31 de agosto de 2011

VELOCIDADE FINAL


Fotos: Audi do Brasil



Na nossa atividade há eventos e eventos, mas esse foi especial e talvez único: chegar à velocidade final do Audi R8 GT. Onde? Numa reta plana de 5 km. E o que é essa reta? A pista de ensaios de vôo da Embraer, em Gavião Peixoto, bem próximo a Araraquara, no interior paulista, a 310 km da capital. Claro, tratou-se de um evento para apresentar à imprensa e promover esse R8 de série limitada a 333 unidades, das quais apenas três foram destinadas ao Brasil, com preço de R$ 1 milhão.



Esse GT difere do R8 normal pelo aliviamento de peso em 100 kg, pesando agora 1.525 kg. Aliviaram onde possível, até nos bancos, 31,5 kg a menos nos dois. Até o vidro do pára-brisa é mais fino. Foi aplicado compósito de fibra de carbono em várias partes, como aerofólio traseiro e difusor.

O motor V-10 de 5.204 cm³ foi melhorado e agora produz 560 cv a 8.000 rpm, ante 525 cv à mesma rotação no R8 normal. O torque subiu marginalmente, de 54 mkgf a 6.500 rpm para 55,1 mkgf, também sem alterar rotação. Com as mudanças, a aceleração de 0 a 100 km/h baixou de 3,9 para 3,6 segundos e a velocidade máxima saltou para 320 km/h, ante 316 km/h. O câmbio continua o R-Tronic, um manual robotizado monoembreagem de seis marchas, sem alteração nas relações das marchas e do diferencial. Os pneus dianteiros 235/35R19 e traseiros 295/30R19 também permanecem.

Preparando-me para a "missão"...

Dos 5 km, 1,4 km foi reservado para desaceleração e frenagem, distância mais do que suficiente. Por ser absolutamente plana, dá para perceber a curvatura da Terra, ao não se enxergar o final da pista.

Rumo ao infinito...

Acelerando e trocando marchas manualmente a 8.200 rpm, cheguei a 322,362 km/h. Meu “recorde”anterior havia sido 302,3 km/h no Ferrari F-40, teste de Quatro Rodas em 1992 na pista de taxiamento do Aeroporto de Viracopos, de 3,45 km, dos quais 2,7 km puderam ser usados, insuficiente para atingir os 324 km/h de velocidade máxima declarada pela Ferrari.

Não fui o mais veloz com o R8 GT, pois havia vento variável e de rajadas. O campeão do dia foi o colega Tarcísio Dias, de Recife, com 326, 545 km/h.

Mesmo nesse nível de velocidade, e com o vento variando de direção e intensidade, o carro fica absolutamente firme no chão e estável direcionalmente, não requerendo habilidade especial. Dá para andar assim numa Autobahn sem o menor problema - e lá muitos andam assim, inclusive de moto.

Além de experimentar o R8 GT,  houve teste de frenagem e slalom:

O teste de slalom

Os eventos da Audi têm primado pela organização tipicamente alemã, em que a ordem impera. Naturalmente, houve uma preleção no interior de um hangar antes de começarem os "trabalhos". Ao fundo, um jato Embraer Phenom 100.


Notável também a liderança da Audi do Brasil por Paulo Sérgio Kakinoff, à testa em todos os eventos de imprensa. Foi quem fez a preleção para os "pilotos" (acima).

Paulo Sérgio Kakinoff fala aos jornalistas sobre os testes
A pista ficava a cerca de 100 ou pouco mais metros de onde ficávamos baseados e o carro, ao passar em velocidade superior a 320 km/h, emitia um ruído muito parecido com o de um caça a jato em vôo rasante. Foi empolgante ver.

Tinha que haver, é claro, a clássica foto do grupo de jornalistas convidados a participar do evento. Sou o sétimo da direita para a esquerda. E havia várias mulheres também.


Tivemos mesmo nosso sábado de parque de diversões de adulto! E parabéns à Embraer por ceder seu precioso espaço para uma exibição de tecnologia dessa magnitude. Afinal, automóvel e avião sempre tiveram muito em comum.

BS

47 comentários:

  1. Inveja boa MODE ON haha

    ontem visitei junto a colegas de faculdade,e meu professor Osmar Vicente (doutor em design automobilistico),a pista de testes da ford em Tatui,junto a palestras sobre aerodinamica,engenharia,e etc..

    Eventos como estes ajudam a melhorar a imagem da empresa,pois fazem vc olhar ela com um "carinho especial"..fikei imaginanndo o quao legal seria se a Gm ou a Ford abrissem suas pistas em certas datas,para donos de modelos dela..numa espécie de track day..

    ps:Audi se quiser me chamar pro proximo evento,to livre hehe

    ResponderExcluir
  2. Muito legal, deve ser uma experiência única!
    Só uma dúvida, estes R8s chegaram vendidos... COmo fica? Já vi teste na 4 patas, agora aqui... O cara compra e eles cedem o carro para teste? Os futuros donos não se incomodam?
    E o Kakinoff, nesta foto, parece o dr. House! rs
    Abraços!

    ResponderExcluir
  3. Mister Fórmula Finesse31/08/11 16:37

    Deve ser um carrão tão civilizado e tranquilo, que uma eventual terceira passagem de máxima poderia ser feita com pulsação normal, estou certo?

    ResponderExcluir
  4. Se inveja matasse...

    Bob,

    Vale a pena o investimento?

    Qual anda mais, este R8 ou o Gallardo de mesma potência e motor?

    ResponderExcluir
  5. marcelo vieira (jmvieira)31/08/11 16:50

    poxa bem que voces podiam ter me ligado pra eu ir tambem dar uma aceleradinha nessa viatura né...

    ResponderExcluir
  6. Bob,

    Na sua velocidade final, ainda tinha espaço pra mais quantas rpm?

    Qual a final declarada deste carro e sem este vento acredita que chegaria?

    ResponderExcluir
  7. Bob, ainda tenho a minha revista de 1992 guardada. Foi o melhor presente de aniversário que eu já recebi.

    A velocidade foi maior, mas meu encantamento com a F40 ainda ganha...

    ResponderExcluir
  8. Apenas um comentário.

    Adorei o piloto fazendo reverência a você Bob!

    É isso ae...tem q beijar a mão de Don Corleone!

    ResponderExcluir
  9. Vão querer me matar por isto, he, he, he, mas em verdade vos digo: estes super-hiper-ultra-mega-supra-baita esportivos decididamente não me fazem a cabeça. Se pudesse escolher entre experimentar um destes ou qualquer uma das grandes barcas americanas dos anos 50, como um Cadillac Eldorado Broughan 1858, ou um Chrysler Imperial 1959, por exemplo, eu escolhia a barca e...Surpresa! Imaginem só, vão me dar o carro depois de experimentar! Ainda assim, fico com a barca, sem hesitar, sem pestanejar, sem titubear, he, he, he!

    ResponderExcluir
  10. Mr. Car, eu te entendo.
    Nunca fui muito chegado em super-carros com cara de nave espacial, talvez por nunca ter dirigido um... Mas ainda gosto mais de carros com cara e jeito de carro, ainda que esportivos, como por exemplo... O 911.
    Gosto é gosto! rs

    ResponderExcluir
  11. Isaac Pereira Loureiro
    Seria mesmo ótimo se outros fabricantes fizessem o que você sugere.

    ResponderExcluir
  12. Corsário Viajante
    Sou capaz de apostar que o R8 GT usado nesse evento não é de cliente, mas de demonstração. Mas vou perguntar à Audi.

    ResponderExcluir
  13. Anônimo 31/8 16:58
    A máxima declarada de 320 km/h foi superada. A reta da pista da Embraer foi suficiente para chegar à velocidade máxima, o giro não aumentaria mais. Comigo o conta-giros chegou a 8.300 rpm. O corte ocorre a 8.750 rpm.

    ResponderExcluir
  14. Correção:o Cadillac Eldorado Broughan é 1958 obviamente, não 1858.

    ResponderExcluir
  15. Rafael,
    Ainda bem que inveja não mata...por você!
    Segundo a Automobile Revue, o Gallardo fechado chega a 325 km/h e o roadster, 324 km/h. Mas perde por 0,1 s no 0 a 100, 3,7 s contra 3,6 s do R8 GT.

    ResponderExcluir
  16. O que é "slaloom" ??

    ResponderExcluir
  17. AutoClandestino,
    Você tem todos os motivos para o encantamento pelo F40...É fabuloso, principalmente considerado que foi lançado há 24 anos.

    ResponderExcluir
  18. Anônimo
    Slalom, uma conhecida prova de esqui de neve, é uma série de "S" em torno de cones dispostos numa reta de 100 a 150 metros. Ganha quem fizer o percurso, que tem ida e volta, no menor tempo.

    ResponderExcluir
  19. Samuca - Puma GTI31/08/11 19:07

    Bob, por indicação de post do Paulo Keller, em maio agora fiz uma Driving Experience em Dubai com o Audi R8 V10 quattro. Foi maravilhoso, mesmo não sendo este modelo especial e numa pista mais curta. Fiquei babando de novo !

    ResponderExcluir
  20. Bob,

    Ótimo post, as perguntas são

    1)O Audi superou os 320 mesmo acima do nível do mar, o que leva a crer que ainda tem sobra real do anunciado oficial ?

    2)Pilotos jovens e talentosos como Jimenez e Nicastro no evento, Fotógrafo Top do país , será que os " bons tempos" estão de volta?

    3)Gostei do cuidado da Audi em prover os repórteres da roupagem adequada, Macacão( provavelmente anti-fogo) , capacete. Melhor ainda se essa indumentária pudesse ficar com vocês como recordação do evento,hein?

    Nota dez para a Audi. V10...

    ResponderExcluir
  21. Bob,
    O santo antônio desse modelo é de série - como em alguns 911 - ou foi colocado apenas para o evento?

    ResponderExcluir
  22. Bob,

    Então digamos que ocorreu uma estabilização de máxima em última marcha e que os que ultrapassaram a sua velocidade foi pelo vento no momento?

    Pela sua resposta este carro bem mais barato que o Gallardo é uma boa, ainda mais levando em conta o preço e desempenho do Superleggera, mas acredito realmente que nesta faixa de preço e desempenho a escolha é por gosto e não na comparação de desempenho (pequena diferença) ou mesmo preço em torno de R$500.000,00 (pra mim grande diferença). MAS HOJE TEM A MEGA! (melhor procurar um defeito neste carro, aaaahh falta uma dupla embreagem que aguente o tranco!!)

    ResponderExcluir
  23. Marcos,
    Era carro de série, sem santantônio.

    ResponderExcluir
  24. Rafael,
    Isso, chegou à final, não ia mais. As variações foram por conta do vento. E que tenha vindo a mega sena!!!

    ResponderExcluir
  25. Alexei Silveira
    Sim, pode-se dizer que a velocidade máxima declarada é conservadora. A essa altitude a perda de potência é de 3%.
    Que os bons tempos da indústria automobilística estão aí mesmo, sem dúvida alguma.
    Ficamos com a indumentária, Bell e Sparco (macacão, botas e luvas)- com as medidas corretas. Nos perguntaram um mês antes círculo da cabeça, altura, peso e quanto se calçava. Capacate e macacão com os nomes e tipo sangüíneo. Serviço bem-feito.

    ResponderExcluir
  26. Samuca - Puma GTI
    Que legal você ter feito isso. Parabéns!

    ResponderExcluir
  27. Bob
    Fale mais sobre o ronco, a forca da maquina, o que se escuta como vento, admissao, escape, cambio, pneus. Afinal a a maioria aqui nao esteve perto deta velocidadem

    Com a pista a perder de vista e larga, como ficam as referencias de distancia e profundidade? A zona de desaceleracao estava demarcada?

    Desculpe os erros estou no celular.

    ResponderExcluir
  28. Bob,
    Nesse caso o que seria aquilo atrás de você na terceira foto? Está mais para rollbar, igual do 911 GT3 RS, mas tem uma estrutura vermelha ali.

    ResponderExcluir
  29. A AUDI não oferece ao seus clientes ( e futuros clientes..) Cursos de pilotagem?. Tal como a BMW com o seu programa BMW Driver Training?

    Bob, que experiência hein?! Um evento maravilhoso!... Inveja Modo on! rsrs..

    abs.

    Henrique

    ResponderExcluir
  30. Caramba, ontem eu passei por Gavião Peixoto. Não imaginava que um lugar tão isolado pudesse ter uma pista dessas. E que delícia de dia que você deve ter tido hein Bob!

    ResponderExcluir
  31. Muito legal mesmo esse evento da Audi. Além de poder acelerar o bólido até o limite, deu para sentir o handling também, já que havia a prova de slalom (desculpem o termo em inglês, mas não consegui achar uma palavra similar em português).

    Babei ao ler "Por ser absolutamente plana, dá para perceber a curvatura da Terra, ao não se enxergar o final da pista". A bordo de um R8 GT e rumo ao infinito!!!

    ResponderExcluir
  32. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  33. Sensacional BS, mais um teste para ser lembrado para o resto da vida, espero que outras montadoras se inspirem em fazer o mesmo. Não posso deixar de comentar que a QR que contem o teste da F40 está carinhosamente guardada desde a decáda de 90 ;)

    ResponderExcluir
  34. Bob
    Duas coisas me chamaram atenção:
    1)Câmbio robotizado "monoembreagem"!;
    2)Extensão dessa pista de pouso. Cinco quilometros e mais umas centenas de metros dá para pousar qualquer coisa por lá, não é mesmo?

    ResponderExcluir
  35. Não fizeram nenhum vídeo?
    gostaria muito de ver o carro "voando" aos seus 320km/h

    INVEJA! kkk

    ResponderExcluir
  36. Mestre Bob,

    Li em algum lugar (creio que na coluna do Calmon) que essa pista tem 100m (!) de largura, procede ?

    ResponderExcluir
  37. Caramba ..
    Para eu chegar a essa velocidade somente voando nos avioes que fazem a ponte aerea RJ-SP e olhe lá!..
    Adoraria ter a experiencia de levar um carro a esse patamar... Por enquanto minha realidade e um 4cilindros com um pouco mais de 100hps..
    Vou arriscar a megasena tbm!
    Boa sorte a todos nos senhores.

    ResponderExcluir
  38. Gostaria de testar nesta pista o Chery QQ.

    ResponderExcluir
  39. Parabéns Bob!
    O que foi mais "emocionante", o teste com a Ferrari ou esse com o Audi?

    ResponderExcluir
  40. "Anônimo disse...

    Gostaria de testar nesta pista o Chery QQ.

    01/09/11 12:01"

    Pra ver o que sobra do carro ao final da pista??? hehaehaheha

    ResponderExcluir
  41. Marcos,
    Tem razão, é um rollbar. Eu nem notei que tinha. O carro foi utilizado por poucos minutos apenas e nem atentei ao detalhe, visto que se trataria de andar na reta somente e fora que com capacete perde-se bastante visão periférica.

    ResponderExcluir
  42. faivic
    Com o F40, pelo fato de só dispor de 400 metros para frear, com um barranco respeitável no fim de pista num dos sentidos, um desnível de cerca de 10 metros.

    ResponderExcluir
  43. Anônimo 31/08 22:23
    Não se escuta muito, vidros fechados, tem o capacete e o carro é de rua, escapamento regulamentar. Conosco estava um piloto que indicava o momento de tirar o pé iniciar a desaceleração e freada. No F40 havia três cones na margem da pista, eu estava sozinho.

    ResponderExcluir
  44. Grande Bob,

    resumindo, acho que no F40 a coisa toda é mais brutal, desde aos turbos, acabamento, desconforto, parece tudo mais esportivo no sentido do que é transmitido ao piloto.

    Talvez a maior diferença en todos estes anos entre os dois testes seja esta e não o desempenho em sí.

    ResponderExcluir
  45. É, Bob, a Audi merece aplausos.Colocaram gente competente lá e estão colhendo os frutos.

    O vídeo do evento deeve aparecer logo no Vrum( SBT), o Camanzi,piloto do Vrum, estava na foto da turma reunida.

    A Audi oferece um curso sim, se não me engano aulas teóricas e práticas , com TTS e DEPOIS R8, e preço acessível, pois se não me engano( o Bob pode confirmar) quem faz o curso fica com a bonita indumentária, de excelente procedência.

    ResponderExcluir
  46. Excelente texto! Tive a oportunidade de participar do primeiro Quatro Rodas experience, onde dirigi um Nissan 350Z por duas voltas em Interlagos, mas nem se compara a isso. Onde está a F40 hoje? Também guardo a revista.

    ResponderExcluir
  47. Obrigado Bob! Só vi a resposta hoje, fico no aguardo....

    ResponderExcluir

O Ae mudou de casa! Todos os posts do blog foram migrados para o site. Por favor busque por este post no site e deixe o seu comentário lá.
Um abraço!
www.autoentusiastas.com.br

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...