12 de janeiro de 2012

SEM ATRITO

Esse vídeo, um comercial da TomTom, mostra o pavor que é dirigir quando há neve na pista e, pior, gelo. O título significa "TomTom lembra-nos de uma condução prudente durante as férias".

As imagens impressionam, algo que experimentei poucas vezes e mesmo assim de forma bem mais branda. O motorista fica literalmente passageiro.

BS

30 comentários:

  1. Impressionante!

    Ta aí uma coisa com a qual alguns estrangeiros precisam se preocupar e a maioria dos brasileiros não. Mas admiro quem dirige em países com neve, pois precisam ter calma, atenção, prudência e educação. E, por que não dizer, solidariedade.

    Bob, e aquelas correntes que se utilizam nos pneus para dias de neve? Aquilo funciona mesmo? Como fica a condução do veículo?

    ResponderExcluir
  2. mais um exemplo:

    http://www.youtube.com/watch?v=FhVGeIgLdlI

    ResponderExcluir
  3. Rodrigo
    As correntes funcionam, sim, a condução é normal, só que deve ser em baixa velocidade.

    ResponderExcluir
  4. as ruas de paralelepípedos, qdo estão molhadas, também dão uns sustinhos.

    ResponderExcluir
  5. Já passei por uma, acredito que era uma placa de gelo ao sair de uma estrada para uma via marginal em baixa velocidade, o carro atravessou para a esquerda, para a direita e felizmente alinhou de novo, tudo muito rápido, apesar dos pneus de inverno. Uma coisa que me impressionou foi que durante a "escorregada" o barulho de rolamento dos pneus (que é alto nesse tipo) completamente desapareceu!!

    ResponderExcluir
  6. Isso me fez lembrar das estradas de barro vermelho do oeste catarinense quando chovia. O comportamento dos veículos era semelhante ao que assistimos no vídeo.
    O segredo era rodar em baixa rotação e com o pé bem leve no acelerador.
    Viajei por algumas estradas, onde derrapar era a morte certa se o carro caísse nos vários precipícios existentes.
    Nesses casos, a tração traseira dos Fuscas era "quase milagrosa".

    ResponderExcluir
  7. Hélio Corazza12/01/12 12:30

    Na Alemanha era regular a raspagem da neve em vias de maior movimento.

    Um ponto que fazia alguns sofrerem era não trocarem os pneus pelos jogos de pneus para inverno/neve.

    Normalmente de outubro a fevereiro se usavam esses jogos, e depois voltava-se aos pneus comuns em parte da primavera/outono e no verão.

    Imagino que na escandinávia, rússia e canadá a situação é bem mais tensa.

    Já dirigi na neve várias vezes e não é tanto problema - parece uma rua de terra...

    O problema é quando a neve derrete um pouco e forma aquela película de gelo cristalina, aí nada se segura em cima, inclusive andar a pé na rua exige cuidados - com o piso e também com a neve que pode cair na sua cabeça dos telhados de edificações.

    Uma tempestade de neve em estrada também é ruim, se assemelha com a serração/neblina forte.

    Mas aqui no Brasil um grande problema é a chuva torrencial que também complica e a aquaplanagem excessiva - nossa educação de jogar lixo na rua aliada à incapacidade de construir vias decentes para chuva e pavimentação tornam as tempestades uma desgraça.

    ResponderExcluir
  8. offtopic Tinha acabado de ver um post sobre mistura ar/combustível e quando foi abrir o CONTINUE LENDO ele sumiu!!!

    Mistéééério!!!!

    ResponderExcluir
  9. Leonardo Werneck12/01/12 14:08

    Cade o post do Andre Dantas sobre mistura ar-combustivel ?
    Post excelente, quando fui postar um comentario ele sumiu!

    Tragam ele de volta! uhauha

    Abraço!

    ResponderExcluir
  10. Existem pneus adequados para condições extremas, quando forma essa camada dura e extremamente escorregadia sobre as vias. Eles contêm uma espécie de "grit" na composição da borracha da banda de rodagem. Antigamente, esses pneus possuiam spikes de carbeto de tungstênio, mas foram abolidos por danificarem as vias.

    ResponderExcluir
  11. Este video nao e sobre dirigir na neve, mas sobre dirigir no gelo. Dirigir na neve e no gelo sao coisas muito diferentes. Enquanto numa ainda se tem alguma tracao, no outro, nenhuma. Enquanto que dirigir na neve e razoavelmente predizivel, e impossivel se dirigir no gelo.

    PS: "chove" gelo quando a temperatura nas partes altas da atmosfera perto do solo esta acima de 0C e aquela perto do solo esta abaixo de 0C; neva quando a atmosfera, das nuvens ate perto do solo, esta abaixo de 0C.

    ResponderExcluir
  12. Augustine
    Tem ambos, neve e gelo.

    ResponderExcluir
  13. Bob,

    De fato, ha carros deslizando no gelo e carros atolados na neve.

    Como residente no exterior, ja tive muitas oportunidades de dirigir no frio extremo. Se ha neve, e so tomar mais cudiado do que quando chove; se ha gelo, e so nao sair de casa. Simples.

    ResponderExcluir
  14. Cenas impressionante para um país onde não tem esse tipo de problema. A única coisa que presenciei, várias vezes por sinal, é o caos que é gerado nas ruas de pedra sabão de Ouro Preto, quando chove. Algumas ruas (ou morros na verdade) são fechados pela guarda municipal quando chove, para a segurança de pedestres e motoristas. Se sem neve já temos um número absurdo de mortes no trânsito, imagine se tivéssemos neve? Genocídio em massa.

    Abraços!

    ResponderExcluir
  15. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  16. Complementando o que o Augustine falou: o problema não é dirigir na neve, mas sim no gelo. Quando há neve é como se fosse um areia de praia, mas, quando os carros vão formando o trilho, ai vem a maior armadilha de todas: o gelo. Quando os carros vão “limpando” a neve, cria-se uma camada de gelo entre o asfalto e a própria neve.
    Cansei de vir dirigindo por ruas onde a tração estava razoável e de repente o carro começa a deslizar para um lado e para o outro, por estar patinando. E a reação natural e frear e ai, Deus nos acuda.
    E vendo o vídeo, o que mostra ali é o famoso black ice, onde o motorista pensa que a estrada esta ok, porque os trilhos são pretos e a neve esta para os lados.

    ResponderExcluir
  17. Graças a Deus não existem nevascas no Brasil. O máximo que aconteceu por aqui foi uma nevezinha leve nas serras da região Sul.

    ResponderExcluir
  18. Gustavo Cristofolini12/01/12 16:07

    Na serra catarinense acontece o problema do gelo sim. É raro, mas acontece, especialmente quando a neva, ela derrete e o frio da noite congela tudo.

    Meu comentário sobre o video: atrito who?

    ResponderExcluir
  19. Neve no começo e pra turista é bonito, depois de um tempo vira "aquela merda branca" =P.

    Será que aqueles kita que transformam rodas em esteiras (como as de tanques de guerra) resolve esta situação ?

    ResponderExcluir
  20. Uma curiosidade e que se pode andar no gelo sem escorregar com meias vestidas por fora do calcado.

    Com isto em mente, uma empresa criou uma "meia" para pneus: http://autosock.net

    ResponderExcluir
  21. Aqui na Serra Gaúcha já se passou por situação semelhante (semelhante, não chegando a esse extremo); o problema é que o motorista brasileiro não está acostumado, houve vários acidentes graves (inclusive com morte) por causa do gelo na pista no último inverno.

    Sempre pensei que tração 4x4 fosse eficaz neste caso, pelo visto não é, aos 0:34 do vídeo tem um sport-utility patinando com as quatro rodas...

    ResponderExcluir
  22. Reparei que neste vídeo só o Subaru legacy se deu bem.

    ResponderExcluir
  23. Alexandre - BH -12/01/12 19:29

    Não precisamos de neve na pista. Já temos assassinos que jogam óleo nas curvas das rodovias, com o propósito macabro de causar acidentes. Assim, máfias de guincheiros lucram em cima da carnificina, sem contar moradores que saqueiam cargas de caminhões e bagagens de carros enquanto os feridos agonizam. Esse ato covarde, que deveria render prisão perpétua aos bandidos, já foi denunciado aqui no AUTOentusiatas através do post “Moral Torta”, do Felipe Bitu.

    ResponderExcluir
  24. Milton Rubinho12/01/12 23:34

    Justamente como comentado acima, o que mais me chamou atenção foi a SUV 4x4 cavocando no gelo sem muito resultado...rsrs

    ResponderExcluir
  25. Aléssio Marinho13/01/12 01:33

    Neve é perigoso. Imediatamente me lembrei do Ecosport que vi com as rodas "fechadas" por ter quebrado a caixa de direção por teimosia do dono em usar pneus comuns em rodovia com neve.
    E nada pior que virar passageiro quando o atrito se vai.

    ResponderExcluir
  26. Já pensou se nevasse no Brasil?

    ResponderExcluir
  27. Na Europa está em curso uma campanha pelo uso de pneus específicos para neve.

    No link http://www.youtube.com/watch?v=qVIR0aXNPnw tem um teste comparativo feito numa pista de hóquei no gelo com dois Mercedes Benz Classe R, um com pneus normais e outro, com pneus de inverno.

    Vale a pena dar uma olhada.

    ResponderExcluir
  28. ao CSS,

    Tração nas quatro rodas só é útil quando uma das rodas tem aderência, sem aderência patinam as 4 e pronto.

    ResponderExcluir
  29. BOB, PAU NELES!

    ResponderExcluir
  30. Não deve ser nada agradável virar passageiro numa situação dessas. Se nevasse no Brasil, seria uma zorra total com nossas ruas de curvatura transversal excessivas...

    Bob,

    Não tem relação com o post, mas me tira uma dúvida. Todos os carros fabricados a partir de 1º de janeiro deste ano têm que usar retrovisores com lentes convexas por causa da resolução 226/07 do Contran?

    ResponderExcluir

O Ae mudou de casa! Todos os posts do blog foram migrados para o site. Por favor busque por este post no site e deixe o seu comentário lá.
Um abraço!
www.autoentusiastas.com.br

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...