4 de agosto de 2012

TOYOTA ETIOS, LANÇAMENTO IMINENTE

Fotos: Toyota



A Toyota apresentou nesta sexta-feira o Etios, seu novo produto para disputar o aquecido mercado dos compactos, do qual nunca participou. O modo de apresentá-lo à imprensa foi inusitado, porém interessante: no Morumbi Shopping, um famoso centro de compras na zona sul de São Paulo. 

Para isso foi armado um grande estande, que foi aproveitado para mostrar também o híbrido Prius, que chega no fim do ano, e o carro esporte Toyota 86, apresentado no Salão de Genebra em março.

A apresentação para o público, nesse mesmo formato, ocorrerá me várias capitais e também em Campinas. Acesse http://www.etiostoyota.com.br/connection/ para saber quais as cidades, dias e horários.

O Etios será produzido na nova fábrica construída especialmente para ele em Sorocaba, interior de São Paulo, 102 quilômetros a oeste da capital, cuja inauguração será dia 9 próximo.

O Etios não terá motorização de 1 litro, um segmento importante que ainda responde por 45% das vendas totais. Em carrocerias hatchback e sedã, serão dois motores flex, um de 1.329 cm³ (72,5 x 80,5 mm) e outro, de 1.496 cm³ (75 x 84,7 mm). Notam-se os cursos dos pistões bem longos em relação aos diâmetros dos cilindros.

O motor menor desenvolve 84 cv a 5.600 rpm e 11,9 m·kgf a 3.100 rpm; com álcool, 90 cv e 12,7 m·kgf às mesmas rotações. É parecido com o motor do Punto Attractive 1,4, que tem mais 39 cm³, mais potente com gasolina (85 cv) e menos com álcool (88 cv).

O 1,5-litro entrega 92 cv a 5.600 rpm e 13,9 m·kgf a 3.100 rpm, enquanto com álcool vai a 96,5 cv, sem mudar o torque e às mesmas e respectivas rotações. Ambos os motores do Etios são monocomando de quatro válvulas por cilindro. O tanque é de apenas 45 litros, pouco quando abastecido com álcool.


Pelo porte, 3.770 mm de comprimento e entreeixos de 2.460 mm no hatchback e 4.260 mm com 2.550 mm no sedã, seus pesos deverão girar em torno de 900 a 950 kg num caso e outro.

As linhas estão dentro do contexto atual e são agradáveis. A lunha de cintura não é tão ascendente para trás como se vê em algums modelos, como o new Fiesta, o que confere uma idéia de porte maior do carro do que ele é na realidade (fotos de lado abaixo). Curiosamente, o limpador de pára-brisa é monobraço, uma só palheta, como no Uno e no Renault Twingo, embora fosse pantográfico neste.

Uma questão que certamente trará discussão é desenho do interior, com todo o jeito de ter sido pensado para carros de volante na direita, como Índia, onde é o sedã é fabricado desde dezenbro de 2010 e o hatchback, alguns meses depois, e África do Sul, que importa o Etios daquele país asiático.

Velocímetro e conta-giros

O quadro de instrumentos no centro evidencia a conversiblilidade de lado do volante, embora o instrumento maior, o velocímetro, favoreça o motorista na esquerda, Mas os dois difusores de ar superpostos são nitidamente para o caso de volante no lado direito. O volante do Etios, aliás, é muito bom, bem feito e de visual e toque agradáveos, mas na parte escura sob o velocímetro e o conta-giros fica o medidor de combustível de escala horizontal gráfica, um tanto estranho (melhor quando é vertcal).

Outro detalhe que remete ao Uno é a mola a gás única de sustentação da porta de carga aberta, complementado pelo cordão único para manter o tampão do compartimento de bagagem de 251 litros levantado. O porta-malas do sedã é realmente avantajado: 595 litros. O interior também é espaçoso.


Interior espaçoso

Os pneus são claramente pensados no gosto do consumidor brasileiro, mas sem exagero, de medida 185/60R15H.. Elogiável a Toyota ter aplicado repetidoras dos indicadores de direção nas laterais dianteiras.

 E os preços? Não foram anunciados, mas sempre há especulação nessas horas, que dizem que irão de R$ 32.000 a R$ 45.000. Mas números exatos só quando começarem as vendas, em 17 de setembro. As entregas iniciam-se em outubro.


Pelo jeito, a competição entre os compactos vai mesmo esquentar. E vem aí o Hyundai HB20 para pôr mais lenha nessa fogueira.

BS


132 comentários:

  1. Será que o Toyota 86 vem pra cá? Será? :)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. melhor nao
      se vier, sera com cambio automatico.
      aparentemente é a preferencia do povo brasileiro...

      Excluir
    2. Infelizmente há essa possibilidade, depois do que a GM fez com o Camaro...

      Excluir
    3. O Etios é carro esporte Magnum?

      Excluir
    4. Marcelo Augusto04/08/12 13:03

      Se for um de "dois pedais" sem conversor fica perfeito, atende ambos os consumidores, e se faz uma só homologação (só nos usamos E25 no mundo), que por sinal custa muito caro, a razão de pela qual só se traz uma caixa no Brasil.

      Excluir
    5. Marcelo Augusto, acho que só é melhor para o fabricante, já que não tem a mesma suavidade do automático "de verdade" nem tem o controle do manual.

      Excluir
    6. Marcelo Augusto04/08/12 18:39

      Braulio, se for o dupla embreagem fica bom, desde que em modo manual seja como nos Mitsubishi: corta mas não passa marcha; 100% de acelerador e sem redução. O automatizado mono embreagem em modo manual e tecla esporte acionada fica perfeito. Quando os Alfa surgiram com este tipo de caixa o modo automático era encarado como uso esporádico e o consumidor entendia - ou ainda entende lá pela europa - aqui automatizado tem que imitar um automático de conversor o que não é seu propósito.

      Excluir
  2. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

      Excluir
    2. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

      Excluir
    3. Nos EUA os Lexus novos custam menos que os BMW do mesmo segmento, mas depois de usados por alguns anos, os Lexus valem bem mais que os BMW de mesmo ano. Curioso.

      Excluir
    4. Balança Filizola??
      Sim, boa sacada. Só mesmo o consumo de 16 km/l para fazer engolirmos essa cagada japonesa que é o painel.
      Ainda ouço muita gente falar que os fabricantes janpones tem muito respeito ao consumidor.
      Brincadei de mau gosto. O pior exemplo é a Honda com suas motos, anos e anos sem oferecer partida elétrica. Precisou os chineses chegarem.

      Excluir
  3. esse etios parece ser horrivel de dirigir
    acho que nao me adaptaria aos instrumentos no meio do painel

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Agora veremos uma coisa importante: Eu sempre achei que a linha C4 vendia pouco por causa justamente do painel no lugar errado. Se for isso, o Etios também deve ser um fracasso. Agora se quem fala que é a Citroen que não sabe fazer carros que está com a razão, a Toyota já provou que consegue vender tantos corolla a preço de BMW quiser...

      Excluir
    2. Nunca tinha dirigido carros com painel central. Não tive nenhuma dificuldade com o Etios. Pena que ele tem material de baixa qualidade

      Excluir
  4. Boa comparação com o painel "Anônimo", ao meu ver, um carro ridículo, com preço abusivo, mas tendo em vista a boa fama da Toyota e o "bom comprador brasileiro" que se convence com qualquer coisa, é capaz de fazer um sucesso inesperado...
    O tempo está passando e eu cada vez tenho menor pretensão em trocar de carro.
    A cada lançamento da industria nacional, sempre ganho uma desilusão.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Brüner,

      Tenho o mesmo problema. Às vezes eu penso que serei "forçado" a ficar com meu carro até o fim da minha licença aqui neste planeta.

      Excluir
    2. Pensei a mesma coisa quando fui na concessionária GM pra ver o Sonic, pois pensava que seria um bom substituto pro meu Astra... vou continuar de Astra por muiiito tempo.

      Excluir
    3. ôh meu!!! Compra um fuquinha miliduque ano 65!!!

      Excluir
  5. Eu penso que já no próximo ano a Toyota terá que mudar o painel. Brasileiro não gosta disso e será um fator importante para as vendas fracassarem.

    Quanto ao design, não achei feio, mas será que o motor 1,5 irá conseguir encarar o 1,6 do Gol e do Voyage?

    ResponderExcluir
  6. A dianteira ficou parecendo um facelift do volverine (logan). De perfil um Voyage (na parte entre colunas A e C). Ja o interior ficou bem original mesmo. E traseira do March. Mas nao gostei.
    Acho que esse carro vai vender bem, tirando consumidores de Fiesta, Siena, Voyage, Gol, Palio...
    A Toyota agora acerta num publico que nao tinha acesso ao carro "indestrutivel" - se bem que o Corolla do meu tio vive em oficina.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Rafael Ribeiro04/08/12 20:21

      Se seu tio o comprou 0km, é azarado ou não cuidou bem do carro. Se comprou usado, sabe-se lá o que o dono anterior pode ter feito... Tive uma Fielder por 135.000km com ZERO defeito. Tive mais problemas com Audi e BMW (comprados 0km) do que com a Fielder.

      Excluir
    2. Marcos Fujiwara06/08/12 12:11

      Concordo. Tenho um Corolla XEi 2004 com 130 mil km rodados que não troco por carro nenhum. Por isso que eu acho que só quem teve um Toyota por um longo período vai conseguir enxergar o Etios além de sua aparência...

      Excluir
  7. Bob, alguma previsão de venda do gt86 aqui? A Toyota já mostrou alguma intenção?

    Quanto a esse troço aí, não boto fé nenhuma. Um logan bastante piorado. Se vender, é puramente pelo nome.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não vai trazer não
      Um povo que não entende nada de carro não merece um automóvel como esse!

      Excluir
    2. gt 86????
      Intenção????
      kkkkkkkkkkkkkkk!!!
      Eu assino embaixo do que o "Anônimo 05/08/12 11:28" digitou!!!

      Excluir
  8. Marcelo Augusto04/08/12 12:57

    Bob,

    O velocímetro, difusores de ar, desenho superior do painel e até comandos de ventilação são novamente invertidos no Etios de volante na direita: http://motorsa.com.br/wp-content/uploads/2012/06/Toyota-Etios-painel.jpg

    Portanto, o painel não foi feito tendo em vista conversão fácil de volante ou baratear, facilitar produção, mas obra de estilista (que sorte não terem inventado moda no volante!). Particularmente prefiro painel convencional, como a Fiat fez na Idea quando a trouxe para o Brasil.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Marcelo Augusto04/08/12 18:48

      Outra imagem pra ampliada: http://cdn.gingerchai.com/wp-content/uploads/2011/02/Toyota-Etios-dashboard.jpg

      Excluir
  9. O problema deste carro é o preço. A Toyota como sempre, supervalorizando seus carros. E o pior de tudo, faz com que a concorrência acompanhe esta alta. Não vejo revolução neste carro para que o mesmo custe mais de 40 mil reais. É um carro pensado para mercados emergentes, mas com preço de país desenvolvido.
    Daqui a alguns meses será exportado para o mexico, com todos os opcionais, custando a bagatela de 25 mil reais, e já contando com o frete e as despesas de exportação. Uma piada de mau gosto.

    DPSF

    ResponderExcluir
  10. O carro transpira baixo custo. Se a Toyota colocar os preços muito altos (o que deve acontecer) ele vai ser um tremendo fracasso. O conjunto lanterna faróis lembra um projeto dos anos 90, e mais feio que todos os carros daquela década fabricados aqui. Aliás, o Logan parece bonito e moderno perto do Etios sedã. Quanto ao interior, sem comentários.

    Com o início das vendas do Hyundai HB-20 se aproximando, esse Toyota tem tudo para fracassar, a não ser que ele venha com um preço muito abaixo do "padrão Toyota" aqui no Brasil.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A Toyota está querendo R$ 35.000 no basicão.
      Então...

      Excluir
    2. Está caro, mas o City e Fit também são carros caros pelo que oferecem e não aparentam ficar tão distantes desta dupla da toyota.

      Eles vão se apoiar no nome forte da marca, na fama de robustez que tanto agrada aos brasileiros..

      Excluir
  11. carro absolutamente sem apelo AUTOentusiasta. Por esse preço, eu prefiro ir procurar um Punto T-Jet usado, ou mesmo um Polo GT 2.0.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nem precisa ser o T-Jet ou o GT, prefiro esses carros à esses "para países em desenvolvimento" que estão chegando.

      Excluir
  12. O peso e o conjunto mecânico parecem promissores juntos, mas francamente em matéria de desenho isso aí está mais para um coreano contemporâneo ao Kia Shuma do que para um japonês.
    É o Ágile da Toyota?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. é o Restart da Toyota

      Excluir
    2. Concordo com o Charles! Tudo bem que beleza sem conjunto mecânico não dá, mas precisava mesmo um bom conjunto com aparência tão bizarra? (pensando bem, talvez isso se encaixe no caso do Restart também...)

      Excluir
    3. kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

      Excluir
  13. Agile, Montana do Agile, Cobalt, Spin, Sonic, Logan, Versa, Tiida, Tiida sedan, os delírios estilísticos da Hyundai, agora esse Etios.

    O mercado nacional de autos está parencendo um concurso de "beleza", só que ás avessas.

    Ainda há Bravo, Focus, Cruze Hatch ( nacional mais bonito, em minha opinião ), Lancer, os carros da Peugeot/Citroen, para salvar nossas vistas.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O Etios é o menos feio da sua lista( da primeira que fique claro),o Spin e o Logan ate são suportáveis de resto o concurso de feiúra e bem parelho.
      Felipe Tavares

      Excluir
  14. E outra, para ficar numa comparação com os nisseis: para que comprar um Etios, se há o March ?

    O desenho March, se não é uma Vênus, pelo menos é "normal" e passa eu, particularmente, não fecho a cara e chingo mentalmeente, quando vejo passar um March, como faço com um Agile, Versa e vou fazer com o Eios.

    Fora que March 1.6 é um pocket rocket, firme, carrinho de entusiasta.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Marcelo Augusto04/08/12 14:47

      Dos japoneses a Nissan ainda precisa melhorar a qualidade de fabricação, o March/Versa tem lente de retrovisores extrenos que trepidam, coisa dos primórdios do automóvel, coisa só vista na descontinuada S10/Blazer.

      E a Livina teve problemas até de soldagem.

      Excluir
    2. Dos fabricantes japoneses, o único que pode-se dizer que tem na qualidade (durabilidade) um ponto forte, ainda que com elevado número de recall, é a Toyota. Os demais estão no mesmo patamar mediano da maioria dos fabricantes mundiais.

      Excluir
    3. Hoje em dia não existe mais carros ruins como há trinta anos atrás. As fábricas que os produziam ou se modernizaram e acompanharam o padrão mundial ou então sumiram do mercado (como Asia e Daewoo).

      Agora, quer um carro que dure para sempre, compre um Mercedes-Benz, e pague caro por isso. Mas um MB dura para sempre, é só ver vídeos dos países em guerra, é só Mercedes velhos nas ruas, esperando para serem explodidos por granadas e lança-foguetes (única forma de destruir esses carros).

      Excluir
    4. Verdade, até recentemente, um taxista de um país do qual não me recordo agora, completou 1 milhão de km com seus MB.
      A durabilidade dos MBs é indiscutível.

      Excluir
    5. Os Mercedes antigos sim, eram muito bem construídos, acima da média. Os atuais, provavelmente não mais. Mas só o tempo dirá.

      Excluir
    6. Xingar mentalmente... Eu ri. Pois percebi que tbm faço isso.

      Excluir
    7. Na década de 90, ao conversar com um alemão em visita ao Brasil, ele me falou que os carros da MB costumam ter vida longa sem problemas. Tanto é que um primo dele tinha uma, adquirida zero, há mais de 15 anos.

      Quanto aos carros da Audi e BMW, - disse ele, são bons até uns cinco anos de uso. Depois problemas começam a surgir.

      Li recentemente um comentário na net, onde dizia que o Audi A8 tem necessidade de trocar todo o sistema de freio anualmente, por ter sido subdimensionado.

      Excluir
    8. Ouvi muito dizerem que os Mercedes que estão acima da média em questão de qualidade são os grandes, dos "500" pra cima. Os menores estão na média geral, por vezes até mais problemáticos, por terem peças caras.
      Quanto a Mercedes de 15 anos sem problemas, nada de mais nisso, meu Astra (risos) está fazendo 12 anos, comigo desde zero, 120 mil km, nenhum problema também.

      Excluir
    9. Meu Astra tem 105 mil km e completará seis anos em novembro.

      O único problema apresentado, foi a embreagem que precisou ser trocada com 50.000 km, mas a culpa foi de minha esposa que não sabia e sempre a queimava para sair da garagem.

      Excluir
    10. Por que não comprar um March? Porque é feito no México (compre peças dele e você entenderá melhor)!

      Excluir
    11. Rodei com um astra taxi (desde zero) comprado em 2008 e troquei no inicio de 2011 com 275 mil km, só fiz manutenção rotineira, nenhum problema, só o desgaste natural de algumas peças... só troquei embragem uma vez.......
      Nunca me deixou na mão, graças aos Céus!!
      Sem reclamações.

      Excluir
  15. Parabéns a direção da Toyota brasileira pelo investimento feito para lançar esse novo produto.Acho que foi preciso muita coragem...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E parabéns a quem comprar, que também mostra que não tem medo de cara feia!

      Excluir
    2. uheauaheuaehueaheauaheueah

      brauliostafora04/08/12 16:05
      E parabéns a quem comprar, que também mostra que não tem medo de cara feia!

      Genial!

      Augusto Filho

      Excluir
  16. É a toyota aprendendo com a Volkswagen. Por estes preços, ficaria com algumas opções que já temos no mercado, e considero melhores.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Só fala besteira mesmo viu...

      Excluir
    2. Pessoal, tem criancinha na área. Alguém aí sabe trocar fraldas?

      Excluir
  17. Bob,
    Quando equipado com volante na direita, os instrumentos e os difusores de ar superpostos trocam de lado, a não ser que a Toyota esteja usando fotos espelhadas no material de divulgação: http://www.toyotabharat.com/cars/new_cars/in_etios/index.aspx clicando em "Luxury" no menu à direita é possível ver uma foto do interior.

    Grande abraço

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ou seja, a menos que se trate de fotos espelhadas, de qualquer forma há a necessidade de mexer bastante no painel e nos instrumentos ao se mudar o volante de lugar. Já que é assim, poderiam ter projetado um painel do jeito certo, diante do motorista e não no meio do carro.

      Excluir
  18. só uma pequena correção, no segundo parágrafo ha um erro de digitação ma palavra "também", cuja foi grafada com "N".

    "Para isso foi armado um grande estande, que foi aproveitado para mostrar "tanbém" o híbrido Prius, que chega no fim do ano, e o carro esporte Toyota 86, apresentado no Salão de Genebra em março."

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Marcelo
      Está corrigido, obrigado,

      Excluir
    2. desculpa ser o chato, mas no nono parágrafo tb há um leve erro de digitação, foi escrito "lunha", ao invés de "linha".

      "As linhas estão dentro do contexto atual e são agradáveis. A "lunha" de cintura não é tão ascendente para trás como se vê em algums modelos, como o new Fiesta, o que confere uma idéia de porte maior do carro do que ele é na realidade (fotos de lado abaixo)..."

      Excluir
  19. Impressiona que a Toyota tenha se dado ao trabalho de fazer um projeto desses, se já tem outros muito melhores rodando mundo afora: http://www.daihatsu.com/catalogue/sirion/index.html
    Com vantagens como poder usar o antigo 1,6 do Corolla, ou beneficiar-se de uma isenção para o projeto de um motor de um litro. E nota-se como o interior daquele carro é muito melhor desenhado que o do Etios, tendo, inclusive o painel no lugar certo. A Toyota gastou dinheiro para fazer malfeito (em termos de desenho) por que quis.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Mas se alguém pode comprar esse Sirion, porque compraria o Corolla?

      Excluir
    2. Até esse Sirion tem visual mais agradável e painel no lugar certo. Não tem salvação pro Etios, foi uma cagada da Toyota mesmo.

      Excluir
  20. Dizer que esse carro tem linhas agradáveis é forçar a barra demais, na minha opinião! Como alguém disse lá pra cima, parece um Logan derretido.

    A verdade é que esse carro pode ser bom quanto for, mas com esse painel e esse "estilo", não compraria nunca.

    ResponderExcluir
  21. Logan derretido,
    sem mais.

    horrivel pode ser bom, mas feio demais, eu passo.

    ResponderExcluir
  22. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir
  23. A Volks e a Fiat agradecem esse novo Toyota...

    McQueen

    ResponderExcluir
  24. Depois das últimas mexidas nos sedans de entrada oferecidos no mercado, agora tenho certeza: LOGAN o mais bonito da categoria!

    Vive la France!

    ResponderExcluir
  25. Espertinha esta Toyota ao usar como chamariz o GT86 para chamar a atenção dd seu lançamento.
    Quanto ao carro, sem entrar em detalhes, de cara ganha o consumidor brasileiro por mais uma opção, o que faz todos os concorrentes se "mexerem", ou com melhorias, ou com reduções de preços, ou com o melhor dos dois mundos: as duas coisas.
    Me chamou a atenção o fato do motor "pequeno" e do motor "grande" serem bem proximos em relação à sua capacidade cúbica.
    De resto, fica o único senão já levantado aí em cima que é este painel no centro. A primeira vista pode até parecer "legal", mas ao longo deo tempo pode cansar e que ninguem tente me convencer que ele NAO tira a atenção do motorista ao procurar alguma informação se comparado com o painel colocado tradicionalmente na frente do condutor. Hummm, sei não...
    Buenas, no mais, aguardemos e seja bem vindo como novo produto.

    E por fim, espero que a Dona Toyota coloque o GT 85 nos showrooms Brasil afora.
    Por um preço palatável então, vai encher os olhos e a garagem de muitos AE's!!!

    Fernando RD

    ResponderExcluir
  26. Ops, foi mal. No comentario acima, GT86 e nao 85... Sorry!

    Fernando RD

    ResponderExcluir
  27. dizem que fazem todos os estudos possíveis de mercado e comportamento e tralálá... será?
    tanto investimento da toyota no brasil e vai arriscar um modelo por causa do painel? pode até não ser tao ruim como parece, mas atrapalhara demais as vendas. sei que qualquer alteração na linha de produção custa milhões mas será que custaria uma fração do que gastam com agências de publicidade por exemplo?

    ResponderExcluir
  28. Jonis Japlin04/08/12 20:50

    Vou falar uma coisa para todos: o melhor Etios é um Corolla usado.

    E isso vale até para os primeiros Corollas fabricados em Indaiatuba, com mais de 10 anos.

    ResponderExcluir
  29. Olhando as fotos, lembrei imediatamento da linha Tiida da Nissan, tanto pela curvatura da grade frontal,como pela lateral, como também por vários detalhes externos. É um mini Tiida. Prêço por Prêço fico no Tiida. Muito mais carro.

    ResponderExcluir
  30. Apesar de ser novidade no mercado, e a Toyota passar a vender carros pequenos, está chegando tarde. Não parece grande coisa. Mas também é cedo para dizer algo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Se o preço não é o forte, o que será? Deixa-nos curiosos.

      Excluir
    2. O preço é uma merda, o visual é uma merda, o painel central é uma merda. Acho que o único argumento de venda desse Etios é a fama de qualidade que os carros da marca carregam. Mas acho que nem em qualidade ele deve se destacar, já que devem ter cortado muitos custos em desenvolvimento e produção. Ou seja, essa porcaria na verdade não tem nada que justifique a compra.

      Excluir
  31. Toda vez que vejo um carro novo lançado no brasil e vejo seu interior com o "pretinho básico", dá vontade de chorar e perguntar: porque? porque????

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Então são dois chorando e se perguntando. Segundo consta, pesquisas feitas pelas fábricas apontam que o brasileiro tem preferência pelos interiores pretos. Duvido muito destas pesquisas, pois conheço muita gente com saudade dos tempos em que tínhamos interiores monocromáticos em vinho, cinza claro, marrom, bege, e até azul, inclusive em carros que não eram os modelos de luxo das respectivas marcas. Deveriam nos oferecer estas opções de interiores, nem que fossem pagos como opcional. Eu pagaria. Abaixo os sem-graça, soturnos, claustrofóbicos, e calorentos interiores pretos!

      Excluir
    2. BMW X1 tem interior claro, e com preço acessível à classe média...

      Excluir
    3. Aléssio Marinho05/08/12 02:11

      Mr. Car,

      Pior se fosse interior preto e forrado em couro!
      Tive um carro com estofamento com esse material e não quero nunca mais!

      Excluir
    4. Mr. Car,

      Não é o meu caso, mas se você conversar com amigos, concluirá que a maioria prefere interior preto. Alegam que "suja menos", LOL...

      Você já "maginô" um carrinho branco com interior vinho?

      Excluir
    5. Os antigos chevettes tinham opção de escolha da cor do interior (marron, creme, preto, cinza e até vinho!!!! azul não lembro de ter visto)Acredito que hoje esses veículos com interiores de cores diferentes devem valer uma boa grana em uma avaliação.
      Quanto ao preço desse novo Etios sedã da Toyota, vou sem medo de ser feliz no Nissan Versa, no Grand Siena e no New Fiesta. Esse etios tá perdendo para o Logan, que agora me parece ter um designe bem resolvido. 40 mil reais nesse Etios sedã tava bem pago.

      DPSF

      Excluir
    6. Converso sempre, CCN, e muita gente não tem preferência por interiores pretos, o que me faz desconfiar destas pesquisas. Este "sujar menos" é uma das razões alegadas pelas fábricas para nos empurrarem estes interiores, mas isso dependende muito do dono do carro. Carro meu, garanto que não suja, pois entre outros cuidados...para transar, existem moteis. Fazer refeições? Restaurantes ou lanchonetes. He, he, he! E não só já imaginei, como já vi carro branco com interior vinho. Show!

      Excluir
    7. Aléssio: gosto muito mais de interiores em um caprichado veludo, que em couro.

      Anônimo 05/08/12 11:07h: o interior monocromático azul claro era usado pela Chrysler tanto em Dodjões, quanto no Polara. Absolutamente espetacular! Considero-os até hoje os interiores mais belos de toda a história da indústria nacional. E também prefiro todos os sedãs citados por você, em lugar deste Etios. Mais uma coisa sobre interiores: fora do Brasil, o Versa e o Logan tem opção de interior monocromático bege. E embora fosse uma edição especial, a Nissan pouco atrás, usou também um bege claro no Sentra. Nem preciso dizer que deixava o de interior preto no chinelo.

      Excluir
    8. O mais triste é que, muitas vezes, logo que um novo modelo é lançado no Brasil, tem-se outras opções de cores para o interior do veículo. O meu Focus 2002 é um exemplo, com interior em um agradável cinza claro. Se não me engano, 2002 foi o último ano a ter essa opção de cor, passando ao básico preto a partir do ano seguinte.

      Sinto uma falta enorme da opção de interior em bege ou marrom claro. Esses tons são muito agradáveis aos olhos, sem contar que esquentam menos nesse nosso país tropical. Quem vê pensa que ter mais opções de cores encareceria sobremaneira o custo de produção...

      Excluir
    9. Runner, só vejo vantagens nos tons claros: dão sensação de amplidão, passam uma impressão de maior requinte, são muito bonitos, e esquentam menos. Já que citou o interior cinza claro do seu Focus, me lembrei de um nesta cor que eu gosto demais: o do Clio R/T "Maradona".

      Excluir
    10. Aléssio Marinho06/08/12 00:38

      Essa conversa de que cor escura suja menos é balela.
      Corsa GL 1.6, da primeira safra (ainda com painel do 1.4) interior cinza com tecidos coloridos e branco por fora. Lindo!
      Escort Hobby 1.6, vinho por fora e interior cinza, até o carpete! E veludo nas laterais do banco. Meu carro de trabalho e peguei muito barro com ele, ficava mais limpo que meu Logan com interior preto.
      Não gosto de cores escuras, nem pra interior nem pra pintura. Carro preto pra mim só da funerária, além de realçar qualquer sujeirinha...

      Excluir
    11. "Os antigos chevettes tinham opção de escolha da cor do interior (marron, creme, preto, cinza e até vinho!!!! azul não lembro de ter visto)"

      A versão jeans de '79 tinha interior azul em tecido... jeans.
      http://www.chevetteiros.com.br/reportagens/chevette79jeans02.jpg

      E quem lembra do Palio 500 anos com os bancos e forrações naquele belo veludo azul marinho? Talvez o último auto nacional a ter uma cor realmenet exótica em seu interior.
      Bem que valeria ao AE fazer uma lista dos interiores coloridos já feitos por aqui.

      Excluir
    12. Do "Jeans" nem me lembrei, Charles, mas claro, tinha as forrações em azul. E você acha que eu ia me esquecer do interior do Palio ELX 500 anos, he, he? E sou mais um na lista de assinaturas pedindo uma matéria no AE sobre interiores coloridos.

      Excluir
    13. Estou finalizando a restauração de um Escort Guarujá e ele tem o interior em veludo, inclusive o teto, em cinza azulado juntamente com tecido navalhado um pouco mais escuro no centro dos bancos e portas.
      Carrinho bom com motor 1.8 e completinho por menos de 5 mil reais... Mais um que vou casar e com gosto!

      Excluir
  32. Como já foi dito, o painel muda se o volante mudar de lado, ele é feio mesmo. E onde que este carro asqueroso tem linhas agradáveis? A Toyota quer vender só pela fama, assim como a VW. Carro ridículo para consumidores cegos.

    ResponderExcluir
  33. e todo esse lançamento na esperança de baratear de vez o carro no brasil, aos poucos, carros, peças, pq se for pra continuar do jeito que está, mico total

    (comentários de alguém bêbado e nossa língua portuguesa cheio de acentos úteis) e a dilma com 75% de aprovação, o que eu posso fazer? grevista único na empresa privada? não dá. paralisação geral eu to dentro, e disposto a ir pra longe protestar, reclamar aqui é fácil. mas eu sozinho de disney cruj revolucionário não dá certo. é uma merda, quanto mais se vê a realidade em outros países bem desenvolvidos mais dá vontade de queimar tudo o que tem aqui, e comentários na internet só ajudam um pouco. se toda essa carga tributária se revertesse razoavelmente, ainda vai. mas tá longe disso. tá mudando, mas é tão lento, quem sabe nos próximos 20 anos. eu acho que tá próximo o futuro decente. sangrando um pouquinho vai mais rápido.

    ResponderExcluir
  34. A Toyota vai tentar apoiar as vendas destes carros na fama de robustez e durabilidade do Corolla, mas sinceramente, acho que só isso não será o suficiente...... acredito que vai ter seu espaço no mercado, mas não a ponto de ameaçar Gol / Voyage, Uno / Palio ou até mesmo o Fiesta.

    ResponderExcluir
  35. Acredito que a maior ameaça é o tal HB20 da Hyundai, de desenho bem agradável......

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Esse sim acredito que venderá bem, o único empecilho será a pouca cobertura da rede de concessionárias, pelo menos de início.

      Excluir
    2. O empecilho do HB20 será o preço...

      Excluir
  36. DESENHISTAS DE CARROS: parem de avacalhar os painéis de instrumentos! Qual a dificuldade em pôr velocímetro, tacômetro, indicadores da temperatura do motor e do nível de combustível, com instrumentos circulares no local costumeiro.

    NÃO precisamos de invencionices que só atrapalham a condução dos carros, como velocímetros no centro do painel (Mini), velocímetros digitais, velocímetros postos acima dos demais instrumentos (Civic), e muito menos de painéis de instrumentos postos a 50cm de distância do local adequado.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O ruim desses painéis centralizados é forçar o motorista a olhar para o lado direito ao consultar os instrumentos. Isso é particularmente ruim em estrada de mão-dupla, onde o maior perigo está justamente do lado esquerdo.

      Excluir
    2. Uma coisa praticamente impossível de fazer em um C4 é ajustar a luminosidade do painel com o carro em movimento, pois o dimmer fica láááááááááá longe e são dois botõezinhos, em vez de algo giratório pouco adiante da coluna de direção.

      Excluir
    3. Painel Central06/08/12 08:22

      ENGENHEIROS DE CARROS: parem de invencionices e criem carros eficientes com gasolina. Isso tudo de carro flex é pura baboseira que não traz ganho real algum ao meio ambiente/consumo/desempenho.

      [e se alguém disser aqui que o flex não é coisa de engenheiro, pois é decisão política/marketing, pense BEM antes de criticar os estilistas achando que no pé deles não existem financistas, marqueteiros e engenheiros "da visão estreita"]

      Excluir
    4. É uma maravilha todos os passageiros do carro saberem exatamente a velocidade... menos o motorista que tem que virar o rosto para saber qual a sua velocidade...kkkkkkkkkkkk... painel de instrumentos com certeza é algo para o motorista e não para os passageiros...

      Excluir
  37. Pelo que andei lendo por aí, o preço do Etios me pareceu muito salgado para um modelo de entrada, mesmo em se tratando de Brasil. Pelo provável preço do Etios hatch básico será praticamente possível comprar um Nissan Versa que, ao menos por fotos, aparenta ter um interior mais agradável aos olhos do que o Etios.

    E confesso que me senti incomodado ao ver o interior do carro mais preparado para o volante do lado direito. Isso me chega como certo desrespeito ao mercado brasileiro, como que empurrando qualquer coisa, já que tudo vende por aqui...

    ResponderExcluir
  38. Não achei feio nem tão caro assim não, por 32 mil da pra pensar em dar uma olhada, só o painel que estraga.
    Felipe Tavares

    ResponderExcluir
  39. Os preços já foram divulgados, Bob: 35 a 48 mil. Quanto aos difusores no ar, ficam no lado esquerdo quando o volante está à direita.

    ResponderExcluir
  40. Acabei de chegar do etios conection, claro que só tive olhos para o toyobaru... Estou completamente, perdidamente, apaixonado!

    ResponderExcluir
  41. Toyobaru e nada mais. O trem com painel de brinquedo eh esquisito demais.

    ResponderExcluir
  42. Sim sim Bob!

    Realmente é beeeeeemmmmmm desenhado esse carro! Pode crer!

    ResponderExcluir
  43. Brasileiro Médio06/08/12 08:23

    Bob,

    Toyota é Toyota né?

    ResponderExcluir
  44. Ontem fui ao tal "Conection" no Barra Shopping (Rio).
    Passei um bom tempo admirando o Toyobaru. Que maravilha. Carro pequeno, baixinho, posição de guiar ótima. É de impressionar mesmo a posição do motor: lá em baixo. Segundo o pessoal da Toyota, não há mesmo previsão de vendas por aqui.
    Durante a visita, perguntei à modelo, muito gentil por acaso, se o motor era 2.0. "Não. É boxer, igual Porsche".
    Então um matuto ao meu lado diz: "deve ser no mínimo 4.0". Reforcei que não, era 2.0 mesmo. E ele, me olhando com desdém, respondeu: "Não. Com certeza é mais que isso".
    Vi também o Prius, que me impressionou pela qualidade de acabamento.
    Quanto ao Etios...só mais um carro normal, como qualquer outro. Fiquei indiferente quanto a ele.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Acho engraçado o cara que avalia posição de guiar, SEM GUIAR!!!!

      em movimento todas as impressões mudam, ou não? super entusiasta!

      Excluir
    2. Aceitaria sua critica se vc tivesse mais educação.
      Reparei que tem aumentado a qtd de comentários grosseiros e que nada acrescentam, como esse.
      Que tal repensar a idéia de não aceitar anônimos?

      Excluir
    3. Tenho reparado que tem aumentado a quantidade de comentários de analfabetos funcionais, pessoas sem critério que saem cuspindo na internet experiências irreais/falaciosas como se fossem a verdade vivida.

      Ou seja, babacas.

      Excluir
    4. Ô anônimo, se toca. O babaca da história é você. Mais um comentário seu que não acrescenta nada. Se não tem o que falar, fique quieto, recolha-se a sua insignificância. O cara que você critica teve a boa vontade de compartilhar uma experiência, que você sequer teve. Goste ou não, ele tem mais embasamento que você, que sequer conheceu o carro.

      Excluir
  45. Christian Monteiro06/08/12 19:07

    Apesar de um posicioamento diferente de mercado (ou não tanto...), versóes intermediárias e superiores do "cara de poucos amigos" Etios enfrentará versões de entrada - Origine - e intermediária - Tendance - do Novo Citroën C3. De brinde, o pára-brisas Zenith.
    Quanto ao interior então... sem comentários!

    Toyota é Toyota? Sim. Sem dúvidas! Mas... C3 é C3! Quem tem, sabe! No Test-Drive é bem possível comparar e entender isso...

    CM
    _______________________________

    ResponderExcluir
  46. Ok Christian Monteiro,

    Mas a Citröen tem um problema. Se quisermos um C3 ou um C3 Picasso com o excelente motor 1,6 de 16v, é preciso adquirir o topo de linha. Quem não quiser, precisa se contentar com o motor 1,5 que é nitidamente inferior.

    Então, quem não aceitar, procura carro de outra marca.

    Acredito que é por isso que a PSA está balançando no Brasil e na Europa. Eles ainda não aprenderam o "espírito da coisa".

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Christian Monteiro07/08/12 01:17

      CNN,

      Concordo, mas esta é uma arma de praticamente todas as marcas para empurrar o desejo do consumidor para o modelo que deixa maior margem. Aqui pagamos a conta da Europa, lembra?!

      Mas posso te garantir, tendo sido convidado antecipadamente para dirigir em percurso longo os dois modelos com motorizações distintas: o 1.5 surpreende. Muito! Faixa de torque alta, nível de ruído ok, enfim, um belo conjunto motriz.

      E, voltando à estratégia adotada pelo PSA: Não podemos esquecer que a responsabilidade é do próprio consumidor. Enquanto nós aqui neste blog somos AutoEntusiastas, a maioria dos brasileiros que se intitula como tal é na verdade EconomiaEntusiastas. É uma tendência contar centavos abrindo mão de alguns cavalos.

      PSA tem muito ainda para aprender nos mercados do BRIC e Sul-Americanos de maneira geral? Sim, mas estão seguindo os rumos do que é praticado por seus concorrentes.
      Compare e verá.

      Em contrapartida, oferecem SEMPRE segurança, tecnologia, e carros mais completos. É esse o "espiríto da coisa" em um país como o nosso...

      Acompanhe os emplacamentos e perceba que no Brasil - sem apologia à Peugeot ou Citroën, ao contrário do que te parece, não estão balançando, e sim crescendo constantemente e de forma consolidada em market-share.


      CM
      ____________________________________

      Excluir
    2. CM,

      passe o telefone da tua loja pra eu agendar um test-drive, por favor?

      Excluir
    3. Citröen C3,

      A motorização é composta de motores 1.5 Flex de até 93 cavalos, e 1.6 Flex, com até 122 cavalos.

      Pois é CM, a difereça é muuuuuuuuito grande.

      E o pior, é que o carro nem bem foi lançado e já estão querendo cobrar ágio.

      Excluir
    4. Christian Monteiro07/08/12 19:38

      Caro Anônimo 07/08/12 11:02,

      Como entusiasta divugo quando enxergo em um produto qualidade. Se encoraje e procure a mais próxima da sua casa, na sua região. São muitas espalhadas por todo o país. Depois comente aqui a sua opinião, como fiz. Ou divulgue aqui seu nome e contatos que tenho certeza que entrarão em contato.

      CM
      ______________________________________________

      Excluir
    5. Christian Monteiro07/08/12 19:52

      Brazilian Clown,

      Sendo 8V te digo que o 1.5 tem torque muito bom no trânsito urbano. Bom de dirigir, sem sentir a perda de força em nenhum momento, ao contrário! Surpreende. O Test-Drive comprova.
      Quanto ao 1.6 122 cv, claro, realmente há diferença (e é mesmo para ser assim, por isso a existencia de ambas as configurações), maior velocidade final, relação peso-potência excelente, muito acima da média.

      Já quanto ao ágio, procure o gerente ou diretor da concessionária. Sendo sérios, não te cobrarão... Só tenha cuidado nessa análise: existem dferenças de frete, região, etc.

      CM
      __________________________________________

      Excluir
  47. Warley Camurça06/08/12 20:04

    Na minha opinião o carro deveria ter um desenho mais limpo, mais bem resolvido. O interior ficaria bacana se os instrumentos estivessem nas posições mais comuns, inclusive os difusores de ar.
    Um carro assim, com o desenho muito sofisticado logo na primeira geração, me deixa na dúvida de como será as próximas gerações do modelo, será que regredirá? Se tornará mais simples? E realmente com esse preço deixará mais espaço para os carros que já detém o mercado.
    Mas quanto mais concorrência, melhor para os consumidores!

    ResponderExcluir
  48. Consumidor brasileiro é otário, paga caro por coisa barata, ainda mais se tiver "grife".

    March é um ótimo carro, mas 25 mil por um peladão é demais da conta! Esse ETIOS é ainda mais absurdo quanto ao preço.

    Vai vender pro tiozão que tem corolla e quer dar um toyota pros filhos...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Mas qual vai vender pro tiozão? O Etios ou March?

      Excluir
    2. kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

      Excluir
    3. Etios!

      Caralho como tem neguinho que não sabe interpretar texto... analfabeto funcional da porra...

      Excluir
  49. Voz da Verdade09/08/12 21:40

    Horrendo por fora.
    Vergonhoso por dentro.
    Brasileiro vai adorar.

    ResponderExcluir
  50. http://www.carrosbrasileiros.com.br/etios-toyota/

    ResponderExcluir

O Ae mudou de casa! Todos os posts do blog foram migrados para o site. Por favor busque por este post no site e deixe o seu comentário lá.
Um abraço!
www.autoentusiastas.com.br

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...