10 de outubro de 2012

MELHOR PERDER UM MINUTO NA VIDA...

...do que a vida em um minuto. Infelizmente o Brasil está entre os países onde mais vidas se perdem em acidentes de trânsito, e boa parte dessas mortes ocorrem em acidentes banais que poderiam ser facilmente evitados com um pouco mais de calma e cuidado por parte dos envolvidos. 

                                                             Foto: Fernando Rajão

A operação do BRT (Bus Rapid Transit) aqui no Rio de Janeiro, recém-implantado, com ônibus articulados transitando em faixas exclusivas, acabou chamando a atenção da população tal a quantidade de acidentes graves e/ou fatais em tão curto espaço de tempo. Deixando de lado alguns problemas de projeto, tais como faixa para travessia de pedestres muito espaçadas, o fato é que o grande causador dos acidentes é a pressa quase irracional das pessoas. 

Foto: Fernando Rajão

Não tenho como discordar do fato que caminhar muitos metros, às vezes sob sol forte, para alcançar a faixa de travessia, é cansativo e demorado. Mas nem isso justifica atravessar uma avenida com 12 pistas e velocidade permitida de 80 km/h fora da faixa e longe do sinal de trânsito, e com o agravante do BRT estar quase sempre trafegando em velocidade mais alta que os carros, dificultando a avaliação do pedestre na hora de atravessar as pistas.

Mas não são só os pedestres as vítimas da pressa sem fim, motoristas e motociclistas também tem se envolvido em acidentes graves, e por um detalhe banal. Percebi dirigindo nos Estados Unidos, que o tempo de sinal amarelo lá é bem mais longo, o que permite ao motorista continuar tranquilamente se o verde acabou de se apagar, ou parar antes que fique vermelho. Aqui o amarelo é bem mais rápido, imagino que pelo mau hábito do brasileiro de querer pegar sempre o "restinho" do amarelo, a qualquer custo.

 O que muita gente boa não sabe é que o BRT conta com sensores em sua pista exclusiva que antecipam a abertura do sinal de trânsito à frente para otimizar o fluxo desse meio de transporte, e exatamente nesse ponto os motoristas desses coletivos diminuem a velocidade já aguardando a abertura do sinal adiante, quando ele abre o ônibus articulado é acelerado ainda em movimento e ganha velocidade rapidamente.

E aí chega no cruzamento muito antes dos outros veículos que estão parados no sinal vermelho, para azar dos motociclistas e motoristas que ainda insistem em aproveitar o sinal amarelo nos retornos que cruzam a larga avenida, e que acabam colhidos por um monstro de mais de 20 toneladas em franca aceleração. 

Foto: autor

E no final das contas, perde-se a vida por causa um minuto, ou dois.

AC

108 comentários:

  1. Viram que a placa do Polo é de SP?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. e o kiko?

      Excluir
    2. Se ta querendo dizer que paulista é apressado????
      Jorjao

      Excluir
    3. Srs: O BRT atrapalhou o já caótico trânsito da Barra. Além disto, TODOS os sinais parecem ter sido sincronizados para fechar a cada trecho. Ficamos com duas pistas estreitas ao lado do BRT e mais duas estreitas a direita. Os motoristas do BRT parecem que estào brincando de tiro ao alvo. Não querem nem saber! Atropelam mesmo e batem mesmo com VONTADE. Parece incrível, mas é verdade. E quem tem carro que se f......Virou crime ter carro! É multa, IPVA, vistoria, radar, flanelinha, estacionamento, etc. Tudo jogando contra como se o carro fosse o responsável pela zona que são as cidades e a falta de infraestrutura.

      Excluir
    4. Anônino,

      Já pensou que frear um monstro articulado de 20 toneladas é bem diferente do que frear um carrinho popular de 900 kg?

      Nós, motoristas de carros de passeio, normalmente não temos noção das enormes diferenças entre estes e os veículos pesados. Ônibus não vira como carro e nem para como carro. O sujeito vai na fé achando que vai dar, mas não dá.

      Excluir
    5. Carlos Maurício, e você acha que motorista de carro de passeio tem noção de alguma coisa?

      Excluir
    6. Srs: Claro que abemos o que é frear um ônibus e sabemos também o que é ACELERAR em um cruzamento. Se não houvessem cruzamentos, como os caras iam bater aqui no BRT? Como? Quem dirige é SER HUMANO, sujeito a falhas, distração, mal súbito, etc.Não penso ser inteligente acelerar em cruzamentos. Pelamor... Sr Carlos Mauríco: entendo e concordo com seu ponto de vista. Proponho apenas um olhar mais humano e atento.Quanto ao anônimo que falou que motorista não tem noção de coisa alguma, a seçao ou blog de piadas é outro....

      Excluir
  2. E no final dessa história irão penalizar o BRT ao invés desses imbecis, como fizeram em São Paulo, reduzindo a velocidade máxima nos corredores de ônibus.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. é inacreditável que um sistema acione a abertura do semaforo para o gigante de 20 toneladas seguir acelerando....e as pessoas finalizando a travessia na faixa de segurança? vão ser colhidas pela pressa do BRT?

      Santa inteligência de tráfego!

      Excluir
    2. Darwin wins

      Excluir
    3. Isso já está acontecendo. Nas redes sociais, o que tem de gente falando mal do BRT sem analisar o problema não está no gibi. Parabéns ao AC pela análise rápida desse assunto, que, no entanto, precisa ser mais aprofundada.
      HS

      Excluir
    4. Concordo plenamente com o Anônimo 10/10/12 13:10 ...
      Esse pessoal tem que aprender não há negociação de regras de trânsito, nem jeitinho, quando do outro lado há um monstro de algumas dezenas de toneladas, o negócio é obedecer as regras e pronto !!!

      Aí, quando a cabeça não pensa, e alguns acham que vão ganhar na esperteza, o que acaba acontecendo é mais estatísca e mais evidências p/ a teoria da seleção natural das espécies....

      Excluir
  3. Estes ônibus matam muitas pessoas (pedestres, em particular crianças, ciclistas) em Curitiba. E aqui temos canaletas exclusivas mesmo. A velocidade dos ônibus é muito alta, no meio de regiões cheias de pessoas e outros veículos. É claro que vai dar errado. Furam sinal, correm demais...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E no Rio cometeram a estupidez de permitir que os articulados alterem a temporização semafórica? Não acredito, estão começando a fazer isso em Curitiba, vai ser um banho de sangue. Transporte público veloz tem de se metrô (subterrâneo ou aéreo).

      Excluir
    2. nao alteraram o tempo do semaforo, ele apenas indica para o motorista que o proximo sinal está fechado para que ele reduza a velocidade e nao tenha que parar no sinal pois quando ele chegar no sinal ele vai estar verde e pode passar sem ter que parar, diminui o tempo de aceleração que é grande nesses onibus o tempo de viagem e o consumo de combustivel.

      Excluir
    3. Altera o tempo sim. Se o sinal está aberto, ganha mais x% de tempo para que o BRT possa passar.
      Se está fechado, reduz em y% para que o BRT não fique parado muito tempo no sinal...
      Nunca passei perto de um BRT, mas acredito que, independente da redução de tempo no sinal fechado para carros/BRT, este avise com alerta piscante aos pedestre, como acontece na Pres Vargas, por exemplo, que o sinal irá abrir em pouco tempo para os carros. O problema é que o pessoal acha que dá, ou vai na famosa corridinha, mas aí se engana pq o ônibus não está parado no sinal...

      Excluir
  4. Faixa exclusiva de ônibus é um completo absurdo ilógico.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Também acho, Juvenal.

      Excluir
    2. A única coisa que o prefeitinho retardado (reeleito) conseguiu aqui no Rio com este negócio de faixa exclusiva para ônibus, foi criar para aqueles veículos algo que seus motoristas supõem ser uma pista de autódromo. O resultado são os vários atropelamentos, notadamente de idosos, por sua natural limitação de agilidade. Isso sem falar no transtorno de só se poder embarcar/desembarcar de veículos particulares e táxis na calçada do lado esquerdo, quando o local onde se vai fica no direito. Para alguém com limitações de locomoção ou sob chuva, isto é uma "beleza". O problema é que as empresas de ônibus mandam na cidade, e o alcaide não tem coragem de fazer o que realmente precisa ser feito: redistribuir as quantidade de ônibus por linha e regiões da cidade. Na Zona Sul e Centro passam dezenas de ônibus vazios por minuto, enquanto nas Zona Oeste e Baixada, por exemplo, o usuário espera mais de uma hora por um ônibus.

      Excluir
    3. Faixa exclusiva para ônibus é uma solução extremamente boa.

      Excluir
    4. E você votou em quem Mr. Car?

      Excluir
    5. Engraçado que em Porto Alegre, apesar de não usar o sistema BRT, tem corredores exclusivos de ônibus e funciona muito bem.

      Via de regra, o transito dos ônibus flui e os retira do meio dos carros. Separa aqueles monstros do transito, e normalmente, onde tem corredores, o tempo de viagem não varia muito conforme o horário. Piora um pouco, com aumento de veículos para atender a demanda, mas não há congestionamento de onibus nos corredores, salvo raras exceções, quando por exemplo a cidade inteira para por causa de chuva torrencial ou algum acidente muito grande nas entradas da cidade...

      Excluir
    6. Mr.Car,
      Voce falou o que muita gente tem medo de falar...
      Tambem sou contra esse retardado reeleito.

      Excluir
    7. Mr.car
      Voces ai no RJ guiam como loucos!

      Excluir
    8. Anônimo 10/10/12 13:28hs: depende muito das características dos locais por onde passam. Para bairros como Ipanema, Leblon, e Copacabana, não é uma solução extremamente boa.
      Anônimo 10/10/12 13:38hs: e tinha em quem votar? Só se fosse no fantasma do Carlos Lacerda. Nulo.
      Anônimo 10/10/12 13:47hs, eu não faço parte do "vocês", mas tem mesmo muitos que dirigem como loucos, com três categorias em especial: motoristas de ônibus, motoristas de vans do transporte alternativo, e motoboys.

      Excluir
    9. Quem nunca estudou minimamente tráfego diz que faixa de ônibus é um absurdo.

      Excluir
    10. De fato, por que as pessoas que andam de ônibus tem o direito de chegar mais rápido que os carros?
      Nem venham com a desculpinha que isso ajuda a reduzir os numero de veículos nas ruas, se o transporte público fosse naturalmente bom, as pessoas o usariam de qualquer jeito.

      Excluir
    11. Freixo!

      Excluir
    12. Caros,

      Como em Copa, Ipanema e Leblon não é uma solução extremamente boa? Eu mesmo, de Ipanema, para ir ao Centro (trabalho longe do Metrô), hoje deixo o carro em casa e vou de BRS, que deixou MUITO mais rápido. Isso é incontestável.

      Já no caso das pistas exclusivas para ônibus na Barra é um solução muito boa. Acontece que no Rio ninguém quer ficar no sinal vermelho. O sinal fecha e os motoristas avançam, na cara dos pedestres, que 'devem' esperar. Aqui não se respeita sinal fechado. E isso é fato! E é isso que vejo cotidianemente na Barra: esses acidentes acontecem porque os motoristas avançam sinal vermelho.

      Mesmo se colocar transporte público bom, quem quer ir de carrinho não deixo o seu na garagem. Vai de carro, mesmo que o transporte público aqui fosse igual ao da Suécia. O cara quer ir de carro e pronto. Ele se acha melhor por isso.

      Concordo com o anônimo, apenas quem nao conhece minimamente engenharia de tráfego diz que a faixa de ônibus é um absurdo.

      Leo-RJ

      Excluir
    13. É Vidente!12/10/12 20:11

      MR. Car,

      Para quem gosta de dirigir, o único candidato que se opôs à derrubada do Elevado da Perimetral foi o Otávio Leite. Aliás, vendo o programa dele, era o único que falava em "abrir vias", "apoio financeiro da prefeitura ao Governo para expansão do metrô", e isso tudo junto com as vias já existentes.

      Enquanto o Paes vai derrubar o elevado da Perimetral - apoiado pelo outros candidatos -, dizendo que vai substituí-lo pelo túnel + avenida binário, o Otávio Leite lembrou no debate assim:

      "E vai colocar os carros dali aonde? Vai derrubar o elevado com três pistas em cada sentido, sem sinal de trânsito e sem travessia de pedestres ou cruzamentos, para substituí-lo por um mergulhão - com apenas duas pistas em cada sentido, à beira mar, em local que alaga em dias de chuva, tanto é que o Mergulhão da Praça XV alaga em qualquer chuva - que desembocará em uma avenida com duas pistas em cada sentido, com 23 sinais de trânsito, além de dezenas de cruzamentos?? Por que ambos não podem conviver? Quem se dirigir aos locais das novas vias, utilize-as, e quem vai ou vem da Avenida Brasil para a Zona Sul, ou Niterói e Aeroporto Internacional, continuará utilizando o Elevado".

      É uma melhor proposta.

      Excluir
  5. Solução fácil. Cronometro integrado ao sinal.

    ResponderExcluir
    Respostas

    1. Aqui em Curitiba baniram os cronômetros sob alegação de que os motoristas "sabiam quando o sinal ia abrir"...

      Excluir
    2. Concordo com o fusca95

      Cronômetro no sinal tanto para os motoristas quanto para os pedestres, e se não existir semáforo pro pedestre, ótima oportunidade de se implementar.

      Excluir
    3. Em Vinhedo praticamente todos sinaleiros são cronometrados. Nunca vi UM acidente. Apesar de ser uma cidade pacata, muitos caminhões e carros cortam Vinhedo para fugir do pedágio de Valinhos, o que faz o trânsito ser pesado na hora do rush. Portanto, a alegação desses doidos de Curitiba não faz o MENOR sentido!

      Excluir
    4. Em Florianópolis, Recife e São Caetano do Sul há sinais cronometrados. Só vejo vantagens:

      1) Descaipiriza o povo, pois estes passam a engatar a primeira marcha antes de o sinal ficar verde, em vez de muito depois;

      2) Permite ao pedestre saber com mais facilidade se terá ou não tempo de atravessar com segurança;

      3) Permite a quem está distante do semáforo calcular com mais facilidade o quanto de velocidade tem de reduzir para que fique parado pouco ou nenhum tempo esperando o vermelho;

      4) Como aumenta a probabilidade de o carro não ficar parado, contribui para a redução de consumo de combustível e emissão de poluentes.

      Excluir
    5. Até no centro de Taboão da Serra tem...

      São muito práticos, e mais seguros mesmo.

      Excluir
    6. No mundo inteiro se considera o sinal cronometrado uma solução inteligente, menos o pessoal do planejamento urbano de Curitiba.

      Excluir
    7. Aqui nessa roça onde moro tinha...

      Praticamente em todos os sinais do centro...

      Mas por alguma falta de serviço, retiraram...

      Sem dúvidas só tem a melhorar o transito e a seguraça.

      Excluir
  6. A estupidez humana não tem limites...

    ResponderExcluir
  7. Alexandre Cruvinel,

    O cidadão estirado no chão é um pedestre ou o motorista do carro?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Uma pedestre que não tinha nada a ver com a história, infelizmente.

      Excluir
  8. Tornou-se chocantemente óbvio que a nossa tecnologia excedeu a nossa humanidade.

    (Albert Einsten)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Imagine alienígenas analisando a estupidez do ser humano.

      Excluir
  9. Não é só estupidez pela pressa. Acho que muitos motoristas e motociclistas não tem noção do espaço e de tempo no trânsito. Lógico que tem os idiotas apressados, mas quem nunca pegou carona com motoristas que vivem fechando os outros por pura imperícia? E o pior que eles nem percebem as c*g*d%s que estão fazendo...

    ResponderExcluir
  10. Como já uma certa pessoa falou... desceram das árvores e foram direto pro volante... taí o resultado.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. kkkkkkkkkkkkkkkkkkk...

      Excluir
  11. instalaram cronômetros na av das Américas, depois retiraram...

    ResponderExcluir
  12. Por falar em acidentes automobilísticos, alguém sabe mais alguma informação sobre aquele do sul onde um piloto de nome Castrinho morreu? Parece que colidiu de frente com um VW Fox.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. http://www.jornalpitstop.com.br/?p=1209

      http://velocidadetotal.com.br/faleceu-o-ex-piloto-luis-alberto-ribeiro-de-castro-o-castrinho-pai-de-christian-e-matheus-castro/

      http://blogdopassatao.blogspot.com.br/2012/10/mais-uma-perda-em-2012-faleceu-luis.html

      Excluir
    2. Anônimo, estes seus links não informam nada. Dizem que morreu um motoqueiro (em São Paulo na média morre mais de um por dia), mas não dá detalhes sobre o acidente e nem fala nada de outros envolvidos. Será que ele bateu em um carro estacionado?

      Excluir
    3. Ele bateu de frente em um FOX na BR-290 em Butiá-RS. Essa pista é simples, cheia de caminhões a quase todas as horas do dia. O pessoal costuma andar "chutado" ali. PROVAVELMENTE -VEJA BEM, EU DISSE PROVAVELMENTE- ele deve ter achado que dava pra ultrapassar alguém mais lento, ou pior, o fox estava ultrapassando "daquele jeito (90km/h, sem acelerar pra concluir a ultrapassagem)" e, se o cara vinha bem mais rápido, não conseguiu desviar e bem, acabou como todos sabem... Mas vai saber, isso é uma SUPOSIÇÃO.

      https://maps.google.com/?ll=-30.130096,-51.952844&spn=0.026205,0.052314&t=h&z=15

      Vejam como é a estrada, retonas infindáveis, um convite à velocidade... Se andar a 80 km/h o pessoal xinga e corta quando ultrapassa...

      Excluir
    4. Não acredito que ainda tem cara que se acha entendido a ponto de criticar os corredores exclusivos para ônibus. O outro bracinhos pois eles não podem ter o direito de chegar mais rápido. Acordem antes de comentar alguma coisa. Porto Alegre tem corredores a mais de 20 anos e foi a melhor coisa que fizeram.

      Excluir
  13. Estive em Buenos Aires recentemente e na autopistas urbanas a velocidade máxima é de 130 km/h e o trânsito flui muito melhor. Todos os cruzamentos que tem semaforo, tem semáforo para pedestres tb, sendo que nas principais avenidas o semáforo para pedestre tem um contador regressivo.
    Antes de abrir o verde o amarelo acende, o que achei bem interesante pq agiliza o trânsito.
    Nos dias em que estive lá não vi nenhum acidente.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ia comentar justamente sobre esse sinal amarelo que acende antes de passar para o verde nas sinaleiras lá da Argentina. Ajuda muito os motoristas a se "ligarem" para arrancar. Lá o motorista sabe que assim que o sinal fechar para ele, todos os outros carros já estarão cruzando imediatamente na frente dele.

      Aqui no Brasil é eu já vi gente levar mais de 15 segundos para arrancar na sinaleira. Tenha paciência... o meu tempo de reação é geralmente igual ou mais rápido que o dos motoqueiros, mas não significa que eu deixo de ter cuidado ao arrancar ou que eu desrespeite o limite de velocidade da via.

      Excluir
    2. Perneta
      Na Alemanha e na Suíça também dá amarelo antes do verde, é perfeito. Aqui também era assim, mas quando entrou o novo Código Nacional de Trânsito, em 1966, acabou.

      Excluir
    3. A dica que se pode dar em ausência de amarelo antes de verde é ficar prestando atenção ao semáforo da rua transversal, se o ângulo da esquina permitir visibilidade. Assim que ele der amarelo, engate a primeira.
      E já que o Bob anda dando uns bons alertas sobre trânsito (tenho cá minha impressão de que o MP indo atrás da CET por causa da velocidade tenha dedo de algum promotor fã de carros que lê este blog), por que não mexer uns pauzinhos para que os semáforos voltem a ter essa característica germânica-suíça-argentina? Seria apenas questão de regulá-los e fica mais simples do que pôr vários cronômetros (em que pese esses serem também extremamente úteis).

      Excluir
    4. Anônimo 10/10/12 17:21
      O problema é que acho que isso é de alçada federal, regulamentação do Contran a partir do Código de Trânsito Brasileiro. Mas a conversa em torno disso me faz ir atrás do assunto, sem dúvida. Tenho certeza que adotar o vermelho-amarelo-verde só traria benefícios para o trânsito como um todo.

      Excluir
    5. João Carlos de Oliveira10/10/12 22:11

      Há uns anos o senhor disse que nesse código passado havia placa de via preferencial (ou coisa assim). Fiquei até hoje com essa curiosidade. Se tiver imagem desta placa, gostaria de ver.

      Excluir
    6. "cachorro-loco" vai arrancar no amarelo... sei não heim!

      Excluir
    7. "cachorro-loko" nem para no farol...

      Excluir
    8. Do jeito que o pessoal acelera mais no amarelo pra passar antes de fechar, se ficar amarelo antes de abrir o pessoal distraido vai acelerar achando que vai fechar.

      Excluir
  14. Muitos acidentes já aconteceram após a implantação do BRT, verdade. Mas em todos os casos alguém desrespeitou a sinalização. Seja o pedestre, fora da faixa, ou os outros motoristas, que não obedeceram ao sinal vermelho (prática muito comum no Rio). A quetsão é muito simples: obedecendo a sinalização as coisas funcionam.
    Não uso o BRT, mas que usa é só elógios. Minha funcionária antes levava 2h pra chegar, agora leva 40 min. Isso basta pra atestar o sucesso do BRT.

    ResponderExcluir
  15. Isso é igual atropelamento por trem. Se a pessoa é atropelada por um trem, ela é culpada, não tem como culpar o veículo. Agora, se os meios de comunicação no RJ forem tão estúpidos quanto os de SP, a culpa vai ser da alta velocidade dos ônibus nesses correddores. Sendo assim, vão tentar reduzir para 20 km/h, igual em SP, tornando mais vantajoso ir a pé.

    Tenho inclusive uma sugestão à CET aqui em SP para acabar com os atropelamentos em corredores, que é justamente proibir o trânsito de ônibus nesses locais. Assim, não haverá mais acidentes.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Coisa mais do que normal por aqui... culpar a solução é mais fácil do que culpar o problema.

      Excluir
  16. Tem muita gente reclamando dos BRT's, mas aqui em Curitiba são a melhor solução encontrada, ideia de Jaime Lerner nos anos 70 ainda, os atropelamentos que existem são por conta da falta de educação e consciência dos pedestres e dos motoristas... Motociclistas atravessam os sinais vermelhos em pestanejar, fazendo verdadeiras roletas russas, os pedestres atravessam as ruas sem olhar pros lados, e é quase impossivel não ver os onibus bi-articulados com os farois acesos durante o dia, o atropelamento de crianças se deve a falta de atenção dos pais que deixam as mesmas a andar livremente, sem segurar pelas mão ou usar aquela terrivel coleira de criança. Quanto aos onibus terem sensores para abrir ou para se adiantar aos semaforos e continuar trafegando, acho a ideia ótima pois economiza combustível e tempo, e eles devem ter preferencias sim sobre carros e motos ou qualquer outro meio de trasnporte, pois um unico bi-articulado em Curitiba trasporta cerca de 300 pessoas, em um veiculo de apenas 28 metros, imagina se cada um tivesse um carro ou uma moto para se somar na rua. O que deveria ter mesmo era um sistema que fechasse o semaforo cerca de 4 ou 5 segundos antes do semaforo do onibus abrir, para assim limpar o cruzamento!

    ResponderExcluir
  17. No mar um Cargueiro tem preferncia ao se encontrar com uma lancha, pois é muito mais dificil para ele parar ou manobrar... Assim como veleiros tambem.... no caso de um jetski se encontrar com uma lancha a preferencia é da lancha... a unica exceção a esta regra é que banhistas devem ser protegidos...

    Seguindo essa lógica, os BRT´s deviam ter preferencia e os motoqueiros que aprendam que não devem se meter com os carros!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Desculpe Luke, sei que o assunto é serio, mas:
      "Como no trânsito das cidades, no mar também ocorrem acidentes. Não deixe que a alegria de alguém morra na praia."

      Excluir
  18. Sobre as origens das mazelas de nosso trânsito a leitura que recomendo é Fé em Deus e Pé na Tábua, autor: Roberto da Matta

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito interessante o que fala este antropólogo.
      Há um desenho animado do Pateta, personagem da Disney, que retrata bem a relação do ser humano com o automóvel.

      Excluir
    2. Concordo muito com o autor do livro, muitos dos problemas no trânsito vem da educação que se ganha na casa de muitas pessoas.

      Excluir
  19. Falta cultura para lidar com o BRT. As pessoas ainda não se acostumaram a uma faixa exclusiva de ônibus, e com o fato de que o transporte público sempre tem prioridade no trânsito. Mas de qualquer modo, acho que alguns ajustes devem ser necessários para reduzir os riscos. Talvez uns dois ou três segundos a mais de sinal amarelo, bem como uma forte campanhia para pedestres atravessarem na faixa. Ah, um detalhe: na avenida das Américas, foi cogitada a construção de passarelas, mas o plano Lucio Costa, que projetou a Barra da Tijuca, não permite esse tipo de construção. Será que isso não deveria ser revisto?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Já pensou a Barra cheia de passarelas? Ficaria feio. A culpa não é do plano Lúcio Costa, pois este previa uma Avenida das Américas sem sinais e com cruzamentos feitos por meio de mergulhões. Se ele tivesse sido seguido a risca certamente o trânsito estaria melhor. Aliás, boa parte desse plano se baseia no que o Lucio Costa já havia feito em Brasília, vide o eixão, onde os cruzamentos são feitos por baixo, através das tesourinhas.

      Excluir
  20. O problema, como sempre, está na raça humana. Há de se ter respeito pelo outro. Há de se exigir perícia nos habilitados. Há de se cobrar responsabilidade nos atos.

    ResponderExcluir
  21. Tenho observado uma piora nos hábitos ao volante aqui no Rio. Em locais que antes era raro, agora virou rotina avançar o sinal. E os motoristas que cometem a infração não mais se dão ao trabalho de acelerar um pouco o carro, passam pelo vermelho vagarosamente. Junte isso ao desconhecimento do funcionamento de um sistema como o BRT, e o quadro está aí.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muitas vezes nem dá pra arriscar parar ao ver o amarelo, já que tem sempre um bobo a uns 10 cm da sua traseira.

      Excluir
    2. Não é só no Rio, não. Essa mania de avançar o sinal vermelho está se espalhando por várias cidades aqui de São Paulo, interior. E tem outra mania não menos nefasta, a de entrar na preferencial simplesmente ignorando a placa de "PARE". Ou então sair da garagem de prédios como se não houvesse ninguém mais circulando pelas ruas.

      Excluir
    3. hahaha aqui em Campinas então é incrível, faróis são ignorados em qualquer horário "pq dá tempo" ou "não vem ninguém", os "pare" então...

      Excluir
    4. Sem fiscalização presencial e punição no ato eu acho muito difícil esse panorama mudar. Nem precisaria multar, só o policial de moto fazer o mau motorista encostar, explicar a ele o erro e verificar os documentos já melhoraria muito a situação. O sujeito sabe onde erra, mas ser chamado a atenção é uma situação constrangedora e com a verificação dos documentos, muitos veículos irregulares (com seus motoristas irregulares) sairiam de circulação.

      Excluir
    5. No Rio não há mais a figura da autoridade fiscalizadora e educadora. Comete-se todo o tipo de infração na frente de guardas municipais, policiais militares e agentes da CET-Rio, sem que esses esbocem uma ruga de preocupação, estando a pé ou em viaturas, de carro ou moto. É tão grande a desmoralização das autoridades que um guarda que reprima alguém verbalmente é capaz de ser xingado pelo infrator.

      Não concordo plenamente que se trate de uma mania de andar com pressa: as mesmas pessoas que avançam sinal, pelo menos por aqui, metros adiante se arrastam em velocidades muito abaixo das regulamentadas para as vias, e da natural para a circunstância também. Acredito se tratar do "jeitinho brasileiro", aquele eterna mania nacional de tirar vantagem individual prejudicando o coletivo.

      Até a justificativa da falta de segurança não é mais válida, felizmente, pelo menos em grande parte da zona sul da cidade. Mesmo assim, ainda avançam sinal.

      Excluir
  22. O problema aqui no Brasil é cultural, tem chão para resolver. Para o motorista nó-cego padrão, tanto faz haver amarelo mais longo ou mesmo amarelo antes do verde. O imbecil, que quer "vender a alma ao diabo para ganhar alguns metros na vida" (parafraseando o Bob Sharp em um texto antigo do Best Cars), vai saber disso e continuará aproveitando o "restinho" do amarelo para cruzar e, quem sabe, arrancando já no amarelo antes do verde, se achando um exemplo de bom motorista e certo de que está ganhando um tempo importantíssimo!

    A solução para reduzir a carnificina "via BRT" é fazer um amplo trabalho de educação dos motoristas, dando especial atenção para o fato de que os veículos têm grande possibilidade de atingirem a zona de cruzamento já embalados. E a população em geral perder a mania de querer fazer tudo no menor tempo possível. Tá louco, hoje em dia é tudo no desespero, se algo demora alguns segundos a mais para ser feito, é caso de morte. E ser rápido em tudo para quê? Estupidez maior, impossível. Sou da opinião que devemos viver de fato a vida, não apenas passar por ela.

    ResponderExcluir
  23. Lamentável...

    Além da pressa, defendo que dois fatores são fundamentais para evitar acidentes: atenção no trânsito e veículo com a manutenção em dia. Não sou contra andar rápido no trânsito, porém, em alta velocidade, é necessário manter-se atento e ter o veículo em ordem.

    Hoje, com uma leve garoa na BR-376, pouco antes de chegar em São José dos Pinhais, eu estava em uma velocidade de cruzeiro de 120 km/h quando uma S-10 me ultrapassou. Ela continuou na minha frente até entrarmos em um posto de abastecimento... lá não pude deixar de notar que os quatro pneus estavam muito carecas.

    Abraços

    ResponderExcluir
  24. Sim, um ônibus assassino. Parece que vc. conhece o sistema mas não o usa. Muito bacana um troço bi-articulado carregando 300 pessoas em velocidade superior a 60km/h passado junto a uma calçada de 70 cm de largura... não acredito que vc. possa defender este sistema maldito. Bom, esse pessoal daqui tem ódio de metrô, bão mesmo é esse lixo assassino que massacra o usuário do 2.o ou 3.o carros (tração dianteira) nas curvas, coisa típica de 3.o mundo. Nunca vi cidade civilizada empregando este sistema, ainda mais no centro da cidade.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O post saiu no lugar errado. Era uma resposta ao Gabriel, lá em cima.

      Excluir
  25. Amonimo das 20:13
    Por favor, preste mais atenção na próxima vez!
    Esse tipo de coisa atrapalha a gente.

    ResponderExcluir
  26. Com licença para tirar uma dúvida com os senhores amantes e conhecedores do automobilismo.
    É verdade isso? Foi ele quem construiu o Autódromo de Interlagos?

    http://eleicoes.uol.com.br/2012/noticias/2012/10/09/serra-convoca-vereadores-eleitos-a-divulgarem-que-psdb-governa-para-os-pobres.htm

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Foi a estação de trem Autódromo. A estação já existia, o padre Anchieta deve ter levantado ela. Mas ela foi reconstruída e modernizada, hoje passam por lá trens confortáveis e com ar-condicionado. Eu utilizo essa linha, mas dou sorte por pegar na contra mão do fluxo, e fico impressionado com o volume de gente que esses trens transportam. Cada vagão deve transportar o que uns 3 ou 4 ônibus transportam de gente, e cada composição tem uns 8 vagões. Cada trem são mais de 20 ônibus, passando a cada 2 minutos nos horários de pico, com gente abarrotada. Eu detesto ônibus, transporte de massa com mínimo de conforto e segurança é sobre trilho.

      Excluir
    2. É, a transcrição da fala ficou esquisita: "Eu dou como exemplo o Grajaú [zona sul]. Nós fizemos trem da CPTM padrão metrô e o Autódromo de Interlagos. Agora temos que sair para mostrar isso. Nós governamos para toda a cidade, preferencialmente para os pobres”. Na verdade seria assim: "Nós fizemos estações de trem da CPTM no Grajaú e no Autódromo de Interlagos conforme padrão do metrô"

      Excluir
    3. Meu Deus!!! Tomara que as pesquisas estejam mais uma vez erradas!!! Se o PT entrar vai acabar com a cidade!!!

      Excluir
    4. Utilizo ele quase que diariamente, já que moro perto da Estação Presidente Altino e trabalho perto da Estação Pinheiros.

      São composições de alta qualidade, com ar condicionado. Dá problema de vez em quando, mas tem diminuído com as reformas da via.

      Não sei porque quando dizem que metrô tem apenas 60 e poucos km de via não são computados o sistema de vias da CPTM, já que ela transita em área urbana e é de qualidade equivalente.

      Excluir
    5. Anônimo11/10/12 09:54, não vai não. O PT quer entrar em SP, reduto do PSDB. Pode ter certeza que esse mandato será muito bem cuidado. Pode ser que daqui a 20 anos o município esteja pior que hoje sob administração do PT, mas esse mandato em específico é para tentar provar que pode.

      Excluir
  27. Sinceramente não sei o que é pior. Continuar com um governo de situação com indústria da multa e do controlar ou mudar e entrar o governo do mensalão... acho que vou anular.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sou a favor de controlar a velocidade nas rodovias, principalmente de caminhões, que deveriam ter a velocidade limitada eletronicamente em 60 km/h.

      Se as empresas querem mais velocidade no transporte de carga, que exijam do governo métodos mais rápidos e seguros, como as ferrovias ou o transporte marítimo.

      O problema é que o Brasil depende muito do transporte rodoviário e, qualquer mudança que não agrade os motoristas de caminhão gera paralisação e greve.

      Atx.

      Excluir
    2. Luis AG
      Por favor nao anule seu voto! Nao morro de amores pelo Serra , mas...
      Qualquer coisa é melhor que o PT(corja de quadrilheiros e mensaleiros), ditadura de sindicalistas, revolucionários de balas de festim!

      Excluir
    3. @Anônimo 11/10/12 11:16:

      boa ideia votar no serra também... o cara que larga TODOS os cargos pra concorrer o seguinte. e abriu 200 faculdades, contado com a mesma verba onde tinham 100 para gerir 300!

      mais do mesmo não muda nada... mais 4 anos somados aos 8???

      Excluir
  28. O que devia ter no Brasil seria um sistema de semáforo que toda vez que ficasse vermelho levantasse pregos do chão, assim o espertão que passasse no vermelho teria os quatro pneus furados. Só assim pra aprender!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Em alguns locais, em Buenos Aires, existem ganchos em vias de mão única. Se você seguir na contra mão, os ganchos furam o pneu. Porém, se você tiver no sentido permitido, os ganchos baixam.

      Excluir
    2. Carioca no volante, perigo constante! como andam naquela bagunça que chama de trânsito? por favorrrr

      Excluir
  29. oskrmarinho11/10/12 13:18

    Então, tá! Vamos fazer corredores para ônibus em todas as capitais (aqui em Fortaleza já começaram), sem considerar que carros e motos precisam de entrar nesses corredores também, para terem acesso a endereços que fiquem neles ou que cruzem com eles; isso tem causado multas e inumeros acidentes, pois motoristas de ônibus, normalmente uns cavalos obtusos na direção, ja usam seus veiculos como armas de guerra no transito normal, imaginem em corredores específicos; sem contar que o caos já está instalado, com motocicletas enxameando até na contramão, aliados a verdadeiros assassinos conduzindo vans, como se brincassem de corrida!

    ResponderExcluir
  30. Dr. Traffic Calming11/10/12 15:01

    A Máfia Nacional do Trânsito, que através de seu braço operacicional em SP, transformou a cidade na Capital Mundial das Placas de Trânsito, além de estimular o desentendimento entre os grupos potencialmente conflitantes que compõem o sistema de trânsito (ao invés de orientá-los e buscar uma conciliação mínima) estimula de forma desordenada o aumento de velocidade em locais inadequados, sem a devida atenção à orientação e às consequências dessa aceleração. As placas de limite de 60 KM em vias contínuas são colocadas aos pares à cada 150 mts aproximadamente. Assim, nessa velocidade, passamos por duas delas a cada 10/12 segundos! Para quê? Para termos milhares de placas a mais que o necessário. A brecha na legislação, que limita a distância máxiam entre as placas 1 Km, deixa a distancia mínima para que o princípio da Suficiência seja aplicado. Essa brecha permite a máfia das placas entupir as cidades com as mesmas. Essa é somente uma das ações e consequências dessas Máfia. Ou só no trânsito não existe máfia nacional?

    ResponderExcluir
  31. Sou ciclista, adoro pedalar. Estou ensaiando para ir ao trabalho de bike, montei uma para isso. E adoro carros e o conforto e satisfação - em guiá-los, em sua utilidade - que eles proporcionam. Acho que não sou a exceção.

    Todo ativista tende à idiotice. Mas, motoristas como esse do vídeo dão MUITA munição para cicloativistas atacarem:

    http://g1.globo.com/sc/santa-catarina/jornal-do-almoco/videos/t/edicoes/v/motorista-atropela-ciclistas-em-joinville/2179976/

    ResponderExcluir
  32. É muito papo para uma só conclusão. Brasileiro está consumindo mais, mas falta-lhe educação. Culpar o BRT é imbecilidade. Brasileiro é bicho, que joga lixo na Rua, compra produtos piratas, mesmo aqueles que tem recursos e otras cositas más. Prisão e multa para o motorista do Polo e multa para os pedestres (no caso em questão, meros bípedes sem cérebro) e ciclistas que não respeitam a faixa exclusiva do BRT. Um projeto muito bom. E olha que votei no Freixo.

    ResponderExcluir
  33. Com relação ao comentário sobre o trânsito/transporte de curitiba....o ´expert´ não falou que nas canaletas há sempre excesso de velocidade dos ônibus, resultando em atropelamentos e acidentes. Também não citou o ´excelente ligeirinho´que criaram por aqui, vivem acima do limite de velocidade (engraçado que os radares não acusam) sem falar que param do lado esquerdo das pistas (estação tubo) sendo várias sem desvio para os carros, então temos ônibus convencional parado do lado direito e ligeirinho parado do lado esquerdo.
    E já que ele citou as canaletas, os brilhantes engenheiros de tráfego de curitiba, tiraram os articulados/biarticulados e colocaram no trânsito normal, não precisa ser especialsita para saber na merda que deu, pelo tamanho eles não conseguem dobrar as esquinas e invariavelmente há acidentes.
    Será que devo falar das ruas que trocam de sentido constantemente? Ou das ruas com mais faixas que em sua continuidade tem menos faixas sem sinalização alguma?
    Os ´engenheiros´que comandam o tráfego por aqui com certeza comprarm o diploma, se é que se pode chaar de engenheiros.

    ResponderExcluir
  34. É chato dizer isso, mas ao brasileiro, seja pobre, classe média ou rico, falta cultura. Vai demorar uns 40 anos pra mudar, se algo fosse feito desde já. Mas com a família em frangalhos, a TV (des)educando, políticos (sem comentários!) e os professores sem autoridade vai levar muito mais (se der certo).
    Por enquanto, trate de começar por VOCÊ, seus familiares e, se puder, influencie alguns amigos.

    RicardoBF

    ResponderExcluir
  35. Ary Toledo13/10/12 19:09

    Esse é o famoso "minhocão"?
    Quem aqui já pegou o minhocão?

    ResponderExcluir
  36. Tem que ser muito babaca pra ser contra os corredores exclusivos. Coisa de cara que só olha o próprio umbigo....acha que o mundo é só dele.

    ResponderExcluir
  37. Sem corredor exclusivo, ninguém anda. Com ele, 70% dos usuários da via conseguem percorrer grandes distâncias.

    ResponderExcluir

O Ae mudou de casa! Todos os posts do blog foram migrados para o site. Por favor busque por este post no site e deixe o seu comentário lá.
Um abraço!
www.autoentusiastas.com.br

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...