23 de fevereiro de 2011

NISSAN TIIDA HATCH, CONFORTO E AGILIDADE

Fotos: Divulgação Nissan



Viajei com ele - peguei as rodovias Bandeirantes, Anhanguera e algumas estradinhas vicinais - e me agradou o modo como viaja. Vai silencioso, estável, confortável, espaçoso e sempre está pronto a acelerar com segurança. É um bom estradeiro. Viajar com ele não nos cansa.

Nem parece que o motor flex 4-cil. de 1,8 litro de cilindrada rende só 126 cv quando com etanol, porque ele anda muito bem, parece que tem mais potência. O que peguei tinha câmbio manual de seis marchas. Há também a opção do câmbio automático de quatro marchas com quarta overdrive.

Bom de estrada, perfeita estabilidade direcional


Estando em sexta marcha a 132 km/h de velocímetro (120 km/h reais) o conta-giros marca 3.400 rpm. Rotação certa, giro baixo dá conforto, relações de marcha bem escolhidas, no ponto. Com o controlador de velocidade ligado, ele sobe em sexta marcha a grande maioria dos aclives dessas rodovias citadas.

Na estrada, usando álcool, fez 8 km/l andando rapidinho desse jeito, sem refresco. Com gasolina fez 13 km/l nessas condições. A taxa de compressão do motor é baixa, 9,9:1, uma taxa própria para queimar gasolina, e não etanol. Se tivesse uma taxa de compressão adequada para o álcool - como alguns carros nacionais mais bem adaptados ao flex têm, com taxa acina de 12:1 - sua potência máxima seria mais alta, coisa de uns 140 cv e seria mais econômico quando usasse só o combustível de origem vegetal. Mais potência e economia. E por que não o fazem? Certamente é para também atender, sem adaptações, os outros países do Mercosul, cuja gasolina é pura e não contém álcool, além de ainda haver gasolina de baixa octanagem por lá. Com o Tiida só compensa abastecer com álcool se o preço deste estiver abaixo de 62% do da gasolina.

Interior agradável e bem-resolvido

O painel é simples, prático e funcional. A visibilidade geral é excelente. Os retrovisores dão ampla visão. Os faróis são ótimos. O teto solar, mesmo na estrada, quase não provoca turbulência; e, se quisermos, ele levanta só a aba traseira, funcionando como um silencioso extrator de ar da cabine, arejando o ambiente. O ar-condicionado tem controle automático de temperatura. Um detalhe que agrada muito é o conforto do banco traseiro, devido aos encostos reclináveis. E ele também vai para frente e para trás, correndo por trilhos, o que aumenta e diminui facilmente volume do porta-malas. Dois detalhes práticos e valiosos. Além disso, é bipartido.

A ergonomia do motorista é boa, o assento acomoda bem, os pedais têm os pesos certos – não exageradamente leves –, a alavanca de câmbio trabalha precisa, curta e gostosa. Para a ergonomia ficar ótima só lhe falta a regulagem da distância do volante, que só tem regulagem de altura. A direção tem assistência elétrica e sua atuação varia inversamente à velocidade – na cidade é levinha e na estrada, firminha.

Bom de curva. Bem agarrado e seguro. Suspensão firme – McPherson na frente e eixo de torção atrás –, de respostas rápidas. E também consegue ser macia, nos isolando bem da buraqueira paulistana. Bem mais confortável que um Civic, por exemplo, que é meio durinho. Está calibrada como um Corolla. Não tem tendência exagerada de sair de frente nas entradas de curva. Entra decidido e faz curva com prazer. Na estrada tem estabilidade direcional exemplar.

Um bom carro, que merece ser experimentado, mas ainda lhe falta melhor adaptação ao sistema flex.
O porta-malas acomoda de 289 a 483 litros sem rebater os encostos do banco traseiro

Motor 4-cilindros, 1.798 cm³, flex
Potência máxima 126 cv (etanol), 126 cv (gasolina), sempre a 5.200 rpm
Torque máximo: 17,5 mkgf a 4.800 rpm
Peso: 1.246 kg
Entre-eixos: 2.600 mm
Porta-malas: de 289 a 483 l

Fabricante: Nissan, www.nissan.com.br

AK

128 comentários:

  1. É verdade que sua plataforma é a mesma do Logan / Sandero?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Excelente processo de construção e 100% NISSAN. Dados: Própria NISSAN.

      Excluir
  2. Arnaldo, tenho a mesma impressão quanto a potência, parece aquela cascata fiscal que tirava preciosos cavalinhos da ficha técnica do Tempra 16V.

    O carro - meu caso grand livina - abre bem os espaços e o motor cresce passando a nítida sensação de ganho de velocidade. Não serve pra mole não! Quando pega na veia o motor, ele empurra mais do que o esperado.

    Nos testes da QR, o horroroso sedan Tilda, bateu nos 10 segundos cravados no O a 100, e em termos de Quatro Rodas*, é um excelente tempo! E no comparativo com Astra, este não acompanhou em desempenho o hatch.

    *uma car and drive americana, talvez conseguissem 8 segundos (sic)...

    Característica que odeio: retenção dos giros nas passagens mais quentes de marcha; é de cair os butiás do bolso...o cara passa de barbeiro!

    Mas é um bom produto Nissan, exagerado esse velocímetro, o meu bate nos 9km/h de diferença pelo Gps, o que acho demais também.

    ótimo teste AK

    Mister Fórmula Finesse

    ResponderExcluir
  3. Eu pago um pau pra esse carro desde que lançou... Acho que o único problema é custar a mesma coisa que o Focus. Deixa a escolha bem difícil. Quando fui ver na concessionária me surpreendeu positivamente esse banco traseiro corrediço e reclinável. Além do painel de instrumentos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tiida 1.8 16v S é muito mais Carro que o Focus 1.6 e custa até um pouquinho menos. Muito mais Carro, com Custo X Benefício e processo de construção impecável!!!

      Excluir
  4. Pra mim, além do problema de preço, achei horrivel o desenho das portas traseiras onde o falso quebra-vento parece um leque. Painel bacana.

    ResponderExcluir
  5. Caio Cavalcante23/02/11 17:31

    Arnaldo,
    Desse posso falar com conhecimento da causa, tem um aqui em casa. Acho um excelente carro, honestíssimo. Seus principais trunfos são o acabamento (sem frescuras, mas com materiais muito bons), conforto de rodagem e o espaço interno, principalmente atrás. Esses bancos corrediços são pá pra toda obra: quando me mudei, fiz a mudança praticamente toda com ele e me ajudou muito.
    O motor é excelente, realmente parece mais potente. Acho que a 6a marcha poderia ser um tico mais longa, visando melhor consumo.
    Sobre o comportamento dinâmico, sua altura joga um pouco contra, balançando um pouco. A suspensão traseira é um pouco "saltitante", na autorizada me recomendaram inclusive calibrar os pneus Bridgestone com pelo menos 2 lbs a menos. Melhorou um pouco.
    Discordo de vc sobre o espelho espelho esquerdo: por ser plano, não tem bom campo. Também acho que a direção poderia ser mais firme em velocidades de estrada. Outro ponto (bastante) negativo é o farol baixo apagar quando o alto está acionado. Como meu modelo é 2009, pré flex, pode ser que algumas coisas foram alteradas.
    Sobre a rede Nissan, sempre fui bem atendido e os serviços foram bem feitos, embora um pouco caros.
    Um grande abraço

    ResponderExcluir
  6. Caio Cavalcante23/02/11 17:31

    Arnaldo,
    Desse posso falar com conhecimento da causa, tem um aqui em casa. Acho um excelente carro, honestíssimo. Seus principais trunfos são o acabamento (sem frescuras, mas com materiais muito bons), conforto de rodagem e o espaço interno, principalmente atrás. Esses bancos corrediços são pá pra toda obra: quando me mudei, fiz a mudança praticamente toda com ele e me ajudou muito.
    O motor é excelente, realmente parece mais potente. Acho que a 6a marcha poderia ser um tico mais longa, visando melhor consumo.
    Sobre o comportamento dinâmico, sua altura joga um pouco contra, balançando um pouco. A suspensão traseira é um pouco "saltitante", na autorizada me recomendaram inclusive calibrar os pneus Bridgestone com pelo menos 2 lbs a menos. Melhorou um pouco.
    Discordo de vc sobre o espelho espelho esquerdo: por ser plano, não tem bom campo. Também acho que a direção poderia ser mais firme em velocidades de estrada. Outro ponto (bastante) negativo é o farol baixo apagar quando o alto está acionado. Como meu modelo é 2009, pré flex, pode ser que algumas coisas foram alteradas.
    Sobre a rede Nissan, sempre fui bem atendido e os serviços foram bem feitos, embora um pouco caros.
    Um grande abraço

    ResponderExcluir
  7. Caio Cavalcante23/02/11 17:31

    Arnaldo,
    Desse posso falar com conhecimento da causa, tem um aqui em casa. Acho um excelente carro, honestíssimo. Seus principais trunfos são o acabamento (sem frescuras, mas com materiais muito bons), conforto de rodagem e o espaço interno, principalmente atrás. Esses bancos corrediços são pá pra toda obra: quando me mudei, fiz a mudança praticamente toda com ele e me ajudou muito.
    O motor é excelente, realmente parece mais potente. Acho que a 6a marcha poderia ser um tico mais longa, visando melhor consumo.
    Sobre o comportamento dinâmico, sua altura joga um pouco contra, balançando um pouco. A suspensão traseira é um pouco "saltitante", na autorizada me recomendaram inclusive calibrar os pneus Bridgestone com pelo menos 2 lbs a menos. Melhorou um pouco.
    Discordo de vc sobre o espelho espelho esquerdo: por ser plano, não tem bom campo. Também acho que a direção poderia ser mais firme em velocidades de estrada. Outro ponto (bastante) negativo é o farol baixo apagar quando o alto está acionado. Como meu modelo é 2009, pré flex, pode ser que algumas coisas foram alteradas.
    Sobre a rede Nissan, sempre fui bem atendido e os serviços foram bem feitos, embora um pouco caros.
    Um grande abraço

    ResponderExcluir
  8. O carro é bastante elogiado pelo espaço interno para (passageiros, não porta malas) e comportamento dinâmico. A única ressalva diz respeito a relatos de problemas na coluna de direção e suspensão dianteira. Mas não é culpa do carro; a maioria dos países possui ruas de verdade, e não superfícies lunares como as nossas vias.

    ResponderExcluir
  9. Francisco V.G.23/02/11 17:53

    Caio Cavalcante
    Não conheço o modelo mas, pelas fotos, tive a impressão de que o Tiida possui refletores mono-parábola. Se sim, neste caso, faz-se uso de lâmpadas H4 de duas resistências: uma para o baixo e a outra para o alto. Em todos os casos que conheço onde esse tipo de lâmpada é usado as duas resistências nunca ficam simultaneamente acesas, somente quando da passagem do alto para o baixo e vice-versa, numa fração de segundo.

    ResponderExcluir
  10. A NIssan poderia ter uma presença mais forte no Brasil, mas ou some ou faz propagandas de mau-gosto, apelativas e agressivas que mais afastam que atraem compradores.
    Além disso temos o desenho, do Sentra até acho bonito, mas oTiida, nossa, acho feio demais.
    Parece que seus produtos são bons, mas não convence poucos a "arriscar". COmo disseram ,se tivesse que escolher entre o Tiida e o Focus, nem teria dúvida.

    ResponderExcluir
  11. Todos os carros avaliados por aqui são excelentes, nenhum é reprovado...rs

    ResponderExcluir
  12. Falta um comercial do Tiida chamando pro pau a nova sensação....rs

    ResponderExcluir
  13. Anônimo 23/2 18:10
    Como editor do AE, permito-me comentar o que você disse. Carro hoje só é reprovado se o jornalista for venal. Não existe mais carro ruim. Quanto ao Tiida, dê um volta num e depois me diga o que achou.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Prezado Bob. Jamais pensei que iria dirigir uma pegunta a um dos oráculos do jornalismo automotivo. Viva a Internet! Depois dessa rasgaçao de seda :), gostaria de saber se vc conhece a solução para o barulho da suspensão/colunca de direção do Tiida. Acabei de comprar um e o barulho tem tirado o meu sono. Meu mecânico examinou, ouviu o barulho, checou, mas não achou nada de errado. forte Abraço - Orizon JR. Meu problema é idêntico ao relatado aqui:

      http://quatrorodas.abril.com.br/autoservico/autodefesa/barulhos-direcao-nissan-tiida-619093.shtml

      Excluir
  14. Antonio Pacheco23/02/11 18:35

    Concordo com o Bob Sharp. Atualmente não existe mais este ou aquele carro problemático. A maioria está no mesmo nível, uns um pouco melhores, outros nem tanto, mas na média, é tudo farinha do mesmo saco. Por isso não entendo quando fanáticos ficam discutindo na net sobre esse ou aquele modelo.
    Existe sim diferenças de dirigibilidade, conforto, acesso aos comandos e etc, e não poderia ser diferente. Sou a favor de cada um testar e comprar aquele carro que se sentir melhor.
    Como exemplo, um primo meu comprou um i30 porque achou o carro bacana. Tempos depois, ele veio queixar que o carro é extremamente duro, e arrependeu de ter trocado o old focus dele. Mas aí já era tarde demais.
    Em relação ao Tiida fiz o teste em um e achei um bom carro, com excelente motor e espaço interno.

    ResponderExcluir
  15. Um colega consegue médias muito boas com esse carro em SP. Parece que o motor dá para ser usado sem problemas em rotações muito baixas, coisa de 1500RPM ou até menos. Na marginal, a 70km/h jogue sexta e ele fica numa boa na casa dos 1500 economizando bastante combustívei. Parece que a taxa de compressão não atrapalha.

    AK, agora nos de uma idéia do quanto foi esse rapidinho aí que trouxe esses 8km/L?

    Vocês poderiam pegar um carro para avaliar e fazer um percurso bem na manha mesmo, para ver até onde se pode chegar em economia.

    ResponderExcluir
  16. Jornalista que coloca o dedo na ferida de um fabricante é boicotado. Vide a GM com o BCWS, o último convite foi para a Captiva...

    ResponderExcluir
  17. Bob, não existem mais carros ruins, é verdade, e com certeza esse Nissan é um bom carro, mas perto do Focus ele fica como? não entendo como uma empresa como a Nissan, que produz o 370Z e o GTR consegue ser tão sonsa em um carro mais comercial, não existe um unico elemento que remeta a esses dois sucessos de engenharia e MKT.
    Não acho que o Auto Entusiastas não reprova carro nehum, pelo amor de Deus, não é isso heim! rs rs rs só peguei um gancho no seu comentário. abraço

    ResponderExcluir
  18. "Não existe mais carro ruim."
    Eu que bebi pouco.

    ResponderExcluir
  19. Podiam trazer o Sentra SE-R pro Brasil viu... seria um bom adversário pro Si... 2.5 200hp !! bruto!

    ResponderExcluir
  20. Alan, creio que a engenharia chegou a um ponto em que realemente não existam mais carros ruins, o que existe é estilo e preferencia por um ou outro fabricante ou modelo, mas RUINS, não. hj todos os autos são confiavéis.
    *exclua alguns Chineses, que são como Rolex vendidos em bancas.

    ResponderExcluir
  21. Exclua os chineses!! Então vc não anda lendo esse blog, pois eles foram aprovados com louvor...

    ResponderExcluir
  22. Pra mim o maior problema desse carro é o visual,deve ser terrível chegar na garagem de manhã e ver um carro feio na vaga.

    De resto,um bom carro..

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. cARA COMO QUE VC FALA UMAS COISAS DESSAS? ACHAR ESSE CARRO FEIO... VC DEVE SER DUENTE

      Excluir
  23. Parra
    Tudo bem. A engenharia é uma só, os produtos é que são diferentes. Recomendo a você e os demais leitores que experimentem o Tiida. Terão uma surpresa agradável.

    ResponderExcluir
  24. Taí um carrinho q ainda terei...acho q umas molinhas esportivas p/ melhorar um poukinho a estabilidade e já era.

    Falando em carros ruins, tbm não acho q existam mais não, pena q o povo da revista lá da Marginal discorde de mim.

    PS: Ainda acho q rolou uma mala branca p/ keimar o chinezinho...rss.

    ResponderExcluir
  25. Arnaldo Keller23/02/11 20:02

    Entre um Focus e um Tiida, eu hoje ficaria com o Focus, devido a achá-lo mais gostoso em curvas e andar um pouco mais. Eu o acho mais divertido, só isso, porque o Tiida o acompánharia bem de perto. Porém sei de outros que ficariam com o Tiida. Eu mesmo ficaria com ele numa outra fase de minha vida.
    Caramba! Achei o carro bom mesmo e boa. Não fico inventando besteirinhas só pra me fazer de entendido. Quem quiser, que acredite. Quem não quiser, que pergunte ao vendedor da loja.

    Quanto aos chineses, não sei não, só sei que quando achavam que carro coreano era uma droga, comprei um Hyundai Excell 94, zero-km, e fiquei com ele por 320 mil km, uma ida à Lua e já começando a voltar. E nunca deu um problema sequer. Troquei embreagem com uns 250 mil km. Dele, coitado, só guardo boas lembranças.
    Creio que hoje os chineses estão melhor do que os fabricantes nacionais gostariam que estivessem.

    Caio Ferrari,

    O rapidinho é manter sem folga 120 km/h reais na Rodovia Bandeirantes, e retomar forte. Viagem rápida, segura, velocidade constante, sem multas, tudo tranquilo a bordo, mas não molenga.

    ResponderExcluir
  26. Anônimo,
    Não leio tudo o que sai na imprensa automobilística, mas aprovados com louvor? Ouços algumas críticas, mais de acabamento, e dúvidas quanto à assistência técnica. Eu mesmo andei no Chery Face e o achei interessante (veja aqui no AE, no menu de testes), embora ressaltasse que o percurso de teste fora insuficiente para um melhor julgamento.

    ResponderExcluir
  27. Eu queria mudar pra esse carro, versão sedan, por causa do preço, acha até por 42. A Megane Grand Tour se eu fosse PJ, conseguiria por uns 45. Outra opcao é o Fiesta Sedan Rocan, que a ford tem parceria onde eu trabalho e eles dao 12,5% de desconto, daria pra pegar o modelo completo. Mas acho que nao da pra comparar este fiesta rocan sedan com os outros 2.

    ResponderExcluir
  28. Pedro Navalha23/02/11 20:18

    A maioria desses bocós anônimos que ficam criticando todos os carros que vocês testam não deve ter dinheiro nem para andar de buzão...

    Só prestam mesmo para escrever merda e criar confusão. Nestes quesitos eles são imbatíveis.

    Se determinado carro não agrada, a solução é simples, não comprem oras. Afinal, opções existem às centenas, para todos os gostos e bolsos.

    ResponderExcluir
  29. Eu já pensei num Tiida, mas acabei escolhendo o Focus. Talvez um problema seja que dificilmente a compra de um hatch médio seja totalmente racional: quem gasta 50-70 mil num desses carros quer prazer de dirigir, o que inclui o visual também. Quem pensa mais com a razão prefere um sedã.

    ResponderExcluir
  30. Paula Tejano23/02/11 20:59

    Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir
  31. Pedro, não seja agressivo, isso que escreveu nem argumento válido para uma discussão é. Afinal, a pé ou de ônibus, sabemos sim em qual time joga o AE no quesito avaliação de carros novos. A imparcialidade nunca foi uma virtude, aqui não seria diferente. Como os biquinis, o que importa em um discruso é o que ele esconde, omite. Lembrando o post recente do MAO, que pelo visto não foi lido pelos membros do AE, as análises aqui não educam, não instruem. Afinal, para quem vai comprar um carro novo, o melhor conselho do AE é o que de que não existe carro ruim. Isso é informar? Isso é opinião? Isso é debate? Claro que não. Então, Pedro, vejo que tu também é afiado, mas corte no lugar certo se não o bife fica duro e imprestável.

    ResponderExcluir
  32. Este é o nosso carro atual, que no geral atende muito bem as nossas necessidades. Um carro honesto, porém algumas concessionárias são muito deficientes ao oferecer os seus serviços. Uma coisa que me incomoda muito é o tranco ao se passar as marchas. Arnaldo e Bob, vocês também se sentiram incomodados com isso (na versão com câmbio manual) ou é uma característica somente do meu carro?

    ResponderExcluir
  33. Só uma nota sobre os anônimos...
    Tem uma galera muito presente em fóruns, principalmente no NA, que é incapaz de entender que o bom para um é ruim para outro, e vice-versa. Não se acham nem Deus, mas sim professores de Deus, de tanto que entendem de tudo.
    Azar, internet tem dessas coisas, e ensina leitura seletiva! rs

    ResponderExcluir
  34. Tiida é uma carro bacana sim. O acabamento interno é muito bom. É feio? Eu acho que sim, mas hoje penso diferente quanto a carro. Claro que o visual importa (entre um Focus e um Tiida, o primeiro é muito mais bonito, além de ser mais agradável de dirigir), mas é muito melhor um interior ao exterior do carro. De que adianta um carro lindo por fora e ruim por dentro?

    O Sentra eu também acho bem feio, mas o CVT elimina qualquer feiura...

    Marco

    ResponderExcluir
  35. Sem citar modelos mas vc compra um popular 0km, a suspensão range e vem com ajuste errado, o volante é torto, acabamento cheio de rebarbas, problemas com o sistema "flex", a concessionária diz que é normal, e realmente é, vc conversa com outros proprietários e os problemas são os mesmos, algo além dos defeitos ocasionais, o produto é ruim sim, o carro é ruim. A engenharia não chegou a esse a ponto, pelo menos no Brasil ainda não, e se fossem apenas os populares... Dizer que não existem carros 0km ruins neste país é um absurdo.

    ResponderExcluir
  36. Também é um absurdo dizer que não existem bons e ótimos carros nacionais, acredito que a maioria seja razoavel, mas existem os ruins sim, e vem desde o projeto.

    ResponderExcluir
  37. Já dirigi um Tiida, ainda que só na cidade. Pareceu-me bom em seu geral, ainda que possa haver crítica em relação ao espaço para as pernas dos ocupantes dianteiros (dirigi um Logan, que usa a mesma plataforma, e vejo que foi algum erro qualquer da Nissan que gerou o tal pouco espaço para as pernas, pois o Renault é um salão nesse quesito). O modelo em questão era um SL automático.

    ResponderExcluir
  38. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  39. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  40. André, bem lembrado. Pela minha tabela, o consumo de etanol do meu carro é 77% da gasolina. Como o preço aqui no DF está a 80% (2,25 vs. 2,78) fica elas por elas, apesar de preferir o combustível da cana.

    ResponderExcluir
  41. André Andrews: no meu caso (Focus 2.0), a relação chega a 84%! Cheguei a usar 3 tanques seguidos de gasolina aditivada, mas o consumo melhorou pouco.

    ResponderExcluir
  42. Minha esposa tem um há 3 anos. Manutenção: só o previsto no manual. Parece que agora o coxim do motor precisa ser trocado, seria a primeira manutenção imprevista.

    De qualquer maneira, como já foi comentado, o interior é um dos pontos altos do carro:
    -bancos bem largos e revestidos num tipo de camurça sintética de alta qualidade (o revestimento dos bancos, aliás, deveria ser levado mais em conta no momento da escolha de um carro)
    -apóia-braço nas portas macio, parece um detalhe bobo, mas é muito confortável
    -baixo consumo
    -bom isolamento acústico

    Em suma, um carro que, a despeito do design externo (admito que há concorrentes mais bonitos), é um carro bem construído, confortável e confiável.

    ResponderExcluir
  43. Corsário Viajante, interessante seu comentário sobre anônimos. Você sabe bem do que está falando, afinal.
    Contribuo apenas com uma pergunta. Por que em alguns sites a presença de anônimos é maior do que em outros? Será pelo mesmo motivo que na escola alguns tinham medo de assumir as peraltices: por medo da professora? Afinal, sustentar um antítese após as teses que o AE apresenta, nunca, absolutamente nunca termina no que deveria, uma síntese. São sempre rebatidas de pronto. Não há espaçao para discordar aqui, sem levar um pito.

    ResponderExcluir
  44. Dizer que todos carros 0km são bons já tá exagerando...
    As avaliações daqui só dizem a respeito de prazer de dirigir, estabilidade, dureza de suspensão. Mas o que pesa mesmo no dia-a-dia do proprietário é o preço do seguro, preço e facilidade para encontrar peças de reposição, coisa que essas avaliações não mostram, por isso o Focus é um carro referencia em elogios mas tá longe da liderança de vendas.

    ResponderExcluir
  45. Arnaldo Keller24/02/11 08:58

    Promoções na Internet,

    Tiida e Grand Tour são boas escolhas. Carros prazerosos de guiar. Têm suspensão muito boa, macias na buraqueira e firmes em curvas, etc. Muito bem acertados.
    Já o Fiesta, vc mesmo disse, é outra categoria. E o Fiesta, apesar de ser um bom carro, tem um defeito que elimina a possibilidade de eu comprar um: o painel tem uma quina que pega bem no meu joelho, uma quina que, além de incômoda, acho perigosa. Tenho altura mediana, 1,80 m, então não sou um cara altão, diferente da média.
    Acontece que para a minha mulher e minhas filhas, que são mais baixas que eu, não pega. Então o carro é bom pra elas e pra mim não é.

    Jundy,

    Consegui contornar esse tranquinho, que resulta do motor manter o giro alto mesmo quando tiramos o pé do acelerador para a troca de marchas. É uma chatice que as injeções modernas hoje têm para baixar o nível de poluição. Acabei me entendendo com o carro e isso não mais me incomodou.

    Sobre nossas avaliações:

    Por acaso vocês acham que vem carros com defeitos, tipo alinhamento de volante, para a imprensa? Seria uma insensatez. Os carros são constantemente revisados. A única besteira constante é pressão errada dos pneus. A primeira coisa que faço ao pegar o carro é passar num posto para regular de acordo com o manual, pois com pressão errada eu poderia avaliar errado.
    Os carros estão bons, sim. Os fabricantes não estão mais brincando. A concorrência aqui já é forte e tem muita grana e pescoços envolvidos na coisa.

    ResponderExcluir
  46. Ok que o carro tem boa engenharia e bom andar mas ele é uma tristeza de se olhar. É um côncavo virado para baixo.

    Se eu tivesse um eu passaria de autoentusiasta para um autodesanimado.

    ResponderExcluir
  47. Anônimo 24/2 08:55
    A minha afirmação é que não há mais carro ruim. Custo de manutenção e seguro são fatores secundários. Nosso jeito da analisar automóveis é produto, características, comportamento, descrição.

    ResponderExcluir
  48. Arnaldo, se são todos bons, então são todos iguais, é uma conclusão possível. Se são iguais, o que estamos fazendo aqui, afinal? Discutindo o que, exatamente? Cilindrada, torque, câmbio? Esta é a armadilha da crítica hoje em dia, ela é muito objetiva, é cristalina como o regato, por isso pouco profunda.
    Objetos passionais os automóveis são. Despidos deste componente o que nos resta a conhecer?
    Não há mais boa crônica automotiva, como não há mais boa crônica em muitos lugares. Todavia, é preciso dizer que nem só de pão vive o homem, nem só de números vivem os automóveis. Engenheiros podem avaliar muito bem um automóvel. Poetas podem traduzir sua essência, aquela mesma que está escondida dos olhos comuns. Crítica é também educar, no sentido de permitir aproveitar melhor as cosias da vida, o fruto da produçõa intelectual da humanidade. Esta é uma habilidade que, definitivamente, poucos no AE parecem querer desenvolver. Falando em palavras, entusiasmo é aquele que está cheio de Deus, do sopro de Deus. Que deve ser bem mais generoso e plural, humilde e habilidoso do que supomos. O entusiasmo é um fator de inclusão e não de exclusão.

    ResponderExcluir
  49. "É uma chatice que as injeções modernas hoje têm para baixar o nível de poluição."

    Eu não aguento mais isso! É uma coisa que tira todo o tesão de ter carro manual.

    Esse é um dos maiores defeitos que o Civic SI tem.

    ResponderExcluir
  50. Arnaldo Keller24/02/11 09:41

    Após críticas à minha crítica, resolvi reler a minha avaliação. Pensei: "Será que fui leviano?"
    Achei que não, não fui leviano. Não retiro nada do que escrevi. Se querem uma avaliação mais emotiva, então, esperem por avaliações de um modelo feito para isso, um esportivo, por exemplo.
    Ah! E sobre criticar o carro: notem que critiquei a baixa taxa de compressão para uso do álcool. Isso, para quem entende, é bastante importante.
    Quanto às críticas ao nosso blog: paciência. A leitura é grátis e não obrigatória. Temos nossa linha de conduta que espelha o que são os homens que escrevem o blog. Não é correto inventar besteiras a respeito de um carro. Não há como mudarmos. Não somos moleques.

    ResponderExcluir
  51. Na boa, já li posts de gente reclamando que o carro faz só 250 por hora. Quem vê pensa que o sujeito vai pro trabalho a 280 de média. Vamos cortar um zero e cair na real dos 28 por hora no trânsito de sampa. Claro, não existe mais carro ruim e o que o Bob quis dizer - creio eu - foi que hoje os carros já começam de um patamar muito mais elevado do que antigamente, guardadas as respectivas diferenças tecnológicas, evidente. Quanto aos defeitos, ainda ontem perguntei ao Atendente Técnico da Mitsubishi aqui do Rio se o TR4 ainda vinha com aquele problema de entrar poeira pela porta. O Atendente Técnico respondeu - aquilo é só uma reguladinha na porta e fica tudo bem, o que me levou a pensar: por que os caras não fazem isso na fábrica, evitando aporrinhar o pobre diabo do consumidor? Porque é assim que eles olham o consumidor, como pobres diabos. Abraços.

    ResponderExcluir
  52. Arnaldo Keller24/02/11 09:48

    Anônimo das 9:20,

    Dá um tempo, vai! O Tiida é um carro familiar, de passeio. Sem essa de passional.
    Passional é Fusca, Jaguar, Citroën 2CV, Ferrari, Opala 6-canecos....
    Não vou pingar meu colírio alucinògino pra testar e escrever sobre um carro familiar.

    ResponderExcluir
  53. critica pra ve se não vai andar de busão daqui a pouco...

    ResponderExcluir
  54. Anônimo das 9:20, pela sua observação você deve achar que um sorvete de chocolate é igual a um sorvete de limão e ambos são iguais a um de côco. Quando na essência todos são sorvetes, todos são bons, todos tem a sua maneira de serem bons, as suas especificidades, os inputs organoléticos (com o perdão da expressão) de se fazerem notar pelo nosso paladar. O Arnaldo é um exemplo infeliz que você deu. Se existe um jornalista especializado em automóveis capaz de transmitir de forma poética um dado crítico, esse cara é o Arnaldo. Leitores também devem ser, como os autoentusiastas, mais generosos e plurais, humildes e habilidosos. Sem ofensas, claro. PS: um regato tem a profundidade que deve ter, senão não seria um regato...Assim, exigir profundidade de um regato é, no mínimo, um erro de julgamento. Abraços

    ResponderExcluir
  55. Anônimo 24/2 08:55

    O Ford Focus hatch, atualmente, é o vice-líder de vendas da categoria. Só está atrás do i30, que se beneficia das propagandas enganosas do grupo CAOA e chega ao Brasil a preço convidativo graças à taxa de câmbio super desvalorizada da Coréia do Sul.

    http://www.tela.com.br/dados_mercado/emplacamentos/index.asp?coditem=1

    Fernando Campolina

    ResponderExcluir
  56. e o focus sedan?

    ResponderExcluir
  57. Anônimo 24/02/11 10:27,

    Que bizarro! o Focus sedã está listado na categoria de sedãs compactos, quando deveria estar na de médios. Contudo, de fato, ele não vende tão bem quanto o hatch, mas temos que concordar que a concorrência é melhor armada entre os três volumes e que, nesta categoria, há os modelos japoneses, que já gozam de uma reputação quase inabalável. E ver modelos como Fusion, Cerato, C4 Pallas entre os mais vendidos mostra que o povo não está ligando muito pra dificuldades no pós-venda, não. Se já tive problemas pra achar peças de carros mais populares (Renault, Peugeot e Citroën), imagina o que os donos desses carros vão enfrentar. Acho que é por isso que gosto de Fiat, Gm e VWs, vocs acha as peças no bar da esquina.

    Fernando Campolina

    ResponderExcluir
  58. AK,

    Como tem aparecido chato por aqui, diz ae...
    Pooo! Vocês fazem uma baita revista eletrônica, acesso gratuito e ainda tem que aguentar essa turminha...?

    Quanto à comparação Tiida vs Focus, há uma diferença de preço razoável aí...
    Focus 2.0 55,5 (anúncio de CC)
    Tiida de entrada 48.900 (anunciado pelo fabricante)

    Mas a beleza do Focus, a regulagem de distância do volante (vem no peito), a suspensão, o motor... Fazem do Focus um carro mais entusiasmante.

    Ak, como vc chegou no valor de 62% em relação ao combustível mais vantajoso?

    Em casa tenho dois EA-111, o motor anterior ao VHT, fica mais redondo com gasolina, já o VHT com os seus 12,1 de taxa, fica muito manco na gasolina, o PSA TU quando frio chega a dar problema na partida se estiver só com etanol.

    Agora a conta na bomba está em 73%, no caso da gasolina comum, para o EA mais velho e para o TU, o combustível é gasolina por enquanto. Já no VHT, só se for pra viajar, pro trânsito fica muito xoxo...

    Abs

    ResponderExcluir
  59. Ahhh... AK,

    Tem um detalhe, que eu esqueci de comentar... O Novo Tiida está pra chegar, né? Acho que a nova versão tende a agradar mais no visual.

    Ahhh... Até aí tem 308 e C4 chegando com variador de fase... Vixi! Tem muita coisa pra aparecer! A Fiat deve trazer o Multiair na linha 2012...

    Parece que está acontecendo com carro o que é notável no mercado de televisores...
    Como cliente, estou segurando a compra, aguardando pela tecnologia.

    Campolina,

    Apesar de ainda não ter ido ver o carro na CC, aposto que o Fluence irá morder uma boa parcela...

    Sds

    ResponderExcluir
  60. Bob, Arnaldo e Anonimos, bom dia.

    em primeiro lugar é extremamente importante ser dito que o AE é uma revista como se via antigamente, na gloriosa época da 4R com Expedito Marazzi, Bob... na época da Motor 3 com o Zé Luiz... na época dos textos do Mahar. vc lê um texro dessa turma e se senta ao volante do carro! quando vc encontra com um carro que ja foi testado aqui, ele parece familiar, sobra só o cheiro como novidade, aspectosd como a pega do volante, densidade de espuma, TUDO que nós, entusiastas gostamos.
    - continuo afirmando que não existem mais produtos ruins, um ou outro caso esporadico de defeito de produção, mas nada sério
    - quanto aos Chineses tenho um pé atrás, é muito por muito puoco, falata ver esses carros em ação, durabilidade, enfim a vida real deles.
    - Arnaldo, seu texto foi sensacional, eu que não me conformo muito com o design do carro, vejo a logo da Nissan e imediatamente meus pensamentos são remetidos ao 370Z e ao GTR.
    - Bob, ja tive a oportunidade de andar de Tiida, é um bom carro, mas para MIM, o q não quer dizer nada, lembra de mais uma mini van.
    - fora isso, opnião com embasamento e qualidade, e de GRAÇA, só aqui no AE.
    abraço
    Parra

    ResponderExcluir
  61. "A" logo da Nissan... é o mesmo que "uma" Puma, "uma" Uno...

    ResponderExcluir
  62. AK,

    Acha mesmo que 120km/h @ 3400rpm na SEXTA marcha não é um cambio extremamente curto?
    Se fosse isso em 5a eu até aceitava. Mas significa que não há marcha overdrive. Isso faz muita falta no uso rodoviário.

    BS,

    Custo de manutenção e seguro são fatores primordiais na escolha de um automóvel, não são em hipótese alguma secundários.
    Caso contrário, o que voce considera que decretou o fim dos esportivos no Brasil? Sem sombra de dúvida foi exatamente o custo de seguro e o custo de manutenção. As peças específicas de modelos esportivos tem seu fornecimento encerrado muito antes das peças dos demais modelos (pegue Kadett GSI e Escort 2.0i XR3 como exemplo e voce verá o quão impossível é fazer a manutenção deles em caso de acidente. Pode juntar Vectra GSI e Tempra Turbo/Stile no mesmo grupo).

    Por favor não esqueça que voce são formadores de opiniões, e portanto devem (ou deveriam) levar tais fatores em consideração, caso contrário, quem efetuar comprar ou escolhas baseados em relatos seus pode entrar numa grande fria, isto é, um carro ótimo mas impossível ou demorado demais para manter. Se tiver que dar nomes aos bois, já mando bala na Ford e seus 90 dias para trazer um mísero parachoque de um Fusion. Focus não fica nada atrás.

    ResponderExcluir
  63. Caio Cavalcante24/02/11 14:17

    Arnaldo,
    Como você passou a lidar com esse comportamento do Tiida de manter o giro alto? Aumentou o tempo do carro "debreado"?
    Grande abraço

    ResponderExcluir
  64. Bussoranga, isso é um blog gratuito!

    E outra, fazer avaliação levando em conta seguro, manutenção, desvalorização, etc, toda revista faz. Aliás, levam isso em conta até na hora de fazerem o ranking!

    Aqui é o único lugar da internet onde se avalia apenas o carro sem essas chatisses mercadológicas que podem fazer com que carros excelentes fiquem para trás. E que continue assim ad eternum.

    ResponderExcluir
  65. Bussoranga,

    Para fins de comparação, lembre-se que a velocidade (120km/h) citada é real. Mas concordo que 3400 é muito para um câmbio de 6 marchas.

    Quanto às avaliações, prefiro o formato atual, avaliação do carro propriamente dito, com posts separados sobre o atendimento de cada fabricante. Penso que citar até cotação de seguro na avaliação de um carro é o fim da picada, isto é o mínimo que um consumidor deve fazer.

    Sds

    ResponderExcluir
  66. "A" logo está correto, logo vem de logomarca, a logomarca.

    ResponderExcluir
  67. Caio Cavalcante24/02/11 14:31

    Parece que todo mundo está misturando as bolas. Para começar, foi uma avaliação do Tiida, não um comparativo com tal modelo. Todos comentários aqui postados de donos do carro mostram a mesma face que o Arnaldo mostrou: um modelo agradável, honesto, confortável e com um bom motor que lhe garante boa agilidade. É destinado para um tipo de público que os comentários parecem ignorar. Minha namorada possuía um Focus de geração anterior. Nem preciso dizer que quando íamos viajar, preferia o carro dela. Mas no dia a dia, na cidade, prefiro o Tiida com seu silêncio, respostas ágeis, conforto, espaço pra colocar qualquer tralha, tudo e todos. Como o Franklin comentou, nada como apoiar o seu braço em algo macio, e não só no apoio mas também na moldura da janela. É sem dúvida um carro mais racional, mas que é capaz de surpreender quem o conhece. Inclusive, nos EUA é um campeão de vendas! Tenho certeza que o "público dos sedans" entenderia esse carro e a análise do Arnaldo.

    ResponderExcluir
  68. Hum, tudo q eu esperava de um carro 0km e japonês...

    Mas nada que tenha me surpreendido.

    Talvez só dirigindo mesmo para sentir o que você falaram.

    ResponderExcluir
  69. Na minha opinião avaliação de carro tem que ser avaliação DO CARRO e ponto.

    Os fatores secundários fazem parte da lição de casa do comprador.

    Cotação de seguro? Varia e muito conforme o perfil, família, cep e negociação de cada um. A cotação de revista não serve para muita coisa, para não dizer para nada.

    Desvalorização, disponibilidade de peças? Muitas vezes a opinião do avaliador é fortemente influenciada por sua próprias crenças ou lendas urbanas, sem muito nexo com a realidade. Ainda mais atualmente que até as peças de populares estão em falta devido a demanda das fábricas.

    Atendimento da rede? Não é uma coisa que varia de marca para marca. Existem concessionárias ruins e menos ruins em todas elas. É mais uma questão do consumidor encontrar dentro da marca uma loja que lhe respeite. Já pesquisei peças onde o valor era mais de R$450,00 numa e pouco mais de R$50,00 em outra concessionária.

    Comparativos onde o carro ganha porque a "rede de assistência é maior" ou "desvaloriza menos" ou onde os fatores imáginários pesam mais que os práticos não valem nada para mim. E infelizmente isso é muito comum na imprensa especializada brasileira atualmente.

    ResponderExcluir
  70. Caio Ferrari e Bussoranga
    É o que o Caio resumiu bem. Notem, especialmente você, Bussoranga, que as publicações que focam custo de manutenção, depreciacão, seguro,IPVA etc, pouco falam da essência dos carros. O nosso público é outro, é quem curte automóvel acima de tudo. Fico possesso, por exemplo, quando leio "Pontos Negativos: preço".

    ResponderExcluir
  71. Há, também acho o fim da picada aquelas sessões nos blogs/revistas onde o cara pede pros outros escolherem o carro para ele. Nunca se aproveita nada ali.

    ResponderExcluir
  72. Caio Cavalcante
    Notou como até o som do motor de partida é baixo e agradável?

    ResponderExcluir
  73. Juvenal Antena24/02/11 16:51

    Justameeeente! (ao Arruda)

    ResponderExcluir
  74. Arnaldo Keller24/02/11 16:57

    Caio Cavalcante,

    Essa característica das novas injeções são chatas, sim. Em resposta à essa crítica recebo informações de que não tem jeito, que é pra baixar nível de CO2, etc, mas acontece que isso não acontece em tudo quanto é carro, portanto, o que se conclui é que alguns fabricantes já deram jeito nessa chatice. O Corolla de um ano atrás tinha disso e não sei se continua, por exemplo. O Novo Uno tem e bastante. Portanto, sua crítica é pertinente e acho bom continuarmos a criticar para ver se resolvem isso.
    Como fiz? Nem lembro direito, pra falar a verdade. Testei esse carro há uns 2 meses e por motivos outros só agora publiquei o que escrevi na época, mas lembro bem que no começo me incomodou e com o passar do tempo me ajeitei com ele, o que não significa que não me incomodava com ele.
    O Focus, por exemplo, acelera rápido demais ao primeiro toque, o que é uma droga, pois pode até bater em manobras, etc. Minha mãe tem um automático e sempre se queixa disso, porém, em compensação, ela só tem essa reclamação, adora o carro.
    Bom, ainda vou descobrir direito o que acontece com relação a isso, pois não gostaria que todos os carros passassem a ter essa chatice.

    ResponderExcluir
  75. Caio Cavalcante24/02/11 17:43

    Bob,
    Sim, até nesse ponto ele é silencioso! Depois de estabilizada a marcha lenta, difícil perceber que o carro está ligado quando os vidros estão fechados. Sobre isso duas histórias: um dia meu irmão, que acabara de tirar a carteira, pediu para que acompanhasse ele no Tiida. Ao parar em um sinal, ele deixou o carro morrer, mas por falta de barulho do motor, não percebeu. Esperei alguns segundos antes de falar pra ver se ele se tocava e necas!
    A outra: conversando um dia com o chefe de oficina da Nissan, ele me contou sobre uma "reclamação" dos donos do Tiida. Vários estavam acionando a partida quando o carro já estava ligado, pois não ouviam o motor!

    Meu xará Caio Ferrari disse bem. Nasci depois dos anos de ouro das publicações sobre carros, por isso foi um enorme prazer encontrar esse blog. O trabalho do Bob conheço da época que escrevia uma coluna da Quatro Rodas, e depois passei a acompanhá-lo no BCWS. Aprecio muito o trabalho de vocês! E pessoal, oras, se já existem aos montes publicações que fazem o trivial, por que não deixar esse espaço do jeito que ele é, para entusiastas?

    Um grande abraço

    ResponderExcluir
  76. Caio Cavalcante24/02/11 18:01

    Arnaldo,
    Tenho para mim que se trata de algum reatardo no controle da borboleta em relação ao estímulo no acelerador. Quando se cutuca o pedal, o motor demora a reagir também. Um típico "delay". Conduzindo "rapidinho" não tem problemas, boa ajuda essa do giro não cair entre as trocas, mas no anda e para, às vezes incomoda.

    Quero corrigir uma besteira que falei. "Debrear" mais tempo não altera isso, talvez cortar a aceleração. Certo?

    Aproveitando, comprei o seu livro. Terminada minha atual leitura, é o próximo. Depois conto o que achei!

    Um garnde abraço

    ResponderExcluir
  77. Caio Cavalcante24/02/11 18:39

    Arnaldo,
    Esqueci uma coisa. Demora a reagir, mas aí acontece como vc falou, de forma brusca, rápida. Primeiro um breve hiato, depois vem com tudo.

    ResponderExcluir
  78. Arnaldo Keller, obrigado pela resposta, então acho que o fiesta rocan sedan não serve pra mim, pois tenho 1,87... já entrei num fit e minhas pernas batiam embaixo, no city não teve este problema. Mas estou mais inclinado pelo tiida sedan ou megane GT mesmo, a GT nunca entrei, mas por ser perua acho que não vai ser empecilho pra minha altura. O legal da GT e do tiida é que sao dois carros que pouco se vê nas ruas, entao dá uma sensacao de exclusividade! :)
    Alem claro de ser otimos carros pra quem é grande, ainda mais pra mim que ja me acostumei do amplo espaco do meu logan hehehe

    ResponderExcluir
  79. Marcelo Augusto24/02/11 23:39

    O ruim é o padrão americano do carro: lente esquerda plana e faróis simétricos.

    Mas até Ford e GM têm a mesma atitude com importados dos EUA e até carros nacionais. Outros como a VW fazem questão de mudar o padrão, sinal de que nem todos pensam somente em lucros.

    ResponderExcluir
  80. Arnaldo, essa segurada nos giros que o carro dá nas trocas realmente torram a paciencia. Acredito que seja mais afinação do maldito acelerador do que outra coisa. No uso normal até que ainda vai, mas numa tocada mais enérgica, empilhar a marcha de cima sem um tranco, só com muito feelig.

    Curiosamente, o motor 1.8 GM quando usado pela Fiat não faz essa deplorável retenção de giros. Já nos GM isso ocorre. Ou seja, calibração.

    Quando tinha uma Montana, pensei em levá-la a um desses reprogramadores de injeção para resolver isso. Vendi-a antes.

    Abraço
    Lucas crf

    ResponderExcluir
  81. Bob!

    A sessão Okm da Quatro Rodas é pródiga em descrever opcionais, redinhas atrás dos bancos e outros acepipes menos importantes.

    Comportamento do carro? descrição quase nula, juro que já li "avaliações" onde nenhum aspecto nesse sentido é abordado.

    É um detalhe chato da revista!

    Mister Fórmula Finesse

    ResponderExcluir
  82. Arnaldo Keller25/02/11 09:01

    Caio Cavalcante,

    legal que comprou o livro. Beleza! Hoje tomarei um espresso por sua conta.
    Espero que passe bons momentos lendo e perdoe as deficiências do escritor.
    Depois me conte, por favor.

    ResponderExcluir
  83. Francisco V.G.25/02/11 11:25

    Essa do retardo na desaceleração ou retenção de giros, chamem como quiserem, é coisa antiga e, como todos aqui opinam, muito chata. Os carros carburados à partir de 89 ou 90 - não tenho certeza quanto ao ano que começou - tinham um dispositivo que amortecia a volta da borboleta do primeiro estágio dos carburadores. E o motivo era o mesmo alegado hoje: redução de emissões. A Weber denominava esse troço como "dash pot" e, diferentemente dos dias atuais, era muito fácil elimaná-lo. Podia-se regulá-lo através da rosca do suporte onde era instalado, afastando-o da alavanca acionada por ele e que por sua vêz era presa ao came da borboleta ou podia-se simplesmente tirá-lo de lá e esquecê-lo em qualquer canto da garagem. Entre 93 e 95 a VW usou o carburador eletrônico que nada mais era que um carburador com controle automático de marcha-lenta e afogador. Nesse tipo de carburador a coisa era um pouco mais chata para se eliminar o efeito "dash pot", mas sempre se dava um jeito.

    ResponderExcluir
  84. Pode ser excelente, mas abusou do direito de ser feio.
    Quanto a não existir Carro ruim atualmente, creio que os parâmetros deveriam ser alterados; dentre todos estes carros bons, devemos identificar os melhores e os menos bons.

    ResponderExcluir
  85. http://www.youtube.com/watch?v=ssaY6WYLoaE


    Hahahahahahahahahahah........

    AK....fala q num tem dedo seu ae!

    ResponderExcluir
  86. http://www.youtube.com/watch?v=ssaY6WYLoaE

    mermão... mulherada teeensa aí nesse anúncio da Nissan...

    ResponderExcluir
  87. kkkk... eu corri aqui no AE pra comentar sobre essa propaganda...
    Que absurdo!
    A mulherada da propaganda realmente...! Anima! kkkkk
    Agora quero ver qt eles vão pedir no modelo novo!
    Devem ter pago uma grana pra chamar o Dr. House... hahahaha

    ResponderExcluir
  88. Francisco V.G.
    Comentário perfeito, esse seu. O retardo de fechamento da borboleta é para baixar os óxidos de nitrogênio NO e NO2.

    ResponderExcluir
  89. Mister Formula Finesse
    Quem não tem conhecimento caça com equipamentos...

    ResponderExcluir
  90. Caio Cavalcante
    Essa de clientes reclamarem que não escutam o motor em marcha-lenta é perfeita para o "Acredite...se quiser" do Jack Palance. Que genta mais burra, meu deus!!!

    ResponderExcluir
  91. Grande Arnaldo!
    Após o Salão do Automóvel (onde fiquei encantado com o espaço interno para adultos ocidentais bem alimentados, não para jóqueis ou ginastas olímpicas), andei de passageiro num Tiida. Vê-se que é um carro feito para atrair o norte-americano que tem o hábito de sair de Wisconsin e ir visitar os tios que se aposentaram e mudaram para a Flórida. Super confortável.
    Quanto ao postulado de que "hoje em dia não existe carro ruim", desculpem-me, mas é uma postura muito Motor Quatro, a revista que veio ao mercado para apenas elogiar os carros. Acredito que não exista o carro perfeito (se existisse, jamais poderia ser melhorado), e deve-se sim falar dos pontos positivoe e negativos dos carros. Alguém vai me dizer que o Celta é perfeito? O Gol G4 é perfeito? Não. Todo veículo é uma solução de compromisso, e sua preferência pessoal por esse ou aquele modelo passa por quão importante é o mix de compromissos assumidos no projeto do carro. Por exemplo: Para os meus parâmetros, os defeitos do meu Monza são mais aceitáveis que os defeitos do VW Santana ou os do Ford Del Rey (só para citar os comcorrentes de época). Os outros dois são ruins? Não, apenas o compromisso do projeto do Monza me é mais aceitável que os dos outros. Mas daí a dizer que "não existem carros ruins hoje em dia" me parece postura de administrador com MBA ao invés de postura de jornalista.

    ResponderExcluir
  92. Bianchini
    Fui eu que afirmei qua não existe mais carro ruim, não o Arnaldo. Reafirmo o que eu disse e apreciaria se você dissesse em que o Celta e o Gol G4 são ruins. Conhece-os bem, já viajou com um deles? Falar de pontos positivos e negativs sim, mas jamais tachá-los de ruins.

    ResponderExcluir
  93. Celta: não consigo engatar 2ª ou 4ª marcha sem bater o cotovelo no banco do passageiro. Volante áspero, carro barulhento. Sento-me torto no carro, com duas horas ao volante já me sinto desconfortável e/ou irritado.
    Gol G4: Não consigo achar uma posição de dirigir confortável, por mais que regule o banco (no Uno EP eu simplesmente ajustava a inclinação do encosto, jogava o banco todo para trás e me sentia na poltrona de casa), mal que padeço desde o GI ao G4, materiais de qualidade consideravelmente inferior ao GIII. Citei dois carros que já guiei e odiei. Aliás, a posição de dirigir da velha Variant 1976 de minha avó era mais confortável que a dos dois carros citados, mesmo com os pedais deslocados para a direita de toda a linha VW a ar e apesar do banco de encosto baixo não transmitir muita confiança para os nossos padrões atuais. Daí minhas loas aos espaçosos Tiida hatch e sedan.

    ResponderExcluir
  94. Bianchini
    Quanto você tem de altura? Eu tenho 1,80 m, meu filho tem 1,92 e ambos achamos posição em Celta e Gol 4. Alguma coisa está errada. Cansaço no Celta? Vou ao Rio e chego novo. Torto só o volante, não o banco, que aliás é dos melhores. Barulhento, qual carro de entrada não é um pouco? Chamar esse dois exemplos de carros ruins por isso? Desculpe, nada a ver. O resto do carro você não considera? Comportamento dinâmico, desempenho, freios?

    ResponderExcluir
  95. Bob, tenho 1,86 e acho a ergonomia no Celta bem ruim. O volante é muito baixo, totalmente estranho para quem está acostumado com a disposição do Mille, Palio, Fiesta, Gol G5, etc.
    Além disso, o pequeno chevy é apertado demais e seu cambio esportivo demais para um carro onde o apelo é a economia. O carro é bem apertado, teto muito baixo. Veja o Ka, seu companheiro de tamanho, a diferença que é no espaço para cabeça. Meu pai, com 1,94 senta um pouco "jogado" no banco para não raspar a cabeça no teto.

    No Gol G4, acho a suspensão excessivamente macia, que chega assustar devido a inclinação da carroceria, em especial nos modelos com D.H. Tudo bem para quem entra forte já sabendo o que lhe aguarda, mas com a família no carro, pega mal. Além disso, o isolamento acustico do carro é uma piada. Como faz barulho o motor! SE a ventoinha ligar, é pior ainda. O consumo, não é dos melhores. E também sofre do mal do cambio excessivamente curto, o que é um agravante dado que esse EA111 não-VHT é bem barulhento e o isolamento acustico do carro, inexistente. O painel de instrumentos, outra decepção.


    Talvez para quem estava acostumado com carros mais antigos, cheios de "manhas" e deficiências crônicas diferentes, esses carros não entrem na categoria do ruim. (sei o que é isso ao dirigir um Lada) Porém, nosso padrão de comparação hoje é outro. Temos o Ford Ka ou Clio, muito melhores de se dirigir do que Celta, pelo mesmo preço. O Palio, entrega mais conforto que o Gol G4 sem cobrar mais por isso e ainda temos o Uno novo e o Gol G5 que mostram o quanto seus avôs estavam em idade avançada e a diferença de preço é pequena em relação aos velhinhos.

    Chame como quiser Bob, mas para padrão de hoje esses carros são ruins sim.

    ResponderExcluir
  96. Ao que parece, esse retardo em fechar a borboleta se chama "flare".

    Vejam o que esse cara fala:

    << Senhores, vou explicar do que se trata esse suposto problema do carro acelerar sozinho nas trocas de marcha.
    Tenho um LXS mecânico 08 Flex, e no meu carro vejo o mesmo sintoma que vocês descrevem.
    Antes de explicar, queria deixar claro que não é um leigo falando sobre assunto: sou engenheiro de calibração de uma montadora (não da Honda!), e sou responsável pelos acertos de dirigibilidade e emiss!oes de muitos dos carros que vcs já tiveram na vida.
    Vamos aos fatos: eu encaro essa característica como um problema. Ao fenômeno do giro do motor subir nas trocas de marcha, dá-se o nome de "flare". Pessoalmente, costumo calibrar as centrais dos veículos que coloco na rua para que seja permitido um flare de 200 rpm no máximo nas trocas de marcha. Isso não atrapalha as trocas de marcha, e sim ajuda um pouco, fazendo com que ela fique um pouco mais agradável. O que se passa no CIVIC é que este fenômeno está exagerado: chega a 800 ou mesmo 1000 rpm as vezes.
    Conselhos:
    1- Não é um problema de hardware (o carro de vocês não tem nenhuma peça quebrada ou com defeito). SE trata de um problema de calibração do ETC (ETC = acelerador eletrônico). O que acontece é mais ou menos o seguinte: após vc tirar o pé do acelerador, o sistema está demorando demais para fechar a borboleta, o que faz com que a rotação suba um pouco.
    2- Não adianta levar os veículo na concessionária e pedir pros caras reprogramarem a central! Reprogramar não fará nada! A Honda precisa corrigir o problema, liberar um novo software pra concessionária, aí sim ela deve reprogramar a central dos carros.
    3- Conselho: ligar no atendimento ao consumidor, descrever o problema ( rotação sobe demasiadamente nas trocas de marcha) e solicitar providencias. É o que farei, pois me desagradou também. A dirigibilidade do carro no geral é muito boa, mas este aspecto deixa a desejar.

    Se tiverem mais dúvidas, eu posso esclarecer. Abraços! >>

    fonte: http://forum.civicclub.com.br/smf/index.php?topic=97.15

    Na minha opinião, isso é relaxamento na programação do acelerador eletrônico mesmo. Como eu gostaria que os fabricantes parassem de inventar moda e deixassem o acelerador na lei direta...

    ResponderExcluir
  97. O Celta me dá a impressão de que mantiveram toda ergonomia do Corsa B mas "levantaram" um pouco os assentos - provavelmente por pesquisa de marketing com mulheres - e aí eu que tenho 1,83 raspo a cabeça no teto.

    O motor é esperto mas se colocarem um câmbio "não tão curto" talvez seu brilho suma, diferentemente do 1.0 16v da Renault.

    O Ka sempre foi bem melhor de dirigir, inclusive contando comportamento dinâmico e tudo mais, assim como os Fiestas de geração anterior. Clio também é superior e pra quem é maior o banco "abraça" melhor.

    Gol G4 eu sinto apenas o volante torto. No Celta me sinto todo torto: os pedais muito fundo e o rosto muito perto de retrovisor e painel.

    Retrovisor do Celta chacoalha igual de moto, Bob. Dependendo da velocidade e estrada eu não consigo enxergar direito quem está atrás de mim.

    Diria que Celta não é ruim. Mas bom definitivamente não é. Me dê um Corsa B e já fico mais satisfeito.

    - Osmar Fipi

    ResponderExcluir
  98. Bob, sobre esse lance de pessoas de mesma altura acharem um mesmo carro confortável ou desconfortável, temos de lembrar que alturas podem ser iguais, mas proporcionalidades são diferentes.
    Tenho 1,67 m e tive um Corsa B. Odiava as caixas de roda dianteiras altamente invasivas, inviabilizando um "quarto pedal". Na cidade você não nota muito, mas em viagem de estrada é horrível ficar com a perna esquerda dobrada por longos períodos porque não se acha um apoio decente ao lado de onde fica o pedal da embreagem.

    Conheci um cara que tinha uma Corsa Wagon e 1,88 m. Dizia ele que não tinha problemas de acomodação. Porém, é preciso lembrar que ele simplesmente jogava o banco para trás, enquanto eu tinha de ficar mais perto do volante e dos pedais. Portanto, ele ficava com as pernas em posição mais adequada que as minhas, justamente por causa do tal lance de jogar tudo para trás.
    Ainda sobre história de proporcionalidades, não esqueçamos desse detalhe. Posso ter 1,67 m, mas era obrigado a jogar o encosto de cabeça do Corsa lá pra cima para ele cumprir a função adequadamente. Meus fêmures também são compridos para minha altura, o que faz com que em alguns carros eu fique com os joelhos perto do painel. Vou cortar minhas pernas para me acomodar bem em todos os carros? Claro que não, mas sim vou procurar algum que me acomode bem.

    Nesse quesito, o Corsa C acomoda os ocupantes da frente bem melhor que o B, ainda que às custas de um ligeiro sacrifício no espaço para as pernas de quem vai atrás. Portanto, não está nada errado, mas sim existem diferentes proporcionalidades de seres humanos. Duas pessoas podem ter uma mesma altura, mas uma pode ter o tronco mais curto e as pernas mais longas ou mesmo pernas com fêmures mais compridos e tíbias e perônios curtos. E isso gerará diferenças nas acomodações em um carro.
    Portanto, para que um carro acomode bem o máximo possível de pessoas, além de projetos com baixa invasão de órgãos mecânicos (caixas de roda invasivas obrigam, entre outras coisas, a deslocar pedais), é bom que tenham o máximo possível de regulagens (altura e distância de volante, altura do banco e, se formos mais adiante, podemos incluir regulagem de distância de pedais, inclinação de partes do assento e, como nos bancos Recaro, previsão no assento para diferentes comprimentos de fêmur).

    ResponderExcluir
  99. Tenho 1,88m, o que inviabiliza a compra de um Palio. A razão da FIAT ainda não ter disponibilizado regulagem de altura do banco, ao menos pro motorista, eu não sei. De qualquer forma, eu não compraria este carro, devido ao seu comportamento dinâmico.
    Tive um Polo com regulagem de altura e distância do volante, este foi roubado com 4k km, comprei outro, porém numa versão que não oferece este item. A diferença no prazer ao dirigir é muito grande! Que pena!
    Quanto ao exemplo do Celta, felizmente não posso opiniar com propriedade, porque nunca dirigi o carrinho. Mas só de olhar pro volante, algo que me provoca aversão, tenho uma idéia do que seja.

    Abs

    ResponderExcluir
  100. Caio Cavalcante28/02/11 01:52

    Bob,
    Por mais surreal que pareça, esse foi o relato do chefe de oficina!

    Essa questão da ergonomia é complicada. Engraçado como em alguns carros é tão fácil achar uma posição e em outros toda vez que assumimos o volante tem alguma coisa a melhorar nas regulagens.

    Grande abraço

    ResponderExcluir
  101. Entendo quando dizem que não existe carro ruim. Por exemplo, adoram dizer que o Mille é um carro bom. Me pareceu absurdo, mas pensando bem, atendeu muito bem gente que não podia comprar coisa melhor, tendo várias qualidades. Acho que de ruim seria a falta de estabilidade e segurança.

    O Tiida tem várias qualidades. O interior é simples, mas de uma forma que o excesso seria ruim. O acabamento é bom também. O conjunto câmbio e motor tem uma vantagem em relação aos médios de entrada. O único problema do carro é um defeito crônico na direção, sendo trocado várias vezes. Talvez a necessidade de crescimento da Nissan seja um empecilho para encontrar peças e manutenção acessíveis.

    ResponderExcluir
  102. Falando sério... as pessoas acham MESMO o Tiida feio? Ou é aquela história do besouro que só voa porquê não sabe os defeitos que tem? Sinceramente, todas as pessoas com quem conversei sobre o carro o acharam bonito. Eu, particularmente, gostei muito do visual. É um carro diferente do que se vê por aí. Passada essa fase de pensar que os OUTROS acham o carro feio, vale fazer um test-drive. A gente se sente pilotando um carro de categoria (e preço) bem superior. Assim que vender meu Livina (que também gosto muito) pulo pro Tiida.

    PS 1 - Além de bonito, achei o carro bom pra caramba.
    PS 2 - Se alguém aí não conhece a história do besouro, é só falar que depois eu conto.

    Abraço

    ResponderExcluir
  103. Machado, poderia colocar a história do besouro? Não a conheço.

    Sobre o design do carro, realmente não é dos mais bonitos, mas está longe de ser feio. O que posso dizer é que o carro tem a frente conservadora e uma traseira que lembra o 307 e um pouquinho de Vectra GT (as lanternas do último não são tão compridas, mas seguem o formato).

    Estou avaliando vários carros, mas a tendência é que eu acabe comprando um Tiida SL mesmo, pelo conforto absurdo que o carro oferece em relação aos concorrentes pelo mesmo preço. Fiz test-drive nele e achei muito agradável de dirigir.

    ResponderExcluir
  104. A história do besouro é a seguinte:
    Estavam dois jovens engenheiros da NASA conversando enquanto almoçavam. O assunto era aerodinâmica e um deles comentou com o outro: -Essa nossa matéria é realmente fascinante, não é mesmo? Veja o caso do besouro. Tem as asas minúsculas, um peso absolutamente desproporcional ao tamanho, aerodinâmica zero e, mesmo assim, consegue voar. Como é que pode? Um engenheiro mais velho, que a tudo ouvia, entrou na conversa e, com sabedoria, concluiu: - O besouro voa porquê não sabe nada disso...
    Por quê que eu associei essa historinha com o Tiida? Porque virou moda todo mundo dizer que o carro é feio e as pessoas acabam acreditando nisso. Todo mundo que eu pedi opinião sobre o carro (e que não lê blogs sobre automobilismo) achou o carro bonito.
    PS: Comprei o meu tem uma semana (hatch, SL) e estou achando sensacional!
    Abraço,

    ResponderExcluir
  105. Depois de ler a história do besouro, continuo achando o carro feio, vi um hoje no trânsito, agride os olhos! Brrrrrrrrr!
    Talvez quando vier o novo, aí veremos se a Nissan continuará com uma política de preços sugestivos.

    ResponderExcluir
  106. Víctor

    Pessoal, pelo amor de DEUS, cada um aqui quer ser mais alto e mais resolvido. Tolice. Vamos nos livrar dessa vaidade, coisa horrivel. Não seria melhor avaliar o Tiida? Não interessa se alguem tem 1,40, 1,50 ou 2.10 de altura. Eu quero saber se o Tiida é um ótimo carro na opnião de todos. Esta discussão parece o samba do crioulo doido. Considere-se todo mundo aqui com pernas grandes e altura acima de dois metros. Pronto, mais e o Tiida?

    ResponderExcluir
  107. Se quer uma opinião sobre o carro, posso dizer que ele é muito bom. Em comparação com a concorrência, entrega muito mais por um preço em conta.

    Estou gostando muito do carro, bem confortável, responde bem ao acelerador e é muito agradável de dirigir. Dá vontade de ficar dirigindo por horas sem parar, de tão prazeroso que é.

    Quanto ao quesito beleza, pelo menos as garotas gostaram do carro, praticamente todas elogiram o desenho. Fora a sensação de exclusividade, por ter um carro diferente da maioria.

    Se quiser pegar o Tiida, pegue a versão SL, que vem com mais equipamentos que o S (básico), mas com preço não muito acima.

    ResponderExcluir
  108. Ahhh faltou um detalhe sobre o carro... Se comprar um Tiida, trate de não bater o carro!
    Já vai pro 4º mês de espera por falta de peças! Minha amiga estava tão feliz com o carro, mas agora conheceu o outro lado da moeda...

    Aproveitando o gancho, tenho um colega de trabalho sofrendo com a Toyota... Mas vou comentar no post do "carro de corrida"...

    Sds

    ResponderExcluir
  109. Falco.
    Comprei um Tiida SL manual 2012 e gostei do carro. Não quero carro esportivo, pois tenho familia e já estou na casa do 40 anos de idade. Sou fã de carros e faço parte do clube do tipo por ter um Fiat Tipo 2.0 - 8valvulas, ano 1995 (ultima leva dos importados), original e com nota fiscal (tire ele zero) todo inteiraço e que anda mto ainda. O Tipo na época sofreu os mesmos problemas que o Tiida sofre hoje, propaganda ruim, visual não mto esportivo, mas o conforto do carro é bom pelo preço e o público a que se destina, pois o Tiida não é um carro destinado a faixa dos esportivos. Meu Tiida 2012 tem saias dianteiras, laterais e traseiras e spoilers na cor do carro (preto),a distância do solo foi aumentada em 02 cm eu acho, tem teto solar, ABS e EDB, pneus aro 16, 02 airbags, o câmbio é mto bom (ia comprar o megane GT 1.6 2012 - mto lindo o carro - , mas desisti após o test-drive, o motor deixou a desejar e o banco dos passageiros traseiro projeta o passageiro para frente igual ao fox). Vou regular o farol e colocar xenon (pois os milhas desarmam automaticamente qdo se troca para o farol alto).
    Ponto negativo pro Tiida que é fácil resolver pela montadora, não tem marcador de farol ligado no painel nem dos milhas ligados, os vidros não sobem/descem num toque no comando(one-touch), e não tem marcador de temperatura da água).
    Carro bom e legal é aquele que você gosta e sente prazer em dirigir e ter um, seja fusca (ja tive), fiat 147, focus, megane, fiesta, voyage, celta, uno, palio, corsa, corolla, etc e tal...

    ResponderExcluir
  110. Ah, quase esqueci! O seguro depende do perfil do proprietário e modelo do veículo, então pode ser barato ou caro. O Tidda 2012 sai por R$1.424,06 pela Liberty Seguros.

    ResponderExcluir
  111. O fabricante faz certinho, aí vai o mané e coloca as desgraças dos faróis de xenônio! DOSE!

    ResponderExcluir
  112. Aluizio,
    Pessoal, tenho um tiida 2010. antes de compra-lo estava interessado em carros de categoria inferior, como o gol. quando entrei no tiida na concessionaria, de pronto fiquei impressionado com a qualidade dos bancos, painel, porta e materiais. algo só visto em carros bem mais caros. procurei me informar mais sobre o carro, e decidi por compra-lo por um item que a maioria dos carros nao possui, que é o comando variavel de valvulas. e nao me decepcionei! sensacional a entrega de força em baixas rotações. viajei várias vezes com o carro e ele anda muiito! tudo isso aliado ao conforto, que lhe satisfaz quando viaja horas... afinal, o tiida é lindo, pois tem um desenho exótico, e chama a atençao pelas linha robustas. o pós-venda da nissan é muito bom, e olha que já tive peugeot, vw, kia.... muitos inferiores em pós-venda. enfim, um carro com execelente custo-beneficio.

    ResponderExcluir
  113. Bom dia,

    Li todos os comentários deste tópico e, sinceramente, gostei bastante do que li. Para ser sincero, é a primeira vez que eu escrevo sobre tópicos de carros... costumo ser um participante ativo no mundo das motos... :)

    Bem, sou casado, com filho, tenho aprox. 40 anos e estou em busca de um carro médio, para uso familiar mas que tenha um bom desempenho e economia, de preferência Hatch (mas não há restrição para sedan). Estou pesquisando vários carros, com características específicas. Minha exigência é que o carro tenha sistema ABS, além dos triviais Air Bag, AC, DH, VE, TE, na faixa dos R$ 50/55K. Pelo que vi até agora, foi o carro que mais me impressionou. Fui à concessionária Kia com minha esposa e, ao questionar o valor do Cerato com ABS, quase caí de costas... algo em torno de R$ 62K... e R$ 60K num Kia Soul... flaa sério... o Focus 1.6, a partir de R$ 55K, sem ABS... por R$ 53K, a Nissan me entrega o Tiida 1.8, muito bem acabado (bem melhor que os Kia), com tecnologia de motorização avançada, teto, AC digital e aquele banco traseiro reclinável, que se torna uma poltrona. Dei uma volta em um Tiida (Sedan) e já me impressionou positivamente... imagino que o Hatch seja melhor ainda por estes mimos...

    Gosto muito do C4 Hatch mas acho que a manutenção e revenda são desfavoráveis (levo em consideração estes pontos também). Alguns colegas tem o c4 Pallas e falam bem do carro (com exceção do consumo). Sei que a manutenção dos Nissan não são as mais adequadas do mercado mas estou pensando seriamente em adquirir este carro. Há, também, uma promoção legal no mercado com o PUG 307 mas, tive uma experiência não muito boa com a marca... :(

    Volks, acho que entrega pouco pelo preço que cobram... e o Golf ou Polo estão ultrapassados... Fiat lançou o Bravo mas o valor está bem alto... Chevrolet tem o Vectra GT, bom carro mas com motorização ultrapassada tecnologicamente. Achei o City um carro legal mas, pelo preço, esperava mais do carro...

    Entretanto, não estou com muita pressa em retirar o carro... gostaria de saber se poderiam me indicar algum outro carro e/ou lançamentos que poderão ser considerados e/ou se estarei fazendo um bom negócio ao comprar o Tiida. Vi que a nova geração do Tiida foi apresentado no Salão de Shangai mas será disponibilizado para o mercado externo somente em 2014. Não dá para esperar tanto tempo... mas ele ficou lindo... :)

    Podem me ajudar?

    Abraços a todos

    ResponderExcluir
  114. Este blog ainda existe? Alguém poderia me ajudar?

    ResponderExcluir
  115. @ Fabio,

    O Blog deve existir sim. Nesta faixa de preço , eu duvido que consigo algo semelhante. Eu iria pra dentro de um Tiida sim. Ainda mais se rolar uma promoção, do tipo, ipva gratis, tanque cheio, film... enfim... Seja feliz meu amigo!

    ResponderExcluir
  116. Obrigado pela resposta, Ubirajara... estava consultando alguns outros sites e uma das coisas que está me deixando bastante preocupado é com relação aos custos de revisão da Nissan. Como viajamos bastante e o carro também será utilizado para trabalho, a média que rodamos será de 2000 a 2500 km/mês... ou seja, a cada dois ou três meses, deverei estar na CC para revisão... pelo que tenho lido, a média de revisão está em torno de R$ 1000,00. Saberia me dizer se esta informação está correta?
    Abraço,

    ResponderExcluir
  117. Fábio, fiz a revisão mês passado de 6 meses e custou pouco mais de 300 reais. É lógico que ofereceram algumas coisas que não são da revisão, como rodízio dos pneus (o carro estava com pouco mais de 6 mil rodados). É só saber falar "não" e pagar apenas aquilo que está programado na revisão.

    ResponderExcluir
  118. Comprei um Tiida em setembro/2011 e desde então o carro já precisou ir 5 vezes para concessionária, sendo 3 vezes para tentar resolver um barulho insistente e perturbador no banco de tras. O carro parece uma carroça velha, fico envergonhada quando alguem esta comigo e sem o som ligado, o barulho é muito chato. Durante uma viagem, nas curvas o banco sempre estralava, não sei o que acontece, apenas quero um carro novo e não uma carroça rangendo....

    ResponderExcluir
  119. Tive alguns problemas de rangido... no painel, levei na cc e falei que os barulhos estavam insuportáveis... parecia que o painel estava caindo... deixei o carro e me disseram que era problema nas caixas de ar dentro do painel... estavam soltas... o barulho reduziu bastante... estava com problemas na tampa do porta-malas... ajustaram e colocaram uma espécie de fita no bracinho de ferro da trava... para o rangido dos bancos de couro, falaram que era para passar "creme nívea"... aquele da embalagem metálica azul... e não é que resolveu mesmo??? kkkkk... cada coisa!!!

    ResponderExcluir
  120. Carro ruim? Compre um Citroen C4 e me digam depois se não existe mais carro ruim....

    ResponderExcluir
  121. Após pesquisar muito, em abril desse ano, compreu um Tiisa SL branco. Nunca tinha dado valor ao tal, mas resolvi entrar em uma CC e descobri esse maravilhoso carro! Um espaço interno absurdo, em que meu pai, que tem 1,94, cabe no banco de tras sem problemas, sendo que o banco da frente esta todo para tras. Tambem me surpreendi muito com a agilidade do carro. Um capetinha! É só acelerar que ele responde, uma maravilha para ultrapassagens rápidas, e se precisar sobe a serra com muita facilidade, sem pedir trocas de marcha! Com relação a suspensão ela é muito firme e não faz com que o carro oscile em curvas. Ja fiz curvas mais fechadas, em uma velocidade um pouco acima do que devia, e se manteve muito bem, sem sair e muito menos cantar pneu, uma pegada até que bem esportiva. Impressionante. Em imperfeições ele sente um pouco, mas nada absurdo. O acabamento é primoroso... dificilmente encontraria tal acabamento, sem rebarbas e com alto nivel de materiais utilizados. E coisas como os apoios laterais macios, o apoio central e banco traseiro reclinável e corrediço podem fazer a diferença. O porta malas é razoavel. Obviamente que nao se compara a de uma Xsara Picasso que tem 550 litros, mas esta ótimo, afinal não prentendo leval um motor de Opala ali dentro! rsrs A única coisa que me irrita um pouco é o fato de ele ter um farol monoparábola e quando eu acendo o farol alto ele apaga o de milha, fazendo com que a parte mais baixa nao fique tão iluminada. Em compensação o faixo de luz é muito bom! Principalmente combinando o baixo com o de milha. Estou muito contente com o carro! Recomendo! Se assim for a 2ªgeração, que só chega por aqui no final de 2013 ou começo de 2014, pretendo trocar meu 2012/2013 pela 2ª geração, que ficou maravilhosa e cresceu 10 no entreeixos(como assim deixaram maior ainda?!)
    Abrs

    ResponderExcluir
  122. Esqueci de comentar sobre um pequeno aspecto, o som do Tiida. Para um hatch de 52 mil e de sua categoria, tem um som de ótima qualidade. Inegualável, sendo que deixa o som do ASX da minha mãe muito atras. Não distorce nem quando muito alto. (Algumas correções do post anterior: comprei em vez de compreu; Tiida em vez de Tissa; levar em vez de leval.)
    abrs

    ResponderExcluir
  123. Gostaria de sugerir que o blog instruísse as pessoas a colocarem seus nomes para não ficar esse monte de anônimos, onde não se distingue os chatos dos blogueiros. AK e BS, ensinem o que é URL e incitem todos a darem seus nomes para o diálogo ficar melhor, né? Não sei fazer URL e também virei anônimo... Sobre o Tiida, comprei um SL automático e me surpreendo a cada dia com o carro. A tocada é rápida; o conforto do banco de trás deslizante e reclinável, insuperáveis; a posição de dirigir; o céu de dia e a lua noturna que se vê do teto solar; um sonzaço. É bonito, singular, diferente do resto. Estou satisfeitíssimo e quem anda comigo diz que vai comprar para si. Parabéns à Nissan.

    ResponderExcluir

O Ae mudou de casa! Todos os posts do blog foram migrados para o site. Por favor busque por este post no site e deixe o seu comentário lá.
Um abraço!
www.autoentusiastas.com.br

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...