13 de abril de 2011

PASSOU DOS LIMITES


Vai ter gente aqui me chamando de maricas, mas confesso que acho meio assustador uma moto de 200 kg e 200 cv. Não que seja novidade, mas a última que tinha me chamado a atenção tinha sido a Suzuki Hayabusa e seu motor 1300 de 185 cv. Aí recebo um e-mail da Kawasaki do Brasil anunciando a linha 2011 da Ninja ZX-10R, com um 4-cilindros de 1 litro e 200 cv, que pode chegar a 210 cv com o ram air, que nada mais é do que aproveitar a pressão do ar em alta velocidade para alimentar melhor o motor. Mas eu passo. Alguém encara ?


Um quilograma para cada cavalo. Mas a moto não anda a controle remoto. Mesmo assim, botando um piloto de uns 80 kg e alguma gasolina, fazendo umas continhas e comparando com carros, para facilitar o entendimento, seria algo como um Palio de 750 cv. É mole ? Eu acho meu Uno Turbo com uns 140 cv bem esperto, imagino que um com uns 300 cv já seja quase perigoso. Mas 750 cv?

É isso aí, no caso da moto é um exagero assim mesmo, sem tirar nem por. Claro que a moto em questão é projetada para alto desempenho, tudo nela acompanha a potência do motor. E está ao alcance de qualquer um que tenha o dinheiro equivalente a um Ford Ecosport. Isso aí, pelo mesmo dinheiro dele, você compra um demônio de duas rodas que anda na frente de praticamente tudo que pode andar legalmente pelas ruas.

AC

54 comentários:

  1. Junior Antonini13/04/11 19:28

    Quando eu fosse comprar um bicho desses já aproveitava e passava na funerária pra escolher meu caixão :)
    Não é pra mim...

    ResponderExcluir
  2. caramba... é a morte.Sem dúvida.

    ResponderExcluir
  3. Eu já amarelei em cima de uma Hayabusa e não tenho vergonha de dizer! Tenho 34 anos de moto e...amarelei! É bestial mesmo, e ao contrario do que alguns possam pensar, não é prazerosa, não passeia e é cansativa.O cuidado com o acelerador de pequeno curso é uma constante. Pra falar bem dela, faz curva como nenhuma outra e o painel é demais!

    ResponderExcluir
  4. Concordo...moto é um pé na cova.

    ResponderExcluir
  5. Moto não avisa os limites como um carro, quando vê...já foi!

    E uma esportiva então, precisa de muito controle e bom senso do piloto, pois qualquer macaco encima de uma pode passar dos 200km/h com extrema facilidade.

    É algo para gente muito centrada!

    MFFinesse

    ResponderExcluir
  6. Ai Mano, Queres vender o Uninho Turbo?

    ResponderExcluir
  7. Caio Cavalcante13/04/11 20:17

    AC,

    É como se fosse um Uno do extinto Grupo B de Rali.

    Um tanto perigoso tanta potência sobre duas rodas com tão fácil acesso. No Brasil infelizmente a maioria não têm preparo nem consciência para saber como lidar com uma moto dessas. Consciência sim, pois duvido que muitos consigam saber seus limites. Lembro de um acidente há alguns anos no Rio: uma superesportiva colidiu com a traseira de um carro e matou os dois passageiros que iam atrás. Dizem que a moto estava a uns 250 km/h.

    A Kawasaki poderia ser responsável e pelo menos oferecer um curso de pilotagem para quem comprar a moto

    Grande abraço

    ResponderExcluir
  8. Eu não curto moto, pq num carro vc tem uma certa proteção, agora de moto a história é outra... O parachoque é vc!! No máximo uma biz para pequenos trajetos, ir na padaria... Uma moto dessas com a condições das nossas vias? já é perigoso de carro, imagine com uma moto dessas... Não obrigado...

    ResponderExcluir
  9. Achei injusta essa comparação com o Uno, pois, como a moto ainda tem a aerodinâmica de um míssil, o Uninho precisaria ter talvez uns 900cv...

    ResponderExcluir
  10. Amarelar com uma moto de 200 cv e 200 kg?! Eu já amarelava com uma de 100 cv e 300 kg... Para andar rápido de moto, sou frouxo mesmo!

    ResponderExcluir
  11. Maximus a comparação não é tão injusta não, visto que o Uno salvo engano tem um cx de 0,36 e uma moto dessas deve ter um cx em torno de 0,45 visto que apesar da carenagem o piloto ainda fica exposto...

    ResponderExcluir
  12. AC
    Há uns cinco ou seis anos encarava na boa, hoje, acho que não. Não tenho mais coragem de ficar quebrando a marca dos 200 km/h montado em duas rodas. Até desisti do sonho de ter uma Triumph Rocket III. Você já viu uma dessas arrancando na saída de um semáforo?
    Agora, vê aí uns filminhos e um post decente desse seu Uno Turbo.

    ResponderExcluir
  13. Rodrigo Laranjo13/04/11 23:20

    Ah meus amigos, já tive uma Suzuki SRAD (150cv pra 180kg) e te falo que ando fácil nessa Kawasaki!!!

    Depois que você aprende a andar em moto grande, não quer outra coisa!!!

    Estou me programando pra comprar outra. Essas motos são muito estáveis e seguras. Nossos amigos de olhos puxados sabem fazer motos.

    Acelerar de 0 a 100 em menos de 3 segundos é uma sensação indescritível!!!!!!!!

    ResponderExcluir
  14. Deve ser emocionante, sensação única....
    Talvez se eu estivesse numa pista, sozinho, topasse! rs
    Engraçado que nas rodovias como Bandeirantes é bem claro quem sabe andar de moto e quem não sabe.
    Tem galera que vem pelo meio da pista, pede passagem, tudo certo...
    E tem os que vem costurando a velocidades altíssimas... Brincando com o perigo mesmo.
    Problema não é ele morrer, é levar alguém com ele.

    ResponderExcluir
  15. Tá Karai !!!

    Mas se bem que a BMW 1000 RR é mais bruta ainda, com seus 183kg e 200cv no modo "slick".

    Coisa de doido essas motos.

    ResponderExcluir
  16. AC

    Tem um "uninho" aí em SP c/ 608 WHP.

    Rss....

    E eu já andei nele....e vivi p/ contar!

    ResponderExcluir
  17. Essas motos de alto desempenho deveriam requerer licença especial para serem conduzidas. Algo com uma versão melhorada das antigas carteiras A1 e A2

    ResponderExcluir
  18. Alguém aí já pilotou uma RD350? Aquela é do capeta... e só tem 55cv. Já andei de CBR600 e me borrei nas cuecas... Coloquem: "RD Henrique" no youtube e vejam a loucura do camarada numa RD.

    abraços,
    GiovanniF

    ResponderExcluir
  19. Gosto muito de moto, justamente por esse motivo. Uma moto pequena,simples e relativamente barata, tem tração traseira e sai na frente da maioria dos carros.

    Já com um míssil desses, como qualquer SS de mais de 600cc anda na frente de qualquer carro que custe menos que os dois rins e um fígado.

    O problema que vejo aqui no Br foi a extinção de classes de CNH, foi um retrocesso. Qualquer mané tira CNH em uma 150cc de 12cv e se tiver $$$ pode comprar uma moto de 1400cc e 200cv.

    ResponderExcluir
  20. Eu concordo com o anônimo acima, não que isto importe...ah ah ah
    Mas o grande problema é que uma parte dos consumidores destes produtos não são capacitados tecnicamente para guiá-las, nem em baixa, tão pouco em alta velocidade.
    Certa vez, li uma História de que um rapaz com sua CBR fireblade havia sido avisado pelo mecânico que era necessério trocar as pastilhas de freios dianteiras. Ele não quis, falou, orgulhosamente, que raramente usava os freios dianteiros!!....Caramba!!!
    Bom, é lógico que não são todos, mesmo assim , acho que os felizardos proprietários destes bólidos deveriam receber treinamendo apurado das fábricas e serem estimulados a brincarem em lugares fechados e exclusivos.
    Sabe como é, pra não exporem as tartarugas ( como eu!) à riscos desnecessários!

    ResponderExcluir
  21. há algum tempo atrás , na europa a potencia foi limitada a 100cv, será que ainda vale ?

    ResponderExcluir
  22. Acho que não, caro Totiy.
    Se não me engando, nos últimos anos a motos mais vendidas por lá eram nakeds que tinham cilindradas que variam em torno de 750cc.
    Mas é aquela História, são europeus, melhores treinados, mais educados, coisa e tal...

    ResponderExcluir
  23. SergioCJr.14/04/11 09:27

    Corsário:
    "Engraçado que nas rodovias como Bandeirantes é bem claro quem sabe andar de moto e quem não sabe."

    Se o cara tá na Bandeirantes, é pq não sabe andar... Na reta até um macaco bem treinado acelera... rs

    ResponderExcluir
  24. Papai Noel...14/04/11 09:40

    Sergio, tenho a impressão que você entendeu errado o que o Corsário quis dizer...
    Ele tá certo.
    Os que sabem, de verdade, não andam como se aquele fosse o último dia de suas vidas.
    E o contrário, bem, todos sabemos como é...

    ResponderExcluir
  25. Paulo,

    Tirar a CNH com moto de 12 cv ou 100 cv aqui dá na mesma. Porque o exame é ridículo e não te ensina nada.

    ResponderExcluir
  26. Bruno: o Cx é maior, porém a área frontal da moto com piloto é muito menor. A resultante é que a área frontal corrigida pelo Cx da moto é bem menor que a do carro.

    Corsário viajante: realmente há motociclistas e motociclistas. E são esses playboyzinhos que adoram ficar torcendo o punho pelas estradas sem estar nem aí para os outros que queimam o filme de quem gosta de moto esportiva e anda respeitando os outros.


    Voltando ao assunto: eu não tenho coragem e técnica o suficiente pra segurar um foguete desse. Mesmo que tivesse, não sei se teria uma. Essas motos têm MUITA força, e, na cidade, triscar no acelerador significa uma aceleração muito maior que o necessário.

    ResponderExcluir
  27. Já dirigiu um carro de 700cv? É bacana pra caramba, especialmente se não tiver controle de tração, pena que o meu carro atual tem apenas 240cv.

    Morte certa é se correr onde não pode, sem saber pilotar. Compra a motoca, deixa lá na garagem e em alguns trackdays aproveita pra acelerar... no dia a dia, anda tranquilo ou nem anda com ela, compra uma scooter que é economica e inteligente.

    []s

    ResponderExcluir
  28. então , já que não foi declarado armisticio , continuara essa corrida armamentista...

    ResponderExcluir
  29. Deve ser bem bacana, infelizmente eu gosto demais dos meus familiares pra comprar um passaporte pro colo do capiroto antes dos 30... Mas bato palma pra quem tem uma dessas e consegue enrolar o cabo do acelerador sem medo de ser feliz!

    ResponderExcluir
  30. não guenta, bebe leite e anda de chevete

    ResponderExcluir
  31. Antônio Martins14/04/11 12:29

    200 "cavalos" não são perigosos, um burro no comando deles é que é.

    ResponderExcluir
  32. Concordo contigo, Antonio.

    NENHUM veículo tem a capacidade de, sozinho, matar ou injuriar alguém ou algo.

    O "bicho homem" é quem faz as "k@gadas"...

    Tenho moto e carro turbo. Graças à Deus (E ao meu pouco juízo...) nunca me meti em acidentes.

    Não sou hipócrita de dizer que nunca acelero, pois se eu não quisesse acelerar não compraria uma moto, tão pouco instalaria uma turbina no meu veículo. Instalaria uma âncora.

    Não é porquê você possui uma simples Beretta em casa, que te faz um assassino ou bandido. O mal uso dela o caracterizará como.

    Complicado isso.

    Moto não tem quem fique indiferente. Quem não curte, odeia e ponto final.

    Puro conceito pré-concebido.

    Eu não sei o que é pior. Algumas motos de 200cv a 300 km/h ou milhões de veículos com plataforma desenvolvida para ser BARATA andando a 160 km/h...

    Torno a dizer: Complicado isso...

    ResponderExcluir
  33. tem aqueles que nasceram atras de um volante e tem outros que nasceram em cima de uma moto, partiram desde cedo pras esportivas

    uno, palio, ZX-10R, Hayabusa

    quanta bobagem

    ResponderExcluir
  34. Eu concordo com o post do Eduardo acima. Acho que um celta da vida á 150km/h tem mais potencial de dano do que uma motocicleta dessas. Enfim, não possuo uma moto esportiva ainda, e apesar de ser um entusiasta colhendo conhecimentos sobre o automóvel, admiro a engenharia e a potência delas. Quem sabe um dia? Se houvesse uma estatística proporcional, tenho certeza que acidentam-se mais "titanzeiros" do que os os possuídores destas motocicletas.

    ResponderExcluir
  35. Blackbee...

    Muitas estatísticas, vindas de órgãos públicos principalmente, pra mim, não dizem absolutamente nada.

    Há tantos fatores para podermos ponderar, que aquela área (linda por sinal) da matemática, torna-se "matemágica".

    Todo estatístico (e profissionais correlatos) sabe muito bem o que estou falando. Dependendo da "necessidade", monta-se um sistema para chegar ao, ou muito próximo, do valor "idealizado".

    Simples assim.

    Vide um post do Bob recente.

    Não adianta diminuir a velocidade nas vias para "diminuir acidentes", como roga a CEngarrafamentoT de SP. E qual a "estatística" da indústria das multas? O único fato que podemos afirmar é que a análise gráfica da arrecadação anual com multas-pegadinhas (não só excesso de velocidade) é crescente faz alguns anos já... Já o trânsito não melhorou em absolutamente NADA (até piorou) no mesmo período...

    Trânsito é a democracia em sua mais pura essência.

    ResponderExcluir
  36. Estes 210 CV chegam a 13.000 RPM. A 4.000 giros, deve ter uns 80 CV, o que já é absurdo. O cara tem que saber controlar o pulso para andar piano e numa curva, por exemplo dosar o acelerador. caso contrário, vira desenho animado, com o piloto em cima de um vazio...

    ResponderExcluir
  37. Já tive várias motos e cheguei a conclusão de que as melhores são as de média cilindrada, de preferência trail. São motos nas quais você viaja com tranquilidade, com folga pro motor, proporcionando bastante segurança e ainda anda bem na cidade, sem ser um trambolho como uma custom ou um capeta raivoso como uma esportiva.

    ResponderExcluir
  38. Paulo Ferreira14/04/11 15:53

    O problema não é a moto de 200cv e 180kg... o problema é quem vai guiar o missil.

    Eu apoio totalmente a existencia de uma habilitação diferenciada pras diferentes "classes" de motos: algo do tipo até 40cv e mais que 40cv seria já adequado.

    ResponderExcluir
  39. Besteira, IMHO Paulo.

    Primeiro começa pelo "processo" para tirar a habilitação. É uma piada aquilo, fora as falcatruas.

    Segundo que seria algo análogo ao fato de termos distinções de categorias para veículos.

    Desgraça se faz com um carro esporte, carro turbinado ou carro original. Novamente cai na responsabilidade do condutor e não na "distinção" de sua CNH...

    Quantos motoristas "profissionais" não puxam carretas com um peso de vários carros, sob efeitos de drogas nas estradas? Garanto que não é proporcional ao número de supercarros envolvidos em acidentes de trânsito. A mídia (seja qual for...) é tendenciosa quanto a isso. Uma "ralada" de uma Ferrari no poste dá muito mais audiência ao meio, do que a notícia de várias carretas sendo dirigidas irresponsavelmente pelas estradas a todo momento. Querendo ou não, o meio de comunicação só vive se for visto. O jornalista PRECISA disso para se manter vivo na sociedade capitalista. O pobre jornalista é culpado? Não na minha opinião!

    Não adianta. Trânsito é a mais pura DEMOcracia. Chora menos quem pode mais.

    :(

    ResponderExcluir
  40. Isso que é moto!

    Só para quem tem os dois culhões no meio das pernas!

    Quero uma!

    ResponderExcluir
  41. Alexei Silveira14/04/11 19:01

    Motocona!!!!

    Compraria uma fácil.

    O ser humano tem necessidade de aumentar os limites já atingidos. Simples assim.

    Chato é limitarem a 300, tem que passar no programador para dar final real - no aeroporto da vez.

    Tem amigos que mantém Hayabusas e tocam tranquilamente suas motos, chegando com sorrisos no rosto.

    Cair de um cavalo morre-se também, a velocidades de ciclomotor...

    ResponderExcluir
  42. Pedro Navalha14/04/11 19:41

    Essa moto vai mandar muita gente pro andar de cima...

    ResponderExcluir
  43. Pra quem tem medo, o senhor fez uma bela propaganda da moto.

    ResponderExcluir
  44. Anonymouse14/04/11 21:51

    É isso aí anônimo, enrole o cabo e seja feliz!

    ResponderExcluir
  45. Só sei que, com essa "economia aquecida", tenho reparado mesmo na quantidade de motonas invocadas, geralmente pilotadas por jovens inconseqüentes e playboys de posto, que barbarizam no trânsito. Pelo jeito essa moto é mais uma que vou ver passar a milhão por aí.

    João Paulo

    ResponderExcluir
  46. Tenho uma dessa e posso dizer que 'e mais facil pilotar ela do que andar de CG.
    O dificil 'e aprender a andar com essas motos pois nosso celebro tem que se acostumar que anda muito e para pouco, e essa 'e a razao para tantos morrerem.
    Elas nao foram feitas para andar na cidade e sim em estrada ou num autodromo, pois esquentam muito no transito.
    Agora posso dizer que nada acelera igual, entao tudo que tem 4 rodas e motorzao perde a graca, pois ela anda mais, 'e estupida nas retomadas etc.
    Agora voce quem anda na estrada 'e macaco velho, e com mais idade para nao fazer besteira.

    ResponderExcluir
  47. Pena ver tanto preconceito... "moto é a morte", "moto é um pé na cova"...

    Esta postura é muito chata de ver. Quem, como eu, gosta de carros e de motos, conhece os dois mundos, sabe que é diferente.

    Mais chance, como disse o colega, uma besta se esborrachar com um Celta a 150 km/h do que a 200 numa super esportiva destas.

    Motocicleta NÃO é perigosa. Perigosos são alguns que andam sobre elas.

    Abraços para todos!

    ResponderExcluir
  48. Pessoal isso tudo é balela, a questão não é a potencia e relação cv/kg, a imperícia é inconsequência é o problema ! Não adianta que mesmo o motorista habilitado, não tendo juízo e respeito ao transito, vai provoca acidentes sempre até a morte o pegar.

    Engraçado: dirijo desde meus 13 anos quando o mundo ainda era tranquilo e com poucos problemas, nunca bati carro algum nem estacionando, tenho as carteiras A e D, gosto de velocidade, tenho carros razoavelmente potentes em casa.

    Carros, motos e leis tem que ser respeitadas ! Se o cara não respeita e não tem juízo/bom senso, causa problemas sempre !

    Se eu pudesse, colocaria ainda uma turbina pendurada numa BMW 1000 RR, ficaria super feliz e continuaria ainda mais vivo.

    ResponderExcluir
  49. Já andei nessas motos, são muito interessantes e tudo; mas o fato de acelerar "mais do que qualquer coisa com 4 rodas" não as tornam necessariamente mais divertidas...

    O carro é mais permissível, e a não ser que você seja um V.Rossi ou piloto de motovelocidade, o nível de envolvimento verdadeiro não é nem ao menos similar.

    MFFinesse

    P.s: mas fora de estrada de moto sim!

    ResponderExcluir
  50. APzeiro nato15/04/11 12:20

    Ninguém que está atrás do volante de um superesportivo é um Ayrton Senna...

    ResponderExcluir
  51. "Only a biker knows why a dog sticks his head out of a car window." Autor desconhecido.

    Sábias palavras...

    ResponderExcluir
  52. É isso ai Chialavoni!

    O negócio é botar a cabeça pra fora e ser feliz!

    ResponderExcluir
  53. Motoqueiro Endiabrado17/04/11 13:09

    Cruvinélio, gosto muito de você mas esse seu post foi bem coroquinha!

    Deveriam fazer motos com 400hp se fosse viável. Quem tem habilidade ia adorar.

    É lógico que uma moto dessas só pode ser aproveitada no autódromo, onde muitas vezes caberiam ainda mais cavalinhos aí... Ou então numa estrada por um motociclista MUITO consciente.

    Concordo que é errado qualquer um poder comprar um veículo destes. Na Espanha o sistema é mais inteligente. Para motos de 125cc não é necessária habilitação especial caso vc seja habilitado pra andar de carro. Acima dessa cilindrada é necessária habilitação que sobe gradualmente. No primeiro ano o máximo é 250cc, depois mais um ou dois anos com motos 400cc OU motos maiores com limitadores e só então vc passa a ser totalmente habilitado.

    No Japão também é assim, por isso você vê muitas motos de média cilindrada que lá existem na versão com 400cc.

    Entendo a sua preocupação mas o seu texto mirou no alvo errado!

    ResponderExcluir
  54. Na verdade eu tenho inveja de quem manja tocar moto, eu não manjo, até hoje eu me senti confortável no máximo com uma GS500 e não andei muito... Lembro que tomei um belo susto com o torque de uma Intruder 1500, aquela coisa de se meter a fazer coisa que não sabe, hoje eu não seria tão imprudente. Um dia quem sabe eu me dedique a aprender, vontade eu tenho, falta $$$... hehehe

    ResponderExcluir

O Ae mudou de casa! Todos os posts do blog foram migrados para o site. Por favor busque por este post no site e deixe o seu comentário lá.
Um abraço!
www.autoentusiastas.com.br

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...