Google+

13 de agosto de 2011

QUERO/NÃO QUERO

Foto: bringatrailer.com


O leitor Luiz Dränger (aquele do Chevette-Lotus) nos escreveu divagando acerca dos carros atuais. Vale como curiosidade e aqui está o que ele gostaria de compartilhar com os leitores.

Entendo-o e concordo com ele, é uma espécie de busca pela simplificidade eficiente.

BS

"Caro Bob,

Estava lendo no site Best Cars uma comparação entre Civic, Corolla e Jetta, feita pelo Fabrício. Tudo bem, ele certamente tem um público e o site é excelente, mas com uma proposta diferente da do AUTOentusiastas.

Mas como autoentusiasta eu queria um carro bom e barato. Não quero um monte de coisas que são oferecidos agora e aí vão as minhas explicações:

Quero:
 
- um  motor esperto com 2 comandos e multiválvulas, com bloco e cabeçote em alumínio
- uma suspensão eficiente, principalmente a traseira, que possibilite fazermos umas curvas perto do limite 
- um bom banco; tive em uma Quantum turbo os Recaros, são os melhores.
- bancos devem ser em tecido macio, não couro, que escorrega
- um ar-condicionado eficiente, não necessariamene automático ou de duas zonas.
- vidros elétricos são bons, mas seriam dispensáveis se baixassem o preço significativamente.
- bons espelhos externos, e convexos dos dois lados
- teto solar: para fumante é o máximo,. pode ser de manivela
- acendedor de cigarros e cinzeiros operacionais para não se tenha que jogar bitucas nas ruas
- vidros esverdeados com faixa escura na parte superior do pára-brisa
- um carro leve, no possível.

Bobagens que não quero:

- airbags, pois são caros, o autoentusiasta dirige bem e a possibilidade de um  acidente é mínima.
- luzes e limpadores de pára-brisa automáticos. Qualquer um sabe quando precisa e usa adequadamente
- escurecimento automático do espelho: a alavanquinha seletora dia/noite funciona muito bem
- ABS: qualquer um que guia bem sabe frear com a pressão certa. Aquela trepidação do pedal  e ruído tipo vibração no molhado são um horror.
- porta-copos: nem pensar, paro em uma padaria e tomo um café tranqüilo, sem estresse. Isso é coisa de americano.
- porta-luvas grande e refrigerado: o que é isso? O que faremos com um porta-luvas refrigerado?
- Insulfilm: acaba a comunicação entre motoristas no dia a dia, além de pedestres e ciclistas, fora que guiar à noite torna-se um horror.
- câmeras de ré: ridículo! Será que ninguém enxerga?

Abração,
Luiz"

150 comentários:

  1. Caio Cavalcante13/08/11 16:07

    É... me pergunto quanto grande nosso mercado terá de ser para que o Luiz consiga encontrar uma opção de carro que atenda suas preferências.

    Ou: quanto nosso mercado deverá amadurecer para exigir suas preferências.

    ResponderExcluir
  2. Só não concordo com dispensar o airbag... Vai q você tá encostando na padaria pra tomar um café tranquilo e me vem um tarado fechado no preto, brincando com controles automáticos do novíssimo automóvel, tentando acertar a latinha de cerveja no porta-copos, berrando pra falar no viva voz do celular com aquela musiquinha de gosto duvidoso nas alturas...... Agora, o tal do porta-luvas refrigerado... PTMRD!!! Isso realmente existe???

    ResponderExcluir
  3. Concordar com o cidadão que ABS e airbag não são necessários para os autoentusiastas fodões que não sofrem acidentes (acidente é coisa de bração) foi a pior...

    ResponderExcluir
  4. Marcos Alvarenga13/08/11 16:21

    Caio Cavalcanti foi preciso...

    Acho a segunda opção a mais correta. Não sabemos exigir.

    ResponderExcluir
  5. Não abro mão de ABS, Airbag, A/C e Vidros elétricos.

    O resto joga no lixo...

    ResponderExcluir
  6. Ah...e DH tbm né?

    ResponderExcluir
  7. Concordo totalmente!
    Eu já to vendo carro popular hatch com sensor de estacionamento e/ou camera de ré. Um índio desse devia perder a carteira por não saber manobrar.

    ResponderExcluir
  8. Acho que um carro perfeito nesses quesitos (menos teto) é o Clio, melhor ainda o antigo 1.6 16V.
    Com teto, talvez o Focus modelo antigo, GLX.

    Opções não faltam, só não são novos.

    ResponderExcluir
  9. jackie chan13/08/11 16:54

    Difícil ter à disposição um carro bem do jeito que a gente quer, mesmo nos mercados maduros dos países líderes. Quanto menos no nosso país...
    Eu já dispenso essa tal suspensão para andar "no limite". Pra mim, suspensão eficiente é aquela, como a do Focus, que absorve bem as irregularidades do piso sem sacrificar a estabilidade. Dispenso totalmente acessórios de fumantes, e o teto solar também. No mais, concordo com a lista da postagem.

    ResponderExcluir
  10. Carlos
    Isso é para quem pode. Nossas estatísticas de vida pessoais mostram isso que você estranha. Sinto muito desapontá-lo.

    ResponderExcluir
  11. "Carlos
    Isso é para quem pode. Nossas estatísticas de vida pessoais mostram isso que você estranha. Sinto muito desapontá-lo."

    Falou aí super-homem. Continua achando airbag e ABS "bobagem". Daqui a pouco tem gente dizendo que carroça que é bom, andar de Chevette é muito moderno...

    ResponderExcluir
  12. Para: Tiago Raposo,

    Concordo com você quanto ao Clio 1,6 16V. Já tive um e posso garantir que o carro é excelente e cairia bem para o Luiz e qualquer um de nós. Pena que a Renault e o "resto do povo" não concorde com isso.
    Quanto a dirigibilidade, talvez o Clio não seja tão bom quanto a Courier que o Bob comentou, rss...Mas é um carro que recomendaria sempre.
    Tenho gana da Renault até hoje por isso e pessoalmente não acho que aquele tal de Carlos Ghost seja fera nos negócios. Sinceramente, ele poderia conhecer mais o nosso mercado e melhorar a atuação da empresa no país.
    Quanto ao Bob, foi brincadeirinha, ok?

    ResponderExcluir
  13. Quanto ao ABS, concordo com o Bob e cia., mas discordo quanto ao airbag.

    ResponderExcluir
  14. Certos ítens de conveniência estão mais para frescura mesmo, mas dispensar os de segurança baseado em suas habilidades ao volante, fala sério! Só faltou dispensar os cintos de segurança! Isso talvez fosse possível se e o ás do volante pudesse também controlar os carros dos outros motoristas. Há situções nas quais nem toda habilidade do mundo é capaz de livrar o mais excelente, magistral, fenomenal e espetacular dos motoristas, de um acidente. Nesta Bob, estou com o Carlos, he, he!

    Mr. Car

    ResponderExcluir
  15. hum... li e novamente li....

    Acho que alguns itens ai são algo que deveria vir desde carro popular ao mais top.

    Mas um autoentusiasta, não liga muito para isso...

    Fico imaginando dirigir um Porsche Spyder 550, a graça dessa cadeira elétrica é porque ela é perigosa,ligeira,tem umas histórias medonhas(vide James Dean).
    Querendo ou não quanto mais perigoso e rapido é o carro, mais gostoso de guiar é

    ResponderExcluir
  16. Outro item que gosto muito são as portas sem as molduras dos vidros... atualmente somente alguns cupês possuem essa característica... não tem muita utilidade, mas são das coisas que gosto num carro... além do citados acima... Ia me esquecendo também, que não tenha um preço extorsivo.

    ResponderExcluir
  17. Eu ia falar pra ele olhar o Focus 2.0, mas o carro é uma bigorna e só sai com ABS e Air Bag duplo...

    O insulfilm não é equipamento de nenhum carro, é acessório instalado por fora, só é ele não instalar. Também prefiro que não tenha, pelo menos nos vidros dos espelhos.

    Infelizmente vai ser difícil de ele encontrar um carro exatamente como ele quer, porque:
    - Se o carro não tiver ABS, Air Bag, e mais siglas pra botar no comercial, fica "menos competitivo".
    - Claro, poderiam oferecer sem esses itens uma versão mais barata. Mas isso diminuiria o "status" do carro, pois "carro bom é carro caro".

    Como boa parte dos compradores de carros hoje em dia é composta de novatos nessa área (gente que nunca pôde comprar um carro - seja pela idade ou pela falta de condições financeiras), não entendem muito de carro. Aí ficam naquela "tal carro é melhor porque tem painel digital", "ahhh tal carro é completo...", "o carro de fulano TEM isso, TEM aquilo", ou seja, é o tal "tem, tem, tem" (c3??? kkk), sem se importar com o mais importante: CARRO É PRA SER DIRIGIDO, pra começo de conversa. Um carro bom de dirigir não é só papo de entusiasta e nem só é vantajoso em "rachas" ou na pista: Um carro "bom de chão" cansa menos em viagens, é mais seguro simplesmente porque você tem mais controle da máquina, stressa menos o motorista, por exigir menos trabalho para ser dirigido adequadamente... Mas quem não entende de carro, simplesmente não sabe disso. E sem experiência (dirigir vários modelos), fica sem saber essas diferenças.

    ResponderExcluir
  18. Realmente o texto é um bom protesto contra um excesso oligofrênico de baboseiras tecnológicas inúteis empurrados para nós.

    Câmara de ré, porta luvas refrigerado?

    O mundo anda meio estranho, é verdade. Homem com homem querem se juntar e chamar de casamento?? e se formos contra é como mexer em uma casa de maribondos.

    Porque não mantém a tração traseira ? Já ABS e airbag, considero importantes. É impossível que todos digiram tão bem quando os entusiastas.
    Já está comprovado que ABS e AIRBAG salvam vidas.
    Abraços e sejam felizes.

    ResponderExcluir
  19. O primeiro carro em que pensei foi num "Chevectra" 2.0 16V, mas fica difícil colocar ar condicionado e direção hidráulica num carrinho assim (apesar de ser divertido apcas de dirigir!).
    O Clio 1.6 16V hatch é o que mais se encaixa mesmo, principalmente aqueles mais básicos que a Renault fez por um ano ou 2. Fora que os usados são bem baratinhos pelo que oferecem.

    ResponderExcluir
  20. Pedro Navalha13/08/11 18:25

    Airbags e ABS são indispensáveis. Tinha um conhecido que se salvou só por causa deles. Pena que seis meses mais tarde o coitado morreu de câncer na próstata...

    Quando chega a hora e o cara lá de cima aperta a tecla "DELETE", ninguém escapa!

    ResponderExcluir
  21. Marcelo Junji13/08/11 18:28

    Concordo com o Pisca e com o Mr. Car.
    Eu gostaria de ter camêra de ré no meu utilitário.
    Eu não quero é: rodas de liga leve e pneus grandes, que além de serem caros, não são nada leves, além disso é difícil ver alguma roda original bonita.

    ResponderExcluir
  22. Carro é chassis, suspensão, motor, câmbio e freio. O resto é penduricalho. É muito esquisito quando hoje se concluí que carro A é melhor que B pela lista de equipamentos.

    ResponderExcluir
  23. Perfeito.

    A tempos quero comprar um carro 0km e não consigo. Torço para que a Fiat lance um Punto low-cost 1.8 16V, só com ar condicionado, direção hidráulica. Ou talvez um Uno 2 portas 1.6 16V. Pena a Renault tbm não fabricar mais o Clio 1.6 16V, um duas potas seria perfeito para mim. A peugeot só faz o 207 1.6 16V na versão completa cheia de firulas. Quero carros baratos, bom comportamento e bom motor.

    Bob, "nossas estatísticas de vida pessoais" foi ótima. Fechou.

    ResponderExcluir
  24. Carlos Eduardo13/08/11 19:06

    Não sabia que um requesito para ser autoentusiasta era ser prepotente, arrogante.

    Justificar que o airbag é desnecessário porque sabe-se dirigir bem, pra mim, soa de maneira tão falha quanto dizer que posso exceder os limites em uma via pública porque sei dirigir bem e controlar o carro. Não é necessário descartar o equipamento: se a chances de uma colisão são "minímas" os airbags nunca entrarão em ação, simples assim. E basta se informar, existe muito carro por aí "puro", sem esses equipamentos "desnecessários". Um New Fiesta sem airbag e sem abs parte dos 49 mil.

    E ah, só pra dizer, para uma família ou alguém que passa uma boa parte de seu tempo no carro, um porta luvas refrigerado é garantia de água fresca nesses dias de calor e tempo seco.

    ResponderExcluir
  25. Mr Car
    Uso cinto de segurança desde os começo dos anos 60. Sei perfeitamente o que estou falando quando digo que dispenso o airbag. O equipamento foi inventado nos EUA para salvar a vida dos americanos bêbados que não usam cinto. Depois virou moda.

    ResponderExcluir
  26. Concordo com quase tudo.

    - Dispenso direção assistida;
    - Não me interessa se é 16v, importa mais a relção peso potência do carro e se possível um motor econômico;
    - Não me interessa que tipo de suspensão o carro tenha, me interessa que o conjunto seja estável mesmo no limite, pode ser um pouco duro;
    - Câmbio manual.

    Já que não existem carros com quatro pedais de freio e eu não tenho quatro pés, considero o ABS um item interessante.
    Airbag é bom, nem tudo depende de nós, existem uns imbecis dirigindo também. Vale ressaltar que um determinado modelo de carro com arbag pode ser menos seguro que outro modelo sem airbag.

    ResponderExcluir
  27. esqueceu de incluir, cambio manual H ( aquele com embreagem no pé que as montadoras e alguns formadores de opinião querem que suma do mapa), outro não quero.

    ResponderExcluir
  28. Compartilho meus anseios com o autor do texto, exceto pelo ar-condicionado que dispenso por morar em uma cidade onde nunca ocorre congestionamento, única situação que me faz sentir necessidade de ar-condicionado.

    ResponderExcluir
  29. Bob, entendo sua posição com airbag, mas acredito que se trata de um sistema que, ao contrário do ABS, ESP e TCS, não interfere na maneira de dirigir do carro, sendo apenas um item suplementar de segurança. Infelizmente, nosso trânsito está cheio de loucos, então acho que ter um airbag na frente pra caso um bêbado idiota venha pra cima de mim ajuda.

    Ou seja, até entendo não colocar airbag na lista de itens necessários, mas falar que é um "no-no" e que não compraria um carro por causa disso (seja por "aumento de peso" ou desconforto de qualquer espécie) aí discordo.

    ResponderExcluir
  30. dh e freio a disco (de preferência ventilado) nas 4 já tá bom.
    pra quem precisa de mais segurança vai uma dica: olhe pela parte superior do pará-brisa, coloque uma fita adesiva e olhe por cima da fita, focalize a pista adiante, e aprenda a guiar

    ResponderExcluir
  31. O carro solicitado pelo estimado leitor acaba de sair de linha na Russia...é o Lada, ainda dá tempo de importar um deles e colocar motor AP.

    ResponderExcluir
  32. Airbag e ABS desnecessários?? Caros e inconvenientes demais para que superem o valor da sua vida e da de outros?? Você é tão "ás" assim ao volante para não estar sujeito a risco algum de acidente??

    Geralmente quem tem esse pensamento de "eu dirijo super bem, a chance de acontecer um acidente comigo é nula" é quem provoca boa parte dos acidentes, graças ao excesso de autoconfiança, aprendi isso há pouco tempo da pior forma(não da pior, pois causou apenas danos materiais). Falar no celular dirigindo, esticar o braço pra pegar um objeto no banco de trás ou no porta luvas, BATER O CIGARRO NO CINZEIRO(aliás, FUMAR ao volante é INFRAÇÃO se não me engano, apenas um alerta para quem quer teto solar para fazer a fedorenta fumaça escapar logo do interior do carro), qualquer distração é suficiente para provocar um acidente.
    Amigo, você quando está ao volante está sujeito a todos os riscos de acidente, não importa se você dirige bem ou mal. E não é só do seu "talento" que depende o grau desse risco, depende também da habilidade de quem divide a rua com você, e o que não falta é gente irresponsável e/ou sem habilidade/destreza no trânsito. Logo, repense essa sua equivocada opinião sobre itens de segurança.

    Airbags não incomodam ninguém, ficam lá guardadinhos dentro do volante/painel/banco/coluna esperando um eventual acidente mais sério. E o ABS também não faz nada enquanto ele não é necessário, ou seja, enquanto as rodas não estão na iminência do travamento(e se você já sentiu várias a trepidação no pedal com ABS, é porque você não tem toda essa sua capacidade explêndida de dosar o freio na medida certa).

    Mas não, estes itens são caros demais para você certo? O teto solar para servir de chaminé pro seu cigarro vale mais que sua integridade física e a de quem anda com você no carro, muitas vezes pessoas queridas.

    E é por esse pensamento da maioria dos consumidores brasileiros que as montadoras cobram absurdos por esses itens, pois sabem que você não dá prioridade alguma pra segurança e prefere outros mimos desnecessários, então te empurram o carro sem eles lucrando bem mais e aproveitam para meter a mão em quem acha essencial ter segurança. Ainda bem que isso está com os dias contados porque Airbag e ABS vão ser obrigatórios em toda a frota daqui a alguns anos.

    ResponderExcluir
  33. Eu não entendo o porquê de tantas críticas.
    O autor do post apenas expressou o desejo de incluir ou excluir certos itens no seu "pró-prio" carro.
    Não está querendo que os carros de todo mundo seja como o dele.
    Ele não está impondo nada aos outros!
    É bem ao contrário do que alguns comentaristas estão querendo fazer com ele aqui.

    ResponderExcluir
  34. alguns acidentes são quase inevitáveis, mas apenas "saber dirigir" por mais cuidadoso que seja, não resolve muito coisa, não estou dizendo que precisa ser um piloto, mas existem técnicas e macetes que nenhuma auto-escola ensina e poucos infelizmente conhecem (se é que a internet está aí com toda informação teórica, o que ajuda um pouco), pisar no freio feito um demente por causa do abs e outros sensores e achar que isso resolve tudo, achar que a última geração de abs e demais tecnologias jamais deixarao seu super carro rodar numma curva, é lamentável

    ResponderExcluir
  35. Bob, você acha desprezível o ganho que o air bag junto ao cinto dá em relação a simples utilização do cinto?

    Além do que, air bags laterais atuam em uma direção que o cinto não tem eficiência.

    Em alguns casos, onde a estrutura do carro não aguenta, o air bag não serve para nada. Mas quando o carro é bem projetado e construído, o air bag pode fazer a diferença.

    Eu também fui resistente. Mas é mais seguro. E eu não sei se existe um ponto que a segurança seja suficiente.

    ResponderExcluir
  36. Antigamente, o público era mais restrito... Ou se sabia fazer algo, ou não se fazia.
    Hoje em dia, não se precisa saber operar um câmbio para dirigir, bem como não se precisa saber usar uma pena para conseguir escrever. Quem sabe essas coisas hoje em dia, no entanto, tem um diferencial.

    ResponderExcluir
  37. A simples divergência a respeito da necessidade ou não de freios ABS e airbags basta para esclarecer o óbvio: deveriam SEMPRE ser opcionais, quem quiser que compre e faça bom uso.

    Se eu pudesse, compraria SEMPRE meus carros sem ABS e sem airbags. Questão de assumir o risco, e ainda faria questão de falar para os paranóicos: "sinto muito, não poderei lhe dar uma carona, pois meu carro não tem ABS nem airbag, que pena!!!".

    O povo se preocupa tanto com ABS e airbag que se esquecem de coisas muito mais importantes: formação dos condutores, respeito ao próximo e às leis de trânsito, com penas severas para quem comete crimes de trânsito.

    Mas como é o país do faz de conta, vamos fazer de conta que só ABS e airbags bastam.

    FB

    ResponderExcluir
  38. Prezados, como está dito na coluna "SEGURANÇA A FÓRCEPS", link http://autoentusiastas.blogspot.com/2011/07/seguranca-forceps.html, por que o air-bag, por si só, é garantia de segurança (no sentido de minimizar lesões) ao motorista e passageiros? Como bem definiu Carlos Mauricio Farjoun, "imaginem airbags numa Kombi, por exemplo, protegendo o rosto do motorista, mas continuando a expor suas pernas e tronco da forma que a própria posição de dirigir do veículo os expõe. Iriam estar cumprindo a lei, mas estariam cumprindo sua função?"

    Abraços.

    ResponderExcluir
  39. Sigmund Freud13/08/11 21:51

    Cada um compra o carro com os equipamentos que desejar.

    Não sei pra quê esta necessidade de querer mostrar sua preferência aos outros repetidas vezes ou por meio outros, sem nem ao menos terem perguntado. Depois muda de opinião e a manezada vai na onda de novo.

    Merece ser tema de doutorado de psicologia...

    ResponderExcluir
  40. quem acha vital abs e airbag deveria guiar de capacete, uma proteção a mais

    ResponderExcluir
  41. Dependendo do modo de condução apenas freios a tambor já bastam.

    Quanto a airbag, encostos de cabeça, cinto três pontos e capacete, cada um que decida o o quanto vale ou não pagar por eles. Outros carros com ou sem isso não me afetamem nada.

    ResponderExcluir
  42. Cabral
    Da retenção do corpo ao banco, o cinto responde por 80%. Tanto que a bolsa é chamada de SRS - Supplementary Restraint System. O airbag de tórax e de cortina foram feitos exclusivamente para colisões laterais e capotagens, quando o corpo e a cabeça são atirados violentamente para o lado. Já numa capotagem em que o teto amasse muito (causa da paraplegia do Frank Williams), nem cinto, nem airbag adiantam. Quanto a mim, e eu queria que todos os motoristas agisssem assim, jamais vou sofrer uma colisão lateral em cruzamento, porque atravesso todos olhando atentamente. Pode ser com semáforo ou sem, de dia ou de noite, tendo placa de parada obritatória para a outra via ou não. Outra situação de me "encherem" a lateral seria numa rodada e o carro parar atravessado, mas isso, combinado com minha prudência e habilidade para dirigir, não tem como acontecer numa via pública. É por isso que dispenso o airbag, mas NUNCA o cinto.

    ResponderExcluir
  43. Não só estou com o Cabral, como também estou decepcionado com o fato do Bob ter uma visão "terceiro-mundista de executivo de indústria automobiística brasileira" a respeito do airbag. Aliás, não me surpreenderia se o cabeça-de-bagre da Fiat brasileira que já matou por asfixia duas vezes a Alfa Romeo no Brasil pensasse como ele...

    Airbag+Cinto é algo tão lógico que até uma criança entende...e além do mais, acabo de pesquisar so bre o assunto na Wikipedia, e ao contrário do que o Bob diz, o airbag caiu em desuso depois de ser introduzido nos EUA como substituto ao cinto ("...salvar a vida dos americanos bêbados que não usam cinto..."), e só foi popularizado após a Mercedes introduzí-lo em conjunto com os pré-tensionadores de cinto no W126 em 1981, sguida pela Porsche no 944 Turbo e Honda no Legend. Claro que me refiro aos usuais airbags frontais; não sei se valem a pena esses outros 12 que vêm atualmente...

    "Ar digital" eu também achava o cúmulo da frescura, mas finalmente dirigindo um carro com esse negócio descobri que ele não era chamado de "automático" à toa. O botão "Auto" realmente quebra o galho para regular o condicionador e o ventilador de acordo com a temperatura; e outro dia voltando do cinema numa noite de fria com o pára-brisa todo embaçado, apertei "Auto" e desembaçou rapidinho...no carro anterior, com "ar comum", dava trabalho pra desembaçar...

    Uma moda nova de que eu definitivamente não gosto são esses ridículos tapetes de carpete. O que mais tem em todo o território brasileiro é barro, areia e bosta de cachorro, e imagina o trabalho que dá limpar isso de um carpete. Além do mais, o forro do carro já é de feltro; quem quer pisar em carpete que tire os tapetes de borracha e pise direto no forro, oras... :)

    ResponderExcluir
  44. Bob, não depende só de você.
    Nada impede que alguém cruze uma preferencial e te acerte na lateral do carro.

    ResponderExcluir
  45. Olha Bob, se tem uma coisa que aprendi nessa vida é nunca subestimar a "capacidade de fazer merda" das pessoas. Por mais que sejamos cuidadosos os imbecis (ou os estabanados)ainda conseguem nos pegar mais cedo ou mais tarde. Eu não abro mão de airbag não por que acho que ele vai salvar a minha vida, mas por que ele pode vir a ser ser útil algum dia.

    ResponderExcluir
  46. alguém já ouviu falar em "MOTOCICLETA", que perigo!

    ResponderExcluir
  47. Da-lhe Dranger. concordo com a lista e referendo o coment do Bitú. E também uso o cinto desde que foi introduzido nos carros nacionais. SEMPRE. E todos em casa se habituaram sem frescuras.
    ABS, até onde sei só funciona em asfalto liso. No piso que nos oferecem, ele faz a "leitura" do piso e não dá conta de freiar de forma exata. Por isso trepica e por isso vira e mexe, encontramos carrões porrando quem estava na frente, pois o ABS não funcionou nem em freada de panico - razão principal de sua existencia - pois não "digeriu"o mapa topografico do asfalto... ABS ? no tanks... Air bag? prefiro não.

    ResponderExcluir
  48. eu tenho medo é de andar de TAM

    ResponderExcluir
  49. na boa, estatísticas dos últimos 20 anos, mortos TAM x mortos Viação Cometa?
    R:

    ResponderExcluir
  50. Paulo Ferreira13/08/11 22:46

    Concordo com o Luiz, é isso que eu queria. É o cumulo do absurdo, se você quer o melhor motor geralmente rpecisa levar airbags, pacotes de tecnologia fúteis, vidros elétricos em todas as portas... todo tipo de coisa perfeitamente dispensável.

    Que saudade da Uno turbo!

    ResponderExcluir
  51. Bob, dispensar air bag "porque eu sei dirigir" é complicado...
    Numa batida frontal, qual o carro que dá mais segurança? Um com air bags ou sem eles? Considerando que eles não interferem em nada, só auxiliam na proteção do motorista NO CASO de uma batida, não vejo porque meter o pau nesse equipamento.
    Quanto aos outros, nenhuma objeção às críticas.

    ResponderExcluir
  52. Para dirigir, passear, quero um tração traseira (dianteira até vai), sem absolutamente nada eletrônico, nenhum circuito integrado, nenhum processador, nenhum sensor.
    Nenhuma sigla, nada. Por isso que um Fusca pode ser tão visceral e legal.
    Já para carro de trabalho, tolero A/C e vidros/ travas elétricos e uma ie original. Já ABS, controle de estabilidade e outras bobagens acho até cafonas.

    ResponderExcluir
  53. Quero ver esse pessoal ae do contra desligando os airbags quando estes se tornarem obrigatórios.

    Airbag ninguém vê, então o brasileiro acha melhor gastar o dinheiro dele em rodas 18". Se não forem obrigatórios poucas pessoas pagariam a mais por itens de segurança.

    ResponderExcluir
  54. Uniblab, concordo com você. Segurança nunca é demais.

    Mas o Bob é assim mesmo, não gosta de airbags porque nunca precisou pela sua habilidade (apesar de se proteger com o cinto) e acha bobagem todo anti tabagismo e as estatísticas científicas relacionadas só porque ele e seus conhecidos nunca tiveram problemas com isso.

    Com o Bob eu aprendi basicamente duas coisas:

    - 90% de tudo que sei sobre carros.

    -Que a gente nunca vai concordar com tudo que uma pessoa diz, por mais que a admiremos.

    ResponderExcluir
  55. O Collor era um homem a frente de seu tempo. Mal ele sebia que a culpa por termos "carroças" aqui era dos próprios brasileiros.

    ResponderExcluir
  56. É verdade Caio...

    Quanto ao anti-tabagismo, ouvi falar de uma pesquisa que estabelece em 8% os fumantes imunes aos malefícios inerentes...aí estão todos os tios e avós que "fumaram desde os 10 anos e morreram centenários de velhice"...o problema é fazer parte dos outros 92%...tenho um caso desses na família da minha mãe e não gostaria de estar no lugar dele...

    ResponderExcluir
  57. Collor é homem muito a frente do seu tempo, até matou seu irmão, isso me remete a uma história antiga, ele tb foi expulso do paraíso, o cara é bíblico, deve andar com adesivo da família feliz

    ResponderExcluir
  58. O IMBECIL PREFERE FUMAR NO CARRO DO QUE BEBER UM COPO D'ÁGUA, SENÃO ELE NÃO É UM AUTOENTUSIASTA DE VERDADE... SIMPLESMENTE PATÉTICO...

    ResponderExcluir
  59. Anônimo 23:13

    De quem mais poderia ser a culpa por termos carroças?...

    Do "imperialismo ianque"?

    ResponderExcluir
  60. Bob Sharp, só alguém profundamente IDIOTA para preferiar cinzeiros a porta-copo. Porta-copo pode até ser feio sim ("coisa de americano", como diz o retardado), mas cinzeiro é coisa de IDIOTA MESMO.

    ResponderExcluir
  61. Escort 1.8 16v 1997 vem com teto solar. Fica devendo um pouco em suspensão traseira.

    ps. estou sem computador há algum tempo. Desculpe estar sumido, Bob. Estou acessando internet apenas via porcaria de celular.

    Abraço

    ResponderExcluir
  62. Bob, você disse que o airbag foi feito para os americanos bêbados que dirigem sem cinto. Mas em caso de colisão frontal, onde o condutor está sem sinto e o airbag é acionado, as chances de traumas e ferimentos já não são maiores, já que o airbag só funciona bem, se o passageiro estiver com cinto? Os dois não são feitos para trabalharem em sincronia?

    Renan Veronezzi


    Renan Veron

    ResponderExcluir
  63. Ahh, e direção hidráulica vai bem viu. Sempre!

    Renan Veronezzi

    ResponderExcluir
  64. De qualquer forma não há como negar que americanos bêbados morrem e matam menos que brasileiros bêbados.

    ResponderExcluir
  65. Anônimo 23:58


    Que eu saiba, beber no carro atrapalha bem mais o ato de dirigir do que fumar...

    ResponderExcluir
  66. Eu lembro do povo que reclamava de carro quatro portas por que era "mais pesado" e fazia o carro perder desempenho. Agora falam que ABS e air-bag são desnecessários.
    É só olhar o resultado de qualquer crash test de carro com e sem airbag (até de Gol no Latin NCAP serve).
    Agora, a criatura que falou da Kombi que vá se tratar. É um carro sem modificações desde 1900 e lá vai pedrada, que deveria ter sido banido do Brasil e que não tem nem suporte para airbag, tanto que vai ser deixado de ser produzido a partir da data que airbag for obrigatório no Brasil. E sobe proteger joelhos, dá uma pesquisada sobre a Land Rover.

    ABS trepidando é só se a criatura não sabe pisar no freio. Ele só aciona se a pisada é forte... e um cara que pisa forte no freio não pode dirigir carro sem ABS, é derrapada na certa em qualquer situação de risco. ABS com EBD funciona em piso molhado e outros pisos, ao contrário do que falaram aí. Mas cabe muito de ter BOM SENSO e NOÇÃO do limite da tecnologia, também. No meio do sabão não tem sistema que salve, só intervenção divina.

    Engraçado que o tal Bob Sharp não usa a seta e até já escreveu um texto reclamando dela. Uma pessoa dessas é referência para se falar de segurança? Imagina então um cara que ocupa uma das mãos para fumar ao volante... lembrei até do vídeo das dicas do Bob de como segurar a direção. Lendo isso, vi que é tudo uma grande piada.

    Pena é ter gente que está velha demais para mudar de opinião... vou parar de ler esse blog - tanta prepotência faz mal pra minha saúde.

    ResponderExcluir
  67. Cecílio leva fumo, huuuum, baitola das siglas, não deveria ter nascido, porque a partir desse momento vc começa a morrer, que mundo perigoso. vou consultar NCAP sobre desenvolvimento para automobilismo, já volto

    ResponderExcluir
  68. Esse Bob Sharp é uma besta humana. De fato ele praticamente não usa seta , vem com essa de que ter cinzeiro no carro é "legal" (cigarro é um veneno que apenas os bestalhões usam), e para fechar com chave de ouro, ele tem uma implicância patológica contra faróis de neblina, mesmo que regulados. Regualdos não ofuscam ninguém, e usarei sempre sempre sempre faróis de neblina. Se houver fiscalização, como deseja o Bob Sharp, ela será feita somente durante alguns mêses (lembram do caso do xenon?), aí eu darei "férias" aos meus faróis de neblina. Quando amolecer a fiscalização (isso é uma certeza), usarei perpetuamente os faróis de neblina. Não será o palavreado chulo e hostil do Bob Sharp que me fará mudar de idéia. Aguém que conhece carro a fundo, deveria já ter aprendido que o corte de luz desses faróis é mais baixo que o corte de luz dos faróis baixos. Esse sujeito é uma piada...

    ResponderExcluir
  69. quantas estrelinhas da NCAP seu carro tem? depende de quanto a fabricante contribuiu $$ com a NCAP para novos projetos e desenvolvimento

    ResponderExcluir
  70. Aléssio Marinho14/08/11 03:11

    A galera esquece que o Air Bag é um sistema COMPLEMENTAR ao cinto de segurança. Nada substitui a eficiência do cinto, que esse sim diminui a desaceleração do nosso corpo numa batida.
    Resumindo: te segura no banco. O air bag apenas o complementa.
    Quanto ao ABS, ele realmente faz diferença é na neve, onde se perde atrito com o piso por qualquer bobagem.
    Na chuva, se vc perde atrito com o solo, é pq vc ta sendo imprudente, daqueles que freiam dentro da curva e não antes...
    Ou seja, vc faz merda e acha que o ABS vai te salvar.
    Aprenda a dirigir antes de falar eguagem...

    ResponderExcluir
  71. E o Luiz só citou suas preferências...Imagine se ele ditasse ordens. Seria o início da Terceira Grande Guerra.
    Quanto a chamar fumantes de bestalhões ou de outros adjetivos nada sociáveis, presumo que são essas mesmas pessoas que passam em frente a um usuário de crack e acham normal, ou sabem de colegas de trabalho que cheiram cocaína, mas nada fazem porque também acham normal. Mas se um fumante estiver no outro lado da rua com seu cigarrinho na boca, fazem o maior dos escarcéus e o tratam como criminoso.
    Na verdade, são esses que reclamam dos fumantes que são os maiores bestas e chatos. Pensam que tem o rei na barriga, mas não passam de idiotas mesquinhos e ignóbeis.
    Daqui a sete dias completarei um ano e onze meses sem fumar e felizmente não me tornei um ex chato.
    Quanto a geladeira no carro, também acho dispensável. Não bebo refrigerantes, e água prefiro beber em temperatura ambiente.
    Airbag e ABS em todos os carros será moda e desvalorizará os que não os tiverem, assim como hoje são desvalorizados os carros que não são flex.
    E tem mais: De que adiantará o carro ter airbag, se está comprovado que quase 90% dos passageiros do banco traseiro não utilizam cintos?
    Cada um que faça suas escolhas.
    E tem mais:
    Quando o Estado começa a interferir muito na vida das pessoas, isso me faz lembrar muito do nazismo.

    ResponderExcluir
  72. CCN1410

    Estamos defendendo nossos argumentos contra e a favor; nenhum dos comentaristas regulares daqui defendeu intervenção do Estado.

    Como sempre a discussão só foi poluída pelos trolls e flamers anônimos covardes e xaropes.

    ResponderExcluir
  73. Para mim, Airbag é que nem colete a prova de bala: Só é necessário quando algum imbecil está te ameaçando com uma arma.

    O que mais vemos hoje é carro sendo transformado em arma.

    ResponderExcluir
  74. Pena que o assunto desandou desse modo, de minha parte só acho que o posicionamento de alguns contra o airbag baseando-se em saber dirigir é meio que inválido, principalmente quando alguns chamaram outros de "bração" por causa disso.

    Proponho colocar na lista que um carro não deve ter barras de proteção lateral, pois aumentam o peso e são totalmente desnecessárias, já que nenhum deus do volante JAMAIS será atingido por um carro na lateral.

    Um dos carros que sempre quis ter foi o 205 GTi, notoriamente um carro pouquíssimo seguro. Gosto dele, mas sei que é um ponto negativo a falta de segurança. Por isso, seja com ele ou com outros carros, faço o que posso para ter uma direção segura e precavida, evitando os loucos do trânsito. Não é por isso que vou desmerecer equipamentos de segurança, dizendo que eles são inúteis. Sou um entusiasta de automóveis, mas não acho que preciso seguir a cartilha das "leis máximas" dos entusiastas. Gosto de carro, não de "irmandades automobilísticas".

    ResponderExcluir
  75. Gustavo Cristofolini14/08/11 09:31

    Pneus radiais são muito melores que os diagonais. Seguram melhor o carro em cuvas, acelerações e frenagens. Mas eu vou dispensá-los pois são mais caros que os diagonais. Eu sou muito habilidoso, sou prudente e nunca, nada irá acontecer comigo. Aliás, vou dispensar a proteção das portas, o cinto de três pontos, pois o abdominal é suficiente. Aquele apoio para a cabeça, tambem não quero mais. Vou eliminar tudo o que me ajuda numa situação de emergencia, afinal, eu sou habilidoso, sou 'o bomzão' do volante e nada de mal ou ruim acontecerá comigo, pois sou muito fodão atrás de um volante. Airbag pode salvar uma vida, ABS pode ajudar a freiar com um lado do carro em cima do óleo, o EBD ajuda a vc seguir em linha reta enquanto freia sobre o óleo. Mas tem gente que acha que nunca nada irá acontecer consigo e confia cegamente em sua habilidade. Isso é triste.

    ResponderExcluir
  76. Bob
    Você certamente deve conhecer o trecho elevado da SP123, lá entre Campos do Jordão e Santo Antônio do Pinhal. Em 1996 um de meus tios, praticante da direção defensiva, descia a serra em seu Mille ELX 95 a cerca de 70-80 km/h, como sempre fez e faz até hoje. Em determinado momento um Brasília embalado com dois malucos dentro surgiu numa curva ultrapassando meu tio, que ao avistar o carro emparelhado deu um breve toque no freio para auxiliar e se livrar dos malucos. Só que o motorista Brasília rodou ao voltar para a pista da direita enquanto meu tio continuava a frenagem. O resultado foi a morte dos dois "brasilieiros" e dois meses com a "boca amarrada" para calcificar os ossos da face do meu tio, que teve inclusive que refazer seus documentos pois o impacto fraturou e "afundou" a parte superior do osso nasal "empinando" o nariz protuberante (sim, ele era narigudo assim http://2.bp.blogspot.com/_9zwmlBSHKCA/TExSGTg2ifI/AAAAAAAAACQ/AvrmoeCuZ-o/s1600/Duque_Wellington.jpg e ficou assim http://caudalonga.com/wp-content/uploads/2011/06/ryan-dunn-jackass.jpg).
    Não tenho dúvidas de que o airbag teria evitado a dor, os transtornos e principalmente o impacto de ter um "novo rosto" sem querer.


    Sempre dispensei o ABS, mas na hora do airbag lembro desse acidente que perícia, destreza e direção defensiva não evitariam. Sei que airbag salva pouquíssimas vidas (casos de concussão e possíveis fraturas na caixa torácica), mas tenho certeza que pode evitar esse tipo de inconveniente.

    ResponderExcluir
  77. Concordo plenamente com a lista, PRINCIPALMENTE sobre air bags e freios ABS. Taí duas "muletas" que não aceito, mesmo ajudando em alguns (poucos) casos e, ainda assim, de emergência, que fique bem dito. Também não faço questão dos cinzeiros, já que não fumo, e ainda cortaria os controles de estabilidade.

    Os comentários do Bob e do Bitu disseram tudo: quem dirige defensivamente, muito raramente se encontrará em situações nas quais seria de grande auxílio o ABS, air bag e outras saladas de letrinhas...

    De fato, o Focus modelo antigo é o carro que mais se aproxima dessa descrição, exceto pelo fato de ter umas gordurinhas em excesso (o meu 2002 pesa quase 1200 kg...) e, quando novo, não era um carro que poderíamos chamar de barato. Porém, não dá para viver somente de usados, um dia eles acabam, literalmente.

    ResponderExcluir
  78. O problema é que a maioria não é entusiasta e não entende que o negócio é evitar acidente, andar em limites aceitáveis onde se aplica.
    Vivo em Londres a mais de cinco anos e dirijo 200 km diariamente.
    O transito no centro de Londres é terrível, mas é uma grande surpresa quando se dirige fora dele, como eu faço.
    Os motoristas são mais cordiais e educados, seguros e hábeis. Não vejo acidentes, pelo menos não causados por velocidade. A maioria é em baixa velocidade, e causada por pura falta de atenção.
    Muitos aqui nos comentários têm falado que habilidade é andar em alta velocidade, mas esquecem que parar num cruzamento, e fazê-lo com a devida atenção e cuidado é não só uma obrigação, mas uma habilidade quando este se torna automático. Isso vale para rotatórias, saídas e entradas de estradas, mudança de faixa, ultrapassagem.
    Quando é tudo feito com parcimônia e bom senso, não dá errado.
    O comentário de Dranger vem do desejo de ter um carro eficiente em segurança ativa.

    ResponderExcluir
  79. Eu tomo cuidado em 99% dos cruzamentos, e nesse 1% que eu não tomo sempre fico com peso na consciência. "Poderia ter sido hoje". Inclusive passando no sinal verde durante a noite, sem tomar cuidado....

    E eu não ligava para air bag, até meu pai falar que ia comprar um carro para pegar a estrada, pequeno, com motor bom e sem air bags. Eu censurei meu pai. Por mim ele só andaria de Panzer, então eu nunca economizaria nada em segurança em um carro para ele.

    ResponderExcluir
  80. Realmente, bater de frente para quem dirige bem e defensivamente é muuuito difícil, mas muito fácil para os distraídos. No caso de ser colhido pela lateral, também é algo evitável. No caso de colisão traseira, o mais importante é o encosto de cabeça (isso eu comprovei na prática). Então, a melhor combinação para mim é: cinto de segurança, boa posição no banco e muita atenção. Acho mais eficiente que ABS e air-bag. Discordo do vidro elétrico, pois é útil nesses dias de violência, quando não demorar-se muito ao entrar e sair do carro é uma boa atitude. Acionar o alarme à distância e o carro se trancar todo é uma boa (especialmente os quatro portas).

    ResponderExcluir
  81. Patético...essa foi a palavra que eu mais li neste post.


    Patético são todos os "Anonimos" que criticam o Bob Sharp neste espaço, bem como o leitor que gosta de fumar em carro!

    Patético são esses anônimos que nem coragem de escrever o verdadeiro nome tem

    Patético é se dar ao trabalho de entrar aqui só para escrever coisas ofesivas. Não concordar é uma coisa, emitir uma opinião também, ofender ee outra.

    Patético (ainda mais) é bancar o brasileiro mediocre que aprende em orelha de livro alguma coisa e já se acha Doutor. Por isso que o Jornalismo (tanto o politico quanto o especializado) está tão baixo o nivel. E viva Revista Caros Amigos, a anta do Mino Carta....

    Ponham nome, se exponham, falem o que pensem. Não se escondam sob o vú do anonimato. Até a constituição em seu Art. 05 garante o direito de livre expressão, vedado o anonimato!

    TENHAM CORAGEM!!! Ponham a cara para bater, se exponham e escrevam as ofensas que os Srs escrevem com a coragem do Bob Sharp e do leitor Luiz Dränger que tem a coragemd e assinar o proprio nome.

    ResponderExcluir
  82. Já imagino quando air bag for totalmente obrigatório aqui, a quantidade de carros com painel remendado depois de uma batidinha de esquina, já que a grande maioria anda sem seguro.

    ResponderExcluir
  83. Boa tarde. Sou engenheiro e trabalho no setor de seguranca ativa em uma multinacional na alemanha. Como trabalho em R&D, tenho a responsibilidade de checar a eficiencia de alguns sistemas e desenvolver outros. O objetivo disso tudo eh o de reduzir as fatalidades na europa, coisa q ateh agora tivemos bastante sucesso. O Airbag e o ABS com certeza contribuiram muito para a reducao de mortes. Outros sitemas como a frenagem automatica, comunicacao entre vehiculos, uso de sensores a laser para deteccao de situacoes de risco, etc. estao ainda no comeco e provavelmente contradizem totalmente a visao de pessoas que eu respeito muito e admiro como o BS. Uma coisa que nao se deve esquecer eh q nem todos sabem dirigir como pilotos profissionais e geralmente vc necessita sempre de um tempo pra se adaptar a um carro. Um bom exeplo disso eh qdo vc aluga ou empresta um carro com muita potencia (BMW M3 por exemplo). Hj em dia vc nao precisa qse nada de tecnica para dirigir com muita seguranca mesmo nao conhecendo o vehiculo perfeitamente. Isso gera de forma geral um aumento de conforto mto grande mas eh um problema entre jovens que acabam abusando da seguranca. O uso de mecatronica acompanhado por boa educacao em casa eh um bom caminho para reduzir o numero de mortos no transito. Minha visao eh reduzir esse numero para uma coisa insignificante, evitando tirar o prazer das pessoas q cresceram com a paixao por automoveis e nao por iPads. Para essas pessoas sempre vai existir a possibilidade de desligar todos esses sistemas de protecao.

    ResponderExcluir
  84. De novo? E de novo os sem-opinião indo no embalo?

    ResponderExcluir
  85. Haha, o mais hilário são os maria-vai-com-as-outras. Até nos cintos eles imitam. Nada mais idiota que usar cinto pra ir na esquina. Não são os "bnozão"?

    Sessão comédia...

    ResponderExcluir
  86. "Cada um compra o carro com os equipamentos que desejar.

    Não sei pra quê esta necessidade de querer mostrar sua preferência aos outros repetidas vezes ou por meio outros, sem nem ao menos terem perguntado. Depois muda de opinião e a manezada vai na onda de novo.

    Merece ser tema de doutorado de psicologia..."

    [x2]

    ResponderExcluir
  87. É, meu avô dizia, nunca diga nunca. Bob, muita gente boa de braço já morreu dirigindo e te digo, por melhor que seja, um dia pode acontecer contigo, torço que não, mas pode. Tem opiniões que não devemos colocar em um ambiente desses, que deveríamos ter a sapiência de guardar para si mesmos e essa sua seria uma delas. Assim voce incita a muitos brasileiros que aqui aprendem com voce sobre teoria a achar que aprenderam a pilotar pois já viram um vídeo seu e em uma situação de emergência não travarão as rodas ou quebrarão a cara em um volante sem air-bag. Recentemente aqui perto de casa um rapaz morreu pois ele tinha acabado de entrar no carro estacionado, tinha colocado o cinto e se preparava para ligar o carro veio um imbecil descontrolado na direção contrária e o acertou de frente, mesmo com cinto o rosto dele se chocou com o volante causando o falecimento. Agora te pergunto, voce teria evitado esse acidente com sua Grande habilidade? não teria morrido também ou sua destreza teria feito voce estacionar o carro em outra vaga??? Pense a respeito antes de colocar sua habilidade acima de tudo nessa vida louca vida. te admiro muito mas mesmo voce precisa aprender a mediar as palavras.

    ResponderExcluir
  88. Ivo Junior14/08/11 15:32

    Pessoal, a lista é muito apetitosa. Todos gostaríamos que fossem feitos carros assim, para reais entusiastas, sempre lembrando da tração TRASEIRA (não é AK?).

    Porém, a grande maioria não sabe sequer onde fica o bocal do tanque, muito menos sabe dirigir. Querem mais recursos que compensem a falta de habilidade do que um puro-sangue. Por isso, as fábricas não os produzem.

    Além disso, não podemos esquecer que muitos excelentes motoristas morreram inocentemente por barbeiragens alheias (imbecis forçando ultrapassagens e tantas outras barbaridades nas estradas). Acredito que a segurança passiva num automóvel é essencial, afinal nossa vida não tem preço. Abraço.

    ResponderExcluir
  89. "um ar-condicionado eficiente, não necessariamene automático ou de duas zonas".

    Quanta verdade num pedido tão simples. As pessoas não sabem mais valorizar o que é bom e bem feito.

    A turma só procura o que é a moda e o luxo, mesmo que isso seja um lixo e não funcione.

    ResponderExcluir
  90. Essas polêmicas todas acontecem pq muita gente entra aqui e esquece que está no "autoentusiastas"...
    Esta postagem é dentro do perfil do site. Não concordo com muita coisa, mas a linha de raciocínio deste blog é essa, diferente de outros, como BCWS ou NA.
    Conhecem uma coisa chamada "linha editorial"? Então... É como comprar a Veja e reclamar que fala mal dos MST, cada veículo de informação tem seus critério.

    ResponderExcluir
  91. Volta pro NA, e larga de puxar saco

    ResponderExcluir
  92. Concordo com o Luiz e o Bob. Nós deveríamos ter OPÇÕES na compra do automóvel. Opção de comprar um, digamos, Clio 1.6 16V ou Focus 2.0 16V com os opcionais que quiséssemos e não aqueles pacotes que nos EMPURRAM.

    Bolsas infláveis só "salvam vidas", se e SOMENTE SE o peão estiver usando o cinto. Sistema antitravamento salvam vidas daqueles que abusam. Se os "pilotos" mantiverem-se dentro das normas, mantendo distância do veículo à frente compatível com a velocidade e condições da pista, dirigir COM atenção e RESPEITAR os limites de velocidade - limites estes não os impostos pela sinalização, mas pelas condições da pista - não há necessidade de frenagens bruscas.

    Porta copos? Meu carro não é buteco...
    Cinzeiro? Eu passo. Mas é útil para os que fumam.
    Porta bugigangas? Meu carro não é "quarto de despejo" e salvo algum combustível aliviando o peso morto.
    Bancos de couro? Serve para os fetichistas... Não vai mudar nada sentar em couro, tecido, corvin ou qualquer outra coisa. BONS bancos fazem A diferença.
    Controle de tração? No Brasil é inútil. Não enfrentamos neve. E os controles de tração não servem para arrancada.
    Diferencial blocante. Comprasse um Jeep Willis! Aquilo sim é veículo para enfrentar atoleiro. Totalmente inútil para os "aventureiros da cidade".
    Ar "digital"? Porr@! Isso que é preguiça de virar um botão!
    DVD? Lugar de assitir filme/TV é no cinema ou em casa, não no carro.

    Camera de ré. Isso é de cair o orifício anal da região das nádegas! Amigo! Devolve a carteira pois isso é o mais básico do básico para se movimentar um veículo... Nego deveria ter vergonha de "mostrar" que tem isso.

    Entre outras "baboseiras" como engate traseiro para "phoder com o próximo e não comigo", luzes xenon no lugar de luz por filamento em faróis que foram desenvolvidos para a última, etc, etc, etc.

    Mas o marketing faz milagres mesmo. Nego compra por ser induzido. Não sabe pra quê, mas está comprando...

    Complicado...

    ResponderExcluir
  93. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  94. Gustavo Cristofolini e outros

    Não faz muito tempo (2009), um amigo foi para o Salão de Detroit e, logo ao chegar ao aeroporto, alugou um Nissan Versa (o Tiida mexicano).

    HAVIA A OPÇÃO de alugar o carro com ou sem freios ABS. Isso em janeiro, naquele inverno tipicamente sueco de Detroit, com as ruas salpicadas de sal para derreter a neve e pontos de black ice.

    ABS existe para essas situações, em que a aderência do piso impede uma pessoa normal de ficar em pé sobre ela sem escorregar. É um saco ter que ficar controlando pequenas derrapagens a 20 Km/h, é muito mais fácil pisar no freio e deixar que o duente eletrônico lhe ajude.

    Agora aqui no Brasil, sem neve alguma, o freio ABS pode ter sua utilidade, mas não chega a ser indispensável.

    Infelizmente a maioria das pessoas que defendem o(s) deputado(s) que votou(aram) pela obrigatoridade do ABS nem saber fazer uso do equipamento, elas pisam no freio e aliviam a pressão no pedal quando sentem a trepidação... E se sentem mais seguras agora, é realmente complicado isso.

    FB

    ResponderExcluir
  95. Eu sou o anônimo que no calor da polêmica ofendeu o Bob Sharp. Peço desculpas, pois sei que exagerei. Mas estou abandonando esse site destinado a pseudo-autoentusiastas, pois é um site que não me parece ser contra o tabagismo, prega que o correto é correr nas estradas para mostrar que é o bonzão, há até uma crítica ao uso das setas no BCWS, etc... São muitas bizarrices... Eu reconheço os meus erros. Seria bom que esse site se tornasse mais humano, e parasse de pregar coisas erradas.
    Mais uma vez Bob Sharp, me desculpe pelas ofensas que eu lhe fiz. Mas também reveja os seus conceitos, pois na vida nunca é tarde para melhorarmos o que somos.

    ResponderExcluir
  96. O problema é que esses anônimos nuna cumprem suas promessas de ir embora...

    ResponderExcluir
  97. Anonimo das 14/08/11 17:40
    Vai tarde...

    ResponderExcluir
  98. Aos que disserem "vai tarde" ao anônimo de 14/08/11 17:40, eu respondo: Vão procurar mulher.

    ResponderExcluir
  99. Air Bag pra AutoEntusiasta são aqueles seis ou sete PARES que estavam, dentro do carro, no Faustão no lançamento da JAC ( texto do Bob sobre o carro logo acima)................

    Depois de analisar umas batidas em que Air Bags não abriram, fico na dúvida se os sensores dos mesmos estão na mesma posição de suas versões do primeiro mundo ou se eles-sensores- estão colocados " mais a salvo ".

    Sei não hein...

    ResponderExcluir
  100. Ué, basta fazer do Lotus Elise um carro de grande produção. Resolvido o problema.

    Pra sonhar não se paga IPVA.

    ResponderExcluir
  101. Pois eu quero tudo do bom e do melhor e não ligo de pagar para isso.

    ResponderExcluir
  102. Sobre o ABS...

    ABS sem EBD é melhor não ter.

    A Toyota Hilux tem ABS mas não tem EBD...um crime para uma picape de R$130 mil....

    A Ranger com seus 80 mil na versão XLT tem os 2! Freia muito melhor que a Hilux e quem me disse isso experimentou as duas picapes por bastante tempo (sendo a Ranger já bastante rodada e portanto com freios gastos e a Hilux, zero km)

    Agora o airbag obrigatorio só vai encarecer o custo do automóvel e do seguro para o consumidor final. Ultimamente as seguradoras estão dando Perda Total para carros que por uma razão ou outra estouram Airbag.

    Um tio teve PT em um Civic que, por conta de ele passar sobre umas tartarugas grandes daquelas de canteiro e por azar, abriu o airbag. Resultado, Perda total num Civic que arrumaria facil

    ResponderExcluir
  103. Tenho dó do seu tio, mas um pokemon a menos é bom demais....

    ResponderExcluir
  104. Gustavo Cristofolini14/08/11 20:09

    Bitu, a maior utilidade que vejo para o ABS no Brasil é justamente freia numa situação de aderencia reduzida, chuva, pista melada ou ainda com óleo. Tive a oportunidade de travar uma das rodas, certa vez, ao TOCAR no freio. Imediatamente o carro desviou a trajetória para a pista de sentido contrário, por sorte não havia ninguem vindo em sentido contrario. Apenas me diga se numa situação dessas o ABS+EBD fariam o carro andar em linha reta, freiando, sem travar uma das rodas. Se o carro desviar da mesma maneira eu admito que estava errado, faço outro post para pedir desculpas do meu exagero e encerro o assunto. Vale lembrar que 99% da população que dirige carros não são entusistas e na primeira escorregada que o carro der de traseira vão "subir" no freio para parar o carro. Sou da opinião de que tudo que possa ajudar para evitar um acidente e ferimentos nos passageiros é válido.

    ResponderExcluir
  105. Claro. Logo logo vão obrigar todos os ocupantes do carro a usar Hans e Capacete.

    ResponderExcluir
  106. Cara, é incrível como as pessoas "inteligentes" daqui não sabem sequer interpretar um texto!

    Quando o rapaz diz "o autoentusiasta dirige bem e a possibilidade de um acidente é mínima", ele não diz de maneira alguma que "não vai acontecer". Ele diz, e eu concordo, que quando se dirige bem e responsavelmente, o risco de um acidente é bem menor, mas não fala que hora nenhuma que "nunca vai bater o carro". O Bob pode até ter ido mais além, mas mesmo assim com seu respaldo.

    "Ah, e SE isso? Ah, e SE aquilo?"

    Deve ser falta do que fazer ter tanto prazer em gerar polêmica, nossa senhora...

    ResponderExcluir
  107. Gustavo Cristofolini14/08/11 22:54

    Acho que todos deviam parar de pagar seguro do carro, afinal a chance de acontecer alguma coisa é muito remota.

    ResponderExcluir
  108. Sherman

    O Mahar costuma dizer que não existe motociclista velho e imprudente. Ou você é imprudente e morre cedo ou é prudente e consegue chegar a uma idade um pouco mais elevada.

    Essa frase do Mahar eu aplico aos motoristas também: o Bob é habilitado desde 1960, está beirando os 70 anos e até onde eu sei, nunca se envolveu em acidente sério, justamente por saber andar forte sem se expor de maneira desnecessária.

    "Ah, é sorte", dirão alguns. Se fosse mesmo sorte, acho que o Bob estaria bilionário, de tanto ganhar na Mega Sena.

    O Luiz Dranger tem 60 anos e até onde eu sei também nunca sofreu acidente sério. Eu tenho 31, são apenas 13 anos de habilitação, mas acredito que seguirei o mesmo rumo, pois sei evitar toda e qualquer situação de risco.

    Qualquer um está sujeito a acidente, com ABS ou sem, com air-bag ou sem. Eu prefiro muito mais a apreensão de saber que meu carro é inseguro (e dirigir com mais prudência) do que botar fé em duendes eletrônicos e andar por aí mais relaxado.

    Sensação típica de dirigir um Fusca: qualquer batidinha é fatal, então o melhor é respeitar as limitações da máquina e evitar situações de risco (mas ainda dá para acompanhar carros mais modernos nas curvas a 120 Km/h, basta assumir o risco).

    FB

    ResponderExcluir
  109. Luiz Dranger14/08/11 23:22

    É Bob,
    Esse post causou uma tremenda polêmica, porém acho que escrevi mal, pois não sou contra air bags, ABS e bancos de couro. Só prefiro investir os R$5000 ou mais que custam essas tralhas em um conjunto melhor.
    E Bitu, obrigado pela força ! Nunca me envolvi em acidente sério e olha que já rodei bastante, desde os 10 anos de idade.

    Abraços, Luiz

    ResponderExcluir
  110. Essa do seguro é boa. Se está todo mundo tão confiante que nunca acontecerá nada, então o seguro é um dinheiro posto no lixo.

    ResponderExcluir
  111. Em carros zero km o custo desses equipamentos ainda é um pouco elevado.
    Em carros usados a diferença é irrisória.

    ResponderExcluir
  112. ALessio Marinho15/08/11 00:39

    Alexei;

    Já estão obrigando a usar capacete ao guiar carro. Tomei uma multa este ano por não usar o equipamento!

    ResponderExcluir
  113. O Bob tem carros sem ABS e já disse que teria os de nova geração. O mesmo com caixa manual, dizia que só ela, depois abençouo a robotizada e depois já disse aqui que teria uma AISIN. O Bitu tem uma Santana tunada que já se espera o que tem.

    Qualquer um já percebeu qual é a de vocês: jogar pra galera.

    ResponderExcluir
  114. Quanto ao Airbag e ao ABS, que alguns julgam dispensáveis e outros os defendem de forma ferrenha, considero da seguinte forma:

    O que é mais seguro: um Volvo 240 1979(fabricado antes do Airbag e do ABS) ou uma Kombi com Airbag e ABS?

    Para mim, um carro só é seguro se for planejado para isso. O Airbag e o ABS ajudam, sim, mas não fazem nada sozinhos.

    ResponderExcluir
  115. Bob de Petrópolis15/08/11 08:09

    Tração traseira, claro!

    ResponderExcluir
  116. Luiz! Concordo plenamente. Só colocaria um santo antonio, para proteção e tb, pela rigidez.

    Tazio Nuvolari

    ResponderExcluir
  117. Por mais habilidoso que seja o motorista, alguma vez na vida já foi ou será necessário fazer uma frenagem de emergência. Nessa situação agimos por instinto e a primeira reação da maioria, mesmo dos mais experientes, é afundar o pé no freio. Nesse caso o ABS é muito bem vindo. Conhecemos suas desvantagens, mas suas vantagens as superam.

    Além disso, nem todos têm condições de ter mais de um carro. Em geral, temos que nos contentar com um único carro que supra as necessidades e desejos de um autoentusiasta e pai de família. Como pai, aprecio os "penduricalhos": DVD (acalma criança), porta luvas refrigerado, ABS e Air Bag.
    E outra: minha mulher também precisa dirigir o mesmo carro algumas vezes. E de autoentusiasta ela não tem nada.

    ResponderExcluir
  118. O cara só disse que queria ter opções, coisa que temos cada vez menos (apesar dos cada vez mais numerosos modelos). Cada um faz as suas. Não precisa xingar, nem ofender, nem nada. Para quem disse que 'todos' deveriam deixar de fazer seguro, errado: só os que dirigem bem, ainda assim o carro pode ser roubado, então mantenha seu seguro, por favor.

    ResponderExcluir
  119. Felipe Bitu,

    Falou tudo.

    Qualquer um está sujeito a acidente, com ABS ou sem, com air-bag ou sem. Eu prefiro muito mais a apreensão de saber que meu carro é inseguro (e dirigir com mais prudência) do que botar fé em duendes eletrônicos e andar por aí mais relaxado.

    Eu ainda citaria o seguro. O tanto de gente que eu ouço falando "ah, se bater, tem seguro"... e todo mundo dirige longe da prudência necessária, já que se acontecer alguma coisa, "o seguro resolve". Além do que, na minha opinião, o seguro acaba sendo um dos dinheiros mais desperdiçados pra se gastar num carro. Meus carros não têm e eu nunca senti a mínima falta.

    ResponderExcluir
  120. Desculpe Gustavo, mas quando se trata de DVD no carro, é umas das coisas que não consigo engolir. Com tantas coisas que existem para mostrar às crianças quando estão no carro, fazê-las perder tempo com DVD é o cúmulo do absurdo.
    Quando meus filhos eram pequenos, eu aproveitava as viagens para lhes mostrar as paisagens, cidades novas e suas particularidades e ensinava-lhes também, geografia e a história do local por onde passávamos.
    E na cidade...Bem, fale com elas e diga para que olhem para as pessoas, que observem seus jeitos e maneiras, as particularidades de cada um e assim por diante.
    Hoje, meus filhos já adultos, agradecem por isso e sempre que nos encontramos, comentamos a respeito.
    Meu filho, por exemplo, adorava pontes e eu sempre reduzia a velocidade quando passava por elas.
    Nossa, Gustavo. DVD no carro é atraso de vida. Pense nisso...

    ResponderExcluir
  121. só comprar um xr3 88 em estado mais ou menos por R$ 3000,00 como eu fiz, com ar condicionado, vidro elétrico e teto solar, depois enfiar um duratec 2.0 16v com uma injeção regulavel. Essa última parte vai demorar um pouco pra sair, mas deve ficar bom hein?

    ResponderExcluir
  122. CCN1410, concordo contigo. Eu disse que aprecio o DVD como um penduricalho no carro. Mas não tenho no meu. Na verdade, seria melhor dizer que eu entendo quem tem, pois as vezes é difícil acalmar a molecada. No mais, você está certíssimo.

    ResponderExcluir
  123. Não entendo essa polarização criada:
    Ou eu sou um cara prudente que faz tudo certinho ou eu dirijo de maneira imprudente confiando na eletrônica. Porque deve ser assim?

    Quer dizer que não pode existir alguém ultra prudente e confiável no volante que mesmo assim queira ter a certeza da segurança extra propiciada pelo Airbag?

    Ano passado ou retrasado caiu uma passarela numa estrada paulista. Um Gol G4 bateu de frente, o motorista morreu na hora devido ao impacto da cabeça no volante. Poderia estar vivo.
    Será que vale mensurar se vale a pena ou não?

    Eu confio em mim, mas todo ser humano é sujeito a falhas e eu gostaria de saber que tenho tudo a disposição para permanecer vivo.
    Acho arrogante esse papo de "não preciso disso".
    Não sei porque essas pessoas usam o cinto, já que não batem nunca.

    Espero que não seja necessário um acidente para mostrar que todos nós podemos errar e neste caso, qualquer ajuda é bem vinda.

    ResponderExcluir
  124. o Bob mesmo já falou tudo em post próprio, Lotus Elite. Aquele mesmo conceito atualizado.

    ResponderExcluir
  125. Durante toda esta discussão, eu só conseguia pensar no Porsche acertando o Tucson.

    ResponderExcluir
  126. Para simplificar a opinião de todos, já que a grande maioria adoraria ter: Um carro com todas as coisas modernas que existe para o dia a dia, outro maior também com tudo que tem direito para viagens longa, e o terceiro, ai sim ! Esse teria que ser quase carnal e direta a coisa entre maquina e autoentusiasta ! Um carro "leve", potente e com um ótimo conjunto geral, e seguro, por que não.

    Não estou certo ?

    ResponderExcluir
  127. bob,
    respeito muito sua opnião, seus posts, seu jornalismo e principalmente sua pilotagem.
    só discordo de você ser contra itens de segurança que não prejudicam em nada uma boa tocada.
    freios abs tiram sim um pouco da emoção, mas basta retardar um pouco seu funcionamento para que só funcionem em situação de emergência.
    essa de piloto experiente pode dispensar esses itens realmente não colou, afinal de contas, os pilotos de f1 hoje contam com freios abs (de atuação um pouco atrasada), controle de tração, de estabilidade, ebd e cintos de segurança de cinco pontos, apesar de serem os melhores pilotos do mundo.
    sei que é muito experiente como piloto, mas desconheço em sua carreira algum momento que ao menos o aproximou de ser piloto de f1.
    sei que pode achar o comentario ofensivo (juro que não é), e por esse motivo prefiro me manter no anonimato.

    ResponderExcluir
  128. Se a obrigatoriedade do ABS e do Air Bag tivesse sido aprovada no governo do Fernando Henrique Cardoso, todos os autonentusiastas deste blog estariam aplaudindo a atitude do governo, devido a preocupação com a segurança da classe média alta que poderia comprar carro zero km. Enquanto isso o escândalo do Detran paulista ninguém comenta.

    ResponderExcluir
  129. O Paulo Roberto foi no cerne da questão: o que nós (bonzões, super-homens, entre outros adjetivos que alguns gostam de dar) queremos é simplesmente ter a opção de comprar um carro sem airbag, ABS e outras sopas de letrinhas, simples assim. Aqueles que preferem carros assim equipados, ótimo, todos seriam felizes se houvesse direito de escolha. Porém, devido a uma canetada do congresso lá na ilha da fantasia, vou ter que levar um dispositivo que não gosto, pagando por ele.

    Prefiro muito mais investir R$4000 reais em sistema de freios, suspensões e pneus mais eficientes do que pagar R$2000 por esses duendes que provavelmente jamais precisarei usar. Frenagem automática ao se aproximar em demasia de outro carro então, me causa desespero só de pensar!!! O dia que não souber mais quando precisar frear meu carro, rasgo minha carta e desisto de dirigir...

    ResponderExcluir
  130. Road Runner

    Eles podem chamar de "bonzão", do que bem entenderem, já enfrentei algumas situações de pânico ao volante que foram perfeitamente contornadas pela habilidade adquirida ao longo dos anos (fora os cursos de direção e pilotagem).

    Por isso mesmo evito chamar essas ocasiões de "situações de pânico": trata-se de uma situação de EMERGÊNCIA, muito sangue frio e autocontrole para efetuar cada comando na hora certa.

    Não há nada de super-homem nisso, está ao alcance de todos, mas essa turminha só quer saber de encher o saco.

    FB

    ResponderExcluir
  131. marcelo vieira (jmvieira)16/08/11 11:21

    só vou discordar do ABS e do air bag, pq tem situações que fogem ao nosso controle por melhores que sejamos.

    ResponderExcluir
  132. São duas coisas diferentes discutidas aqui.

    Uma é a opção de escolha que não deveria ser negada ao consumidor, caso da obrigatoriedade dos equipamentos de segurança a partir de 2014.
    A outra, e que levantou a polêmica, é que esses itens (abs e airbag)são inócuos ou atrapalham quem é bom de volante.

    Eu só tive um acidente em minha vida e foi com minha moto (distração/automático + o motorista com pressa e que não me viu) e graças a Deus, sem maiores consequências, e apesar de não ter carro equipado com nada disso, sou a favor da existência deles em todos os veículos.

    O erro do governo não é obrigar estes itens virem de fábrica, e sim não mudar a forma como todos os motoristas são treinados ao tirar o "porte de arma", vulgo CNH.

    ResponderExcluir
  133. Problema é que uma parcela das pessoas hoje em dia não tem educação e não respeitam a opinião alheia.

    Entendam que se o Bob afirma que prefere não ter Air bag em seu carro, isso não quer dizer que isso soa universal e é o certo, o que é absolutamente o gosto e opinião dele, isso serve se ele prefere sorvete de limão, cor azul ou se gosta de dormir de samba canção, se gosta de mulheres morenas...

    ...

    E sim re-afirmo que deve abolir o Anonimato, pela simples questão do internauta em assumir a sua opinião e sua identidade.Que como vemos pelo mundo a fora na internet, isso esta se tornando um grande problema.

    ResponderExcluir
  134. Felipe Bitu,

    Perfeito seu comentário. Acho estranho como alguns se colocam numa posição inferior, se achando incapazes de atingir determinado grau de habilidade ao volante.

    E de super-homem não tenho nada, estou longe disso! Nunca fiz um curso de pilotagem, mas devido ao tempo que dirijo (quase 20 anos...) e vontade de estar sempre se aprimorando ao volante, me permite enfrentar situações de emergência sem desespero. E já passei por cada uma que até parece mentira ter conseguido manter o controle da "barata"...

    Abraço!

    ResponderExcluir
  135. "Isso é para quem pode. Nossas estatísticas de vida pessoais mostram isso que você estranha. Sinto muito desapontá-lo."

    Grades coisas. Meu avó viveu até os 90 anos vivendo na roça, sem água tratada, sem esgoto, sem energia elétrica. Plano de saúde? Ficção científica. Quer dizer que posso de abrir mão disso tudo que eu tenho e ele não pois é desnecessário? Pela lógica da frase acima a resposta deve ser sim, né?
    Nunca ví tanta arrogância para defender pontos de vistas tão retógrados.

    ResponderExcluir
  136. "O equipamento foi inventado nos EUA para salvar a vida dos americanos bêbados que não usam cinto. Depois virou moda."
    O Air bag foi desenvolvido e lançado pela Mercedes-Benz, para os carros da classe S. Tem todo o tipão mesmo de carro de americano bêbado.
    E essa moda pegou mesmo, pois em todos os mercados avançados do mundo, como Europa e Japão, o Air-bag e o abs não são obrigatórios, mas ainda sim carros sem esse ítens não vendem pois os consumidores não comprar. Sim, os mesmo comsumidores dos mesmos mercados que esse pessoal "paga pau".
    Aprende essa se ainda não sabe.

    Hebert Reuter

    ResponderExcluir
  137. Porta-copos é muito útil sim, pra colocar aquelas garrafinhas de água minerald de 500ml, tanto pra viagens quanto pra congestionamento. O mesmo vale para o porta-luvas refrigerado. Se o carro já tem ar-condicionado, que mal faz uma pequena portinhola do sistema pra dentro do porta-luvas?
    Já o cinzeiro e o acendedor é burrice. Se tá afim de fumar, para o carro e fuma. Direção e volante não combinam, tem o risco de uma guimba queimar o motorista, entrar no olho dele ou cair no banco. As estatísticas de vida das pessoas que conheço e que fumam mostram isso.
    Isofilme quando "claro" não atrapalha a dirigir e ajuda muito no conforto com sol forte. O muito escuro concordo que é horrível para dirigir.
    Quanto ao motor, se for bom e "esperto", não faz diferença nenhuma se tem 2 comandos e multiválvulas, com bloco e cabeçote em alumínio ou comando no bloco, 2 válvulas e se é de ferro fundido. Quero saber é do resultado, não como é feito.

    Niro

    ResponderExcluir
  138. Para quem não sabe:
    O airbag foi inventado há 33 anos, nos EUA, sendo o primeiro carro equipado com air bag do passageiro, o GM Oldsmobile Toronado 1974.

    ResponderExcluir
  139. Mito derrubado - Motorista não consegue simular efeito do ABS:

    http://estadodeminas.vrum.com.br/app/noticia/noticias/2011/08/18/interna_noticias,44340/mito-derrubado-motorista-nao-consegue-simular-efeito-do-abs.shtml

    Sem mais

    ResponderExcluir
  140. Mais uma da série:
    "Sou Autoentusiasta, conto histórias em que excedi frequentemente o limite de velocidade em estradinhas secundárias, mas sabia (sei) o que estou fazendo. Um dia, um idiota cruzou a estrada sem olhar, repentinamente, nosso carro o acertou em cheio. Meu carona lascou-se, porque não uso airbag e ABS. Mas eu, unicamente pelo fato de ser autoentusiasta, me safei!"
    Ora, façam-me o favor! Quero ver quem escreveu acima que ABS e Airbag dispensam a boa formação de condutores. Arrogância e desvirtuação de comentários não rimam com boa formação. Quem escreve, óbvio ululante, é responsável pelo que escreve!

    Marcos Cabral

    ResponderExcluir
  141. Para Marcos Cabral,
    Ontem, enquanto esperava minha filha sair do consultório dentário, observei um casal jovem entrar em seu carro. Conversaram por alguns minutos com o veículo parado e depois saíram sem usar os cintos de segurança.
    É sabido que uma boa parte da população não faz uso dos cintos e que aproximadamente 85% dos passageiros dos bancos traseiros também nos os utilizam.
    Você não acha que antes de tornar obrigatório o uso de ABS e airbag, não seria melhor educar e ensinar nossos motoristas?
    Em tempo: Sempre concordei com o airbag, mas não sou fã do ABS, mas acredito que utilização desses equipamentos deveria ser opcional.

    ResponderExcluir
  142. Bob Sharp é um velho gágá mesmo, totalmente arcaico. Prefere viver como 50 anos atrás, é uma anta mesmo...

    ResponderExcluir
  143. Tive um Tipo com teto solar de manivela e achava um "must". Também tinha acendedor de cigarros e cinzeiro (nunca fumei, mas meu carro atual não tem nada disso).
    Hoje não dispensaria um conjunto de som com CD e toca-fitas no mesmo aparelho.

    ResponderExcluir
  144. Anônimo 18:27

    Obrigado pelo link. Sempre achei isso; qual o motorista que , por mais "Steve McQeen" que seja, conseguirá "dosar" o freio numa emergência de fração de segundo? Vai é "atolar" o pé no freio mesmo, como todo mundo...ABS nunca fez mal para ninguém.

    ResponderExcluir
  145. Todos que elogiam incondicionalmente o ABS se esquecem do desespero que dá quando, em pista irregular, se pisa no freio e o carro simplesmente não reage, "perde" os freios, já que as irregularidades -'raríssimas' no Brasil varonil em que vivemos- confundem o funcionamento do sistema antitravamento.

    Apesar de já ter criticado severamente mr. Bob Sharp a respeito de um comentário desagradável, hoje -como quase sempre- lhe apoio totalmente. As muletas servem para salvar o rabicó de quem não tem a devida habilidade na direção, e que sequer deveria ter CNH pois não merece.

    Além de tudo isso, o post relata apenas as preferências e gostos de uma única pessoa (que, diga-se de passagem, é seguido por grande maioria dos autoentusiastas DE VERDADE) e não fere os princípios, dignidade, intimidade ou Direito fundamental de ninguém. Quem não concordar, apenas cale o bico e vá ler uma publicação medíocre qualquer que combine mais com seu baixo intelecto. Aqui é lugar de gente realmente apaixonada por carro, na sua essência.


    E, Bob, me perdoe pela contundência nas críticas feitas quanto ao seu comentário tendente a rejeitar a união homoafetiva num post sobre "brasilidades" algumas semanas atrás. Neste post, sim, havia motivo para críticas pois a dignidade de certas pessoas era questionada.

    Um forte abraço a todos os Autoentusiastas, Guilherme S. Lima.

    ResponderExcluir
  146. Luiz Dranger14/09/11 18:40

    Bob, como falamos gostaria de ressaltar alguns comentários que achei relevantes. Creio que é uma froma nova do blogde como se relacionar com os leitores. Quando o signatário é anônimo não me dou ao trabalho de responder nada:

    ADLEI BREX > brilhnte a sua resposta. aceito 100%

    CCN1410 > apesar de não identificar-se já é familiar e está sempre correto.

    UBER > Thanks !

    ALAN > Essa da TAM foi 10 ! Qualquer dia conto as minhas experiências "aeronáuticas"

    PAULO FERREIRA e ROAD RUNNER> Obrigado pelo suporte.

    DANIEL SHIMOMOTO > Thanks, brilhante !

    EDUARDO CHIAVALONI > Honesto e ótimo !!!

    Obrigado por publicar-me neste espaço 1000% honesto !!!

    ResponderExcluir
  147. Interessante saber quantas pessoas não ligam para ABS e airbags por dirigirem de forma defensiva.

    Esses itens de segurança serão pouquíssimos usados quando se dirige de forma defensiva, no entanto, vivemos numa selva onde há malucos para todos os lados. o ABS já me salvou de um deliquente na contramão, um animal que cruzou o veículo, entre outros.
    Tenho em mente o seguinte: ABS/EBD, ESP, air bags devem ser usados para contrapor a direção ofensiva dos demais veículos.

    Óleo na pista? me diz qual direção defensiva será eficaz contra isso.

    Carro sem itens de segurança não servem pra mim: é como estar na europa 20 anos atrás.

    Abs

    Jônatas

    ResponderExcluir
  148. Vejo Air Bags apenas como massa inútil dentro de um carro. Deve pesar o que, uns 50 KG o dispositivo todo ? E serve para que durante a condução ? Um bom sistema de cinto de segurança aliado a um bom banco deveria manter o condutor "colado" sempre ao banco. ABS é a mesma coisa, bons motoristas sabem como e quando frear de maneira mais forte, acho até mais importante molas mais rígidas do que o proprio ABS. É utopia minha mas creio que deveriam ser feitos MOTORISTAS para os carros, e não CARROS para os motoristas, os que temos hoje. O mais estranho de tudo é que qualquer pessoa com mais de 18 anos pode ser habilitada a dirigir qualquer carro sob quaisquer condições com apenas 40 horas de aula, ou até menos. rsrs, você pode até ser multado por não dirigir com as DUAS mãos ao volante, mas o código de trânsito permite amputados de qualquer braço e paraplégicos dirigir automóveis. Tem algo errado aí.

    ResponderExcluir

Olá AUTOentusiasta, seu comentário é sempre bem-vindo! De preferência, identifique-se ao comentar.
Atenção: comentários contendo ofensas pessoais, a marcas, a fabricantes isoladamente e/ou em conjunto, a nacionalidade de veículos, bem como questionando práticas comerciais lícitas e margens de lucro aceitáveis nas quais este blog não interfere, bem como o uso de palavras de baixo calão e a exposição de outros leitores ao ridículo, não serão publicados. O AUTOentusiastas se reserva o direito de editar os comentários sem declinar motivo.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...