Google+

15 de agosto de 2012

EXTRA: FALECE MILTON MASTEGUIN

Foto: Car and Driver online
Miltonn Masteguin (1934-2012)

Faleceu hoje em São Paulo, aos 78 anos, Mitlon Masteguin, um dos fundadores da Lumimari, firma formada em 1964 para produzir o GT Malzoni e que depois se transformaria na Puma. Milton era sócio do piloto da Vemag, Mário César de Camargo Filho, mais conhecido por Marinho, na concessionária Vemag Comercial MM, no bairro de Santo Amaro, em São Paulo. Uma luta de dois anos contra um câncer o derrotou.

O estranho nome Lumimari era acrônimo formado por letras dos nomes dos sócios: Luiz Roberto Alves da Costa, Milton, Marinho e Rino Malzoni. Quando o gerente de competições da Vemag, Jorge Lettry (1930-2008), deixou a fabricante em julho de 1966, pouco antes de a Volkswagen comprá-la, e entrou para a sociedade como diretor técnico, a primeira coisa que fez foi mudar a razão social para Puma Veiculos e Motores Ltda, pois achava que Lumimari "era nome de loja de lustres", como dizia sempre. Lettry sempre contava que o Milton era um touro, com uma disposição ímpar para o trabalho.

Foi na época da Comercial MM que Marinho convenceu Rino Malzoni, um cliente da concessionária, a fabricar na sua fazenda em Matão, interior de São Paulo, uma carroceria de dois lugares para montagem sobre chassi DKW-Vemag, primeiro para constiuírem uma encarroçadora, depois para produzir carros com fornecimento do chassi rolante pela Vemag.

A Puma ganhou impulso quando lançou em 1967 o Puma GT, também sobre chassi DKW, cuja carroceria – sempre de plástico reforçado com fibra de vidro – era uma evoluçào do GT Malzoni, tendo sido o estilista Anísio Campos o responsável pelas belas linhas. Mas a Vemag encerrou produção em definitivo em novembro daquele ano e, como saída, a Puma criou  o Puma com mecânica Volkswagen, o Puma GT 1500, ganhando notoriedade ainda maior.

Durante todo esse processo, de GT Malzoni a Puma GT 1500 e nos anos seguintes, Milton Masteguin foi peça-chave na empresa, sempre como sócio-diretor responsável pela produção. A Puma produziiu cerca de 25.000 unidades entre 1966 e 1985, quando encerrou atividades.

Depois dessa fase Milton iniciou outra, a da Chamonix, em 1987, construíndo réplicas de Porsche 550 e 356 cupê, conversível e Speedster, de qualidade excepcional, sempre junto com filho Newton, na fábrica localizada em Jarinu, próximo a Sào José dos Campos.

Milton Masteguin foi um dos bravos pioneiros da indústria automobilística brasileira, com que tem tive a ventura de conviver muitos anos. Por ironia do destino, ele e o grande amigo e sócio Jorge Lettry morreram com a mesma idade.

R. I. P, Milton Masteguin.

31 comentários:

  1. RIP.

    Deve ter sido esse o motivo do fechamento da Chamonix. Mais um grande herói da indústria automobilística nacional se vai...

    O que será de nós autoentusiastas?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Autoentusiasta Cansado da Luta15/08/12 20:24

      Aparentemente a Chamonix não fechou, agora se chama Chamonix New Generation ou simplesmente CHamonix NG.
      Espero que não tenham fechado as portas, pois seus carros eram muito interessantes e um de meus sonhos de consumo.

      Excluir
    2. Agostinho Gomes de Miranda15/08/12 20:51

      A crise internacional conteve muitos pedidos da Chamonix para o exterior e a empresa sentiu o baque. Ou vocês acham que as vendas no mercado interno seriam capazes de sustentar produtos tão belos e caprichados?


      A Chamonix foi vendida para um empresário com intenções bem menos nobres. Será administrada como um haras, restaurante chique, loja de acessórios femininos, motel, loja de carros, etc.

      Excluir
    3. Autoentusiasta Cansado da Luta16/08/12 20:30

      Poxa, não sabia disso, que pena! Sempre dava uma espiada no site deles e ficava sonhando em encomendar um dia o meu...

      Excluir
    4. Adriano - Santa Matilde17/08/12 14:33

      O último Chamonix antes do fechamento da fábrica está aqui, em Campinas. É um 356 Speedster prata com interior vermelho, com a inusitada curiosidade de ter sido fabricado com o volante do lado direito, para exportação para Singapura. O dono, membro do Veteran de Campinas, é muito caprichoso e detalhista, o carro está em ótimas mãos. Aliás, pra quem for da região e quiser prestigiar, o Veteran Car Club reúne-se todos os domingos a partir das 10 horas no Lava-Rápido Norte-Sul, à Av. José de Souza Campos (Norte-Sul), Nº628. Abraços!

      Excluir
  2. Bob,

    Que brava gente, um pioneirismo e tanto. Eu não conhecia a história da Puma, mas me lembro que havia (se não me engano) um carro chamado, ou apelidado, 'DKW Malzoni'.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Luis Leitao
      O carro chamava-se GT Malzoni que teve grande sucesso nas pistas. Depois foi lancado o Puma-DKW que era um Malzoni (para rua) com alguma modificacoes e um otimo acabamento.
      Mais informacoes sobre essa grande historia:
      http://www.clubedopuma.com.br

      Excluir
  3. Meus sentimentos a família e aos amigos, que acompanharam a sua história.

    ResponderExcluir
  4. É mais um que conseguiu realizar seus sonhos e assim, realizou o sonho de muitos brasileiros, que almejavam, um dia, ter um esportivo genuinamente nacional...
    Deixa uma lição de vida e muitas saudades.
    Descanse em paz.

    ResponderExcluir
  5. Um brasileiro de Fibra!
    Abraços para a família
    www.pumagt.com

    ResponderExcluir
  6. muitas historias tb foram com ele...pena

    sabe eu vejo carros abandonados e mulecada na droga, nem se interessam por mecanica, só por computador orkut facebook, hoje temos informação bastante e nada de interesse...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Então o q está a fazer aqui, seu trol inútil??? Volta pro seu mundinho!!

      Excluir
    2. Droga são os carros que eles fazem hoje em dia no Brasil.

      Excluir
  7. Bob Sharp

    Já passou da hora de se adotar um sistema de identificação na área de comentários. Não sei como funciona mas sei que é possível. Da maneira como está não dá mais pé. Até mesmo num post como este os caras vem e infestam o espaço com bobagens. Um total desrespeito.
    Um bando de moleques inúteis estão esculhambando com esse reduto, do pouco que ainda vale à pena ser lido quando o assunto é automóvel.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ernesto Jr16/08/12 10:01

      Sugiro o IntenseDebats como o do NA e Jalopnik

      Excluir
    2. CENSURA JAMAIS. SENÃO BOB E ARNALDO VÃO FICAR SE REVIRANDO NO TÚMULO!!

      Excluir
    3. As sete faces do sr. Lao16/08/12 20:28

      Larga de ser chato, debate "mediado" com censura é um saco e coisa de gente covarde.
      Aliás, na realidade, aqui deve ter vinte pessoas comentando, cada uma com uns cem nomes!

      Excluir
    4. Sr. Lao
      Covarde é vir aqui e arrotar asneiras e ofensas aos demais. Se o sujeito não sabe se portar tem mais é que ser podado. Educação se aprende em casa.

      Excluir
  8. Amigos veteranos deste post, a melhor maneira de lidar com a inexperiência e ignorância da juventude, ( da qual já fizemos parte, embora tivessemos mais vontade e garra do que informação! )ainda é a indiferença. Esta gurizada que não tem com o que comparar não pode ser levada a sério, é a geração "plug and play" e ainda terão muito chão pela frente até terem certeza do que falam, embora, como qualquer adolescente, jurem de pés juntos que já sabem tudo!...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Apoiadíssimo! Porém, falta de respeito tem limites, este não é um post para vir com comentários medíocres. Já fui adolescente como todos, mas sempre soube respeitar os limites da boa educação.

      Excluir
  9. Meus sentimentos a Familia do Milton especialmente ao seu Filho Newton,,Eu tive a honra de pilotar Carros Puma VW em Pistas do Brasil ( 2 hrs de Curitiba - 1968- 7o Colocado e 1o na Cat GT 1600 e nos 1000 Kms de Brasilia em 1969 -- 12o colocado ) em Rallyes - No Sul Americano com Puma da Fabrica e motor 1,9 com assitencia do Luiz Carlos..Filho do Robertão

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Aguia, me conta um pouco sobre o Projeto 18. Me contaram que você estava la na época..

      Excluir
  10. José Carlos de Oliveira16/08/12 09:50

    Um grande pioneiro. Você fará muita falta Milton!

    Mas você deixou um grande legado, ao contrário de muitos aqui, que com suas ofensas e palavras vazias, em nada contribuem para fazer do mundo um lugar melhor para se viver...

    Descanse em paz.

    ResponderExcluir
  11. A coisa por aqui chegou à um ponto que, vejam só!, tem um comentarista no post anterior cujo perfil (apertadinha da igreja) remete à um site pornográfico.
    FIM DA PICADA!

    Bob Sharp e Arnaldo Keller, tomem providências já!

    ResponderExcluir
  12. Sentimentos a família!

    Vá com Deus Milton!

    MFF

    ResponderExcluir
  13. Vai-se um grande brasileiro. Honesto, trabalhador, realizador.

    RIP, Milton Masteguin.

    McQueen

    ResponderExcluir
  14. Que triste notícia. Infelizmente, não tive o prazer de conhecê-lo. Mais uma pessoa importante na história da indústria de automóveis do Brasil que se vai. Homens que acreditaram em um carro nacional como Milton Masteguin e João Augusto Conrado do Amaral Gurgel devem ser eternamente reverenciados. Ao menos, deixou aqui uma bela obra, pela qual será sempre lembrado.Fico realmente muito triste com a perda, mas feliz por tudo que ele realizou em vida pelo automobilismo brasileiro!

    ResponderExcluir
  15. O homem pode ter ido mas fica seu legado. Daqui cem anos ainda será lembrado e reverenciado pelo que fez, assim como o Jorge Lettry e tantos outros que de alguma forma contribuíram para o Brasil.

    ResponderExcluir
  16. Agora está explicado o porquê da boa qualidade das réplicas da Chamonix. Não sabia que o Milton havia sido o fundador da empresa. Mais um grande brasileiro autoentusiasta que se vai.

    Meus sinceros sentimentos aos familiares e amigos desse grande homem.

    ResponderExcluir
  17. Bob, só hoje tomei conhecimento. Uma perda inestimável. Tive o prazer e o privilégio de trabalhar com "seo" Milton, como o chamávamos, já nos estertores da Puma - fui piloto de rallye e participei do desenvolvimento da P-018. Sereno, atributo dos gênios, era muito paciente nas explicações. Meticuloso, se aborrecia quando precisava fazer alguma "adaptação". Quando a fábrica da Leopoldina fechou - foi para Araucária, e mais alguns outros fatores, foi um duro golpe. Chegamos a temer por sua saúde. Muitas vezes passei na Souza Ramos, por vários motivos. Poucas vezes parei e perguntei por ele. Triste com o desfecho da fábrica, premido por contas a pagar, na maior parte das vezes não parei. Tenho fé e convicção de que foi recebido com as honras a que fez jus.

    ResponderExcluir
  18. MARCO TULIO RAMOS LANDIM03/12/12 22:46

    Meus sentimentos a toda a família pela perda do Milton ao qual foi um grande colaborador com a fabricação do carro esportivo de maior sucesso brasileiro o grande PUMA! Meus pêsames de todo o CLUBE DO PUMA DE MINAS GERAIS!
    Att.
    Marco Tulio R. Landim - Presidente do CPMG

    ResponderExcluir

Olá AUTOentusiasta, seu comentário é sempre bem-vindo! De preferência, identifique-se ao comentar.
Atenção: comentários contendo ofensas pessoais, a marcas, a fabricantes isoladamente e/ou em conjunto, a nacionalidade de veículos, bem como questionando práticas comerciais lícitas e margens de lucro aceitáveis nas quais este blog não interfere, bem como o uso de palavras de baixo calão e a exposição de outros leitores ao ridículo, não serão publicados. O AUTOentusiastas se reserva o direito de editar os comentários sem declinar motivo.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...