Google+

9 de outubro de 2012

VOLKSWAGEN AMAROK AUTOMÁTICA, NO USO

Fotos: autor
O Brasil, nossa terra 

Toda picape acaba me dando dor nas costas. Não que a Volkswagen Amarok tenha ergonomia ruim; longe disso. O banco do motorista é ótimo, macio; o volante vai e vem e sobe e desce, ficando na posição ideal e os pedais estão bem posicionados, tudo muito bom para quem vai na frente. Além disso, esta já veio com um bom câmbio automático de 8 marchas que trabalha perfeitamente bem. Quando lançada, a Amarok não tinha este conveniente opcional; vinha só com câmbio manual de 6 marchas. Confortável e de manejo fácil, portanto, ela é. O galho é a tal da caçamba. Aquele vácuo ali formado por ela – fique alerta, caro leitor – tem o poder de mexer com a cabeça das nossas esposas! E é isso acaba nos dando dor nas costas.

A primavera chegando

Veja só, bastou a minha saber que em breve eu estaria com uma picape das grandes para avaliação do AUTOentusiastas que dali a pouco ela voltou séria para termos uma conversa séria. Olhos nos olhos e ela me expôs que o nosso mundo, que eu achava até que organizado, estava de ponta-cabeça. Era um estado de alarme! A geladeira da praia estava podre e tinha uma nas Casas Paraibanas que estava em oferta e combinava certinho com a cozinha de lá da praia.

Me esclareceu também que aquela mesa da sala, aquela mesinha, onde naquele momento eu apoiava perfeitamente meus cansados pés, estava no lugar errado e que o lugar dela era na casa da roça. Me fez ver que a cama da caçula, que aquela porta, que a casinha do Tigrão, que umas tralhas minhas lá, pneus, bicicleta velha, etc, etc, em suma, ela abriu meus olhos e me fez ver que todos esses objetos estavam de pernas pro ar. Fiquei aterrado, estupefato; como se diante de meus olhos tivesse passado um furacão e ficado aquela bagunceira danada. E aí, conseqüentemente, tudo se resolve com um simples: "O Naldo está de picape e o Naldo pega, o Naldo leva, o Naldo carrega".

Uma Hobie de 6 pés e 10 polegadas a caminho do mar

Bom, não preciso dizer que mesa têm pé, mas não anda, que geladeira tem motor, mas não anda, e assim por diante, portanto, essas coisas todas não sobem e descem por sua própria conta numa caçamba, daí a conseqüência são estes músculos e nervos encavalados e ossos estralando sempre que pego uma picape por uns dias. explicada a encrenca?

Mostradores de fácil leitura

Bom, mas a coitada da Amarok não tem nada com isso e ela fez de tudo para que minha vida fosse prazerosa enquanto a dirigia. Vamos a ela. Fiquei com a Amarok por uma semana, incluindo o fim-de-semana anterior e o posterior a ela. No primeiro fomos à praia pela Rodovia Rio-Santos e logo de cara no trecho sinuoso fiquei agradavelmente surpreso com o seu comportamento nas curvas. Por essa eu não esperava. E lá estava eu, carga leve na caçamba, a esposa ao lado satisfeita com o carregamento, e eu mandando a lenha com uma picape nas curvas. Ela tem bitolas largas, a suspensão trabalha muito bem e sua tendência substerçante não é pronunciada. Obedece de pronto ao volante. Apesar do tamanho e peso avantajados (2.073  kg quando vazia), é ágil.

Console com recursos de sobra

A dureza da suspensão está no ponto, o curso das suspensões é longo, a carroceria rola pouco em relação às outras picapes que dirigi, daí que ela nos inspira maior confiança para fazer curvas. Até agora, nesse ponto foi, sem dúvida, de longe, a melhor. 

No volante, controle do áudio. Na alavanca do pisca, também controle de velocidade cruzeiro

Picape não foi feita para autódromos, mas ser bom de curva, seja qual for o veículo, significa segurança. E cá estamos nós de novo nos impressionando com a eficiência dos motores turbo modernos. Este diesel biturbo tem somente 2 litros de cilindrada e gera 180 cv a 4.000 rpm e 42,8 m·kgf a 1.750 rpm, portanto, a 2.000 rpm ele já produz potência suficiente para em 8ª marcha empurar tranqüilamente tudo isso a 120 km/h, e olhe, caro leitor, que área frontal não lhe falta, são nada menos que 3,02 m². Só os retrovisores externos somam a área frontal de um Lotus Elan (sic).

A força do motor nos impressiona ainda mais, quando, por exemplo, na Rodovia Anhangüera, a 115 km/h e com o controle de velocidade ligado, pegamos subidas e ele as supera sem que o câmbio automático reduza marcha alguma. O motor escora e sobe em 8ª marcha – no painel há indicador da marcha em uso, tanto em modo manual quanto automático –  como se nada houvesse. Para o leitor visualizar a situação, com um carro normal, com motor 1,6-L, reduziríamos de 5ª para 4ª nesses casos. Esse “motorzinho”, como se vê, dá conta do recado e sobra.

Mais um motor turboalimentado de baixa cilindrada e muita potência

Os faróis são excelentes, porém senti falta de um regulador de altura. Na cidade ele incomoda quem vai à frente e eu gostaria de poder baixar o facho.

Logo que cheguei em casa, fui tratar de tirar a lona que fecha a caçamba. Abri a tampa, me enfurnei lá dentro e, diante de muitos parafusos achei que a tarefa seria muito complicada. Deveria haver um modo mais prático e eu não o estaria enxergando. Liguei para uma concessionária e me disseram que era por aí mesmo, que levariam uma hora e meia para tirá-la (?). Meti mãos à obra e tirei em 25 minutos. Mesmo assim... quase meia hora de trabalho... que por sorte fiz na sombra da garagem de casa. Se estivesse ao sol, debaixo daquela lona preta, eu estaria lascado pra valer. Em vez de parafusos longos, por favor, usem travas, grampos, clipes e boa, o que transformaria esses 25 minutos em cinco.

A tampa traseira não tem fechadura a chave, daí que mesmo com lona nada tem a mínima segurança na caçamba. Ao parar num posto de beira de estrada para tomar um cafezinho, uma pessoa entra enquanto outro tem que ficar na picape, caso tenha algo de valor lá atrás. Não custava nada uma travinha com acionamento na cabine. Estando só e com bens na caçamba, mesmo com a lona esticada, o sujeito simplesmente não pode dar o vacilo de ir tomar um café.

Além disso, a caçamba poderia ser maior: nem um Honda Biz cabe nela.

Não pedi nada caro ou complicado até agora, não é? Ainda mais para um veículo valioso e sofisticado como esse: R$ 130.550,00.

Quem vai atrás tem amplo espaço para pernas e cabeça, mas o encosto é muito vertical e a espuma é dura. Nada confortável para viagens longas. A nova Ford Ranger tem o banco traseiro bem melhor, trata melhor quem vai atrás. E a Amarok não tem saídas de ar-condicionado para o banco traseiro.

A relação peso-potência se equivale a de um moderno hatch de 1 litro. Ela tem o dobro da potência, mas também o dobro do peso. Daí que, por exemplo, visualizando, numa “prova de arrancada de 0 a 100 km/h” eles teoricamente andariam juntos. A grande diferença está na retomada, pois a Amarok tem o quádruplo do torque, o que lhe dá uma relação peso-torque muito mais favorável, o dobro, principalmente por ele vir máximo já em baixo giro: 1.750 rpm. Sendo assim, já em baixo giro ela disponibiliza muita potência, portanto as retomadas são rápidas, muito boas, não deixando nada a desejar. Ela anda rápido mesmo. Na estrada, se houvesse condições legais e ambientais para isso, ela manteria com tranqüilidade, silêncio e estabilidade uma velocidade cruzeiro entre 140 e 150 km/h. Velocidade máxima, segundo o fabricante: 179 km/h.
Na roça

Bons freios. Tem ABS nas quatro rodas, freia forte e mantém estabilidade, sem sustos. Há a função ABS para o fora de estrada, otimizando a frenagem nessas condições ao permitir ligeiro travamento no final, de efeito benéfico.

Em estrada com asfalto bom, vai macia. Em asfalto ruim a carroceria chacoalha. Além disso, o volante transmite além do agradável as imperfeições do solo, ele também chacoalha, pois rodas e pneus pesados têm muita inércia e o sistema de direção não o consegue anular. Não tem como escapar disso. Rodas e pneus pesados, suspensão pesada na dianteira e eixo rígido atrás; são os males de todas picapes. Quem quer ou precisa delas, que se conforme com isso. Os engenheiros da VW fizeram o que era possível. Nada a criticar, só a elogiar.

Por mais que o Carlão, o capataz da fazenda, e eu procurássemos encrenca com ela, saindo por estradas de terra, por estarmos ainda na estação seca não achamos situações em que a tração integral precisasse manifestasse e muito menos o bloqueio eletrônico do diferencial traseiro. Não achamos descidas capciosas o bastante para que necessitássemos ligar a assistência para descidas, que é um controle que freia independentemente as rodas de acordo com a necessidade. Voltamos meio frustrados.

                           Em busca de aventuras

Com carga leve e em boas estradas de pista dupla – e em velocidades legais, com esposa e mãe satisfeitas com a tal carga a bordo – o computador indicou média de consumo ao redor de 10,5 km/l de diesel, que só pode ser o S-50, de baixo teor de enxofre. Na cidade, algo em torno de 8 km/l.

Gostei da Amarok automática. O Bob já havia andado com ela no lançamento, faltava o AE vê-la como é no dia a dia. Ela seria muito boa para mandar a lenha a 160 km/h cruzando pelas retas da Patagônia e em seguida encarar a Cordilheira dos Andes, subindo e descendo, pegando neve brava lá em cima e lama de degelo nas baixadas. Seria o veículo ideal para isso.


AK



FICHA TÉCNICA AMAROK HIGHLINE AUTOMÁTICA CABINE DUPLA

MOTOR
Tipo
2.0 L BiTDI
Combustível
Diesel S-50
Material do bloco / do cabeçote
Alumínio / alumínio
Diâmetro do cilindros e curso dos pistões
81 x 95,5 mm
Válvulas por cilindro / disposição / nº de cilindros
4 / em linha / 4
Posição
Longitudinal sobre o eixo
Comando de válvulas / nº de válvulas
Dois no cabeçote / 16
Potência máxima (NBR ISO 1585)
180 cv a 4.000 rpm
Torque máximo (NBR ISO 1585)
42,8 m·kgf a 1.750 rpm
Taxa de compressão
16:1
Formação de mistura
Injeção direta Bosch common rail
TRANSMISSÃO
Câmbio
Automático epicíclico, 8 marchas à frente
Rodas motrizes
Dianteiras e traseiras, 4Motion permanente
Relações das marchas
1ª 4,70;1; 2ª 3,13:1; 3ª 2,10:1; 4ª 1,67:1; 5ª 1,29:1; 6ª 1,00:1; 7ª  0,84:1; 8ª 0,67:1; ré 3,30:1
Relação de diferencial
3,70:1
SISTEMA ELÉTRICO
Bateria
12 V, 72 A·h
Alternador
110 A
SUSPENSÃO
Dianteira
Independente, braços triangulares superpostos, mola helicoidal, amortecedor pressurizado, barra estabilizadora de 26 mm Ø
Traseira
Eixo rígido, feixe de molas longitudinal e amortecedor pressurizado
DIREÇÃO
Tipo
Pinhão e cremalheira, assistência hidráulica
Relação de direção
14,6:1
Diâmetro mínimo de curva (m)
12,9
Número de voltas entre batentes (m)
2,7
FREIOS

Dianteiros
Disco ventilado, 303 mm Ø
Traseiros
Tambor 295 mm Ø
Assistência
A vácuo, por bomba
Controles
ABS, ABS Off-Road, BAS e EBD
RODAS E PNEUS
Rodas
7,5J x 18, alumínio
Pneus
225/60R18
DIMENSÕES EXTERNAS
Comprimento
5.254 mm
Largura com/sem espelho
1.944 / 2.228 mm
Altura (teto)
1.834 mm
Diastância entre eixos
3.095 mm
Bitola dianteira/traseria
1.647 / 1.644 mm
CONSTRUÇÃO
Tipo
Separada, chassi tipo escada, hidroformado
Número de portas/lugares
4/5
AERODINÂMICA
Coeficiente de arrasto
Cx 0,42
Área frontal
3,02 m²
Cx x A
1,27 m²
CAPACIDADES
Volume da caçamba
1280 litros
Tanque de combustível
80 litros
PESOS
Peso em ordem de marcha
2.073 kg
Carga útil
1.017 kg
Rebocável
2.860 kg (até rampa de 12%)
DESEMPENHO
Aceleração 0-100 km/h
10,9 s
Retomada 80-120 km/h, em 5ª
8,5 s
Velocidade máxima
179 km/h
MANUTENÇÃO
Revisões, km
10.000 ou 6 meses
Troca do óleo do motor, km/tempo
10.000 / 6 meses
Câmbio e diferenciais
Verificar nível a cada 10.000 km ou 6 meses
GARANTIA
Termo
3 anos. Em uso comercial, 3 anos ou 100.000 km. Perfurarção de chapa 6 anos




EQUIPAMENTOS AMAROK HIGHLINE AUTOMÁTICA CABINE DUPLA

INTERNOS
Alças de apoio nas colunas dianteiras e centrais
Alças de segurança no teto (4)
Alto-falantes (4 + 2 tweeters)
Assoalho da cabine revestido em carpete
Banco do motorista e passageiro com ajuste de altura
Descansa-braço central com porta-objetos
Gaveta sob o banco do motorista
Quadro  de instrumentos com insertos cromados
Volante, alavanca de câmbio e freio de estacionamento revestidos em couro
FUNCIONAIS
Acionamento elétrico dos retrovisores externos
Acionamento elétrico um-toque dos vidros
Antena incorporada à carcaça do retrovisor interno
Ar-condicionado eletrônico duas-zonas
Computador de bordo
Controle de velocidade de cruzeiro
Desembaçador do vidro traseiro
Duas tomadas 12 V, cabine e caçamba
Rádio RCD-510 com troca-CD, entrada SD card e tela tátil
Sensor de estacionamento traseiro
Sistema Bluetooth para rádio RCD-510
Temporizador do limpador de pára-brisa
Travamento central e alarme, comando a distância
Volante multifuncional com comandos de áudio
EXTERNOS
Carcaças dos retrovisores parcialmente cromadas
Faróis de neblina
Maçanetas cromadas
Pára-barros
Pára-choque dianteiro na cor da carroceria e frisos cromados na grade do radiador, entrada inferior de ar e moldura dos faróis de neblina
Pára-choque traseiro cromado
Pneus 255/60R18
Protetor de cárter
Rodas de liga leve de 18 pol., inclusive estepe
SEGURANÇA
ABS e ABS Off-Road com auxílio à frenagem e distribuição eletrônica
Bloqueio eletrônico de diferencial, controle de tração e controle de descida de rampa
Bolsas infláveis frontais
Repetidoras dos indicadores de direção nas laterais
OPCIONAIS
Controle de estabilidade
Rádio RNS-315 com navegador GPS
Rodas de liga leve de 19 pol. e pneus 255/55R19

(Atualizado em 9/10/12 às 22h40, correção na ficha técnica, dois comandos de válvulas)
 

225 comentários:

  1. Engraçado é saber que o público comprador será justamente aquele que nunca pegará barro na vida, onde um bom sedã cai muito melhor (e com esse preço dá pra comprar um excelente).

    Na Inglaterra eles tem um termo para esse tipo de veículo: Chelsea Tractor.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Filipe Favoreto09/10/12 12:51

      Sugerir um sedã a quem quer comprar uma picape foi de doer hein....

      Excluir
    2. Anônimo09/10/12 12:09 Tem gente pra tudo nesse mundo. Inclusive para fazer bom uso de um carro desses, que se pretende substituir tanto um jipe quanto uma caminhonete "de trabalho" e ainda ser usado como automóvel de luxo, ferramenta para impressionar vizinho, etc. Se fosse para apenas uma de cada uma dessas funções, certamente um outro tipo de veículo serviria melhor.
      Ué, Filipe! Se o cara só quiser viajar por aí, um bom Passat pode ser mais satisfatório que uma picape! É tudo uma questão de usos...

      Excluir
    3. Pessoal: JAMAIS andei em qualquer pick up que fosse confortável. JAMAIS! Nem nas versões Blazer. Nenhuma, nenhuminha mesmo. E sào apertadas, desconfortáveis, acomodam mal. E o pessoal compra para rodar na cidade, fazer pose de off road, etc. Vão dizer que nào? Concordo que um sedã é muito, mais muito melhor que esta pick up no uso que 99% vai fazer dela. Dinheiro eproblema deles. Uns gostam dos olhos outros das remelas......

      Excluir
    4. Vc é chato pacas anônimo metido. Compre um Landau e seja feliz, longe daqui!!!!!

      Excluir
    5. Sou chato e vc é o boy de reta que compra "ofirode" para aparecer. A carapuça entrou até o ombro, hein?KKKKKK

      Excluir
    6. Anônimo, quem compra picape para passear na cidade é porque tem dinheiro, o que não deve ser o seu caso, por isso critica tanto. Eu, por exemplo, tenho uma picape, uma SW4 e um Camaro.

      Excluir
  2. Quem compra uma picape, compra também um transportadora! É incrivel como aparece gente, querendo que você carregue tudo!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Seria uma boa espalhar essa informação para que se evite que as pessoas comprem tal tipo de veículo sem necessidade. Há pessoas que não entendem o conceito de paz de espírito e que correm o risco de aprender isso da pior maneira.

      Excluir
    2. a mais pura verdade!

      Excluir
    3. Pior que aqueles que pedem pra você carregar coisas estão aqueles que pedem a picape emprestada, na cara dura mesmo.

      Excluir
    4. Anônimo, quem compra picape para passear na cidade´é porque tem dinheiro, o que não deve ser o seu caso, por isso critica tanto. eu, por exemplo, tenho uma picape, uma SW4 e um Camaro.

      Excluir
    5. Ué, é so dizer não, se não quiser carregar nada dos outros de graça ou emprestar a camionete...

      Excluir
  3. Nenhum comentário sobre a "desorganização" do cofre do motor?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Filipe Favoreto09/10/12 12:53

      É um motor diesel meu caro, não tem como se livrar de tantas mangueiras.

      Excluir
    2. A VW vem deixando os motores mais aparentes.
      Mais facil nas manutencoes. O mesmo acontece na linha leve como Fox; Gol;Polo; etc.
      Se a VW está fazendo assim , significa que é o correto. Tem que ser assim!

      Excluir
    3. Filipe Favoreto

      Motor diesel NAO é sinonimo de bagunça! O Amarok tem um cofre bagunçadissimo ao extremo, um verdadeiro caos de mangueirinhas, conectores, fios, com todo respeito, uma bagunça.

      Abra o capô de uma Hilux, Triton, Ranger International NGD3.0 eletronica, Frontier e verá muito mais organização,

      Excluir
    4. Filipe Favoreto09/10/12 14:02

      Daniel, o que é organização pra você, uma capa de plástico escondendo as mangueiras? É a única diferença dessas daí para a Amarok. O que isso inflói ou contribói para alguma coisa?

      Excluir
    5. Filipe;

      Ranger NGD não tem capa de plastico ocultando mangueiras e nem a profusão de mangueiras que tem a Amarok.

      A capa de plastico serve justamente para proteger da lama, do excesso de água e dos "esbarrões acidentais". A Hilux tem um cofre muito mais organizado. Mesmo se remover a capa plastica....

      Continua dando uma má impressão danada esse monte de mangueiras.

      Excluir
    6. Tá que é um exemplo de motor já velho, e que tinha problemas com os quais (espero) o dono de uma Amarok nem vai sonhar, mas o Perkins era um motor Diesel sem capinhas e não tinha tantas mangueiras, nem as que tinha eram tão longas ou recurvadas. Os Detroit Diesel, que são reconhecidamente motores "sujos", pelo tanto de fumaça que soltam (dois tampos à diesel tinha que dar nisso...), não só são mais organizadinhos, como chegam a ser até visualmente agradáveis. A única explicação que vejo para a VW ter feito desse jeito é que o consumidor típico de picapes de $130 mil não costuma abrir o capô de seu próprio carro!

      Excluir
    7. Eu queria ver o Steve Jobs abrindo o capô do motor da Amarok.

      Excluir
    8. Braulistafora;

      O Perkins não era problemático. Os unicos defeitos dele eram a injeção indireta (dificuldade de partida a frio mesmo em climas amenos) e os vazamentos de óleo (vazava pelos poros! Que o digam os donos de MF 50X/235). Mas eram econômicos e com oa curva de potencia.

      Filipe Favoreto

      Olha o que é motor potente, moderno e ao mesmo tempo organizado, sem parecer obra do professor Pardal

      http://www.cummins.com.br/cla/produtos_detalhe.php?id_motor=19

      Abra o capô de uma F-250 e olhe por si mesmo!

      Excluir
    9. Não precisa ir longe, veja um motor diesel moderno de carro do próprio grupo VW e verá o que é um motor diesel moderno e bem organizado dentro do cofre!

      Excluir
    10. Filipe Favoreto10/10/12 00:03

      Senhores, opinião é opinião, a minha é de que esse papo de organização é pura frescura. O que importa é o projeto mecânico e eletrônico do motor. Não adianta ser bonitinho porém ruim. Uma coisa não tem nada a ver com a outra.

      Vamos e convenhamos, de tudo que é preciso ser reconhecido numa picape esse é um dos quesitos menos importantes.

      Boas leituras a todos!

      Excluir
    11. Caro Felipe; Tudo bem, sabemos que vc está certo. Mas se o cofre for bem organizado, vc não entende que fica ainda melhor? E podemos dizer que eles não poderiam ter caprichado mais? Boas leituras.

      Excluir
    12. Também pensei isso quando via afoto do motor: que bagunça...

      O motor da saudosa D-20 (Maxion S4-T) lá de casa era com certeza mais organizado.

      Isso pode até ser uma frescura, mas na hora de mexer no motor e enfiar a mão lá, é muito mais fácil quando você consegue identificar mais mais rapidamente os componentes do motor.

      No mais, ótima avaliação. E concordo, quando se tem uma camionte ou picape aparece uma infinidade de coisas para carregar que vc até pensa, como isso era feito antes de eu ter esse carro.

      Excluir
    13. Com todo respeito, esses Engenheiros de Fabrica pensam que o carro seo vai ser feito na fabrica e não vai ser reparado jamais, seja pelo reparador independente seja pelo concessionário.

      Se eles tivessem que "colocar a mão na graxa" garanto que tudo seria muito diferente.

      Excluir
  4. Aléssio Marinho09/10/12 12:56

    "Ela seria muito boa para mandar a lenha a 160 km/h cruzando pelas retas da Patagônia e em seguida encarar a Cordilheira dos Andes, subindo e descendo, pegando neve brava lá em cima e lama de degelo nas baixadas."

    Não atiça, Arnaldo! Essa é a viagem que ainda quero fazer de carro, mas ainda não o fiz, pois a minha hora não chegou. Afinal, são 5830 km daqui de casa até Santiago.
    Mas não será de caminhonete.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Aléssio,

      faço votos que vá e aproveite muito, seja lá com que carro for. Todos vão e voltam na boa. O que vale é a viagem.

      Excluir
    2. Ela só não me pareceu prática nessas viagens por causa da capota aberta. Uma Tiguan me parece uma opção mais interessante nesse caso.

      Excluir
    3. Caraca...Uma viajem desta num carro destes seria de matar de ruim. Haja costa, costela, coluna....E para achar psiçào no espremido da cabine. Só anão com 1,70 metros mesmo.....

      Excluir
    4. Olha o anonimo chato la de cima postando de novo! Vá comprar um Del Rey e não encha o saco!!!!

      Excluir
  5. Aléssio Marinho09/10/12 13:00

    Interessante o uso da tecnologia de hidroformagem no chassi. Coisa fina e que aumenta muito a resistência do conjunto.
    Merecia um post a respeito.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ótimo que o chassi seja hidroformado. E ótimo que mais e mais marcas estejam usando tal tecnologia, pois até pouco tempo ficavam com aquela desculpa esfarrapada de que seria inviável para o Brasil.

      Excluir
    2. O Astra brasileiro (1998) usa sub-chassi dianteiro em aço hidroformado. Na Europa a mesma peça era em alumínio, também hidroformado.

      Excluir
  6. Na categoria "picapes de luxo que eu nunca, jamais, em tempo algum poria para ralar no sítio ou na empresa, muito menos ainda nas mãos de peão" não tem para nenhuma outra: é a Ram 1500.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Concordo contigo. Estes peões de fazenda são mesmo umas porcarias, destroem tudo. Não podemos confiar nada a esta gente.

      Excluir
    2. Anônimo,

      não concordo consigo de modo algum. Como em toda área de trabalho, tem os bons e os ruins. Pagando bem você contrata peão muito bom, mas tem que pagar o que merece.

      Excluir
    3. Mr.Car
      Nao seja tolo!
      A melhor é sem duvidas a Amarok.
      Lembre-se que a tecnologia VW é muito superior. Essa superioridade agora tambem pode ser vista em utilitários. Dirigir esse carro é quase como guiar um seda como o Jetta.
      Acredite meu amigo, ja viajei com uma dessas, por 2 dias e fiquei impressionado.
      Tenha fé no que digo.

      Excluir
    4. Ok, então você deixaria sua Amarok nas mãos dos peões?

      Excluir
    5. O Mr.car e o Anonimo de cima sao o que eu chamo de "Caipira de Cidade- Grande". Almofadinhas mesmos!
      Nao entendem como pode ser boa a vida no campo. A "rapaziada" ou os peoes podem sao gente do bem e de confianca sô.
      Jorjao

      Excluir
    6. "Dirigir esse carro é quase como guiar um seda como o Jetta."

      Mais uma para o looongo compêndio PÉROLAS DO AUTOENTUSIASTAS.

      Excluir
    7. Anônimo,

      vc sabe o quanto custa uma colheitadeira de grãos? Sabe quantas Amarok custa? O peão pode tocar uma colheitadeira todo dia o dia inteiro e uma picape não?

      Excluir
    8. Hã? E qual a relação? Apenas a "tocada" dos dois veículos?? Ou seria o valor deles X a provável responsabilidade do peão??? A capacidade de operar bem e de forma responsável uma colheitadeira de R$ 800 mil não tem nada a ver com a capacidade de operar ou o nível de responsabilidade de dirigir uma picape!!!

      Se for pra supor algo ou especular a respeito, eu diria que a colheitadeira tem uma função muito específica e limitada (inclusive nas suas capacidades) o que limitaria qualquer bagaceirice dos peões. Enquanto que uma picape pode perfeitamente atiçar os instintos Velozes & Furiosos de qualquer peão.

      Excluir
    9. O AK não precisa ler esse monte de merda aí em cima...

      Excluir
    10. Antônio Prado10/10/12 01:05

      Vote "Extermínio aos Anônimos!"

      Excluir
    11. Serão todso "calcinado", sem dó nem piedade!

      Excluir
    12. Só sei que patrão por aqui só larga F1000 na mão da peonada

      Excluir
  7. AK, mais um post memorável! Confirma o que sempre pensei: quanto mais espaço, mais tralha pra carregar...

    Tive uma Belina e, certa vez, tive que parar numa oficina alguns quilômetros antes de entrar na BR-040. A suspensão começou a bater em quebra-molas e em mínimos desníveis do asfalto. Detalhe: 5 pessoas a bordo, porta-malas cheio até o teto e bagageiro todo preenchido.

    Os mecânicos não acharam nada, deram a dica que era excesso de peso. Resultado: em retribuição, deixei um saco de abacates maduros na oficina e a viagem correu tranquila, sem problemas...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Mineirim,

      Mulher carrega tudo o que couber. Nossa única solução é ter carro com porta-malas pequeno.

      Excluir
    2. O que estava pesando era o abacate.

      Excluir
    3. Fernando Uema09/10/12 13:48

      E uma carretinha pedurada na traseira... Não tem como argumentar com mulher neste quesito. Me lembro quando ainda era solteiro, tinha um Omega 3.0, motor e câmbio alemães, automático, painel digital, coisa de louco para um moleque até então acostumado com corsinhas equipados com aqueles motorezinhos de broca de dentista ( meu finado pai era um, que Deus o tenha...); no primeiro fim de ano que pude, resolvi levar meus pais para a chácara com o carrão, e não é que minha mãe conseguiu encher o porta malas todo e mais o banco traseiro praticamente todo, com a bagagem de TRES PESSOAS, ou uma só, se considerarmos as duas sacolas que eu e meu pai levamos... Coisa de louco. Já casado, dois filhos, dei uma Ecosport para a patroa e ela que se virasse com aquele portamala todo. Primeira viagem e a já conhecida maldição do porta malas pequeno volta a me assombrar. Imagina a bagagem com duas crianças pequenas a bordo. Aí, antes de pensar no divórcio, surge a solução: prometi a ela trocar sua Eco novinha por um carro mais espaçoso, um Dobló. Desnecessário dizer que a partir dali o assunto nunca mais retornou à baila...

      Excluir
    4. Não importa o tamanho do seu porta-malas, sua esposa achará coisas de "extrema necessidade para carregar" até ocupar todo o espaço disponível - mais uma lei de Murphy...

      Excluir
  8. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O AE e seus colaboradores gostam de "fugir da norma" só pra parecer diferente. Relaxa e curte. Ou estressa e vaza.

      Excluir
    2. Não entendi. Fugir de qual norma?

      Excluir
    3. Tarde demais, a censura chegou e levou.

      Excluir
    4. Anônimo,

      essa quem cortou fui eu. Não há porque tolerar estupidez. O leitor não tem que aguentar má educação. Está decidido. O comentarista pode voltar a fazer seu comentário, tem todo direito, desde que use a boa educação.

      Excluir
    5. Arnaldo, respeitosamente vou discordar. Eu li o comentário e o cara não foi mal-educado, não usou palavrões nem foi ofensivo. Ele foi apenas crítico sobre a terminologia usada nos testes do AE.

      Excluir
    6. Anônimo,

      o sujeito simplesmente nos chamou de idiotas. Para mim isso é ofensa. Bastava dizer que não achava adequado o título "NO USO". Se assim ele fizesse eu teria interesse em discutir a idéia, mas desse jeito não quero papo.
      NO USO significa justamente a proposta: como é o veículo no uso diário. Teste seria outra coisa, medições, etc.

      Excluir
    7. Anônimo 09/10/12 13:18
      Comentários excluídos ficam arquivados e posso lê-los todos. O leitor das 13:16 foi de uma grosseria inominável e gratuita. O Arnaldo fez muito bem em excluir, senão eu mesmo o faria. Dizer que o nome desse tipo de postagem, como o da Amarok automática, "no uso", "é muito idiota", mostra bem a falta de educação de berço dele. São atitudes como essa que nos fazem pensar em passar a moderar comentários, como muitos leitores vêm pedindo há tempo. Agora, o seu comentário foi totalmente infeliz, dizer que gostamos de fugir da norma só para parecermos diferentes – como se precisássemos disso para compensar falta de conhecimento e experiência no mundo automobilístico. Pense bem na besteira que você disse.

      Excluir
    8. Bob,

      OK eu não reparei no idiota, e se ele disse isso então tá certo.

      Mas se vc que é o "dono da bola" aqui fala besteira pelos cotovelos e não se dispõe a pensar no que diz, pq iria eu? Qual sua moral pra exigir dos leitores moderação e educação se vc próprio é frequentemente ranzinza, pavio curto e grosseiro nas réplicas e tréplicas? Quanto desse seu estilo e comportamento não atrai e incita o mesmo nível de comentários? Essa é uma das leis não escritas dos blogs e vc deveria saber...

      Pense nisso, se quiser ou achar que deve. E se achar que eu fui ofensivo ao invés de crítico, delete este post tb. Pra mim não faz diferença. Como eu disse, vc é o dono da bola e não raro se comporta como tal.

      Excluir
    9. Ah... e AK, entendido e aceito, retiro o que eu disse. Você foi educado, seguiu o padrão do blog, eu naõ tenho absolutamente NADA contra o uso de "no uso" (rsss...) e se foi ofendido tinha mais que deletar mesmo ;-) Valeu pelo post, obrigado e abraços.

      Excluir
    10. Anônimo 09/10/12 19:52
      Não tolero ofensas e ponto final. É simples. Ofendeu, leva troco. Quanto mais quem covardemente se esconde atrás de um anonimato. Quem não gostar do meu jeito, não leia o que escrevo ou se mude, há um monte de locais na imensa blogosfera.

      Excluir
    11. Entendido. É um direito seu, como eu disse. E ofensas vc não deve tolerar mesmo, acho que ninguém de boa-fé sugeriria isso seriamente. O problema é que vc não tolera críticas nem discordâncias. Ou no mínimo, tolera muito mal.

      E esse papo de "my way or the highway" é sofisma, pedantismo e falsa modéstia: se vc pensasse assim pra valer, não escreveria um blog público! Ou vai me dizer que vc escreve pra ninguém ler? Só se for diferente de 99% dos blogueiros, o que eu duvido.

      Outra falácia: vc reclama do anomimato, critica e ofende quem exerce o direito de não se identificar - mesmo que seja alguém educado e coerente - mas no fundo parece gostar dessa polêmica, pq afinal nunca tomou nenhuma atitude para mudar isso (i.e. abrir espaço apenas para quem se registrar, como a maioria dos blogs decentes). Acho - é só minha impressão - que vc tem medo de perder 80% da audiência e ficar só com seu bando de cordeirinhos e puxa-sacos se fizer isso.

      Por fim, as pessoas gostam do que vc escreve. Apenas não gostam (e nem sempre concordam) de tudo o que vc escreve. Muito difícil aceitar isso, Bob Sharp?

      Excluir
    12. Caraca! TRANQUILAMENTE (E EDUCADAMENTE), O BARBEIRO PASSOU A MÃO NA CARA DO VALENTE! O Bob é ótimo mas o que foi dito tem sentido. O mesmo vale para o AK. Mas o Bob tem uma vantagem extra: é cabra de couro mais curtido e sabe apanhar!Bate.Mas também não reclama quando apanha. Ate se irrita mas aguenta. Abs Bob e parabéns anonimo das 09/10/12 23:45. Bôas leituras a todos, censurem o menos possível ( os maleducados a gente entende, tudo bem) e deixem o Blog como está, PELAMORDEDEUS!

      Excluir
    13. Antônio Prado10/10/12 01:12

      Vote "Extermínio aos Anônimos!" (2X)

      Excluir
    14. Ary de Queiroz10/10/12 01:26

      Ihuuuuum, a chapa esquentou! Brasileiro reclama, reclama, mas não reage! Vem aqui ler o que pra ele não serve como leitura! Vai entender...
      "...não leia o que escrevo ou se mude, há um monte de locais na imensa blogosfera."
      Mandou bem, Bob!

      Agora é aniquilar os que não saem do armário! Pau nos anônimos!

      Excluir
    15. Quero sugerir mais um post sobre o Celta.

      Excluir
    16. Críticas e opiniões embasadas e educadas são sim sempre toleradas aqui e muitas vezes a falta de educação também é tolerada. Não são toleradas, e com muita propriedade, bobagens ditas sem educação e com o objetivo de ofender e tumultuar. Esse papinho de 'pode apagar se quiser, não me importo' é que soa como hiprocrisia, falácia e falsa modéstia. O blog não 'parece', ele 'é' diferente e é por isso que eu o leio. Se você leu post 'bobo' aqui é provável que não o tenha entendido direito ou não se deu ao trabalho de pensar ou questionar a sua tão preciosa opinião moldada pela massificação dos meios de comunicação. Ninguém é obrigado a concordar com nada, mas pensar e rever opiniões faz muito bem. Se isso fosse uma constante, este tipo de discussão nem aconteceria.

      Excluir
    17. "Por fim, as pessoas gostam do que vc escreve. Apenas não gostam (e nem sempre concordam) de tudo o que vc escreve. Muito difícil aceitar isso, Bob Sharp?"
      (2)

      Excluir
    18. Ele aceita que não gostem do que ele escreve, só não aceita palavrões, xingamentos e distúrbios. Não precisaria aguentar, mas aguenta.

      Excluir
    19. Pode deletar à vontade, o título continua sendo ruim, e o Bob e o Arnaldo continuam tendo a mesma delicadeza de um elefante numa loja de cristais.

      Excluir
    20. Ok. Sem palavrões, xingamentos e distúrbios.
      Bob, transitar com Hyundai ou qualquer outro veículo sem as placas de licença é permitido? Pelo que fala a Resolução 269 do Contran não.
      Bob, você sempre critica o uso de películas nos vidros, mas não fez nenhum comentário sobre os exemplares com a mesma tão criticada película no evento da BMW.
      Não usei palavrões e nem xingamentos.

      Excluir
    21. Anônimo 10/10/12 11:57
      Trafegar sem placas e com nota fiscal da concessionária ou importador é permitido. Ou o carro teria sido apreendido quando fui parado numa blitz de lei seca, e à noite. Quanto ao vidros escurecidos no lançamento da nova Série 3 BMW, você insiste com uma imbecilidade tipica de telespectador do Big Brother Brasil. É por isso que o programa faz tanto sucesso. Tem gente da sua espécie garantindo audiência.

      Excluir
    22. "É por isso que o programa faz tanto sucesso. Tem gente da sua espécie garantindo audiência."

      Autocrítica do AutoEntusiastas???

      Não, ainda não foi desta vez que o Bob Sharp desceu do pedestal. Continuem sonhando e torcendo.

      Excluir
    23. Caro Paulo Roberto:

      Eu disse que não me importo se o Bob deletar minhas críticas pq realmente não me importo. Eu não sou o autor do blog, eu não tenho os mesmos compromissos com o que digo pq o alcance das minhas palavras aqui é limitado a... aqui. Eu não disse sofisma, imodéstia e hipocrisia à tôa, cada um tem seu papel e fugir dele não soma nada pra ninguém.

      Já o Bob parece não se dar conta disso, e segue na sua típica arrogância, prepotência e agressividade com os leitores de seu blog. Não defendo que ele deva engolir todo e qualquer sapo, mas na posição dele o "buraco é mais embaixo". Não digo nem que é errado, pq ele faz o que quiser. Mas acho que está evidente pra muitos que essa "fórmula", esse estilo truculento dele não tem colaborado pra atrair uma audiência qualificada como ele (diz, pelo menos) que gostaria, ou reclama que não têm. Exceto é claro pelos bajuladores sem senso crítico e sem disposição para o contraditório.

      Como dono do blog e autor, ele tem inclusive o poder da crítica e de censurar os posts que ele considera abaixo do nível. Com todos esses poderes vêm tb a RESPONSABILIDADE e o DEVER de estabelecer o padrão de EXEMPLO, coisa que ele só faz unilateralmente (vide réplicas alfinetando leitores e ofendendo alguns de ignorantes, idiotas e por aí vai). A MORAL e o RESPEITO vc conquista, e não ganha na porrada ou descendo ao nível de quem ele pretende eliminar do "seu" blog.

      Ele deveria saber disso pois o estilo "loose lips sink ships" do Sr. Bob Sharp já lhe custou muito atrito, desgaste, portas fechadas e espaço na mídia e na indústria automobilística. Eu acho incrível que um pai de família e profissional do gabarito dele não se dê conta disso nessa idade e continue com esse jeito truculento sem sequer cogitar uma revisão desse estilo. Não é postura de autor de blog, muito menos de alguém com o histórico profissional do Sr. Bob Sharp.

      Por isso eu defendo que ele deve sim ser mais tolerante. É no mínimo uma descortesia o autor de um blog público e aberto dizer coisas como "não gosta não leia", pq afinal mesmo quem não gosta é leitor do blog e como eu disse, ele não escreve pra ninguém ler. Ninguém tem esse trabalho todo pra mandar os outros catar coquinho em outros blogs da internet pq isso é incoerente e ilógico - pra não dizer um desperdício. Daí isso ser um sofisma.

      Esse papo de "bateu, levou" é bem o que ele quer para o blog. Só que é incoerente com a apologia à educação e respeito, é incoerente com a inação na hora de eliminar o anonimato, é incoerente com a impermeabilidade às críticas de qualquer forma. Eu vejo pessoas reclamando que o AE não é mais a mesma coisa, que tá cheio de crianças e ignorantes provocadores, mas isso é só um reflexo do Estilo Bob Sharp de ser e se manifestar. É nessa linguagem que ele dialoga com seus leitores, tanto os que gostam quanto os que ele acha que não gostam.

      Mudar isso está ao alcance dele, não meu, que sou só mais um anônimo em busca de informação de qualidade num ambiente inteligente e de respeito.

      Excluir
    24. Anônimo 10/10/12 17:06
      Que belo discurso, esse seu ao leitor Paulo Roberto! Como se diz, pimenta nos olhos dos outros é refresco. Queria ver você, dedicando-se a fazer alguma coisa útil, em conjunto com o esforço e empenho de 12 editores para passar a melhor experiência que cada tem ao leitor, gratuitamente e sem nada receber por isso – estamos buscando maneiras de mudar isso, claro – e vêm três ou quatro idiotas a dizer impropérios, a fazer críticas imbecis e ofensivas. Não dá para ter condescendência com esses tipos mesmo. Agrediu, levou. Como aquele idiota que vem questionar por que não reclamei dos carros BMW de gerações anteriores expostos por ocasião do lançamento da nova Série 3 que estavam com películas nos vidros, coisa que só um idiota completo poderia citar, por não entender que aqueles carros eram de terceiros que a BMW reuniu para mostrar as cinco gerações anteriores, num trabalho magnífico. Ou o outro que classificou um dos nossos títulos-base de "idiota". Não, caro anônimo, não vou tolerar nunca esse tipo de grosseria, de falta de educação. Dane-se que o blog seja público, e daí? Felizmente não tenho patrão aqui para precisar engolir sapos, e isso para mim é um dádiva. Fora que você falou enorme besteira a meu respeito com relação a espaço na mídia e na indústria automobilística, pois sou editor técnico e colunista da revista Carro há quatro anos (depois de deixar Quatro Rodas por minha conta) e consultor editorial da revista da SAE Brasil há nove, editor técnio da Fusca & Cia/Opala & Cia há oito além de consultor técnico da Alaúde Editorial há dois. Das três fábricas em que trabalhei – Fiat, Volkswagen e General Motors – só desta última é que quiseram me dar uma rasteira, mas não tiveram o gostinho, pois veio a Embraer e me levou, e em condições muito melhores. Desta pedi demissão dois anos depois por não me interessar mais, quando já tinha praticamente 60 anos, e você há de convir que não é todo mundo que tem essa coragem. Como também saí por livre e espontânea vontada de Fiat e da Volkswagen por ter outros planos. Para ser respeitado tem que respeitar, e isso inclui leitores. Gosto muito de dialogar com todos, acho que ninguém pode duvidar disso, mas não com os que vêm (covardemente, no anonimato) com ofensas ou debochando, pois para esses não haverá contemplação. E embora você diga que não se importa, seu comentário fica mantido, para que todos possam entender o por que dessa minha resposta. E continue a dispor do AE.

      Excluir
    25. Anônimo 10/10/12 17:06
      Parabéns pelo post lúcido e verdadeiro. Mas infelizmente não vai adiantar, a soberba não deixa a pessoa ver que ela é exatamente tudo aquilo o qual critica nos outros.
      Mas a solução é simples. Como foi dito, não gostou, não leu, é só não mais ler esse blog. Sem audiência, vamos ver como vão arrumar patrocínio para continuar com o blog.

      Excluir
  9. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Você não disse claramente, mas pela argumentação deduzimos que você mediu. Você é especialista em medições desta natureza?

      Excluir
    2. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

      Excluir
    3. Eu disse ´estereótipo´, seu mané com problemas de interpretação de texto e tendências homossexuais. A única coisa que eu medi foi o tempo que o trouxa leva pra entrar na garagem e estacionar essa jamanta diesel.

      Excluir
    4. Ah, tá; especialista em medir o tempo que os vizinhos levam para estacionar os seus veículos. Não conhecia com este termo. Aqui no bairro classificamos esta atividade como especialista em tomar conta da vida dos outros.

      Excluir
    5. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

      Excluir
    6. E quem trouxe o termo "especialista" pra discussão foi vc. Vai chupar parafuso pra ver se vira prego, vai.

      Excluir
    7. Senhoras: olha as crianças na sala. Querem tricotar, troquem e.mail e se falem. Ou marquem um chá das 5. Bjs e a benção às duas.

      Excluir
    8. Demorou um dia e meio pra vc postar essa asneira? Falta do que fazer hem... kkkkkk

      Excluir
  10. Aléssio, viu o casal que saiu do Rio e foi pra Ushuaia de Palio 1.0 1998? http://www.expedicaonovomundo.com.br/category/diario/america-do-sul/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E que tal essa: http://www.rachamania.com.br/new/2011/01/1-passat-2-loucos-expedicao-ushuaia-brazucas-no-fim-do-mundo/

      Excluir
    2. Eu fui com um Corsa 1.6 para Valparaíso, no Chile. Passei pelas cordilheiras no verão.

      Excluir
    3. Aléssio Marinho09/10/12 17:20

      Anônimo(s);

      Essa do Passat é bacana. Aprendi a dirigir num desses, mas cinza.

      Mas o que me fascina desde adolescente são os caracoles. Tentei ir em 97 mas meus amigos pularam fora e sozinho não tem graça. Só estou esperando meu copiloto tirar carteira, daqui a 5 anos...rsrsr

      Valeu pelo incentivo!

      Excluir
    4. Aléssio Marinho09/10/12 17:22

      Anônimo 16:54;

      Como o corsa se comportou na cordilheira?

      Excluir
    5. Aléssio

      O carro foi muito bem, porém, senti perda de potência em altitudes elevadas. Antes de viajar, além de uma revisão geral, procurei me informar sobre combustível, documentação para dirigir... Usei sempre gasolina de 95 octanas, coloquei uma mistura de um produto para evitar o congelamento do líquido de arrefecimento do motor e da água para os limpadores. Eu levei os documentos do carro, CNH, passaporte e a carta verde (que meu corretor arrumou). A carta verde é um seguro obrigatório. Também precisei pegar uma autorização para transpassar a cordilheira. Eu levei dois triângulos de sinalização, mas não lembro aonde eu li que era necessário.

      Em um posto, na região de Entre Rios, eu pedi gasolina de 95 octanas, mas como meu espanhol é sofrível, acho que o frentista não entendeu direito e quase que colocou GASOIL. Depois disso eu passei em um mercado, comprei uma fita crepe e escrevi assim: NO HAY GASOIL! Então colei próximo ao bocal do tanque.



      Excluir
    6. Aléssio Marinho10/10/12 11:55

      Anônomo,

      Obrigado por contar um pouquinho pra gente. O idioma derruba a gente se não ficar esperto, e essa da nafta com o gasoil confunde mesmo.
      Abraço!

      Excluir
  11. Natural as mulheres quererem carregar as coisas em uma picape. Estas são feitas exatamente com essa finalidade. Estranho seria se quisessem carregar em um Fusca.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Jesus! Esta foi de uma "genialidade" que até Einstein se revirou na catacumba. Ou foi de mulé ou de bicha.

      Excluir
  12. Dirigi a Amarok 6 marchas mecanica, assim que lançou e junto com a Nissan Frontier de 175cv mecanica foi a pior curva de potencia que eu vi em uma picape até hoje. O motor só existe depois das 2000 rpms. A Amarok ainda tem a vantagem que ao ficar com a embreagem acionada, a eletronica não deixa o motor apagar, "camuflando" essa curva de potencia ruim.

    Esse câmbio de 8 marchas é um primor de tecnologia, um espetáculo a parte. Palmas para a ZF. Mas ainda assim é inadequado para a Amarok em uso na lama pois a 1 marcha não tem a relação de uma primeira reduzida, mesmo na transmissão automática, das concorrentes. Na neve deve funcionar muito bem mas na lama....reduzida faz falta.

    Estabilidade da Amarok, um show a parte! Parece carro de passeio da VW!!!!

    Só não confio nesse motor 2.0 extraindo 180cv....muita potencia especifica para o atual estágio de tecnologia.

    Como sedan com caçamba, um veiculo excelente!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom que era câmbio MECÂNICO... ufa!

      Excluir
    2. Aléssio Marinho09/10/12 16:44

      Daniel,

      Qdo a VW lançou a Amarok, tbm guiei uma e demorei a adptar ao pequeno curso da embreagem, quase uma chave tic-tac.
      Concordo com a estabilidade dela, é impressonante como agarra no asfalto.
      Quanto ao motor, me surpreendi pelo fato da faixa vermelha começar somente com 5000 rpm. Gira quase como gasolina!

      Excluir
    3. Aéssio,

      na verdade, ela corta a 4.600 rpm. Não chega às 5.000.

      Excluir
    4. O motor dela só não é tão forte antes das 2000, mas não é fraco e depois disso é melhor que qualquer outro diesel de picape atual. Fica um pouco inadequado para uma picape, mas é bem melhor de dirigir e dá bem mais desempenho se tocado direito do que a maioria dos diesels que não tem graça nenhuma. Uma reestudada do motor deixaria ele perfeito

      Excluir
    5. Anônimo das 22:21;

      Não concordo com a força abaixo de 2000 rpms mas acima disso, endosso totalmente suas palavras: É um canhão! Devora as marchas.

      Agora dizer que tocada das maiorias dos diesels não tem graça...acho que você nunca dirigiu um diesel legal! Experimenta uma F-250 Cummins MaxForce, uma F-250 Sprint, Silverado....

      Excluir
    6. A tocada de uma dessas é melhor que do 3.0 da Hilux? O dela achei sem graça

      Excluir
    7. Hilux? Sem graça pra caramba!

      Tocada é a da F-250 Cummins ou MWM (tanto faz), Silverado...Isso sim é tocada. Mesmo a Ranger 3.0 NGD depois das 2000 rpms dá uma acelerada bem divertida.

      Se a sua experiencia se resumiu a Hilux, ai tenho que concordar...é bem sem graça mesmo.

      Excluir
    8. Tive experiência com outros diesels de carro de passeio também, alguns mesmo sendo carros e não picapes se comportam como a Hilux (nunca parece que acelera bem apesar de sobrar força). Entre passeio e picape os VW diesel me pareceram sempre os mais divertidos

      Excluir
  13. Essas pickups e suvs parecem "carro de passeio" até que um dia vc precisa fazer curva de verdade numa emergência e aí já era, quando vê o mundo tá capotando lá fora.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. ANõnimo,

      compartilho em parte da sua opinião, daí minha surpresa com a boa estabilidade da Amarok. Procure dirigir uma e tenho certeza que vai se surpreender também.

      Excluir
    2. Anônimo, isso não é verdade. Já passei por uma situação de curva de emergência com a Amarok do meu pai (meu irmão estava dirigindo) e ela se comportou de maneira exemplar. Tirando o susto, ficamos todos bem.

      Excluir
    3. Eu fiz o TD da Amarok, da L200 e já tive Ranger. Tb já tive Freelander, Outlander e Tucson e já dirigi por algumas semanas o Jeep Cherokee (não a Grand) e tb a Pajero Sport. Recentemente, tive a oportunidade de fazer uma viagem de 3 dias com uma Amarok 2011 manual no interior de SP e sul do RJ.

      Por isso estou dizendo que esses carros, embora apresentem ótima dinâmica e estabilidade em uso normal - e alguns deles sejam bem parecidos com carros de passeio na tocada cotidiana (Amarok, Outlander e Freelander e um pouco menos a Tucson - as demais são "barcas" mesmo), em algumas situações elas mostram as limitações do porte, altura, centro de gravidade e suspensão.

      É questão de física, mesmo com controles de estabilidade e anti-rolagem em alguns momentos esses veículos simplesmente não tem como se comportar como carro de passeio.

      O problema que eu senti é que isso acontece de repente, e não precisa ser nada extremo. E outro problema é que o cara acostuma no dia-a-dia com a tocada mansa, pega confiança e se surpreende de repente justamente quando mais precisa. Se mesmo sedans, hatches e peruas sofrem com isso em determinadas condições, imagine essas pickups... é mais ou menos a diferença de um carro de passeio "apimentado" e um verdadeiro esportivo: uma hora o bicho vai pegar.

      De qualquer forma, é a minha opinião apenas baseada na minha experiência e vivência com esses veículos.

      Excluir
    4. Só pra complementar...

      Veja bem, não estou dizendo que todo veículo tem que ter estabilidade e comportamento dinâmico de um Mini Cooper. Apenas que carros desse porte e altura tem suas limitações, que às vezes ficam mascaradas por "mitos" (como esse da "pickup que tem tocada de sedan" por exemplo) repetidos pela imprensa e na internet, e que muitas vezes surpreendem quem se fia nisso pra escolher seu carro. Tudo é válido, desde que haja coerência entre objetivo e escolha, análise e fatos.

      Excluir
    5. Anônimo,

      concordo com tudo o que você disse. Sua opinião bate com a minha. Obriado pelo alerta aos leitores.

      Excluir
    6. Tb vou concordar com o Anônimo. Um carro que pesa mais de 2T, tem essa altura e suspensão que é um compromisso entre carga, passeio e fora-de-estrada não tem mesmo como se portar como um sedã em situações perto do limite ou de emergência.

      Esse é um trato que os compradores devem avaliar e considerar na hora de optar por seu veículo. Tem muita gente que compra pick-up para se sentir imponente no trânsito e nunca vai levar pra terra ou usar pra transportar carga. Emoção é importante na hora da compra e não deve ser menosprezada, mas alguns aspectos racionais tb não devem ser ignorados ou racionalizados.

      Excluir
    7. Agora picape virou carro de entusiasta...

      Quando começa a Copa Amarok?

      Excluir
    8. Disse tudo. Isto é uma carroça! Carro de entusiasta é outra coisa. Mas os caras tem que apresentar tudo. Não podemos reclamar, pelo contrário. Íamos meter o pau nesta M.... de que jeito? Só publicando aqui e a gente comentando. Abs.

      Excluir
    9. Anônimo,

      Não sou chegado em picapes no asfalto ou sem ter o que carregar, mas na roça nos serve e ajuda a encarar o trampo. Imagino que vc não dirigiu Toyota Bandeirantes ou F100 na década de 70 e 80, pegando um calorão danado no interior do Brasil, e com um molejo duro de matar (Bandeirante) e péssima estabilidade.
      Sendo assim, houve muita melhora nos modelos, sim, e esta Amarok me surpreendeu, sim, pela estabilidade superior em relação às outras.
      Acredite se quiser. Se não confia em minha sinceridade, tudo bem. De minha parte, não confio em sujeito muito desconfiado.

      Excluir
    10. Filipe Favoreto10/10/12 09:36

      Toyota Bandeirante parece carro que não tem suspensão. Se bobear dá mal jeito na coluna cervical ao passar num buraco. Quem já andou numa dessas sabe o que é sofrer numa picape sem absolutamente nenhum conforto, porém com muita força e resistência.

      O que impede um entusiasta gostar de picapes? São veículos do mesmo jeito e hoje em dia elas trazem conforto de carros de passeio.

      Concordo com o que disseram acima sobre pegar confiança na estabilidade de uma picape achando que ela vai se comportar como um carro de passeio. Quem compra um carro desses tem que saber muito bem o que está comprando e procurar usá-lo somente no que for necessário: trilhas e carga na carroceria. Quem conhece a Hilux por exemplo sabe muito bem como ela é uma roleta russa em curvas.

      Excluir
    11. AK; Dirigi Bandeirantes sim. Claro. O apelido dela ela malária devido a tremedeira. Motor de Mercedinha 608, chassi bruto. Um carro forte e valente, mas ruim prá danar. Não estou desconfiando de nada nem bati no seu post. Apenas disse que o carro é ruim. Tão ruim quanto todos as outras pick ups modernas. E nào tem espaço, AK.Vc que é baixinho pode nào sentir. Mas quem tem mais de 1,80, sofre. E por favor: é claro que evoluiu. Obvio. Não estamos falando disto. Mas se vc também dirigiu uma Chevrolet da mesma época, sabe como era macio aquele seis em lina e como era mais gostosa a suspensào se comparada a bandeirantes.Calma, AK, calma. Tem ninguêm em guerra com vc. Será que a gente não pode discordar nem um tiquinho que vc fica ofendido? Calma AK. Continuem trabalhando. Vcs são os melhores. É que on line a gente opina mesmo. Vai sair opinião diferente de vez em quando. Normal.Abs.

      Excluir
    12. Anônimo,

      Essa da malária foi boa! Tremia mesmo, lata batendo pra todo lado.
      Mas, me diga, porque picape não pode ser um auto que nos entusiasme? Desde quando?
      Porque a sua crítica?
      Vc acha que não temos leitores que precisem delas, de suas utilidades? Vc acha que essas fábricas todas que as produzem lhes dão todos esses recursos para não serem usados? Se alguns só as usem na cidade e sempre limpinhas, tudo bem, mas há os que realmente precisem delas, basta ir para o interior que vc verá.
      Então, seguindo a sua linha, não devemos testar carros populares motor 1,0-litro, pois, segundo vc, imagino, também não são carros entusiasmantes.
      Pois lhe digo: vc está errado. Pra começar, não sou baixinho, estou no limite, tenho os tais 1,80 m, sou somente de estatura mediana e muito feliz assim, mas só se vc tiver mais de 2,00 m para não caber perfeitamente bem nas picapes modernas. Outro erro seu: todo carro honesto merece respeito, mesmo os 1,0-l, pois esse carro, para muitos, é o máximo que podem pagar e motivo de muito contentamento, muito conforta para a família, muitas alegrias, sensação de prosperidade. Estamos aqui para atender a todos. Inclusive, veja só um exemplo ótimo: no último rali de regularidade em que nossa turma participou, um dos nossos, o João, ralou carrões com seu Uno Mille, outro dos nossos, o Rubinho, ralou outros montes com seu Celtinha mil, ambos verdadeiros autoentusiastas, muito orgulho deles, muito orgulho de nossa sincera amizade, sem essas alfinetadazinhas baixas. Eu prefiro mil vezes estar ao lado desses amigos, eles pilotando o fino, na lenha em Interlagos, que ao lado de brações chatos num esportivo dos máximos. Juro.
      Para mim, isso é que é o NORMAL, um ambiente de discussão entre amigos e agradável, onde todos se predisponham a ser compreensivos e tolerantes. Opinião diferente é ótimo. Procure ver que sempre essas opiniões são respeitadas e contra-argumentadas, se for o caso de contra-argumentar.
      Talvez daí que pessoas como vc nos achem os melhores, porque somos sinceros em nossa avaliações, porque respeitamos o leitor, respeitamos seu conhecimento, respeitamos sua inteligência, respeitamos e por isso procuramos fazer o nosso melhor. Nos esforçamos bastante, sim.
      Não fazemos críticas irresponsáveis em nossas avaliações. O que é bom deve ser louvado, pois é fruto de trabalho sério, e isso deve também ser repeitado, mas alguns preferem ler críticas raivosas, irreais e espumantes, o que não é o nosso perfil, e isso os leva a acharem que estamos puxando o saco dos fabricantes. Paciência, não vamos mudar, já deixamos há muito tempo de ser moleques.
      É assim que tocamos e assim que tocaremos o AUTOentusiastas. Seja bem vindo, se for este o ambiente que te agrada adentrar, se é o seu ambiente.
      Ah! Tive na época a F100, 1979, a álcool, 4-cil, acho que uns 90 cv, e escolhi por ser mais macia que a Chevrolet e a C-10 6-cil gastava uma barbaridade, mais que um Galaxie. A F100 era meio lenta, mas nada que não pudesse ser compensado por um bom motorista, e era muito gostosa de guiar e silenciosa.

      Excluir
    13. É claro que pick-up é carro entusiasmante.
      Toda vez que olho pra minha Dakota RT eu penso: "eu amo essa pick-up".

      Excluir
  14. Não discuto a qualidade, mas essa pick-up é muito feia (para o meu gosto). Não que as outras sejam mais bonitas, mas nesse aspecto, como a L200 Triton (ainda) não há.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Só que a L200 funde o motor diesel aos 90.000km e as outras continuam de boa.

      Excluir
    2. Anonimo das 16:41

      L-200 que funde motor com 100 mil km são as L-200 Sport/Outdoor com motor 4D56 2,5L irresponsavelmente repotenciados pela Souza Ramos.

      O 4M41 3,2L da Triton é um motor resistente pra caramba e um amigo meu está na segunda Triton (a primeira ele rodou 180 mil km).

      Excluir
  15. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Jamais ouse contrariar o mestre Bob.

      Ele falou, tá falado.

      Só o AK e o AD tem salva guarda pois escrevem os melhores posts por aqui disparado...

      Excluir
    2. Anônimo09/10/12 17:19

      E viva o contraditório...rss

      Excluir
    3. Era mesmo de se esperar. Imagino que também estejam devolvendo-as no oriente médio, se é que chegaram a comprar..

      Excluir
    4. Na roça do Pisca só presta strada...

      Excluir
    5. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

      Excluir
    6. A Administração do Blog está blindando o Mr. Fiat, pois apaga os posts que retratam o verdadeiro pisca-pisca dos Fiat, assim fica complicado, deixavam os comentários que ofendiam o Mr. Car mas apaga os posts que evidenciam quem é o Mr.Fiat

      Excluir
  16. Acho no mínimo curioso hoje em dia uma empresa como a VW ou a Mitsubishi lançar no mundo todo pickups que "não aguentam o tranco", mesmo com todos os testes e tudo mais.... muito curioso também os comentários do pessoal a respeito.

    O cara quer uma Amarok pra ir com a família no casamento e também pra rebocar ponte que caiu?

    Tem uns caras aí que nem Humvee ou Marrua ou o raio aguentariam tanta tosquice.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. husqvarna

      Vc deve morar em SP e trabalhar num escritório refrigerado pelo visto.

      No dia q morar na roça e criar nelore a gente troca ideia sobre caminhonetes.

      Excluir
    2. Off topic, só sou eu ou esse Pisca parece um playboy da roça? O cara se acha pra kct e tem uma arrogancia

      Excluir
    3. Off topic, só sou eu ou esse Pisca parece um playboy da roça? O cara se acha pra kct e tem uma arrogancia (2)

      Excluir
    4. Resta ver se essas picapes com o motor estourando não estão padecendo do mesmo mal dos mareas, audis, e outros veículos cujos motores exigem donos com disciplina de primeiro mundo em manutenção....

      Se estão fazendo as devidas trocas de óleo em regime de uso severo, se estão usando óleo certo, se estão usando sim o S-50, e por aí vai ...

      E com todo o respeito aos que "estão devolvendo o veículo" país afora, seria interessante verificar se o mesmo efeito ocorre, por exemplo, nas roças da Argentina ou da Austrália, aonde com certeza as condições são tão severas quanto as daqui.

      Excluir
    5. Amigo, na roça queremos picapes que aguentem o tranco, como a Hilux e a Frontier. Na roça, queremos picapes que nos leve ao casamento dos primos e, de volta, reboque a ponte que caiu. É disso que precisamos.

      Excluir
    6. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

      Excluir
    7. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

      Excluir
    8. Aos Manés ai de cima,
      O pisca é agroboy sim, mas ele entende mais de mecânica e preparação que vcs que ainda nem sairam das fraldas e nem carro na garagem tem.
      Parem de falar groselha!

      Excluir
    9. O pisca-pisca se acha o rei da vaca preta. um fieteiro nato, o que é pior, então pra ele qqer coisa que remeta a fusca, nunca vai prestar.

      Excluir
    10. O Pisca pira num Fiat Spazio.

      A caminhoneta que ele usa lá na roça é uma 147 Pick-up.

      Excluir
    11. Pisca-pisca,

      eu crio Bonsnamara, já tô à sua altura pra gente trocar uma idéia?? Ou só serve Nelore?

      Excluir
    12. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

      Excluir
    13. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

      Excluir
    14. aê Anônimo 10/10/12 11:21:

      blá-blá-blá-blá-blá..........

      Excluir
    15. Lol, Pisca têm admirador na administração do blog nem tinha nada de ofensa os comentários removidos apenas mostrava a fraude que é este pisca-pisca do fiat Panorama que ao invés de piscar para esquerda piscava para direita e vice-versa...

      Excluir
    16. Anônimo das 10:18, tinha ofensa, sim. Se escaparam de serem excluídas outras ofensas a outros comentaristas, peço a eles que nos desculpem.

      Excluir
  17. AK,

    Ainda não parei para reparar nos postos de gasolina, como se faz para ter certeza que o posto está vendendo Diesel S-50 enquanto os dois tipos convivem no mercado? Postos no Brasil são famosos por seus históricos de adulterações

    Concordo com você, uma tranca na caçamba e uma capota mais fácil de remover é o mínimo que deveria ter sido pensado, a Saveiro oferece estes recursos! Uma opção de caçamba longa iria agradar quem gosta de levar uma ou duas motos, ou um caiaque, ou ainda mais itens da imaginação da esposa!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Concordo. Por R$ 130+ mil teria a obrigação de vir com trava na tampa da caçamba - e na minha opinião, tb faróis bixenon adaptativos, ao invés desses parábola simples halógenos da década passada sem qualquer regulagem, o que é quase um crime num veículo de carga!

      Excluir
    2. HM

      Nem todos os postos têm o diesel S-50, mas muitos o têm. Não chega a ser um problema. Basta não deixar ficar no osso para resolver abastecer, pois o posto pode não tê-lo. Não posso dizer se o diesel comum pode ser usado como emergência. Vou verificar e em breve esclareço isso.

      Excluir
    3. Muitos, senão a maioria, dos veículos de carga tem faróis de parábola simples com lâmpadas halógenas. O problema no caso é que esse é um veículo de carga de luxo que custa muito mais do que 100 paus!!!

      Excluir
    4. HM

      O Bob esclareceu. Os veículos a diesel que se recomendam usar o S-50 não devem usar diesel comum, sob risco de danos ao sistema. Evitar mesmo em emergência, claro que dependendo da emergência.

      Excluir
    5. Arnaldo;

      Quer saber a verdade? Tem muita Amarok 2010/2011 com problemas por conta do diesel.

      A Amarok usa sistema EGR refrigerado e o diesel com alto teor de enxofre é um verdadeiro veneno (SOx+H2O=ácido) o que apodrece as galerias onde corre o gás recirculado, contaminando com a água do radiador. O motorista não atenta ao desaparecimento misterioso de água e o motor esquenta.

      A VW ACHO (exercicio de achismo) lançou a Amarok em 2010 contando com diesel S-500 mas o problema é que em muitos lugares do interior ainda é comercializado o S-1800 (o chamado diesel interior - inclusive é o diesel que usado em Fazendas). E confesso que os relatos que escutei e li de problemas com sumiço de agua e aquecimento da Amarok foram de pessoas que andam em locais remotos...

      Excluir
    6. Daniel,

      também está me parecendo o mais provável. Talvez falte a devida orientação a quem compra. Eu, por exemplo, recebi a picape sem que me avisassem e foi o frentista do posto de Pirassununga, conhecido antigo meu, que me avisou. Foi sorte. Em outro posto creio que eles nem aí.

      Excluir
    7. AK;

      Na Toyoya, a equipe de vendas não sabe nem dizer qual o diesel a Hilux 2012 queima....
      ____________________

      E isso é especialmente grave a questão do disel pois os modernos lubrificantes API CJ-4, quando empregados com combustivel com mais de 500 ppm de enxofre, requerem trocas mais frequentes pois eles não são concebidos para uso com combustivel de altos teores.

      Excluir
  18. João Carlos de Oliveira09/10/12 18:16

    Arnaldo,

    Fora picapes, não teria como vc ou o Bob avaliar algo mais próximo de automóvel mas com motor diesel? Eu sugiro - talvez o único a se encaixar - o SsangYong Korando. O importador tem frota de imprensa, pois a Auto Press já avaliou um. Sei que não é a praia de vocês, mas gostaria que aceitassem a sugestão.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Deve ter uma baita pegada no Diesel

      É de monobloco e suspensão independente traseira.

      Se até Amarok virou carro "de lenha", imagino esse...

      Excluir
    2. João Carlos,

      Vamos verificar a possibilidade, sim. Essa marca ainda usa motores Mercedes?

      Excluir
    3. João Carlos de Oliveira10/10/12 21:59

      Nesse modelo não, é bem atual, de duto único, bem avançado, é até por isso que sugeri. Projeto próprio. Os demais modelos pode ser que ainda usem Mercedes, mas aí a estrela não permite usar o que há de mais atual dela.

      Vou deixar link da ficha técnica para os senhores verem: http://ssangyong.com.br/veiculos/korando

      Excluir
    4. João Carlos,

      Nada feito. Verificamos com a SSangYoung e eles não têm frota para a imprensa. Uma pena.

      Excluir
  19. http://meuamigodelata.blogspot.com.br/2011/02/cronicas-praianas-capitulo-2-picapes.html

    ResponderExcluir
  20. só elogios, excelente pick up, a 2º melhor do mercado. só perde pra nova Ranger que é um exagero de tudo.

    ResponderExcluir
  21. AK e Bob: eu vi alguém ali em cima dizendo sobre viagem à cordilheira... então vejam este caso:

    Aventureiro viaja 11000km com um VW Brasília:

    http://g1.globo.com/sp/sao-carlos-regiao/noticia/2012/08/parei-em-mais-de-50-comandos-diz-dono-de-brasilia-que-viajou-11-mil-km.html

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Gonzalez
      Bem interessante. Agora, ser parado 50 vezes mostra que ainda temos um longo caminho a percorrer em termos de turismo na região.

      Excluir
  22. Anacrônico09/10/12 20:11

    Bah... Sou mais a econômica D100... Aquilo sim era camionete!

    ResponderExcluir
  23. Mais um Belíssimo teste do Arnaldo, só dele ter falado da relação patroas-camionetes-dores nas costas já valeu . Aliás gostaria de saber qual aquele rio da foto 1.

    Contrastando com painel e console exemplares, o Cofre do motor é mesmo causo para neurocirurgiões graduados conseguirem fuçar sem deixar rastros , por aqui o duplo turbo 2.0 já ganhou má fama e o pessoal voltou para as camionetes 3 litros ou mais.

    Arnaldo, com 130 mil reais dá um TSI Jetta + 1 Saveiro Cross/Trooper. Minha aposta é que entre a Amarok e uma dupla Jetta+Saveiro, caso fosse essa a escolha e tivesse que fazê-la, tu compraria a dupla.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Alexei,
      Rio Mogi-Guaçú.
      Acertou na minha escolha, mas, cá entre nós, dirigi aquele Punto T-Jet que esteve com o Bob e gamei duma vez...
      Picapinha? ainda a Courier, a maior caçamba, gostosinha de guiar e boa.

      Excluir
    2. Esse Punto mereceria um dualogic pra ficar perfeito, e menos penduricalhos, como no essence

      Excluir
    3. Anônimo 09/10/12 23:10
      Merecia realmente um Dualogic. Também gosto de carros de alto desempenho mais simples, sem roupagem "esportiva", mas isso é muito pessoal.

      Excluir
    4. Bob, concordo contigo. Em 2001 eu acabei pegando um Astra CD 2.0 16V ao invés de um Astra Sport 2.0 8V. O primeiro andava mais e chamava menos atenção.

      Excluir
    5. Perneta
      Aquele Astra Sport era só disfarce, nada a ver. Na época eu estava na GM e bati forte na idéia.

      Excluir
    6. Obrigado, Arnaldo, Rio Mogi Guaçu , sua foto nesse ótimo local lembrou-me de ir urgentemente a um local semelhante a esse.

      Sério que um Punto T-Jet te anima mais que um Jetta Turbo? O Punto é legal- para passear tranquilo é espetacular e seria melhor com o OVB - mas na hora agá falta aquela cavalaria.

      Bob, também aprecio carros discretos quem andam forte. Só uma sigla some e tal o carro " discreto' avôa, desabercebido.

      Excluir
  24. Estava lendo os comentarios, parei quando ao reclamarem da organização do motor, um cidadão me compara um Perkins.
    Logico que o perkins não vai ter tantas mangueiras, ele não tem injeção common rail nem toda eletronica embarcada, o que ao meu ver o mercado necessita mas é uma tremenda desvantagem para quem usa esse tipo de veiculo no meio do mato. O que hoje em dia é raro, mas existe.

    Eu ainda prefiro um motor antigo com bomba injetora, onde seu unico problema era entrada de ar, com um alicate e paciencia voce folga cada bico injetor e vai embora. Saudosos MWM X10, CUMMINS 4BT antigo, MWM 6.07 e 4.07 etc.

    Se lançarem uma Ranger XL com motor Cummins 4BT das antigas F4000 E F350 só para o mercado nacional, ainda hoje venderia igual pão quente. Quem realmente necessita de um veiculo desse compraria.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Proconve fase 7, também conhecido como Euro 5.

      Com essa solução que vc quer, jamais passaria, meu caro.

      Excluir
    2. kkk, injeção common rail usa MENOS tubos que os antigos.

      Excluir
  25. A VW também quis voltar para os 3 litros, o problema é que os 3 litros não cabiam mais do cofre do motor. O chassis é totalmente moldado para o motor.

    E o comando de válvulas da Amarok é duplo, e não simples. Conforme informa a VW na Australia, os motores são DOHC: http://sutherlandvolkswagen.com.au/commercial-range/itemlist/category/74-amarok

    ResponderExcluir
  26. Anônimo 09/10/12 21:41
    Sim, dois comandos, até o site da VW argentina informa. Corrigido e avisado aos leitores, obrigado.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. De nada Bob. Viu, não doi ser educado.

      Excluir
    2. Anônimo 10/10/12
      Você fala com se eu não agisse educadamente com os leitores, como dar ua explicação, agradecer uma informação, correção ou gentileza qualquer...

      Excluir
    3. Bob, não ligue para anônimos aproveitando da situação. Mas a verdade é que eu sei que são dois comandos pois eu vi o motor aberto. Eu fiquei procurando a informação oficial e nem mesmo a VW alemã divulga o número dos comandos nos materiais disponíveis para o público. Cada vez mais impera o "quanto menos informação, melhor".

      Excluir
    4. Anônimo 10/10/12 17:51
      Há alguns dias compilei uma lista de verificações para meu uso sempre que for a um lançamento ou receber um carro de teste. de maneira a não esquecer nenhum detalhe fundamental, como o número de comandos de válvulas ou se tem tucho/compensador de folga de válvulas hidráulico ou não. Acho incrível com os fabricantes, Volkswagen inclusive, omitam determinados dados. O pior é que se conta com esses dados na ficha técnica e só quando se chega ao escritório (em casa, no meu caso)é que se vê que determinado item não consta no material do pen drive. Mas agora isso não vai acontecer mais, pois considero obrigação passar a maior informação possível para o leitor.

      Excluir
    5. Essa falta de dados técnicos se deve à um motivo: 90% dos jornalistas do ramo são completamente idiotas, são aqueles que adoram escrever resenhas praticamente iguais sobre "carros sobre trilhos", "não é um canhão mas não decepciona" e tantos outros lugares comuns para convencer o brasilóide a entrar num carnezão sem motivo nenhum.

      Excluir
  27. João Gabriel10/10/12 00:44

    Putz 130 paus...É de Volkswagen só o nome mesmo...Outra uma picape tão cara com freio a tambor atrás?!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O tambor atrás neste caso não é economia e sim questão de segurança pois é comum as caixas de rodas traseira ficarem cheia de lama em certas situações.

      Excluir
  28. Ary de Queiroz10/10/12 01:18

    Ihuuuuum, a chapa esquentou! Brasileiro reclama, reclama, mas não reage! Vem aqui ler o que pra ele não serve como leitura! Vai entender...
    "...não leia o que escrevo ou se mude, há um monte de locais na imensa blogosfera."
    Mandou bem, Bob!

    Agora é aniquilar os que não saem do armário! Pau nos anônimos!

    ResponderExcluir
  29. Eu tenho medo de altura.

    ResponderExcluir
  30. A Amarok é realmente uma camionete muito bacana, têm um forte viés esportivo -relativo a picapes, evidentemente - e conecta bem o motorista com estradas lisas...(não a testei em trilha).

    Dá para andar relativamente bem "chutado" apesar das enormes proporções, é possível curvar bem e o motor dá um respaldo legal em retomadas. Andando no giro, é uma excelente companheira de viagem. O novo câmbio contribui muito para a fluidez nas acelerações mais fortes, é tudo tão suave que as vezes ela parece lenta, mas é só olhar no velocímetro para ver que a bichinha continua avançando forte e fácil acima dos 130, 140....

    Eu realmente gostei mais da versão manual, mas a automática não é nada desprezível, fico imensamente curioso em andar na nova Ranger para ver se têm um comportamento parecido.

    Alguns dados interessantes de desempenho da picape no contexto dos volks contemporâneos:

    - Local: "bacião", descida pronunciada que nivela rápido e sobe, com uma reta de 900m, entrada em curva sendo tomada a cerca de 80/90% da capacidade de aderência de cada carro (só volks nesse caso) testados.

    - Jetta Tsi 200 cvs: 210 km/h;
    - Jetta 2.0 120 cvs: 190 km/h;
    - Tiguan Tsi (sem DSG) 200 cvs: 190 km/h;
    - Golf Special Edition 104 cvs: 180 km/h;
    - Amarok manual 165 cvs: 170 km/h enchendo totalmente a quinta.

    Ou seja, para preguiçosa não serve, e retoma melhor que Golf e Jetta (na versão automática de ambos);

    MFF

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. MFF

      A Nova Ranger não me pareceu tão estável no asfalto, mas faltou dirigi-la suficientemente durante o lançamento para que eu possa afirmar na certeza. No off-road ela é um demônio, incrível, e sua grande vantagem é tem o banco traseiro bem mais confortável, mais reclinado. Dá para viajar muito bem atrás.

      Excluir
    2. Tbm acho que a Amarok é mais estavel em alta velocidade, mas a Ranger tem muita potencia, força, passa legal em areas alagadas e terrenos off road além de ser linda, pra mim trata-se das 2 melhores do mercado.

      Excluir
  31. Obrigado AK!

    De fato, uma amigo meu testou a Nova Ranger no test-drive organizado pela Ford na Expointer (Feira Agropecuária), e a achou incrível nos obstáculos artificiais, e ele é jipeiro muito experiente.

    MFF

    ResponderExcluir
  32. Meu fuca fas ate mio na fazenda du pratão!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fusca não conta, é café com leite nessa historia.

      Excluir
    2. Esse, coitado, é do tempo que fusca era carro de pobre.
      ACorda, colega, fusca hoje é carro de entusiasta, peão pobre gosta é de Celta ou "golzin".

      Excluir
  33. Moro na roça e tenho pickup pra antes dos anos 80, já tive de tudo que passou por essa bandas, de C10 a Silverado, passando por 2 S10 e 3 Ranger, pulei para Hilux e L200, e desde 2011 estou com um Amarok mecanica, e posso afirmar que foi a melhor diesel que já tive, ela esta com 77km rodados e andando feito o capeta na estradas de terra e asfalto, quase não teve defeitos e barulhos chatos, dos quais todas as anteriores tiveram muito mais problemas, principalmente a S10 que não quero nem dada nunca mais.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Quanto tempo em média o Sr. fica com as pickups ? Pergunto isso pois sei que depende de alguns fatores, mas a média e de quanto ?

      Excluir
    2. Olá anônimo das 03:31, fico em torno de 3 a 4 anos, só a S10 que tive muito prejuízo e desprazer, fiquei menos de 1 ano.

      Excluir
  34. Amarok é tipo uma ford f1000 souza ramos mais mordeninha e com 42 de torque.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Diz isso por ser a melhor da época dela ? Explique melhor colega.

      Excluir
  35. Ridículo o painel dessa pick-up....triste mesmo...saudade da Dodge Dakota.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Clint, não é só o painel da Dakota que tem mais instrumentos..tem o computador de bordo que fica no console do teto. E o mais legal é meter lenha com a minha RT, ano 2000!, em pick-ups diesel modernas...todas iguais...todas sem sal...

      Excluir

Olá AUTOentusiasta, seu comentário é sempre bem-vindo! De preferência, identifique-se ao comentar.
Atenção: comentários contendo ofensas pessoais, a marcas, a fabricantes isoladamente e/ou em conjunto, a nacionalidade de veículos, bem como questionando práticas comerciais lícitas e margens de lucro aceitáveis nas quais este blog não interfere, bem como o uso de palavras de baixo calão e a exposição de outros leitores ao ridículo, não serão publicados. O AUTOentusiastas se reserva o direito de editar os comentários sem declinar motivo.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...