7,7%)
    8. Chevrolet Corsa – 28.980 (7,6%)
    9. Ford Fiesta – 28.055 (7,4%)
    10. Fiat Uno – 20.147 (5,3%)
    11. Fiat Palio – 18.949 (5,0%)
    12. VW Polo – 11.620 (3,1%)

    ResponderExcluir
  103. Por pouca diferença, mas dale VW em 1ª no segmento!

    ResponderExcluir
  104. Forrla
    Por que e para quem foi esse comentário? Acompanho vendas, mas elas não entram no mérito de análises. O AUTOentusiastas não é blog de pesquisa eleitoral.

    ResponderExcluir
  105. O comentário do rapaz acima, foi para comprovar o que todos os autoentusiastas já sabiam.

    Existem mais de 58.000 consumidores de mal gosto, que compram plataformas recicladas, horrorosas e com risco de pegar fogo...

    Ah, o recall resolveu, né? Pena que não tem recall para estética do carro!

    ResponderExcluir
  106. Rômulo Rostand04/01/11 18:14

    Bob Sharp e Paulo Keller,
    Tenho um Ágile e estou muito satisfeito. Gosto do desempenho do carro, só tenho crítica ás saídas do carro (arranque). Em algumas situações, o motor demora a responder e em seguida a potência cresce rapidamente. Cheguei a derrapar em curvas de baixa em pista molhada. Houve melhora depois de um remapeamento da injeção feito na concessionária.
    Gosto das facilidade dos comandos internos e facilidades do computador de bordo e controle de velocidade, mas concordo que os mostradores poderiam ser melhores.
    Algo que me incomoda é que há muito reflexo nos vidros internos. Não sei se por causa do vidros muito planos ou linhas e superfície do acabamento interno.
    Meu carro é um LTZ verde Hera.
    No teste vocês perceberam reflexos excessivos?

    ResponderExcluir
  107. Rômulo Rostand
    Notei apenas um pouco de reflexo no meu vidro, bem na parte dianteira, mas nada que incomodasse.

    ResponderExcluir
  108. Ah, deixei de mencionar que o meu está equipado com películas nos vidros laterais e traseiros. Talvez seja o que está agravando os sintomas. Não gosto, mas mandei instalar as mais claras por conta da alta insolação aqui no NE.
    Acho que esta semana vou aliviar o peso do carro e passar a utilizar as velocidade mais altas do condicionador de ar.

    ResponderExcluir
  109. Rômulo
    Então está aí a explicação. Arranque essas porcarias dos vidros. O que tem a ver a alta insolação do Nordeste? Antes do Insulfilm, como se fazia? Morei no Rio os primeiros 35 anos da minha vida, aquilo é um forno do verão e nunca tive nenhum problema de insolação.

    ResponderExcluir
  110. Seguirei seu conselho, arrancarei. Me convenceram a colocar quando fui tirar o carro. Não coloquei para escurecer o interior, mas pela promessa do filtro infra-vermelho e melhor aproveitamento do ar-condicionado. Já tinha utilizado, também a mais clara, num Civic que vendi, mas não percebia o problema do Ágile.
    Quanto a insolação: Bom, nas décadas de 80/90 meus carros não tinham vidros verdes nem ar-condicionado, o sol incomodava muito. Nas viagens diurnas ficava com o braço esquerdo visivelmente queimado pelo sol. Acontece ainda quando uso o fusquinha 76 em viagens nostálgicas. Mas, ele não tem (nem nunca terá) vidros verdes e ar, muito menos película.

    ResponderExcluir
  111. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir
  112. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  113. Boa tarde Bob, comprei um Agile equipado com kit sport igual a esse só que prata, achei o carro show muito espaçoso e confortável, ja andei 3000km e não aconteceu nada fiz uma pequena viagem e o cara é só alegria, antes de criticarem deveriam fazer um test drive.

    ResponderExcluir
  114. Anônimo 8/1 15:55
    Foi o que escrevi. O carro não tem problema fora o estilo, mas isso é muito pessoal, e o desenho dos instrumentos. No resto, atende perfeitamente, como você mesmo atesta. No entanto, choveu crítica ao post.

    ResponderExcluir
  115. Rômulo,

    Não arranca a película não! Se ela realmente é clara não prejudicará a visibilidade e ainda filtrará os raios UV (se for de boa qualidade, tal qual uma boa lente de óculos). Eu tenho no meu carro e senti diferença na climatização depois que coloquei a película. Também senti o sol ardendo menos no braço. Se for de boa qualidade não arranque!

    ResponderExcluir
  116. Rômulo Rostand
    Não vá na conversa do leitor Roger. Películas são mero modismo, nada justifica tê-las. Muitas vezes é até por estética, deixar o carro "lindão". Vá por mim. A própria fabricante de vidros e fornecedora da indústria automobilística Saint-Gobain Sekurit afirma que com vidros de menor transparência aumenta o calor a bordo. Os vidros verdes originais já filtram mais de 90% dos raios ultravioleta, são mais do que suficientes. Há decadas que dirijo carro com ar-condicionado e vidro escuro nunca fez falta. Isso é conversa fiada, argumento típico de vendedor. Morei 35 anos no Rio, uma das cidades mais quentes do Brasil e jamais tive braço ardendo. Além disso, daqui a pouco começa a fiscalzação de transmitância luminosoa e todo mundo vai ter que tirar a pelicula se não quiser problemas com os agentes de trânsito.

    ResponderExcluir
  117. Boa tarde Bob, você pode me chamar de louco mais, vi um Agile vermelho em uma revenda da gm aqui na zona leste de SP, era vermelho e equipado com o kit sport igual a este postado ( acho que esse kit deveria ja vir com o carro pois parece que complementa) pois bem disse que me chamaria de louco pois achei o carro lindo, com rodas 16 e farois máscara negra com spoilers laterais e aerofólio não tem pra ninguém, fora os ítens que já vem de série olha to pensando seriamente em arriscar comprar um desses, acho que as pessoas deveriam dar bastante valor aos produtos desenvolvidos em nossa terra, pois tenho conhecidos que adquiriram um desses e apesar de pequenas mancadinhas como a falta de um botão para porta malas é um produto bom.

    ResponderExcluir
  118. marcelo (jmvieira)23/01/11 10:13

    eu andei em um agile quando estava prestas a comprar outro carro. eu ainda tenho um corsa 1.8 2006 com manutenção em dia, corsa este q me levou naquele dia a concessionaria. sai do corsa entrei no agile e fui pra pista sentir o carro: nao gostei. como a avenida era de concreto, eu sentia e ouvia os toc-tocs das juntas das placas ao rodar, me lembrei do celta (tb tive um) e isso nao acontece no corsa. dei umas boa pisada, o carro balançava em alta velocidade. precisei parar reduzindo marcha, por falta de freios. o carro de test drive tinha 330km rodados. o motor parecia puxar o carro com dificuldade, do desempenho me lembrei do golf 1.6 2002 q dirigi. quem tem referencias melhores entende o porque do carro ser ruim. quem nao tem, compra um carrinho de supermercado e acha otimo.

    ResponderExcluir
  119. marcelo (jmvieira)
    Então quer dizer que eu e o Paulo Keller não temos referências. Eu não sabia disso..

    ResponderExcluir
  120. Velho, mas limpinho21/02/11 15:27

    A GeMe está lançando a versão Rico deste carro, somente para a praça do RJ.
    A idéia é boa e é uma homenagem ao surfista, mas o carro continua ridículo e feio que nem o capeta virado do avesso...

    Quem paga o preço pedido pela GM (geme)tem de ser rico e trouxa.

    ResponderExcluir
  121. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  122. Ué, o rapaz aí acima chamou o Corsa e o Astra de jurássico, mas esquece que a cagÁgile é mais antigo que ambos os carros citados.

    Só tem um design (horrendo) novo, o resto é de 1994...

    Ah, o motor é o novo 102cv e beberrão pacas!

    Tenho uma Montana 2010 (antes de virar Monstrana) e sei o quanto gasto de combustível, pois tenho um Marea 2000 para comparar...

    Sou mais o Marea, apesar de ter a manutenção complicada!

    ResponderExcluir
  123. Não acredito que haja falta de referências (como foi comentado anteriormente por aqui) aos avaliadores desse Corsa 1994... ops! quero dizer Agile 2010. Mas certamente a dupla de avaliadores jogou na privada suas referências que tanto se gabam ao demonstrarem um resultado tão positivo da avaliação desse "carro", que é uma vergonha para nós brasileiros diante do restante do mundo.

    ResponderExcluir
  124. O vídeo ficou legal Bob, fiz um test drive no carro e gostei bastante ,a suspensão está bem calibrada, é espaçoso e vários outros pontos positivos, dizem que ele dá muito problema( principalmente no piloto automático e sistema flex), mais eu acredito que sejam falhas causadas por erros de montagem ( o que acontece em todas as montadoras nacionais, como carro também é produção infelizmente isso acontece pois já vi gente reclamando dessas novas tucsons fabricadas no Brasil pela hyundai e olha que tucson é um carrão), pretendo comprar um como este branco e equipado com kit sport achei o mais bonito, espero que eu pegue um que seja montado direitinho, como vc disse o carro atende muito bem a proposta, é uma boa opção para família e bem moderno.

    ResponderExcluir
  125. Quanto mais falam maaaaal mais VENDEEEEEEEEEEEEEEEEE !! Esse carro e´ootimo , é bunito!!!!!!!!!!

    ResponderExcluir
  126. Acima da média14/03/11 19:47

    Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir
  127. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir
  128. Maria da Graça15/03/11 16:39

    Parabéns!Parabéns!
    Hoje é o seu dia, que dia mais feliz!

    ResponderExcluir
  129. Tenho três pessoas próximas a mim que possuem o carro e estão com problemas crônicos... eu pensaria bem antes de comprar... alguém aí já encheu de gasolina, rodou e encheu de alcool depois?

    ResponderExcluir
  130. Babaca é o cara que acredita que chegou a 185km com essa bomba.

    Mais babca ainda por andar a essa velocidade em nossas autoestradas.

    Sem noção e responsabilidade (além de burro por comprar essa porcaria de 42mil reais)

    ResponderExcluir
  131. Galo Zarolho11/04/11 23:02

    Qué Qué, é o tipo do babaca que acha que todo mundo olha para o carro dele porque é lindo... Quando na verdade olham pensando: que carro feio!!!
    E que deve ficar tirando racha sozinho... Vem um velhinho numa MB a 60km/h, ele ultrapassa e pensa: dei bucha num MB, Agile tem um motor melhor que MB!

    ResponderExcluir
  132. Olavo Fontoura16/04/11 23:22

    Nunca vi um carro ser tão ridicularizado quanto esse.

    Chego a ter pena do pobre coitado...

    ResponderExcluir
  133. Visionário17/04/11 15:23

    O carro é feio que dói, mas não tem culpa e fica sofrendo bullying destes Autoentusiastas...

    Quem tem de ser criticado, é quem compra essa porcaria e quem tem a cara de pau de colocar isso a venda.

    Brasileiro é bicho burro mesmo.

    ResponderExcluir
  134. Feliz "porpietário"04/05/11 18:45

    Quem critica eh pq nao teim.
    Eu mesmu comprei o meu, paguei caro mas meu visinho tá com inveja, e isso basta.
    O que mais gostei foi a inovação do volante e pedal torto! Nunca tinha visto isso antes.
    Nem isso nem ar manual disfarçado de digital! Deve ser pra combinar com carro antigo disfarçado de novo!
    Agora vo botar 130km/h nele, ainda bem que o conta-giro fica de cabessa pra bacho senão ia ver que está a 7.900 giros!
    Ass.
    Um filiz "porpietário"

    ResponderExcluir
  135. Eu acho o agile show de bola, bonito sim! já acho o Fox feio! isso prova que gosto não se discute!
    Dirigindo meu agile sinto prazer e até agora estou feliz! Sempre gostei mais dos meus carros da GM desde o Chevete 81, passando pelo Monza 93 e Vectra 98 e 2003!

    ResponderExcluir
  136. Parabéns Roni, vc assume seu gosto e continua andando em carros GM do século passado!

    Pena que pagou preços do século XXI...

    ResponderExcluir
  137. O AGILE É DO SÉCULO PASSADO? KKKK

    O SENHOR É UM FANFARÃO! PEDE PRA SAIR! KKK

    ResponderExcluir
  138. kkkk... O q falar pro nosso saudosista Roni Von?

    Pra quem já teve Vectra 98 achar o Agile um bom carro... às vezes o "motorista" que é pasteurizado... hahaha...(Usando a palavra favorita aqui do AE)

    ResponderExcluir
  139. Pedro Artur05/05/11 15:25

    Não vou dizer que o carro só dá alegria, pois no primeiro ano visitou mais a concessionária do que pegou estrada (a GM não anda boa de qualidade, que os GM maníacos me desculpem, mas é a triste verdade!), mas depois de todos os pepinos resolvidos, é um bom carro.

    Para quem gosta de viajar com carro cheio é ótimo, pois além do bom espaço e razoável conforto que oferece, apesar de só ter versão equipada com o pequeno motor 1.4, anda bem e é gostoso de dirigir. Para melhorar, o valor do seguro não é alto e a manutenção fica bem em conta e ainda é super simples. (Só os pneus que são uma desgraça de caros, mas não sei porque raios todas as montadoras agora usam roda 15 na maioria dos modelos que não são os de entrada. Pra quem encara buraco que nem eu no Rio de Janeiro, é péssimo!)

    Quanto ao design, também não sou fã número 1, mas relevo porque o carro atende bem ao que se propõe.

    ResponderExcluir
  140. Roni Von,

    Pesquise e verá que o seu carro nada mais é do que um Corsa 1994 reciclado.

    Aliás, já fez o recall original de fábrica dele?

    ResponderExcluir
  141. Feliz "porpietário"05/05/11 16:57

    Roni, então somos dois! Também acho o Agile uma boniteza! É tão lindo, parece até a cabeça de um boi sem cabeça! Ui!
    Mas vc falou que sempre teve GM, aí eu concordo, pra quem sempre teve GM o Agile é maravilhoso, afinal para quem teve Vectra o Agile deve ser mesmo supermoderno! Mesmo sendo um corsa reciclado.
    Se quiser podemos até combinar de nos encontrar um dia e mostrar nossas máquinas, mas não pode ser muito longe senão o carro não aguenta chegar hein!

    ResponderExcluir
  142. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir
  143. Bem eu tenho um Agile, por isso li e leio este forum, agora estranho são os otários que não gostam, não vão ter um e nem querem ter um, perderem seu tempo falando merda aqui! e quem tem um e não está gostando venda e cale a boca! ou enfia num poste essa porcaria! No fundo acho que são passageiros de Busão! kkkk

    ResponderExcluir
  144. Não Roni, quem anda de busão aceita até um Ágile como carro.

    Quem critica, o faz pois tem mais experiência e bom gosto.

    ResponderExcluir
  145. Cara você ta aqui ainda no forum do AGILE, kkk acho que no fundo você quer um!!! não se reprima, não se reprima!

    Tá bom então! você tem razão! o agile é feio, é uma bosta, quebra fácil e todos que deram 40.000 como eu, somos otários! é isso então!

    aeeee ficou feliz né kkk

    pode ir dormir e dizer, puts tenho razão! o agile é uma bosta!

    eita dor de cotovelo da peiga!

    ResponderExcluir
  146. Não fica nervoso não, curta seu carro e desencana do que os outros pensam de vc.

    Pague as 60 prestações do seu boleto em dia e seja feliz sem andar de busão.

    ResponderExcluir
  147. A Voz da Verdade09/05/11 13:52

    Roni, falar mal do Ágile nem é tão legal, mas vale a pena vir aqui para te ver soltar a franga!
    Só uma dúvida: vc é o Roni Von ou o Roni Cócegas?

    ResponderExcluir
  148. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir
  149. demorou pra encerrar os comentários deste post... desta maravilha de carro

    ResponderExcluir
  150. O Bob tá deixando rolar para ajudar a promover este bomba, ops esta novidade do mercado automobilístico.

    Daqui a pouco fundam um Clube do Ágile... ainda bem que o mundo acabará em 2012 e não teremos de aturar este carro e sua irmã a Monstrana por muito tempo.

    ResponderExcluir
  151. Comprei meu agile a 4 meses, estou feliz com o carro, acho bonitão, a frente é diferente e as grades frontais dá uma robustez para o carro. A unica coisa que não gostei foi a abertura do porta malas com a chave, mas do resto é show, e o piloto automático ajuda muito.

    ResponderExcluir
  152. João Kléber12/05/11 09:01

    PÁRA, PÁRA, PÁRA, PÁRA! CAMÉ QUE É O NEGÓCIO? A GRADE DA FRENTE DA ROBUSTEZ AO CARRO? FOI ISSO QUE EU OUVI?

    ResponderExcluir
  153. A Voz da Verdade12/05/11 12:30

    Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir
  154. Tenho um Agile 2010 há 1 ano. Já rodei 14.000 km no Rio de Janeiro. Estou muito decepcionado com o carro. A expectativa era alta pois já tive bons carros da GM, e o nome soou forte na escolha. Motivos da decepção são:
    - acabamento em plástico de baixa qualidade. Existem vários porta-trecos mas devem ficar vazios. A menos que dirija em estrada muito boa, ouve-se barulhos irritantes inclusive do painel.
    - não há forração acústica nas portas (como antes) e na divisão motor/carro. Conclusão: a 90 km/h ouve-se o barulho do motor e outros com facilidade. Tentei contornar pois mandei fazer uma forração para as portas e assoalho: melhorou alguma coisa.
    - Consumo: não é um carro economico. Mesmo trocando as marchar nas faixas de rotação indicadas, a minha média estrada/cidade é de 9 km/l. Por incrível que pareça, meu ex-Corsa i.8 era mais econômico.
    - Qualidade da montagem do carro: foi necessário retornar à concessionária pelo menos umas 6 vezes até corrigirem erros de montagem.
    - Carpete solta pelos logo. Comprei outros tapetes para protege-lo.
    - Tecido dos bancos muito fino: terei que comprar capa para proteger.
    - Ao lavar o carro em casa (mangueira normal - nada de pressão), percebo que entra água no interior da porta e nas partes internas próximas à lanterna traseira.
    - GM Road Service: o carro queimou a sonda Lambda num sábado de manhã. Mandaram-me não rodar com o carro em modo emergência. Só dariam o carro reserva na segunda-feira. Na segunda o carro foi para a GM. Só me ligaram na quinta-feira liberando o carro reserva, um dia antes do reparo concluir.
    Por fim, já tive da GM 2 Opalas, 2 Chevetes, 1 Chevy e 1 Corsa 1.8 e o Agile. Este último foi o único que comprei 0Km. O Agile está sendo o pior carro que já tive, pois a expectativa eram muito grande e pelo exposto adquiri um carro de "brinquedo". Gosto muito do visual do carro, mas o barateamento decidido pela GM me deu razões para NÃO mais ARRISCAR COMPRANDO UM GM. Para quem conhece o CELTA, o Agile é um CELTA com uma roupa mais atraente.
    Para as pessoas que não são detalhistas e querem o carro pelo aspecto visual, mimos eletrônicos, e não se importam ou não percebem barulhos, o Agile é uma opção interessante. Aliás este deve ser o motivo de estarem vendendo bem.
    A GM que abra os olhos pois sou mais um formador de opinião. Já evitei que muitos colegas comprassem o FRagile baseando-se apenas na aparência. Construir uma reputação positiva é fruto de trabalho competente de anos. Destruir um nome é bem mais rápido, e de difícil retorno.

    ResponderExcluir
  155. Não estou aqui pra defender a GM, mas qualidade de montagem é algo que decaiu em "todas as 4"... Acho que isso só vai melhorar quando o Curintia voltar a ganhar... KKKkkKKKKkKkKKKKkkKKkKK

    ResponderExcluir
  156. VWB e GMB ainda confiam muito em seu nome - talvez demais. Parece que confiam tanto no nome que esqueceram dos carros.
    Eu mesmo tenho um VW e quando for trocar de carro olharei com atenção a concorrência, pois vários detalhes me deixaram insatisfeito.

    ResponderExcluir
  157. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir
  158. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir
  159. Sou mulher, não sou nem um pouco ligada em carros (muito longe de ser uma autoentusiasta), mas adorei o blog.
    Aos que criticam os autores do post por elogiarem o Agile, peço para que leiam novamente desde o começo, pois são apontados os pontos positivos e os NEGATIVOS do carro.
    Sou proprietária de um Ágile e concordo com as críticas e com os elogios. É uma avaliação justa.

    ResponderExcluir
  160. Como ser justo ao se avaliar uma aberração?

    Esse carro é abominável, dá desgosto de olhar para ele, é pior que bater na mãe que está dormindo.

    Esse carro é o Capeta virado do avesso, filhote de cruz-credo.

    Esse país tá cheio de macumbeiro, pois se vê um monte destes despachos circulando por aí!

    Chuta que é macumba!!!

    ResponderExcluir
  161. É questão de gosto. Se não tivesse gosto para tudo, vc provavelmente morreria virgem.

    Mas vejo que o problema é a educação do Brasil mesmo. Eu disse e repito (parece que nem isso vc entendeu): leia novamente o post e verá que há críticas e elogio. A avaliação é justa porque não pende apenas para um lado.

    Quem gosta do estilo e pretende comprar o carro, terá uma boa base lendo o post.

    Agora, o fato de ser ou não "abominável" é muito subjetivo.

    ResponderExcluir
  162. Eu não morreria virgem pois sou rico e mulher só quer saber de dinheiro. Beleza não é fundamental, tanto que vc comprou um Cagágile.

    Outra coisa, sei que vc não é virgem, pois homem como qualquer porcaria que aparece pela frente...

    ResponderExcluir
  163. Aguinaldo Timóteo28/05/11 00:35

    Quem gosta de homem é viado, pois mulher gosta é de dinheiro.

    E tenho dito!

    ResponderExcluir
  164. Briga de marido e mulher por aqui não!
    Se ela gosta do Ágile, melhor para vc, assim ela não dirige seu fuscão!
    E ninguém sai perdendo, pois o Ágile e o Fusca tão juntinhos em questão qualidade, embora o Fusca tenha uma dirigibilidade melhor.

    ResponderExcluir
  165. Pô não ferra o Fusca desse jeito!

    Vc vai arranjar encrenca com mais de 3 milhões de donos deste clássico.

    ResponderExcluir
  166. O carro é tão ruim que um f.d.p roubou meu carro. Acho que o pesssoal que fica falando mal do carro, não consideram que muitas vezes é isso que as pessoas podem comprar. Eu talvez compraria outro mais caro, mais imponente, mas estava muito satisfeita com o agile. Muito provavelmente vou comprar outro igual.
    Acho que são pessoas muito tapadas que ficam falando que tal carro é isto ou aquilo. Gente!!! Carro serve para a gente se locomover e não depender de buzão!!! Ah!!! Carro também serve para satisfazer a alegria dos bandidos...

    ResponderExcluir
  167. Pqp, até ladrão tem mal gosto agora?

    ResponderExcluir
  168. Gostei do critério de qualidade, se ladrão rouba é bom! Antes de comprar meu próximo carro vou pedir consultoria lá na Feira de Santana ou no Paraguai.
    E claro que vc poderia ter comprado outro carro com o mesmo dinheiro. Sò para citar alguns exemplos de carros MUITO melhores, temos: SAndero e Fiesta Rocam.
    Mas, em uma coisa concordo: Agile é melhor que busão. Aliás, qualquer coisa é, até Honda Pop.

    ResponderExcluir
  169. Ivan de Paula05/06/11 12:24

    Possuo um Agile e finalmente achei uma avaliação sincera e não do tipo maria-vai-com-as-outras que li em outros sites. Gostei tb das explicações dadas em relação a alguns comentários fora de propósito de gente que fica repetindo as coisas como papagaios. encerro dizendo que carro tem que satisfazer as necessidades de quem o compra, e nisso o Agile é muito bom!!!

    ResponderExcluir
  170. Uma privada também ajuda a satisfazer as necessidades caro Ivan.

    O nível baixo de exigência da brasileiro é que faz as "montadoras" oferecerem produtos de baixa qualidade e aspecto horroroso.

    ResponderExcluir
  171. Ivan de Paula06/06/11 10:56

    Eu não tenho "nível baixo de exigência" não! Comprei um carro c/ ar, direção, vidro, travas, comp. de bordo, piloto automático, acendimento aut. dos faróis etc...e, que em um ano não deu nenhum problema. Se isso não te satisfaz, beleza compra um carro de luxo! Engraçado que as pessoas pagam nom Fox merda 1.0 o que eu paguei no meu carro e ninguém fala que o cara teve "nível baixo de exigência". Quanto a ser horroroso, só na internet chamam o carro de feio, nas ruas as pessoas até me param p/ elogiar!! PS.Caro anônimo, tem horas que uma privada é tudo o que agente precisa!

    ResponderExcluir
  172. Legal, vc conseguiu unir o útil ao desagradável.

    Uma privada completa sobre rodas!

    ResponderExcluir
  173. Legal, vc conseguiu unir o útil ao desagradável.

    Uma privada completa sobre rodas!

    ResponderExcluir
  174. Ivan de Paula06/06/11 17:22

    nada como debater com alguém de tão alto nível e c/ argumentos tão sólidos! Internet é uma bosta!!!

    ResponderExcluir
  175. Ivan, vc já comprou o cÁgile, e não irá dar o braço a torcer da merda que fez, então pra que gastar meu tempo com argumentos sólidos e concretos?

    Vou tirar um barato, assim como a maioria faz quando vê alguém dirigindo esse lixo por aí...

    ResponderExcluir
  176. Ivan de Paula08/06/11 10:45

    Maioria? Tá vendendo 7000 unidades por mês!!e, com certeza vc é mais esperto que toda essa gente eu não preciso dar o braço a torcer pois estou longe de ter feito merda. Seguinte, eu gostei do carro e vc não, só que eu posso falar pois tenho o carro e o conheço mto bem e vc só pegou "birra" como a maioria dos que metem o pau. Numa discussão um nunca muda a opinião do outro, por isso fica p/ quem ler tirar suas conclusões!

    ResponderExcluir
  177. Leia este post, inclusive os comentários.

    http://autoentusiastas.blogspot.com/2009/10/chevrolet-agile-corsa-o-grande-mito-das.html

    Aspectos mais fundamentados abordados entre colunistas e leitores.

    Sds

    ResponderExcluir
  178. Ivan vc é um fanfarrão!

    Gol e Uno vendem 22 mil cada um mensalmente, percebe a diferença?

    44 mil contra 6 mil só para citar os 2 primeiros mais vendidos.

    O cagÁgile é feio! Pode ser bonzinho em muitas coisas, mas beleza com certeza não é um dos seus dotes.

    Boa sorte e meus pêsames com seu carnê de 72 mensais...

    ResponderExcluir
  179. Ivan de Paula09/06/11 06:11

    Hã...Agora vc tb é vidente. Só p/ vc saber o meu tá pago (a vista)tenho tb outro carro e moto e não compro nada financiado! Só p/ vc saber, Gol tem versão 1.0 barata p/ caramba que é opção p/ quem ñ tem grana, além disso eles computam a venda da geração 3 junto c/ a 4. O Uno tb tem um 1.0 e eles juntam c/ o mille. O Agile só tem 1.4 e além do mais é outra categoria de carro e preço.

    ResponderExcluir
  180. Ivan Fanfarrão,

    Venda a Pop 100 e o Chevettão e coloque umas rodas aro 22 no seu Ágile para compensar o espaço vazio entre os paralamas e os pneus.

    Vc leu o link que o Fábio mandou? Se leu deve ter entendido o meu (e da torcida do flamengo) ponto de vista quanto ao carro.

    Cara, o Gol G5 vende muito mais que o G4, verifique antes de falar e se vc acha que 28 mil reais é barato, realmente merece pagar o preço cobrado pelos carros no Brasil.

    Paga por Malibu e leva cagÁgile...

    ResponderExcluir
  181. Ivan de Paula10/06/11 09:53

    Anônimo vidente:

    Não vou vender não, eu gosto do chevetão e da pop 100. Onde eu disse que o gol G5 vende mais que o G4? Onde eu disse que 28.000 é barato? Tenta ler de novo vc vai ver que eu quis dizer que é claro que vai vender mais, são dois carros (gol e novo Gol), com 2 motorizações (1,6 e 1.0) e vários níveis de acessórios, è claro que vai vender mais pois vai ter gol de 26.000 até 53.000. Entendeu ou vou ter que fazer um desenho?
    Lí o link e só reforça o fato de que essa história de plataforma é uma grande besteira, o que importa é andar no carro e gostar. Quando eu mudar p/ os EUA eu compro um Malibu por preço de Malibu.
    Apro veito p/ encerrar!!

    ResponderExcluir
  182. Pô Ivan, não desiste não...

    Mas vc não leu todos os comentários daquele link né?

    ResponderExcluir
  183. A Chevrolet foi muito infeliz no lançamento do Ágile. A Montana tava bonita, mas agora ficou horrível. -Sorte desse pessoal que não sou o Presidente da Chevrolet do Brasil! -Porque senão, estariam todos na fila da Caixa Econômica. E, se fosse juiz, mandava prendê-los. -Se fosse médico, mandava pro hospício. "Ágile (feio, né?)"

    ResponderExcluir
  184. Comprei um Agile Ltz 2011 com 28.000 km (rodados em estrada). Já rodei quase 200km (na cidade) e estou completamente satisfeito. O carro é completo, macio, gostoso de dirigir. Não tive nenhum problema até agora e só tenho elogios a tecer. Creio que tive sorte e peguei um carro bom... mas para aqueles que estão preocupados em comprar ou não um agile, digo que todo carro é propenso a dar problemas, ainda mais quando é lançamento... e se pesquisar na net, verá reclamações do Fox, Sandero e de todas as marcas conhecidas... Faça um teste drive e tire suas próprias conclusões.

    ResponderExcluir
  185. É impressionante como existem pessoas que tem o prazer de perder o tempo procurando algo para falar mal. Deve ser porque nao tem trabalho e com isso nao tem dinheiro para comprar um carro, e descontam fazendo criticas. Parabens pessoal do site, comentarios muito bem feitos, com prós e contras, e uma visao neutra, sem pender pro lado bom ou ruim, estao de parabens. Quanto aos AntiGM, vao procurar pelo Gol ou Uno clube por ai, porque com certeza ricos nao sao, pois nao perderiam tempo num blog nao é? Com certeza estariam Viajando de aviao, ou numa Hilux por ai, nao é mesmo? Mentir na internet é muito facil.

    ResponderExcluir
  186. Concordo plenamente com Marcelo, faça um teste drive e tire suas próprias conclusões. Infelizmente são poucos que tem condições de comprar um carro de luxo. Se eu fosse rico compraria um Camaro, como não sou, e o carro que mais me agradou pesando todos os prós e contras pra mim foi o Agile, vou comprar um Agile. Eu gostei dele, e me atende bem. Tem gente que gosta do horroroso Cruiser da Crysler por exemplo. Gosto é gosto, quem gosta compra, quem não gosta não compra. É impossível agradar todos.

    ResponderExcluir
  187. Para quem disse que a GM ja foi boa ná época do Monza, saiba que ainda é. A diferença é que voces nao perceberam o que realmente está acontecendo. A GM e as outras marcas tiveram que lançar modelos mais baratos para atender classes mais baixas. O Monza na época era o carro Top de Luxo da GM. Entao voce teria que comparar com um carro de Luxo atual da GM, por exemplo o Omega, Malibu. Algum de voces que gostam de falar mal da GM pelo menos ja entrou dentro de um desses carros mais modernos? O Camaro entao nem se fala. Com certeza é um sonho de consumo de muitos AutoEntusiastas. O dificil é ter dinheiro para comprar!

    ResponderExcluir
  188. Os carros brasileiros realmente tem muito plastico, muito material barato, defasado com relaçao aos estrangeiros. Mas sabem porque? O Brasil é um dos paises que tem impostos mais caros do mundo. Entao as empresas sao obrigadas a economizarem para fazer produtos mais baratos, para que possamos comprar. Infelizmente é a pura realidade. Mas tem tambem modelos de luxo, como foi citado. Basta ter dinheiro.

    ResponderExcluir
  189. Isso mesmo Marcelo. O Gol G5 mesmo teve muitas e muitas reclamaçoes. Lançamento é complicado, sempre aparece algum probleminha. Mas se pesquisarem, vao achar reclamaçoes de qualquer marca. Depende muito da sorte. Existem vários fatores que podem fazer com que resultem em defeitos. Desde variaçoes de temperatura, umidade, até erros humanos na hora da montagem mesmo. E pode acontecer até com carros de luxo.

    ResponderExcluir
  190. Concordo, gosto é gosto. E todas as marcas fazem uma "adaptação" para os carros no Brasil mesmo. O Fiat Punto, por exemplo, eu achava muito bonito, até quando entrei dentro. Ele é praticamente o Palio modificado. O Fox veio do Polo. É assim mesmo. Não precisa reinventar a roda.

    ResponderExcluir
  191. É cada comentário.
    A GM simplesmente teve 4,26 milhões de unidades emplacadas no planeta só em 2010! Ou seja, a cada 7,5 segundos foi vendido um novo Chevrolet no mundo no ano passado!!! O Agile 2011 é líder de vendas entre os hatchs acima de 1.0 l!

    ResponderExcluir
  192. Anônimo sim, vendedorzim não...12/07/11 18:58

    OOOooo vendedorzim... Este mês ou vc bate a meta de Agile ou perde o trampo, né?

    Olha o flood que vc está fazendo aqui! Para com isso, mané! Os leitores deste blog, digo a maioria, tem um mínimo de discernimento pra desconsiderar comentários do tipo dos seus, então não gaste o NOSSO tempo!

    ResponderExcluir
  193. Era o Opala o top, sua anta!12/07/11 19:33

    Ágile é Carro reciclado então não adianta vir um anônimo fazer palhaçada por aqui, só enche o saco e ajuda a pegar mais raiva dessa marca e carro porcaria.

    Vendedor da Chevrolet tá desesperado.

    Que tal os donos deste blog trancarem as postagens aqui? Tudo já foi dito, e o carro continua feio, nada vai mudar...

    ResponderExcluir
  194. Engraçado, a GM americana lança o AzTec e o carro sai de linha rapidamente.

    A GM brasileira lança o Ágile e ele vende relativamente bem por aqui.

    Pois é, o Brasil não é um país sério mesmo.

    ResponderExcluir
  195. Alguém poderia me dizer o que é "obrigatório" trocar na revisão do Agile LTZ 2011 com 30.000 KM?
    Percebo que seria necessário trocar o óleo, filtro de óleo, filtro da gasolina e filtro de ar... mais alguma coisa?
    Tem idéia do preço da revisão?
    Obrigado.

    ResponderExcluir
  196. Amigos, tenho uma dúvida, por favor me esclareçam. No computador de bordo do meu Agile eu zerei a autonomia e agora aparece com 478 km mesmo estando com o tanque pela metade de gasolina. Como faço para ele calcular corretamente com o combustível que realmente tem no carro? Preciso encher o tanque e zerar a partir de então? Obrigado.

    ResponderExcluir
  197. hahahahahahahahah
    está cheio de vendedor da Fiat e VW por aqui. Internet é complicado.

    ResponderExcluir

Olá AUTOentusiasta, seu comentário é sempre bem-vindo! De preferência, identifique-se ao comentar.
Atenção: comentários contendo ofensas pessoais, a marcas, a fabricantes isoladamente e/ou em conjunto, a nacionalidade de veículos, bem como questionando práticas comerciais lícitas e margens de lucro aceitáveis nas quais este blog não interfere, bem como o uso de palavras de baixo calão e a exposição de outros leitores ao ridículo, não serão publicados. O AUTOentusiastas se reserva o direito de editar os comentários sem declinar motivo.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...