18 de junho de 2011

COISAS DESAGRADÁVEIS

fotos: fotolog.com; Flickr/Onildo Lima; sobremotos.solupress.com

Esta placa deveria ser obrigatória por lei federal

Há poucos dias o Bob Sharp escreveu um post muito interessante, sobre coisas que irritam em carros e em tudo que gira ao redor de nossas queridas máquinas.

Os leitores comentaram bastante, e mostraram vários outros pontos de desagrado.

Um ponto engraçado foi a foto usada pelo Bob, com a famigerada sacolinha. Também não me agrada a sacolinha na alavanca de câmbio, que imediatamente  removo e jogo fora assim que desço de um carro com essa bobagem.

Eu, como uma pessoa nunca conformada com situações desagradáveis, me lembro de mais algumas poucas e boas, e comento as situações de risco, que são as que realmente incomodam, pois podem machucar.

Morar em edifício ou prédio de apartamentos nos torna distantes de nossos carros, que dormem no frio ou calor de garagens muitas vezes mal iluminadas. Um ambiente que muitas vezes lembra uma caverna em que não passaríamos uma noite, mas não nos importamos de deixar nossos amigos de quatro rodas.

Tem gente que adora dirigir nesse tipo de iluminação

Pois bem, há uma categoria de motoristas que são totalmente irresponsáveis ao transitar dentro de garagens de edifícios, sejam residenciais ou comerciais.

São aqueles que não acendem os faróis, não abrem pelo menos um vidro do carro, e aceleram como se estivessem na rua.

Esse tipo de condutor de veículo está colocando pedestres em risco, pois não enxerga direito onde está indo com faróis apagados, piorando a situação quando adentra garagens com vidros fechados, já que não escuta ruídos externos. Pior ainda se esses vidros tiverem filmes muito escuros.

Sem faróis acesos, não chama a atenção para o veículo transitando em um lugar muitas vezes com pouco espaço e com pessoas andando a pé, e, acelerando mais do que deve, está muito rápido para um espaço mínimo que permita parar a tempo, caso apareça alguém no caminho. Pior ainda se for uma criança.

Mais incrível ainda: há pessoas que fazem isso e TEM filhos, o que me assombra.

Será que gostariam que os filhos deles tomassem um susto, ou fossem atingidas por um carro todo apagado, andando rápido dentro da garagem? Para mim, um exemplo clássico de pura ignorância.

Normalmente, esses motoristas que têm a característica ruim de não saber dirigir defensivamente, adoram estacionar nas vagas entrando de frente, mesmo havendo espaço para entrar de ré.

Esse comportamento só entendo como falta de habilidade ao manobrar, já que é muito mais seguro e prazeroso sair de uma vaga de frente. É virtualmente impossível atropelar uma pessoa saindo de frente, mas é muito fácil fazê-lo saindo de ré. Isso já foi avaliado na "terra da pesquisa", os Estados Unidos, pois lá existe uma boa parcela da população que habita residências sem garagens fechadas, onde se estaciona o carro na frente da casa, uma área que também pode ser usada para brincadeiras de crianças.

Acidentes já aconteceram, até mesmo fatais.  Alguém pode imaginar algo pior do que um pai ou mãe atropelar o próprio filho?


Aí está algo que não deveria existir. E esse ainda usou bastante água, menos mal!

Limpador de vidro em semáforo está em moda. Há até ladrões assim dissimulados. Quem disse que eu quero que alguém limpe meu vidro? Ou melhor explicando, que suje o vidro com aquela mixaria de água e rodinhos encardidos? Têm alguns com paninho sujo, dizendo que vão limpar. Não vão. Vão sujar ou espalhar a sujeira que já está lá. Para piorar, ainda querem dinheiro, e muitos deles são ameaçadores. Polícia neles.

Aliás, deveria ser proibido qualquer tipo de atividade de pessoas a pé abordando carros parados. Até mesmo distribuição de propagandas. Se assim fosse, seria muito mais fácil deter qualquer suspeito, pois se eles ali estivessem, já seriam, por definição, fora da lei.

Uma outra variação desses irritadores de cruzamentos são os vendedores de rua, cada vez mais ousados, que para mim, significa menos amor à vida.

Há casos na Marginal Tietê, aqui em São Paulo, de elementos que ficam entre as faixas de rolamento com seus produtos, correndo um absurdo risco e colocando quem passa dirigindo em risco também. Já houve detenções dessas pessoas pela Polícia, mas eles retornam frequentemente, e nada há a fazer com as leis desatualizadas que temos. Problema maior esse, legislação fraca, tomando conta de gente com mente mais fraca ainda.

Vejam as fotos abaixo, um desses irresponsáveis que colocam nossos carros e vidas em risco. É inacreditável que isso exista.



O Bob também comentou sobre objetos de enfeite pendurados nos retrovisores internos, e lembro aqui de mais um, muitas vezes necessário por segurança de acesso, mas que deveriam ser retirados ao colocar o carro em movimento. São os cartões de identificação de estacionamentos e garagens. Esses cartões, normalmente grandes, são presos ao espelho interno, e a maioria os deixa lá, mesmo andando nas ruas.

Primeiro de tudo, trata-se de uma restrição adicional à visibilidade do motorista. Nenhum carro normal tem visibilidade irrestrita, e diminuir a área por onde o motorista deve enxergar não é seguro.

Além disso, com a gatunagem existente, qualquer mal-intencionado saberá com uma breve pesquisa, onde poderá lhe abordar chegando ou saindo. Basta descobrir onde fica o estacionamento ou prédio com aquele nome. Fácil quando se é malandro.

Dando dica para meliante
 
Para terminar, um assunto  antigo e recorrente: motos usando o espaço entre as faixas de rolamento, se espremendo entre carros, ônibus e caminhões.

Quem falou para essa turma que aí é lugar de andar? E quando não há carros e o motoqueiro insiste em andar sobre as faixas, atrapalhando os carros à esquerda e à direita ? Será que um cara desses tem cérebro?

Não vou comentar mais esse assunto apavorante, pois é uma situação que beira a loucura total e coletiva.

Dizem as autoridades que morre um por dia em São Paulo. É muita sorte, dada a inacreditável falta de noção de espaço, tempo e velocidade da turma de duas rodas, não todos, obviamente.
 
Fica a foto, para refletirmos e tentar imaginar isso daqui a 15 ou 20 anos.
 
 
 
JJ

47 comentários:

  1. Pedro de Albuquerque18/06/11 09:08

    Desagradável também é quem estaciona mal nas ruas, deixando espaço além do normal para "proteger" parachoque.

    Ou em vagas a 45 graus ou perpendicular, onde as pessoas não tem noção que o carro é para ficar exatamente entre as duas faixas, e não em cima ou próximo de uma delas. Sem contar que algumas marcações tem por base aqueles micro carros japoneses de 660 cm3, pois não dá pra abrir a porta direito nem com um Kia Picanto.

    ResponderExcluir
  2. jackie chan18/06/11 09:29

    Quanto a questão das motos andando entre as faixas, "a regra é clara" mas não é aplicada. Eles andam assim até ao lado de carro da polícia e nada acontece.. Se eu fosse motociclista, acho que também andaria, pois do contrário ficaria com a maior cara de otário, seguindo atrás dos carros.

    ResponderExcluir
  3. Coisa desagradável é engate de reboque. E ainda por cima é feio pra caramba!

    ResponderExcluir
  4. Quanto a questão dos maus motoristas que estacionam nas ruas ocupando mais espaço do que o necessário, é preciso lembrar também dos maus motoristas que estacionam nas ruas trancando o carro da frente ou de trás. Por isso procuro sempre estacionar numa vaga adjacente à uma entrada de garagem ou esquina.

    ResponderExcluir
  5. Velho Carcomido18/06/11 09:45

    Mais um ótimo post dos auto resmungões...
    Me admirta que, desta vez, Bob Sharp não tenha sido o autor do texto...

    ResponderExcluir
  6. Velho Carcomido18/06/11 09:52

    Uma boa parte dos motoqueiros agem como animais enfurecidos, mesmo...
    Mas isto não acontece porque estão em cima de motos, e sim porque faz parte da falta de educação generalizada, e se seus lindos carros também pudessem rodar nos corredores da vida, tenho certeza que o fariam sem culpa.
    Todo mundo dá lição de moral aqui, mas pra mim, não existe diferença entre um "cachorro louco" sobre duas rodas e um motorista que se acha o máximo, e rasga uma rodovia a 140Km/h, mesmo que esteja com faróis baixos acessos, use cinto de segurança, ou tenha feito algum curso de pilotagem qualquer...

    ResponderExcluir
  7. Mister Barracuda18/06/11 10:05

    O que me deixa péssimo no trânsito nem são os motoqueiros, ou os motoristas que não sabem dirigir defensivamente.
    São as motoristas que se maqueiam enquanto o fluxo está travado.
    Ai, que ódio, quem elas pensam que são?
    Lugar de retocar a maquiagem é em casa, não no meio de gente. Que horrível e desagradável. Não entendo porque elas querem tanto chamar a nossa atenção, né?
    Ei fico passado.

    ResponderExcluir
  8. Quando o Bob fala, ou escreve, nós obedecemos.
    Já tirei a lixeirinha da alavanca de câmbio e a coloquei no espaço da porta e também tirei o pequeno crucifixo do espelho interno, apesar de doer a consciência.
    Quanto ao comentário do Perneta, eu penso que ele está certo. Ontem mesmo alguém demoliu a placa do meu carro com aquela droga de engate.

    ResponderExcluir
  9. Mulher biônica18/06/11 10:28

    Tirar o crucifixo do espelho porque o Bob "mandou" é exagero, pra não falar outra coisa.
    Coisas de AEs alienados!

    ResponderExcluir
  10. JJ
    Andar em garagens sem usar os faróis é o fim da picada. São os verdadeiros corujões. O mesmo dentro de túneis.

    ResponderExcluir
  11. Só 1 por dia? Deveria ser mais para acabar logo. Se acham donos do trânsito. A prefeitura faz faixas cada vez mais estreitas e eles insistem em passar. Mudar de faixa? Esqueça.

    Outra coisa irritante é luz de neblina onde não há neblina. E na chuva, fica melhor ainda.

    E ainda tem aqueles (está cada vez mais comum) que ficam com o farol alto ligado.

    ResponderExcluir
  12. O Bob tem muita experiência e após ler o artigo analisei, conversei com minha esposa e concordamos em tirar o objeto do retrovisor.
    Quanto a dizer que ele "mandou", apenas escrevi para brincar. Pena que você não entendeu.Sinto muito.

    ResponderExcluir
  13. Caio Cavalcante18/06/11 11:08

    Junte vendedores ambulantes, engarrafamento e motociclistas: visão do inferno. Você não sabe se desvia do vendedor com suas sacolas (alguns colocam ate carrinhos de supermercado entre as faixas de rolamento) e corre o risco de "fechar" um alucinado que anda a quase 100 km/h no corredor, ou se esbarra nas tais sacolas, espremendo o "amigo do biscoito" porque o pipipipi se aproxima pelo outro lado. Ontem levei duas horas para ir da Zona Sul do Rio ao Galeão, o tempo todo no meio desse caos... O motivo do transito? Algum desatento que deveria estar colado no carro da frente conseguiu causar uma batida boba e os carros levaram horas p/ serem removidos....

    ResponderExcluir
  14. Uma das coisas mais desagradáveis que existem é o fedor do "pum" da minha sogra.
    Aquele traseiro gigantesco e onipresente, dentro do meu carro, exalando os odores mais pútritos que eu já inalei na minha vida.
    Outro dia quase atropelei um pobre motoqueiro por causa disto. Estavamos, minha esposa, minha sogra e eu, a bordo de meu BMW, transitando pela avenida dos Paraguaios, em SP, quando o coitado se aproximou pelo lado esquerdo. Eu não havia notado que minhas capacidades cognitivas haviam sido seriamente comprometidas pelos gases flatulentos diluídos na cabine, e calculei mal a distãncia entre meu pomposo sedan e o pobre motociclista. Joguei minha máquina sobre ele, mas felizmente, graças às suas habilidades sobre humanas, deu um mortal carpado sobre o capô, se esquivando com sua bela e democrática Dafra sem um arranhão sequer...
    Eu odeio minha sogra por isto...

    ResponderExcluir
  15. Em 99% das vezes que vejo um motociclista andando dentro da faixa, ele está com uma velocidade extremamente incompatível com a via, ou seja, se é pra estar a 90 km/h, ele está a 70 km/h ou menos, e com um espaço de quase 1 km à frente dele. Isso dá mais raiva ainda que motoqueiros andando entre as faixas.

    ResponderExcluir
  16. No trânsito o que me irrita mais são os que passam no semáforo já vermelho, os lerdos que passam a 35 ou 40 km/h num radar ou lombada eletrônica de 60 km/h, os que usam os faróis de neblina quando não se deve (quando desregulados então...), luzes ultrabrancas xuning ofuscantes, os corujões que trafegam totalmente apagados ou só com as luzes de posição, os "trios elétricos" com suas "músicas" de gosto e qualidade mais que duvidosos em último volume, os carros com películas no para-brisa e no vidro traseiro que impedem que vejamos o fluxo à frente e os que andam colados ao nosso carro, sem deixar distância de segurança.

    E as lombadas físicas que já são uma excrescência por si só e QUASE TODAS na minha cidade estão fora das medidas regulamentares.

    Adriano

    ResponderExcluir
  17. Está todo mundo se irritando demais. O trânsito das cidades está virando isso aí: um monte de gente irritada.
    Os carros se irritam com as motos, as motos se irritam com os carros. Motoristas rápidos se irritam com motociclistas lentos. Motociclistas rápidos se irritam com motoristas lentos.
    Nosso amigo aí de cima, se irrita com o pum da sogra. A sogra dele se irrita se não peidar no carro do genro.
    Etc, etc, etc.... ad infinitum.
    Todos estão com a razão, todos querem que os outros mudem, mas ninguém faz o mínimo para ser um pouco mais tolerante.

    ResponderExcluir
  18. Dias desses ví no noticiário que uma mulher havia atropelado a própria filha, ao sair de ré com o SUV da garagem. A criança não resistiu e veio a falecer. Dizia a nota que a mulher estava internada em estado de choque. Também pudera. O acidente demonstra a imprudência da mulher, ao sair muito rápido de ré, de forma a não dar tempo da criança sair do caminho. Detesto essa mania que as pessoas têm, de arrancar da imobilidade rápido sem necessidade, ainda mais se for de ré e com um SUV. Se não saiu rápido, houve falta de habilidade, pois não percebeu o abalroamento e/ou não parou a tempo. Possivelmente estava com o vidro fechado, e o Bob diria que possivelmente estava com película escurecedora, tinha uma socolinha de TNT pendurada na alavanca do câmbio e usava sobretapetes.

    ResponderExcluir
  19. Também não sei de onde vem essa mania de arrancar com o carro rapidamente. Mas eu creio que o maior problema está nas pessoas que compram esses enormes SUVs e picapes, que é preferência das mulheres, e não tem habilidade suficiente para manobrá-los.

    ResponderExcluir
  20. Super Vegeta18/06/11 13:59

    Uma coisa que me irrita demais é o balconista do boteco lá da esquina.
    O cara não lava as mão pra me servir a danada da pinga, não faz a barba, não escova os dente, arrota na cara da gente e, para piorar, é palmeirense!
    Qué coisa mais irritante que isto?

    ResponderExcluir
  21. Mulher biônica18/06/11 14:08

    Lá vem o CCN de novo!
    Foi o Bob quem te "mandou" falar isto?
    Minha toyota é bandeirante das antigas, picape cabine extendida, queixo duro, pneus "lameiros",jipeira de verdade, sem frescuras.
    Eu sou capaz de apostar que a maioria dos "machões" deste antro de velho reclamões abobalhados amarelariam em locais onde euzinha passo dando risada sem um arranhão.
    Trinta anos de carta, em São paulo, sem multas, sem pancadinhas, vivendo feliz e contente
    Vão namorar seus tontos...

    ResponderExcluir
  22. Farol aceso, não só na garagem, mas em qualquer situação em que seja possível surgir alguém "do nada". Eu particularmente uso, mesmo durante o dia, em estrada ou para transitar em centros urbanos com grande volumende pedestres. Não tenho um carro da Fiat, mas acho particularmente interessante a solução adotada de permitir manter os faróis sempre acesos, apagando automaticamente ao desligar o carro. Em motocicletas inclusive nem deveria existir o interruptor que permite desligar os faróis.

    ResponderExcluir
  23. Bom, pelo que eu me lembro, existe um decreto de 2001 onde o presidente FHC autorizava o tafego de motos nos corredores, absurdo, mas...
    Não sei se foi revogado, mas acho que não, visto que não há nem sinal de fiscalização e a prefeitura de São Paulo não deixaria de lucrar com um filão desses.
    Depois de 10 anos dirigindo apenas carros, comprei uma scooter pra vencer os 9km de transito que separam a minha casa do trabalho, procurando me fazer visivel aos motoristas e conduzindo quase sempre como se estivesse em um carro, avançando pelo corredor em velocidade moderada e sempre deposi que os veículos paravam em um semáforo, apenas pra ganhar tempo, me posicionando na faixa de rolamento sempre que o trãnsito voltava a fluir e mantendo sempre velocidade compatível com a via.
    Bom o que eu percebí é que existe grande diferença no comportamento de quem anda de moto e de quem trabalha com a moto. Nos corredores é fácil ser "acelerado" pelos motoqueiros que querem passar em velocidades absurdas, como se o corredor fosse deles e aquelas linhas tracejadas no chão fossem pintadas pra dizer que eles deveriam seguí-las. Semana passada com o trânsito parado, fui avanças pelo corredor, me certificando que não vinha nehuma moto em velocidade incompatível, porém, em dado momento o espaço entre duas carretas não permitia a passagem e ao parar, para a minha surpresa sentí um choque: um motoqueiro havia batido na minha scooter e achava que eo tinha que passar de qualquer jeito, ficanco louco por estar atrás de um "rolha de corredor".
    O que falta a esses caras é educação mesmo, não tem jeito. Não dá pra demonizar as motos, mas quem as pilota.

    ResponderExcluir
  24. Ricardo Linhares18/06/11 14:59

    Eu avanço sinal vermelho, costuro o trânsito, faço retorno proibido, ando sempre correndo, quando estou de moto ando entre os carros, em cima da calçada, e não tô nem aí pra ninguém. E tbm não acho ruim mais nada nesse trânsito. Sabem pq me tornei mal educado assim, sem tomar nem conhecimento para com quem está a minha volta?

    Pq todos vcs não pensaram no meu bem estar nem na minha segurança quando a cada dois anos votam nesses filhos da "firula" que nos governam.

    Então me respondam: pq tenho que pensar em vcs quando estou dirigindo ou pilotando? Faz favor né!!!

    Sempre votei nulo, ou simplesmente não voto. Quem quiser fazer um protesto armado para arrancar esses filhos da ... do poder avisa que eu tô dentro.

    PS: ontem, mais 300,00 de prejuízo por causa de buracos nas ruas. Anteontem, 200,00 de prejuízo na minha motocicleta num buraco que quase me tirou a vida, sobrevivi graças minha habilidade.

    ResponderExcluir
  25. João peidão18/06/11 15:12

    Pô, Ricardo, este teu argumento é furado pacas, heim?
    Tú vira o maior troglodita e põe a culpa no mundo inteiro?!
    Uma coisa não justifica a outra, cara...deixa de ser mané.

    ResponderExcluir
  26. P/Ricardo Linhares...
    Deveria ter morrido. O país não precisa de pessoas como você.

    ResponderExcluir
  27. Mulher biônica18/06/11 15:23

    Nossa, CCn1410...
    Você deve ser um panaca daqueles...
    Pede licença pro Bob, põe o crucifixo no carro de novo e reza uns cinquenta "pai nosso" pra ver se Deus perdoa esta maldade que existe em seu coração
    Cruzes...

    ResponderExcluir
  28. Carlos Cwb18/06/11 15:29

    Mulher bionica tá querendo alguma coisa com o CCn...não larga do pé dele....pega logo o nº do celular, bela...

    ResponderExcluir
  29. Pastor Maldonado18/06/11 15:30

    O Ricardo Linhares é apenas uma vítima deste nosso sistema corrompido.
    Vocês não devem praguejar-lhe maldições, devem desejar-lhe sorte neste mundo cão e, tanto quanto possível, amá-lo!

    ResponderExcluir
  30. A Mulher Biônica disse que tem 30 anos de CNH...somado ao tempo que ela levou pra tirar - mais uns 25 anos...putz tá velha e carcomida...

    E o Ricardo é do tipo que motoqueiro que se atravessar a minha frente passo por cima. Pra isto tenho uma pickup bem apropriada.

    A mulher que atropelou a filha não tinha uma das "firulas" dos "ítens desnecessários" de outro post: sensor de estacionamento. Se tivesse não teria acontecido isto.

    ResponderExcluir
  31. Pois é, Carlos...E tem alguém que quer jogar esse traste para mim, lol...

    ResponderExcluir
  32. Ricardo Linhares18/06/11 17:28

    João Peidão,
    Realmente uma coisa pode não justificar a outra, mas eu não fico toda hora reclamando toda hora das coisas que não gosto. Não gosto de muitas coisas em vcs que se dizem os maiores respeitadores das leis, como por exemplo votar num filho da p... qualquer. Entendeu meu argumento?

    CCN1410 = a mim (revolta já)

    Mulher biônica,
    realmente posso seu mó panacas ao seu ver, mas nunca poderás me chamar de hipócrita, igual a quem entra aqui e se diz todo certinho, santinho e bonzão ao volante. "Película não uso de jeito nenhum, uso seta sempre, nunca deixo de usar retrovisor, ligo farol, baixo velocidade e baixo vidro inevitavelmente toda vez que entro num estacionamento mesmo que faça isso 1296 vezes ao dai...". Blá blá blá total. Sou errado, todo mundo erra toda hora. Mas eu assumo.

    Pastor Maldonado,
    Não sei se foi sério ou irônico, mas estás certo.

    Carlos,
    vc é igual a mim no trânsito. Quando vejo alguém fazendo merda de moto tbm jogo por cima. Principalmente quando tem moto andando igual a carro no meio da faixa, tiro um fino e dou uma quebrada de asa. Se ele tá andando igual a carro de moto, ando igual a moto de carro.

    ResponderExcluir
  33. Daniel San18/06/11 19:24

    Uma coisa que me tira do sério é o sujeito guiando (ou tentando) a 30 Km/h sem dar espaço pros outros passarem com o sinal verde lá na frente. Aí o sinal muda pro amarelo depois vermelho e o infeliz avança o sinal e você fica.
    Tem também aquelas meninas que ficam no sinal distribuindo panfletos. Nessas horas é melhor ser mal educado e fechar o vidro,pois se você pegar um panfleto que seja,lá vêm as outras e praticamente derramam os malditos panfletos pra dentro do seu carro.

    ResponderExcluir
  34. Esta do "tranca rua" que te amarra e ele vai, muitas vezes no vermelho, e tu fica é um porre mesmo. Mas os panfletos pego normalmente, afinal de contas eles estão trabalhando e tem uma "cota" de panfletos para entregar. Elas ficam muitas vezes debaixo do sol quente e não custa ajudar um pouco.

    ResponderExcluir
  35. Daniel San falou tudo! Esses lerdinhos são os primeiros a furarem o sinal vermelho. E a gente, na fila indiana, fica para trás...

    Acho que o Lee Falk é, na verdade, o Dr. Rolando Lero que ataca novamente! Dizem que a BMW na verdade é uma Brasília amarela...

    Quanto aos motoqueiros, já pilotei muitos anos para ir ao trabalho e por lazer. Nunca me meti nessas roubadas e, na época, andava na Rebouças em horário de pico.

    Concordo: se motoqueiro folgar, não tiro o carro não... Já vi muitos se estatelarem no chão com o trânsito completamente parado, batendo na traseira de carros. Assim, do nada.

    ResponderExcluir
  36. Sobre a mulher na SUV, o que ouvi é que ela perdeu o controle dos pés, em vez de meter o pé no freio meteu no acelerador, atropelando filha e mãe que estavam do outro lado da rua. Nada a ver com visão, sensor de estacionamento e outras bobagens, mas IMPERÍCIA.

    Sobre a "cachorrada", e quando eles querem passar veículo oficial que "tranca" o corredor e vão tentando abrir espaço... justamente onde não tem, ou seja, na faixa de rolamento imediatamente posterior.

    E ai de quem abre pra ambulância e não vê o motoboy...

    ResponderExcluir
  37. César, é impressionante como esse negócio de apertar o acelerador ao invés do freio é comum. A muitos anos, um vizinho meu chegou a derrubar o muro do prédio com um Del Rey automático. Como pode?!?!? O pedal do freio tem o dobro da largura e o cidadão ainda achou mais fácil acertar o acelerador...

    ResponderExcluir
  38. Legal encontrar uma foto minha no Autoentusiastas, http://www.fotolog.com.br/buraite/56237348, esse Gurgel fica na garagem onde guardo o meu fusquinha e ela é realmente muito escura, geralmente a iluminação no teto fica acesa, mas de noite depois das dez horas o vigia desliga a luz e fica apenas uma luzinha na entrada de atendimento e o resto mergulhado no mais absoluto breu, mas mesmo quando estão acesas, manobrar lá dentro exige os faróis ligados e não foram poucas vezes, entrando ou saindo, que dei de cara com uns zé manés vindo com os faróis apagados ou apenas nas lanternas, inclusive para sinalizar na saída da garagem é bom ligar os faróis porque os pedestres não dão a mínima para o sinal sonoro e luminoso que fica na entrada.

    ResponderExcluir
  39. Essa dos flanelinhas tem aqui em Londres também, mas normalmente mulheres, com roupas típicas de árabes ou ciganos mesmo.

    ResponderExcluir
  40. Claro, escolha um comportamento estupido que o irrita e proponha uma lei. Mas nao qualquer lei, mas lei federal, seja la o que diferenca faz.

    Apenas gostaria de lembrar que, de acordo com os resultados desta instituicao genuinamente brasileira, as chances de estupidez deixar de existir gracas a uma lei sao as mesmas de se legislar a gravidade ilegal.

    ResponderExcluir
  41. Odeio vendedor de farol e pedinte e Infelizmente ar condicionado está virando item obrigatório até no frio. Agora fIcamos presos em casa e no trânsito, faltando pouco para virar Mad Max.

    ResponderExcluir
  42. Farol apagado em garagem etc é horrível, mas pior são os ignorantes que insistem em andar em túneis sem acender as luzes de posição.
    Mas, falar o que? Tem gente que anda DE NOITE com tudo apagado pq acha "estiloso"...

    ResponderExcluir
  43. JJ, sou síndico do prédio onde moro, e tive que colocar placas para avisar alguns imbecis, que ao transitar na garagem, os fárois devem estar ligados, e a velocidade ser de 10KM/H... Mas o pior é que isso não adianta, pois a loirinha que se julga a gatenha do prédio, com seu brilhante celta básico ralado, não entende isso.

    Já brinquei com os conselheiros, que daqui a pouco vou ter que colocar radar dentro do prédio!

    ResponderExcluir
  44. Putz, o nível dos comentários aqui tá baixíssimo.
    Ah é , são os "diferenciados" querendo se mostrar.

    ResponderExcluir
  45. Marcelo Silva21/06/11 23:41

    JJ, um dia me deparei com uma situação deprimente no Elevado da Perimetral aqui no RJ, na altura da descida para a Rodrigues Alves, sentido Av. Brasil.

    Simplesmente um vendedor ambulante resolveu atravessar a pista NA FRENTE do meu carro (eu vinha a uns 80km/h, pista livre) para atender um cara que tinha encostado na "agulha" para comprar um biscoito.

    Tive que frear, correndo risco de ser atingido na traseira por outro carro e, ao buzinar, para a minha surpresa, fui xingado pelo ambulante. Pode isso? Lamentável...

    ResponderExcluir
  46. É muito triste saber que morre tanta gente assim. Quem não tem algum conhecido, mesmo que só de cumprimentar, que não morreu no trânsito?

    Essa dica de estacionar de ré é muito boa. Sempre a pratico quando possível.

    Temos péssimos vícios, e alguns são fatais.

    ResponderExcluir
  47. oskrmarinho24/06/11 19:35

    Ôô, mulher biônica cri-cri! Tô me lembrando duma parodiazinha infame da abertura do Fantástico. "É fantástico!pqto. de plástico e o c. de vidro; é fantástico!"Chatonilda de plantão, deixa as pessoas se expressarem, afinal você também está usando o seu direito de dizer asneiras, portanto, diga as suas e nos deixe dizer as nossas; isso aqui não é uma reunião de lorde inglêses e suas damas, não; muitas vêzes é um espaço para desabafarmos; sai prá lá, super-hiper-extra-motorista que não cometeu nenhum êrro em 30 anos; será que teus carros ficaram sempre na garagem?

    ResponderExcluir

O Ae mudou de casa! Todos os posts do blog foram migrados para o site. Por favor busque por este post no site e deixe o seu comentário lá.
Um abraço!
www.autoentusiastas.com.br

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...