Google+

3 de abril de 2011

CORRIDA. DE CAMINHÕES?

foto: www.autozine.com.br

Acabei de voltar do Autódromo Internacional Nelson Piquet, Rio de Janeiro, onde foi realizada mais uma etapa da categoria Fórmula Truck. Fui apenas para matar a curiosidade, já que não acompanho as corridas. Mas como era perto de casa, peguei os meus filhos e fui dar uma espiada.

Os caminhões são extensamente modificados, bem mais baixos, curtos, usam pneus lisos e seus motores de 1200 cv garantem bom desempenho mesmo pesando por volta de 4 toneladas. Há limite de velocidade nas corridas, fixado em 160 km/h, pois haja freios para segurar 4 toneladas a 200 km/h várias vezes. Sem contar o risco de uma desgarrada, a 200 km/h fica bem mais difícil de segurar, e se ela ocorrer, o bruto vai varrer tudo pela frente tal qual um tsunami. Não existe nenhum limitador nos caminhões, e sim ‘pardais’ nas pistas. Isso, uma corrida com ‘pardais’.

Todos correm com grandes silenciadores, o som mais audível é da turbina assoviando alto, exceto um deles, que corria com descarga aberta e roncava bem grosso. Mas é som de caminhão, nada a ver com o que esperamos de um veículo de corridas. Chamou a atenção também o pouco odor de diesel, apesar de todos passarem juntos no começo, acelerando a pleno.

Chato mesmo é associarem as equipes a times de futebol. Uma das coisas legais da F-truck é ser multimarcas, gostei de ver o Scania andando forte na frente, de notar o som diferente dos Mercedes. Mas para quase todos, acho que nada disso importa. O pessoal vibrava mesmo era quando o caminhão que ostentava as cores e o escudo do Flamengo passava, não importando a posição dele.

Matada a curiosidade, resolvi ir embora antes do fim, o jeitão de arquibancada do Maracanã ajudou a tomar a decisão. Para quem já viu da mesma arquibancada, Nelson Piquet e Ayrton Senna acelerando naquele retão seus F1, assistir a uma corrida de caminhões tem clima de fim de festa. E por aqui é isso mesmo, o autódromo está com os dias contados. O automobilismo no Rio de Janeiro acabou. R.I.P.
AC

34 comentários:

  1. Bom, o automobilismo brasileiro como um todo está em coma, mas já fui diversas vezes em Interlagos ver corrida da F-Truck e gostei muito. Inclusive minha esposa também é fã, não fomos nos dois últimos anos pois com bebê em casa fica mais difícil, mas assim que a filhota tiver idade para ir ao autódromo a levaremos pois achamos a categoria muito legal.
    Esse negócio de associar caminhão com time de futebol é coisa de marqueteiro que ouviu falar da tal da Fórmula Superliga, achou a idéia interessante, e aí resolveu ver se pegava. Ainda que a F-Truck foi a responsável pelo único título do Corinthians no ano do Centernada (os corinthianos vão me xingar horrores agora!)...
    Mas a categoria é muito boa de assistir, acho que vale a pena o ingresso. Melhor que a Stock, ao menos os motores são diferentes entre eles.

    ResponderExcluir
  2. Roberto Dallabarba03/04/11 17:59

    Sou fã de automobilismo, e embora aqui em SC não tenha um autódromo por enquanto, (o que é uma vergonha comparando com os estados vizinhos)já fui por várias vezes a corridas em curitiba: stock, wtcc, formula truck, até arrancadão(decepcionante para quem gosta de corridas) e de longe a truck é a mais organizada, muito competitiva, com pilotos competentes e reconhecidos. Além disso a categoria estava é tentando salvar esse autódromo.
    Faço coro no desacordo quanto aos times de futebol. Mas a truck é a melhor categoria do Brasil em minha modesta opnião.
    Abraços,sou fã de vcs.
    Roberto Dallabarba

    ResponderExcluir
  3. No Rio de Janeiro o autódromo já estava agonizando até antes de receber modificações para o Pan de 2007.

    Já tinha uma sobrevida com o oval construido para a F-Indy, mas depois do enrosco da F-Indy com a IRL (acho que era isso) o oval praticamente ficou abndonado, bam como boa parte do circuito.

    A unica vez em que fui a um autódromo foi quando participei de uma corrida de bicicletas no autódromo Ayrton Senna em Londrina/PR. Desde que foi inaugurado atá o dia em que eu fui lá correr (coisa de uns 8 anos) pouca coisa, ou praticamente nada desde sua inauguração.

    O automobilismo, assim como o ciclismo, só recebe melhorias quando tem algum evento muito importante a receber, mas depois disso fica praticamente as moscas!

    Abraços
    Ass
    Kiko Molinari

    ResponderExcluir
  4. Alexei Silveira03/04/11 19:44

    Discordo do Post,

    A F-Truck é a única categoria multimarcas nacional em que os veículos de competição usam peças reais da marca que representam,

    E o evento é usado, como dantes, para reunir todos os envolvidos na venda dos fabricantes

    Além de ser o evento a motor mais assistido do Brasil, quem foi lá hoje e viu um Danilo Dirani pilotando, sabe que o nível é alto.

    Pilotos de F Indy tentaram a categoria e fracassaram. Não é fácil de guiar um caminhão no limite, mesmo vazio e sem a carreta...

    Ah, os diferenciais que quebraram : são os mesmos dos caminhões das nossas estradas, até reforços em câmbio são controlados ou proibidos.

    ResponderExcluir
  5. Quanto a Jacarepaguá estar "às moscas", discordo, temos campeonato regional, na próxima semana teremos outra etapa do carioca de automobilismo, o problema é que falta divulgação na grande imprensa, mas o autódromo, está lá, vivo e atuante.

    No meu blog vocês poderão ter mais informações sobre a história da demolição do autódromo e das tentativas de salvar o que resta, o endereço é http://sosautodromorj.blogspot.com

    ResponderExcluir
  6. Cada um pensa como quer...
    Cada um estabelece os padrões que quer...
    Mas comparar qualquer categoria com F-1 é covardia, ainda mais com caminhões.
    A F-1 saiu do Rio de Janeiro porque SP é um estado muito mais poderoso financeiramente, mas principalmente pq contou com um "padrinho" de peso tri-campeão mundial que você mesmo citou... Pelo visto ele não curtia muito o circuito de Jacarepaguá.
    Quanto aos times de futebol, como é o esporte que mais movimenta $$$ disparado aqui no Brasil; estão tentando tirar uma casquinha desse dinheirão todo no automobilismo...
    Já que não temos montadoras realmente interessadas em fomentar competições esportivas a motor usando a sua própria tecnologia...
    O jeito é "apelar"... Não tem mistério.

    ResponderExcluir
  7. Bom, eu já acho a maioria dos caminhoneiros e caminhões um perigo!! Na estrada são os que mais me atrapalham, e não digo que são os que mais me irritam, pois esses são os motoqueiros. Ver corrida de caminhões deve ser algo defumante e sem graça....Ainda mais com futebol no meio.


    ps: o mundo (e a exclusividade da Ferrari) acabou pra min, quando vi uma F-430 de competição patrocinada e largamente decorada pelo curintia...EKA!

    Renan Veronezzi

    ResponderExcluir
  8. Cruvi,

    Jura que agora também é tudo sobre futebol na F-truck?

    Triste...

    E os "pardais", bem...triste de novo.

    MAO

    ResponderExcluir
  9. Alexei,

    de fato o evento é bem organizado, e o fato de ser multimarcas o torna mais interessante. Mas acho um contra-senso uma corrida com pesos-pesados de 4 ton ser a mais assistida no país. Em uma corrida, ter que limitar a velocidade.

    Penso que seria infinitamente mais legal um campeonato com carros 1,6-litro, como já houve no passado, multimarcas. Um campeonato nacional de motos 125 e 250 cc. O que não invalidaria a F-truck.

    Buriti,

    de fato falta divulgação. A impressão é que só temos Stock e os Track days. Mesmo com meia pista, seria legal poder assistir mais corridas.

    Lawrence,

    não tem como comparar. Apenas lembrei que já tivemos F1 aqui. Um regional bem organizado seria legal. Falta também uma categoria barata, que fosse popular entre os entusiastas do automóvel, não do futebol. Outra corrida muito boa que assisti aqui foi Moto GP.

    MAO,

    no blog do Buriti tem umas fotos da F-Truck, onde você pode conferir isso. Sad, but true.

    ResponderExcluir
  10. Graças a Ftruck que Interlagos ainda está de pé seus lazarentos!

    ResponderExcluir
  11. AC,

    Tudo bem que esse negócio da F-Truck ser patrocinada por times de futebol é meio esquisito e duvidoso. Mas fora isso acho bem legal a disputa entre caminhões. Como autoentusiasta, gosto de tudo que se locomova por meio de propulsão própria, ainda mais se for rápido. Chato essa coisa da velocidade ser controlada. Mas se visualmente for interessante (faz 8 anos que não vou a uma corrida de caminhões), pode tornar corrida mais interessante, pois força os pilotos a tirar a diferença nas curvas. E outra, diferente das categorias feitas para TV e das categorias de aluguel, a F-Truck cumpre o principal papel do automobilismo, levar as massas aos autódromos.

    ResponderExcluir
  12. Caio Cavalcante03/04/11 22:44

    Alexandre,
    Hoje estive lá também, pelo segundo ano. A categoria é bem interessante, bem organizada. Ano passado correu no mesmo fim de semana a Porsche GT3 Cup, tornou mais interessante ainda o evento. O preço dos ingressos ajuda a atrair público. Mas concordo que associar futebol e automobilismo não dá. E olha que sou flamenguista. O pessoal nas arquibancadas vibrou mais com o show de caminhões e Truck Test do que com a corrida em sí. Muitas pessoas desolcadas. Pra curtir as máquinas bom mesmo é ir nos treinos. Mas é bom ver o autódromo cheio!

    Grande abraço

    ResponderExcluir
  13. Já fui ver a F Truck em Guaporé e o que não gostei foi o show de "zerinhos", totalmente dispensável.

    O pessoal que está organizando o brasileiro de (sic) marcas deveria aprender com a Truck a fazer categoria multimarca.

    ResponderExcluir
  14. ^^^^^^^
    Não entendi o "esquentado ai de cima. o.o*

    Bom, realmente o autódromo não está tão as moscas como eu disse lá atras: revendo minhas fitas VHS (Ok, podem me chamar de velho ^^!) vi que tinha as chamadas do metropolitano de marcas do RJ quando eu gravava o Espaço Motor, do saudoso João Mendes.

    É uma pena mesmo o automobilismo "apelar" para o futebol pra poder marcar presença. :S

    Abraços
    ass
    Kiko Molinari - http://carrosrarosbr.blogspot.com

    ResponderExcluir
  15. Em tempo: me referia ao "anonimo" falando de Interlagos ;)

    ResponderExcluir
  16. Uma vez eu fui ver uma corrida de Copa Clio(bem chata por sinal). Não havia essa de times(coisa que eu acho idiota) mas o clima era de arquibancada de futebol, foi hun... engraçado...

    ResponderExcluir
  17. O pessoal da Stock Car deveria aprender com a F-Truck como se faz um campeonato nacional que preste, não uma mera corrida de bolhas.

    ResponderExcluir
  18. Lawrence:

    A F1 mudou do Rio para SP exclusivamente pelo esforço pessoal do Sr. Piero Gancia http://racing.terra.com.br/index.asp?codc=7396

    ResponderExcluir
  19. Ainda estou esperando um post sobre a morte do piloto Alex Sondermann em Interlagos. Voces deviam se manifestar!!

    ResponderExcluir
  20. Caminhão e para transporte de carro de competicao so isso.

    ResponderExcluir
  21. Esse negocio de competir com pickup, caminhao não e adequado, por mais preparo que tenha o veiculo.
    Será que se ele estivesse em carro de competição de verdade se salvaria? Aquela carroceria que levou uma pancada para que serviu?
    Temos que melhorar as competições de automóvel e não inventar modalidades. Do contrário vão acabar fazendo corridas com empilhadeiras, trator etc...

    ResponderExcluir
  22. O Autódromo do Rio começou a morrer na década de 90, por causa do prefeito louco e alucinado - no pior sentido da coisa, chamado César Maia. Além de incentivar a favelização desenfreada (pois dá voto !) trazendo no bojo violência e esvaziamento econômico para a cidade, ele detestava assumidamente o esporte a motor. Foi o início do fim. Esperemos pelo autódromo de Deodoro, pelo menos.

    ResponderExcluir
  23. F-Truck + Pardais?

    Meu Deus....tucanaram o automobilismo!

    Será q vão colocar chips p/ ver qnts Km eles andam na corrida tbm?

    Hahahahhaha...

    ResponderExcluir
  24. Como tem pessoas babacas que comentam neste blog.

    Senhoritas Veranezzi e Bichanquini, vcs preferem ver os carros e caminhões "pintados" de cor de rosa para combinar com seu time?

    Esse comentário de tucanaram o automobilismo é coisa de comunista!

    ResponderExcluir
  25. Velho, mas limpinho04/04/11 14:43

    Concordo que não dá para misturar futebol com automobilismo, são duas coisas que despertam paixões e normalmente não são miscíveis.

    Pior ainda é ver comentários bambinescos avacalhando o post só pq não existe um caminhão de F-truck rosa com a a sigla SPFW estampada nele ou uma traveca para pilotá-lo.

    ResponderExcluir
  26. E colocar Pardal numa corrida é oq?

    Coisa de Serrista?

    Hahhahahaha....

    ResponderExcluir
  27. Velho, mas limpinho04/04/11 17:43

    Se não fosse trágico e verdadeiro, diria que é coisa de Sarrista...

    ResponderExcluir
  28. Velho, mas limpinho disse...

    Finalmente um comentário ácido, c/ bom humor e inteligente!

    E olha q foi contrário ao meu hein?

    Parabéns...ainda existem pessoas c/ senso de humor fino p/ me rebater.

    ResponderExcluir
  29. Velho, mas limpinho04/04/11 22:31

    Obrigado!

    Pedágio e pardal é coisa de serrista mesmo!

    ResponderExcluir
  30. Roberto Dallabarba05/04/11 00:12

    Com pardais; com caminhões muito modificados; com veículos inapropriados; e infelizmente... vá lá... com times de futebol no meio ou não, a truck tem que ter seus méritos reconhecidos. Tem envolvimento e compromisso com todos os elementos vitais de uma categoria que se prese:
    Máquinas - muito bem feitas e inovadoras; pilotos - competentes e reconhecidos; patrocinadores e/ou fornecedores - respaldados; autódromos - valorizados; e público - respeitado.
    abs
    Roberto Dallabarba.

    ResponderExcluir
  31. João Gabriel Porto Bernardes05/04/11 00:35

    Concordo...

    Associar o tal de futebol( 11 panacas,a maioria semi alfabetizado,correndo atrás de uma bola) com automobilismo é triste...Pior ainda é saber que o pessoa vibra não de ver um imponente Scania (o meu caminhão favorito)com seu ronco de motor característico dominando as pistas e sim por causa de um time ridículo de futebol...acho fascinante a Formula Truck,porque ali veículos projetados para quase que exclusivamente para trabalho são usados como carros de corrida,fora que muita tecnologia das pistas são aplicadas e oferecidas em caminhões de rua...É fantástico,pena que algumas pessoas de pouca cultura e ignorancia de sobra ficam admirando esses times ridículos,fazendo desse esporte ridículo e estúpido chamado de futebol,esporte nacional...Na verdade é um "cancer" nacional....

    ResponderExcluir
  32. Só me faltava essa, botar futebol no meio do automobilismo! Para, né? O automobilismo brasileiro já está uma nhaca, esse então só me poderia ser o golpe de misericórdia para esquecer de vez competições a motor no Brasil...

    ResponderExcluir
  33. Olha lá o sujeito falando "Graças a Ftruck que Interlagos ainda está de pé seus lazarentos!"

    Sr. anonimo. a Ftruck quase foi barrada de Interlagos por conta do estrago que os "zerinhos" fazem no asfalto da pista mais importante da América Latina.

    F-Truck é legal, os motores são mais fortes do que os de F1 (sim, são mais fortes), e eu ja fui nas corridas de Interlagos e Curitiba - sensacional ver caminhões deste porte correrem tão rápido. Aqui em São Paulo e em Curitiba, o que eu percebi foi que, independente de quem estava vencendo, a torcida era sempre para a Débora Rodrigues, ex-sem terra e agora piloto da equipe VW da Truck (pelo menos era até ano passado)

    ResponderExcluir
  34. Muito perigoso. Nada com mais de duas toneladas deveria correr nas pistas. Por melhores que sejam os freios, tem hora que não se consegue parar (daí acontecem os acidentes), e algo com mais de duas toneladas sempre faz grande estrago quando acerta em algo. É "mais o menos" como uma "encostadinha" de um navio no porto... "coisa pequena". Um caminhão desgovernado arranca tudo pela frente. Corridas devem ser feitas com veículos leves, e para não voarem, existem as soluções baseadas em aerodinâmica. E tenho dito!

    ResponderExcluir

Olá AUTOentusiasta, seu comentário é sempre bem-vindo! De preferência, identifique-se ao comentar.
Atenção: comentários contendo ofensas pessoais, a marcas, a fabricantes isoladamente e/ou em conjunto, a nacionalidade de veículos, bem como questionando práticas comerciais lícitas e margens de lucro aceitáveis nas quais este blog não interfere, bem como o uso de palavras de baixo calão e a exposição de outros leitores ao ridículo, não serão publicados. O AUTOentusiastas se reserva o direito de editar os comentários sem declinar motivo.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...