28 de outubro de 2012

FLASHES DO 27° SALÃO INTERNACIONAL DO AUTOMÓVEL DE SÃO PAULO

Fotos: autor

Acura NSX Concept



Como design, o Acura NSX Concept encanta. Ao vivo, garanto, é ainda mais harmonioso que nas fotos; seu estilo traz algo de fresco, original, e todos os detalhes estão ligados a uma mesma história, ao mesmo enredo, e isso é essencial quando se analisa um objeto que pretende ser uma manifestação de arte. O antigo NSX deixou saudade por sua dirigibilidade extremamente prazerosa. Pena que o próximo, se vier, não terá um Ayrton Senna para deixar seu comportamento ao ponto.


A JAC Motors tem uma jóia nas mãos, o J3S, mas que falta ser lapidada. Ele virá com um motor mais forte, de 1,5-L e 127 cv (álcool, será flex). Se o J3, que pesa 1.060 kg, já anda bem com seu 1,33-L de 108 cv, esse J3S será uma bala. O senão deste J3 apimentado, que considero importante, é ele continuar com suspensão elevada demais. Caso a tivesse na altura de projeto, mais assentado, certamente conquistaria boa fama. Como está, faltará chão para o tanto que vai andar. É fácil acertar isso.


O JAC J2 virá com o mesmo motor de 1.332 cm³ do J3, 108 cv. Pesa ao redor de 900 kg, ou seja, 100 kg menos. Vai andar bem. Lançamento no mês que vem e vai custar R$ 30.990..








Ao vê-lo de longe, praticamente corri para ver de perto o bugue da VW. Adoro carros simples. Pena que é só um conceito, sem planos concretos de fabricação, e pena que tem tração dianteira. Mas não consigo conceber um bugue com tração dianteira.








O legal, também, é que todos os controles do painel estão embutidos em proteções de borracha, como os de lancha. Além disso os assentos são revestidos de borracha, então para lavá-lo é só meter uma mangueira com pressão e boa. Show.














No painel do novo Fusca contei 50 botões...

...enquanto no do original, meia dúzia (foto:carscoopblogspot.com)

Tempos complicados os atuais; deixam a gente meio confuso. Já estou cheio de apertar botão. No futuro as coisas voltarão a ser mais simples e teremos mais tempo para fazer coisas mais interessantes que ficar apertando botão.

Deu branco na Nissan: Moda.

Deu o prata na Porsche: Tradição – mas só nos dois dias de imprensa, depois trocaram os carros por de várias cores. Trabalheira.
.


Inovação: painel do novo Peugeot 208. Mostradores que se enxergam por cima do volante, que, por sinal, é bem pequeno: 320 mm de diâmetro. Todos os 208 terão regulagem ampla de altura e distância do volante. A princípio, gostei, pois a idéia é dirigir com o volante baixo, do jeito que gosto, mais chegado à posição de guiada dos Alfa Giulia, Ferrari Dino e 308. O De Tomaso Pantera também se guia assim.


O novo 208 saiu um hatch chiquezinho, bem europeu, com detalhes que se encaixam mais aos conceitos estéticos de quem tem herança européia no sangue.


O Mercedes cupê da Série C já nasceu um clássico. Daqui a 20 ou 30 anos ele será muito mais admirado e cobiçado que o de 4 portas. Quem vai atrás, vai com bastante espaço e conforto, sem sacrifício algum.

Mercedes Asa de Gaivota, AMG de corrida. Mal chegou e já foi vendido, R$ 1,3 milhão.. É incrível o quanto o V-8 é recuado. Sobra espaço à frente para colocar mais outro V-8.


O Toyota 86, um produto conjunto da Toyota e Subaru, não impressiona pela beleza. Chega a ser meio comum, mas atrai por ter sido aclamado pela imprensa internacional como sendo uma delícia de guiar. Potência de 200 cv, tração traseira e só. Basta.

Seu símbolo aplicado nos pára-lamas dianteiros faz alusão ao motor boxer, cilindros contrapostos que nem Fusca, uma marca registrada da Subaru.

Tive um calafrio e sensação de enjôo ao constatar que este 86 trazido ao Brasil veio com câmbio automático. Quem foi o maldito que inventou que braslieiro só gosta de carro esporte com câmbio automático? Espero que, caso o tragam, ao menos tragam também o de macho. Aqui não é a Capadócia. Não é vergonha ter nascido e crescido macho. Chega de preconceito.






Este Jaguar XKR-S azul seria meu carro de sonhos, caso fosse fabricado também com câmbio manual, como faz a sua ex-irmã Aston Martin. Fora isso, espetacular. Velocidade máxima: 300 km/h.


O novo Jaguar F-type pretende dar seqüência ao E-type. A traseira leve e arrebitada parece que teve inspiração na do E-type. Não causou o mesmo impacto que o E-type quando no Salão de Genebra, em 1961.


Solução genial no Suzuki SX4, de tração integral: suspensão traseira por eixo de torção e eixo motriz ao mesmo tempo. Simples, barato e eficiente.

Carro-conceito da Suzuki: invocação da frente do Simca 1000 e traseira do Citroën DS 19. Por fora, gostei, mas o interior me pareceu inspirado em algum salão de beleza meio escandaloso. Faltou só o cheirinho de laquê.


Carros elétricos: o Renault Fluence Z.E. (zero emission), mesma mecânica que o Nissan Leaf, tem 40% do porta-malas ocupado por baterias, normal 530 litros, restaram 317.Automonia máxima é de 185 km com 22 kW·h de carga.

Mas sua cor é mesmo linda, é a cor do fundo dos mostradores dos Maserati de corrida da década de 1950.
O elétrico Renault Twizzy está vendendo bem em Paris. Excelente para trânsito pacífico e ruas asfaltadas por gente responsável. Aqui em São Paulo, pena, não rola. Aqui é teatro de guerra.

O Mitsubishi i-MiEV há anos que é exposto em tudo quanto é evento aqui no Brasil. Parece que na espera de que o nosso governo tome um choque e acorde para o que acontece no mundo e incentive os elétricos por aqui.

Não precisariam colocar dinheiro público na coisa, o mesmo dinheiro que costumam usar para comprar deputados, seria só desonerar. Muito bacaninha. Ótimo espaço interno, leva 4 com muita folga.

O modelo C10 da chinesa Great Wall impressiona bem. Além do bom design e arranjo do espaço interno, parece ter bom acabamento para os padrões chineses. Tem opcional de câmbio automático.


Os chineses não desistem tão fácil assim do Brasil. Esse papo de que brasileiro não desiste nunca só cola em quem não conhece o povo chinês. Eles já se livraram do ópio, um agente colonizador que muito contribuiu para mantê-los pacíficos enquanto explorados. Nós ainda não nos livramos dos nossos ópios.


A Ford definitivamente adotou a frente trapezoidal dos Aston Martin. Fez bem, estão lindos seus carros. O novo Fusion arrebenta em beleza. Bom carro ele já o era. 










Uma fotinha da minha gamação, a Triumph Bonneville. Não é um design retrô. Ela é simplesmente igual à da década de 1960 – com sela plana e tudo – mas com mecânica moderna. Fico imaginando a Porsche fazendo o mesmo, reeditando um 356, a Ferrari, um 250 GT, a Jaguar, um roadster XKSS, a Chevrolet, um Corvette 1962. Quem sabe um dia?






O novo  Hyundai i30 encorpou e modernizou suas linhas, bem ao estilo futurista que a marca decidiu dar a seus modelos. Um painel ao fundo de seu estande mostra de onde vem essa inspiração.


O Hyundai HB20, fabricado em Piracicaba (SP), parece ter tudo para tirar o sono da concorrência. Baixo índice de problemas, boa e moderna estrutura, bom acabamento, bom design, bom espaço interno para 4 pessoas, ótima ergonomia, volante com ampla regulagem de altura e distância, bom banco para o motorista.
Há opção de câmbio automático de  4 marchas. Os outros que se cuidem. Estou ansioso para colocá-lo “no uso” após a avaliaçào inicial que ocorrerá em breve..


O Salão vai até domingo que vem, dia 4 de novembro. Caro leitor, se puder, procure ir num dia fresco, pois com sol aquilo vira um forno de assar pão, maquilagens derretem e tintas escorrem dos cabelos. Calçados confortáveis, pois muito se anda.

AK

(Atualizado em 28/10/12 às 13h45, inclusão de foto faltanta, Jaguar XKR-S azul)

101 comentários:

  1. Realmente um GT86 com câmbio automático é de dar calafrios, isso me faz lembrar o Camaro em que a maldita GMB só traz automático.

    Arnaldo, você sabe se o J3 Sport tem ao menos uma suspensão mais rígida do que o J3 1.3?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Douglas,

      Realmente não sei, mas pelo que conversamos é igual. A do J3 não é mole, é firminha. Bastaria baixá-lo, a meu ver.

      Excluir
    2. Rigozijai-vos senhores!
      Pelo menos o Subaru BRZ estava com cambio mecanico
      Nem tudo esta perdido......

      Excluir
    3. Arnaldo,precisamos retornar aos verdadeiros conceitos, aqueles que nos permitem desenvolver a habilidade e o controle real no manuseio dos veículos dotados de câmbios mecânicos e que nos proporcionam o verdadeiro e inigualável prazer de dirigir. Para tal, contamos com a força de vcs.,da imprensa especializada, para caírem de pau sobre os bocós que estabelecem que não temos o direito de escolha! Caraca, somos o 3o. ou 4o. mercado do mundo, está na hora de nos impormos aos pretensos "especialistas de mercado" encastelados nos deptos. de marketing das fábricas. Façamos abaixo assinados, recorramos ao CADE, sei lá o que mais! Temos que ser protegidos, não podemos apenas dizer "Não compro!"
      Temos que ter o direito da escolha, tanto quanto qq. francês, alemão ou
      italiano, com mercados menores do que o nosso e com todas as opções disponíveis em praticamente todos os modelos e versões a eles oferecidas. Contem comigo, se precisarem! Abrs.

      Excluir
  2. Uma das principais vantagens do elétrico Renault Twizzy está no tamanho, pode ser guardado em qualquer cantinho dentro de casa. Além disto, pode ser uma alternativa limpa para o transporte urbano individual.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Estou pensando em comprar um. Não tenho mais vagas de garagem no condomínio. Eu moro no 14º andar mas tenho um espaçozinho na área de serviço.

      Você sabe dizer se ele entra fácil no elevador? E portas de 90 cm? Preciso saber disso antes de comprar.

      Excluir
    2. Adilson.

      Em cidades tranquilas do interior o Twizzy deve ser muito bom. Ele tem seu espaço, tem sua utilidade, sim, fora que deve ser gostoso de guiar.

      Excluir
    3. Anônimo, já estou pensando no quadro surreal: Colocar o Twizzy para dormir na varanda, lavar o carro no fim de semana, estacionar "rapidinho" no corredor do prédio... Até o dia em que um ladrão faz rapel e rouba o carro!
      Mas, triste notícia: Segundo o site francês da Renault, o eletriquinho tem largura de 1,24. Não passaria por portas de 90cm, a memos que as portas fossem arrancadas...

      Excluir
  3. Eu também não entendo essa preferência por câmbio automático em carros esportivos... acho que muita gente acha o supra-sumo da esportividade o paddle-shift em câmbio automático! Acho que é o efeito dos vídeo-games ou dos vídeos de F1. É só ver como muita gente reclama que o Fluence turbo veio com câmbio manual

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. As Mercedes da década de 1970 (R107=SL e C107=SLC) equipadas com motores V8 só tinham câmbios automáticos... e ninguém reclamava!

      Excluir
    2. Esses Mercedes (pra mim) sempre tiveram mais imagem de carro de "playboy" que esportivos propriamente ditos. Carros de "gente fina"... mas comprar um Toyobaru automático no mínimo é contraditório. E é normal um "autoentusiasta" preferir estar no controle.

      Excluir
    3. Anônimo das 16:25
      A maioria que entrou no Brasil foram automáticas mas vieram vários exemplares com cambio mecanico, principalmente na R 107 SL
      Sao mais difíceis de se achar e mais caras que as automáticas

      Excluir
    4. Isso tudo só faz crer que não são os entusiastas que estão comprando esses carros ..... E a maioria das fábricas anda fazendo esses carros pensando mais em vender do que em impressionar os entusiastas, né ??

      Excluir
    5. Helcio,

      as fábricas fazem também com manual, mas as filiais daqui só importam os automáticos. Deveriam trazer os dois.

      Excluir
    6. E isso tanto é verdade (existir a opção pelo câmbio manual) que tem no Mercado Livre para venda dois Mercedes, anos anos 70, com motor V8 e câmbio manual.

      Leo-RJ

      Excluir
  4. Só pra depreciar: O Acura está com cara de Chevrolet, e a "inspiração" da Hyundai é um ornitorrinco metálico cotó.
    O i-mev não é o aquele que aproveita a plataforma desenvolvida por outras três fabricas, todas com filial no Brasil e nenhuma com vontade te fazer seu carrinho aqui? Se não for, lembra muito...
    Não gosto de volantinho. Parece coisa de quem aprendeu a dirigir num playstation. Mas vá lá, o Peugeot é francês e francês sem algo excêntrico não tem graça (em tempo: A versão duas portas com câmbio manual já foi confirmada?
    O suzuki com cara de sapo é horrendo, mas transborda simpatia. Pena mesmo são os retrovisores minúsculos (se é pra ser pequeno, por que não microcâmeras totalmente embutidas? Se é para aparecer, por que não um simples espelho com um formato complementar ao do farol?) Gostei do piso, com um carpete que lembra colcha de retalhos.
    Como pode? A Boneville da década de 60 parece muito mais divertida e útil que uma moto com projeto recente. Quanto será que custa? Mais que uma HD?
    Coincidência ou não, conversei sábado com um engenheiro de mecanismos (ele não gosta do termo "mecânico" diz que dá a impressão que ele funciona à corda), e ele disse que é impossível o eixo de torção e a tração traseira por conta da denominação: De o diferencial for fixo no eixo, o esquema é de eixo rígido com elementos flexíveis. Se o diferencial for fixo por cima do eixo de torção, o sistema torna-se De Dion, e se ficar por baixo, é um caso de braços semi-arrastados com uma barra estabilizadora muito robusta. Isso é besteira, opinião dele, ou confere? De qualquer modo, se a suzuki achou um jeito mais simples, barato e eficiente de levar tração às rodas certas, já é um motivo a comemorar!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Brauliostafora
      O eixo De Dion é rígido, não torce como um eixo de torção.

      Excluir
  5. Procede a informação de que o novo i30 veio em versão americanizada com suspensão traseira por eixo de torção e não independente como a versão européia?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Anônimo
      De fato, agora é eixo de torção.

      Excluir
    2. Demorou ... Aprenderam que quem compra carro por aqui (e tbm por outros cantos do mundo) dão pouco valor à técnica mais apurada.

      Excluir
    3. A Ford agradece-agora, Focus rules!

      -Se a degradação tecnológica era mesmo necessaria,podia pelo menos ser menos 'carnavalesco'.Imagina a elegância q. seria um Cerato hatch

      Excluir
    4. Dale! Faço coro! Eeeeco!

      Excluir
  6. Braulio,

    logo saberemos o preço da Bonneville. Logo será o lançamento dos produtos da Triumph, uma parte montada em Manaus e outra importada. Mas acho que será mais cara que algumas HD e mais barata que outras.
    Quanto às denominações que queiram dar ao novo sistema de tração/suspensão traseira do Suzuki, a foto mostra bem, é eixo de torção, diferencial fixo no chassi e dois semi-eixos. Nada a ver com o de Dion, pois o de Dion não torce.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Desculpa se a minha pergunta for um tanto quanto idiota para alguns mas como os semi-eixos do Suzuki se movimentam sem alterar a bitola traseira quando as rodas vão para cima ou para baixo? Ou, caso a bitola se altere, como é que o eixo de torção faz esse movimento "para dentro ou para fora" para acompanhar o tamanho da bitola traseira?

      Não sei se consegui ser claro na minha dúvida, mas se alguém entender e conseguir colocar em melhores palavras, agradeço muito!

      Excluir
    2. Arnaldo e Bob, fico satisfeitíssimo em ficar sabendo disso. Muito Obrigado.

      Excluir
    3. Guilherme
      O funcionamento da suspensão traseira deste Suzuki é o mesmo de todo eixo de torção, que tecnicamente é uma suspensão semi-independente. Não há nela qualquer alteração da bitola traseira.

      Excluir
    4. Bob, você não aproveitou e chorou pra Suzuki um SX4 pra teste?

      Excluir
    5. Braulio,

      Mesmo você sabendo, outros leitores podem não saber, daí que nos cabe esclarecer.

      Excluir
    6. Arnaldo, desculpe se pareci irônico, mas como a discussão era recente, peguei tirei um print da tela e mandei por e-mail. Não é todo dia que se discorda da especialidade de um engenheiro e consegue provas do erro dele, então realmente fiquei satisfeitíssimo em saber.

      Excluir
    7. Jesiel
      Isso fica para depois do Salão. O pessoal da Suzuki é amigo, não haverá problema em nos cederem um para teste.

      Excluir
    8. Bob, eu pensei nisso, mas quando a roda vai pra cima ou para baixo, como que os semi-eixos "se esticam" em relação a posição "normal". Pense no triângulo formado entre centro da roda quando os semi-eixos estão paralelos ao solo, o centro da roda quando os semi-eixos estão ou inclinados para cima ou para baixos e o diferencial traseiro. Para que não haja variação da bitola, os semi-eixos teriam que aumentar seu comprimento a medida que se aproxima dos batentes da suspensão traseira, sendo a hipotenusa do triangulo formado pelos pontos citados, maior que o cateto adjacente que seria seu comprimento com a suspensão em estado "normal", paralelo aos solo.
      Digo, se os semi-eixos variam sua angulação, o que faz com que a bitola não mude assim como acontece com a suspensão traseira do Fusca?

      Excluir
    9. Guilherms
      O que determina a bitola nas suspensões por eixo de torção é ele próprio, e ela nunca varia. O comprimento da semi-árvore é permitido variar pela junta homocinética interna, que tem previsão para isso na sua construção. A semi-árvore corre dentro dela. É o mesmo caso, o mesmo tipo de junta homocinética de todos os carros de tração dianteira.

      Excluir
    10. Ah, entendi agora! Valeu Bob!

      Excluir
  7. "No painel do Novo Fusca contei 50 botões". Contou e parece não ter gostado. Já eu, me amarro em painéis cheios de botões e "relógios". Ah, e relógios com os velhos e bons ponteiros: os digitais caem bem na nave "Jupiter 2", he, he! Outra coisa sobre painéis: o lugar do quadro de instrumentos é na frente do motorista, não no centro. Quanto ao Novo Novo Fusca como um todo, gostei: conseguiu ficar mais bacana que o anterior.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Mr. Car
      Segui suas dicas para a visita no Salão e foquei nos carros que nao se vê facilmente em CSS. como os importados e especiais
      A meu ver o carro do salão e o Fusca!
      Mecânica alemã, 200cv por 76.000 Dilmas!
      na versão mecânica . De longe o melhor custo beneficio do momento. E olhe que gostei bastante do Citren DS3!

      Excluir
  8. Pelas críticas e comentários, sobretudo dos autores, isso aqui tá parecendo um blog de velhos ranzinzas e retrógrados.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Se você não entende que um entusiasta prefere câmbio manual, sobretudo em carros esportivos, imagino que não entenda muito de carros.

      Excluir
    2. Anônimo das 17:01
      Nao seja chato, agüente e aprecie o nosso mal humor e azedume costumeiros!
      Arrrrgh!

      Excluir
    3. Anônimo das 17:10

      Isso mesmo, somos velhos e bastante experientes.
      Isso mesmo, ficamos ranzinzas de tanto ver besteira.
      Isso mesmo, somos retrógrados quando vemos involução em vez de evolução.
      Faltou dizer que em local adequado ainda mandamos uma lenha de apavorar a meninada.

      Excluir
    4. Hahaha... Boa, Keller!!

      Essa meninada é um saco mesmo... maldita inclusão digital!! Rsrsrs...

      Quando contei umas paradas aqui, dos tempos de surf etc., um cara ("anônimo", claro) respondeu que eu parecia um daqueles caras que quando jovens era surfista e idealitário e agora sou um velho reacionário... Hahaha... E olha que vou fazer 40 apenas em março próximo.

      Essa meninada não pegou a época que nós tínhamos de comprar o que dava e tínhamos de aprender a mexer nos carros mesmo, e pronto. Se pensar diferente deles simplesmente chamam-nos de velhos ranzinzas...

      Juventude é assim mesmo, tola e inexperiente. Rsrs...

      Leo-RJ

      Excluir
    5. Leo,

      Não acho que sejam inexperientes. Acho que as experiências são outras. E de tolos não têm nada. Só lhes falta um pouco de humildade para aprender com a experiência dos mais vividos. Mas nem todos são assim. Sorte desses.

      Excluir
    6. Caro Keller,

      Grande verdade. O que lhes mesmo falta é humildade... Pior que grande parcela fala sobre carros que nunca dirigiu (antigos ou novos) e sobre coisas que nunca fez. Enfim, graças aos Céus que nem todos são mesmo assim. Ainda há esperança...

      Abç!

      Leo-RJ

      Excluir
    7. O problema destas gerações "últimas letras do alfabeto" é a falta de valores, também conhecida como falta de berço... Nego tá metendo filho e viva a densidade demográfica! Tem bolsa-caralho pra todo mundo!
      TOMA ESSA MOLECADA!
      http://www.youtube.com/watch?v=jadvt7CbH1o

      Excluir
  9. NEW Fusion 2.0T Ecoboost novo sonho de consumo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. De fato! E o Beetle também ficou interessante

      Excluir
    2. Tô ansioso pra ver o Bob testar um e comparar com o BMW Série 3 2.0 Turbo testado recentemente!

      Excluir
    3. Lim
      O Carlos Maurício Farjoun, um dos nossos editores, esteve nos EUA para o lançamento do novo Fusion. Em mais alguns dias, análise completa aqui no AE.

      Excluir
    4. CMF? Xiiii!!! Lá vem borracha.

      Excluir
  10. Para aqueles que forem ao salão reparem no Num detalhe importante no Suzuki SX4
    Pedaleira perfeitíssima para o Punta-taco!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. So 1 em um 1.000.000 para olhar isso!
      A grande maioria que vi se contorcia para tirar fotos ao lado dessas tranqueiras chinesas como JAC, Great Wall , Cherry e etc
      Um monte de ignorantes em matéria de carro e mecânica: essa e a grande massa de visitantes do salão e bem o perfil do consumidor brasileiro médio no momento
      O raça !

      Excluir
    2. Kevin de La Noya28/10/12 20:44

      Ainda bem que tinha pelo menos 1 pessoa no Anhembi que sabia das coisas, não é anônimo das 19:03...

      Prá você ser perfeito, só precisava de um pouquinho de humildade, porque o resto você já tem de sobra, mestre dos mestres!

      Excluir
    3. Kevin Noya e anônimo acima
      Nada de pedaleira ou fotos com carros chineses
      Eu fiquei de olho nas meninas! Uma mais linda que a outra
      Mas sai de lá como entrei: chupando o dedo!

      Excluir
    4. Kevin
      Nao se sinta ofendido. Delete as fotos que tirou com os carros chineses e nao contaremos nada para ninguém
      Ok?

      Excluir
    5. Kevin de La Noya28/10/12 22:18

      Não me senti ofendido não anônimo!

      Não tenho mais saco prá enfrentar Salão de Automóvel faz tempo...

      Quando aparece algo que valha a pena ser visto, dou um pulo na loja e vejo com calma.

      Esse negócio de ficar enchendo cartão de memória com milhares de fotos e ficar se masturbando mentalmente com as modelos, deixo para moleques como você, que ainda vivem de sonhos tolos...

      Excluir
    6. Ta bom entendi seu recado.
      Mas também você nao precisava esculhambar comigo desse jeito. Precisava nao!

      Excluir
  11. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir
  12. Recomendo o Stand da Renault, apesar da falta de novidades. O atendimento ao cliente é ótimo, oferecendo o alivio de uma água gelada e ar condicionado em meio ao calor do Anhembi!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Realmente, o atendimento da Renault está ótimo. Eu estava vendo o Fluence elétrico e veio uma loira bem alta, muito gata, me apresentar o carro...hehheh

      Excluir
  13. Também acho interessante a disposição do painel do Peugeot. Porém, a grafia do conta-giros e do velocímetro, com os números "virados", prejudica a legibilidade. Tudo bem para um carro das décadas de 60 e 70, porém, para um carro atual fica estranho. Mas, parece que o consumidor gosta, porque o carro fica "esportivo".

    Eu também concordo quanto ao número de botões. O essencial para fazer o carro funcionar estaria bom.

    Asterix

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Asterix,

      deixei de dizer que no 208, além do velocímetro e conta-giros analógicos há os digitais.
      Gostei da solução. Acho que vai funcionar.

      Excluir
  14. Antonio Mattos28/10/12 20:46

    E o Peugeot 308 THP, alguém sabe o preço e data de chegada às lojas?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Belíssimo carro
      Perguntei e me falaram em 77K
      Um brinquedo interessante

      Excluir
    2. Antonio Mattos28/10/12 21:33

      77K é forte...

      Excluir
  15. Engraçado para um mercado que até pouco tempo não havia nenhuma opção de carro esportivo, até que já estamos com uma boa quantidade de opções, só não há nenhum realmente acessível.

    ResponderExcluir
  16. AK, excelente relato, parabéns!

    Apenas um detalhe, o i-MIEV é utilizado a alguns anos já no projeto Smart Grid da Light. Acontece que as coisas por aqui são bem diferentes das de lá fora e temos que adaptar toda nossa infra para receber, de forma correta, esse tipo de automóvel, os projetos Smart Grid como um todo são muito interessantes e vale a pena dar uma lida sobre eles.

    Abraços,

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Hugo,

      Obrigado pela dica. Vou me inteirar desse projeto Smart Grid.

      Excluir
    2. Segue apenas um link:

      http://exame.abril.com.br/meio-ambiente-e-energia/sustentabilidade/noticias/light-apresenta-carro-eletrico-i-miev

      Excluir
    3. Anônimo,

      li a matéria. A Light tem mais é que incentivar a coisa toda. Uma hora fica evidente demais e o governo terá que se mexer. Esperemos que sim. Mas antes, sentemos para esperar.

      Excluir
  17. Lembro do Bob já ter falado algo sobre preferir um automatizado dupla embreagem atual ser tão bom quanto um manual.
    Claro que há o prazer dos movimentos de pisar na embreagem, passar marcha, etc. Mas foi-se o tempo em que cambio automático era sinônimo de lerdeza.
    Supere isso.
    http://www.jalopnik.com.br/um-cambio-manual-nao-e-a-unica-maneira-de-curtir-um-carro-supere/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O que importa não é a velocidade nas trocas de marcha(que não vai fazer nenhuma diferença significativa na vida), e sim a diversão e o desafio de guiar um esportivo no limite com cambio manual...

      Excluir
    2. Anô das 22:16

      Gosto pessoal não se discute. Em carro ESPORTIVO eu ainda prefiro o manual e só peço que não me tirem essa opção.

      Excluir
    3. Caro Keller,

      Eu também prefiro carros com câmbio manual. Não consigo me adaptar ao câmbio auto, mesmo sendo o do BMW, simplesmente não gosto... prefiro também ter a opção.

      Dirigi nos EUA ano passado um PT Cruiser (adoro aquele carro estranho) com câmbio manual e era beeeem melhor do que aquele que eu usava aqui no Brasil com câmbio auto...

      Digo o mesmo dos Jeep Wrangler, que nos EUA tem uma excelente opção de caixa manual de 6 marchas que é alucinante!! Boa, bem escalonada e macia.

      Leo-RJ

      Excluir
  18. Bem que vocês poderiam fazer um teste ou um "no uso" do SX4. É um carro que até que se vê em um número razoável nas ruas e que desperta minha simpatia. Algo daquele tamanho e com tração integral com certeza deve ser bem interessante de guiar.
    Só não entendo como alguns preparadores brasileiros ainda não descobriram o potencial do carrinho.

    ResponderExcluir
  19. Casius Desmuñecado28/10/12 22:37

    Seu Corolla não é automático? Então vc é gay.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É o outro Keller que tem carro de gay

      Excluir
    2. Acho que é manual, hein!

      Excluir
  20. Arnaldo, o Fluence Z.E tem o balanço traseiro alongado para acomodar as baterias e sobrar espaço para bagagens, então as baterias ocupam mais de 40% do porta-malas.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Douglas, mesmo assim sobrou pouco espaço para bagagem. O que eu quis dizer é que os modernos e projetados para serem exclusivamente elétricos já têm baterias dispostas em nichos que atrapalham menos.

      Excluir
  21. Esse Jaguar azul é belíssimo, embora esse tom me lembre carros franceses. Infelizmente parece não existir nenhum Jaguar com câmbio manual

    ResponderExcluir
  22. Lorenzo Frigerio29/10/12 04:15

    Não vejo muita diferença entre dirigir um carro com câmbio manual e ficar configurando o Windows 98.
    Só mesmo no Brasil das carroças e importações proibidas durante muitos anos, para a turma achar "legal" ficar passando marcha.
    Os caras se imaginam o Fittipaldi, mas na prática é uma vez na vida, uma na morte que encontram uma estrada para dirigir assim, sem radar e sem domingueiros no caminho. E acabam perdendo o mais legal, que é apreciar a paisagem se descortinando e ficando para trás.
    Uma coisa é a realidade, outra é a representação distorcida da realidade que fazemos em nossas cabeças.
    É uma outra maneira de comer mortadela e arrotar peru.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Lorenzo,

      estamos falando de carro esportivo. Para apreciar a paisagem qualquer carro serve.
      Carro esportivo é, como diz o nome, para esporte. Procure entender desse modo, senão tudo o que é dito aqui sobre carro esportivo perde o sentido.

      Excluir
    2. Lorenzo
      Como eu, aparentemente, voce gosta das grandes barcas americanas.
      Esses carroes combinam com cabios automaticos

      Excluir
  23. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  24. AK,
    Gostei demais do NSX, coisa finíssima da engenharia nipônica. Tá na hora de voltar à produção e desse jeito que apareceu.
    Fusion, Jaguares e SLS AMG são coisas de sonho mesmo, principalmente o SLS com aquele para-brisas pouco inclinado e baixinho, na contramão dos parabrisas teto de outros esportivos.
    Um pena o 208 daquele tamanho. O cliente de 206/7 vai comprar o quê ? um concorrente menor e mais leve ?
    E, desnecessário repetir, cambio auto em esportivo eu tô fora.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Juvenal,

      em recente entrevista o presidente da Peugeot do Brasil afirmou que direcionaram sua produção para produtos mais sofisticados. Parece que assim desistem de carros populares.

      Excluir
  25. Apesar da ausência da Ferrari no salão (a Via Europa não está presente no Salão, o único exemplar de Ferrari em exibição é da Fiat, dona da marca), hoje tem um programa que deve ser bem interessante sobre a Ferrari.

    Para quem gosta de bom jornalismo, o programa "Mundo S/A", da GloboNews, hoje às 18:00h, mostrará como funciona a tradicional fábrica de Maranello. Mostrará a produção dos cerca de 7 mil veículos por ano e que, atualmente, apenas 35% dos modelos produzidos são no tradicional vermelho (amarelho, branco e azul vêm crescendo).

    Abç!

    Leo-RJ

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Christian Monteiro01/11/12 23:47

      Ficou para sexta 02/11 às 20:30 horas, excepcionalmente, em função da cobertura à passagem do furacão Sandy nos EUA. Isso via Net, Canal 40.

      CM
      __________________________________

      Excluir
  26. Paulo Ferreira29/10/12 19:28

    Achei bem bacana o 208! Do que é acessível a mim foi de longe o que mais agradou. Muito bom também o atendimento no stand da Jac, mas a qualidade do J2 não acompanhou a presteza dos anfitriões, cambio estranho, botões do painel ainda mais estranhos, detalhes estranhos. Gostei de ver o Racing Lancer por lá, o Mini "Dakar", um Porsche GT3 "cup" no stand da Mobil acessivel ao contrário do stand da Porsche. Gostei também da presença de um WRX manual aberto ao público no stand da Subaru.

    E abaixo da crítica a super lotação no sábado, que era o único dia que eu poderia ir.

    ResponderExcluir
  27. Apaguem de novo. J3S bala? HB20 é bala! PODE APAGAR DE NOVO.

    Cadê o Bob Sharp e o papo de não apagar comentários?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Anônimo 29/10/12 20:19
      Opinião, como essa agora, é uma coisa. Ofensa a marcas, fabricantes e nacionalidade de veículos é outra e não são tolerados. Está avisado nas condições de postagem.

      Excluir
    2. Anônimo29/10/12 20:19
      É,a parcialidade impera aqui. Se o cara discorda que o J3S não é esportivo(piada) é uma OFENSA à marca, fabricante e o país de origem. Continuem não tolerando opiniões contrárias. Liberdade de expressao altamente vigiada no quintal do senhor. Não vamos complicar, se não eles ficam sem carro para o "no uso".

      Excluir
  28. Boas,

    Esta matéria chegoum bem na hora. Amanhã de madrugada eu e mei filho pegaremos um avião para ir visitar o Salão.

    ABRAÇOS.
    Sergio S.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sergio S
      Aproveite bem
      Beba bastante líquido pois o calor e grande no pavilhão a tarde
      Mantenha seu moleque sempre por perto pois há muita gente
      Divirtam se

      Excluir
  29. Prezado Arnaldo,

    Meu vizinho comprou um HB-20. Ficou desapontado com a suspensão traseira.
    Com quatro pessoas a bordo cede muito, algo perceptível visualmente com o carro parado, já em movimento, cepa com facilidade em piso ruim.

    Também, a reação do carro quando se provoca um sobreesterço é bastante áspera, chegando a assustar.
    Gostaria que me respondessem, claro que oportunamente, quando testarem o HB-20, se é uma deficiência do modelo ou um problema isolado no carro citado.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Cara, vou até comentar, mas pelo que senti do HB20 tudo o que ele tem, de bom, é o marketing que está bem agressivo, do resto é o mais do mesmo, infelizmente... no final das contas, ficou igual os concorrentes :(

      Excluir
    2. Rômulo,

      Os carros da Hyundai costumam ser bem acertados de chão. O i30, por exemplo, é muito bom. Estou curioso mesmo para testá-lo e em breve deveremos ter um.
      Não entendi o termo "cepa". O que significa, por favor?

      Excluir
    3. Arnaldo, "Cepar" é um termo coloquial utilizado em algumas regiões.
      Nesse caso significa que a suspensão chegou ao fim do curso dando uma certa pancada.

      Excluir
  30. Arnaldo, "Cepar" é um termo coloquial utilizado em algumas regiões.
    Nesse caso significa que a suspensão chegou ao fim do curso dando uma certa pancada.

    ResponderExcluir
  31. Tava aki pensando...

    Tive um Tempra 16V c/ 127cv e era o demônio p/ andar, seja de arrancada ou de final.

    Imagino oq esses carrinhos bem mais leves - J3S e HB20 1.6 - não irão fzr c/ potência semelhante!

    Zero a 100 em 9 baixos ou até menos e final de no mínimo 200 reais serão realidade.

    ResponderExcluir
  32. Arnaldo,

    A colocação do termo 'cepar' foi realmente essa, explicada por "Anônimo 31/10/12 11:47".

    Viajei algumas vezes com o Hyundai I-30 da minha namorada e também achei um carro muito acertado. O HB-20 não dirigi, fui de passageiro.

    Legal saber que terão um em breve. O post deverá ser um dos mais visitados.
    O HB está sendo muito comentado. Aguardaremos com ansiedade redobrada.

    Obrigado.





    ResponderExcluir
  33. AK, pra imprensa beleza, mas como já falado no post posterior (que eu nem li), salão aberto ao público virou um baita programa de índio e isso já tem um tempo...
    Também aguardo a avaliação do HB20, minha namorada está pensando em comprar um.
    Sds

    ResponderExcluir

O Ae mudou de casa! Todos os posts do blog foram migrados para o site. Por favor busque por este post no site e deixe o seu comentário lá.
Um abraço!
www.autoentusiastas.com.br

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...