13 de maio de 2011

ALÇA ASSASSINA

Foto: Google Earth

Os cariocas que me perdoem, mas sou carioca e me sinto à vontade para falar da minha cidade. Há alguem tempo falei aqui sobre algumas alças na cidade de Sào Paulo e redondezas, como os raios de curva são traiçoeiros ao serem decrescentes. Muito bem, essa alça da foto para mim é a recordista da estupidez.

Ela fica num ponto nobre da cidade, a Lagoa Rodrigo de Freitas, um dos cartões postais do Rio de Janeiro. A alça serve a quem sai de Copacabana pelo Corte do Cantagalo e deseja pegar a Av. Epitácio Pessoa à esquerda em direção a Ipanema e Leblon.

A diferença de raios de curva é a maior que já vi. Note como começa com raio enorme e mais ou a menos a 3/5 do percurso da alça o raio diminui acentuadamente. Pergunto-me como pode alguém, um engenheiro rodoviário que seja, ser tão incompetente. Repare que na metade há um pequeno trecho que chega até a virar reta, para mais adiante a curva fechar e muito.

Morei no Rio os primeiros 35 anos da minha vida e ali era um ponto por onde eu passava com frequência. Foram incontáveis casos de carros que bateram na guia da calçada, (meio-fio para os cariocas) ou simplesmente rodaram ou capotaram. Caminhões e coletivos inclusive. Uma perfeita armadilha.

A alça circunda uma área,, como fica bem claro na foto do satélite. Essa área é uma praça, que se chama Praça Professor Arnaldo de Moraes. Tudo bem, até se entende que a administração da cidade quisesse fazer uma praça ali, mas é injusticável construir tamanha aberração rodoviária.

Podem os defensores de áreas verdes argumentar que as pessoas conhecem o ponto e não há problema. Engano, há problema sim. E quem é de fora, não conta? Um dos maiores destaques do Rio não é justamente o turismo, onde carro de polícia tem até pintado "Police" na porta? Ou será que acham que turista é só quem chega de ônibus ou avião à cidade?

Esse caso do Rio é apenas representande do descaso dos governos  (vários governos!) com nosso sistema viário. O Brasil não se preparou para o automóvel e parece não querer sair em busca do tempo perdido.

Como está, está bom...

BS

33 comentários:

  1. É um caso tão comum que deveria haver uma placa de advertência do tipo "Cuidado Curva²!!"

    ResponderExcluir
  2. Perneta, queria que escrevesse o que? "Cuidado, curva mal projetada"?

    Na Serra das Araras tem uma parecida com essa, não fecha no meio, mas é uma curva de 270º. Quem não conhecia ali se estrepava, parece que a curva não acaba nunca, até que puseram um radar de 40 antes.

    ResponderExcluir
  3. Isso porque você não viu a alça da Avenida Antônio Carlos para Avenida Américo Vespúcio, aqui em BH

    ResponderExcluir
  4. Bem que os radares poderiam servir para isso né? Aqui no sul tinha um na saída do túnel da rota do sol... era até bem vindo porque a curva que o sucedia era mesmo perigosa. Aqui na serra gaúcha, antes das curvas fortes agora há uma ninhada de tartarugas... isso ajuda muito também.

    Bob, uma pergunta. Será que a curva foi projetada de uma forma e depois executada de outra? (só pode!)

    Bom fim de semana a todos!

    GiovanniF.

    ResponderExcluir
  5. GiovanniF
    A "ninhada de tartarugas" (gostei da expressão) foi proibida pelo Contran pela resolução 336 publicada em 25/11/09. Quanto a projetar e executar diferente, é bem possível, mas de qualquer maneira teria sido uma atitude irresponsável. Como interessando direto, sugiro fazer uma reclamação para o DER-RS.

    ResponderExcluir
  6. Carlos Maurício Farjoun
    Esse curva é uma delicia!

    ResponderExcluir
  7. Grande Bob!

    Aqui, no Acesso à Rodovia Dom Pedro II, a partir da Rodovia Anhanguera, sentido interior->capital.

    Eles fizeram esse novo trevo, mas a curva à esquerda ficou com um ângulo muito fechado para quem vem da Anhanguera a 100 quilometros por hora.

    Resultado, depois de capotar uns 3 ou 4 caminhões e dezenas de carros apoiarem na mureta de contenção, a concessionária teve uma alternativa brilhante!

    Colocou um radar para limitar a velocidade a 40 por hora, no ápice da curva!

    Não é brilhante? Voce vem a 100 por hora, tem que reduzir muito para 40, e fazer a curva super apertada pisando no freio e olhando no velocímetro!

    BRASIL IL IL IL IL !!!!

    Carlão

    ResponderExcluir
  8. que ocorreu com a postagem do preço do álcool? porque sumiu?

    ResponderExcluir
  9. Essa da Lagoa não é a pior não... A do Santos Dumont é bem pior. Outra parada é o fim da Niterói-Manilha no sentido Rio, que junta com quem vem de outros dois cantos num pedaço forçado na entrada na ponte. Fim da Dutra entrando na Brasil, se vc se mantiver pela direita. Agora parece que mudou, mas o sentido copacabana te levava pra direita e aí, abraço. Muito malfeita.

    ResponderExcluir
  10. Essa é a típica curva "tornante regressiva", como um jornalista esportivo descrevia algumas curvas de autódromo. Não consigo lembrar o nome dele... Bob, sabe quem é?

    Aqui em BH tem várias assim, inclusive de trevos novos da chamada Linha Verde (av. Cristiano Machado) e da duplicação da Antonio Carlos.

    Se não fosse pelo trânsito, são excelentes para test-drive de estabilidade. rsrs

    ResponderExcluir
  11. Um dos pontos que leva a acidentes neste tipo de circunstância é o fato de termos nos habituado a controlar velocidade sem referências visuais, mas apenas usando o velocímetro. Fora que o pessoa acha que não se freia nunca em curva.

    ResponderExcluir
  12. Ué, cadê o outro post estilo jornaleiro da pré história: EXTRA, EXTRA, EXTRA!

    ResponderExcluir
  13. Bob, gostei da sua sugestão de reclamar ao DAER.
    Eu gostaria muito que você criasse um post sobre como fazer uma reclamação oficial à um orgão de trânsito. No meu caso, eu queria reclamar sobre uma lombada irregular na minha cidade (Novo Hamburgo - RS).

    ResponderExcluir
  14. Bob,

    concordo quanto à curva que o Farjoun citou!

    Aliás, desde que me entendo por gente amo a Serra da Araras, estou sempre por lá.

    Meu sonho sempre foi pegar um carrinho "estilo Lotus Seven" e andar nela vazia, do início ao fim.

    Um abraço.

    ResponderExcluir
  15. É Bob, tens plena razão.

    Queria que desses uma olhada na aberração que existe na entrada da Av. do Contorno em Niterói, sentido São Gonçalo. Antigamente (ainda está assim no google earth), as 3 faixas da Av. Gov. Roberto Silveira mudavam suavemente para as 2 faixas da Av. do Contorno, com uma sinalização eficiente de estreitamento de pista.

    Eis que se instalou ali às margens, uma grande loja de materiais de construção. Então, junto com a entrada para o estacionamento, colocaram mais uma faixa à direita, que se estreita logo à frente. E do lado esquerdo, retiraram a sinalização de estreitamento de pista, fazendo com que a faixa da esquerda simplesmente "morra" na mureta. Como a faixa da direita também "morre" na mureta do outro lado, o que acontece é que 4 faixas se transformam em duas de uma hora pra outra, sem nenhuma sinalização decente.

    O mesmo vale para o outro lado, no sentido Rio, ao fim da Niterói-Manilha, quando os carros vindos do viaduto da R. João de Deus Freitas simplesmente "brotam" em uma das duas faixas da Av. do Contorno, também sem sinalização eficiente, sem espaço para os carros vindos do viaduto acelerarem a uma velocidade compatível e, pior, tudo isso bem próximo a um ponto de ônibus.

    MS

    ResponderExcluir
  16. Quem vem pela Dutra e pega o acesso p/ Linha Vermelha já é "avisado" sobre como são as alças de acesso no Rio.

    O pior é que a "praça" não passa de um grande gramado que serve de moradia para alguns moradores de rua.

    ResponderExcluir
  17. Vou contar para vocês algo que me fez, e ainda me faz, tremer de raiva de nossas otóridades de trânsito. Há 3 semanas retornando de Pacajus- Ce para Fortaleza-Ce pela BR 116 vi algo que achei surreal. A BR 116 a altura da cidade de Itaitinga (22 Km de Fortaleza) foi duplicada, são 2 faixas em cada sentido, neste trecho separados por uma mureta de concreto para impedir a passagem de pedestres, sendo que não foi colocada nenhuma passarela para os pedestres, o que os moradores fizeram ? destruiram a mureta para passar, mas o pior não é isso não, eles colocaram enormes pedras para impedir a passagem dos veículos em uma dessas faixas, ou seja, neste trecho a pista virou pista simples por obra e conta deles apenas para facilitar a travessia, mas vamos continuar os absurdos, as otóridades do Dnit ainda colocaram enormes tachões (tartarugas) no sentido longitudinal, imagine quem não conhece este trecho de repente se deparar com enormes pedras (até 1/2 metro de altura) fechando uma das faixas e tentando mudar de posição, aí ele tem que passar sobre os tachões, para piorar o trecho não tem iluminação. O interessante é que a apenas 300 metros existe um posto da PRF, que até hoje não fez nada para retirar as pedras, a coisa já se institucionalizou, tanto que as pessoas costumam esperar para atravessar de um lado para o outro nesta faixa de rolamento mesmo com toda tranquilidade. E aí, tenho ou não razão para ter raiva?.

    ResponderExcluir
  18. Fiz uma medição rápida aqui, o raio da curva cai de 66 para 43 metros...

    ResponderExcluir
  19. Daniel San13/05/11 22:08

    A curva do Trevo dos Estudantes,pra quem sai da Av.Beira-Mar é idêntica em traçado ruim ao desse da Lagoa. Na RJ-104 tem o viaduto de Maria Paula,cuja inclinação joga os veículos pra fora da curva (a curva é pra direita e a inclinação da mesma é pra esquerda).O tempo todo a mureta da pista vive quebrada de tanto carro e ônibus que beija o muro lá.
    Por falar em Lagoa:havia também o problema da curva do calombo,só que lá o problema foi resolvido,não foi?

    ResponderExcluir
  20. Procurem pelo Vd. Dr. Millo Cammarosano em Sto André... Aquilo é o cúmulo... Ahhh... Tem "ninhada de tartarugas" tb... rsrsrs

    Agora o maior absurdo que conheço mesmo é a Rod. Índio Tibiriçá, ela toda! Todos os tipos de bizarrices existem naquela rodovia. Bom... Estão duplicando, veremos como "aquilo" vai ficar.

    Sds

    ResponderExcluir
  21. De fato é uma aberração essa curva. Até gosto dela, os asfalto é bom e ela é inclinada. Mas na chuva é perigoso principalmente pra quem não conhece, já vi carro perder a traseira ali na minha frente. Pro motorista mediano representa risco, coisa inadmissivel pra um engenheiro num lugar desses.

    ResponderExcluir
  22. Ao anônimo das 13/05/2011 16:49
    EXTRA porque foi um post extraordinário, ou seja, além dos dois diários aqui do blog, entendeu?

    Off topic
    Olha o desservço: http://dinheiro.br.msn.com/fotos/galeria-de-fotos.aspx?cp-documentid=28717657

    ResponderExcluir
  23. Oh my God !!! Essa curva é deliciosa!!! Que se danem os paulistas que não a conhecem, esses merecem mesmo um beijinho na mureta...BS, vc já foi piloto, essa é uma curva de raio variável, com vários pontos de tangência, talvez nem haja tangência correta...justamente aquelas que os pilotos adoram...e o melhor é que não tem radar!!! Francamente, you´re getting old...

    ResponderExcluir
  24. Resposta previsível sua, caso não apague o post: Lugar de correr é no autódromo!! blah, fuck you

    ResponderExcluir
  25. BDF
    Zorra total, impressionante.

    ResponderExcluir
  26. Anônimo 14/5 01:02
    Claro que é uma curva deliciosa para quem sabe dirigir rápido, mas assassina para quem não sabe. E quem sabe dirigir rápido sempre dá uma margem quando não conhece a curva ou o trecho. E claro que estou gettin' old, ou você conhece alguém que esteja gettin' younger?

    ResponderExcluir
  27. Bragatto
    Essas pessoas simplesmente não têm noção de tráfego e muito menos de automóvel. Que coisa mais doida!

    ResponderExcluir
  28. Ae, Bob, dê uma pesquisada no Google Maps pela coordenada "-27.585326, -48.617067", é a curva de acesso principal da BR101 para a BR282 "Via Expressa" que leva ao principal acesso de Florianópolis.

    Se você não prestar atenção na sinalização e vier descer da 282 pra 101, é muito capaz de se estatelar no guard rail, já que vc vem de 100kmh pra um trecho de 60 e no meio da curva muda pra 40... e logo depois cai na BR.

    As vezes, parece que mesmo o Brasil sendo enorme "falta espaço" pra fazer obras decentes, mas será mesmo? ou faltam engenheiros decentes e pessoas sérias que queiram realizar realmente obras decentes?

    ResponderExcluir
  29. Como engenheiro, fã do BOB há mais de trinta anos e carioca... posso garantir que o problema é que tem muita gente burra e desqualificada dentro da CET-RIO.

    ResponderExcluir
  30. Ali a curva fecha mesmo, me lembro dos tempos de moleque como os 434 quase viravam nessa curva. Para quem tá acostumado, é legal, você já sabe onde diminuir e retomar a aceleração. Mas para quem entra quente e não conhece, a chance de uma catada de meio-fio é grande.

    Mas a que postei outro dia, na alça de acesso a Emb.Abelardo Bueno, é bem pior, vem bem aberta e fecha perigosamente, se vier rápido de verdade, passa reto. E justo ali, a mureta que divide as duas pistas acaba.

    ResponderExcluir
  31. Bob,

    Não tem problema! Instalam um radar ali e pronto! Simples assim...

    É assim que se resolvem as coisas nesse país

    ResponderExcluir
  32. Em Curitiba quase não existem alças de acesso. É uma profusão de atalhos, desvios e outros complicadores de trânsito (sem falar do perigoso vício curitibano das conversões à esquerda, que até mereceria um post no AE).

    ResponderExcluir
  33. Não podemos xingar os veados, sacanear os gordinhos no colégio, e cada vez mais querem carros sem graça que não poluem. E o Sr. Bob agora quer acabar também com as curvas de dupla tangente tão divertidas?? Fala sério!!

    ResponderExcluir

O Ae mudou de casa! Todos os posts do blog foram migrados para o site. Por favor busque por este post no site e deixe o seu comentário lá.
Um abraço!
www.autoentusiastas.com.br

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...