Google+

4 de julho de 2012

A HORA E A VEZ DO CARRO USADO

 
Redução de IPI e de taxa de juros para estimular o aquecimento da venda de carros novos e desafogar os pátios dos fabricantes. Hoje o consumidor que busca seu carro 0-km tem uma infinidade de opções, a disputa pelo cliente está acirrada. Descontos, promoções, feirões, taxa zero do fabricante para financiamento e mesmo os bancos estão ajudando, com taxas atraentes a partir de 0,75% ao mês para financiar um carro novo. Ok, tudo isto é ótimo. Mas, o que fazer com o carro usado?

Semana passada meu gerente do banco ligou oferecendo dinheiro a 0,75% ao mês para trocar de carro. Particularmente, sou totalmente contra pagar juros, acho um dinheiro jogado fora, queimado, sem retorno algum, apenas para satisfazer aquela pressa de criança que muitos de nós temos de querer o brinquedo novo agora e de não termos que esperar até o Natal. Paga-se 15 mil em “suaves prestações” para se ter 10 mil agora, nesta brincadeira 5 mil são simplesmente queimados em juros, tudo por não saber esperar e nem ter paciência de juntar dinheiro. O banco agradece. 


Voltando ao meu gerente, já de olho neste post, disse que estava pensando sim em trocar de carro, só que não queria um 0-km, mas um usado mais novo do que o meu. Aí ele falou: “Ah, mas essa taxa de 0,75 é só para carro novo, para usado é 1,75%”.

Nenhuma ação vem sem uma reação correspondente. A queda de preço do novo e as facilidades de financiamento só para carros 0-km se fizeram sentir nos usados, o mercado sentiu o baque. E muito. Estive neste final de semana na tradicional Feira do Orca, que acontece aqui em Brasília todo domingo no estacionamento do Colégio Leonardo da Vinci de Taguatinga, próximo ao Taguatinga Shopping. Fui em dois domingos seguidos nesta feira, para tentar vender o Fiesta 2006 da minha esposa (estamos trocando em um Siena 2008 da mãe de um amigo meu, com apenas 30.000 km), dias 24 de junho e 1º de julho. O que vi lá foi assustador.

No primeiro domingo, fiquei ao lado de um Monza 93 “completo com ar e direção” e de um Siena Fire 2010 “completo de tudo, impecável, único dono”. O Monza foi vendido por 6 mil reais (o dono pedia 7 mil inicialmente), o Siena não foi vendido naquele dia. O papo com o dono do Siena, um negociante de carros, foi revelador. Ele pedia 21.900 no carro, mas entregava por 21 mil. (25.259 de tabela Fipe, em junho). Disse que tinha fechado por 23.900 (financiado) uma semana antes, mas o cliente foi à concessionária cotar um 0-km e a parcela do 0-km ficava muito próxima da parcela do usado e o cliente acabou preferindo o 0-km (quem não preferiria?). Coisas da diferença da taxa de juros.




Andando pela feira, vi muitas ofertas tentadoras. Só para dar exemplos, vi Fusion 2007 com 90.000 km, que na Fipe “valia” 40 mil, por R$ 33.900 (dá vontade de chorar ao pensar que paguei 45 mil no meu 2008 dez meses atrás...). Focus 2009 2-litros automático, R$ 41.170 de Fipe, por R$ 34.900. E o Focus estava um brinco, tinha apenas 26.000 km. Uma moça com o noivo tentava vender seu Clio 1,6 litro Privilège completo com airbags e tudo mais por 16,5 mil reais (Fipe, 21.300). Na saída, quando estava indo embora, vi um particular vendendo um Fiesta 2009 1,6 litro (25.800 de Fipe) por 23 mil, mas na conversa ele disse que baixava para 21,5 mil. Carro realmente inteiro, com 28.000 km. Disse que estava trocando de carro e que na concessionária deram 20 mil, ele queria ver se pegava um pouco mais na feira.


Domingo passado, nova visita. Fiquei ao lado de um Classic 2008 pelado e da barraca de pastéis. O Classic, que na Fipe “vale” 19,6 mil, saía por 16 mil e foi arrematado por 15 mil. Este mesmo carro, 0-km, pode ser achado por 23 mil. Mais uma andada pela feira e mais ofertas. Vectra Elegance 2006 por 27 mil (31 mil de Fipe). Mille Economy 2010 2p “pelado”, 18.100 de Fipe, o dono pedia 14.100 e não vendeu. Procurando, acha-se este Mille 0-km por 20 mil reais.
Olhando os preços na internet, vê-se que ainda estão pedindo mais alto do que o mercado está pagando. Um negociante me confirmou isso: Disse que na internet eles pedem 3 mil a mais, por causa da dor de cabeça de atender gente de outros estados. E que não saem muitos negócios dali, o grosso mesmo vem da feira, mas aí o preço é menor.

Muita gente de Minas Gerais vem buscar carro em Brasília, pois crêem que os carros da capital federal tendem a ser mais bem tratados, uma vez que só rodam em asfalto bom e Brasília está a pelo menos 900 quilômetros de distância da maresia mais próxima. Além disso, crêem que o clima seco favorece a conservação da pintura. Realmente, não me lembro de ter visto carros com problemas de corrosão na feira.


Enfim, para quem fez a lição de casa e juntou dinheiro para trocar de carro, a hora é de se considerar a compra de um carro seminovo. Com a grande queda do mercado de usados, quem tem dinheiro na mão consegue comprar um ótimo seminovo com um grande desconto se tiver paciência de procurar. Pelo preço de um Cobalt LS, com motor de 1,4 litro, que nem vidros com acionamento elétrico tem (36 mil, que é o que se consegue no mercado com os descontos), pode-se sair num Focus 2 litros automático com três anos de uso, com todos os mimos impensáveis no Cobalt, carro que 0-km custaria 56 mil reais.

Mesmo quem tem apenas 15 mil na mão e está pensado em financiar os 8 mil que faltam para comprar seu Classic 0-km, pode aproveitar o bom momento em que a diferença de preço para o usado está muito grande e comprar a vista um Classic 2008, podendo, sem dívida nenhuma, em vez de pagar uma parcela com juros, juntar dinheiro para mais para frente poder trocar este carro por outro mais novo.




Vale sempre lembrar que a compra de um carro usado tem seus riscos, que para se prevenir de futuros dissabores você deve avaliar o "candidato" a seu carro com muito cuidado, para verificar se ele não tem problemas mecânicos que podem ter sido mascarados pelo vendedor, se não sofreu acidentes graves que possam ter comprometido sua estrutura, se não tem nenhum problema de documentação. Estes cuidados são indispensáveis para não se meter em "fria" com um carro usado. Eu sempre compro meus carros usados, sempre tive estes cuidados e nunca tive problemas com isso. Prudência e caldo de galinha não fazem mal a ninguém.

Mas fique atento: O usado só está valendo a pena para quem vai pagar tudo a vista ou financiar uma parte bem pequena. Se precisar financiar muita coisa, as taxas para o usado ainda são muito elevadas e encarecem bastante o preço final dele. Em financiamentos longos, a diferença nas taxas de juros pode fazer com que você acabe pagando pelo usado quase o preço do 0-km, aí o usado se torna um péssimo negócio. Se a diferença for pequena, fique com o 0-km, que sempre é melhor opção. A regra sempre é pesquisar todas as opções possíveis e fazer as contas com frieza, sempre sendo racional e avaliando qual é o carro que cabe no seu bolso. Foque sempre primeiro no quanto você PODE, não apenas no carro que você QUER.


Nunca se esqueça que o carro custa muito além da parcela dele: IPVA, seguro, manutenção, estacionamento, combustível etc, é tudo por fora. Não basta saber se a parcela cabe no bolso, tem que ver se todo o resto cabe também.


CMF




224 comentários:

  1. Rafael Ribeiro04/07/12 12:11

    Faz tempo que só compro usados, sempre com pouco uso comprovado e/ou de pessoas conhecidas, justamente por preferir um carro mais completo do que um básico zero.

    Agora então, o momento é mais propício ainda...

    ResponderExcluir
  2. Gustavo Cristofolini04/07/12 12:23

    "Paga-se 15 mil em “suaves prestações” para se ter 10 mil agora..."

    Eu completaria assim ... que valerão 5 mil quando quitar o financiamento.

    Definitivamente financiamento não vale a pena. 0,75% ao mes?? Ainda está caro.

    ResponderExcluir
  3. Sr. Farjoum,

    Também prefiro usados, principalmente com 10 anos ou mais. Pelo fator econômico e por gostar da busca em feiras e outros locais.

    Atenciosamente,

    Mibson Lopes Fuly.

    ResponderExcluir
  4. Nada melhor que um 0 Km para massagear o ego da massa..

    Bacana seu artigo CMF, veio em ótima hora !

    Você faz suas compas diretamente com o proprietário ?
    Tens alguma dica adicional caso o veículo seja comprado de concessionárias ou garagens ?

    T+ !

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu olho mais para o carro do que para quem o está vendendo. Claro que prefiro negociar diretamente com particular para não pagar o "preço loja", pois o lojista vai sempre pedir o máximo pelo carro que ele tem em mãos. Mas, ainda assim, sempre é bom olhar com cuidado e não limitar as opções de escolha. Se achar carro único dono, pouco rodado, com todas as revisões feitas em concessionária e muito bem cuidado na mão de um lojista, por um preço que você pode pegar, por que não comprar?

      Excluir
    2. Beleza, obrigado ! =)

      Excluir
  5. Agora acredito que valha a pena comprar um usado, de procedência (amigos e conhecidos) e com no máximo 5 anos.

    Retiro aqui os clássicos para reformar, é outra história.

    Carros usados com 3 anos de uso e 2 mil a menos que zero? Nunca.

    ResponderExcluir
  6. O momento é ótimo para quem tem algum dinheiro guardado e procura o primeiro carro. Pois quem depende de ver o seu para comprar outro, tem o seu carro desvalorizado da mesma forma.

    Meu Omega, pelo qual já recebi proposta de 19k, tem sido vendido nos sites que espio eventualmente por até 13k. Por meio de fotografia, não consigo avaliar se estão no mesmo estado de conservação, mas, eu não aceitaria entregar o meu carro por um valor tão baixo para comprar um outro modelo.

    Acho que os que já possuem seu bom automóvel, deve permanecer com ele.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tem este lado também, quem vai vender um carro pra comprar outro, vai comprar barato, mas também vai ter que vender barato o seu atual. Mas, pelo que vi, a queda foi proporcional, então o que se tem que colocar "em cima" para pegar o outro diminuiu também. E de qualquer forma ficou mais distante do 0-km. Eu *chuto* que se o 0-km caiu 10% em média, os usados caíram em torno de 20% em média.

      Excluir
    2. Na região onde moro, os preços dos carros usados nas revendas continuam o mesmo, mas se você for até lá para trocar pelo teu, aí eles, na maior cara de pau, descontam uns 20%.
      Por isso eu penso que o ideal é comprar carro novo, cuidar bem dele, e usá-lo pelo menos uns 7 ou 8 anos.
      O ruim de ficar muito tempo com o mesmo carro, é que enjoa, mas mesmo assim acho que vale a pena.
      E tem mais: Meu próximo carro será simples, deverá ter motor de 1,6 litros, ar e dh. Mais nada!

      Excluir
    3. Por melhor que esteja seu Omega, já é um carro de 15 anos. Tirando colecionadores, é ilusão achar que vão continuar dando 19 mil nele

      Excluir
    4. Claro. Mas acho também que os carros atingem um certo patamar de desvalorização que, dali não piora.

      É claro, respeitado o estado de conservação, que, em casos de carros mais velhos, como o meu caso, é o que resta avaliar.

      Acredito na existência de público específico para comprar esse tipo de automóvel, afinal, não é qualquer maluco que está disposto a manter a sede de gasolina de um 4,1 litros (hehehe).

      Eventualmente penso em trocar meu carro em um Vectra 2003/2005 ou em um outro Omega, australiano, mas ao verificar situações como essa, a vontade acaba passando rapidinho....

      Excluir
    5. Raphael belo carro , um brinquedão , mantenho o mesmo e aproveite um carro de verdade e não um novo sem personalidade.
      Tenho uma 147 , que não vendo de jeito nenhum

      Excluir
    6. Edu 147, o seu tem personalidade só por ser velho? Conversa mole

      Raphael, o problema de não baixar depois de um certo patamar é que isso geralmente ocorre quando o carro já vale uns 10 mil. Valendo perto de 20 acaba caindo mais ainda com o tempo, já que 20 hoje é o preço de um zero e somente um carro muito especial com essa idade ainda valeria tudo isso

      Excluir
    7. É preciso lembrar que existe uma grande diferença entre carro velho e carro antigo.
      Como o Raphael falou, em carros com mais idade o estado geral pesa muito e, na minha opinião, pode fazer muita diferença no preço de tabela.
      Tenho um amigo que tem uma Parati GLS 94 completa que está linda, com umas rodas diamantadas, mas na medida de aro e pneu originais, ele não é de "dá pau" no carro, a mecânica está impecável, funciona tudo como um relógio suíço e ele tem tudo anotadinho em planilha. A FIPE desse carro está em R$12500,00, mas ele não vende por menos que R$16000,00. E quer saber? Eu acho q vale!!

      Excluir
    8. Isso aí, funciona tudo! É o melhor pra quem tem um carro antigo na garagem: Saber que todo detalhe de fábrica funciona. Meu Omega funciona tudo, até os sensores de desgaste de pastilha que todo mundo "jampeia" por achar desnecessário.

      Existem vários carros assim, com o mesmo proprietário há muito anos. Eles só deixam a garagem por iniciativa do proprietário se este já estiver outra jóia em vista, e não entrega o seu brinquedo por preço de tabela.

      Tabela você discute na feira de usados.

      Excluir
    9. Verdade, carros com muita idade em estado muito diferente da média não seguem muito a tabela. Tem que discutir com o comprador um valor que pode ser bem acima ou bem abaixo, mas no caso de ser muito acima o carro pode ficar limitado a colecionadores

      Excluir
    10. Raphael Hagi,

      Permita que eu te conte que o Omega 4.1 funciona muito bem no gás de cozinha.

      Excluir
    11. NOSSA!!!! Eu me sentiria "muito seguro" andando em um carro com um botijão de gás na mala.

      Excluir
    12. Anônimo 06/12/12 09:17
      Só para informação, não há nenhum problema com o "gás de botijão", que é o gás liquefeito de petróleo (GLP) permitido em alguns países, entre eles a Itália. O problema é a adaptação feita de qualquer maneira, sem técnica, em que um vazamento tem graves conseqüências, pois o GLP se dispersa no ar bem menos que o GNV (gás natural veicular). Fora que as pessoas não sabem que o botijão residencial agüenta pressão de 30 bar e tentam colocar gás natural nele, gás que é pressurizado a 200 bar. O botijão se abre em pedaços e destrói carro, instalação do posto e, não raro, mata que está por perto. No Brasil é proibido para automóveis não por questão de segurança, mas por ser o GLP subsidiado pelo governo, uma vez que é o gás de cozinha de grande parte das residências. Na indústria, é comum se ver empilhadeiras movidas a GLP, que emitem bem menos monóxido de carbono, importante por trabalharem am ambiente fechado.

      Excluir
    13. vc tem razão bob,na minha cidade aconteceu um acidente de gravidade mediana em relação ao impacto,mas pelo fato de o dono da carro,uma vw brasília, se não me engano 78 estar com um botijão no carro,houve um explosão o vitimando e mais dois taxistas q estavam próximos,oq acontece é o sistema precário instalado,q se torna frágil, facilitante explosões

      Excluir
  7. Também sou de Brasília,semana passada passei em frente a uma css citroen e na porta tinha um c4 pallas 2010 por R$42.000 o carro está impecavel e ao passar ontem já estava por R$ 35,000 o preço de fiat uno pelado,por isso acho besteira comprar carro e se endividar por 5-7 anos para dizer que têm um 0 Km na garagem.

    ResponderExcluir
  8. o querer e o poder...

    ResponderExcluir
  9. Enfim o Brasil vai entrando no ritmo do mercado internacional, onde os usados têm violenta depreciação e acabam valendo muito pouco.
    Sobre os riscos de se comprar um usado, existe, de um certo tempo pra cá, o problema do bloqueio judicial. Se o antigo proprietário tiver pendências na justiça trabalhista(exemplo), mesmo se o carro já estiver transferido para o atual proprietário, pode ocorrer o bloqueio judicial do bem. Aí, amigão, prepare a grana do advogado e ainda corra o risco de, um belo dia, dar de cara com o Oficial de Justiça na sua porta.
    Sob o lado material, nós nunca sabemos como o antigo dono usou o carro, ou seja, mesmo com baixa quilometragem, podem haver problemas e desgastes ocultos que só virão à tona no futuro.
    Por isso, vou de Zero KM, nem que seja pé-de-bode, Mille 2 portas SPN,ou seja lá o que for.

    ANÔNIMO SEM NOME

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bem lembrado. Antes de comprar ideal é tirar certidões no forum trabalhista da cidade de domicilio do vendedor e guardar por 24 meses.É baratinho e dá tranquilidade.

      Excluir
  10. pagaram na troca de um vectra elegance 2008 por um cruze, 26.000,00 na ccs!

    e o seguro,ipva quando vai cair?

    ResponderExcluir
  11. Respeito as opiniões, mas hoje em dia não me aventuro a comprar carro usado. Na última vez que tentei (2001), o usado 99 ou 00 ficava uns 3 mil reais a menos do que o novo (algo em torno de 10% a menos que o novo).

    Quanto aos juros, se forem até 1% ao mês valem a pena. É mais ou menos a desvalorização mensal dos carros, sem contar os gastos de manutenção, inevitáveis para carros fora da garantia. Ih, acho que falei uma heresia...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Heresia por que? Cada um pode expressar sua opinião, seja ela qual for, desde que o faça com respeito pelos demais leitores. É a sua opinião, você tem todo o direito de tê-la e de expressá-la.

      No mais, eu diria que todo carro dá manutenção, independente de garantia. Claro que os custos de manutenção tendem a crescer com o tempo, com o maior número de peças que vão apresentando desgaste.

      Porém, não confunda manutenção, que é a troca dos itens necessitam ser substituídos por terem sofrido desgaste natural com o uso, com garantia, que é a troca dos componentes que necessitam ser substituídos por apresentarem defeito de fabricação. Exemplo: Trocar pastilhas de freio que gastaram aos 30.000 km é manutenção, ela cumpriu sua vida útil, trocar um cabeçote porque quebrou a corrente do comando nesta quilometragem é garantia, uma corrente não deveria durar tão pouco, se quebrou com esta km é por defeito de fabricação.

      Excluir
  12. AutoEntusiasta cansado da luta04/07/12 13:07

    Ótimo texto.
    A meu ver a tendência é o usado valer cada vez menos, como é, aliás, na maioria dos mercados ditos maduros.
    Azar de quem compra carro pensando na revenda, que vai "perder dinheiro" do mesmo jeito, mas ficou com um carro que não queria, sem acessórios que desejava e numa cor que não lhe agrada.

    ResponderExcluir
  13. Tem época que essa feira enche tanto que tem carro atrás do Extra e Carrefour.

    ResponderExcluir
  14. Belíssimo texto parabéns !onde é que eu assino?,no mais só compro carro usado pois ,um carro quando sai da loja desvaloriza o preço na hora, e não vem com essa de o meu carro não ,porque você pode até pedir o preço quando for vender mas ninguém vai paga-lo ,só se encontrar um doido qualquer que pague ,pagar a mais só para dizer que comprou zero km ,ou que é o primeiro a usa-lo não acho muito inteligente .
    abrcs ,Fabio .

    ResponderExcluir
  15. Faz tempo que compro apenas usados mais completos, não vale a pena comprar um zero pelado que vai desvalorizar assim que sair da concessionaria.

    ResponderExcluir
  16. É o mercado se regulando. O usado no Brasil sempre foi muito caro.

    ResponderExcluir
  17. Não me endivido para comprar carro 0km, sempre quitei no ato, e sempre sabendo que com o mesmo dinheiro, poderia levar um carro mais sofisticado com 2 ou 3 anos, mas usado com até 5 anos, só se eu conhecesse muito bem o dono, e o histórico do veículo. Evidentemente que no caso de um carro mais antigo, fica mais difícil pegar das mãos do primeiro dono, e conhecer o histórico. Por acaso, as pessoas de quem eu compraria um usado de olhos fechados, moram aí em Brasília, he, he!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ernesto Jr04/07/12 14:30

      Ué , porque comprar dos brasilienses ?

      Excluir
    2. Não é para comprar de brasilienses. Eu apenas disse que as pessoas que conheço de quem compraria um usado sem nem ver o carro antes, são de Brasília, he, he!

      Excluir
    3. Gustavo Cristofolini04/07/12 16:23

      Recentemente comprei um Omega Suprema 3.0 de um ex-colega de faculdade. Ele ficou com o carro durante 9 anos e quando peguei o carro com ele, ele trouxe um saco cheio de notas, papeis e recibos do que ele fez no carro. Achei interessantíssimo, pois pude acompanhar o que ele havia feito ou trocado. Evitou de eu trocar coisas que ele havia recentemente trocado.

      Excluir
    4. Isso é o correto e seria bom que todos o fizessem.
      Guardo todas as NF's do meu carro e da minha esposa.
      Além disso tenho uma planilha, onde lanço as despesas (peças, valor, data, km). Assim acompanho o tempo/km que durou determinada peça/serviço, além do custo mensal/anual da manutenção.
      Vendi um Astra 2006 com este histórico e o comprador ficou de boca aberta com o cuidado/detalhamento.

      Moy

      Excluir
    5. Também faço isso, chamo de diario de bordo, além das notas fiscais, na "planilha" eu especifico marca da peça trocada, preço, data,e quilometragem. Fica muito facil consultar e saber por exemplo quando devo trocar as velas ou o aditivo do radiador. Sem falar na hora da venda para ilustrar uma conversa e provar o que se diz.

      Excluir
    6. Mr. Car
      Quem não te conhece que te compre
      Vc quer pagar de bom moco pois e canditato a se casar com a filha do Augustine
      So que seu futuro sogro cai matando em carro americano banheira Que vc adora
      E assim começa mal, se eu fosse padre não faria o casamento

      Excluir
    7. O Mister Roda-Presa tem amigos em Brasília. Devem ser todos ladrões e corruptos, por isso tem carro novo comprados com dinheiro sujo.

      Que vergonha!! Eu prefiro ter um carro feio, rodado e queimando óleo, mas comprado honestamente....

      Excluir
    8. É ISSO AÍ MISTER TURBO! FAÇA COMO O BOX666!

      Excluir
    9. Criança detectada se metendo em conversa de adultos, he, he!

      Excluir
  18. Mr.Car = Bom Menino.

    ResponderExcluir
  19. Nós brasileiro ainda vemos carro como investimento, mas carro é usufruto. Quanto mais baratos e acessíveis os 0km, maior e mais rápida será a desvalorização. Pra transporte ou lazer (ou prazer), só ganha dinheiro com carro quem trabalha comprando e vendendo carro. Não temos nem controle sobre o quanto ele vai desvalorizar. O lance é cuidar bem e ter paciência na hora da troca.

    Na minha família, sempre deixamos o usado na CSS e saíamos de 0km sem pensar duas vezes ou fazer muita conta. De uns anos pra cá eu deixei de comprar 0km, mas só pego usado "filé" com no máximo 10 mil km. Vendo com 40-50 mil km ainda em excelente estado e sempre pra conhecidos, que sabem como eu cuido dos meus carros (impecáveis por dentro e por fora). Nunca precisei nem anunciar. A desvalorização é menor, mas inevitável. Faz parte.

    Como curto mecânica, sei o que procurar e como avaliar. Junta isso com um pouco de sorte e paciência de procurar bem e só ando de carros bons, completos, modernos por bem menos do que um 0km. Atualmente estou com um A3 Sportback 2011 que peguei com 6 mil km e está com 15 mil. Meu antigo A3 peguei com 10 mil e vendi com 36 mil. Nunca tive problema de nenhum tipo com meus usados, só manutenção de rotina.

    O resultado é que hj eu ajudo meus irmãos, meu sogro, meu sócio, meus amigos e um monte de gente que sempre pegou 0km a achar seu usado dos sonhos. Quem pode ou não tem paciência nem conhecimento deve pegar zero. Mas o pessoal percebeu que depois de 2 meses, carro zero ou usado é a mesma coisa.

    ResponderExcluir
  20. A meu ver carro usado bom pra se comprar é de médio pra cima, porque a desvalorização é brutal no primeiro, segundo ano e geralmente o "tiozão" chega na concessionária com a chave numa mão e o cheque na outra e manda pra revisão. Agora carro pequeno com 3, 4, 5 anos de uso pode ter tido uma vida bem dura a gasolina e óleo somente e com uma desvalorização muito menor, que não o afasta tanto do preço do zero quilômetro. Lógico que não podemos generalizar, mas a chance de acontecer é muito maior.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Como você bem disse, não se pode generalizar. Também tem "tiozão" que não cuida do carro, simplesmente por saber que pode trocar por um 0Km a hora que der na telha, e sem nem se preocupar com uma desvalorização até mais acentuada que a normal para aquele carro.

      Excluir
    2. Sem falar que um carro médio é muito mais bem feito que um popular. Se submeter os dois à mesma condição de uso, verá que o popular desmancha-se com facilidade enquanto o médio mantém-se respeitável.

      Excluir
  21. Filipe_GTS04/07/12 14:41

    Muita calma nessa hora.

    1) Um velho amigo da minha família trocou sua S10 Executive diesel ano 2005 numa S10 LTZ diesel 0-km, recentemente. A velha 2005 contava com 280.000km (duzentos e oitenta mil quilômetros rodados), em estradas de chão do interior e GO MT DF e SP, sem dó nem piedade.
    Ocorre que o carro estava bem cuidado, aparentava menos quilometragem, nunca foi batido, etc. O que a CONCESSIONÁRIA GM fez? Poliu, mandou limpar minuciosamente interior, motor, por baixo, por fora, por cima, ou seja, deram uma "geral" e baixaram a km pra 70.000, dizendo que o carro era de um senhor que não usava muito e blá blá blá. Venderam em 15 dias. Portanto, quilometragem é balela, tem realmente de conhecer a procedência do carro.
    2) Ninguém compra carro zero pra deixar na garagem, mas, quando se conhece a procedência, os cuidados, o histórico (carro batido NÃO presta, porque os funileiros no geral não fazem serviços satisfatórios - motor retificado, no geral, NÃO presta também) é um excelente negócio. Já tive carros com 12mil km, 20mil km, 45mil km, todos em bom estado. Uma vez comprei um VW com 250.000km, sabendo que o motor estava moído, era outra situação, um carro pra reformar.
    3) Pagar juro de carro zero é burrice, quando se tem dinheiro suficiente pra comprar um usado tão bom quanto. Comprar um Celta, Ka, Uno, etc, zero-km financiados, é coisa de quem não tem condições realmente, mas financiar um Veloster, i30, Civic, Hilux, etc, em 60x, é burrice mesmo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Isso de quilometragem adulterada acontece muito. O interessado, para ter certeza, teria que procurar descobrir o dono anterior e "entrevistá-lo". Normalmente, nem é necessário isso, o desgaste apresentado e/ou evidência de substituição de vários itens do carro denunciam quilometragem falsa. Dá também para acessar a quilometragem real na ECU (não em todos os modelos).

      Excluir
    2. Em 1996, troquei uma Parati 93 com 85.000 km rodados em uma css da GM.
      No dia seguinte, ela foi vendida como se tivesse 25.000 km.

      Excluir
    3. Veloster, mesmo que não financiado não é uma compra lá muito inteligente...

      Excluir
    4. Existem várias formas para se aferir se um carro teve o odômetro adulterado.

      Uma dica: Um jogo de pneus dura pelo menos 40.000 km. Por isso, um carro anunciado como tendo km menor que isso com "pneus novos" tem grandes chances de ter tido a km adulterada. E pneus sempre marcada a data de fabricação, dá para saber se são os originais do carro ou não. Por exemplo, um carro 2008 com supostos "apenas 30.000 km" que tem pneus meia vida fabricados em 2010, com certeza já passou dos 60.000 km.

      Estou com idéia de fazer um post com várias destas dicas para não levar gato por lebre ao comprar um usado.

      Excluir
    5. Já estou no aguardo CMF.

      Excluir
    6. o outro lado da moeda é que não adianta nada se o carro está, por exemplo, com 20k km rodados e uns cinco ou seis anos de fabricação com pneus originais. Os pneus terão que ser substituídos logo logo já que após uns cinco anos já não estão tão aptos a serem usados.

      Excluir
    7. Essa dica dos pneus é boa no caso de carros com até uns 60 ou 80 mil KM. Dá para confirmar pelo estepe também

      Mas como disseram, pneu velho é sinal de substituição em breve. A borracha fica seca e mesmo ainda pouco usados o carro perde estabilidade e em pouco tempo come os pneus

      Excluir
    8. O que recomendo é que puxe o renavam do carro no checkauto,ai dá para descobrir se a kilometragem foi adulterada ou não,além de várias outra informações,como batidas,se já foi de leilão,etc,etc...

      Excluir
    9. Filipe GTS

      As vezes mais vale um gosto que o bolso. E os bancos agradecem.

      Excluir
    10. Meu filho existem compradores espertos e manés ,quando fui comprar meu carro acha que não sabia que lavariam o motor para disfarçar vazamentos de óleo e outras táticas de maquiagem possíveis ,o que você deve fazer é um trabalho investigativo ,leve um mecânico se possível ,já vi casos de carros 0 km sairem com problemas disfarçados,se for mané e ficar olhando quilometragem e ouvindo conversa de vendedor ,vai se dar mal nesmo ,não adianta carro novo ou usado tem que ter é olho vivo para não ser passado para trás. abrcs, Fabio .

      Excluir
    11. "Anônimo05/07/12 09:56
      (...) já vi casos de carros 0 km sairem com problemas disfarçados"
      Vide a história contada num comentário em algum lugar aqui mesmo no AE, de uma CSS Toyota que vendeu um Corolla zero (a preço de zero) que teve o teto trocado (!) pq um operário deixou cair uma ferramenta sobre ele na garagem onde o carro estava guardado.

      Excluir
    12. Anônimo05/07/12 10:40,mais um relato de descaso com o consumidor ,antigamente acredito que existia também ,mas hoje em dia tá demais esse tipo de coisa ,acredito que aquela máxima de carro novo ,garantia de tranquilidade acabou ,vide os recalls que acontecem a todo tempo ,aquele abraço ! Fabio.

      Excluir
    13. Quilometragem não tem importância alguma. Afinal, o que é pior: rodar 200.000 km no asfalto com suavidade e realizando a manutenção em dia ou 20.000 km em estradas de terra com brutalidade e selvageria e esquecendo-se de trocar o óleo ou mesmo de lavar o veículo?

      Excluir
  22. Faz sentido, bastante coerente. Tenho visto carros "mil" com poucos anos de uso e bem detonadinhos, enquanto que os de segmentos superiores, mesmo sendo mais velhos, tenho visto bem inteiros.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ops, comentário acima foi para o VAMODOIDO04/07/12 14:31. Hehe..

      Excluir
  23. É de conhecimento geral que financiar um bem é dar dinheiro para os bancos só para poder ter agora o que você poderia comprar a vista no futuro, no entanto, a torneira do crédito é o acelerador do mercado. Fecha-se a torneira, e o comércio definha. Abre-se a torneira e o mercado "bomba". Enfim, todos sabem que é mau negócio, mas poucos resistem a "entrar no carnê"...

    ResponderExcluir
  24. Eu prefiro comprar um 0km,se não tiver todo o dinheiro faço um financiamento a taxas razoáveis , que vai rodar por muito tempo sem me dar dor de cabeça, ao invés de comprar usado maquiado com km adulterada.
    Pelo menos eu sei que naquele carro ninguem peidou, suou, vomitou, e nem que ele foi malhado, surrado, moído em estradas ruins (o problema vem com o tempo) e, finalmente, não terá pendências judiciais, como alertou o amigo aí em cima.
    Usado só se for raridade, como por exemplo, o Fiat Coupé que estou de olho!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vai rodar muito tempo, igual os gol/fox vht que fundiram o motor com poucos kilometros.
      obs; tenho um vw na garagem .
      abrcs ,Fabio !

      Excluir
    2. BMW com recall recente ,gol ,fox,voyage motor fundindo ,focus novo enferrujado ,novo uno e ka entrando agua ,honda civic recall da bomba d´agua,agile problemas luz injeção ,pois é muita tranquilidade ...
      abrcs ,Fabio .

      Excluir
    3. Que groselha. Seu motor fundiu, e aí? Ficou no prejuízo ou a VW cobriu em garantia com peças originais? Agora vai ver como é num lojista, se o cara cobrir o prejuízo vai ser depois de muita discussão quase sempre e também quase sempre na retífica mais barata possível e usando qualquer peça

      Defeito o novo e o usado tem, a diferença é a garantia e a quantidade de problemas

      Excluir
    4. Anônimo05/07/12 19:41"defeito o novo e o usado tem, a diferença é a garantia e a quantidade de problemas", cara você não viu o caso de um cara com um omega que ficou brigando mais de dez anos com a gm por causa de um problema e um outro que fez um blog "meu focus quebra ",e outra coisa ,você voltar a concessionaria por que a maçaneta quebrou tudo bem ,mas porque o motor fundiu? ,acho que você esta em outra realidade ,não percebeu que a cada dia a qualidade do carro zero cai mais .
      Abrcs ,Fabio .

      Excluir
    5. Ok Fabio, a gente já entendeu que vc não gosta de carro zero ou que teve uma decepção com algum. Daí a querer dizer que quedas de qualidade que acontecem de vez em quando ou pegar algum caso isolado significam que usado dá a mesma tranquilidade que um novo é groselha

      Se fosse todo mundo que levou prejuizo grande com usado entrar na justiça esse Omega de 10 anos seria fichinha. Só que como lojista de usado costuma ser muito mais trambiqueiro que as fabricantes as pessoas simplesmente desistem, aí esses casos nem aparecem. E vai reclamar de coisas como maçaneta quebrada, banco rasgado e coisas do tipo ao comprar um usado. Pelo mesmo problema que o dono do Omega está esperando há 10 anos seria capaz dele nem conseguir entrar com o processo

      Excluir
    6. No caso dos vht da volks, conheço uma pessoa que teve o motor trocado por outro novo sem maiores burocracias. Providenciaram inclusive a mudança na documentação (o que não era mais do que obrigação deles tbem). Mas a pessoa ficou meio que desiludida com o carro...

      Mas nesse caso a fabricante (VW) reconheceu o erro. Quando a fabricante não reconhece o erro, o dono que se vire com a concessionária, que muitas vezes empurra com a barriga até a garantia acabar. Muitas vezes, se a fabrica não reconhece vícios de fabricação, e se a concessionária arrumar, depois não consegue ser ressarcida pela fabrica e aí ela é quem toma o prejuízo...

      Aí é que ocorrem esses casos de que o cara entra na justiça, reclama no twitter, faz blog...

      Mas o certo, de acordo com o CDC, é que se o produto apresentar algum defeito grave e não arrumem solução em 30 dias, o mesmo deve ser trocado por outro novo, mas nunca vi ninguém que tenha conseguido isso.

      Excluir
    7. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

      Excluir
    8. Lojas de usados realmente são uma lástima

      Excluir
    9. Anônimo06/07/12 10:24,Amigo só estou falando que carro 0 km não significa tranquilidade total em relação a um usado que ele só faltou chamar de lixo como o cara disse ,vendedor de carros novos também falam abobrinhas e não sabem informações técnicas dos seus carros ,só estou dizendo que carro novo ou usado não importa a qualidade vai variar ,e sim carro novo pode dar problema ,você pode ser o cara sorteado e ter este carro .
      Abrcs ,Fabio.

      Excluir
    10. Anônimo05/07/12 19:41 "Defeito o novo e o usado tem, a diferença é a garantia e a quantidade de problemas",a historia do gol/voyage com trincas no para-brisas ,vi um caso em que o primeiro para-brisas a concessionária pagou o segundo para-brisas trincado de novo, ela se recusou e o dono mesmo que pagou ,cade a garantia vei!

      Excluir
  25. CMF,

    Mas e aí? Quanto valia na tabela o Fiesta da sua esposa, e por quanto conseguiu vendê-lo?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ainda não vendi. Alguém quer comprar um Fiesta Sedan 2006 1-litro, ar-condicionado de fábrica, com 89.000 km, única dona? :-)

      Era 20000 de FIPE em junho, estava pedindo 16.900. Agora em julho está 19.250 de FIPE, estou pedindo os mesmos 16900, pro comprador chorar e deixar por 16 mil, mas mesmo assim está difícil. O máximo de proposta que surgiu foi 15500, mas a esposa achou pouco demais.

      Excluir
    2. Vc falou mal demais desse Fiesta, bem feito, agora não vende! (joke)

      Excluir
    3. Continuo achando o motor dele insuficiente pro peso do carro. Onde a Ford estava com a cabeça quando decidiu colocá-lo nele??? Fora esta questão, é um bom carro, espaçoso, firme, de manutenção barata. Teria outro Fiesta, só que 1,6 litro

      Por outro lado, é um ótimo carro para ser dado a um filho de 18 anos que acabou de tirar CNH, é a certeza de que ele não vai se meter a correr com o carro, ahahahah...

      Excluir
    4. Anuncie no site www.carrosnaweb.com.br

      Excluir
    5. Filipe_GTS04/07/12 20:04

      Os garagistas adoram a expressão "única dona".
      Se esse Fiesta caísse na mão dos malandros, a km, de forma mágica, seria de apenas 30.000km, ou menos.
      Um vizinho quer vender seu Jetta 2008 com 38.000km e pneus originais de fábrica (top de linha, pagou R$ 90mil na época) há 6 meses e ninguém dá os 50mil reais que ele pede... Já falei pro cara não vender, mas ele quer porque quer um Sorento.

      Excluir
    6. "Por outro lado, é um ótimo carro para ser dado a um filho de 18 anos que acabou de tirar CNH, é a certeza de que ele não vai se meter a correr com o carro, ahahahah..."

      Boa!!!! Pior que acho que os pais deveriam ter esse tipo de consciência mesmo...

      Excluir
    7. Esse carro chega facilmente a 150 km/h. Da pra fazer um bom estrago!

      Excluir
    8. Sair de um Jetta para um Sorento... há gosto pra tudo mesmo. O mercado agradece.

      Excluir
    9. "Anônimo04/07/12 20:05
      "Por outro lado, é um ótimo carro para ser dado a um filho de 18 anos que acabou de tirar CNH, é a certeza de que ele não vai se meter a correr com o carro, ahahahah..."

      Boa!!!! Pior que acho que os pais deveriam ter esse tipo de consciência mesmo..."

      Menos idade, melhor o aprendizado.
      Comecei a treinar num Chevrolet Biscayne 1959, 6 cilindros (Impala para frotistas) e tirei a CNH com um Fiat 147. Depois dirigia Darts, Opalas e Mavericks sem problema.
      Mas cada um tem a sua própria aptidão.
      Minha filha começou com Fiesta 1.0. Quando ela pegava meu Opala 4 cilindros era um desastre, por mais que tentasse.
      Já a irmã, dirige qualquer carro, desde Classic 1.0, Vectra, até L200.

      Excluir
    10. 15.500 tá bom demais para esse fiesta ,se fosse eu já tinha vendido ,não tem jeito é difícil conseguir preço melhor. o carro pode até valer mas não acha ninguém que pague.
      abrcs ,Fabio .

      Excluir
    11. Se meter Turbo vai andar mais que a sua Explorer GNV, ser mais espaçoso, menos gastão e ainda vai gastar o mesmo com manutenção, nem vamos falar daquelas coisas chamadas curvas, as Explorers não conhecem isso

      Excluir
    12. CMF, você mesmo respondeu a sua pergunta.
      Carro ideal para quem precisa de espaço e não está preocupado com potência.

      Excluir
  26. Sr. Farjoun,
    Primeiramente, parabéns pelo texto. Já que o assunto é carro usado e eu estou procurando meu primeiro carro para comprar, gostaria de umas dicas de bons modelos seminovos de até 25 mil reais que não tenha uma manutenção muito cara e que sejam bons para pegar a estrada. Se puder me responder, eu agradeço.
    Um abraço!
    Paulo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Toyota Corolla 2004! É muito melhor do que populares mais novos.

      Excluir
    2. Astra 140cv (mas não sei se está nessa faixa de preço), excelente custo/benefício, um trator de robustez.

      Excluir
    3. Era meu sonho de consumo, Astra, 2 portas, 2.0. Mas era sonho de consumo da bandidagenm também ... rsrsrsrs

      Excluir
    4. Opa! Peguei um desse semana passada! 2009/9 (pós março), motor 140 cv, prata, aro 16, 25000 km, unico dono, muito inteiro. Preço? 26300.
      Por outro lado, penei para vender uma Hornet. 11/11, azul, 5000 km, superinteira, unico dono também. Comprei zero por 30 e depois de mais de 2 meses tentando vender, foi embora por 25.

      Podem pegar a tabela fipe e fazer uma fogueira com ela! A FGV perdeu completamente a referência.

      Abraço!

      Lucas CRF

      Excluir
    5. O que tem a FGV a ver com isto? FIPE = Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas, pertencente à FEA-USP.

      Mas concordo que estão completamente sem noção do que acontece no mercado. Os carros estão sendo efetivamente vendidos 15% abaixo da tabela Fipe.

      Excluir
    6. Carlos Mauricio Farjoun05/07/12 12:51 ,ri muito agora ,mas pode ser que o Lucas crf explique sobre a FGV ,um abraço a todos os amigos autoentusiastas !
      Fabio .

      Excluir
    7. Explico, Farjoun e Fábio. Pura mancada. Estava com a FGV na cabeça e saiu essa besteira. Mas isso é motivo para rir muito, Fábio? putz...

      Abraço

      Lucas CRF

      Excluir
  27. Meu irmão ta com dificuldade também em vender um Corsinha GL 94 justamente por isso. Além do que tem cara que olha um carro como esse Corsa e espera que esteja em estado de 0km.

    ResponderExcluir
  28. Farjoun, beleza de materia. Abaixo aos zero km!!!!
    Apos varias planilhas de custo de um veiculo cheguei a uma conclusão: compre sempre o melhor custo x beneficio, delete as emoçoes!!!! Porque....
    Saibam todos, que em 35 meses qualquer carro zero quilometro custará o mesmo que foi desembolsado no momento da compra à vista, mesmo que não rode um quilometro durante este periodo e, cada um sabe o bolso que tem.
    Abraços

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Já que é para perder dinheiro, perca com algo que goste. Sem emoção no meio não se justifica sequer comprar uma casa

      Excluir
    2. Poxa, alguém conseguiu entender? parabéns!

      Excluir
    3. Seja lá o que for que o fusca95 andou fumando, eu quero também!

      Excluir
    4. Caros, continha simples (anual): 6% seguro + 14% depreciação + 9% perda financeira ($$$ aplicada) + 3% impostos + 1% manutenção obrigatoria (6 em 6 meses)= 33% do bem, independente do valor!!! faça isso continuamente e verá o abismo.

      Excluir
    5. Legal sua conta !é verdade ,você tem mesmo um fusca 95 ? meu amigo tem um verde metálico lindão !
      Abraço, Fabio .

      Excluir
    6. Essa conta tá meio pessimista. Seguro costuma ficar em 5%, depreciação em 10% ao ano já sendo pessimista (geralmente é 10 no primeiro ano e depois baixa). Na prática no lugar de ser 35 meses pode colocar uns 4 para 5 anos. Até aí, duvido que entre manutenção, desvalorização e impostos não se tenha perdido o mesmo num usado qualquer com 5 anos de uso. A diferença é que se perde um valor menor. Fora que ficar com um usado por 5 anos é quase impossível para a maioria das pessoas, tirando quem usa muito pouco o carro ou quem não tem condições de trocar. Com 10 anos de uso no total a maioria dos carros ou já está em estado muito ruim ou vai pedir manutenções muito caras que vão deixar essa conta mais salgada

      Ou seja, gaste no que for te agradar porque vai gastar do mesmo jeito

      Excluir
  29. Caro CMF,
    No final do ano passado eu fiz o caminho inverso do que todo mundo costuma fazer... Antes de olhar o usado e comparar o preço com um novo, peguei um anuncio de um carro zero que me pareceu uma boa pedida, mas era ano e modelo 2011, por isto um pouco mais barato e com taxa melhor. Confirmei este orçamento e fui atrás de outro carro, que consegui a mesma taxa.
    Com os dois orçamentos, fui em uma loja de usados, comprei um carro melhor, mais barato e consegui uma ótima redução nas taxas de juros. (A família cresceu e ficou difícil não cair nesta armadilha do financiamento).
    Acho que agora os preços devem estar ainda menores!

    ResponderExcluir
  30. Eu tive até hoje desde os meus 18 anos (hoje tenho 33), apenas um veículo 0km, e perdi muita grana com ele, sempre comprei meus carros à vista.. me satisfez muito os 03 anos que fiquei com ele, mas dei azar de comprá - lo em Setembro de 2007 e logo em seguida veio a crise de 2008..... tratava - se de um Polo 1.6 TF completinho... valia R$ 47000,00 na CSS, tirei por R$ 41000,00 da fábrica, na crise, a tabela caiu de R$ 41000,00 para R$ 34000,00......vendi o mesmo em 2010 ainda em estado de 0km por R$ 32000,00, sorte de quem comprou (vendi para um lojista de SC)... fiz um excelente negócio em um imóvel, mas isso não vêm ao caso.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Voce perdeu tanto quanto qualquer um que compra um zero

      Excluir
    2. Discordo, um veículo 0km perde em média 10% ao ano nos três primeiros anos, meu carro caiu de R$ 47.000,00 para R$ 34.000,00 em menos de 03 anos completos..

      Excluir
    3. Se voce não pagou 47, então não perdeu mais que a média. Fica difícil querer que os preços abaixem e ainda assim querer que seu usado valha o mesmo que o novo ou quase a mesma coisa. Se fosse para aplicar os 10% em cima de 47, no fim de 3 anos seu Polo valeria ainda mais que um Polo novo

      Excluir
  31. E com relação à veículos usados, quem conhece um pouco faz ótimos negócios, e quem não conhece, leve alguém que realmente conheça..... é só alegria...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Infelizmente achar quem realmente conheça e achar um carro realmente bom é difícil, a maioria acaba comprando só pela economia mesmo (alegria não tem muito)

      Excluir
    2. Concordo ,pagar caro num carro novo pelado podendo comprar um usado equipado impecável é melhor negocio ,e achar não é difícil porque tem sem pre alguém da turma do "mostrar que que posso trocar de carro todo ano por um novo " nem que seja financiado , vendendo seu carro abaixo do valor de tabela .abrcs ,Fabio.

      Excluir
  32. Marcelo Augusto04/07/12 18:13

    Melhor marca de carro que existe é o zero km. Carro usado pra quem é exigente não dá.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ou seja: jamais comprarei um carro usado do senhor.

      Excluir
    2. Filipe_GTS04/07/12 20:01

      Pois é, eu vendo meus carros usados pra quem quiser comprar, mas eu não compraria um carro usado por mim, isto é, já vendo quando estão começando a dar pau. Carro é pra usar sem "economizar", sem dó mesmo (das auto). Tudo bem que eu amo carros, mas são bens de consumo comuns, não seres vivos. Por isso penso que o melhor é o novo, só que um usadinho (de procedência) vai bem, ah, se vai.

      Excluir
    3. Filipe_GTS04/07/12 20:01 ,Vai vender a preço de banana ,ou achar algum mané que compre pelo preço que pedir ,não para mim a não ser que esteja em bom estado ,mas isso eu descubro, hehe...
      Fabio.

      Excluir
    4. Compre um gol g4 ,ou um mille e mostre que você é "exigente"...
      Fabio.

      Excluir
    5. Penso issoi tb. Mesmo realizando as manutenções em meu carro ao menor barulho que apareça, trocando seu óleo de 7500 em 7500, tomando os devidos cuidados com vagas apertadas para não levar arranhadas/portadas, e sempre limpando seu interior para permanecer novo, eu acho que não compraria um carro de mim. Uso sem dó tb!Além disso rodo muito, em torno de 2000km por mês. Todos os meus carros as pessoas falaram para que eu voltasse os km, pois segundo eles o carro estava muito novo. Não o fiz por motivos óbvios.

      Uso até chegar a época em que as manuteções começas a ser mais frequentes, e isso varia de carro para carro, num gol 16v que tive era em torno de 115 mil km, no polo foi em torno de 150 mil km.

      Penso da mesma forma que o Filipe, carro pra mim é um usadinho, meio novo, tipo até uns 3 anos de uso e com baixa km.

      Quando estava olhando o meu carro atual, com 3 anos de uso, e 23 mil km duvidei. Mas quando olhei seus pneus, seu interior, o radiador ainda limpo, até arrepiei.

      Excluir
    6. Daniel machado05/07/12 10:51, concordo com o que você disse ,usar sem dó mas fazer manutenção ,tem gente que vai trabalhar de ônibus em dia de chuva para não molhar o carro ,se foi isso que o Felipe quis dizer peço que ignorem meu comentário: Anônimo05/07/12 10:10 .Ah ! e eu compraria um carro meu ,minha manutenção é total e preventiva , não corretiva .abraço a todos os amigos !
      Fabio .

      Excluir
    7. Marcelo Augusto05/07/12 19:42

      "Compre um gol g4 ,ou um mille e mostre que você é "exigente"..."

      Quem compra sabe a proposta do carro e tudo bem. E, afinal, quem de fato gosta de carros não despreza nenhum.

      Excluir
    8. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

      Excluir
    9. Marcelo Augusto05/07/12 19:42 " E, afinal, quem de fato gosta de carros não despreza nenhum.". Antes de tudo o carro é um bem que deve satisfazer os seus desejos e suas necessidades de consumo ,por isso certos carros para mim ,se não existissem não fariam a menor falta .
      Fabio.

      Excluir
    10. Desculpe !reconheço que falei bobagem no comentário: Anônimo06/07/12 15:16,bobagem, não xingamento nem palavrão .Abrcs ,Fabio.

      Excluir
  33. Talvez o mais certo é comprar um velho e reformá-lo por completo. Um conhecido meu fez isso com um Fusca, comprou o carro por R$ 2.000,00 e gastou mais R$ 5.000,00 para deixá-lo impecável. Ele diz que tem um carro "novo" nas mãos, confiável e barato, perfeito para a cidade.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Filipe_GTS04/07/12 19:58

      Exagero. Eu reformei um Gol GTS e ainda assim é um Gol velho dos anos 90. É gastador, barulhento, em altas velocidades vibra que nem trator e o vento segura muito a aerodinâmica estilo "caixa de sapato". Eu gosto do carro, mas é de uso diário inviável... Sem contar que retífica de motor, funilaria, etc, o serviço dificilmente fica excelente, no geral é apenas bom ou regular... Se for pra fazer um serviço de 1ª vai R$ 20mil pra reformar um Fusca

      Excluir
    2. Exatamente, continua sendo um carro antigo e se gasta bastante na maioria dos casos para uma reforma completa. Se for para deixar impecável mesmo pode por 10 a 20 mil reais. Com 5 em cima de um Fusca de 2 duvido que ficou mesmo impecável, a não ser que o dono anterior vendeu por menos do que valeria

      Sem contar que certos carros antigos como Opala e Chevette cobram 5 mil mesmo em estado ruinzinho, mais a reforma e já chegou num carro novo

      Excluir
    3. O Fusca do rapaz ficou bem melhor que a maioria dos semi-novos, isso é fato, eu vi.

      Excluir
    4. Box do inferno, andam nesses carros porque nao podem ter outros. Quem pode troca sim qualquer um desses usado até acabar por um popular de plástico e nem precisa ser plástico novo. Aliás, até parece que Gol dos anos 90 já não era um carro de plástico. Ninguém gostaria de ter uma Mercedes das novas, só das dos anos 30 porque não são de plástico. Conversa mole é foda

      Quem não troca esses carros por escolha é colecionador e colecionador não usa carros assim no dia a dia. De plástico ou não gastam mais, são menos confortáveis, menos estáveis

      Excluir
    5. Escape de plástico? Existe isso?

      Farol de plástico não é desvantagem, deixa o carro mais bonito e é mais difícil de quebrar que os de vidro. Além de ser muito mais difícil de entrar água. Coletor de plástico também é só vantagem, a não ser para quem quer por GNV ou Turbo, mas isso se corrige fácil

      Que Escort/Gol/Parati/Voyage é melhor que um Picanto? Ou que um Clio? Ou que um Gol G5? Se não for o Zetec ou os AP 1.8, andam a mesma coisa, bebem bem mais, são mais feios, menos estáveis e menos acabados. Plástico todos eles usavam e novos são bem melhores em carros um pouco mais bem acabados

      Quem tem esses carros tão antigos tem ou por coleção ou para economia como voce disse

      Vindo de um cara como voce que só vem aqui meter banca e falar lixo, só podia ser da turma que acha que quanto mais velho e "sem plástico" ou "sem tecnologia" é melhor. O triste é que no fim tem uma porcaria ruim, gastona, velha, cara de manter, cheia de gambiarra e com plástico feio e mal acabado do mesmo jeito. Até onde eu sei Ford Explorer tinha plástico mal acabado e não é nada barata de manter

      Excluir
    6. Tem gente que prefere um Ka 2006 semidestruído do que um Fusca 1979 em boas condições. Vá entender...

      Excluir
    7. Vixxx, Blazer e Ranger V6 com GNV e kit flex = lixo. Toma pau de Celta VHC e a manutenção é cara, bem mais do que em carros "mudernos". O cara acha que economiza numa barca dessas, fica andando de carroça, toma pau de carro mil e gasta mais em manutenção do que um "muderno". É tudo importado nesses carros, que tem segurança zero em colisões. Só ignorantes como vc pra pensar que quanto mais lata mais seguro, não deve ter visto uma única avaliação de crash test

      Clio não tem distribuidor assim como qualquer carro com bobina no cilindro, burro. Além de troll não sabe nada, tanto que anda de porcaria velha e ainda paga mais que num carro de gente. Pra cidadao que nem vc, que é igual a mexanico, tem que usar carro bem velho e carburado que pode arrumar no arame. Se complicar um pouquinho já se embanana todo

      Excluir
    8. Este comentário foi removido pelo autor.

      Excluir
    9. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

      Excluir
    10. Vc não é moleque mas gosta de passar por cima dos outros e de carro grande pra impor respeito? Nem pra trollar serve, não fala nada com nada e desfaz o que voce mesmo falou

      Vc nem conhece carro frances pra falar tb, com o seu conhecimento deve ter ouvido do mexanico que é ruim. Mas o Logan é um dos carros mais resistentes e de facil manutenção e Celta nem Gol G5 nem Micra nem Picanto são franceses. E qualquer um deles dá pau e passa por cima da sua barca, nenhum deles tem GPS e nem Bluetooth também

      Fala tanta merda que vai querer pegar um Azera. Azera é carro de manutenção fácil? É carro sem plástico? É carro velho? Um farol dele custa 5 mil reais, Citroen é fichinha perto disso

      Automóvel de verdade até sua Explorer é. E esses populares aí foram feitos pra aguentar uso intenso e com pouca manutenção por muitos anos, ao contrário de uns lixos americanos que foram feitos pra serem alugados por uns 3 anos pra depois serem jogados fora, depenados ou então serem vendidos por preço de banana pra algum necessitado do primeiro mundo que não pode comprar coisa melhor. Por isso que por aqui, com peças importadas ainda por cima, a maioria deles tá abandonada por aí ou então em péssimo estado com GNV e kit flex na sua mão, tomando pau de Celta VHC do Bob

      Excluir
    11. Nem vamos falar do conforto também, que nesses carros que vc gosta é pouco, por fora é enorme e por dentro tem o espaço de um Corsinha

      Excluir
    12. Este comentário foi removido pelo autor.

      Excluir
    13. Concordo com o Box ,carro de entrada tem muito plastico sim ,alem de ter acabamento ruim ,os dons mesmos falam isso ,veja nos sites de opinião dos carros ,anonimo troll fail ...
      abracs ,Fabio .

      Excluir
    14. Anônimo06/07/12 09:27 Opá !corrigindo o texto "os donos mesmos falam isso ".
      Abracs ,Fabio .

      Excluir
    15. Quem é o troll é o Box666, é até assumido

      O acabamento de um Gol caixa era pior ainda que os dos carros de entrada e hoje existem carros de entrada bem acabados como Palio e Picanto. Plástico todos tem, é assim desde os anos 30. Não é a Explorer GNV descartável (que temos "inveja") com acabamento de picape Ranger que é diferente disso, muito menos Gol caixa, Voyage, Parati ou Escort

      Excluir
    16. "BOX66605/07/12 19:52"
      O Box Troll do capeta até ja matou o Pedro Leonardo, kkkkkkkkkkk

      Excluir
    17. Anônimo06/07/12 10:15 O gol caixa era mal acabado ,mas seu interior não era o preto ditadura de produção , e seus bancos não eram tão ruins como o de alguns populares de hoje ,sem falar a espessura da lata ,que cada dia fica mais fina ,depois veio o corsa e o gol bola com melhor acabamento, ,queira você ou não os carros da década de 90 ,tirando a tecnologia eram melhores que os de agora,isso porque existe os custos de produção ,ou seja piorasse a qualidade e a quantidade para aumentar os lucros ."Hoje existem carros de entrada bem acabados como Palio e Picanto". Você acha Palio bem acabado?
      Muitas coisas não concordo com o o Box mas o que ele falou eu tenho que concordar .
      Abrcs ,Fabio.

      Excluir
    18. Voz da Verdade07/07/12 22:20

      hahaha só rindo!
      Hoje dirigi um gol caixa, fala sério, QUALQUER popular atual dá de 1000 a zero. A indústria evoluiu muito, mas tem gente que ainda acha que os carros antigamente eram melhores pq tinham um retalho de pano fedorento na porta e uma lataria grossa que enferrujava.

      Excluir
    19. Pois é, tem gente que não quer ver as coisas. Os carros mais antigos tem suas qualidades e seus méritos, mas comparar com os atuais é covardia. Tirando quem tem alguma versão muito especial como as esportivas, esses carros já não se comparam mais aos atuais. E mesmo a manutenção fica elas por elas dependendo do modelo novo. Tudo bem que os novos tem sim seus problemas, mas não dá pra perder a noção e falar abobrinha

      Um Gol caixa GTS ou GTI até hoje tem muitas qualidades e como carro de coleção ou de hobby são ótimos. Mas como carro de dia a dia passam feio contra praticamente qualquer popular atual, nem é essa a proposta deles mais. Um Opala 4100 preparado pode ser animal de ter, mas vai usar no dia a dia com consumo alto, estabilidade precária para os padrões atuais, acabamento super despojado mesmo comparado a um simples Gol G4, etc

      Excluir
  34. Farjoun, deste mercado eu posso falar porque vivi dele durante 10 anos.
    O que eu vejo, é que os preços terão de ir para o lugar. De uma forma ou de outra. O Brasil quer ser um país desenvolvido, o antigamente denominado "Primeiro Mundo"; ora, uma boa forma de começar é praticando os preços dos bens duráveis como se no Primeiro Mundo fosse. Você sabe quanto custam os carros usados na Europa (isso quando não dão pelo frete para retirar do local). Pois na minha humilde previsão, aqui vai ter que acontecer a mesma coisa. E não vai demorar muito.
    TAmbém sou fã dos usados, mas como conheço-os bem, tenho condições de escolher "a dedo". E não é fácil. Em carro zero quilômetro perde-se muito dinheiro. Além do que algumas compras de zero quilômetro não fazem sentido. Ainda essa semana vi uma Zafira recém tirada da concessionária.

    Tem algumas concessionárias de Santa Catarina "repassando" carros populares (estilo Gol e Corsa) de anos entre 97 e 2001 por valores próximos de R$ 4.000.
    Os preços estão indo para o devido lugar.

    ResponderExcluir
  35. O carro zero hoje, amanhã já é usado!

    ResponderExcluir
  36. É questão de tempo para que essa brincadeira acabe, igual o "boom" dos imóveis, esse tipo de situação está longe de ser sustentável, o país vai acabar quebrando pq todo mundo se individa para comprar carro e esquece da comida, da sustentabilidade da própria família.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Aí a tendencia é o preço abaixar mais ainda

      Excluir
    2. Aliás, Anônimo das 20:40, o boom dos imóveis mesmo foi nos EUA, mas daqui uns anos vai acontecer por aqui também, pq o preço dos imóveis subiu muito nos últimos anos pq a galera tá financiando adoidado, a perder de vista.... e os juros de financiamento imobiliário também são bem altinhos, apesar de não parecerem pra quem é leigo.

      Excluir
    3. Vc não sabe o que está falando. Os mercados imobiliário e financeiro dos Brasil não tem nada a ver com o dos EUA. O sistema todo é diferente, e aqui no BR ainda tem muita gente sem casa própria. Mas uma coisa é certa: o fenômeno aqui não é bolha, mas vai estourar por outros motivos mesmo assim.

      Excluir
  37. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir
  38. E eu pensando que tinha feito um negocio e tanto pagando 23600 num focus 1.6 2007/2008... rss

    ResponderExcluir
  39. Mas se essa FIPE é reflexo de pesquisa no mercado, onde pesquisam então se nunca bate?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Deve ser porque reflete o preço pedido, e não o do fechamento da venda de fato. E mesmo que fosse assim, tem boa diferença nos valores, também acho muito estranho que haja tanta disparidade entre o fipe e o dizem que está sendo praticado.

      Excluir
  40. To com uma carta de crédito de 21.000, e mais uma grana guardada. To pensando seriamente em pegar um carro até uns 35k seminovo com certeza, apesar de não ter muita experiência em comprar carros usados, vo corre atrás e ve se acho algo bacana, algo até 2009

    ResponderExcluir
  41. Alexandre - BH -05/07/12 03:54

    Farjoun,

    Para os que adoram pagar juros aos bancos e preferem ignorar a taxa mensal (pra não desanimarem do "sonho de criança"), vale lembrar que o Banco Central disponibiliza a "Calculadora do Cidadão" em seu site , que é muito fácil de usar.

    ResponderExcluir
  42. Em resumo, compramos os piores carros 0Km mais caros do mundo. Uma decisão semelhante a casar de novo com um brotinho ou continuar com a velha senhora... Felizmente há gosto prá tudo.

    ResponderExcluir
  43. pessoal, quero muito comprar um carro zero e mostrar pro cunhado. Não tenho um puto furado pra dar de entrada. Acho que vou financiar em 60x sem entrada. O que vcs acham?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Garganta de Biela05/07/12 16:04

      Vale a pena, tudo vale a pena para encher o saco do cunhado!

      Excluir
    2. Concordo. Se a prestação couber no bolso, um SUV coreano seria perfeito. Aproveita e deixa sempre na rampa da garagem (os pedestres desviam, não tem problema), para causar inveja no vizinho também!

      Excluir
    3. Veja se eu entendi bem a situação. Você quer comprar algo que você não precisa, com um dinheiro que você ainda não ganhou só pra impressionar alguém que você não aprecia?

      Então recomendo fortemente essa leitura:
      http://autoentusiastas.blogspot.com.br/2011/04/epopeia-dos-juros.html

      Pense bem antes de fazer a besteira.

      Excluir
    4. Me fez lembrar a propaganda do Mégane, onde o pai leva o garoto para passear e mostra o carro. No fim, o garoto diz: "vou contar do seu carro novo para o novo marido da mamãe, aquele mala".

      Excluir
    5. Acho que foi piada. Só pode.

      Excluir
    6. Hehehe. Perfeito o comentário. Totalmente irracional o pessoal que quer vender um carro com 20.000 km 40.000 km que tem desde zero km. É colocar dinheiro fora

      Excluir
    7. Gente, muito obrigado! Agora já me defini, vou na dica do FCardoso e me endividar pro resto da vida. Mas o negócio é causar inveja e mostrar que "tô podendo". Se tiver que passar fome, sem problema, é bom e ajuda a emagrecer a pança. VIVA O CARNÊ!!!!

      Excluir
    8. Garganta de Biela06/07/12 21:24

      Viva o carnê não, mas sim "abaixo o cunhado".

      Excluir
  44. Mesmo assim, pode ser que o usado esteja caro. Acredito ser um fato isolado, mas olhando Jettas TSI zero-km, achei preços de até R$ 84.000 (sem opcionais) e R$ 88.000 (top). Na mesma concessionário, um Jetta 2011 com 2.500 km estava a exposição por R$ 82.900 (top). Aproveitando, mandei R$ 75.000 e recusaram.

    Ao ligar novamente atrás do Jetta, recusaram novamente dizendo que, com a alta procura do zero-km, o estoque acabou e que o usado seria moleza.

    E não é que uma semana depois levaram o bendito?

    Achei interessante esse fato...

    ResponderExcluir
  45. Falando em Feira do Orca, há algum site de classificados onde predominem anúncios do DF e de Goiás? Algo como Shopcar (MS), Pense carros (RS) e Meucarronovo (PR).
    Eu também sou da turma que acha que o planalto central é um bom lugar para se comprar carro usado (trauma de quem se criou à beira-mar e não quer mais ver ferrugem dentro da garagem), mas vejo relativamente poucos anúncios de lá na internet.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. FCardoso,

      para carros do Centro-Oeste, tente o usadosbr.com, o queroveiculos.com.br e o correiobraziliense.vrum.com.br .

      boa sorte!

      Excluir
    2. Obrigado, Eduardo!

      Excluir
  46. "Olá AUTOentusiasta, seu comentário é sempre bem-vindo!
    De preferência, identifique-se ao comentar."

    No mínimo contraditório, não?

    O interessante é que se eu tivesse feito algum comentário imbecil, sob a alcunha de "anônimo" estaria publicado normalmente.
    Não sabia que o "AI-5" ainda estava vigorando.
    Talles Wang

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. TallWang
      Então agora sabe que a censura vigora aqui, sim. Seu comentário foi inaceitável. Se é essa a sua idéia do que deve acontecer com a indústria autombilística, está no ambiente errado para externar isso. Por isso excluí. Meu direito.

      Excluir
    2. Isso prova que é um o outro anonimo que escreve besteira e que um o outro de outra forma que publica que também escreve besteira ,não só quem é anonimo ,porque não tem outra forma de publicar sua opinião. Atitude correta Bob ,parabéns !
      Abraço a todos,Fabio.

      Excluir
    3. Tem cada postagem por aqui as vezes (ataques pessoais e xingamentos) que merecem mesmo um facãozaço sumário de vez em quando

      Excluir
    4. Tem cara que não sabe dialogar mostrando inteligencia e conhecimento técnico,o que é muito legal ,já partem para a discussão com ofensas e palavras de baixo calão ,ou não passaram para a fase adulta ,ou tem a necessidade de "auto-afirmação".Muito ridículo estas situações .
      Abracs, Fabio.

      Excluir
    5. Perdi o bonde... mas afinal o que o TallWang escreveu de tão agressivo?

      Excluir
  47. Acho muita loucura alguém que tem um usado, por exemplo 2001 querer trocar por outro usado 2006. Usado por usado fique com o seu que você já sabe os problemas, afinal mesmo mais novo carro 2006 já é bem velho. E outra, podem até falar em pouca km, mas em 20.000 km dependendo quem for pode acabar com um carro.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Se o de 2001 foi muito usado, é jogo sim trocar por um menos usado

      Excluir
    2. pois é , meu palio 2000, já ta precisando fazer motor, trocar os 4 pneus novamente, suspensão, vazamento no câmbio, problema na direção hidráulica e por aí vai.

      Excluir
    3. Tá, mas depende o carro, o dinheiro q tu teria q por em cima para trocar por um 5 ou 6 anos mais novo dá pra fazer o motor e outras coisinhas tranquilo. E daí vc sabe o q tem na mão. Sair de um 2001 ou 02 pra entrar num 2006 ou 07 q pode estar tbm com o motor podre.... É de se pensar, não é?

      Excluir
    4. É só ver se o 2006 está bom ou não. Se estiver, é um carro mais novo, com mais vida útil e melhorias pelo mesmo preço do conserto de todas as peças num carro 2001 que também pode continuar dando problemas após a manutenção devido a idade

      Se não estiver aí nao faz sentido mesmo

      Excluir
    5. Na hora de dar o usado de entrada, mesmo que seja pra comprar um usado mais novo, as lojas vão desvalorizar pra caramba o valor do seu carro...

      Então, se tem motor pra fazer, jogo de pneus pra comprar, vazamentos pra todo lado, melhor nem fazer nada mesmo, e dar o carro de entrada mesmo que desvalorizem, se tivesse inteiro iriam desvalorizar de qualquer jeito.

      Aí o lojista vai dar uma polida no seu antigo carro, passar um pretinho nos pneus carecas, e vender pra algum leigo a preço de tabela, e ele que se vire pra fazer a manutenção corretiva. É assim que funciona...

      Excluir
    6. Continuando... (sou o anonimo de cima)

      Mas tem muito carro - principalmente populares - que quase não mudaram nos últimos anos. Aí, se a manutenção do seu carro está em dia, trocar por um usado mais novo, só pra dizer que trocou de carro, NMHO não vale a pena.

      Excluir
    7. Cada caso é um caso. Um amigo meu tem um Astra sedan GLS 2002 com todos os opcionais, q ele tirou zero e está hj com 230.000 km. Motor nunca foi aberto e segundo ele não baixa óleo nem água ainda. Embreagem ele fez recentemente. Suspensão tbm já foi toda feita. E está com um aspecto muito bom, sem tecidos rasgados, peças quebradas por dentro ou sinais na parte externa. E um carro q ele mantém em dia pq pega a estrada com frequência e assim procura minimizar o risco de ficar na estrada.
      Agora digamos q ele resolva trocar esse Astra por um carro equivalente 06 ou 07, será q é vantagem?? Vai por 15 ou 20 mil em cima por um carro q ele não conhece e q não é muito melhor do esse q ele já tem hj. A não ser q ele queira um flex ou alguma tecnologia específica q o dele não tem. Eu pensaria em tudo isso.

      Excluir
    8. É por isso que tem gente que compra um carro zero e fica pelo menos uns dez anos com o carro ,porem acho que se fosse um modelo de entrada ele não pensaria muito em trocar por um outro mais novo .
      Abracs, Fabio.

      Excluir
    9. Anônimo06/07/12 13:25, meu comentário foi referente ao Anônimo06/07/12 11:30.
      Abracs,Fabio.

      Excluir
    10. Fabio

      Aí já seria um outro caso. Penso q pra esse meu amigo desse Astra a melhor coisa seria comprar um novo ou seminovo e vender o atual por fora, não dando ele como parte do pagamento.

      Excluir
  48. Eurico Jr.06/07/12 14:54

    Tenho um Honda Fit LX 2004, adquirido em 2009 com 38.000 km rodados. Hoje está com 65.000 km, manutenção absolutamente em dia, não dá aborrecimentos. Não pretendo desfazer-me dele tão cedo, pois seria jogar dinheiro no lixo. É o que afirmaram lá em cima: quem tem um bom usado, mantenha-o.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Já viu Honda dar dor de cabeça? Cuide bem dele e terá carro pro resto da vida.
      ;-)

      Excluir
    2. Garganta de Biela06/07/12 21:26

      Esse papo que "Honda não dá dor de cabeça" é um saco, NENHUM carro bem cuidado dá dor de cabeça hoje em dia.
      Digo isso pois nunca tive HOnda, mas sempre cuidei de meus carros e NUNCA deram um problema.

      Excluir
    3. "Honda é Honda..."
      É uma frase antiga que foi muito utilizada no mundo das motos.
      Sem dúvida possui projetos muito bem executados, mas se não cuidar quebra e para arrumar vai sair muito caro.

      O único carro da Honda que não gostei foi a primeira versão do Civic com motor Flex. Pois com o motor flex bebia quase a mesma coisa que o Vectra 2.4 16v.

      Excluir
    4. Pode encher o saco, mas cuidando minimamente bem realmente não dão nada. Tem carro que mesmo cuidando bem sempre dá alguma coisinha e tem que cuidar mais também

      Excluir
    5. Eurico Jr.08/07/12 15:27

      Garganta de Biela,

      Já tive um Peugeot 206 1.4 Flex, que apesar de corretamente mantido, deu-me muitos aborrecimentos durante 60 mil km. Amortecedor vazando, junta do cabeçote que apodreceu, sistema de partida a frio, rolamento de roda, etc. Portanto, a sua lógica não está 100% correta. Lamento informar.

      Excluir
    6. Eurico Jr.08/07/12 15:30

      Garganta de Biela,

      Tive um Peugeot 206 1.4 flex, adquirido novo, que me deu inúmeros aborrecimentos durante 60 mil km, a despeito de ser corretamente mantido. Amortecedor vazendo, rolamentos de roda empenados, junta do cabeçote apodrecida, sistema de partida a frio desprogramado, entre outros "grilos" de menor importância. Portanto, a sua lógica não é infalível. Desculpaê.

      Excluir
  49. Thor Batista06/07/12 15:38

    Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir
  50. É Bob. Direito seu.

    Isso quer dizer que minha opinião está correta.

    Lamento por você.
    Talles Wang

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Talles Wang
      Eu é que lamento por você, ter uma visão tão torta e que você acha que é correta. De novo: o AE não é lugar para anarquismo. Procure outro blog.

      Excluir
  51. Carlos Cwb06/07/12 20:30

    Meu carro é um Santana CG 1986. Inteiraço, com manual e tudo. Vou ter que mandar fazer o motor, depois de rodar mais de 300.000 km.
    E é só o que tenho que fazer, o resto tá tudo jóia, desde instrumental à carroceria, passando por suspensão, pneus, equipamentos, etc...
    Quanto vale? Nem sei...

    ResponderExcluir
  52. Carro para o rodízio07/07/12 01:31

    Pessoal aqui do AE poderia testar um chinês que não aparece na mídia?

    Gostaria de ver um teste ou impressões dos Chery QQ e Face.
    Sei que muitos dirão que não é carro para autoentusiastas, mas como tem uma excelente relação custo x benefício, queria um post deste.

    Um carrinho completo por 22k reais não é para se desprezar.

    ResponderExcluir

Olá AUTOentusiasta, seu comentário é sempre bem-vindo! De preferência, identifique-se ao comentar.
Atenção: comentários contendo ofensas pessoais, a marcas, a fabricantes isoladamente e/ou em conjunto, a nacionalidade de veículos, bem como questionando práticas comerciais lícitas e margens de lucro aceitáveis nas quais este blog não interfere, bem como o uso de palavras de baixo calão e a exposição de outros leitores ao ridículo, não serão publicados. O AUTOentusiastas se reserva o direito de editar os comentários sem declinar motivo.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...