Google+

4 de dezembro de 2011

MINEIROS DA CAPITAL SÃO MAIS INTELIGENTES

Foto: autor



Enquanto aguardava o transporte do Aeroporto Tancredo Neves, em Confins, na Grande Belo Horizonte, para o hotel, por ocasião do lançamento do novo Palio, notei que havia táxis de cor branca e de outras cores, que logo soube, por um fiscal no local de parada de taxis, que os brancos eram os da capital e os coloridos, de municípios vizinhos. E notei que nenhum branco tinha "sacos de lixo" nos vidros.

No dia seguinte, na porta do hotel, vi alguns táxis estacionados na fila, só brancos, e perguntei aos motoristas se era proibido películas nos vidros, já que nenhum tinha. "A BHTrans não permite", respondeu um deles. "Desde que começamos a ser assaltados com mais freqüência e o marginal ficava escondido, não se pode mais escurecer os vidros, e certo", concluiu.

Em seguida fiz a foto acima, registrando o sinal de inteligência dos mineiros da capital do estado.

No começo de novembro fui a Portugal e de lá direto para os EUA, na Califórnia. Observando o tráfego nos dois países, vi o que eu já esperava: lá os motoristas têm visão de comando assegurada pela transparência regulamentar dos vidros. Nada de se esconderem e perderem a condição essencial para o dirigir seguro que aqui ocorre cada vez mais.

Felizmente, também por obra de campanha intensa de alguns jornalistas como Boris Feldman, de Minas Gerais, e Fernando Calmon e eu, daqui, começa a se formar consciência entre autoridades de que essa insanidade precisa acabar.

Recente matéria da TV Brasil, emissora pública de Brasília, diz que órgãos de trânsito do Distrito Federal e de seis estados já adquiriram o medidor de transmitância luminosa (o Translux II), de modo que agora a coisa deve pegar. Note uma entrevistada de carro com película e ainda por cima usando óculos de sol, dirigindo praticamente às cegas. Veja a matéria:

video


Há cerca de 30 dias alertei a Fenaseg, a federação das seguradoras, no sentido de motoristas privados de visibilidade serem potenciais causadores de acidentes, sugerindo à entidade não aceitar carros "filmados" nas vistorias quando da contratação do seguro ou não arcar com os custos de reparação de veículos acidentados que estejam nessa condição.

Também, já aconselhei as associações de concessionárias de todas as marcas a orientar as associadas a parar de oferecer a película com brinde aos compradores de carros zero-quilômetro – prática comum hoje – ou quem solicitar o "acessório" assinar termo isentando a concessionária de responsabilidade pela aplicação, com isso livrá-la de eventual ação de indenização por danos materiais e/ou morais caso, numa fiscalização, o motorista seja multado em R$ 127,69, tenha 5 pontos debitados em sua CNH e, pior, tenha de remover as peliculas no ato para poder seguir viagem.

Essa é uma brasilidade que precisa mesmo ter fim.

BS




202 comentários:

  1. Airton Silva04/12/11 12:22

    Interessante notar que no caso dos engates o advento de norma restringindo o seu uso inibiu muito a instalação desses acessórios.
    Eu estava crente de que com a nova (não tão recente assim) regulamentação, a que praticamente impede o uso de películas na linha do motorista, o mesmo ocorreria com as películas, mas o uso sem controle prossegue. Creio que o problema é mesmo a dificuldade na fiscalização. Que venham então os aparelhinhos que medem o índice de transmitância luminosa.
    Recebi com alegria a notícia das iniciativas que o Sr. tem adotado. Parabéns e obrigado.

    ResponderExcluir
  2. Vocês estão mais do que certos. Vidro vem de fábrica transparente por alguma razão. Tampá-los é um contra senso!

    ResponderExcluir
  3. Espero que o bom senso vença. Até hoje não consegui convencer ninguém a remover essas coisas nojentas dos vidros.
    E concordo que no caso de um sequestro, é muito mais fácil de ser visualizado em apuros se os vidros não forem opacos.

    ResponderExcluir
  4. Bob, quando você falou sobre aconselhar as concesionárias a não colocar a película nos vidros como forma de agradar o seu cliente, me veio à mente o que aconteceu com o meu pai.
    Ele comprou a uns 4 meses um Astra e "ganhou" entre outras coisas duas coisas que eu sei que você vai odiar: Reboque e película escura para vidros. O reboque a gente usa de vez em quando porque temos uma carretinha pequena e uma embarcação, embora tenhamos uma Montana com reboque também que é o veículo "oficial" de ranchada.
    Mas o problema mesmo veio com os vidros... meu pai disse que NÃO queria esse brinde e mesmo assim colocaram, porque esqueceram que 1 em cada 100000 clientes não gosta disso, e o pior foi que colocaram no vidro traseiro. Resultado, não dá pra tirar porque pode estragar o desembaçador.

    O cliente já não é muito paparicado, mas agora até quando a intenção é agradar, estão fazendo a gente passar raiva.

    ResponderExcluir
  5. Então, xará...
    Meu carro também veio com essas películas, mas demorei uns meses até ter disposição para removê-las. Mas foi mais fácil do que parecia. No vidro traseiro, foi só remover com bastante cuidado, lentamente, que não estragou o desembaçador.

    ResponderExcluir
  6. Olá Bob.

    Concordo e discorde de alguns pontos, pois por exemplo, acho que o problema real é somente é a falta de fiscalização e leis mais rigorosas para evitar que se coloque filmes muito escuros e de procedência ruim, que se vermos por cima em um engarrafamento, claramente dar para ver que a média de tom dos vidros esta além do permitido. Mas por outro lado, vejo que o filme tem seus pontos positivos sim, pois por exemplo minha mãe é muito clara e tem seus cuidados particulares com a pele, mas precisa se locomover diariamente, em que lembrando a incidência de sol aqui em Brasília é de quase o ano todo, forte e o ambiente sempre seco. Outra coisa também que ajudaria muito é que os carro viessem com vidros de fábrica verdes ou pouco mais escurecidos, pois ai já dava uma amenizada com o problema dos vidros totalmente transparentes em um país tropical como o nosso, que muitas vezes temos que viajar e o sol esta lá nos fritando muitas horas a fio.

    ResponderExcluir
  7. Ao Antonio Filho, lembro que há a opção de se adquirir algum carro cujos vidros sejam fumê de fábrica. Ao que me consta, a Fiat disponibiliza essa opção. Já andei em carro com fumê de fábrica e te digo que é outra coisa em comparação a vidros com película. Procure essa opção...

    ResponderExcluir
  8. Vale lembrar que não são só os táxis de BH que estão sem película. Aqui em São Paulo também é difícil achar algum que a tenha, mas pelo motivo econômico, uma vez que o taxista quer que saibam claramente se seu veículo está com ou sem passageiros.

    ResponderExcluir
  9. Abaixo mesmo, estas porcarias! No meu também viriam como brinde da concessionária, e dispensei. Não é o bastante. Dirigir atrás de um carro com estas películas impede a visão daquilo que está ocorrendo além do veículo imediatamente à frente do nosso. No caso de amenizar os malefícios do sol, vidros um pouco mais verdes vindos de fábrica como disse o Antônio Filho, já ajudarariam sem atrapalhar a visão, além, é claro, do uso de protetores solares para peles mais claras. Outra praga que parece finalmente deixada de lado, é o tal do engate para reboque, coisa que todo mundo punha, apesar de 99% dos carros nunca rebocarem nada. Aquela desgraça só servia para detonar os carros de trás, em manobras de estacionamento.

    ResponderExcluir
  10. Eu usava aquela blackout a "pretona", inclusive no para-brisa, depois que comecei a ler o autoentusiastas, escutando os sábios conselhos dados aqui, não só pelo Bob, mas por todos, percebi o tamanho da imbecilidade, quando eu tirei senti uma sensação parecida com aquela de quem usa óculos quando os põe! Sim, agora eu enxergo o meio-fio, agora eu não preciso baixar os quatro vidros do meu carro para manobrar! Perfeito! Meu carro ficou mais novo! Mais Limpo! Mais bonito! Só sinto falta de uma coisa, por ser de cor branca, muito branca, o sol me incomoda profundamente, acreditem, chega a doer quando os raios do sol incidem no meu braço, moro em Recife, aqui não é como o Rio de Janeiro mas é bem quente, o calor dentro do carro sem a película é insuportável, o ar condicionado é ineficiente, parece o inferno com o próprio satanás me esperando com seu tridente!!! É complicado abrir mão de uma coisa que afeta seu bem estar. Não sei se é falsa, acredito que não, a sensação de segurança é maior, andava mais tranquilo "escondido".

    ResponderExcluir
  11. Com os vidros originais não tem essa de "torrar no sol". O pessoal quer mesmo película por uma duvidosa beleza, ou pra ficar escondido mesmo.

    Os laminados filtram 99,5% dos raios ultravioleta. Os temperados 82%. Dados da Saint Gobain Sekurit e Fiat.

    André Andrews

    ResponderExcluir
  12. Nunca senti sensação de fritar debaixo do Sol com vidros verdes. É só estar com os vidros fechados.

    ResponderExcluir
  13. André,

    beleza não que é horroroso mas acredite, mesmo com os vidros verdes de fábrica, doi e incomoda o sol. Eu não viajo mais durante o dia, só pela noite, sem a maldita película não dá pra viajar durante o dia!

    ResponderExcluir
  14. Obrigado pelo elogio aos belorizontinos. A gente não entende só de pão de queijo, não, uai! Mas lamento informar que as películas só não são aplicadas em taxis... Basta ver a garagem do meu prédio: 90% dos 160 carros tem películas a la Batman...
    Sempre pensei que a película escura facilitasse um assalto ou sequestro. Exatamente isso. Por isso, nunca instalei esses sacos de lixo nos meus vidros.

    ResponderExcluir
  15. Angel Pinheiro04/12/11 15:11

    Olha, é bom notar que o estopim dessa medida mineira foi o nível altíssimo de assaltos a taxistas. Eu digo isso porque passei por isso em BH. O taxista parou no semáforo e eu estava na carona, com o vidro aberto, e nao tinha película!

    Chegaram no meu vidro, deram um toquezinho no meu braço e disseram: hoje eu vou roubar um taxizinho desses. Nao efetuou o assalto porque nao quis.

    Na verdade, o que deu início a uma campanha educativa lógica e inteligente nao foi o risco a dirigibilidade veicular, mas o simples argumento "bandido escondido dentro do carro junto com o taxista".

    Eu sempre percebi as desvantagens dos vidros escuros e critico em casa quem ainda tem. Principalmente mulheres gostam mais. Mas a cultura errada que reforça a segurança pessoal é muito forte. Detesto ficar atrás de um carro com vidros escuros pois se tornam bloqueios totais de visao. Eu preciso saber o que se passa na frente de quem está na minha frente. É básico.

    Ainda continuamos mais reativos do que preventivos.

    ResponderExcluir
  16. Eu nunca tinha visto carros "selados" até o feriadão de 15 de novembro, quando fui pra praia e lá vi um carro onde não era possível enxergar através dele, pelo pára-brisa não dava pra ver uma pessoa atrás dele, e isso de dia.

    Entendo e quero colocar um filme bem leve no meu, porque sem ar condicionado nesse calor infernal do interior paulista fica difícil, mas coisa leve e não deixar meu carro como a super máquina.

    ResponderExcluir
  17. Eu curto saco de lixo...

    Inclusive no parabrisas.

    Podem me xingar agora.

    ResponderExcluir
  18. A película quebra um galho quando se deixa o carro exposto no sol, ainda mais se for de cor preta, como o carro que eu tive tinha vidros verdes e com a película que eu coloquei não era muito escura deu um aspecto muito bonito aos vidros e não me atrapalhava de forma alguma dirigindo a noite, agora como eu tô com carro branco, nem me preocupei em colocar insulfim, mas pretendo trocar de carro em breve, novamente por um pretinho básico, apesar dos inconvenientes da cor, por esquentar mais e por exigir mais cuidados com riscos, é uma preferencia pessoal minha e ando tendo tempo de sobra nos finais de semana pra lavar encerrar meu carro... rsss

    ResponderExcluir
  19. Pisca
    Aproveite os sacos de lixo enquanto é tempo...

    ResponderExcluir
  20. Gustavo Cristofolini04/12/11 18:44

    Já escrevi isso aqui e vou escrever de novo. Tem que proibir de dirigir usando óculos escuros também. Já falei que existem óculos escuros e óculos escuros (para quem não entendeu, tem do caro e do baratinho, tem do clarinho e do escuro).

    Sai hoje com o carro aquario do meu pai. PQP que coisa irritante, sol batendo por tudo quanto é lado.

    Eu vejo que andam marginalizando as películas ultimamente. Entendo que existem abusos, mas nem todo mundo usa sacos de lixo.

    ResponderExcluir
  21. Gustavo Cristofolini
    Recomendo rever seus conceitos. O uso de óculos escuros preserva a vista para quando cair a noite se enxergar melhor ao tirá-los. É altamente recomendável que sejam usados, converse com um oftalmologista. Por que você acha que muitos carros têm porta-óculos? Você não acha que é para guardar os óculos de leitura, acha?

    ResponderExcluir
  22. Recebi as películas de brinde quando comprei meu carro, mesmo pedindo para que não fossem colocadas, aliás, o mesmo aconteceu com os adesivos da concessionária, cuja colocação não foi autorizada, mas foram postos do mesmo jeito.

    Os adesivos forma tirados assim que cheguei em casa mas as películas ficaram, fiquei com medo de quebrar os filetes do desembaçador.

    Mas agora vou fazer como o Guilherme J., com calma e munido de um soprador. Só que também vou seguir o conselho do meu pai: películas anti-vandalismo com 100%, ou quase, de transparência.

    ResponderExcluir
  23. Alexandre - BH -04/12/11 20:22

    “Recente matéria da TV Brasil, emissora pública de Brasília, diz que órgãos de trânsito do Distrito Federal e de seis estados já adquiriram o medidor de transmitância luminosa (o Translux II), de modo que agora a coisa deve pegar”.

    Bob, eu gostaria de ser tão otimista quanto você, mas vejo que comerciantes e compradores de lâmpadas de xenônio não tomaram conhecimento da proibição desse famigerado acessório. Carros tocando em último volume os insuportáveis funks e lixos do gênero continuam rodando livremente por aí. Motoqueiros continuam enchendo o saco de todo mundo com escapamentos adulterados. Sem falar nos boyzinhos que agora ocupam a boléia dos caminhões e também adoram um escapamento direto, além de saco de lixo nos vidros, adesivos enormes no para-brisa, suspensão dianteira arriada e traseira arrebitada e a última moda, que é trocar luzes da cor âmbar por leds azulados, inclusive nas setas. Por enquanto, nada de novo no país do faz-de-conta.

    ResponderExcluir
  24. Grande Bob! Abaixo o Saco de Lixo, so causa acidente essa droga

    ResponderExcluir
  25. Alexandre - BH -04/12/11 20:58

    Além da proibição das películas, outra medida importante adotada em BH é a Operação Pára-Pedro, da PMMG, que consiste na abordagem de táxis e revista em passageiros, evitando tentativas de sequestro e assalto ao motorista. Pra melhorar, só falta proibir a publicidade no vidro traseiro, que tira a visibilidade e facilita a vida do bandido.

    ResponderExcluir
  26. Pois é, Alexandre de BH. A lei da proibição dos faróis de xênon é uma piada. Na região onde moro, até caminhões fazem uso deles e ninguém toma nenhuma providência. Isso sem falar na famosa lei seca. Os bares e restaurantes estão lotados de motoristas que bebem e nada é feito, mas o coitadinho que tomar o conteúdo de uma latinha e for pego, vai se danar. Como já dizia Getúlio Vargas, "aos amigos tudo, mas aos inimigos, os rigores da lei".
    Quanto ao uso de películas, hoje ao retornar para casa, vi o engavetamento de seis carros e observei que todos estava a usar a dita cuja. Mas para que leis se a maioria das pessoas não as cumpre?

    ResponderExcluir
  27. Alexandre - BH
    Concordo com tudo que você diz, mas não podemos ficar parados vendo a banda passar, é preciso agir. Nesses assuntos só se pode atacar um item da cada vez.

    ResponderExcluir
  28. Guilherme
    Acho que cabe ir à concessionária e pedir que retirem as películas, a firma arcando com a despesa caso algum filete do vidro térmico se rompa.

    ResponderExcluir
  29. Desde quando o Bob veio a repudiar a película neste blog falei que, apesar de achar ridícula, a utilizava em meus carros pelas simples questão de segurança, já que aqui em Recife há, utlimamente, um tipo de criminoso isolado surgindo: o bandido covarde. Aquele que atira antes de anunciar um assalto. Por aqui praticamente deixou de existir sequestro e sequestros relâmpagos. A moda por aqui agora, é o bandido esperar um motorista, geralmente uma motorista, sozinha em uma lombada eletrônica, atirar para matar, e depois realizar o "rapa" no carro. Mesmo assim, penso todos os dias em retirar a película do carro da minha esposa e do meu filho, já que o meu não tem.

    PS: antes que falem de sequestro relâmpago, optei por comprar carros 2 portas para esposa e filho pela maior dificuldade de assalto e sequestro que estes carros possuem, aqui em casa somente o meu tem 4 portas.

    ResponderExcluir
  30. Alexandre - BH -04/12/11 21:25

    CNN1410,

    As lojas de BH fazem promoção de xenônio descaradamente, pegando os desavisados e incentivando os caras de pau. Como você notou, até Mercedes 1113 com farol pendurado no arame já usa esse lixo.

    Bob,

    Quando elaboraram a resolução que permite película escura no vidro traseiro, ninguém pensou que o acessório pudesse tirar quase totalmente a função da terceira luz de freio, o chamado break light, um item de segurança super importante que agora é obrigatório. Desconheço alguma loja que oriente seus instaladores a recortar a película em torno da lanterna, tirando a parte que encobre as luzes, pois a lei não toca nesse detalhe. Já fiz isso em carros de amigos e parentes. Basta um estilete afiado e boa vontade.

    ResponderExcluir
  31. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  32. Guilherme, para retirar a película do vidro traseiro, sem causar dano aos filetes, basta aplicar uma solução de água e detergente sobre o vidro, após colocar um saco plástico sobre o mesmo, pode ser os de lixo, deixar o carro com as portas fechadas sob o sol, por uns trinta minutos. Depois, é só puxar a película. Sai fácil e praticamente não resta cola para retirar. Pelo menos no meu foi dessa forma não causando nenhum dano.

    ResponderExcluir
  33. Andre Scudeller04/12/11 22:07

    Dia desses vi um mané usando os repetidores do retrovisor com a luz fixa, junto com a lanterna. Um completo idiota.

    ResponderExcluir
  34. Anônimo 13:56, em São Paulo acho que os taxis com insufilm não podem andar na faixa exclusiva pra ônibus, pois eles só podem andar nela quando com passageiro, e o insufilm dificultaria a fiscalização. Você citou o motivo financeiro, acho que é por aí também. E isto me fez lembrar uma anedota, se me permite: Manuel e Joaquim ficaram cheios da padaria e decidiram comprar um táxi em sociedade.Mas logo no primeiro dia de trabalho Joaquim desiste:
    -O Manuel…acho que isto não é um bom negócio…nós rodamos o dia todo juntos e não pagamos nenhum passageiro!

    ResponderExcluir
  35. Aqui na minha cidade já tentaram proibir as películas nos taxis e foram contra (a categoria de taxistas). O Translux só ainda não foi encomendado pois ainda não conta com impressora. O fabricante disse que vai lançar um modelo com o equipamento e então ele será adquirido.

    ResponderExcluir
  36. Gente, cadê o meio-termo? Tenho carro com película clarinha, 75%, e não tenho nenhum problema com dirigir à noite, com chuva, etc., e não preciso baixar os vidros para manobrar... Também não gosto dos sacos de lixo, eles eliminam a comunicação entre os motoristas e favorecem os assaltos porque ninguém vê quem está dentro do carro. Os xenon tenho visto menos por aí, tenho colegas que foram abordados e tiveram que retirar o equipamento, além da multa. E graças a deus os engates estão rareando e ficando só pra quem vai rebocar algo mesmo. Já tive o parachoque arranhado e a placa amassada por estas porcarias...

    ResponderExcluir
  37. Leis temos aos montes e pra tudo. Falta FISCALIZAÇÃO e PUNIÇÃO!!

    ResponderExcluir
  38. BOB. VC JÁ ENCHEU O SACO (DE LIXO)
    COM ESSA HISTÓRIA.

    COISA DE VELHO SENIL, CHEIO DE MANIAS. PELICULA USA QUEM QUER E PRONTO!!

    ResponderExcluir
  39. O verdadeiro LIXO aqui é vc, Bobo Sharp. Um tremendo filho da puta que está fazendo de tudo pra acabar com mais um direito do cidadão.

    Tomara que vc MORRA logo,não vai fazer a menor falta, idiota.

    ResponderExcluir
  40. @Antonio Filho,
    Eu uso um capacete que a viseira é transparente e tem filtro UV.

    Escurecimento não tem nada a ver com restrição de raios nocivos a pele.

    ResponderExcluir
  41. Highlander05/12/11 00:27

    Prezado Sr. Bob
    Já encheu o saco esta sua fixação por este assunto. Aproveite seu "dom" para continuar nos deliciando com novidades do universo automobilístico e não com esta "conversinha" chata e fixa de idoso. Existem problemas muito mais importantes relacionados a segurança que o Sr. escreve pouco ou até mesmo ignora, em uma ocasião chegou a afirmar, entre linhas, que um cidadão "bêbado" só matou por causa dos vidros escurecidos, o Sr. faz uso de álcool e depois dirigi? Para quem estas bêbado, faz diferença o vidro estar escurecido ou não? Porque o Sr. não pesquisa os principais motivos e/ou causas de acidentes nas estradas brasileiras e traz para o blog para discusão, creio que desta forma estará contribuindo para a conscientização de todos que frequentam este blog e, quem sabe até, das autoridades públicas. Enfim, por favor, pare com esta conversa de "saco de lixo", deixe este assunto para o lixeiro se preocupar.

    ResponderExcluir
  42. Highlander,

    Nem precisa pequisa pra saber o que causa acidentes nas estradas ou onde for: é o motorista.

    Bobagens como "duplicar pra não morrer" é típico de querer botar a culpa da febre no termômetro.

    O Brasil é um país de psedos "apaixonados por carros", falam de carro o dia todo mas não sabem dirigir. Dirigir é sinônimo de operar embreagem... Que desgraça!

    ResponderExcluir
  43. Com se não bastasse esses CONTROLAR, RADARES,PEDÁGIOS,
    Limites de velocidades absurdos, vem um sujeito desses prestar esse DESSERVIÇO em querer tirar mais um direito do cidadão de bem, e querer taxa-lo de CRIMINOSO, só pelo fato de usar pelicula nos vidros.

    E ainda se mistura com POLÍTICOS que sempre acabam fazendo leis q PREJUDICAM a toda a coletividade. CPMF alguém se lembra?

    Fim de carreira patético pro Bob Esponja.

    ResponderExcluir
  44. Alexandre - BH -05/12/11 01:06

    É, Bob. Vejo que ao cair da madrugada seus "amigos" aparecem...

    ResponderExcluir
  45. Na ditadura XIITA do BOB, TODOS seriam obrigados a usar apenas carros BRANCOS, sem película e totalmente sem graça.

    ResponderExcluir
  46. E outra não sou puxa saco do Bob, pouco me importa se ele correu em Le mans em 1918, ou escreve p/ milhares de revistas. Dane-se.

    "Os canalhas também envelhecem"

    ResponderExcluir
  47. Anônimo 01:07,

    Meu carro é branco e sem película, hehe...

    ResponderExcluir
  48. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  49. Essas medidas são inaceitáveis, são arcicas e de país de terceiro mundo. Primeiro, aqui no Brasil não pode nem ter DVD, nem rebaixar um carro, nem fazer nada, enquanto pode matar um no trânsito que não dá nada. Enquanto as rodovias não te dão condição nenhuma de andar decentemente, tem de ficar andando na contra mão pra desviar dos buracos.
    Eles lá em cima cobrar uma realidade que não existe para o povo é muito fácil.
    Leis Burras e idiotas e o povo ainda aceita.

    Quanto a filme no parabrisa, eu uso, não ando a noite, e a coisa que atrapalha é em tempo de chuva, que embaça demais, mas daí é so ligar o AR Condicionado que tá blz.

    Mas sou contra todo e qualquer tipo de proibição que não seja EXTREMAMENTE necessária. Aliás, do modo que estão as coisas, daqui uns dias o país vira ditadura, aff.
    Leis ridículas e o povo ainda aceita.
    EU revolto com um país de merda desse.
    Odeio engate e quebra mato, mas porra, se o kra quer colocar, problema dele. Aliás, quanto a bater na traseira, só de fazer isso tá errado, então, não serve de desculpas.
    Não quis ofender nimguém, é que eu revolto com esse país.

    ResponderExcluir
  50. Como é bom ler um texto feito por alguém sensato (coisa rara hoje em dia no Brasil).
    O tal do Insul-Film é uma aberração tupiniquim e tem que ser abolido.
    Mais do que prejudicar a visão do próprio motorista do carro "escurecido", o insul-film praticamente bloqueia a visão do carro de trás sobre o que acontece na frente do carro que o antecede. Dessa forma o insul-film reduz de forma drástica o tempo de reação do carro de trás, para algum evento/acidente que acontece na frente do carro da frente.
    Na prática, o carro de trás só tem a "oportunidade" de frear quando percebe que o carro à sua frente já está freando. Mas aí meu amigo. TARDE DEMAIS!
    Engavetamento na certa.

    Eu não uso insul-film em nenhum dos meus carros, mas sofro com o pessoal usando xenon desregulamentado me cegando nas estradas... já que meu carro não "filtra" a potência ignorante dessas lâmpadas.
    mas... parece que quase ninguém se importa com isso, pois todos usam insul-film.

    ResponderExcluir
  51. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  52. Bob, concordo que a película atrapalha. Mas dirigir fumando, pode? Ou você parte do pressuposto que todo motorista fumante tem penndor para malabares?

    ResponderExcluir
  53. Além disso... o Insul-film não traz segurança nenhuma.
    Ele traz apenas uma sensação de segurança!
    Como o taxista bem disse, caso o "meliante" entre no automóvel, ninguém de fora conseguirá perceber com clareza que acontece algo estranho dentro do veículo "filmado".
    O/A motorista estará então nas mãos do bandido.

    Eu já informei a polícia várias vezes sobre carros "estranhos" com uma pessoa aparentemente normal dentro (algumas vezes com cara de asusstado) e outras pessoas "esquisitas" dentro.
    Uma vez tinha um rapaz aparentemente normal, assustado, sentado no meio do banco de trás de um 307, com mais 4 favelados fumando crack dentro. Não tive dúvida. Liguei para a polícia na hora e informei a placa, modelo, cor e localização do veículo.
    Mas isso só foi possível porque o carro nào tinha insul-film.

    ResponderExcluir
  54. Debater sobre a legalidade da película? aff...
    Eu gosto, me dá privacidade,segurança e não atrapalha a vida de ninguém. Quem usa meu carro sou eu e não outros. Só atrapalha a vida de ladrão.
    Sempre fui fã do Bob Sharp. O cara tem um currículo invejável, mas me parece que está ficando velho. E gente mais velha sabe como é que é...cabeça-dura. Fora isso, continuo admirando-o.

    ResponderExcluir
  55. Sou contra tudo.

    Aliás, nesse país, precisando liberar as coisas, e eles vêm é proibir? Tudo isso só para aumentar as multas e arrecadação.

    Não acredito que vou ter de tirar as G5 do meu carro porque um FDP do governo acha que atrapalha eu dirigir. Esse país é um SACO DE LIXO mesmo. Só sabem proibir o que o pobre cidadão gosta de fazer.

    Se eles estivessem tão preocupados com a SEGURANÇA PÚBLICA, não deixariam o país chegar no CAOS que está.

    BANDO DE HIPÓCRITAS FDP.

    É minha opinião.

    ResponderExcluir
  56. "O certo é o certo", mais quem define o que ou nao ???

    Eu alem de gostar de carros com filme, acho que e muito util, eu pego estrada direto, vai pro interior de Sao Paulo com um carro preto, com um sol de 60 graus sem filme, alem de esquentar o interior, vc se queima muito, com o filme isso diminue muito, e a seguranca, anda com um carro sem filme na frente de uma favela la pras 4hs da madrugada, sem filme te garanto que se vc nao for assaltado, pelomenos uns 3 susteos vc leva, e com o carro filmado os bandidos ficam com um pe atras, pois eles nao sabem se tem 8 negos la dentro com AR15 apontando pro primeiro que chegar perto da porta do carro, esse negocio de certo e errado e muitissimo relativo, e eu acho que nao pode ser meia duzia de deputados que respondem por 15 milhoes de pessoas no caso de Sao Paulo, se proibirem e meu radio for roubado, te garante que eles nao vao estar nem ai pra mim, e com o carro trancado no filme isso e muito mais dificil !!!!

    Eu acho que deviam ter algumas normas, tipo, engate so quem tem treiler pra puchar, senao multa, quem tem qubramato, so se fizer trilha, senao multa, e filme hj em dia e mais item de seguranca do que de beleza !!!!

    ResponderExcluir
  57. principais argumentos desse retardado:

    1,: Na europa foi proibido.
    2.: Na europa foi proibido.
    3, Eu acho horrivel.



    meu deus... sem comentarios.

    ResponderExcluir
  58. Pedro de Albuquerque05/12/11 03:15

    Fora que a turma do G5 atrapalha demais o tráfego.

    Choveu ou anoiteceu, pronto, começa os obstáculos móveis torrando a paciênica.

    E ter de trafegar de vidro baixo pra ver retrovisores é absolutamente atestado de burrice.

    ResponderExcluir
  59. A questão é simples: só vou tirar a película do meu carro quando EU achar que é necessário.

    ResponderExcluir
  60. Bob
    Táxis em São Paulo também não possuem películas. Pelo menos eu não vi nenhum até hoje com elas.

    ResponderExcluir
  61. Carro que comprei do meu irmão está com película (dentro da lei!) e eu vejo, sim, diferença ao dirigir de dia: não chego ao destino com braço vermelho.
    E o mais importante: meus olhos são sensíveis a luz. Em terra de bestas munidos de farol de neblina e carros que nunca regularam o farol, é muito bom ter algo para proteger minha visão.

    Acho bom que fortaleça a fiscalização. Mas abolir por completo é besteira: tem que respeitar a minoria. Senão apenas alguns ônibus seriam adaptados para cadeirantes, etc etc.
    Qualquer coisa ao extremo é errada.

    E se seguradora começar com essa contra a película, qualquer acidente será causado por ela, daqui em diante rsrs Não dê idéia!

    ResponderExcluir
  62. Quem quer privacidade, que fique em casa.

    Carro na rua não é lugar de privacidade, a rua é pública e todos devem zelar por ela, bem como mostrar a cara. Quem esconde a cara é bandido!

    Se não existisse essa droga de filme escurecedor aí com certeza teríamos menos acidentes, tanto de noite (visibilidade) quanto de dia (motorista aproveita que está "escondido" para dirigir de forma irresponsável).

    Pena que me parece que a fiscalização simplesmente não existe ou, se existe, é apenas para uma classe ou categoria de motoristas, vejo muitos carros oficiais totalmente selados na película, pergunto o pq, afinal de contas, a maioria que vejo é blindado.

    ResponderExcluir
  63. JCO
    Não exista pelicula dentro de lei no pára-brisa e vidros laterais dianteiros, que já saem de fábrica esverdeados e no mínimo de transparência. Só se esses vidros nào tiverem qualquer coloração, o que acabou nos carros novos faz tempo. A chancela com transparência que o aplicador coloca não torna o conjunto virdro mais película regulamentar.

    ResponderExcluir
  64. BOX666

    Saco de lixo é a tua cabeça!!!

    ResponderExcluir
  65. Quero lembrar que a nossa legislação atual permite o uso de películas, desde que respeitados os limites mínimos de transparência, quais sejam:

    Para-brisas: 75 %

    dros laterais dianteiros: 70%

    vidros laterais traseiros e traseiro: 28%

    Um carro nessas condições não fica com os vidros totalmente escuros ou "fechados" como se costuma dizer aqui na minha cidade, mas chegam ao ponto de não se identificar quem esta dentro do veículo.

    Queria saber a opinião do Autor do Posto acerca dos limites estabelecidos pela lei, pois fala-se em proibição de filmes e não permitir que as concessionárias os ofereçam como brinde, sendo que os mesmos são permitidos.

    ResponderExcluir
  66. Box666
    Não adianta esbravejar, dizer que estou velho e outras besteiras. Vai ter que tirar o saco de lixo do seu carro, quer queira, quer não. Motorista tem que ter visibilidade e carro não é esconderijo. Ponto final.

    ResponderExcluir
  67. Rodrigo
    As transparências-limite são essas realmente, mas para o conjunto vidro + película. Se os vidros já saem de fábrica com esses mínimos, só dá para esconder o espaço do banco traseiro, nunca o dos bancos dianteiros. Elementar.

    ResponderExcluir
  68. FVG
    Vejo muito táxi de São Paulo (branco) com película.

    ResponderExcluir
  69. eu uso a película no limite legal. Nem sei quanto é, mas é clarinha, minha namorada reclama bastante disso. Mas mesmo com o limite legal, dirigir com chuva é muito tenso, não dá pra ver nada pelos retrovisores. Para manobrar a noite, só baixando os vidros. É complicado, estou seriamente pensando em não por a película no meu próximo veículo.

    ResponderExcluir
  70. Claude de Javel05/12/11 10:08

    Concordo, sou grande usuário de taxi no Rio de Janeiro e na hora de pegar um carro escolho aquele que não tem película pois detesto andar em um veiculo onde parace estar dentro de um caixão, "tudo escuro". Sem contar que você na hora de fazer sinal para ele parar não sabe se tem gente dentro e aí ficas que nem um bôbo balançando o braço em vão.

    ResponderExcluir
  71. Desculpem-me se meu comentário foge do assunto aqui discutido.

    Qualquer que seja a opinião de quem comenta qualquer assunto, seja contra ou a favor, deve-se ter um mínimo de respeito pelo autor do texto e pelos leitores.

    Usar palavrões, desejar a morte dos outros é deplorável, e deveria resultar na remoção do comentário.

    É uma situação típica da internet: o cidadão fica corajoso, xinga todo mundo. Queria ver se faria o mesmo cara a cara.

    Vamos manter um mínimo de respeito.
    Esse é o meu apelo.

    KOKOKIL

    ResponderExcluir
  72. Antonio Amaral05/12/11 10:32

    Srs, BX666, Highlander e Anônimo 05/12/11 00:15
    O Bob está certo, visibilidade máxima é absolutamente necessária para que sejam evitados acidentes,e no trânsito não é USA QUEM QUER, pois vocês estão compartilhando o uso de um espaço público em uma atividade, conduzir um automóvel, que põe em risco a VIDA de outras pessoas, nenhum de vocês gostaria que um incauto atravessasse na frente de um carro com familiares seus causando uma tragédia e depois dissesse simplesmente, desculpe, não enxerguei direito, vocês iriam acietar?

    ResponderExcluir
  73. O problema não é a película e sim os "espertos" que lacram o carro todo, inclusive o parabrisa, e andam as cegas. Não me venham dizer que a visibilidade não fica prejudicada á noite que é mentira. Ou vocês usam óculos de sol à noite? E nos vidros laterais é possível usar película sim, já que a transparência é bem maior (mesmo nos verdes) do que o limite legal. Os exageros é que estragam qualquer coisa.

    ResponderExcluir
  74. Já comentei isso antes aquí, mas não custa repetir: A inscrição "transparência 70% min." nos vidros automotivos é só por questão de normatização, e para quem entendeu o "min.", na realidade eles têm transparência (bem) MAIOR que a inscrita. Seria muito bom se realmente viessem com transparência de 70% "em cima".

    ResponderExcluir
  75. Aléssio Marinho05/12/11 11:12

    Viajo muito de dia, pois as distâncias que percorro são longas e sob um sol muito forte. Meu carro não tem película e não fico com o braço vermelho, pois ando com os vidros fechados. Mesmo nos meus carros que não tinham ar condicionado, fechava o do motorista e abria o do passageiro.
    Ah, e moro no Pará, praticamente sob a linha do equador. Quando faz 20º o pessoal sai de casaco na rua...
    Visibilidade Sempre!!!

    ResponderExcluir
  76. Película e engate são adornos cafonas, típicos de carros parados em posto de gasolina com barrigudos e popozudas bebendo e rebolando até o chão.

    ResponderExcluir
  77. O Bob conseguiu captar na foto a luz divina abençoando o taxi despeliculado.

    ResponderExcluir
  78. Realmente estamos compartilhando de um espaço público, inclusive com os marginais. E essa é a grade diferença do Brasil para a Europa e EUA. Tirem os malas das ruas para vocês verem se 90% das pessoas que usam películas não as tirarão!

    Já fui furtado duas vezes quando não usava película, me levaram aparelhos de som. Depois que coloquei os " sacos de lixo" não aconteceu mais. Pode até ser coincidência, mas que o meliante não sabe o que tem dentro do carro, isso eu te garanto!!! E o que eu faço se eu tirar as películas? Construo um muro ao redor do meu carro para o mala não adentrá-lo?

    Acho sim que atrapalha a dirigir, principalmente na chuva, inclusive eu dirijo muito mais tenso nessas ocasiões, mas é um preço que eu escolhir pagar. E sempre que não está chovendo, ou minha mulher não está no carro eu ando com os vidros abertos, mesmo quando está frio (sim, aqui em Brasília isso ainda é possível).

    É muito fácil colocar a culpa na população (não estou dando uma de fraco e oprimido), ao invés de arrumar o asfalto (buracos), ao invés de livrar-nos dos marginais, e ao invés de colocar um serviço de transporte de qualidade(venha para Brasília andar de ônibus para você ver como é legal...).

    Pra mim película é só um acessório para me dar segurança. Tão importante quanto aquela placa metálica que colocavem sobre as baterias de celtas e gols há alguns anos, alguém se lembra.


    http://penapolis.olx.com.br/protetor-de-bateria-em-aco-gol-parati-saveiro-corsa-celta-montana-cod-506106-iid-182866418

    Isso, só no Brasil!!!

    ResponderExcluir
  79. É, imagino que o meu está dentro da lei. Agora você me deixou na dúvida, Bob.
    Mas prefiro ter um vidro meio escuro do que lacrimejar ao andar a noite, com os faróis de neblina e outros desregulados por todo caminho. Segurança para mim é isso: não ficar cegueta e ter distração de um olho marejado. Senão, terei que andar a noite de óculos escuros.

    Não defendo a película com unhas e dentes, é só o que disse acima: qualquer coisa ao extremo é errada.

    Tem que haver a possibilidade de utilizar no carro, basta fiscalizar o mau uso, para o bem de todos. E pelo que vi, é assim que caminhará. Amém!

    A película existe no mundo todo, só que já ouvi americanos falando que a acham feia pra caramba rsrs Mas exite e é permitida, salve regras. (E salve a democracia!)

    ResponderExcluir
  80. É importante lembrar que existem sacos de lixo e existem películas. Películas de qualidade não são "sacos de lixo".

    As do meu Marea são ótimas. Do lado de fora são totalmente escuras e o carro parece lacrado, mesmo de perto não se enxerga nada do interior. Mas por dentro a transparência é quase total, nem parece que o carro tem película, no máximo dá a impressão de vidros verdes, não atrapalhando em nada a visão noturna. Comprei o carro usado já desse jeito, então infelizmente não pude descobrir a marca da película e onde foi instalada.

    Por outro lado, quando eu tinha um Mille mandei instalar umas películas que eram verdadeiros sacos de lixo, horríveis. Parece que se enxergava até menos de dentro do que de fora, e dirigir a noite era um tormento e até perigoso. Tirei depois de poucos meses.

    Então é importante escolher uma película decente.

    ResponderExcluir
  81. Bob,

    Por favor, você poderia fazer um post dedicado as melhores práticas para se retirar as peliculas (principalmente do vidro traseiro com desembaçador)?

    Já ví um ou outro comentário ensinando a fazer isso, mas eu queria mesmo um POST de o AE.

    ResponderExcluir
  82. Highlander05/12/11 12:04

    Antonio Amaral, ou o Sr. é advo do Sr. Bob Esponja ou é mais um bêbado ao volante. O Sr. faz uso de álcool ou outra substância entorpecente e em ato contínuo dirigi? O Sr. fuma e dirigi ao mesmo tempo? O Sr. faz uso do seu celular diringindo? O Sr. dá passagem a pedestres postados na faixa? O Sr. respeita os limites de velocidade? O Sr. se auto analisa para identificar cansaço antes de dirigir, principalmente em rodovias? O Sr. respeita as sinalizações viárias? Os impostos do seu veículo são pagos em dia? O Sr. é a favor da ditadura? O Sr. se veste de verde? Parece-me que o Sr. é um belo de um puxa-saco!!!! Avise o Esponja que a seguradora Porto Seguro, esta dando desconto para instalação da famigerada película em seus postos de atendimento, será que estão preocupados com a opinião do Sr. Esponja? Creio que Sr. Esponja esteja com a receita de seus óculos vencida, idade é e sempre será um problema.......

    ResponderExcluir
  83. Gustavo Cristofolini05/12/11 12:13

    Bob, acho que voce não entendeu o que eu quis dizer.

    Deveria existir uma lei, então, para regulamentar a transparência mínima dos óculos escuros.

    Basta ir a qualquer camelô, que será possível encontrar óculos com sacos de lixo colados às lentes, que, se tiver uns 15 ou 20% de transparência é muito. Não vou entrar na questão da qualidade das lentes, muitas vezes com imperfeições que distorcem a visão (por refração, por deformação ou mal-formação das lentes).

    Na minha opinião utilizar um óculos escuro saco de lixo, pouco difere de utilizar uma película escura.

    Tá, você pode tirar o óculos e eu posso abrir os vidros.

    Gostaria de esclarecer que não sou contra a fiscalização da transparência dos vidros, mas sou contra a proibição do uso de películas. Eu gosto, eu acho bonito e me agrada. Se você não gosta, ande sem e vamos ser todos felizes.

    Lembro do seu ultimo Post sobre o assunto, falando do acidente e que o carro tinha películas nos vidros. Hoje, mais ou menos 70 a 80% da frota tem peliculas. No meu entendimento dizer que veiculos com películas se envolvem ou causam mais acidentes é o meso que falar que carros com faróis causam acidentes.

    Acho que abusos, de todo tipo, devem ser combatidos, inclusive o uso de sacos de lixo.

    ResponderExcluir
  84. Bob Sharp

    Eu não moro em SP.

    Aliás...eu não moro em nenhuma metrópole.

    Aqui na roça é tranquilo.

    Graças a Deus não temos rodízio, controlar, pedágio e centenas de radares.

    Então eu vou aproveitar por muito tempo meu sacão de lixo....rss.

    Ah...e tbm andar c/ o carro arrastando no chão....hahahah.

    ResponderExcluir
  85. Off Topic:

    Bob, você que sempre bate na tecla da inutilidade de blitz, dê uma lida aí no texto do Rizzato Nunes (só não copiei o texto aqui por ser muito grande):

    http://terramagazine.terra.com.br/interna/0,,OI5502805-EI11353,00-A+lei+seca+e+o+direito+do+cidadaoconsumidor+de+se+locomover.html


    Marco

    ResponderExcluir
  86. Bob Sponja é com o Pelé

    "Calado é um poeta"

    ResponderExcluir
  87. tem gente brava aí.... deve ser por vender saco de lixo preto e ser o ganha pão da família, só pode.

    ResponderExcluir
  88. Gustavo Cristofolini,

    Não quero ser chato, mas ultimamente tenho observado uma conduta estranha por parte dos motoristas e espero que você também tenha notado.

    Até há pouco tempo, quando surgia algum obstáculo na pista ou mesmo quando havia algum engarrafamento, os motoristas percebiam de imediato e logo reduziam a velocidade. Hoje, percebe-se que os motoristas parecem alheios a tudo e só freiam quando estão muito próximos desses obstáculos, chegando às vezes a colidir.
    Será, então, que os motoristas estão todos a ficar gagás e desatentos ou será que o problema está no uso das películas?

    ResponderExcluir
  89. Fiquei triste ao ver o Bob ser discriminado por ser mais velho.

    Sorte dele, ele é de um tempo em que havia dois jeitos de fazer as coisas: o certo ou o errado. A lei é cumprida ou descumprida, ponto final.

    Bob: já é chegada a hora de acabar com a festa dos "trolls" dos comentários, ficou claro que, ao menos um deles, cometeu o crime de injúria (art. 140, do CP). Para isso basta manifestar a vontade de intentar a ação, ao MP ou à Polícia, por via oral (em uma delegacia) ou por via escrita (e-mail para a procuradoria de crimes cibernéticos, por exemplo), já que no caso de injúria a Ação é Pública condicionada.

    ResponderExcluir
  90. Se p/ mim não faz a MINIMA DIFERENÇA o passado do Bob Sponja, quantos livros escreveu, quantos carros guiou, pra um ASSALTANTE na rua faz MENOS AINDA, se um menor armado pegar, vai tomar um tiro sem dó nem piedade, por mais blablabla q tenha feito na Imprensa, já era.

    Qero ver quem vai ter coragem de ter um som que preste no carro, ou GPS; nunca mais vai poder estacionar na rua.

    ResponderExcluir
  91. Primeiro parabéns ao Bob pela coragem em mexer nesse vespeiro.
    Meu carro anterior tinha película, que também ganhei de brinde. Mas meu carro atual não tem por perceber o mal que fazia à segurança alheia. Vejo reclamações contra a opinião do Bob, mas triste é perceber que muitos não tem a mínima noção do que seja CIDADANIA e RESPEITO ao coletivo. Alguns falam em ditadura, mas querem impor sua suposta liberdade mesmo que isso custe a insegurança ou a integridade física/patrimonial de terceiros. É o caso do engate, que tem sua utilidade transformada unicamente em absoluta pobreza de espírito. O problema não é o engate, mas o seu uso. Película escura é a mesma coisa: só quem ainda tem a mente de republiqueta de bananas pode achar que proibi-lo é contra a liberdade! E a minha liberdade de visualizar o trânsito, onde fica???? Fazer o certo tem o seu preço e como alguém já disse: cada escolha é uma renúncia. Por isso decidi renunciar ao meu suposto "direito" para poder ter o DIREITO de ter um trânsito mais civilizado. Liberdade não é imbecilidade.

    ResponderExcluir
  92. Pô, que chatice, esse assunto de novo? Tem outros assuntos pra tratar não? Sempre a mesma coisa cansa.
    Faz o seguinte Bob, no seu carro você não coloca a película, quem quiser que coloque no seu. Se o cara bater no seu carro e tiver película, entre na justiça e prove que a presença da película foi o fator causador do acidente.

    ResponderExcluir
  93. Anônimo das 05/12/11 13:08

    Precisa chegar ao ponto de haver um acidente???

    ResponderExcluir
  94. Antônio Amaral05/12/11 13:16

    Anônimo das 05/12/11 13:08
    Você parece não ligar porque, acha que nunca pode ser com alguém que você conheça, muitas vezes as consequências dos acidentes são IRREVERSÍVEIS, o problema não é em quem por a culpa, mas em evitar que alguém carregue essa culpa.

    ResponderExcluir
  95. Anônimo das 05/12/11 13:08

    Se um boyzinho, com os vidros opacos, bater no seu carro, as vez até destruindo-o, é só entrar na justiça e reivindicar? Simples assim??

    A questão não é de proibir pura e simplesmente, mas de se observar os excessos, e lembrar que o seu direito de ter película termina no direito do próximo de ter segurança na coletividade.

    ResponderExcluir
  96. Película é inútil e insegura. Quem a coloca quer aparecer (na verdade desaparecer) para as tchuchucas. Coisa brega. Tipo Gol 90, com rodão, película, adesivo grande atrás e som que vale mais do que o carro.

    ResponderExcluir
  97. Félix
    Perfeito, tudo o que você disse. Com fecho de ouro, "liberdade não é imbecilidade".

    ResponderExcluir
  98. Pisca
    Se você ficar só por aí, ótimo. Divirta-se sem incomodar os outros porque, se sair da toca, pode cair numa blitz e vai ter que tirar os sacos de lixo - no depósito do Detran, carro arrastando no chão é apreensão imediata.

    ResponderExcluir
  99. Mais uma vez fomos brindados com o festival de bobagens do Sharp. Como alguém pode confundir legislação com patrulhamento? Se um colegiado de autoridades de trânsito determina que crianças viajando no banco da frente é perigoso, é patrulhamento? Ridículo. Como alguém pode citar a Declaração Universal para defender o uso de celulares no trânsito? É o mesmo que defender o direito de se usar uma metralhadora numa guerra, afinal é avanço tecnológico.

    ResponderExcluir
  100. Link
    Essa é uma operação que, obviamente, não temos conhecimento, muito menos prática. Mas acredito que a orientação de alguns leitors, utilizar um secador de cabelo, resolva.

    ResponderExcluir
  101. BS,

    Venho notando que essa prática de colocar sacos de lixo nos vidros parece diminuir a cada dia aqui no RJ.

    Pelo menos nos veículos mais novos, o que se vê são filmes "dentro da legislação" nos vidros ou então um novo filme que deixa os vidros verdes "mais verdes", dando até um aspecto mais refinado ao carro, com transparência boa tanto do lado de dentro quanto de fora, mas que filtra bem os raios solares.

    Parece que as pessoas estão começando a ficar mais conscientes.

    Abraço,

    Marcelo

    ResponderExcluir
  102. Gustavo Cristofolini
    Você remove as películas do seu carro cada vez que entra num túnel ou sempre que cai a noite? Eu sempre tiro os óculos escuros nessas situações. Mas, concordo, óculos escuros deveriam ter certificação tipo selo do Inmetro para poderem ser usados para dirigir. É também questão de saúde pública. Por exemplo, desde adolescente uso os Ray-Ban Bausch & Lomb, por questão de qualidade.

    ResponderExcluir
  103. Highlander
    Não me diga...que comentário mais tolo!

    ResponderExcluir
  104. Dr. Gori
    Complemento: ou quando for parado numa blitz e ser obrigado a retirá-las.

    ResponderExcluir
  105. Anônimo 5/12 01:49
    Dirigir fumando pode. Não há lei proibindo. CF: "Ningúém é obrigado fazer ou deixar de fazer alguma coisa senão em virtude de lei."

    ResponderExcluir
  106. Ultimamente tenho visto muitos carros de "manolos" sem insulfim. Sei lá, vai ver é pra evitar de ter que baixar o vidro toda vêz que passa por algum comando ou vai ver virou moda mesmo, se mostrar com o encosto do banco lá em baixo e os braços beeeem esticados. Fast and furious, hehehe!

    ResponderExcluir
  107. Anônimo 5/12 11:19
    É mesmo!

    ResponderExcluir
  108. Bob Sharp

    Pode ficar tranquilo meu querido pois a toca onde vivo tem asfalto liso, ruas largas e policiais que estão preocupados em prender traficantes, ladrões de carro e etc.

    O cidadão de bem, pagador de impostos pode andar sossegado por aqui c/ carro rebaixado e saco de lixo, pois ao contrário de SP, nossos governantes não querem extorquir as pessoas corretas.

    Ah...e já fui parado em Blitz e tbm em postos da Polícia Rodoviária Estadual sem ter problema algum c/ a Lei.

    Trata-se apenas de uma gentileza entre o cidadão pagador de impostos e o poder público que recebe esse dinheiro.

    Mas vc nunca vai entender isso pois "vive" numa cidade em que tais fundamentos não existe.

    De boa...vc fica ae e eu fico aki.

    No hard feelings ok?

    ResponderExcluir
  109. Certa vez passei por um posto da PRF e tava lá um cara com uma L200 triton tentando arrancar as películas das janelas dianteiras. Digo "tentando" pq estavam saindo só aos pedaços....
    Fiquei com dó da caminhonete pq ela era linda, novíssima, num vermelho mto bonito, mas acho q o policial agiu certo, pq elas eram excessivamente escuras.

    ResponderExcluir
  110. Rafael Bruno05/12/11 15:12

    Seria interessante se o pessoal do A.E. fizesse um "tutorial" de como retirar esses lixos sem estragar os filetes do desembaçador.

    ResponderExcluir
  111. Bob,
    Na boa, dispenso seu complemento.
    Li inteira e minuciosamente as "groselhas" que vc escreveu neste post e apenas emiti a minha opinião. Respeite, ok? No dia que a autoridade policial mandar eu tirar, tirarei. Até lá, viva o SACO DE LIXO PRETO!

    ResponderExcluir
  112. "Fumar e dirigir ao mesmo tempo não é proibido por lei, porém, o ato pode ser enquadrado no artigo 252 do Código de trânsito Brasileiro, que proíbe dirigir com apenas uma das mãos.

    Somente quando o condutor necessita sinalizar para fazer uma conversão, mudar de marcha ou acionar algum equipamento do veículo, ele pode segurar o volante apenas com uma mão". (Texto extraído da internet).

    Sou contra o uso películas e nada tenho contra fumantes.

    ResponderExcluir
  113. Gustavo Cristofolini05/12/11 15:33

    Bob, acho que voce captou a idéia sobre o oculos escuro.

    Retirar a pelicula no tunel ou a noite? Pra que? Eu consigo ver através dela.

    Não estou usando sacos de lixo, mas aquela dita como permitida. Com o tempo, conforme queima no sol ela vai ficando mais e mais clara. Honestamente, nunca tive problemas em enxergar para trás ou para os lados por causa das películas, mesmo quando eu era mais 'irresponsável' e usava G20 nos vidros dianteiros (sim, essas precisavam baixar os vidros para manobrar). Pelo que me consta, existe obrigatoriedade de se acender os faróis a noite. Ainda está em vigor isso? Se estiver, não vejo dificuldade em andar a noite e ter peliculas.

    CCN 1410, já percebi sim. Mas não é só de quem esta enclausurado pela pelicula ou pelos sacos de lixo. Tenho visto de um modo geral que o povo ta guiando com a cabeça pensando na morte da bezerra. Quando se dão conta é tarde e acontecem algumas colisões.

    Moro em local turistico e até alguns dias atras tinhamos uma ponte interditada para reforma. A pista dupla virava simples e entupia tudo. Quase todos os dias havia um engavetamento. E olha que sinalizaram muito bem. Como falei, estão dirigindo com a cabeça no mundo da lua.

    Em tempo, eu acho muito mais grave guiar o carro com o banco reclinado, socado no chão (rebaixado com as molas cortadas), sem cinto de segurança com som arregaçado no último volume (sem citar a qualidade da música) do que ter os vidros escurecidos.

    []s
    Gustavo.

    ResponderExcluir
  114. Gustavo Cristofolini05/12/11 15:36

    Pensem, voce esta em casa, muito tranquilo. Quantas vezes voce reclamou porque passou um carro na frente com sacos de lixo nos vidros? Quantas vezes voce teve seu sossego perturbado porque alguém passou ouvindo Bruno e Marrom no trio elétrico?

    ResponderExcluir
  115. Antonio Amaral05/12/11 15:52

    Gustavo Cristofolini,

    Para carros é obrigatório acender os faróis, mas pessoas, crianças, animais, e qualquer outro obstáculo que não sejam veículos, não tem faróis e são muito melhor vistos sem as películas. Quanto ao som alto que incomoda, é argumento meio fora de contexto.

    ResponderExcluir
  116. Antonio Amaral

    esse papo de que pessoas não tem faróis, bem, há controvérsias...
    namorei uma moça nos tempos de faculdade que, meu amigo, tinha um belo par de milhas Cibié Serra II. Aquilo me cegava...

    ResponderExcluir
  117. recomendar o não-ressarcimento de sinistro pelas seguradoras se o veículo tiver película e usar as benditas películas pra justificar a falta de opinião do AE quanto ao Latin NCAP.
    com todo respeito ao Bob e sua experiência, mas isso tá SHAROPE demais, já encheu o saco de lixo preto de 100 litros reforçado.

    ResponderExcluir
  118. Gustavo Cristofolini05/12/11 16:46

    Antonio Amaral, voce consegue enxergar um cachorro ou uma criança de 2 anos imediatamente atrás do seu carro?

    Entendi o seu argumento. Agora me diga, porque eu iria querer andar de ré num tunel? Alias, porque eu iria querer andar de ré?

    Quanto ao som, foi apenas uma consideração de algo relacionado a carro que incomoda dentro do sossego sagrado do lar. Já carros com peliculas não me incomodam.

    ResponderExcluir
  119. "voce consegue enxergar um cachorro ou uma criança de 2 anos imediatamente atrás do seu carro?"

    A Tereza Cristina, ops!, a Cristiane Torloni não viu seu filho atrás do carro e deu no que deu.

    ResponderExcluir
  120. Antonio Amaral05/12/11 16:55

    Gustavo Cristofolini,

    Não exatamente em um túnel, mas em qualquer situação de baixa luminosidade, estacionando na rua à noite, manobrando em garagens de prédios, shoppings, supermercados, geralmente pouco iluminados.

    ResponderExcluir
  121. Seria engraçado se não fosse estupido alguém criticar tantos os outros pelo uso de películas e achar que é normal dirigir fumando.
    O próprio ato de fumar, além de uma estupidez sem tamanho em relação à própria saúde, é uma total falta de respeito aos outros, obrigados a suportar a fumaça incômoda dos fumantes.

    ResponderExcluir
  122. Sou o anônimo das 11:19, e estou acompanhando esta discussão aqui pois acho que vale a pena, e quando bem feita (sem ofensas como uns quadrúpedes aqui fazem)é válida.

    Não sei quantos comentários tem aqui, mas não li em nenhum deles uma idéia que não seja a película para se defender do marginal ladrão de som.

    Como citei, eu pago um certo preço por dirigir com as peliculas que uso(G20 em cima de G20). Sempre dirijo com os vidros abertos, mesmo fazendo frio, e não é nada legal dirigir em dias de chuva, e sempre que vou fazer uma manobra a noite tenho que baixar o vidro. Em contra partida Há 10 anos não tenho meu carro arrombado, e nos dois anos que tive carros sem película meu som foi furtado.

    Eu não vejo outra saída a não ser colocar uma cascavel lá dentro do carro, ou fazer um muro assim que sair do carro.

    Daniel

    ResponderExcluir
  123. Pedro de Albuquerque05/12/11 17:24

    Olha só quem são os G5 da vida.

    Um prega regra nenhuma pra dirigir, o outro tem carro arrastando no chão...

    Erraram de blog, Bizarrices Automotivas é em outro lugar.

    ResponderExcluir
  124. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir
  125. Quando o assunto é insulfilm parece discussão política ou futebol. Não sei porque tanta briga. Ora essa, quem gosta que use e quem não gosta, não use e pronto! Cada um faça com seu carro o que bem entender e assuma por isso, estando certo ou errado.

    ResponderExcluir
  126. Lorenzo Frigerio05/12/11 18:02

    Bob, a idéia de sugerir às seguradoras que bloqueiem o seguro de carros "filmados" é ótima. Espero que seja implantada uma inspeção de segurança, nos moldes da Controlar, para bloquear o licenciamento de carros não conformes. De modo que só sobrem os "manos" que não licenciam seus carros, e a polícia poderá facilmente dar conta deles.
    Enquanto perdurar a Lei do Gérson, este País não irá para frente.

    ResponderExcluir
  127. Anônimo 5/12 17:55
    Não se trata de cada um fazer o que quiser, pois todo veículo faz parte do trânsito e motorista tem que ter visão de comando mínima. É simples.

    ResponderExcluir
  128. Tenho película, não sei se dentro do limite, mas nunca me atrapalhou em nada e nunca tive que baixar os vidros para ver. Não acho bonito, uso por segurança e pra não ter meu som roubado. O que deveria dar cadeia é usar película no para-brisa, isso sim é um absurdo sem tamanho, mesmo que seja bem fraca.

    O problema é que essa lei das películas não é pra nossa segurança, é só mais uma forma do governo arrecadar dinheiro. Igual quando explodiu as vendar do Xenon, inventaram uma lei idiota que obrigavam a instalar LIMPADOR DE FAROL e regulagem de altura de facho, o que não adiantava nada. Se pensassem na segurança iriam exigir faróis elipsoidais e só... Mas como estão cagando pra segurança, fizeram isso.
    Tenho um Honda Fit e acho os faróis muito ineficientes (repito que não tenho película no para-brisa), queria muito instalar um Xenon, mas não coloco porque sei que atrapalha os outros, o que tem na rua de gol geladeira e chevette com xenon mirando na nossa testa não é brincadeira. No Brasil é muito difícil encontrar, e sai muito caro fazer os "projetores" pro farol...

    Mas essa lei das películas já já esquecem, e vão inventar outra coisa pra nos extorquir, ou vão colocar mais um mol de radares em todos os locais possíveis

    ResponderExcluir
  129. Anônimo 5/12 17:01
    O que tem de anormal dirigir fumando, pode explicar? E quando há não fumantes no carro, não fumo. Isso tem um nome: educação.

    ResponderExcluir
  130. Renato
    É só remover as peliculas do seu carro que você não será extorquido, ora...

    ResponderExcluir
  131. Box666
    Você está se perdendo nos seus argumentos. Falar ao celular é proibido pelo Código de Trânsito Brasileiro, portanto é lei. Eu não falei em Declaração Universal dos Direitos Humanos, mas na Constituição Federal (CF).

    ResponderExcluir
  132. Digo de novo: qualquer coisa levada ao extremo é errado.

    Não ver o todo é burrice. Desrespeitar a minoria e as particularidades de algo, ver apenas o lado que quer e brigar para impor sua vontade, não dialogar...heil fuhrer!

    Tem gente falando em "saco de lixo" e películas, mas o lado oposto junta tudo no mesmo saco.
    Ainda bem que vocês também não são políticos: só trabalhariam em pró da própria opinião, com a desculpa de que é para o bem maior.

    Extinguir a película não é positivo, é retrocesso. O bom uso é o avanço. Sério que alguém não concorda??

    Se for assim:
    Eu não bebo, então poderíamos extinguir a bebida e milhares (MILHARES!) de acidentes não ocorreriam. Poderiam extinguir o cigarro também - eu não fumo, então acho que ele só suja a cidade, vulgariza qualquer mulher e faz meu pai morrer mais cedo. O chiclete então, que também não masco, outra porcaria...

    ResponderExcluir
  133. Dr. Gori
    Desculpe, mas quem posta comentário está sujeito a réplica. Além disso, não desrespeitei sua opinião, apenas complementei com a hipótese de se tirar a película por determinação de um agente da autoridade de trânsito além de por vontade própria.

    ResponderExcluir
  134. CRIMINALIZAR QUEM USA INSULFILM É COISA DE OTÁRIO.

    GENTE COMO ESSE BOB É QUE LUTA POR LEIS COMO A PROIBIÇÃO DE GARUPAS NAS MOTOS EM SP.

    IGUAL A PIADA DO MARIDO TRAIDO QUE VENDE O SOFÁ.

    ResponderExcluir
  135. Box666
    Cada vez você se enrola mais. Usar Insulfilm não é crime, mas infração de trânsito. Falou besteira na questão de garupa em moto, sou totalmente contra essa lei que alguém propôs.

    ResponderExcluir
  136. Lorenzo Frigerio05/12/11 19:36

    Esse BOX666 só pode ser um ciclista injuriado. Como eles, se acha o dono exclusivo da verdade e dos direitos.

    ResponderExcluir
  137. Fernando P.05/12/11 19:44

    Bob,

    você deveria levantar uma campanha para fiscalizarem os farois de xenônio nos carros. Esses sim, quando instalados de maneira grotesca em casa ou em qq oficina, atrapalham a vida dos condutores. Se vc já cruzou por um condutor que tem isso no seu carro a noite você já deve ter sentido na pele o que é ficar CEGO por causa da alta intensidade da luz destes farois. Agora a película! Concordo, atrapalha a visão mesmo, mas acho meio exagerado a proibição. Acredito que tem muito mais risco quando cruzamos por condutores que atravessam o sinal vermelho do que por aqueles que tem a INFAME película.

    ResponderExcluir
  138. Gente, o protetor solar é um farsa. Como uma coisa transparente pode proteger do Sol?

    A próxima vez que forem para a praia passem piche no corpo, que é a única coisa que resolve!!!

    ResponderExcluir
  139. Para de criar polemica, a pelicula está aqui para ficar e não há nada que você possa fazer a respeito.

    ResponderExcluir
  140. Bob,
    Novamente, despicienda sua réplica, eis que, eu já disse que quando me MANDAREM tirar, tirarei.

    ResponderExcluir
  141. Box do Capeta

    Vai tomar seu Prozac.

    ResponderExcluir
  142. Eu já quase desisti de acompanhar esse blog por causa do bob sharp, por sorte, outros que escrevem por aqui não perdem tanto tempo atacando o que acham que é errado ao invés de escrever sobre coisas interessantes.

    Não que segurança não seja importante, ela é indiscutivelmente importante, mas bem que o BS poderia se preocupar mais em falar dos crash tests em que as carroças brasileiras foram reprovadas, dos airbags que custam 300US$ para serem produzidos e mais de 1500US$ para ser instalado como opcional no seu carro (e as montadoras, insistem no custo brasil e nunca, jamais comentam das margens absurdas que eles praticam), enfim... eu uso insul-film no carro, a original, não as peliculas protetoras genéricas q existem por aí e estas, além da sensação de privacidade que tenho dentro do meu carro, a luminosidade reduzida, e o braço esquerdo menos queimado está dentro dos padrões regulamentares e nunca tive problema quanto a isso.

    Só para complementar, dificilmente vejo taxi em SP com pelicula (moro e trabalho na ZS), pelo contrario, por estar acostumado a andar num carro com pelicula (o meu) acho estranho ficar exposto a tudo no taxi, mas nada que atrapalhe a viagem do ponto A para o ponto B.

    Mas oras, é a minha opinião, resolvo esse problema pulando os posts desse senhor que já admirei pelas ótimas matérias (do passado), mas que dispenso as opiniões pessoais.

    ResponderExcluir
  143. o outro ainda vem defender os sacos de lixo... é o olhos de águia então? é o bonzão? roludão?

    vá cheirar meu saco...

    ResponderExcluir
  144. Fabricar e vender sacos de lixo preto deve dar dinheiro, impostos (quando não do Paraguai), seus defensores só podem ser produtores e instaladores, afinal quem mais na sociedade que pense um pouco no assunto não vai concordar que elas certamente dão prejuizos enormes para seguradoras, para o estado que terá que atender mais acidentados?...ok, muitos outros comportamentos também podem causar um acidente, mas o que custas começar por um que vai inclusive ajudar na visão de todos no trânsito através dos veículos?
    Se isto já está difícil, imagine colocar na cabeça das pessoas condutas como direção defensiva, conservação dos veículos(originalidade), limite de velocidade compatível com a via, com tempo (chuva e sol, noite), com a condição do veículo e capacidade do motorista e da via, convencer as pessoas a não beber além do limite e dirigir, entre outras coisas.
    Eu já desisti, isto é terra de ninguém ou por falta de educação, falta dos pais imporem limites na idade adequada, fez com que a liberdade que muitos deram a vida por ela, direito que hoje já nos parece que sempre existiu, infelizmente esta sendo confundida com a garantia de interesses pessoais que na cabeça de muitos são mais importantes que o interesse coletivo, como se em qualquer situação da vida em sociedade tivessemos o direito de por os pés sobre a mesa, coisa que antigamente seria possível apenas em casa, coisa para o pai que paga as contas ser o único a ter o direito de fazer, e mesmo assim, muitas vezes ainda que podendo para não dar o mau exemplo e por educação nunca fez. Hoje as pessoas não se importam com a coletividade, com o bem público, professores não são respeitados, fumar maconha é um direito nas faculades e aí da maioria se este "direito" não for respeitado. Tudo isto é culpa de educação mole e da impunidade do nosso país, com certeza os filhos destes mal educados serão ainda piores, e já está acontecendo, o filho vai bater no pai... talvez por culpa do pai.
    Como disse, eu desisti, mas o Bob não e está lutando como pode, na área que ele atua, se cada um desse o exemplo dentro da sua área de trabalho/atuação, na sua casa...
    Muita coisa tende a piorar ainda, infelizmente sem uma suspensão dos direitos individuais, ou uma revolução ou educação mesmo, muitas pessoas irão pagar um alto preço, com a vida em acidentes, assaltos, desvio de dinheiro/impostos... é tudo a mesma coisa e falta educação, hoje vale ser rico e os fins justificam os meios, está errado.
    Vamos começar com a película, mas ainda temos desafios maiores, vou citar alguns:
    hipocrisia, os ricos daqui não querem um povo educado/inteligente;
    DAR EDUCAÇÃO AO POVO, coisa que muitos, principalmente os que podem pagar POR ESCOLA PARTICULAR não se importam;

    QUEDA NOS IMPOSTOS;
    BOA APLICAÇÃO DOS IMPOSTOS;
    FIM DA CORRUPÇÃO;
    VALORES JUSTOS PELOS CARROS;
    APLICAÇÃO DURA DA LEI EXISTENTE - FIM DA IMPUNIDADE...

    São mil exemplos, e por falar em exemplo, digo que o exemplo deve ser dado por nós, não podemos ficar de braços cruzados esperando as soluções serem enviadas pelo governo, temos que lutar e protestar, chega deste pensamento usado como muleta e desculpa o pensamento de que se os politicos e governantes não são dignos de respeito então que nós aqui, o povo, não tem motivos para se darem o respeito, chega disto ou nada vai mudar.

    Hoje o mesmo cidadão que perde o filho atropelado é o que defende o uso da película para ter segurança não comprovada diante de bandidos, é o mesmo cidadão que se esconde no seu carro para dirigir depois de beber ou fazer besteiras no trânsito sem ser identificado, é o que faz seu carro um bordel ambulante, reclama do político corrupto, mas não quer ser multado por limite de velocidade, e o mesmo cara que não deu educação e limites aos filhos.
    Está tudo errado, a começar pelo vidro preto do seu carro, sim.

    ResponderExcluir
  145. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir
  146. Não tem lógica nenhuma o cidadão sair de carro na rua e querer privacidade. Com todo respeito, mas filme nos vidros é privacidade DO LADRÃO, que fica livre para agir sem ser visto.

    É a mesma coisa de casa com muro alto: isolados, nenhum vizinho sabe o que se passa no cotidiano daquele lar e quando os ladrões invadem a casa podem ficar com uma família refém por HORAS sem que ninguém perceba, enquanto um dos meliantes sai para a rua com um membro da família para limpar as contas correntes.

    Há uma rua no meu bairro em que apenas uma casa não foi assaltada: é justamente a que não tem muro algum, com a porta da sala voltada para um jardim que fica aberto para o passeio. Há visibilidade total da rua para a casa, de tal forma que desencoraja qualquer um que pense em invadi-la.

    Quem usa filme nos vidros não apenas protege o bandido como também corre o risco de levar um tiro acidental em uma abordagem policial: sem saber quem e quantos estão dentro do carro, todo policial empunha a arma com o dedo no guarda-mato ao ter de abordar um carro filmado. Quem tem juizo abaixa as janelas e acende a luz interna, mas numa situação adversa pode não dar tempo... Aconteceu no Rio de Janeiro: os policiais atiraram num carro com uma mãe e duas crianças, porque o marido "esperto" achou que o filme iria protegê-los. Uma das crianças morreu.

    O seu direito à privacidade termina quando coloca em risco a segurança viária. Todos sabem que um dos pressupostos da vida em sociedade é abrir mão de alguns direitos em favor da coletividade. Se esconder dentro de carro não é nem nunca foi direito, é apenas um abuso de gente que não está apta a viver em sociedade.

    Não abre mão da sua privacidade? Vá morar numa cabana no mato, isolado do resto do mundo. A privacidade é tanta que nem precisa de filme, ninguém vai perturbar o seu sossego.

    Quer se esconder? Saia na rua usando uma balaclava, apenas com os olhos para fora. Só não reclame quando for abordado pela polícia para uma "averiguação de rotina".

    O filme não resolve o problema da criminalidade. A criminalidade sempre existiu e sempre existirá, cabendo ao estado mantê-la em níveis baixos. Para isso, deve tomar ações de curto prazo (policiamento ostensivo e repressivo), médio prazo (políticas públicas de educação) e longo prazo (fomento ao desenvolvimento e diminuição das desigualdades sociais).

    Colocar filme no vidro não resolve. Só dá mais vantagem para o bandido.

    FB

    ResponderExcluir
  147. Felipe Bitu
    depois de ler seu relato devo concluir que voc~e tirou o saco de lixo da sua Quantum? Pois é... num post seu aí pra trás, aquele da estradinha de terra, numa roubada que você se meteu, num domingão, tinha umas fotinhas bem reveladoras, hehehehe!

    ResponderExcluir
  148. Pois é Felipe Bitu, a minha casa também é a única da rua que não tem muro e a porta da sala também está voltada para o jardim com saída para a calçada.
    Os vizinhos dizem que eu deveria ao menos colocar uma "cerquinha", mas sempre sou taxativo e respondo que não e é uma beleza ver as crianças da vizinhança e mesmo os adultos se abrigarem do sol embaixo de uma frondosa árvore que tenho no pátio.

    Quanto ao post, é fácil notar a falta de educação dos brasileiros e como é difícil por em suas cabeças que estão errados. Mas fazer o que, se a maioria das pessoas ainda não utilizam os cintos nos bancos traseiros?

    Mas de uma coisa tenho certeza, se a Rede Globo fizer uma campanha e falar dos perigos do uso das películas, em poucos dias elas se tornarão demodê e ninguém mais quererá usá-las.

    Preste atenção para quando for obrigatório os novos carros sair de fábrica com ABS e airbag.

    Certamente se tornará moda e ninguém mais irá querer comprar carro sem esses dispositivos. Só por esse motivo e não pela segurança.

    Brasileiro é assim mesmo. Maria vai com as outras.

    ResponderExcluir
  149. Rodolfo,
    A menos que o seu Insulfilm seja incolor, seu carro não está regulamentar. E eu não acho que está errado carro "filmado" nos vidros de condução: está efetivamente errado. Motorista não ter o mínimo de visibilidade porque quer se esconder é assunto importante, ou não?

    ResponderExcluir
  150. Anônimo das 22:47

    Arranquei nada, o saco de lixo ainda está pregado nos vidros.

    Preciso tomar vergonha na cara e arrancar, mas ando muito preguiçoso.

    FB

    ResponderExcluir
  151. CCN 1410

    O isolamento completo de uma casa é o melhor "chama ladrão" que existe.

    As ofendículas visíveis (cerca elétrica, lanças de portão, cacos de vidro em cima de muro, arame do tipo ouriço) apenas atiçam a curiosidade dos rapinantes. Dão a entender que bens de grande valor estão guardados naquela residência.

    Outro problema é o isolamento entre vizinhos: o cara cria um "bunker" e não se socializa com ninguém na vizinhança. Ele vai viajar e neste período um caminhão estaciona na frente de sua residência e leva tudo.

    Os vizinhos, completamente alheios à movimentação da casa, nada percebem. E por isso mesmo nada podem fazer, nem mesmo chamar a polícia, pois ninguém quer "se intrometer" na vida do vizinho tido como reservado e de poucos amigos.

    Os brasileiros estão se trancando dentro de casas com grades, condomínios fechados com segurança privada e carros blindados. É tudo o que os bandidos mais querem: estão completamente rendidos ao pânico, incapazes de cobrar uma atitude de nossos governantes.

    FB

    ResponderExcluir
  152. Highlander06/12/11 01:21

    Tolo? Tolice é ler que o Sr. foi encher o saco das seguradoras e saber que a maior seguradora do Brasil promove e dá descontos em seus postos de atendimentos para instalação da película. Só para constar, meus automóveis são originais, ou seja, não tem películas escurecedoras, não vendo e muito instalo, só acho esse seu posicionamento sim tolo, investa seu tempo com assuntos mais interessantes e produtivos, e aproveite a campanha do Dr. Dráusio e pare de fumar, este vício esta corroendo seu cérebro e comprometendo sua visão, deve ter comprometido outras funções tb, na foto o Sr. tá parecendo um avatar....

    ResponderExcluir
  153. Para os manolos que usam saco de lixo como desculpa para segurança, fica abaixo minha sugestão para quando estiverem a pé.

    http://i.imgur.com/FaJLW.jpg

    Privacidade total.

    ResponderExcluir
  154. Pois é, discutir o limite entre o indivíduo e o coletivo sempre vai provocar conflito. Difícil é suportar os argumentos daqueles que, para permanecer na irregularidade, vivem dizendo que existem problemas maiores para serem resolvidos... Que falácia! A culpa é sempre do outro, do governo etc (nunca de si mesmo). A película pode não ser o maior problema do trânsito, mas isso não significa não possa ser fiscalizado e arrancado dos infratores.

    ResponderExcluir
  155. esse negócio de segurança e privacidade tem muito de viadagem.

    Hoje a rua é insegura porque ela é inabitada. quando usávamos a rua ela era um espaço de convivência, e o crime acontecia "de noite" quando todos entravam em casa.

    As pessoas sobem muros e escurecem vidros pra evitar contato com problemas que elas mesmos criaram - inclusive "colonizando" domésticas.

    ResponderExcluir
  156. Explicando para o Sr. Sharp o que tem da anormal fumar dirigindo:
    1º - É infração de trânsito, pois a lei diz que deve-se dirigir com as duas mãos no volante. A menos que o senhor seja um mutante de três braços, o senhor tem de tirar uma das mãos do volante para fumar, o que infração de trânsito, mesma justificativa sua para banir as películas.
    A não ser que encoste a cabeça no volante para fumar sem tirar as mãos do volante, o que seria bastante bizarro e certamente inseguro.
    2º- Ao fumar com o vidro aberto, acho que o senhor muito provavelmente não fuma no carro com os vidros fechados, pode ocorrer de uma “bituca” ou seja lançada no olho do motorista, ou que caia no seu colo o que pode causar acidentes. Ou se distraindo apagando o cigarro. Segundo essa fonte:
    http://www.dirigindoseguro.com.br/?p=8
    22% dos acidentes são causados ao se apagar um cigarro. Veja que não aparece nessa estatística nenhum índice de acidentes causados por uso de películas.
    Ou seja Sr. Sharp, ao fumar ao volante o Sr. é um risco muito maior ao trânsito do que aqueles que rodam com películas no vidro.

    ResponderExcluir
  157. Anônimo 6/12 08:47
    Pela sua teoria de que é preciso segurar o volante com as duas mãos, quem teve a infelicidade de perder um braço não pode mais dirigir. Ou não pode coçar o nariz. Ou ajeitar os óculos de grau ou escuros. Bituca atirada? Lugar de bituca é no cinzeiro. O pior é você, que deve dirigir, desconhecer que as direções de todos os carros têm característica de auto-alinhamento, não é preciso segurar o volante para manter o carro na reta. Agora, essa de 22% dos acidentes serem causados ao apagar um cigarro lhe faz jus à taça do dia!

    ResponderExcluir
  158. Como muita gente já disse, se você usar uma pelicula de qualidade e dentro dos padrões permitidos pela lei (até aonde se tem como base no RJ é permitido sim usar os "filmes" dentro das devidas proporções) você não perde isso de visibilidade conforme você disse BS. Tem um conhecido seu que fala a mesma coisa mas continuo descordando de vocês de que ficamos cegos com o insufilm. Sem contar do fato verídicio (como disse, moro no RJ) o uso do film ajuda e MUITO o sistema de ar-condicionado de qualquer carro quando você está debaixo de um sol de 40c! A perda de visibilidade, se usado uma película de qualidade e com os níveis permitidos, você não perde a dita visão de comando mínima.

    Consigo ver sem problemas, inclusive a noite com chuva, no meu carro "filmado". Das vezes que tive qualquer problema de abalroamento foi devido a pessoas que não sabem dirigir e não mantem a manutenção dos seus carros em dia.

    Ah, e só para constar, o meu veículo é tido como "bomba" por 70% dos amantes de carro devido a peculiaridade do motor e o "mole" que o fabricante deu em acreditar que aqui em terras tupiniquins o cara que mexe em um monzatech ou AP vai querer "perder tempo" com essa motorização. E ainda legalizei o rebaixamento do mesmo e sim, ando com os vencimentos de IPVA em dia. Ando com ele assim a quase 2 anos (inclusive com a tal película que, dê fora do carro só se vê a parabrisa dianteiro e de dentro se vê todo o resto)!

    []s

    ResponderExcluir
  159. Dirigir usando celular e/ou fumando: pode.
    Beber um pouquinho de álcool e dirigir:pode.
    Passar de 120 Km/h em algumas rodovias - que foram bem projetadas bla bla: pode.
    Usar película para se esconder do mundo de cão em guerra civil que está fora do carro: não pode.
    É um colonista realmente divertido.

    ResponderExcluir
  160. não precisa segurar o volante na reta?
    pô Bob, isso está risível, se preserve, homem de Deus!
    quero ver se pega um desnível de asfalto, não tem característica de auto alinhamento que segure! e vento lateral, o que dizer?
    quer dizer, o senhor chega a argumentar que é possível dirigir sem as 2 mãos do volante, pra justificar o hábito de carburar um cigarro na boléia e execrar as películas!

    ResponderExcluir
  161. Este post está bombando! Vou contar uma historinha para ilustrar o ridículo dos carros filmados:
    Há uns 10 anos eu morava numa casa térrea, rua tranquila. Um dia de manhã, eu estava sozinho, fui para o jardim e um táxi todo filmado parou em frente ao meu portão. Pensei que alguém da família tinha chegado.
    Fiquei parado olhando. Passaram dois minutos, três, cinco... De repente, o táxi abre o vídeo e a motorista, gesticulando muito, me pergunta onde fica a rua tal...
    Ou seja, ela devia estar me chamando há cinco minutos e eu nem tinha visto através dos sacos de lixo preto...

    ResponderExcluir
  162. Hehe, sabia que daria esta resposta, Sr. Sharp.
    Não, não é teoria, é a lei. A lei diz que devemos dirigir com as duas mão, ponto. Não é isso que o Sr. prega aqui, seguir a lei? Porque dois pesos e duas medidas? O habito que o Sr. não gosta deve ser eliminado, mas o seu vício deve ser permitido? Ao amigos tudo, aos inimigos a lei, é isso?
    Seguindo então este seu raciocínio, não há problema em se dirigir com os vidros escurecidos, se eu conseguir enxergar. Afinal, o Sr. consegue dirigir com uma só mão, correto? Mesmo que ambos não esteja de acordo com a lei.
    Agora, se não acredita no índice de 22%, prove então que este índice esteja equivocado. Não há nada na sua resposta que apresente fonte contradizendo esta informação.

    ResponderExcluir
  163. Começando pelo Anônimo 06/12/11 11:57

    ResponderExcluir
  164. AI MEU DEUSSSS!!!

    OOw anônimo das 06/12/11 10:23 se liga. É claro q não se larga as mãos do volante, mas o q foi dito foi q se vc soltar o volante em reta, por 2 ou 3 segundos q seja, ele não sai puxando pro lado. Segue a trajetória reta.

    Até parece q alguém aqui disse q dá pra dirigir sem pegar no volante.... é prakabá....

    ResponderExcluir
  165. Pessoal do AE
    sugiro um post contendo tutorial para remoção de sacos de lixo dos vidros. Aposto como tá cheio de gente aí querendo arrancar essa droga preta dos vidros e não sabe como fazer.

    ResponderExcluir
  166. Tá difícil Bob.

    Acabei de ler na revista Motor Show número 345 de dezembro/2011, que a Jac lançou no início de novembro, a série especial Brasil. Sem mudança nos preços, os carros vêm com bancos de couro e PELÍCULA NOS VIDROS para comemorar a sua fábrica nacional.

    Sinceramente, é complicado fazer com que o povo entenda que o uso de películas pode provocar acidentes.

    ResponderExcluir
  167. Bob,

    Não ligue para o que dizem os inimigos do cigarro. Eles são assim mesmo.

    Fumei durante 40 anos e parei, mas felizmente, com a graça do Todo Poderoso, não me tornei um ex-chato.

    O pior é que para muitos desses chatos, fumar maconha e cheirar coca é normal.

    ResponderExcluir
  168. CCN1410 e Bob

    Tem um amigo meu, um Senhor de 69 anos, Professor Universitário que costuma dizer o seguinte:

    "No meu tempo, a moda era ser um homem elegante e fumar. Hoje em dia o chique é ser marombeiro, injetar bomba e queimar crack"

    ResponderExcluir
  169. Também deveriam proibir a fabricação de equipamentos de áudio automotivo que ultrapassassem o volume máximo aceitável por lei. Aproveita a ocasião e proíbe o funk nacional.

    ResponderExcluir
  170. Quanto maior o bom-senso, menos leis são necessárias. Seria muito mais útil apelar para a consciência das pessoas que para um legislador, que fará uma lei nas coxas, usará ela para ajudar algum amigo, e a população que quer ser cumpridora de seus deveres fica atordoada com a quantia de coisas proibidas que vê pela frente.
    A película transforma a luz visível em calor, e transmite parte desse calor para o vidro. Mas, como a maior parte da radiação infravermelha é telúrica, esse efeito é pouco notável. Carro filmado fica mais "fresquinho" mais por efeito psicológico mesmo.
    A película atrapalha dirigir? Claro! Cada vez que reduzimos a transmitancia em 50%, o alcance do que vemos cai em !/4. Algo que estivesse visível a 2km só passará a ser notado quando já estiver a 500m (pense num chiuaua, Ou num gótico, ou num corinthiano de calças pretas, algo assim no meio da rua.)A bebida, o cigarro, o celular, o excesso de velocidade, qualquer distração também. Combinar vários fatores que tornam a direção insegura NÃO está ajudando a dirigir de modo mais seguro.
    Esconder-se é sempre muito mais fácil que expor-se. Deveríamos voltar à cultura do olho-no-olho, até mesmo para xingar-se alguem. Talvez fôssemos mais respeitadores. Talvez só servisse para dizermos o que pensamos no estilo olho roxo-no-olho roxo, mas seria de qualquer modo uma boa experiência.
    Um último argumento contra o filme: Se você está do lado de fora de sua casa, envolto em saco de lixo, você é um...?

    ResponderExcluir
  171. Não entendo qual a fixação em ser contra ao uso da película, mesmo quando dentro dos limites legais. A película gera conforto térmico e luminoso e aumenta a segurança sim. Não, todo mundo tem de ver que estou levando um notebook entre meu banco e o do passageiro, o que a bolsa da minha esposa está lá. Francamente, parece que vivemos noutro mundo.
    Queria é ver defesa nesta mesma intensidade da venda apenas de carro com air-bags, abs, ebds, controles de estabilidade, etc. Ou por mais segurança e educação no trânsito.
    Já faz anos que alugo carro na Europa e os mesmos têm película... a última vez que queimei o braço por lá foi em 2006... Hertz, Avis, ... e aí, será que franceses, italianos, etc são idiótas também?

    ResponderExcluir
  172. e quanto a trasparência do vidro, como alguém já comentou, é de no mínimo 70%... mínimo é mínimo. É maior que 70%...

    ResponderExcluir
  173. Realmente, os abusos não ocorrem apenas no Brasil. Vale a pena ler:

    http://www.dailysunnews.com/archives/Story.aspx/20597

    Tint Meter Enforcer: espero que algum fabricante nacional o fabrique sob licença, vai faturar bastante se souber participar das licitações.

    FB

    ResponderExcluir
  174. FB,

    Muito interessante este jornal que voce indicou.

    Reparou que as exigências deles são: refletância máxima de 35% e transmitância mínima de 24%?

    Poxa, é justamente isso que eu sempre defendi e o BS não aceita!!! Por mim, filmes de 50% e 35% são ótimos. O de 50% voce quase não percebe que existe (pois só reduz em 3dB a luminosidade), e o de 35% ainda permite que se veja um carro à frente do da frente (corresponde a 4,5dB). O de 25%, que eu não uso, corresponde a 6dB, o que mostra que ainda é aceitável (e é o limite no estado de Washington, de acordo com tal jornal).

    Pra mim, isso é um bom indício de que a exigência de 75%/70% de transmitância total é exagerada.

    ResponderExcluir
  175. Pedro de Albuquerque06/12/11 22:40

    Interesante a paciência do Bob, em lavar burro.

    Como um que acha que deve a todo momento segurar o volante com duas mãos.

    Pior ainda é não saber do autoalinhamento em reta.

    Como diz o ditado: quem lava asno, perde tempo e trabalho.

    ResponderExcluir
  176. Anônimo das 15:56;

    Realmente, ninguém tem que saber que leva um Notebook dentro do carro. Para isso, guarde-o no porta malas.

    Esse negocio de temperatura interna, isso é conversa de vendedor de pelicula. Meus carros nao tem pelicula mas já tive um que ficou muitos anos sem e eu mandei colocar. Se arrependimento matasse...Esquentava mais que carro preto no sol.

    E quanto a afirmar que Italiano e francês são mais espertos ou não, saiba que a França e um dos paises mais regulamentados do mundo. Se reclamamos das leis idiotas, eles tem uma porção também (inclusive uma que normatiza o Queijo Roquefort) Nossa herança burocrática é colonial e advêm da tradição latina presente em Portugal, espanha, França, Italia...

    ResponderExcluir
  177. CCN1410
    A JAC chegou a anunciar isso, mas imediatamente falei com Sergio Habib sobre ser ilegal, trazer problemas para os clientes, e ele cancelou a aplicação da película.

    ResponderExcluir
  178. Anônimo 5/12 16:30
    No dia 7 (5a. feira) haverá post a respeito do Latin NCAP.

    ResponderExcluir
  179. Anônimo 6/12 11:50
    Se eu estiver dirigindo e fumando, e um agente decidir me autuar, ele está certo; é um risco que assumo. Mas é uma infração que, para tem um mínimo de conhecimento de automóvel, não põe ninguém em risco. Já dirigir sem um mínimo de visibilidade, nem preciso dizer. Pode ser suicídio ou crime, depende do acidente ou atropelamento. Quanto ao índice, você é que tem que provar, não eu.

    ResponderExcluir
  180. ahá, quer dizer que tenho de deixar o computador no porta-malas (onde será destruído, tem de ficar no entre-eixos do carro, por favor!) pois só lá ele ficará escondido... por favor... e quanto ao aquecimento, conversa de vendedor..., por favor,... E se na França é possível utilizar película regularmente qual o motivo para aqui ser proibído? A segurança lá é pior? A insolação lá é maior?

    ResponderExcluir
  181. Ao Daniel Shimomoto, no comentário das 06/12/11 14:27

    antigamente, bonito era fumar e feio era dar a bunda.

    hoje bonito é dar a bunda e feio é fumar.

    ResponderExcluir
  182. anônimo 7/12/11 10:38
    Cuidado com o que você diz, rapaz. Existe uma categoria militante e bem organizada nessa área. De vêz em quando aparecem por aqui a fim de encher o saco. O anonimato é importante nessas horas...

    ResponderExcluir
  183. Sr Sharp,
    Se você assume o risco de cometer infração ao dirigir com uma mão, é hipocrisia sua então defenestrar os outros.
    Qunto ao indíce, ele está no link. Se você desconfia ou não concorda, o ônus de apresentar a contraprova é seu, não meu.
    Como sempre você se esquiva quando não tem razão e não dá o braço a torcer. Já venho notado isso há muito tempo.

    ResponderExcluir
  184. O Bob está deturpando uma característica de segurança dos automóveis para justificar seus maus hábitos.
    O raio negativo de rolagem foi criado para facilitar o controle do carro em situações críticas, não para prover ao motorista a faculdade de dirigir com uma só mão. Existem variadas situações de risco no transito, buracos, o aparecimento repentino de animais na pista ou de pedestres, queda de carga de caminhões e etc. onde o motorista apenas com umas das mãos não terá a destreza necessária para se esquivar da situação.
    Me diga uma coisa Bob, nos anos em que era piloto profissional, durante as corridas você pilotava com apenas uma das mãos ou com as duas? Eu nunca ví nenhum piloto dirigir com apenas uma das mãos. Até mesmo apara passar as marchas foram introduzidos os câmbios com borboletas no volante para que o piloto não necessite de tirar as mãos do volante para isso.
    Pode-se ver então que existe sim um motivo para que a lei proíba o motorista a dirigir com uma só mão e que seu argumento de que não existe risco em tal ato é falacioso.
    Ah, sim, antes que venha com outra de suas falácias, quem tem algum tipo de deficiência física tem que ter o uma CNH especial e o carro adaptado a esta condição, exatamente porque o carro sem essa adaptação não garante uma condição segura por parte desses motoristas.

    ResponderExcluir
  185. "Dirigir usando celular e/ou fumando: pode.
    Beber um pouquinho de álcool e dirigir:pode.
    Passar de 120 Km/h em algumas rodovias - que foram bem projetadas bla bla: pode."
    Mudar de faixa sem sinalizar, também pode.
    "Usar película para se esconder do mundo de cão em guerra civil que está fora do carro: não pode."

    ResponderExcluir
  186. Não sei se nao usar pelicula funcionaria.

    Já rodou sem ela em dia de sol? o ar para de funcionar direito, o veiculo fica muito quente e ainda por cima com nossa "segurança" nacional, tem o risco de perder bolsa, celular e etc por causa de andar sem.

    Nao estou protegendo, mas acho que usar ele no minimo não faz mal a ninguem, o ponto está nos muito escuros.

    ResponderExcluir
  187. Pedro de Albuquerque07/12/11 21:38

    O cara que segura o volante igual um neófito ainda está argumentando!?

    É por isso que o trânsito é uma caca. Pessoal não sabe nem operar o volante

    ResponderExcluir
  188. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir
  189. Absalão Bussamra08/12/11 11:11

    Gostaria de ver os "machões" que tanto ofenderam o Bob encarando uma blitz da ROTA.

    Pra quem não sabe, eles têm TOLERÂNCIA ZERO para saco de lixo nos vidros. Ainda mais se for no pára-brisa!

    É aquele velho esquema: na internet falam grosso, mas na vida real mijam na cuequinha!

    ResponderExcluir
  190. Anônimo 7/12 16:20
    O raio negativo de rolagem não tem função de manter o veículo na reta sem que seja necessário "agarrar" o volante com as duas mãos. O que mantém o veículo na reta são os ângulos cáster e inclinação do eixo de direção. O raio negativo de rolagem produz efeito de contra-atacar desvios de direção resultantes de atritos diferentes nas rodas diretrizes, como um esvaziamento súbito de pneu ou uma das rodas atingir um obstáculo na pista. Possibilitou também dispor os dois circuitos hidráulicos de freio em diagonal, que seria impossível não fosse o raio negativo de rolagem. Quanto a pilotar numa corrida, não se pode comparar estar num pista à máxima velocidade possível nas retas e nas curvas com o dirigir normal, são coisas completamente distintas. Nos carros adaptados para uma pessoa dirigir com um só braço o movimento do volante continua a ser feito com uma das mãos. A única diferença é a instalação de um botão no aro para que o volante se torne uma manivela e possa ser movimentado num manobra, nunca para uso normal. Mas nas corridas, de F-1, inclusive, vez por outro se vê pilotos cruzarem a linha de chegada em primeiro e levantar os dois braços em comemoração. Nunca viu isso? O carro segue reto perfeitamente.

    ResponderExcluir
  191. Se começarem a realmente fiscalizar e todo mundo for obrigado a retirar, ou pelo menos a maioria, eu também retiro as minhas. Caso contrário, continuo assim.

    ResponderExcluir
  192. Eu tenho pelicula G20 no carro todo e G35 no parabrisas e já acho horrivel dirigir assim.

    Imagina quem usa G5 no carro todo.....

    ResponderExcluir
  193. É horrivel de dirigir a noite. De dia não é tão ruim assim.

    ResponderExcluir
  194. A melhor coisa que fiz quando comprei meu carro atual foi remover os sacos de lixo dos vidros. Tá louco, dirigir carro "lacrado" com G20, nem pensar. Se algum dia criarem uma película mágica, que mantém "blackout" total quando visto por fora, mas visão perfeita de dentro para fora, não usaria nem f...

    Nem mesmo óculos escuros eu uso. Já ensaiei um zilhão de vezes para comprar, mas nunca consumo o fato. Em parte porque têm que ser lentes com grau, já que uso óculos e não gosto de lentes de contato. E agora que percebi que, se eu usar óculos escuros com lentes graduadas, terei um problemão a resolver ao entrar em túneis, é provável que os óculos escuros fiquem cada vez mais distantes de minha wish list...

    ResponderExcluir
  195. Não sou contra as Leis, as sensatas é claro! Sou contra as Leis que são formuladas para tirar das costas do Estado o dever e a obrigação de seus atos. Por exemplo: - Rodízio.
    Vc. compra seu carro pagando todos os impostos possíveis e imagináveis, faço um aparte aqui. Segundo a Revista 4 Rodas (eu acho, li na Internet) um Honda New Civic Es aqui custa R$99.000,00 a mesma versão, com alguns opcionais a mais, custa no EUA US$ 22.000,00. Depois de pagar pelo carro vc. paga IPVA, Seguro Obrigatório, Seguro (só se for louco para não ter), Licenciamento, Transferência, Despachante..Ufa!!, tem mais, tem que trocar a placa, pagar o quebra para o pessoal da Ciretran, sim isto tb. é imposto, e outras "Leis" Anuais que só tem um objetivo..ROUBAR.
    Agora pasmem!!! Não podemos andar com o carro...Ou pq. o trânsito torna as vias um verdadeiro estacionamento a céu aberto ou pq., o Estado, invés de investir em transporte público prefere, simplesmente, proibir os carros de sair...E o que é pior, fere um direito básico do cidadão que é o de Ir e Vir.
    O caso do motor é simplesmente assumir a incompetência de acabar com os assaltos e roubos de veículos...aí simplesmente se proíbe de trocar o motor...fácil né...

    ResponderExcluir
  196. Intolerantes dos dois lados!!! Deixa o povo usar o insulfilm, se atrapalha pra uns, pra outros não. Cada um que cuide de sua vida vida quando for abordado. Eu sou a favor do film, aos que não gostam, desculpe , mas não vou dar margem pro azar e ter que lutar contra um câncer de pele como meu pai!

    ResponderExcluir
  197. enfia o film no cú!

    ResponderExcluir
  198. e aí fica com o cú escurinho e ninguém vai te roubar.

    ResponderExcluir

Olá AUTOentusiasta, seu comentário é sempre bem-vindo! De preferência, identifique-se ao comentar.
Atenção: comentários contendo ofensas pessoais, a marcas, a fabricantes isoladamente e/ou em conjunto, a nacionalidade de veículos, bem como questionando práticas comerciais lícitas e margens de lucro aceitáveis nas quais este blog não interfere, bem como o uso de palavras de baixo calão e a exposição de outros leitores ao ridículo, não serão publicados. O AUTOentusiastas se reserva o direito de editar os comentários sem declinar motivo.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...