12 de janeiro de 2012

A ZORRA NOSSA DE CADA DIA

Fotos: autor


Calçada é para pedestre, certo? Errado. Quem manda querer ficar andando na calçada? Vá para a rua, ora!

É o que a imagem parece dizer. Local, av. Jamaris, 380, praticamente ao lado do prédio onde moro, em Moema, capital paulista.

Circulam no bairro, o dia inteiro, viaturas da CET, mas o VUC – Veículo Urbano de Carga – ficou ali, sossegado, atrapalhando a passagem dos pedestres na tarde desta quarta-feira. Nenhum fiscal de trânsito ou PM viu. Ou se viu, fingiu que não viu, pois se visse teria mandado o VUC estacionar corretamente ou procurar outro lugar. Nem precisaria autuar, bastaria educar.

É o que eu digo, se quem cuida de trânsito no Brasil se preocupasse com o cumprimento do Código na íntegra, e não só ficar atrás de quem ultrapassa os limites de velocidade abaixo do razoável, estabelecidos para os incautos caírem na rede, os municípios arrecadariam mais por um bom tempo até que aprendessem a cumprir o Código e em pouco tempo o trânsito no Brasil teria outra cara. Ficaria sem zorra.


A prova do crime: a placa do infrator

Exemplo antigo. Quando eu trabalhava na Volkswagen, nos anos 1980, era batata: alemães que vinham para a filial brasileira dirigiam dentro do padrão. Viam alguém (funcionário) parado diante de uma faixa de pedestres, paravam e mandavam passar. Mas uns seis meses depois guiavam que nem nós, que parar na faixa que nada! Produto do meio, naturalmente.

Enquanto não voltar o policiamento à moda antiga, policial na rua olhando, observando, controlando, nada feito, a zorra continuará firme e forte aqui.


Com um pouco de atenção pode-se ver os pezões do sossegado motorista do VUC puxando um ronco

Acabar com a zorra é fácil, mas primeiro é preciso querer. Mas em terra de Big Brother Brasil, com o apresentador Pedro Bial se achando o rei da cocada preta e falando em paredão como se essa palavra não invocasse fuzilamento, liquidação de vidas humanas – com o paredón de Cuba – esse é que é o problema. Ninguém quer nada com coisa alguma.

BS

53 comentários:

  1. Já dizia o poeta Bial:
    "Batatinha quando nasce, se esparrama pelo chão.
    Hoje mais um otário sai daqui sem um tostão."

    ResponderExcluir
  2. Num país onde a maioria começa o ano ansiosa pela relação de feriados, todo o resto é irrelevante. Carnaval tá logo aí. Vamos ter Copa do Mundo. Brasil, um país de tolos.

    ResponderExcluir
  3. Pois é Bob... Aqui na cidade onde moro (Campinas) pude presenciar no dia de hoje, algo que eu considerava inimaginável: em uma das avenidas mais movimentadas da cidade (John Boyd Dunlop), um "amarelinho" (equivalente aos marronzinhos de São Paulo) a bordo de uma moto, efetuou uma conversão proibida em pleno horário de pico... Isso mesmo!!! O cara de pau que deveria fiscalizar o transito (que estava um caos devido a chuva) efetuou uma conversão proibida, mudando de sentido de trafego onde há uma placa indicando "conversão proibida" e em pleno cruzamento com sinal fechado!!! E quase causa um acidente! Só isso daria umas 3 infrações não é??
    Fiquei com medo de dar um presta atenção no sacana, pois vai que queira efetuar uma "retaliação". Esses caras são "incríveis" mesmo!!!

    ResponderExcluir
  4. Fabio Vicente
    Isso de exemplo vir de cima já passou à História!

    ResponderExcluir
  5. só uma correção ,o veiculo mostrado na foto não está homologado como V.U.C. e sim como camioneta e pode ciecular livremente pelo centro expandido.
    P.S. Acredite ,se quiser!

    ResponderExcluir
  6. Moro numa rua de bairro, onde a maior serventia dela é servir de campo pra jogar bola, não tem muito movimento. Outro dia a CET passou multando carros que estavam estacionados na "contra-mão", ou seja, com a porta do motorista pra calçada. E também avisando que não é pra estacionar defronte as guias rebaixadas. Aqui cada um para seu carro na frente da sua casa.

    Será que tá sobrando tempo para a CET aqui em SP???
    Deixar uma Paulista, uma Consolação, uma Av. do (MAU) Estado pra vir fiscalizar uma rua que não leva nada a lugar nenhum.

    ResponderExcluir
  7. Alexandre - BH -12/01/12 01:17

    Esse é o exemplo que alguns militares dão aqui em BH. Vendo as cenas, o cidadão comum irresponsável se acha no direito de fazer igual. A única lei respeitada neste país ainda é a Lei de Gérson.

    http://www.youtube.com/watch?v=xHeay2IHFQU&feature=player_embedded

    ResponderExcluir
  8. Bob,
    Policia Militar no município de SP pode aplicar multas?
    Como isso funciona? Aplica "às escondidas" como os marronzinhos da CET ou tem que interpelar o motorista, badernando ainda mais o caótico trânsito de SP?

    ResponderExcluir
  9. Bussoranga, pode multar na miúda sim.
    Na saída da balsa em Ilhabela fica um PM com o talão na mão pegando quem tá sem cinto. É que na balsa tem avisos para ficar fora do carro, mas ainda assim você queria permanecer dentro dele, que seja sem cinto. Pra mim não passa de uma grande pegadinha glu glu ié ié.

    Recebi uma multa assim. De maneira justa vale lembrar. Peguei um retorno proibido a esquerda sem saber. Vi dois ROCAM e pensei que fossem me abordar. Não abordaram, mas 15 dias depois estava ela na caixinha do correio.

    ResponderExcluir
  10. Onde moro vejo todo dia. E o CET vê e não faz nada, a não ser que ligue para reclamar, aí o mesmo que estava vendo sem fazer nada, vai lá fiscalizar.

    ResponderExcluir
  11. Bussoranga
    PM só aborda nas blitze. Fora isso é autuação a distância. Parece até que têm medo...

    ResponderExcluir
  12. Se a PM realmente se colocasse a multar, seria ótimo, muita coisa iria melhorar.

    Uma vez levei uma multa por virar em local não permitido, e já era até meio tarde da noite. Refleti que só podera ser ser uma viatura passando que multou. E a multa foi bem aplicada, pois atrapalha o fluxo parar ali para virar, ao contrário de outros lugares. O parar na calçada mesma coisa, tem lugares que se tolera, pois não há outro meio, até no mundo civilizado é assim, tem ouros que não se justifica.

    ResponderExcluir
  13. Mudando de assunto, conte um dia sobre seu Lada Samara.

    ResponderExcluir
  14. É bem simples,mas complicado de explicar,esse prefeito chegou a conclusão de quem atrapalha o transito são caminhões, e assim criou o V.U.C.como as empresas de transporte e os fabricantes de veiculos comerciais, logo se adptaram
    restringiu tambem a circulação desses últimos,estranhamente ao aparecimento dessas "leis", alguns fabricantes homologaram veiculos comerciais como camionetas e estes podem circular livremente.

    ResponderExcluir
  15. Bob,

    As policias rodoviárias por exemplo recebem instrução para não abordar mais ninguém. Multas somente à distância!

    O "motivo" é aumentar a segurança do policial.

    Talvez a CET e a PM também tenham recebido este tipo de instrução.

    ResponderExcluir
  16. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  17. VAMODOIDO,

    Faça a TUA parte.

    Não é porque a maioria dos motoristas brasileiros desrespeitam as leis de trânsito, que te dá o direito de fazer o mesmo.

    Como o Bob comentou sobre o pessoal da Alemanha que vinha ao Brasil e mudava seu comportamento no trânsito e passava a ser um igual, ou seja, descumprindo as leis, porque o dia em que todos fizerem a sua parte, todos viverão melhor.

    É proibido estacionar na contramão? Então não estacione para que outros sigam teu exemplo.

    ResponderExcluir
  18. Aqui em Foz do Iguaçu - Pr não é diferente, muita gente estacionando nas calçadas e um fato mais perturbador ainda a total falta de respeito para com vagas reservadas a deficientes e idosos tanto em vias publicas como estacionamentos privados, este povo perdeu completamente o respeito e o pior quando se cobra alguma resposta das autoridades de transito somos tratados com falta de respeito como se cobrar nossos direitos neste pais fosse algo sobrenatural algo fora do comum, coisa de louco mesmo...

    ResponderExcluir
  19. Bob,
    em Goiânia e em Anápolis os policiais estacionam suas viaturas com as 2 rodas traseiras sobre as calçadas.

    Aproveitando: você já observou que, em Goiânia, as placas de mão e contra-mão não ficam nas esquinas, mas sim no alto, junto aos semáforos.

    Outra característica curiosa do povo de goiânia é que eles para para os pedestres nas faixas de segurança, sem precisar que a prefeitura faça campanha! Povo estranho, não...

    Renato

    ResponderExcluir
  20. Gente, esse país estragou. Vamos devolver para os índios e começar de novo em outro lugar.

    ResponderExcluir
  21. Desrespeito e impunidade nós vemos sempre. Sempre e em quase qualquer lugar. Mas São Paulo é de deixar louco pelo jeito. São Paulo está te matando Bob. Você precisar dar um jeito de sair daí.

    ResponderExcluir
  22. O que esperar de um POVO que :

    - Usa acostamento como se fosse outra faixa,

    - Reclama para construção de passarelas , depois atravessa por baixo;

    - Constrói casas (invade) àreas de risco depois sofre com as chuvas ( todo ano é igual);

    - Recebe benefícios do Governo , tipo Bolsa Família ou Vale Leite e vende para os vizinhos;

    - Recebe apartamento no Cingapura e repassa para terceiros;

    - Faz todo o tipo de esquema para ROUBAR àgua , Luz e TV a CABO;

    - Se orgulha em comprar filme pirata , só para contar vantagem que assistiu antes do que no Cinema;

    - Não respeita vagas especiais , nem faixas de pedestres;

    - Muitos moram em FAVELAS por opção ( tudo é gratis : àgua, luz , IPTU, Cabo , etc..);

    - Joga os pontos de multas na carteira de parentes que geralmente não dirigem;

    - Arruma todo o tipo de esquema
    e notas frias para tentar fraudar o IRPF.

    E esse mesmo povinho que se acha TÃO ESPERTO...é o mesmo que :

    - Paga 200% de juros de cartão de crédito..

    - Paga 10% de juros de bancos ao mês.

    - Paga quase 60% a mais do valor do carro financiado em 60 vezes;

    - Anda de carro 1.0 que faz 7 km/l de etanol e acha lindo.

    - Paga R$ 40.000,00 em carros VAGABUNDOS sendo que lá fora modelos semelhantes custam 60%,70% a menos.

    - Observa a gasolina passar dos R$3,00 o litro e ainda dá risada...

    - Paga mais de R$ 1000,00 em IPVA e DPVAT e anda em ruas imprestáveis..

    - Paga dando risada plano de saúde porque o governo enfiou o dinheiro da saúde no RABO.

    - Paga valores ABSURDOS de seguros porque não se tem segurança para nada..

    - Gasta uma grana em JOGO , pois espera sempre ganhar dinheiro fácil..


    Tudo isso e ainda se acham espertos..

    O importante é que o Carnaval tá chegando!!!!


    CADA POVO TEM O QUE MERECE......

    ResponderExcluir
  23. anônimo 10:29
    Acabei de ler seu comentário. Fiquei tão deprimido que nem consigo mais trabalhar. Acho que vou pra casa, cair na cama e dormir sem ter hora para acordar. Que droga de país...

    ResponderExcluir
  24. Moto circulando nos corredores entre os carros, sem distância lateral segura, sem ocupar uma faixa de rolamento específica, era para ser multa direto. Tá na lei. Mas os usos e costumes e a negligência da "otoridade" de trânsito nos presenteia com mais esse stress diário.

    ResponderExcluir
  25. Motoqueiro se fosse multado em cada merda que faz, 99% perderia a carta em apenas um quarteirão:
    -Anda na contra-mão
    -Para sobre a faixa de pedestre
    -Condução perigosa
    -Excesso de velocidade
    -Ultrapassagem pela direita
    -Falta de sinalização(seta)
    -Excesso de ruído
    Tudo na maior naturalidade.

    ResponderExcluir
  26. Oskrmarinho12/01/12 12:29

    Tem dias em que o estresse é tão grande, causado pelo dilema entre fazer o certo, para se sentir um otário idiota, ou fazer o errado e levar vantagem, mas contrariar principios arraigados na educação e nos costumes pessoais tambem é altamente estressante, então dá um principio de surto e a gente fica pensando naquele filme com o Michael Douglas, "Um dia de Cão", no qual um pacato professor, afrontado pelo comportamento canalha dos outros, simplesmente enlouquece e sai barbarizando de armas em punho. Dia desses, aqui em Fortaleza, eu aguardava que o semáforo abrisse, quando uma viatura do "Ronda do Quarteirão", cujos integrantes haviam saido recentemente de um motim vitorioso, avançou para cima da faixa de pedestres, sem nenhuma urgência que justificasse, cortando pela frente do meu carro e passando pelo sinal vermelho, sem ligar sirene ou alertar ninguem, e, dane-se os mortais comuns que não usam fardas ou não são agentes do Estado. Por aqui é muito comum que viaturas da PM, da Policia Civil, da AMC (Autarquia Municipal de Trânsito), avancem sinais, estacionem nas calçadas, trafeguem com condutores e passageiros sem o cinto de segurança e falando ao celular, enfim, usando e abusando de um pretenso poder que os coloca acima da lei, que são pagos para fazer cumprir e à qual deveriam respeitar em primeiro lugar, não para dar exemplos, mas pelo simples fato de que são os representantes do Poder Público, com a função de fazer cumprir a lei.Mas que lei, se a lei é uma para os cidadãos, e outra para os seus agentes (interpretação pessoal deles) ? E vá reclamar, na qualidade de cidadão, que você terá seu veiculo esmiuçado, seu corpo revistado e sua cidadania agredida em busca de uma pequena falha que justifique uma punição pela audácia, seja ela em forma de uma multa ou de um processo por "desrespeito" à autoridade; isso se você não for agredido fisicamente. E daí, será que um dia mudaremos isso?

    ResponderExcluir
  27. É uma terrinha largada, onde a safadeza impera, começando pela capital FODERAL.
    Vão todos ao inferno, povinho pobre e festivo.

    ResponderExcluir
  28. Não, Oskrmarinho. Isso faz parte da sociedade brasileira e não mudaremos nunca.
    O que você citou está correto e ocorre em todos os lugares do nosso querido e amado país, mas se reclamarmos, as conseqüências virão. E elas podem ser muito duras.

    ResponderExcluir
  29. Oskrmarinho
    O filme ao qual você se refere é "Um dia de fúria". "Um dia de cão" foi um outro baita filme, bem mais antigo (creio que de 1974) e estrelado por Al Pacino e John Cazale. Filmaço!

    ResponderExcluir
  30. Em certos casos, sou favorável à educação na base da "porrada". Risca o carro de um sujeito destes todinho, e deixa um bilhete explicando o motivo do castigo. O sujeitinho vai pensar "trocentas" vezes antes de estacionar sobre as calçadas outra vez.

    ResponderExcluir
  31. Oskrmarinho12/01/12 14:10

    Eu sei, é impossível mudar! Mas, eu posso tentar mudar a mim, para pior, entrando na onda e fazendo o que vejo fazerem errado, quem sabe assim me estresso menos, se conseguir modificar minha forma de ver as coisas, que não acredito ser possivel, porque papagaio velho não aprende mais a falar, né?
    A propósito, tenho verdadeira ojeriza de motoqueiros, porque é impossível saber aonde eles estão, ora nos pontos cegos do retrovisor, ora um lhe ultrapassando pela direita, e outro pela esquerda, no corredor, outros tantos lhe cercando por detrás, outros fazendo ziguezagues e batendo nos retrovisores do carro; nas paradas de semaforos, então, é um Deus nos acuda, você fica cercado por uma legião de demônios, com descargas escancaradas, capacetes cor-de-rosa (essa baitolagem virou moda aqui), em cima da faixa de pedestres, avançando pelas calçadas; quando abre o sinal, você não pode simplesmente arrancar, pois tem que ter cuidado, porque as motos querem sair na sua frente de qualquer jeito e naquele bamboleio desequilibrado da arrancada, só não raspam em você se você contiver seu veiculo, mesmo que não tenha saido com rapidez; e a desgraça da mobiletes, scooters e outras porcarias abaixo de 50 cc, cujos condutores, normalmente desocupados, só transitam sem capacetes, sem placas, sem documentos e sem habilitação, debaixo da vista grossa dos agentes de trânsito; também os ônibus não respeitam nada, nem ninguem, acho que há alguma isençâo de multas para êles, senão essas aberrações humanas que os conduzem não teriam mais aonde colecionar pontos na habilitação;interessante também, é que ao que parece, os agentes fiscalizadores do trânsito só têm olhos para multar a nós, pessoas ditas normais que trafegam em veiculos normais e tentando cumprir as leis nesse caos urbano e infernal com o qual somos obrigados a conviver, ovelhas indefesas em um rebanho apascentado por l o b o s.
    Hoje em dia, não sinto mais a menor pena, mas sim indiferença, quando vejo um motoqueiro estatelado no chão; parece que a medida já está tão cheia, que não me dou mais o direito de considerar essa escória como parte da humanidade sobre rodas. E chega, porque senão o fel da bílis vem todo pra boca e só consigo transmitir amargura.

    ResponderExcluir
  32. Bob,

    Mas então quer dizer que PM pode mesmo multar? Se é assim, então pra que os marronzinhos?

    Enfim, perguntei porque, na semana retrasada (logo depois do ano novo), uma viatura da PM me mandou parar (e isso que é rua de mão dupla, uma única faixa por direção), em plena luz do dia, para me dar 2 multas por atravessar semáforo fechado (sendo que na verdade atravessei no amarelo).

    Eles podem mesmo fazer isos? Me revistar, revistar o carro, e depois inventar multas???

    ResponderExcluir
  33. Parabéns Oskrmarinho, disse tudo!!!

    ResponderExcluir
  34. Bussoranga
    Podem. Na maioria das vezes não o fazem pois tem mais o que fazer e não querem saber disso. Você deu um tremendo azar e se deparou com uns casquinhas de ferida que estavam muito a fim de mostrar serviço.

    ResponderExcluir
  35. 1. Agora há pouco passei pela Av. Cupecê, em São Paulo. Para quem não conhece, é uma via com duas faixas destinadas aos veículos e uma à esquerda destinada aos ônibus urbanos (corredor exclusivo).

    Basta ficar uns minutinhos numa esquina qualquer para constatar que muita gente trafega pelo corredor exclusivo, ainda que o trânsito nas outras faixas esteja fluindo bem.

    Aliás, mesmo que o trânsito estivesse ruim, não seria o caso de trafegar pelo corredor. É falta de educação mesmo e que deve ser punida.

    Pois bem.

    Enquanto trafegava pela faixa da esquerda, um honda fit estava praticamente do meu lado, na faixa exclusiva. Quando o semáforo ficou vermelho, eu parei. O Honda foi embora. Poucos segundos após, também na faixa exclusiva, parou ao meu lado uma picape da CET. Como estava com os vidros fechados e a picape também, dei uma buzinadinha e apontei para frente para mostrar o honda trafegando em local proibido.

    O marronzinho simplesmente fez um sinal que “nada poderia fazer” (típica cara de “uó”). Fiz um sinal negativo para eles e fui embora.

    Se quisessem teriam ido atrás e anotado a placa, até porque o carro AINDA estava trafegando no corredor exclusivo. Mas sabe como é....deve dar muito trabalho...

    2. Já que levantaram o fato de proibição de estacionar na contra-mão, sinceramente, acho a maior besteira. Em ruas de bairro, cujo tráfego é baixo, não há motivo para proibir estacionar na contra-mão. Não faz a menor diferença o lado em que o carro esteja estacionado.


    Marco

    ResponderExcluir
  36. Oskrmarinho12/01/12 18:15

    Obrigado ao anônimo das 13,48 pela correção.

    ResponderExcluir
  37. Daniel San12/01/12 19:22

    Anônimo 10:29h;
    Disseste tudo. Mas pra muita gente ainda vale a música do Chico Buarque: "Tou me guardando pra quando o Carnaval chegar..."

    ResponderExcluir
  38. Marco
    Vc resumiu bem o comportamento dos marronzinhos. Naquele cruzamento da Av. Abrahão de Moraes com a Av. Bosque da Saúde (o do acidente do Idea com o 207 que todo mundo já leu aqui) o camarada vem pela Abrahão, não usa a faixa de desaceleração, faz a conversão na frente de todo mundo que estava esperando e segura todo mundo que estava atrás dele, e o marronzinho não faz nada, nem dar uma olhadinha na placa do carro , daqui a pouco vão dizer que para poder fazer isso precisam ter armas...

    ResponderExcluir
  39. Marcelo Junji12/01/12 19:37

    Mas também exageram, pois fui multado no portão de minha loja. Acho que enquanto abria o portão fui multado.
    Em São Paulo só sendo mágico para fazer entregas sem cometer alguma infração.

    ResponderExcluir
  40. Marco
    Há três problemas relacionados a estacionar na contramão. Um, ao sair da vaga vai-se para faixa do tráfego que vem contra. Outro, sendo o volante no lado esquerdo, não se tem perfeita visão do tráfego contrário. E terceiro, sendo o facho baixo dos faróis assimétrico, à noite o motorista que vem na mão corretamente é ofuscado desnecessariamente.

    ResponderExcluir
  41. Ao Anônimo 10:29,

    É a lei da causa e conseqüência.

    ResponderExcluir
  42. Anônimo disse...
    anônimo 10:29

    Assinei embaixo.
    ________________

    É tão comum comportamentos como esse, que o povo já nem esquenta mais e passa a fazer igual, pq já que "todo mundo" faz...infelizmente o cachimbo acostuma a boca torta.

    E quem tenta respeitar as leis (como eu e mtos por aí) já deve ter ouvido 'vc é chato, reclama de tudo' ou 'vc é otário ninguém pára naquele sinal' ou 'frescura usar cinto dentro da cidade'...é assim que estamos.

    ResponderExcluir
  43. BOB, PAU NELES!

    ResponderExcluir
  44. Bussoranga
    Ambos, marronzinhos e PM,podem multar, e quem podem multar pelo quê é definido em resolução do Contran, a n° 202 de 25/08/2006 a n° 371 de 22/12/2010. Sobre o que você relatou, passar no amarelo não é infração e não poderiam jamais tê-lo abordado por isso. Já revistar o carro, só com mandado judicial. Os policiais exorbitaram.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Me desculpe, mas não é necessário mandado judicial (está totalmente equivocado, tal documento se destina à imóveis, principalmente domicílios) para revista pessoal e veícular, basta com que o agente do estado tenha fundadada suspeita para que se efetue a busca pessoal e veicular é o chamado poder discricionário de policia, o conceito de fundada suspeita é subjetivo o policial avalia a necessidade para cada situação. Ainda, uma abordagem mais enérgica pode ser necessária, a princípio, para a segurança de todos os envolvidos, os policiais e o cidadão abordado, até que se confirme a idoniedade das pessoas e a ausência de ilícito. Brasileiro não gosta de ser abordado, para ele a policia tem que abordar só especificadamente o bandido, com se houvesse uma "bola de cristal" que dissesse que é gente de bem e quem não é. Seria interessante você pesquisar mais sobre o assunto.

      Abç

      JrS. Inv. Pol.e bacharel em direito.

      Excluir
    2. Anônimo 03/03/13 14:44
      Seria interessante para mim e creio que para todos você mostrar texto sobre o que afirma, principalmente esse "poder discricionário de polícia". Eu não tenho, pois foi uma informação que tive de gente abalizada.

      Excluir
    3. Bom, como sabemos o direito não é uma ciência exata, então existem divergências entre doutrinadores também no assunto em questão, mas aí estão alguns links:

      Definições para "Poder discricionário"
      Poder discricionário - É liberdade de ação administrativa (Administrador Público), dentro dos limites permitidos em lei, observadas a conveniência e a oportunidade para tal ação.
      direitonet.com.br

      Poder discricionário - É aquele pelo qual alguém exercita livremente a autoridade de que se acha investido, segundo o seu arbítrio, sem obediência aos preceitos legais ou de direito.
      saberjuridico.com.br



      http://www.ambito-juridico.com.br/site/index.php?n_link=revista_artigos_leitura&artigo_id=8930

      http://age-mg.jusbrasil.com.br/noticias/3154530/regular-exercicio-de-poder-de-policia-nao-gera-indenizacao

      http://www.universopolicial.com/2009/09/busca-pessoal-e-abordagem-policial.html

      http://www.direitonet.com.br/artigos/exibir/2634/O-poder-de-policia

      Exemplos recentes de suspeição de pessoas aparentemente idôneas:

      http://uipi.com.br/destaques/destaque-1/2012/12/06/prf-apreende-drogas-no-interior-de-veiculo/

      http://noticias.terra.com.br/brasil/policia/cadela-da-prf-acha-pasta-base-de-cocaina-em-carro-com-crianca-de-5-anos,a860bb771fd2d310VgnVCM4000009bcceb0aRCRD.html

      Desse modo, como saber quem é suspeito ou não, complicado né?

      Excluir
  45. Aléssio Marinho13/01/12 01:59

    Bob;

    Pm só pode multar se houver convênio entre ela e a agência municipal de trânsito, que é o órgão com jurisdição sobre a via. E pelo que sei o único lugar do país onde existe esse convênio é no DF, cuja fiscalização compete ao Batalhão de Trânsito. As infrações "de solo" (avanço de sinal, estacionamento proibido, etc) são municipais, enquanto as administrativas (Ipva, extintor, etc) são aplicadas pelo Detran, mas quem tem poder de polícia - fazer blitz é a PM, sempre em conjunto com essas duas agências.
    Aqui no Pará é comum os motoqueiros cobrirem as placas com cartão telefônico e andarem tranquilamente sem capacete ou cometer as maiores barbaridades no trânsito e não serem incomodados pela PM, pois não existe o tal convênio assinado e ela alega que esse é um problema administrativo do Detran (resposta dada pelo comandande da Pm na televisão!)
    Assim, numa rodovia estadual a jurisdição da via é do Batalhão Rodoviário da Pm e numa rodovia federal essa tarefa fica a cargo da PRF.
    Mas absurdos acontecem como no estado do Maranhão onde a PM insiste fiscalizar 24h as rodovias federais que cortam o estado, com trailers fixos, examinando documentos e revistando carros onde não possuem jurisdição. O curioso é que esses postos ficam em lugares ermos, sem nenhuma estrutura de apoio de qualquer outra entidade do poder público que nos livre de um achacamento.
    E essa mania já chegou ao meu estado...

    ResponderExcluir
  46. Bob,

    Quanto a estacionar na contramão, para ser sincero, dos motivos elencados por voce, eu só sabia do fato de ao sair da vaga, o veículo estar contrário ao tráfego. As demais justificativas nem haviam passado pela minha cabeça. Vivendo e aprendendo...hehe

    Mas por isso no post anterior havia dito sobre a liberação em ruas de bairro de pouco movimento.

    Digo isso porque nos países que já visitei da Europa (e com certeza vc conhece melhor que eu) é muito comum em ruas de trânsito local, se deparar com carros estacionados na contra-mão. Há placas, inclusive, que indicam a possibilidade de estacionar dessa forma. E os carros chegam e saem de tais locais sem nenhum problema. Até mesmo porque tem algumas ruas de duplo sentido de direção que se o cidadão for manobrar o carro para estacionar na mão correta de direção, é capaz de travar tudo, de tão estreitas que essas vias são. Aliás, em Luxemburgo há placas indicando para estacionar o carro totalmente sobre a calçada (!!) e se vê os carros estacionados para ambos os lados da via.

    Mas, havia me esquecido. Lá, se vê através dos vidros dos carros. Aqui, ao tirar o carro de uma vaga, é o mesmo que sair de uma parede, vez que não é difícil se deparar com carros lacrados no insulfilm (mais um ponto negativo disso aí) e não se ter visão alguma...


    Marco

    ResponderExcluir
  47. Nas zonas residenciais do DF, criou-se um péssimo hábito de estacionar nas largas calçadas e mais alguns vícios aparecem:

    1) Calçadas quebram mais rapidamente;
    2) Donos de casas fazem calçadas de diferentes tamanhos, colocam barras para evitar a entrada e deixam o local irregular;
    3) Um conseqüência direta das duas anteriores, os pedestres são forçados andarem na rua junto com os carros em movimento e acabam se acostumando.

    Uma pequena guerra do dia a dia que ninguém comenta.

    ResponderExcluir
  48. Anônimo 12/1 04:19
    Apreciei-o muito. Era racional e o motor 1,5-L (e o 1,3-L) fora desenvolvido pela Porsche. Bom de dirigir, tinha o jeito bem europeu de ser e andar. Os ângulos das rodas dianteiras eram todos reguláveis, ao contrário dos carros de hoje, em que só se regula a convergência. O talão de revisões indicava troca de óleo e revisões a cada 15.000 km. Vendi-o para uma prima que o usou até 80.000 km em três anos sem nenhum problema.

    ResponderExcluir

O Ae mudou de casa! Todos os posts do blog foram migrados para o site. Por favor busque por este post no site e deixe o seu comentário lá.
Um abraço!
www.autoentusiastas.com.br

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...