Google+

2 de novembro de 2012

JETTA HIGHLINE 2,0 TSI, NO USO

Fotos: autor


Estava faltando andar no Jetta 2,0 TSI em uso normal, só o havia dirigido quando foi lançado, no final de março de 2011. Pouco depois, em maio, pedi à fábrica o 2,0 Comfortline com câmbio manual de cinco marchas (link), uma vez que no dia da apresentação eu só havia dirigido a versão com câmbio automático epicíclico de seis marchas e queria ver como ele andava com o modesto motor 2-litros de apenas 120 cv sem as perdas associadas a esse tipo de câmbio. Finalmente pus as mãos no 2.0 TSI e usei-o na cidade e andei um pouco na estrada.

Há quem não aprecie as linhas do Jetta; não é o meu caso

O que posso dizer, sem nenhum exagero, é que o Jetta 2,0 TSI é um dos carros mais agradáveis e precisos que já andei, embora não tenha dirigido todos que estão oferecidos no mercado brasileiro. Dá prazer andar com ele, tanto faz se devagar ou rapidamente. Manobra bem, com 11,1 metros de diâmetro mínimo de curva, ajudado pelo entreeixos relativamente curto de 2.651 mm, que não tira espaço no banco traseiro e nem afeta o porta-malas – de dobradiça da tampa tipo “pescoço de ganso” – que acomoda ótimos 510 litros.


Elegância, simplicidade e praticidade em tudo

A suspensão é tipicamente alemã, firme, até um pouco firme demais, como eu havia sentido há um ano e meio atrás, mas é mais produto do inadmissível estado das ruas de São Paulo do que qualquer outra coisa. Eta, asfalto ruim, o nosso. Nesse ponto a versão Comfortline é melhor, domina melhor as irregularidades que já se incorporaram à nossa engenharia de pavimentação rodoviária.

A ótima auspensão traseira multibraço

Uma diferença fundamental entre os dois Jetta é a suspensão traseira multibraço no Highline e por eixo de torção, no Comfortline, uma prática que acaba de ser estendida ao novo Golf, o de sétima geração. O motivo, claro, é custo. Até o novo Hyundai i30 adotou o eixo de torção no lugar da suspensão multibraço. Que a Ford não ceda à tentação de fazer o mesmo no Focus...

Suspensão dianteira robusta e eficiente

Fora o motor 2-litros turbo de injeção direta de 200 cv, um destaque em si mesmo pela potência ampla em praticamente toda a faixa de rotação, indicado pelo torque máximo de 28,5 m·kgf já a 1.700 rpm, o outro fica para o câmbio robotizado de duas embreagens e seis marchas DSG (direct shift gearbox), excelente na utilização no dia a dia. A marcha em uso está sempre indicada no painel e com carro parado, pedal de freio apertado, a embreagem de primeira abre, evitando seu desgaste e contribuindo para economizar combustível. Soltando o pedal o carro avança lentamente, como num automático epicíclico convencional.

Motor, um dos pontos altos do Jetta 2,0 TSI

O caráter de trocas automáticas é totalmente pró-baixo consumo, passando rapidamente para as marchas superiores. Isso muda trazendo a alavanca mais para trás, para a posição S, em que a sexta marcha é cancelada.

No volante, borboletas para troca de marcha manual, que pode ser feita também pela alavanca quando deslocada para a direita até o canal respectivo. Como em Volkswagen, Audi, Porsche e outros carros, com no recente Peugeot 408 Griffe 1,6 THP, sobe marcha tocando a alavanca para frente, minha preferência, como muitos leitores sabem.

Não precisa mais nada que isso, não precisa inventar

O que reputo notável nos Volkswagen atuais é ter sido mantido o painel de instrumentos clássico, sem formas mirabolantes como se vê cada vez mais tanto em carros americanos quanto em asiáticos, notadamente Hyundai. Ali tem tudo o que se precisa, um quadro de instrumentos limpo e preciso de ler, uma tela LCD em cores que reúne equipamento de áudio fácil e intuitivo de usar, e o controle de climatização. Funcionalidade é a palavra-chave, princípio aplicado aos painéis dos aviões. Não há nada o que inventar. Pode-se escolher até leitura de velocidade digital diretamente no campo de visão, no mostrador multi-informativo, útil em tempo de caça a motoristas no tocante a limite de velocidade. Bateu-se o olho, já se sabe a quanto o carro está.

Bom porta-malas, 510 litros

Com bons Cx e área frontal, 0,30 e 2,16 m², e pesando razoáveis 1.375 kg, têm-se o que se quer, desempenho com baixo consumo de combustível, o melhor dos dois mundos. Na cidade roda-se facilmente entre 9,5 e 10 km com 1 litro e na estrada, 13 a 13,5 km, ar-condicionado ligado. O tanque é de 55 litros — poderia ser algo maior, uns 5 litros mais — mas mesmo assim vai-se pouco ao posto. O que cativa mesmo, porém, é a disposição para acelerar, indo de 0 a 100 km/h em 7,3 segundos e chegando a 238 km/h. As retomadas são prontas, como 80 a 120 km/h em 10 segundos em quinta. O pedal da direita, pivotado no assoalho, está ali para proporcionar tudo isso.

Mimo: ao destrancar o carro para acessá-lo, luz de cortesia saindo do espelho

A condução, ou pilotagem, é ajudada, e como, pela direção de relação baixa, 15:1, e pela suspensão combinada com os pneus 225/45R17W, Bridgestone Potenza RE050 montados no carro. É a maior prova que tração traseira é mero dogma hoje, pois faz-se o que se quer com o Jetta. Só dirigindo um para crer. Há controle de tração e estabilidade, que não pode ser desligado, mas não atrapalha por sua calibração ser permissiva, só age em casos extremos. É impressionante o comportamento nas curvas de média e alta.

Partida? Pela chave no seu local conhecido, nada de chave de presença e botão de partida. Simples. Tudo como deve ser para funcionar sem embaraços com deixar o carro com alguém e levar a chave no bolso...E a única insatisfação vai para o vidro do pára-brisa sem a faixa degradê. Faz falta.

Tudo isso custa R$ 84.990, uma vez que o Jetta vem do México e não recolhe imposto de importação, segundo o acordo de comércio bilateral entre os dois países. Branco, preto e vermelho solida são cores normais, enquanto outras, metálicas, custam R$ 976 e uma, perolizada, sai por 1.440. Faróis de descarga de gás direcionais, navegador RNS 315, ajuste elétrico do banco do motorista, rodas de alumínio pintadas e teto solar adicionam R$ 12.025 à conta.

Esse Jetta é mesmo uma das grandes opções do nosso mercado.

BS



FICHA TÉCNICA VW JETTA HIGHLINE 2,0 TSI

MOTOR
Tipo
EA888, quatro cilindros em linha, turbo com interrestriador, duplo comando, corrente, quatro válvulas por cilindro, variador de fase na admissão
Diâmetro x curso
82,5 x 92,8 mm
Cilindrada
1.984 cm³
Material do bloco e do cabeçote
Ferro fundido e alumínio
Taxa de compressão
9,6:1
Potência máxima
200 cv a 5.100 rpm
Torque máximo
28,5 m·kgf a 1.700 rpm
Formação de mistura
Injeção direta
TRANSMISSÃO
Tipo
Câmbio robotizado VW de duas embreagens, 6 marchas à frente e uma à ré, tração dianteira
Relações das marchas
1ª 3,462:1; 2ª 2,05:1; 3ª 1,300:1; 4ª 0,902:1; 5ª 0,914:1; 6ª 0,756:1; ré 3,317:1
Relações de diferencial
4,06:1 e 3,14:1
SUSPENSÃO
Dianteira
Independente, McPherson, braço em L inferior,  mola helicoidal, amortecedor pressurizado e barra estabilizadora
Traseira
Independente, multibraço, mola helicoidal, amortecedor pressurizado e barra estabilizadora
DIREÇÃO
Caixa de direção
Pinhão e cremalheira com assistência elétrica variável Servotronic
Relação de direção
15:1
Diâmetro mínimo de curva
11,1 m
FREIOS
Dianteiros
A disco ventilado de 312 mm Ø 
Traseiros
A disco de 272 mm Ø
Controle
ABS, distribuição eletrônica das forças de frenagem
RODAS E PNEUS
Rodas
Alumínio, 7Jx17, estepe aço 6,5Jx16
Pneus
225/45R17W, estepe 205/55R16V
CONSTRUÇÃO
Arquitetura
Monobloco em aço, quatro portas, cinco lugares, subchassi dianteiro e traseiro
Aerodinâmica
Cx 0,30
Área frontal
2,18 m²
Área fronal corrigida
0,654 m²
DIMENSÕES
Comprimento
4.644 mm
Largura com espelhos/sem espelhos
2.020 mm/1.778 mm
Altura
1.473 mm
Entreeixos
2.651 mm
Bitola dianteira/traseira
1.535/1.532 mm
CAPACIDADES E PESOS
Porta-malas
510 litros
Tanque de combustível
55 litros
Peso em ordem de marcha
1.375 kg
DESEMPENHO
Velocidade máxima
238 km/h
Aceleração 0-100 km/h
7,3 s


 

201 comentários:

  1. Gostei muito do seu Blog, este carro é show de bola , visite meu blog se desejar ou tiver um tempo em www.variedades1.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pega na minha e balança !

      Excluir
  2. Parabéns Bob pela clareza e objetividade nas impressões do teste, parece que andamos junto contigo no carro. Realmente este carro é a melhor opção nesta faixa de preço apesar do voyage ter ficado muito parecido com ele, o que desagradou alguns proprietários de jetta.

    Sds

    Luiz Augusto - Porto Alegre-RS

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Realmente... Nada a ver o cara comprar um carro de quase 100 mil,e ver outro carro praticamente idêntico ao seu, custar uns 50 mil mais barato...

      Excluir
  3. Prefiro um Logan.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Gosto é gosto....

      Excluir
    2. Este comentário foi removido pelo autor.

      Excluir
    3. Logan é um bom carro, mas Logan e Jetta sao carros de propostas muito diferentes
      Nao se pode comparar....

      Excluir
    4. Mongol. Kkkkk

      Excluir
    5. Mr. Car?....

      Excluir
    6. já que é pra avacalhar então eu prefiro um del rey fumando oleo...

      Excluir
    7. é um polara com grife

      Excluir
    8. Olha que o Celta é O CARRO!

      Excluir
  4. Tenho um Jetta TSI desde o começo do ano, já rodou até agora cerca de 8500km. Apesar da péssima qualidade do pós venda da VW, já bem conhecido por todos, o carro é tudo o que o Bob fala e bem mais no uso. Não é aquela coisa eletrodoméstica de carro japonês (já tive Toyota e Honda - ótimos utilitários, com manutenção a custos honestos e qualidade fora de discussão, mas prazer perto de zero). O Jetta vem com sensor de estacionamento traseiro e dianteiro, o meu tem teto solar, controle automático de velocidade, todas as frescuras eletrônicas que inventaram e, muito importante, abs e airbags. Anda muito e não bebe tanto. Faz entre 10,5 e 11km/l na cidade (Brasília) e mais de 12 na estrada, andando com folga, sempre transmitindo segurança e confiabilidade. Pena o patrulhamento e o faturamento que infestam nossas estradas, com limites ridículos e com pardais estrategicamente colocados para nos flagrar. Mas, voltando ao Jetta, é um amigão que tá sempre pronto pra farra, te convida prá brincar e não te joga bola nas costas. Como custo-benefício, acho que não tem nada melhor. Todo autoentusiasta deveria ter a chance de, pelo menos uma vez na vida, andar com um numa estrada gostosa, vazia e sem radares. Garanto que seria uma experiência inesquecível.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Quando fala do Civic, não está falando do SI, pois tenho um, ou melhor, tinha, pois acabei de vender com + de 200.000KM rodados e continua inteiro.
      Comprei um Jetta TSI que já pronto na SAGA me esperando. Devo pega-lo na sexta-feira e vou comparar como SI em termos de desempenho e consumo
      Moro em Sobradinho e trabalho no Plano e faço de 11,5 a 12,8 KM/l com o SI.

      Excluir
    2. Já rodei 2900 com o Jetta e estou adorando o carro. Hoje mesmo abasteci(11,65KM/l). O carro é sensacional.
      O unico senão é para os acabamentos das portas.

      Excluir
    3. Este carro é fantástico e merece todos os elogios, pois é imponente, lindo e apaixonante!

      Excluir
  5. Grande carro! Foi por muito pouco mesmo que não comprei no lugar do THP. É que às vezes tem que se pensar na família e o 408 é bem mais confortável pra quem senta atrás (o teto-solar ocupa espaço da cabeça, além da saída de ar e o túnel exagerado impedirem qualquer conforto do passageiro do meio... e isso pesou já que eventualmente viajam 3 atrás). Mas pra 4 pessoas o carro é quase perfeito... pena o acabamento das portas ser tão ruim.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Felix
      Eu acho que voce fez besteira. Mas na verdade eu nao sei , eu só acho!

      Excluir
    2. A maior desvantagem do 408 vai ser na hora da revenda... isso eu comprei sabendo. Mas pegue um 408 THP e saia pela estrada e me diga se também não é um ótimo carro. A diferença de desempenho só senti no test-drive, mas a diferença de conforto atrás não teria como mudar. Já não tenho idade pra comprar só por emoção, tenho que pensar na utilidade também. Para meu uso tenho certeza que fiz a melhor escolha entre os 2 carros.

      Excluir
    3. Pra quem fica insistindo na tecla da revenda (seja de qual carro for), eu só pergunto: vai comprar o carro pra revender ou pra dirigir?

      Excluir
  6. Bob, sou leitor assíduo do Autoentusiastas mas este é meu primeiro comentário, parabéns pelo post, excelente como todo o blog! Sou proprietário de um Jetta TSI, e seu texto sintetiza todas minhas impressões que já tive nos 30.000km que já rodei em todas as situações de piso possíveis. É um excelente carro, e as eventuais criticas ao design ou acabamento, não diminuem o superlativo conjunto mecânico e tecnologia aplicada em prol da utilização e funcionalidade do carro nas situações do dia-a-dia. Apesar de enfrentar diariamente o trânsito pesado de Salvador, seu consumo médio é de 8,5km/l. Pegar estrada com ele é antes de tudo um prazer. Obrigado a todos do Autoentusiastas pelos belíssimos texto, que foram fundamentais pela minha escolha de compra.

    ResponderExcluir
  7. Que carrão! Mas o Jetta anterior à este era mais bonito e tinha um motor de 5 cilindros. Este é muito bom, rápido e bonito, mas o outro era tudo isso e um pouquinho mais invocado.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Em relação a motor tu te engana. esse EA888 do atual é muito mais eficiente (tem mais potencia, mais torque, é mais "plano" e consome menos).

      Design é relativo, muitos não gostam do atual mas eu achei muito bom. Ele tem uma aparência bem sóbria, nada de "invocação" mas ao mesmo tempo a parte dianteira da um certo ar de carro alto nivel.

      É o carro que ta mais próximo de valer o que custa. Carro bom mesmo.

      Mendes

      Excluir
    2. mas que um 5 cilindros e mais charmoso....

      Excluir
    3. Concordo Ary, donos de Marea 2.0 e Audi RS3 que o digam. O som dos 5 cilindros é algo único.

      Mendes

      Excluir
    4. pena que o som do marea custe tanto...

      Excluir
    5. O som do 5 cil realmente é de fazer o entusiasta chorar... Mas o 2.0 turbo anda muito mais e bebe muito menos... Sorry...

      Excluir
    6. É um chavão dizer isso, mas realmente eu penso que os V10 da Audi/Lamborghini partiram deste 5 cilindros, então por isso ele é especial, mesmo que não seja tão eficiente nem tão econômico como este "novo" 4 cilindros. No mais, apesar deste Jetta ser sim, um carro lindo, ele tem a frente genérica dos últimos Volksagen: Também, nada contra essa generalização de estilo, pois outras marcas também fazem e fica bom, mas quando se vê vídeo do Jetta 5 cilindros da geração anterior com escapamento direto, não há como dizer que este é melhor que o outro.

      São minhas humildes opiniões.

      Excluir
    7. Depois de ouvir um Jetta 5 cilindros não se dá muita bola se o novo anda mais e bebe menos, a não ser que a pessoa faça questão disso os antigos emocionam muito mais

      Excluir
    8. Tive um Marea Turbo com filtro cônico de ar e válvula de pressao, escapamento dimensionado vanzin especifico para o Marea. Me lembro do Marea (5 cil) gritando alto ao acelerar, com o filtro de ar assobiando puxando ar. Enquanto isso, colo no banco e vou pisando mais no acelerador, devagar, para não gastar muito os P7000. Chegando nos 6000rpms, hora de trocar de marcha e aquele pisssssssssssssssssssssssss ecoa no ar... Quem não estava olhando, passa a olhar e quem já olhava, pensa logo, é turbo o desgraçado... Que carro era mesmo... Não deu de ver... :P

      Excluir
  8. Bob;
    Gostei da sua avaliação do Jetta TSi. EStava curioso por uma avaliação profissional deste carro que, me chama a atenção pela tecnologia da motorização em relação ao seu preco (cambio automatizado, motor de ultima geração por menos de R$90 mil).

    Muito bom mesmo! Parabens!

    ResponderExcluir
  9. Bob Sharp,

    Acho que tem um pequeno erro no texto em: "O que posso dizer, sem nenhum exagero, é que o Jetta 1,0 TSI é um dos carros mais... "

    Show de bola esse carro. Econômico, boa potência máxima e, o melhor, potência apreciável em baixas e médias rotações. Os novos motores turbo continuam ganhando força e aceitação no mercado. Espero que a VW comece a produzí-los aqui.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Rômulo Rostand
      Um pequeno erro...Você é muito gentil! Que baita mancada a minha! Já corrigi lá, desculpe, estensivo aos demais leitores.

      Excluir
    2. Bob Bob... Por um dos tantos caprichos do nosso sistema ortográfico, grafamos com "s" o verbo "estender" (e todas as suas flexões) e com "x" os substantivos e adjetivos da família ("extenso", "extensivo", "extensão" etc). É bom lembrar que, na origem (latina), a família todas se escreve com "x". Moral da história: não existe a palavra "estensivo" (com "s"); a grafia padrão é "extensivo" (com "x").

      Excluir
    3. Easy Rider03/11/12 15:42

      Se tivesse Jetta 1.0 seria um sucesso de vendas!! hehehe

      Excluir
  10. Comprei em julho último uma das últimas unidades do Gol Power G5 (foi o que minha grana me permitiu), mas meu sonho de consumo é um desse aí, branco e sem os "sacos de lixo" nos vidros.


    Diogo da Silva Lima.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Diogo
      O Gol G5 e muito bom
      Eu sugiro vc tirar os sacos de lixo do seu já! Nao fique esperando ate comprar um Jetta TSI
      Sua segurançder de sua família esta em jogo
      Sds

      Excluir
    2. Anonimo... ele disse SEM os freakin sacos...

      Excluir
    3. Gênio Altomotivo03/11/12 15:48

      SACO DE LIXO É A PQP.....é onde merece ser colocado quem chama Insulfilm® de saco de lixo.

      Excluir
    4. carro sem saco de lixo, ops, Insulfilm®, fica bem melhor.

      Excluir
    5. Saco de lixo!
      Tem cada um...
      pulamor...

      Excluir
    6. Saco de lixo SACO DE LIXO.
      De tão gênio, deve ter mais de dois metros de altura esse "gênio aLtomotivo"
      #chupaa

      P500<<

      Excluir
  11. Filippe Barros02/11/12 13:59

    Belo carro, uma pena que a VW não disponibilize a versão com câmbio manual,mas pelo menos o Fusca virá com esse câmbio.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Felipe
      Desse jeito vc ta complicando!
      Sempre tem alguém descontentes mas a VW sabe que e impossível agradar gregos e troianos
      De gosta de cambio Mecanico fique com Beaourao ou um caminhão FNM
      Sds

      Excluir
    2. Felipe
      Nao inventa moda!
      Voce nao vai comprar um nem o outro...

      Excluir
    3. kkkkkkkkkkkkkk... chorei!

      Excluir
    4. Funcionários da VW detected!!

      Excluir
  12. Como falaram tem um erro grave, está escrito Jetta 1,0. Do carro em si, muito bom e pelo preço mais ainda, mas a VW está com falta do modelo mesmo na versão aspirada e as concessionárias da marca quase sempre não fazem nem questão de encomendar o modelo. Se não tem ele disponível parece que o carro nem existe e vendem até mesmo o único modelo de exposição, o que desanima. Parece amadorismo da VW ou então que é mais um carro que vão parar de importar e esquecer que existe depois de um tempo, virando mais um mico e deixando o proprietário na mão

    Acho o peso do carro exagerado também, dado que não tem nele nada mais que num Focus e ainda assim pesa quase 1400 quilos. O desempenho poderia ser ainda melhor se fosse mais leve, do jeito que está não é muita evolução perto de um Golf GTi de 10 anos atrás com cambio manual

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Realmente gravissimo esse erro.
      Estou apavorado.

      Excluir
    2. chorei de novo... kkkkkkkkkkkkkkkkkkkk... apavoraaado!

      Excluir
    3. apavorado eu fiquei depois de ler o comentário deste acéfalo... É meu caro... o carro não anda nada! Uma merda!

      Excluir
    4. Kct anonimo das 23:55, se eu sou acefalo vc nasceu sem a cabeça então. Não escrevi que o carro não anda, e sim que pelo motor e cambio que tem deveria andar bem mais, provável que o peso seja o culpado. Um GTi 180 já andava perto disso daí com menos cavalos, menos torque e um cambio muito pior

      Excluir
    5. O Focus não pesa perto dos 1400 kg também?

      Excluir
    6. Não chega a 1300

      Excluir
    7. O que encontro na net é cerca de 1350 kg, só que o site da Ford não informa PN... Não sei se é sedan, hatch, GL, GLX, Titanium... De qualquer forma, 1350 kg no Focus pra 1375 kg no VW não parece uma diferença tãao gritante. Assim achei os dois bem pesados...

      Excluir
    8. 1329 kg o sedã manual. O mais leve Focus.

      Excluir
    9. O hatch não seria o mais leve? O antigo na versão 2.0 não chegava a 1300, acho difícil o manual atual passar disso

      Excluir
    10. Ele pode ter feito regime.
      Affff que saco estas discussões como se um quilo a mais ou a menos tornasse o carro uma tartaruga.

      Excluir
    11. Não é um quilo a mais ou a menos e sim mais de 100. Um Civic pesa cerca de 1200 mesmo com cambio automático, o Jetta tem apenas um pouco mais de tamanho e o sistema de turbo e pesa tanto a mais assim. Se ele pesasse pelo menos na faixa dos 1300 pode apostar que não ia ficar competindo com Civic Si aspirado de cambio manual e sim ia ser mais rápido que muito importado, V6, etc

      Excluir
    12. É isso aí, pois 7,3s no 0-100 é pouco. 238 km/h eu consigo de mobilete. rs

      Excluir
  13. Pra mim ele é um Golf sedan, mas um ótimo carro, gosto do estilo, só não gostei desse modelo de rodas, as anteriores eram muito mais agradáveis. As laterais sem frisos de borracha são elegantes.
    Gosto também do quadro de instrumentos, com conta-giros à esquerda e ponteiros alaranjados. Interessante o desenho dos bancos, remete um pouco ao SP2.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bosley de La Noy02/11/12 17:49

      As laterais sem frisos de proteção são alegantes até o carro levar a primeira "portada" de algum relaxado que estaciona ao seu lado...

      Os fabricantes, além de também acharem elegantes as laterais peladas, ainda economizam alguns tostões por não colocarem mais os frisos.

      Excluir
    2. Em geral, friso polui o visual. Prefiro assim.

      Excluir
    3. Bosley
      Homem de Deus... De que epoca é voce?
      Meu avo é que falava muito em tostões
      Barrabás!

      Excluir
    4. O problema é que friso costuma não funcionar, a porta do carro que bate quase sempre pega em outro lugar sem ser no friso. Isso junto com custo e visual faz com que seja melhor tirar mesmo, a não ser que a pessoa faça questão

      Excluir
    5. CSS, há a opção com as rodas bonitas, concordo com você, estas rodas são horrendas! Parece "after market". Sabe aquela linha que os manolos gostam?

      Excluir
  14. Concordo com suas palavras ,principalmente sobre o painel ,e para mim só existem dois vw de verdade no Brasil ;Polo e Jetta , o resto é gambiarra .Abraços .

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. polo tem que ser 2.0. o 1.6 foi tao alongado que hoje e manco

      Excluir
    2. Ary,
      Polo 1.6 manco???
      É melhor voce rever seus conceitos...
      Dou-lhe um couro com o meu 1.6 . Dou mesmo!

      Excluir
    3. num e manco não

      Excluir
    4. É manco pros zé ruelas que querem passar lombada na subida em quinta.

      Excluir
    5. Eu também te surro! kkkkkkkkkkk... Parece meu vizinho, veio dizer que o da filha dele é fraco, porque não sobe a rua de casa com o "carrinho" em terceira.
      Típico alemãozinho na estrada, 120 a 3300 sempre disposto a surrar o que aparecer... só carcar a 4ª... econômico pra quem gosta de andar mais forte.

      Excluir
    6. Manco por causa do alongamento do câmbio? Caramba, eu achei esse alongamento ótimo, qualquer eventualidade só é baixar pra quarta ou terceira marcha (que "corta" a 140 km/h).

      Excluir
    7. É verdade, Thales, para a maioria dos nossos "motoristas", parece que trocar de marcha é um estorvo.
      Lembro-me de um senhor velho que dizia: "mudança" é para ser feita! Ele é do tempo em que chamavam marcha de mudança.

      Excluir
    8. Digo e repito, brasileiro não gosta de carro bom. Gosta de carro ruim.
      O Polo é até hoje um dos melhores carros fabricados no Brasil, mas a VW teve que estragar ele e chamar de Fox para vender bem.
      Essa do câmbio alongado é típica do brasilóide nó cego que acha que "celtinha anda muito".

      Excluir
    9. Ah, esqueci o fim da frase> "celtinha anda muito, dá pau até em dois-ponto-zero".
      Se preferir, ao invés de falar 2-ponto-zero também podem falar "honda civic" ou "carro di patraun".

      Excluir
    10. celtero bucha em 2.0 manolo as mina pira05/11/12 04:45

      Vixi, carro de patraum, só dó, as mina pira quando a genti liga os led nos brucutu e dá bucha nos preiboy de nave de patraum. A Chevroleti tinha q encurta ainda mais as marcha du Celtaum pq assim nóis ia dá bucha nos carru turbaum, mas a alegria é curta, depois da primera marcha a genti liga o som pra disfarça e as mina pira do mesmo jeitu muito lokko nois na fita

      Excluir
  15. Bob;

    Como você mesmo disse, pra mim este é o melhor carro da categoria, e com certeza tem uma excelente combinação motor x câmbio... Da linha VW / Audi, ele é o mais em conta com essa motorização, e com certeza, se tivesse um pouco mais de $$$, esse carro seria a minha escolha!
    Parabéns e continue com seus testes "no uso" no blog, que para mim vale mais do que qualquer reportagem em uma revista especializada.

    DOP

    ResponderExcluir
  16. Fico contente em saber que pelo menos em algumas versões a suspensão traseira independente é disponível. Sempre se menciona seu custo, mas me pergunto de quanto estamos falando. O fato é que, especialmente em ruas esburacadas, a suspensão semi-independente deixa a desejar em conforto e estabilidade.

    O mais incrível é que mesmo em um carro caro como o Passat a VW optou pela suspensão semi-independente nos EUA (assim como em outros mercados de terceiro mundo), apesar de sua concorrência usar exclusivamente suspensão independente atrás.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. o corola a usa na maioria dos mercados.so na europa e que nao.quem acha que nao faz diferença procure uma curva de raio fechado com ondulaçoes.primeiro num civic ou focus.depois(se sairem inteiros) num carro com eixo de torçao.

      Excluir
  17. acho inadmissivel carro de mais de 50000 nao ter susp. traseira independente

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bosley de La Noy02/11/12 17:52

      Até o JAC J3 tem. E meu Escort 1984 também. Assim como a retirada dos frisos de proteção laterais que comentei acima, isso é sinal apenas da economia de tostões que os fabricantes adotam hoje em dia. Lamentável mesmo...

      Excluir
    2. Mas ... de novo voce e seus tostôes....

      Excluir
    3. Tostão foi um grande jogador de futebol !

      Excluir
    4. Jetta se tivesse eixo rigido seria mais estavel do que o escort...

      Excluir
    5. Larga de ser chato, o bom é ter opção, ou vc acha que o tiozão que compra o 2,0 aspirado vai precisar de uma susp. traseira independente?
      Jà o TSI que tem uma proposta mais focada no desempenho tem, lógico.

      Excluir
    6. Gente do céu! Cêis acham que o cara vai pegar um carro desses e sair por aí barbarizando, fazendo curva de esquina a 180 por hora? Eixo rígido na traseira aguenta bastante desaforo. Tem que ser muito animal pra tirar o carro do prumo. Menos, pessoal, menos.

      Excluir
    7. É a turma do NA, os "colecionadores de ficha técnica", depois vão fazer que nem o Éber que não conseguia subir uma ladeira com o J3, daí vc tira a qualidade do "piloto".

      Excluir
    8. Verdade, tem muito eixo traseiro que faz curva muito bem e não é porque é independente que é melhor, mas num carro desses com esse preço uma suspensão melhorzinha com um motor melhorzinho são esperados

      Excluir
  18. Grande carro mesmo Bob!

    Você só sente que roçou os limites dele quando desce e sente o cheiro dos freios e o estalar do motor...dentro da cabine, em plena ação, o carro entrega segurança e fluidez, e um motor que parece que têm mais do que "apenas" 200 cavalos. É tudo muito dinâmico sem a histeria de carros inguiáveis, um produto que entrega sua origem alemã de cara...

    Um dos melhores custoxbenefício, sem dúvidas!

    MFF

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ahh MFF, se eu pudesse, mas é muito caro pra mim... Tenho 3 amigos que compraram o maledeto e eu fiquei na vontade...
      Mas tô curtindo bastante o Focus, será que dou calor neles na serra? Ou fica muito difícil? rsrsrs
      Sds

      Excluir
    2. MFF, pelos relatos do Jetta Clube, esse carro tem mais que 200 cavalos no motor mesmo... rs

      Fabio, acho difícil dar calor nesse TSi, torque máximo desde 1700 rpm, o motor tá disposto no giro que for, pisou ele dispara... rs
      Mas a vida não é só corrida, o Focus também é um bom carro. Ah, se viesse o RS pra cá!

      Excluir
    3. Com gasolina Podium o 2.0T da VW/Audi entrega mais que 200cv sim! Ao nível do mar, dá uns 225cv fácil!

      Excelente conjunto motor/câmbio!

      Excluir
    4. Rodrigo
      Pra motor turbo pouco importa a altitude que ele entrega a mesma coisa, diferentemente de um aspirado.

      Excluir
  19. Lorenzo Frigerio02/11/12 18:17

    Se tem um "Das Auto" aqui no Brasil, é esse.
    Se pudesse, iria direto nele.
    Como já dizia Ludwig Mies van der Rohe, "less is more".

    ResponderExcluir
  20. Lorenzo Frigerio02/11/12 18:35

    É uma pena que isso aqui é Brasil. Como o Bob tem experiência de pista, poderia "exigir", em Interlagos, todos os carros que testa. Imagino que muitos desses carros, baratos ou caros, revelariam detalhes e reações inusitados.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A Revista full Power vem testando seus carros em Interlagos.
      O Jetta deu um coro danado no Honda SI!

      Excluir
    2. A 4Rodas tambem fez um comparativo entre Jetta TSI e Honda SI
      O Jetta anda muito mais...!

      Excluir
    3. Sacanagem se vangloriar disso... os dois tem o motor 2.0, mas um é turbinado! No mínimo era obrigação do Jetta andar mais. Nesse caso, eu sou chato mesmo: o Civic pode andar um pouco menos, mas eu me sinto muito mais vivo dentro dele que no Jetta.

      Excluir
    4. Lorenzo,
      Estou pensando nisso, mas teria que ser outra pista, Interlagos é complicado. Há solução, mas por enquanto prefiro manter sob reserva. Há um problema maior, o desvio de finalidade, uma vez que carros de teste não se destinam a esse tipo de uso, embora eu ache que consiga liberação para isso junto aos fabricantes e importadores, uma vez que todos me conhecem como sendo bastante cuidadoso com os carros que me são confiados.

      Excluir
    5. Bob Stig Sharp!

      Excluir
    6. O Stig porrou o Koenigsegg... rsrsrs... Já aconteceu algum incidente com um carro emprestado Bob?

      Excluir
    7. Na pista o Civic é mais rápido de acordo com o teste da 4R... E deve ser mesmo, o Si é esportivo de verdade! Quem já guiou um sabe!
      http://quatrorodas.abril.com.br/imagem/617/comparativo/617_compara_ficha1.jpg

      Excluir
    8. Anonimo 00:16, o Si foi mais rápido numa pista travada, e os controles eletrônicos do Jetta seguraram um pouco o ímpeto do carro. Mas de qualquer forma, o Honda é um tesão de pilotar, levar o conta-giros a 9000 rpm é um prazer a parte.

      Excluir
    9. Marcelo Augusto03/11/12 19:54

      Também acho bobagem usar carro de mercado em pista. 100% dos usuários não irão à pista nem uma vez na vida do veículo.

      Excluir
    10. Tem gente que usa e é bom pra conhecer o carro bem, coisa quase impossível de fazer na rua sem fazer loucura

      Excluir
    11. Só levar o Si na Revit up e fazer um stage 4 que tá feito o estrago.
      Jetta é um baita carro mas eu vou de Civic que é mais meu número.

      Excluir
  21. O melhor é o Logan! Carro de pessoas racionais que não precisam impressionar o vizinho.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pessoas que não precisam (ou não podem) impressionar o vizinho, de péssimo gosto estético e que se contentam com um desempenho modesto.

      Excluir
    2. Então o melhor seria o velho Uno, carro que cabe em qualquer buraco, é flex, tem um bom espaço interno, manutenção barata e ainda é econômico.

      Excluir
    3. Marcelo, não esqueça da suspensão traseira independente!!!

      Excluir
  22. Sou só eu que não estou conseguindo abrir o vídeo?

    ResponderExcluir
  23. Bob, vc sabe me dizer o que acontece se for deixado um carro de chave de presença (Sentra, Tiida) ligado para alguém e ele sair e eu esquecer a chave em meu bolso?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Anônimo 02/11/12 19:58
      O motor ficará funcionando até que o botão de partida seja apertado,desligando-o. Para ligá-lo de novo, só levando a chave até o carro. Tem acontecido.

      Excluir
    2. Também tem o risco de deixar a chave de presença no carro, e algum esperto abrí-lo? Ouvi dizer que dentro o carro não trava.

      Excluir
    3. Por essas e outras que acho essa coisa de botão e chave presencial uma idiotice, coisa de diletante favelado emergente que se deslumbra com luzinha piscando ou montes de botãozinho.
      Carro tem que ligar torcendo a chave, porra.

      Excluir
    4. Também acho um sistema bem inútil, bem pra ser coisa modernoide que na prática só complica sem benefícios uma coisa que funcionava melhor antes e que serve mais pra chamar atenção mesmo. A única situação onde esses sistemas são úteis é no caso de estar com as mãos cheias de sacolas, aí não precisa por elas no chão pra abrir o carro. Na verdade esse sistema começou pra evitar os problemas da neve, onde é comum emperrar fechaduras no frio. Tirando essas duas situações é um sistema que mais complica do que facilita

      Excluir
  24. Olha, imagino a patada que será essa nova geração do Beetle M/T. Por R$ 76k, então...

    ResponderExcluir
  25. Bob, no texto você fala sobre o Cluster do Jetta, carros alemães e Coreanos... estava no salão do automóvel na quarta feira no stand da BMW e estávamos dizendo exatamente isso, carro alemão possui um acabamento simples, porém limpo, objetivo e de acabamento impecável, não precisa ser um ovni como os "Koreas" para chamar a atenção....
    Com relação ao carro, show de bola, não temos nada parecido com tal custo x benefício... outro que vai arrebentar à preços iniciais de R$ 76.000,00 é o Fusca..... Abs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A Citroen haverá de rever o preço do DS3, vai encalhar!

      Excluir
    2. Fusca95
      Tomara mesmo. Já estou economizando minhas moedas pra pegar um.

      Excluir
  26. Custo-benefício muito bom mesmo, em se tratando de Brasil. Uma pena que a versão perua ainda esteja na "geração" anterior. Faço coro para que a Ford e demais fabricantes não cedam à tentação de retornarem ao uso de eixos de torção, em nome da redução de custos... Tudo bem que os eixos de torção modernos apresentam comportamento irrepreensível, mas para quem gosta de suspensão mais aprimorada, as modernas multibraço são perfeitas!

    ResponderExcluir
  27. O carro parece, mecanicamente, muito bom, mas, plagiando, "me perdoem as feias mas beleza é fundamental". Acho, esteticamente, muito sem graça. Parece um Voyage. Por um pouco mais, não é preferível unir mecânica e beleza como num BMW?

    Ricardo2

    ResponderExcluir
  28. Acho esse Jetta uma ótima relação custo/benefício. Bob, sei que é off topic mas não poderia deixar de comentar, estive hoje no Salão do Automóvel, um absurdo de gente, dificuldade para comprar ingresso, pra entrar, dificuldade para ver os carros, um inferno, fiquei vendo se via você por lá, seria uma baita coincidência, afinal vim do Ceará para, entre outras coisas, ir ao Salão, e lhe encontrar justamente hoje seria bem difícil. Mas vamos ao maior absurdo que vi, aliás ouvi, um funcionário da Chevrolet disse que a Trailblazer irá custar entre R$ 145,000 (gasolina) e R$ 175,000 (diesel), não é muito dinheiro por esse carro não ?, você tem alguma informação sobre isso ? esperava valores entre 110 e 130 mil.

    ResponderExcluir
  29. Permitam-me profanar o motor do Jetta, mas a VW deve gostar muito dessa relação 82,5 x 92,8 mm e 1984 cm4 de deslocameto ou adotaram o "APzaum" do Santana aprimorado com cabeçote 16V, injeção direta e Turbo. Coincidências à parte, dirigi o Jetta TSi de um amigo meu, fica mais divertido desativando o controle de tração. A sensação é de que trata-se de um motor dos novos tempos de downsizing, sem um ronco animador, apesar de acelerar vigorosamente. O acabamento em geral é digno de um Polo. Muito foi economizado no carro para aplicar nesse belo motor.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O bloco é bem modernizado, mas mantem características comuns ao AP. Tanto que na arrancada usam esse bloco, ou o da Amarok também compatível, para superar os 1000cvs nos bólidos de arrancada. E antes das suas criticas, saiba que mesmo a GM com seu Small Block até pouco tempo atrás fazia o mesmo, e muita coisa é intercambiavel com seus primeiros Small.

      Excluir
    2. Anônimo 02/11/12 23:51, conte - nos como você desligou o controle de tração... estamos curiosos

      Excluir
    3. Lorenzo Frigerio03/11/12 19:51

      Não é bem um "APzaum" do Santana. É um EA-888, de que eu saiba - com comando acionado por corrente, mas com as dimensões básicas do 827 e do EA-113.

      Excluir
    4. Gonzalez, no clube do Jetta tem usuários que realmente desligaram esse sistema.

      Excluir
  30. Eder Ferraz03/11/12 00:11

    É muito difícil concordar sobre o comportamento do carro em relação a ser tração dianteira/traseira. No uso um pouco mais soviético já é possível notar o carro saindo de frente alem da conta. Para o publico autoentusiasta, ainda é negocio pagar a mais e ficar com uma 320i, que mesmo com 15cv a menos consegue fazer o mesmo 7,3s no 0-100 e final pra la de 230km/h... Sem falar na leve tendencia a sair de traseira com controles mais permissivos, característica que a mim é muito apreciada.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Anônimo, qual é o problema de manter as medidas de diametro e curso? Falta do que falar! Você chora toda vez que vê um TSI, pois não pode comprar um...
      Tanto "você dirigiu o do seu amigo" que até desativou o controle de tração! (detalhe, isso não é possível, como já mencionado acima, aprenda a ler!)
      Como dói a dor de cotovelo!

      Excluir
    2. ops Eder, era pro anônimo acima.

      Excluir
    3. Aproveitando Eder... 25 paus não é só um pouco a mais, é uma diferença grande... Mas concordo, a BMW está muito interessante a este preço.

      Excluir
    4. Tens uma certa razão Eder, mas é bom lembrar que outros fatores além do custo de compra devem ser lembrados...

      Excluir
    5. Eder Ferraz03/11/12 04:33

      Com certeza Anônimo e Luíz, uma diferença de 30% é grande, sem falar do fator manutenção, que apesar de não ser das mais baratas e simples da linha VW, tem a tendencia de ser mais barata que a da BMW. Agora, se o sujeito for autoentusiasta, e tiver a disposição 100% do dinheiro para compra da 320i, não tem nem o que pensar, o carro é ou melhor ou igual em todos os sentidos.

      Eu tb tenho a impressão que o 320i vai desvalorizar menos que o Jetta TSI, por ser um modelo de entrada, quase um modelo de entrada da marca mesmo se não fosse o 118i, ao contrario do Jetta TSI que é top de linha, e costuma desvalorizar mais.

      Excluir
  31. Tendo em vista as condições Brasileiras, o Jetta TSI é uma das melhores opções no mercado para quem gosta de um esportivo. Algo mais específico não vale a pena por aqui... Talvez só a dupla Impreza WRX/STI e Lancer Evolution, e olhe lá...

    Algo melhor só para uso em pista, de resto, é maltratar o carro. Triste realidade.

    ResponderExcluir
  32. Bob, uma correção:

    Os faróis do Jetta não são de descargas de gás (xenon, HID, etc.) nem direcionais. São de parábola simples e lâmpadas halógenas comuns mesmo. Aliás, essa é uma das minhas (poucas) críticas ao Jetta, sobretudo o TSI que é um carro top de quase 90 mil reais.

    De resto ótimo texto, esse é um carro muito interessante pra quem não pode ou não quer pagar por um Audi A3 ou BMW 320, por exemplo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Anônimo,
      Segundo o configurador da VW, os faróis de xenônio voltam a ser disponíveis para o Jetta 2013 - certamente porque agregado a eles está o mais novo modismo brasileiro, os LEDs de condução diurna.

      Excluir
    2. Pode ser mas o do teste não é xenon, e ainda não vi nenhum com nas CSS. Fora que sem dúvida será opcional a preço de ouro, deixando o Jetta mais próximo dum A3 ou novo Fusion que já vem bem mais completos em outros itens tb.

      E quanto aos LEDs, não se trata de modismo brasileiro e sim tendência mundial que começou como item de segurança e virou recurso estilístico, sobretudo nos casos em que é mal aplicado (como nos Mercedes, Peugeots, Fords e alguns coeranos por exemplo).

      Excluir
  33. Bob,

    1) Porque no Jetta alemão tem o botão que desliga o controle de tração e para nós foi retirado? A compra do componente e do chicote, juntamente com a instalação no console é uma novela e sem isso, nada de o carro se sair bem em " curvas de esquina"

    2) Muita gente reclamando dos Bridgestone Potenza nesse carro. Primeiro que nunca dá a estabilidade de um Michelin PS3 que o substitui e segundo e mais grave, a kmtragem dos dianteiros Potenza tem sido cerca de 12.000 km. Casamento ruim esse da VW com o Potenza. TSI exige Michelin,mesmo a custo opcional.

    3) Seria bom explicar para a turma que o Jetta TSI tem a tecnologia alemã de faz-a-curva-sozinho- num tem muito essa coisa de sair de frente ou de trazeira.

    Exemplificando a situação se o cabrone vem a milhão num Jetta desse descendo reta abaixo e entra freando numa curva um pouco acima ainda do limite, e a trezeira começa a desgarrar, o cara lá mantendo o pé frenado, o Jetta simplesmente assume o Cãmbio reduzindo 2 marchas , assume o acelerador como se fosse o Alonso e dá pé, acelerando o carro e neutralizando a saída de trazeira ( o " piloto " lá de pé no freio e isso tudo acontecendo).

    Outras situações como piso molhado demais várias vezes o carro pode tomar o controle da direção elétricam, endurecendo-a quando está apontada na direção mais correta e nesse momento a luz de interferencia do controle de estabilidade e tração do Jetta inclusive não pisca na posição normal, acende VERMELHO " .

    Ou seja, com 86.000 reais você tem os " homenzinhos verdes" de um BMW

    4) O Jetta marcou 240 cv em todos os testes práticos, então deve ser essa a potência liberada para o Brasil. Os 200 cv ficam para o Fusca...

    Como prova disso a QR realizou teste em Piracicaba, saindo de curva e indo até o final de pequena reta, o Jetta atingiu velocidade fracionalmente maior que o Subaru Impreza 4X4 de 270 cv.

    5) Faltou mencionar que a velocidade final é limitada eletronicamente em 238 km/h , mesmo em leve subida ele dá os 238 e se aparece plano ou leve descida não há ganho de velocidade, fica travada em 238.

    Sei que vcs em SP tem dificuldades para atingir esssas velocidades para verificação , mas no interior do país em muitos lugares ermos os donos do carro terão que penar com esaa limitação eletrônica.

    E deixar de desfrutar do excelente velocímetro analógico ( além do digital por vc mencionado), que a partir de certa velocidade começa a marcar de 30 em 30 km/h , sensacional.

    6) Ao andar forte no Jetta , importante deixar o display na temperatura de óleo. Ele atinge valores bem altos quando exigido e seria legal explicar isso ao pessoal que vai desfrutar o carro, qual a temperatura limite para dar o " refresco " ao maquinário.

    E comprar óleo sempre de ótima qualidade.

    7) Você não mencionou especificamente no texto, mas como um dos leitores fez o test drive e explicou porque comprou outra marca, fica o registro : antes de comprarem o carro, não deixem de andar no banco trazeiro. Particularmente duro atrás, o Jetta pode surpreender negativamente parte da família que ali habita.

    Parabéns pelo NO USO com o TSI Jetta, talvez o carro mais palatável do mercado nacional.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Óleo nos fsi é critico

      Excluir
    2. Que medições? Medições de quem, suas? Só se for.

      Excluir
  34. Não sei se estou sendo rigoroso demais, mas esse é o único "Das Auto" que temos hoje por aqui. O único VW que eu teria fácil sem pensar, mas achei o Torque "baixo" pensei que passasse de 30kgfm em se tratando de um 2.0 Turbo. Não dizendo que o carro é lerdo ou coisa do tipo, longe disso, mas temos por exemplo o 1.4T do grupo Fiat que bate nos 180cv e tem 27.5kgfm, tudo bem que isso com o cabeçote MultiAir, mas ele em contra partida não tem injeção direta de combustível. O número do Jetta é muito bom mas achei que fosse subir mais por ter Turbo e injeção direta. Deve ser mais um acerto para nosso mercado como é o 1.4T que a Fiat usa por aqui que com 152cv só tem por aqui para este motor.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Daniel, como mencionado acima as medições tem revelado potência de 240 cv no 2.0 do Jetta e torque é 34, quase 35 mKgf.

      28 "kilo" de Torque o Golf GTI 193 Cv já tinha, é um um 1.800 cmmmm

      Abraço

      Excluir
    2. É então achei estranho um motor moderno com essa cilindrada ficar neste numero próximo de um 1.4. Já tinha ouvido falar dessas medições, mas como ouvi de um apzeiro então descartei, sabe fontes que estão fazendo as medições ??

      Excluir
    3. Esse motor na Europa rende desde 220 até 250 cavalos, não tem mais fsi com variador de fase com menos que 210 cv. Pode ser que mude dependendo da série mas é certo que o carro tem mais que os 200cv declarados, mesma coisa com o Si, não existia aquele motor com menos que 205cv, inventaram que o do Brasil tinha menos de 200 talvez por causa do seguro

      Excluir
    4. Daniel, tenho suspeitas de que esse torque (que na verdade deve ser superior a 28,5 kgfm) deva ser limitado, para ter esse "platô" numa faixa larga de rotações. Isso beneficia a dirigibilidade, deixando o carro com um comportamento mais linear.

      Excluir
    5. mesmo motor no Audi S3... 300cv?

      Excluir
  35. Ótimo carro e tudo mais, mas...
    Ele mostra uma certa incoerência: Peguemos o Gol mais barato, o "copinho", que sai por $24.300,00. Ele não tem ar-condicionado, não tem projeto moderno, não tem equipamentos de segurança além do indispensável, nem mesmo uma boa posição de dirigir tem.
    Comparemos com o Jetta da reportagem. Por mais que eu não goste de câmbio automático (e, se faz trocas automaticamente, é automático), devo conceber que é caro desenvolver e testá-lo. Assim como exaustivos testes de segurança deveriam tornar mais caros a lataria e todos os equipamentos de segurança que o carro carrega. Tem também a questão logística: Transportar uma tonelada e meia de mercadoria que não pode riscar nem sofrer choques mecânicos do Mexico até aqui e pagar impostos mais caros não deve ser barato. Aí, se por uma curiosidade, dividirmos o preço do carro pela potência, chegamos a números muito próximos: $424/cv no Jetta e $357/cv no Gol. Mas espere! O Jetta paga IPI para carros entre um e dois litros, que o Gol está isento, aproximando ainda mais esses valores ($400/cv). Ou seja: Não pagamos pelo conforto, pela segurança, pela qualidade de acabamento ou mesmo pelo tamanho do carro, nada disso: Só a diferença de potência já é suficiente para justificar a diferença de preços!
    Ou a VW-Brasil está gananciosa demais, ou as outras fábricas ao redor do mundo conseguiram ficar muito mais eficientes que as daqui. Mas o fato é que para comprar um Volks que seja um bom negócio, hoje, só trazendo um importado.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Só caiu a ficha agora que os populares do Brasil são caros e se comparados a um carro melhor proporcionalmente saem perdendo? Conta interessante a sua, mostra bem essa situação

      Excluir
  36. Bom carro, sem concorrentes nessa faixa de preço de 75 a 85 mil reais.
    embora não simpatize muito com "volques Wagen" tsi é f0d?^.

    ResponderExcluir
  37. O carro é bonito!

    Vindo parece um Voyage,

    Indo parece um J5!

    ResponderExcluir
  38. Esse motor ficou defasado perto do Fusion. A VW precisa aumentar sua potência, pelo menos no Passat.

    ResponderExcluir
  39. Ecoboost 2.0T vs TSI 2.0
    briga de cachorro grande.

    Ecoboost 1.6 vs THP 1.6
    briga de cachorro de raça.

    ainda terei um carro com algum desses motores.

    ResponderExcluir
  40. Bob,

    Outro dia passei por um Golf MK6 aqui no RJ e fiquei meditando no que esses diretores de fábricas pensam quando decidem fabricar um modelo no Brasil em sintonia com a Europa e, depois, interrompem essa sincronia e ficam remodelando dinossauros. Sei que isso é uma decisão que vem da matriz, mas acredito que a diretoria local tem o dedo metido nisso. Todas as fabricantes instaladas no Brasil fazem isso. Olha esse Jetta, que maravilha de sedan, um carro simples e competente, mas que se a geração MK4 tivesse sido feita aqui, ao invés de vir do México, provavelmente ainda estaríamos nela, sem direito a termos esse que você testou. O Golf MK6 que vi provavelmente foi importado pelo proprietário, já que as brilhantes cabeças pensantes da Das Auto entenderam que o mercado brasileiro, ao contrário da Argentina e do Chile, é pequeno demais para as gerações atuais do Golf...

    ResponderExcluir
  41. No que difere o funcionamento das duas embreagens banhadas a óleo do duas embreagens "a seco"??

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nos DSG de sete marcha é tudo a seco, no EcoSport é a seco também. Deve durar menos a embreagem no caso de ser a seco, mas vc tem uma manutenção a menos na troca de fluido, a Ford bate forte no marketing nesse aspecto. A tendência é ser a seco.

      Excluir
    2. Aquelas com embreagens em banho de óleo são menos eficientes, pois há atrito com entre as embreagens e o flúido em que estão mergulhadas, além da energia exigida pela bomba que mantém o óleo pressurizado. Por isto, a tendência é que sejam substituídas por embreagens a seco. No entanto, como não estão mais mergulhadas em óleo, é mais fácil que se superaqueçam, tornando o gerenciamento de sua temperatura muito mais crítico para garantir sua durabilidade e desempenho.

      Este artigo, www.sae.org/mags/SVE/POWER/8287, descreve os desafios que a Ford enfrentou no desenvolvimento sua primeira transmissão DSG usando embreagens a seco.

      Excluir
    3. Tudo bem que deve ter suas dificuldades, mas acho estranho tanta dificuldade assim num sistema com 2 embreagens controladas por computador. Uma embreagem única normal aguentando toda a carga sozinha e ainda os maus tratos do motorista já não é grande dificuldade nenhuma. Interessante o artigo

      Excluir
    4. A dificuldade está em patinar as embreagens para que o carro se arraste em marcha lenta quando se tira o pé do freio, como num automático, especialmente em tráfego pesado. Fora esta situação extrema, as embreagens também patinam durante as mudanças para as suavizar, mas não é tão crítica como aquela.

      A gente faz isto com o pedal da embreagem instintivamente e, às vezes, a gente sente o cheiro de embreagem queimada de algum tiozinho ou Patricinha, não sente? Pois enquanto neste caso seria responsabilidade do proprietário trocar a embreagem por mau uso, na transmissão DSG, se as embreagens queimarem, seria responsabilidade do fabricante.

      Excluir
    5. Pensando bem, em transito intenso deve ser um pouco mais complicado mesmo, mas deve ser mais um desafio de programação do cambio que das embreagens em sí

      Excluir
  42. Como já disse no post do Lexus, hoje o melhor custo benefício de sedãs aponta para o Jetta TSI, isso se prazer ao volante estiver como item de relevância. Lá no post da "novidade" nipônica, alguns "gérsons" ficaram enfurecidos pela minha simples menção à possibilidade de comparar esse automóvel aos sedãs médios de classe superior. Muito provavelmente os de ´lingua ferina nem tiveram contato com o VW, muito menos com os excelentes porém muito caros em nosso mercado, sedãs de luxo. Não que a diferença, principalmente voltada ao acabamento não aconteça entre esses 2 patamares distintos de automóvel. Mas na minha opinião, jamais algo que justifique pagar 2 ou até 3 vezes mais o valor do Jetta. Dinâmicamente, que para muitos é o que interessa, o Jetta deixa a maioria pra trás (leia-se IS, C180, C200, 320i)...só vai encontrar obstáculo em termos dinâmicos na DUAS VEZES E MEIA MAIS CARA BMW 328i.
    Portanto, gérsons de plantão, que me faça entender, todo mundo sabe o valor de um um mimo ou outro a mais, de uma tração traseira que até discordo do autor(ainda faz diferença sim), acabamento um pouco melhor...mas pelo valor e com esse motor, acaba não trocando seu TSI por nada (como eu).
    Acho que no 2o parágrafo o Bob sintetiza bem "um dos carros mais agradáveis e precisos que já andei".

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Dizer que dinamicamente esse carro é melhor que 320i e Classe C já é forçar, acabamento, equipamentos e outras coisas realmente vai da pessoa achar se vale a pena ou não, mas botar numa curva um Jetta e uma 320i e dizer que é melhor é forçar. Uma BMW das mais simples tem até as rodas na posição certa além da tração no lugar certo e suspensões que sempre foram referência, um Jetta com tração dianteira e uns pneus melhores duvido que chegue no mesmo nível

      Pelo preço o carro é imbatível mesmo, a não ser que se procure outro tipo de carro (hatches ou aspirados), mas isso é como com qualquer produto. Tem o baratinho, o do custo benefício e o melhor (que as vezes custa bem mais que o concorrente do custo benefício, mas continua sendo o melhor)

      Excluir
  43. Fabio: Nem tente, o Focus não alcança o Jetta nem com reza braba...

    É se arriscar (se não for circuito) por nada!

    MFF

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. MFF, pra se ariscar não precisamos nem sair de casa... rsrsrs

      Creio que na Anchieta, trecho de serra, prevalece a tocada heim... Ainda mais com os duendes atuando... hehehe

      Abs

      Excluir
  44. Anônimo das 4:36,

    A vantagem da tração traseira é redundância você citar pois eu já tinha feito. Em relação a vantagem dinâmica bato o martelo pois tenho conhecimento de causa ao volante de inúmeras Mercedes e Bmws pra saber o que estou dizendo.
    Uma coisa te garanto, uma 320i (a turbo 184cv/27.5 Kgf.m - porque a aspirada da geração anterior não dá nem pro cheiro) contra um TSI numa pista como Interlagos digamos dificilmente faria tempo menor.
    Para tornar essa perspectiva factível, já que provavelmente você continuará insistindo, pode-se levar inúmeros testes feitos com o carro da VW. Desde aqueles executados pelo instituto Mauá de tecnologia que apontam em dinamômetro para 200cv nas rodas...ou seja, aproximadamente 230/240 no motor. Se sua dúvida for em relação a capacidade do carro de Puebla fazer curvas...dê uma olhada nos tempos do Pedro Gomes em Piracicaba que andou nele e também num tal de Subaru Impreza WRX de 270cv...e os dois com tempos muito próximos!!
    Por fim, como sua dúvida continuará com certeza...pergunte ao Bob Sharp pra saber o que ele acha sobre esse hipotético embate.
    E como derradeira, compre uma Bmw 320i...quem sabe a gente se esbarra por aí...eitâ São Tomé!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O tempo é questão do desempenho do motor e cambio, que são melhores no Jetta que em qualquer um dos que vc disse (inclusive o Impreza) pois o Jetta é o mais leve deles e ao mesmo tempo o mais potente (tirando o Impreza) e com o cambio das trocas mais rápidas. Isso compensa o comportamento em curvas, mas não significa que seja melhor. Também te falo com conhecimento de causa que numa curva fechada no máximo a 320i tem alguma chance contra um WRX, só que no tempo total de volta o desempenho maior nas retas e retomadas do Jetta esconde isso

      O Civic Si mostra bem isso, no teste que fizeram os tempos ficaram próximos aos do Jetta pelo motivo contrário. Motor e cambio o Si tem muito menos, mas na suspensão e nos pneus ele compensa a coisa e duvido muito que o Si seja melhor de curvas que uma 320i, portanto o Jetta fica sim para trás no comportamento dinamico. Que ele é bom não tenho dúvidas, o antigo Jetta já era muito bom nisso, mas melhor que BMW, WRX e Mercedes não

      Excluir
    2. Tb não acredito que o Jetta chegue a este patamar de comportamento... O exemplo do embate com o Si foi perfeito!

      Excluir
  45. Meus parabéns, Bob. Acompanho o blog e esperava essa reportagem. Tenho um Jetta TSI com 17.000km agora, mais ou menos um ano de uso. O carro é bom, acelera forte, o seu lugar certo é na estrada, onde acho econômico e seguro. Já fiz uma viagem de mais de 3200 km com ele sem problemas. Usando gasolina Podium da Petrobrás percebe-se um ganho de desempenho. Os afetos às questões técnicas podem explicar melhor, mas me parece que a central reconhece o combustível usado e atrasa do ponto de ignição da mistura ar/combustível, dando mais compressão e liberando assim mais uns 30 cv de potência. Levando-se em conta o alto preço no Brasil de carros modernos como as BMWs, MB e Audi que possuem tecnologia de motor e câmbio semelhantes, acho o Jetta TSI um excelente custo benefício.

    abraços,

    Bruno

    ResponderExcluir
  46. Eu já tinha minhas conclusões acerca do Jetta TSI. O Bob deu uma boa reforçada.
    É um ótimo carro, bem equilibrado e ajustado na medida. Só faço ressalvas sobre o acabamento interno. Já entrei em um e senti falta de materiais mais agradáveis ao tato apesar da construção sóbria e elegante dominarem o ambiente. Também faz falta as opções de desligamento das babás eletrônicas. Deixariam o Jetta ainda mais divertido.

    KzR.

    ResponderExcluir
  47. Boa matéria!
    No ano passado fiz um test-drive com o Jetta TSI. Eu estava interessado no Passat e aproveitei a disponibilidade do Jetta, pois o Passat não estava disponível para teste-drive.
    Concordo com as opiniões do Bob. O percurso que fiz foi bastante longo, com trechos urbanos e de estrada, inclusive serra, para poder sentir o carro em várias situações.
    Gostei muito de todo o conjunto, do comportamento geral do carro, e fiquei realmente muito impressionado com o desempenho do motor e do câmbio.

    ABRAÇOS A.E.
    Sergio S.

    Em tempo: O bloco do motor é mesmo de ferro fundido, como está na ficha técnica?
    E a distância entreeixos??

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sergio S
      Sim, bloco de ferro fundido. A distância entre eixos é 2.651 mm, estava 2.851 na ficha técnica, já corrigi.

      Excluir
  48. Anônimo 06/11 2:14

    É complicado analisar assim porque tudo vira subjetivo. A começar pelo conceito de dinâmica que não envolve apenas comportamento em curvas, fora que não estamos comparando uma Lotus Elise x Opalão 77...e sim TSI x 320i, e mesmo concordando a respeito do refinamento técnico da marca bávara, na prática não sei se essa diferença é tão grande assim...te garanto que acompanho uma 320i fácil em curvas...agora vc dizer que é por causa do motor e transmissão do Jetta...bom a da Bm de 8 marchas é tão boa se não melhor. Cada um briga com a arma que tem, o que interessa é o resultado lá na frente.
    Se fosse pela marca apenas, vc tá falando com um bimmer de carteirinha...agora pagar 40/50 pilas a mais pra ter um resultado muito parecido acho bobagem. Já disse, discordo do Bob, a tração traseira ainda faz diferença sim, tanto que a atuação do controle de tração do TSI no eixo dianteiro chega a incomodar em certos casos. Uma 320i além do acabamento e eletrônica superior tem a tração traseira contribuindo para a dinâmica do carro...e isso reflete-se em prazer ao dirigir...mas em 90% das coisas o Jetta irá cumprir com absolutamente tudo que a bávara cumpre...e de quebra, estaria andando na frente.
    Os comparativos feitos pela imprensa automotiva demonstram justamente isso, você tem que seguir uma determinada linha de raciocínio, senão é impossível comparar pois um carro sempre será melhor em alguma coisa que o outro. A QR elegeu o Jetta como melhor custo benefício aliado a prazer DINÂMICO diante de Impreza, Camaro, DS3 e Punto. Difícil dizer que um TSI seja melhor que um Impreza em itens isolados, assim como Camaro, etc....mas utilizando a equação da $$ aliado ao prazer de guiar...numa média eles chegaram a esse resultado, e estão certos, com a ressalva de que o Jetta tem curvas de potência e torque pra papar o WRX na reta e virar um tempo muito próximo...veja bem, estamos falando de WRX de 270cv!!!...imagine o coro que a 320i iria tomar...de nada iria adiantar fazer as curvas minimamente melhor...se é que na prática isso realmente aconteceria.

    ResponderExcluir
  49. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  50. Desculpem a minha ignrância, mas o bloco do motor do TSI é mesmo de ferro fundido?
    Se for mesmo isso é lamentável! Eu já conheço há tempos as vantagens de um bloco de alumínio e acho que isso seria um baita dum retrocesso.

    ABRAÇOS A.E.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Unknown
      Não pode ser chamado de retrocesso. O ferro fundido tem vantagens também, como maior estabilidade.

      Excluir
  51. Faróis de descarga de gás direcionais = Xenon?

    ResponderExcluir
  52. Tenho um TSI e posso dizer que é o carro mais gostoso de dirigir que já tive. (entre Fusion V6, Civic SI, Corolla XEI e Civic LXS)
    Fantástico para quem gosta de acelerar e para mim tem um atributo que procuro em qualquer carro, é discreto, e não chama atenção deste bando de vagabundos que infestam o Brasil.
    Ponto negativo para a dificuldade em achar o carro para comprar nas autorizadas VW e para o consumo.
    Só abasteço com gasolina podium e na cidade o carro faz com muita calma na hora de acelerar, 6,5, 7 km/litro. Na estrada, ele faz 10, 10,5 km/litro.
    De qualquer forma é um ótimo carro. Aceleração sempre violenta e carro sempre na mão.
    No modo S e com gasolina de alta octanagem, este carro chega aos 100 km/h em 6,5 segundos e não em 7,3 como divugado pela VW, podem pegar qualquer TSI e testar.
    Abs, muito boa a avaliação.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Concordo com vc, no modo S com gasolina podium o carro é um foguete.Acelerei também e notei a diferença, não medí mas deu pra notar a diferença na pegada.
      Tenho um 2011/2012 (básico sem teto)O carro é fantástico, somente a suspensão é muito rígida para nossas ruas e estradas.

      GP

      Excluir
  53. Acabei de comprar o TSI, que chegará apenas em janeiro, por conta da alta demanda e do ágio ridículo que as concessionárias estão cobrando na pronta entrega (estão vendendo a 94 mil na pronta entrega...). Mas a questão é que fiquei pesquisando um tempão por artigos sobre o carro. E todos muito superficiais. Mas esse daqui tirou todas minhas dúvidas e confirmou que acertei ao comprar o carro. Muito obrigado pelo trabalho e pela riqueza de detalhes.

    ResponderExcluir
  54. Um baita carro....o único $enão é o preço.

    ResponderExcluir
  55. Tenho um TSI há 1 ano e meio e já rodei 83 mil km com ele. Já tive vários carros de várias marcas e de desempenhos variando de razoável a bom (Brava, Astras, Golf, Mégane, Civic, Accord 4 cil). Mas nenhum, nenhum chega perto do Jetta TSI. Potência incrível, praticidade como disse o Bob e, por incrível que pareça, economia. Sim. Economia. Já fiz várias vezes o trajeto Morumbi (capital)-Paulínia com consumo aferido pelo computador de bordo na casa dos 16km/l (média cidade estrada - seguindo os limites legais de velocidade). É impressionante o conjunto mecânico desse carro. Pois potência é fácil de se obter. Agora, potência quando se quer e economia quando se precisa, só alta tecnologia conseguem conciliar num mesmo powertrain. Impressionante esse carro.

    ResponderExcluir
  56. O Jetta anterior tinha dobradiças pantográficas para abertura do porta-malas. Este novo modelo vem com aquele horroroso pescoço de ganso!

    ResponderExcluir
  57. Nivaldo (Salvador-Ba), tenho um Jetta TSI, e o incrível é que não se tem comentários negativos referente a esta excelente máquina. O carro é muito bom, econômico, anda muito é fantástico, basta ver as comparações e comentários. O conjunto motor e câmbio são excelentes. Nota 10 para essa fera das estradas.

    ResponderExcluir
  58. Bom dia,

    Comprei um Jetta 2013 e gostaria de saber como faço para colocar a velocidade digital no painel digital?

    Obrigado!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Com os comandos do computador de bordo no volante, os botões laterais para se chegar ao computador e depois os de sobe / desce para mostrar a velocidade digital.

      Excluir
  59. Tenho um TSI faz pouco mais de 03 meses e o carro entrega muito prazer ao dirigir.
    Único receio que tenho é com relação a durabilidade do conjunto DSG.
    Lendo o artigo fiquei contente em saber que quando parado em drive com o pé no freio não há desgaste de embreagem. Tinha por habito colocar em neutro em paradas mais longas.

    ResponderExcluir
  60. Bob,
    Post antigo mas me ocorreu uma duvida com o recente recall mundial da VW para reparar as transmissões de dupla embreagem. Existe necessidade de troca do(s) conjunto(s) de embreagem como em uma transmissão manual? Se sim, com qual quilometragem a VW recomenda a troca? Qual o sintoma indica a necessidade de troca?

    ResponderExcluir
  61. Problema nenhum tratar-se de post antigo. Não tenho detalhes desse recall. A embreagem quando necessita de troca é como num câmbio manual. Não existe recomendação de troca de embreagem por quilometragem ou tempo. Embreagens têm três defeitos básicos que requerem intervenção: patinagem, falta de desacoplamento e trepidação ao arrancar.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado pela resposta Bob!

      Excluir
  62. Boa noite.
    Tenho uma dúvida, o meu Jetta Tsi limita o RPM em 4.000, isso é normal? Obrigado

    ResponderExcluir
  63. Leonardo Guilherme
    A potência máxima ocorre a 5.100 rpm mas o motor vai a 6.000 rpm. Se o seu está indo a apenas 4.000 rpm, há alguma coisa errada. Isso que você diz é com carro em movimento ou parado, câmbio em Neutro? Nesse caso não passa dessa rotação mesmo, é normal.

    ResponderExcluir
  64. Gostaria de informações sobre o barulho no DSG. As concessionárias sugerem reprogramação de módulo eletrônico e algumas opiniões são de que isso apenas ameniza o ruído. A fábrica diz que não há prejuízo para a durabilidade do conjunto. Talvez só para os ouvidos. O que você tem a dizer? Um abraço, Wellington.

    ResponderExcluir
  65. Gostaria de informações sobre o barulho no DSG. As concessionárias sugerem reprogramação de módulo eletrônico e algumas opiniões são de que isso apenas ameniza o ruído. A fábrica diz que não há prejuízo para a durabilidade do conjunto. Talvez só para os ouvidos. O que você tem a dizer? Um abraço, Wellington.

    ResponderExcluir
  66. Wellington Aguiar
    Não temos informações a respeito, só pelo que ouvimos falar. De qualquer maneira acreditamos tratar-se daqueles barulhos que o proprietário fica procurando e que só ocorre em algumas situações apenas, como um piso bastante irregular, tipo paralelepípedos, e não achamos que isso possa comprometer nada no veículo. Não há motivo para preocupação, na nossa opinião. No GTI que andamos no teste 'no uso' nada houve de anormal nesse sentido.

    ResponderExcluir

Olá AUTOentusiasta, seu comentário é sempre bem-vindo! De preferência, identifique-se ao comentar.
Atenção: comentários contendo ofensas pessoais, a marcas, a fabricantes isoladamente e/ou em conjunto, a nacionalidade de veículos, bem como questionando práticas comerciais lícitas e margens de lucro aceitáveis nas quais este blog não interfere, bem como o uso de palavras de baixo calão e a exposição de outros leitores ao ridículo, não serão publicados. O AUTOentusiastas se reserva o direito de editar os comentários sem declinar motivo.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...