24 de fevereiro de 2012

MINHA COLEÇÃO DE MUSTANGS

Que dúvida!
Os que me conhecem há mais tempo sabem que eu sempre tive um dilema, Camaro ou Mustang. Acredito que eu não deva ser o único! Mas recentemente decidi sair de cima do muro e se fosse o caso de escolher entre um ou outro concluí que optaria pelo Mustang.

O Camaro é um Chevy, que sempre foi minha preferência sobre a Ford. Coisa que vem principalmente do pai. O primeiro carro da família que tenho na minha memória é um Opala 1974 azul, de quando eu tinha 4 anos. Depois dele foram vários outros. E uma série de Chevettes para minha mãe. Mais tarde veio um Monza, no qual eu iniciei minha vida na direção. Depois mudamos para a VW. Nunca houve um Ford em casa. Até Uno já teve! Mas o fato é que o Mustang sempre me encantou. Não tanto como os Corvettes Stingray (como o da tasteira do blog), é verdade.

Fiquei alguns dias pensando em qual seria a minha primeira memória de um Mustang. Cheguei a um Mach 1 1971/1972 que devo ter visto com sete ou oito anos. Esse Mach 1 tem um capô enorme! Tenho certeza que o emblema com o mustang galopante deve ter alguma influência também, no inconsciente. Somos bombardeados com informações que nem sempre percebemos como são processadas lá dentro da cachola. Eu sempre gostei de liberdade e esse espírito que o emblema evoca me atrai muito. Pena que nem sempre consiga vivê-lo.


Espírito Mustang

Outro dia, já faz tempo na verdade, eu estava num shopping almoçando com o pessoal do trabalho. Numa das vitrines havia um pôster gigante com um Mustang 68 visto de frente. Era uma foto belíssima. Fiquei parado olhando a foto por minutos e tentando entender o que estava me hipnotizando daquele jeito. Seria o cavalinho? Pode ser! Mas naquele dia não cheguei a nenhuma conclusão concreta. Apenas disse aos meus colegas não entusiastas: "Não me interessa que motor esse carro tem, que ano ele é, se é melhor ou pior que outros carros dessa época. Só imagino que ele ande suficientemente bem, é que me desperta um desejo enorme". Ou seja, o todo, o conjunto que é algo mágico. Ninguém me entendeu direito e eu também não quis perder tempo tentando explicar algo que não é todo mundo que sente, ou que tem consciência de que sente.

Desde então eu tenho esse pensamento que gosto muito de Mustangs. Fazer fotos deles, e foram muitas e de vários modelos, é sempre um prazer. 

Acho que a frente do Mustang, com os faróis afundados e o capô com o bico saliente na parte superior, meio que encobrindo toda a grade, é uma marca registrada. Uma das mais belas de todos os carros de todos os tempos. Gosto muito de todas as variações, mas os GT com faróis no meio da grade são os mais fantásticos. A Ford perdeu essa identidade na segunda, terceira e quarta gerações. Mas felizmente, e sábiamente, voltou com ela na belíssima frente da geração mais recente. E o Camaro nunca teve uma frente realmente empolgante. Apenas esse Bumblebee eu acho realmente bacana. Os Pontiacs sempre tiveram mais identidade que o Camaro.

GT500 2011

Outra coisa que também faz parte da personalidade do Mustang é o caimento do teto que forma a coluna C com suas "guelras". Claro que até agora sempre me referi ao fastback! Não gosto muito dos hardtops. As "guelras" mas bacanas são as da primeira geração até 1966. 

1966

1967

Em 1967 ficaram muito simples. Em compensação, a partir daí, 1967, a traseira ficou mais encorpada, musculosa. As lanternas traseiras tripartidas também são outro elemento característico muito interessante. Normalmente os cupês têm frente em cunha, como um Datsun 240Z. Mas no caso do Mustang a combinação da frente praticamente reta com a caída do teto na traseira o fazem diferente.

1967

Fastback!

Falando dos modelos atuais de Mustang e Camaro muito se discute sobre o eixo rígido na suspensão traseira do Ford, que no Chevy é independente. Isso não muda minha escolha. Como eu disse, minha preferência é pelo todo, e pouco me importam os comparativos. Não há comparativo que mude a cabeça de alguém quando já se tem uma resposta. Além do mais, em quase todos os comparativos que li o Mustang dá um pau no Camaro, mesmo tendo eixo rígido. OK, para rodar por aqui o Camaro deve ser melhor. Quanto? Tanto faz! Andei bem forte em serras na Califórnia e o Mustang sempre esteve mais do que na mão.

Já dirigi ambos e achei o Camaro uma carro fenomenal. Mas outro dia escutei um indiano de uma agência de publicidade falando que a perfeição é algo chato, boring. Concordo plenamente. Um grau de imperfeição é o que torna algumas coisas melhores que outras. Ao menos mais excitantes.

Bem, toda essa enrolação só para contar que na realidade eu tenho uma pequena coleção de Mustangs e achei que chegou a hora de revelar esse meu segredo ao mundo! Passei o Carnaval isolado em um sítio no interior de São Paulo de onde já tirei fotos de tudo que é jeito. Então decidi levar minha coleção para lá e fazer algumas fotos para o AUTOentusiastas.

























82 comentários:

  1. É ISSO AK! PAU NA PERFEIÇÃO INSOSSA!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Você gosta de um pau, ein ?!

      Excluir
    2. o cara enche o saco postando as frases feitas.
      agora esse outro em resposta é o BOBO-mor.

      parece piadinha do tipo "é pavê ou pra cumê?"
      que babaca... deixa o cara se divertir porra!

      Excluir
    3. Este Plutônio é um desequilibrado e sem opinião.
      E me parece um tanto quanto apreciador de paus. Uma bichona.

      Excluir
    4. Sr. Plutônio, acorde, o post é do Paulo Keller.

      Excluir
    5. Plutbitoca

      Excluir
    6. AK = Antológico Keller

      Excluir
    7. Keller = porão (em alemão)

      Excluir
    8. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

      Excluir
    9. pau = madeira.

      quem fica entendendo outra coisa é porque não tira essa coisa da cabeça...

      Excluir
    10. Pessoal! Não percam tempo com papo que não leva a lugar nenhum! PK

      Excluir
    11. kkkkkkkkkkk

      PAU em quem tá com inveja da personalidade!

      Excluir
  2. Já testou eles em alguma pista ?

    Eu só tinha Ferraris, Lamborghinis e outros carros europeus.

    Curiosamente, quanto mais barato, melhor.

    Às vezes penso que assim é melhor, não tem que se preocupar com IPVA, buraco, seguro, risco, assalto..

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pista - exceto ovais - não combinam com muscle-cars muito bem...

      Excluir
    2. Como se houvesse alguma diferença além da carroceria entre os Hot-wheels..

      Que bom que você leu o comentário que citou e também viu as fotos, gênio.

      Excluir
    3. Evandro

      Infelizmente não testei nenhum Mustang em pista, ainda!

      Eu também tenho uma coleção (baratinha) de carros europeus!

      Abraço.

      Excluir
  3. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  4. Não sou Fordeiro, mas essa dúvida eu não tenho. Entre Camaro Chalenger e Mustang eu fico com o Mustang sem pestanejar. Sobre o eixo rígido só tenho a dizer que caso eu vá utilizar todos os pocotós do carro em uma velocidade em que a diferença de estabilidade apareça eu estarei em um autódromo ou pista apropriada para isso, no mais, no dia a dia as supresas com a trazeira são bem vindas e são uma atração a parte. O carro tem segurança suficiente para manter tudo sob controle.

    ResponderExcluir
  5. Mustang antigamente.
    Hoje em dia? Camaro, só pelo desenho já vale...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Gosto é gosto, mas se eu fosse tentar te convencer diria que o Mustang é Munstang puro sangue e o camaro é um holden ou GM das terras do canguru, um omega ou commodore. O chalenger é um mercedes série E.

      Excluir
    2. O Mustang tem isso mesmo, de ser único, nada nem na linha Ford nem fora dela sequer lembra ele, seja visualmente, seja dinamicamente. O carro tem um quê de bruto e irrascível que atraem, talvez pela necessidade de domá-lo (embora os infinitos doendes do painel facilitem as coisas). Acho o Boss 1969 o mais fodástico de todos, afinal, esse aí é O Chefe!

      Lucas Franco

      Excluir
    3. Challenger atual pode ser bom.
      Mas o visual não desce. É "rufly done" como dizem os americanos...

      Excluir
    4. Tive a chance de pegar um Challenger, ou um Camaro pela segunda vez, ou um Mustang pela quarta. Escutei meu coração e peguei o Mustang.

      Abraço,

      PK

      Excluir
  6. Paulo,
    belas fotos, como sempre, muito obrigado por repartir conosco.
    Sobre nunca ter tido Fords em casa, uma pena. Tivemos ao longo do tempo na família, VW, Chevrolet, Dodge, Fiat, Ford, Honda e Hyundai e te digo que os únicos que tenho saudades são o Dodge 1800 e os Corcel e DelRey.
    Mas você está se redimindo com a preferência pelo Mustang, e entendo claramente isso. Hoje em dia quase todos os carros são muito bons de forma geral, e o que determina a preferência da maioria é o estilo, tanto externo quanto interno. Nesse ponto, a Ford é uma das melhores analisando globalmente.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. JJ,

      Obrigado pelo comentário!

      Alguns dos carros que você citou são difíceis de eu engolir. Mas OK, você é um cara muito legal e eu te respeito!

      Acho que o estilo é muito importante, mas não é só isso. Tem mais coisa aí para nos encantar.

      Concordo que a Ford está muito bem em design!

      Abraço,
      PK

      Excluir
  7. Eu fico com o Challenger.

    ResponderExcluir
  8. Aléssio Marinho24/02/12 13:38

    PK, como sempre um olhar único sobre os autos.
    As fotos ficaram ótimas! Gostei pacas!

    Se eu tivesse crédito no banco, ficaria com o Camaro, por vir oficialmente.
    Mas se a Ford tivesse culhão pra vender o Mustang no Brasil, iria de cavalo selvagem sem pestanejar.

    Ao longo dos tempos tivemos em casa carros de várias marcas: GM (Opalas, Chevette, Corsa), Fiat (147, Panorama, Tipo, Tempra, Uno, Palio), VW (Fusca, Variant II, Rey) Renault (Scenic, Logan) e Peugeot (206 Sw).
    Os Ford deixam saudade pela solidez que transmitem ao longo do tempo. Viram verdadeiros acompanhantes, o que outras marcas não conseguem transmitir.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Aléssio,

      Valeu pelo cometário sobre as fotos.

      Que bela diversidade nas sua casa. Acho que assim deve ser melhor. Ter oportunidade de conhecer muitas coisas é bom.

      Hoje tenho um Corolla e minha mulher um Uno Way desses novos. O Uno é bonitinho, mas não me convence! Eu goatava muito dos VW. Tivemos uma Parati 86 que era o carro! Leve, ágil, robusto e sem frescuras.

      E acabei de me lembrar que eu tive um Ford!!!! Passou tão sem emoção que acabei quase que apagando da minha memória. Foi um Versalles Ghia 2.0. Eo o odiava porque o forro do teto e das portas descolou e eu me sentia numa tenda. Vê se pode! Eu era recém casado e o meu pai me deu o carro quando casei. Troquei por um Corsa 1.0 1996 zero-quilômetro. Minha garagem é muito ruim para amanobrar um Versalles.

      Abraço.
      PK

      Excluir
    2. Aléssio Marinho25/02/12 23:45

      PK;

      Isso foi só o que a minha família teve/tem hoje e que guiei.
      Mas a minha listinha de carros que dirigi sobretudo de clientes é mais diversa.
      Um carro que me impressionou pela linearidade nas reações foi o Ranger. E olha que detesto caminhonete... Acostumado a guiar a versão diesel, quando peguei uma v6 gasolina vi que as reações eram idênticas, mudando apenas o som do motor e a velocidade que a rotação do motor subia, mais lento no diesel.
      A sensação da aceleração eram idênticas nas duas versões.
      Já na S-10... No coments.

      Agora um carrinho bem safado, que não anda, mas também não gasta hehehe, e que tem um acabamento que até hoje me deixou saudades foi o Del Rey Ghia 86 que tive. Aos 18 anos...

      Excluir
    3. Aléssio Marinho25/02/12 23:49

      Revisando o meu comentário esqueci de mencionar os Ford que tivemos na família: Escort Hobby 1.6 (2), Del Rey, Fiesta (1 endura, 1 Rocan Hatch e 1 Street Sedan 1.6 Rocan)

      Excluir
  9. Paulo
    A imperfeição é a mais humana de todas as qualidades. É por isso que os carros imperfeitos são os mais incríveis, os mais cativantes. É como se tivessem alma. Você não está sozinho nessa.

    ResponderExcluir
  10. Como sempre lindas fotos!
    O dilema Camaro x Mustang renasceu das cinzas dos anos 60 com muita força agora.
    Sao dois carros de extrema personalidade e que trouxeram tudo que tinham de bom no passado. Estao hoje, muito acima da media, da industria dos EUA.
    Mesmo gostando de carro europeu, eles me fascinam ...
    Acho que a Ford vem fazendo a licao de casa direitinho e melhorado muito sua linha de produtos de forma geral. O novo V8 de 5,4l que equipa o Mustang GT 500 deixa muito engenheiro europeu com vergonha!
    Que tal um de cada na garagem? Dilema solucionado...
    Parabens pela colecao de Matchbox !

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Opps!

      Obrigado pelo comentário!

      Com certeza um de cada encerra o assunto de uma vez por todas!!!!

      Abraço

      Excluir
  11. Olha a coincidência, essa semana publiquei no meu pequeno blog (http://maquinasehistorias.blogspot.com) uma reportagem antiga publicada na Revista Oficina Mecânica sobre a "guerra" Camaro x Mustang.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Interessante! Aproveitei e incluí seu blog na nossa lista! Abraço. PK

      Excluir
    2. Pedro Navalha25/02/12 18:34

      Muito bom o seu blog João!

      Parabéns pela restauração do KG 70. O carro ficou impecável!

      Abraço

      Excluir
  12. Rafael Ribeiro24/02/12 15:04

    Mustang, Camaro, Challenger,... O maior defeito deles é não caberem no meu orçamento, atualmente. O negócio então é trabalhar muito (e bem) para consegui-los. Vamos lá, que o trabalho me chama!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Rafael,

      Temos o mesmo problema. E isso é o que me motiva a continuar dando duro! Um dia vou ter um.

      Abraço!

      Excluir
  13. Bonitas as fotos. Grande post.
    Mas... entre Mustang, Camaro e Challenger, fico com um... Jaguar E-Type.
    Desculpem a sinceridade, mas gosto é gosto. Abraços.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Rafael Ribeiro24/02/12 17:39

      Tô contigo!

      Excluir
    2. Eu sei q gosto é gosto, mas vcs já guiaram um E-Type? Divertido não digo que não seja, mas na MINHA opinião... Me agrada apenas a caixa de mudanças, com engates curtinhos lembrando as Hurst dos Sting Ray. Aquele volante de madeira envergando a cada puxada mais vigorosa me faz imaginar minhas mãos e meu peito cheio de ferpas a qualquer momento.

      Mas nada impede de ser apenas minha imaginação falando mais alto que a razão ou o carro em si apesar de restaurado não estar tão bom quanto aparentava. Tem gente q dirige e ama o carro, toca com maestria de fazer inveja. Não tive coragem de puxar forte, não me senti seguro em nenhum momento. Não sei explicar tecnicamente como BS, AK, AG, MAO, etc. Só digo que "não deu".

      Ainda prefiro os American Muscle. Pode ser com 4 tambores de freio sem assistência, 3 marchas mecânicas na coluna, eixo rígido na traseira, direção mecânica, pneus diagonais e, pra completar a festa, um cavalo dum Big Block. Juro que visto melhor o carro, juro de pé junto pra vcs que me sinto melhor do que num E-Type e ainda me atrevo a fazer graça.
      Maaaaassss.... Parafraseando:

      "Desculpem a sinceridade, mas gosto é gosto."

      Excluir
    3. Adlei,

      Realmente gosto é gosto. Mas eu poderia usar o seu texto sobre o E-type para descrever um Mustang 1965 que guiei recentemente.

      Eu tenho esse mesmo receio com carros antigos. O primo AK sempre quer colocar os antigos na minha mão. Mas eu sou muito abrutalhado para dirigí-los com a finesse necessária.

      Mas quando estou do lado do AK, mesmo com ele andando muito forte, não sinto um pelo de insegurança.

      Abraço

      PK

      Excluir
    4. CSS, é páero duro. Nessas horas eu aprendi que é melhor deixar o coração falar e obedecê-lo!

      Abraço

      PK

      Excluir
    5. Keller.
      Qualquer um dos carros citados no post me serviria, quem dera!
      Acontece que já tive a oportunidade de dirigir um E-Type e posso dizer, não tem dinheiro que pague o prazer que o V12 proporciona acima do V8.
      Abraços, César.

      Excluir
    6. Lorenzo Frigerio25/02/12 00:15

      Você viu a cena de "Corrida Contra o Destino", em que o Kowalski com o Challenger R/T joga o E-Type para fora da estrada e as peças de fibra voam todas pelos ares? Não tem preço.

      Excluir
  14. Paulo, o a miniatura do Charger sem as calotas (após um sem número de saltos em São Francisco) é muito legal! Só falta ele ter a porta bamba. Bem, me entreguei agora... Falando em Mustang, no último Torneio de Regularidade em Interlagos havia um Bullit. Simplesmente sensacional. Tem algo de apaixonante neles mesmo. Até o RS3 vermelho ficou meio sem graça.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. João,

      Eu vi e fotografei esse Bullitt duas vezes. Concordo com você. É um dos que eu gostaria de ter!

      http://www.flickr.com/photos/paulokellerautomotivephoto/5774612506/sizes/o/in/photostream/

      http://www.flickr.com/photos/paulokellerautomotivephoto/5774656002/sizes/l/in/photostream/

      Abraço!

      PK

      Excluir
  15. E o acalentado Charger amigo Paulo?

    Poderia então, esticar um pouco mais o sonho, e comprar um mustang vintage...

    Eu entrei em um 1968 e em um V6 2009, esse último, tinha um acabamento tão tosco, mas tão tosco, que parecia um Fox 2003....

    Mister Fórmula Finesse

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Amigo MMF,

      O Charger certamente atrai. O de 68. Dos novos só se for esse novo SRT, mas eu teria que soldar as portas traseiras para me sentir melhor.

      Abraço

      PK

      Excluir
  16. Pra falar bem a verdade, quanto cair a grana desta mega sena acumulada, direi com certeza qual o melhor! rs

    Porem quando vejo uma foto de um Charllenger 68/70 fico estasiado, tentando me sentir dentro daquele monstro, domando-o a todo custo...Mas...O Mustang é e sempre foi um carro americano racional, mais dócil, mas refinado, mais justo que seus rivais.

    Para mim o Mustang Boss 429 1970 é um dos top muscle cars for ever !

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Antonio,

      Com uma Mega Sena acumulada dava pra comprar um Mustang, um Camaro, um Challenger todos 70's, mais um Corvette e um Charger, também 70's!
      E ainda mais um de cada, dos mais atuais.

      Feito isso eu pensaria em outras coisas do velho continente.

      PK

      Excluir
    2. AMEM !!!!!!

      Fora os europeus e alguns japoneses que já dará outra lista gigante, mas com uma bolada desta eu faria algumas coisas bem interessante como: Já que nasci em 1978, obviamente pessoalmente desconheço a maioria dos grandes carros deste belo universo autoentusiasta, mas viajarei pelo mundo fazendo de tudo para conhecer e dirigir pessoalmente TODOS os carros que gosto ou gostaria de conhecer, saber cada detalhe, reviver diretamente cada época, cada segredo, cada manha possível que estes carros devem ter, um por um !

      A lista é grande...rs

      Abraços.

      Excluir
  17. Camaro e Mustang brigam numa margem estreita como o fio de uma navalha. Não existe essa superioridade avassaladora do Mustang nem do Camaro. Quanto à suspensão traseira solid axle do Mustang não fazer diferença em relação à independente do Camaro, é só ler abaixo.

    As well tuned as the Mustang's solid axle is, however, it's still not an independent system. The Mustang's rear end takes its time to calm down after knocking against a pothole or bump, and this sort of skittishness can be unnerving. On the rugged freeway surfaces of Southern California, the Mustang's rear end never quite has a chance to settle in completely. It's as if the coil springs are always working back there and they want you to know it.

    Meanwhile the Camaro SS feels as if its summer-spec 245/45R20 Pirelli P Zeroes are sutured to the pavement with steel cables. The independent rear suspension produces a poised, comfortable ride the Mustang can't match, and deals with pavement hiccups almost casually. If the Mustang feels like it's skipping over the road, the Camaro feels like it's a smothering steamroller. The steering doesn't have the same giddy, light feel that you sense in the Mustang, but it's precise and quick enough. It's reassuring where the Mustang is entertaining.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Luiz,

      O Camaro realmente tem uma suspensão melhor. E eu adoro o Camaro também. Mas isso não muda minha preferência pelo Mustang. Talvez rodando diariamente por São Paulo o Mustang possa ser incômodo.

      O primo Arnaldo está tentando conseguir um Mustang para andarmos por aqui. Pode ser que saia um bom post.

      Abraço.

      Excluir
  18. Sou fãnzaço do Mustang, assim como do Escort XR3 guardadas as devidas proporções... Sou fã da receitinha de bolo europeia de se fazer carros, mas Mustang é Mustang...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bruno, o primeiro Ford que me atraiu de verdade depois do Mustang foi o XR-3!

      Abraço.

      Excluir
  19. Pois eu, que não estou com essa bola financeira toda, me satisfaço com meu Camaro 67 RS coupe. Comparado com Camaros e Mustangs novos é uma carroça.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Luiz, ao menos é um Camaro!!!!!
      Abraço!

      Excluir
    2. Sou muito mais os Camaro antigos que o modelo atual. Parabéns pelo carro!

      Excluir
  20. SHOWWWWWWWWWWWWWWWWWWWWWWWWWWWWWWWWWWWWWWWWWWWWWWW!!!!!!!!!!!!!!!!!! de fotos tb. tenho alguns na minha coleção, os carros antigos tinham mais alma, estilo e carisma. ABS

    ResponderExcluir
  21. Lorenzo Frigerio25/02/12 00:01

    Entre Camaro e Mustang, como Dodgeiro que sou, fico com o Challenger; pena que durou pouco. Sem contar o Charger R/T do Bullitt, que já é de outra faixa.
    Entre os Mustangs, o mais legal é o Mach 1 1971 a 1973.
    Já esses Camaros dos anos 60, não gosto de nenhum. Os de 1971 a 1974 são bem mais modernos, e mesmo esses somem ao lado dos Pontiac Firebird e Trans-Am, com roda colméia. Se fosse importar um carro desse tipo, seria o Trans-Am 1970 1/2 a 1974 com motor 455, esses são os reis.
    Os Camaros e Firebirds de 96 em diante também são legais, com seu design evolucionário e mecânica de qualidade.

    ResponderExcluir
  22. Prezado Paulo, em 1968, estava estudando em Michigan (USA) e acompanhei o lançamento de quase todos os carros pois era literalmente tarado por V8s. Cheguei até a comprar um LP (não sei nem se todos sabem o que era esse disco de vinil) com as duas faces gravadas somente com a "sinfonia" das arrancadas (de todas as classes de drugsters, funny-cars, etc) desses musclecars

    Óbviamente, a primeira Corvete (427) me deixou muito impressionado. Sai do Brasil dirigindo fuscas e DKWs nas nossas ainda razoáveis ruas e estradas para aquelas highways com 4 pistas de cada lado. É claro que em apenas alguns segundos, já estava a mais de 120. Só não havia me tocado que era em Milhas!

    Depois, foi um Pontiac Firebird de uma girlfriend que dava para brincar no estacionamento do colégio que ficava vazio à noite. Molhado e com algumas placas de gelo. Já imaginou a brincadeira só usando o acelerador?

    Tambem dei uma pilotada em um Camaro SS, um Chevy Nova e até um Impala 59 meio envenenado de um amigo mas nada se compara ao Mustang Shelby GT500. Aquele dirigido pelo Steve McQueen no filme Bullit. O design é limpo, dá a impressão de robusto e ao mesmo tempo potente. É realmente o mais completo de todos.

    E ainda tem os GTs 40 tbm da minha época, que tinham um som maravilhoso. Música para os meus ouvidos!

    ResponderExcluir
  23. Desculpem a falha: esqueci Javelin AMX da American Motors (uma empresa que já foi comprada há muito tempo) e os Dodge Chargers e Challengers que tambem faziam muito sucesso por lá.

    ResponderExcluir
  24. Meu Mustang preferido é o 1972.
    Quem não tem sonhos, está morto e não sabe!
    Abç

    ResponderExcluir
  25. O único dos dois que dirigi foi um Mustang 1995, mas V6 e com transmissão automática... Mesmo assim, gostei do carro, com desempenho bem satisfatório e estabilidade muito acima do que esperava.

    Assim sendo, minha preferência pessoal baseia-se somente no que leio em revistas especializadas e no desenho da carroceria: meu escolhido é o Mustang, justamente pela carroceria fastback e os modelos fat body que, embora muito criticados por serem grandalhões, me atraem sobremaneira. Mas meu preferido é o Shelby GT500 1967.

    ResponderExcluir
  26. Prezados! Viva a diversidade...Paulo Keller, acho que pelo menos 90% dos que realmente se intitulam "autoentusiastas" tiveram e ainda tem miniaturas daquilo que os fascinam...E, na minha modesta opinião, paixão não se critica, apenas se comenta. È muito bom quando ao ler um post como este posso perceber que ainda há muitos como eu, que realmente amam automóveis na sua essencia apesar da modernidade de consumo impor uma tendência pausterizada muito distante daquilo que teimosamente acreditamos e corajosamente deixamos público!

    ResponderExcluir
  27. Paulo Keller,veja este vídeo de um Mustang 1969 http://www.youtube.com/watch?v=MefQ0q3ee38

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Anônimo, o exterior é fatástico. É um desses que quero! Mas o interior... argh!

      Excluir
  28. Realmente um Mustang é ago divino. Tenho um amigo que tem um 69, anos parado, azul com interior e vinil brancos...não canso de ficar olhando e imaginando aquela máquina na estrada. Mas, como gosto é gosto, adoro um Gordini (!?!). Tenho um na garagem todo de fábrica com 50 mil km e uma 50 miniaturas dele. Fazer o que, né?

    ResponderExcluir
  29. PK,
    Ainda prefiro o Challenger e, como você disse que não sabia se era o Mustang galopando que o fascinava, provavelmente no meu caso seja o Challenger branco do Kowalski que provoca isso. No fim talvez seja apenas o sentimento de liberdade que eles despertam, algo que parece cada vez mais difícil encontrar atualmente.

    ResponderExcluir
  30. PK,gostei mesmo foi das fotos,principalmente das miniaturas ,ficou shoW!!!Os carros mesmo eu dispenso,é só olhar por baixo que me dá nauseas,hahaha,mas kct,na tua casa não teve carro que prestasse?Hehehehe,NSI,it´s a joke,abraços!

    ResponderExcluir
  31. Lindo de mais os carros PK, meu sonho é ter um Camaro 69 e correr em Interlagos, quem sabe daqui uns 20 anos?

    Parabéns!

    Vander Luis

    ResponderExcluir
  32. Meu coração é Chevrolet, mas ultimamente minha preferência tem sido pelo Mustang, tudo pelo Camaro (que continua fantástico), ter virado carro de “moda”.

    ResponderExcluir
  33. Mas pelo menos atualmente o Camaro consegue colocar a cavalaria no chão,o Mustang nem sempre....

    ResponderExcluir
  34. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  35. Tem uns preparadores americano de Mustangs como a Roush que tem kits de suspensão traseira independente até para os mais antigos. E sobre isso parece que alinha 2013 já estão vindo de fábrica.

    ResponderExcluir
  36. PK, lindas suas fotos.
    Esses possantes são de apaixonar mesmo. Os Mustang são muito sexy, em sua maioria.
    Dá uma olhadinha aqui: http://instagr.am/p/HhJUZBSGjW/ e aqui http://instagr.am/p/Hhw72USGqU/
    Esse é meu novo passatempo, fotos de celular.
    Abraços,
    Eduardo Zanetti

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eduardo,

      Muito bacanas! Eu também estou no instgram, mas uso o iPod ou minha Nikon. Logo mais te adiciono lá.

      Esse programinha é viciante!

      Abraço

      Excluir
    2. Já te sigo no Instagram tem um tempinho. Suas fotos são ótimas. O tema delas é perfeito, carros.

      Excluir
  37. Entre Mustang e Camaro, fico com o Mustang, mas prefiro os antigos.
    Ah, e eu também comecei a dirigir num Monza.

    ResponderExcluir

O Ae mudou de casa! Todos os posts do blog foram migrados para o site. Por favor busque por este post no site e deixe o seu comentário lá.
Um abraço!
www.autoentusiastas.com.br

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...