11 de janeiro de 2013

EXTRA: GUERRA CIVIL

Foto: R7 Notícias



Um bando de desordeiros bloqueou esta manhã, por volta de 8h00, uma das rodovias de maior movimento da região da Grande São Paulo, a rodovia SP-270 Raposo Tavares, na altura do quilômetro 20 próximo a Cotia.

Ninguém tem o direito de prejudicar o deslocamento de milhares de pessoas, qualquer que seja o pretexto. Esse tipo de ação, que vem aumentando, tem ares de uma verdadeira guerra civil e como tal tem de ser tratada.

Ao deixar de tomar ação realmente enérgica – leia-se uso imediato de força policial ou mesmo militar – contra esse tipo de perturbação da ordem pública, a responsável pela segurança no estado, a Secretaria de Segurança Pública, está deixando de cumprir o seu dever.

Dezenas de milhares de cidadãos não podem ficar reféns de meia dúzia de marginais.

BS

96 comentários:

  1. O problema é que vivemos em um país metido a esquerdista, onde ninguém tem culpa de nada, tudo é culpa da "sociedade".

    Não sei qual foi o motivo do protesto, mas sempre dirão que "estão no direito deles de protestar", etc. Lembra do MST invadindo os ministérios em Brasília, depredando tudo, como o bando de vândalos que são?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É que o conceito de responsabilidade foi embora há muito tempo:

      * Não tem dinheiro, a culpa é do capitalismo, e não da preguiça ou da falta de empenho pessoal;

      * Não tem emprego, a culpa é do governo e da economia ruim, não de não ter se qualificado;

      * A Grécia quebrou, a culpa é da crise mundial, e não de uma sucessão de governos populistas irresponsáveis que emprestavam dinheiro para torrar em programas sociais sem futuro;

      E, assim como as pessoas do povo não assumem a responsabilidade por seus atos, as autoridades (que são povo assim como os pobres, pois vivemos numa democracia) também não assumem:

      * As exportações diminuíram. Culpa da crise mundial, não dos custos exorbitantes para se produzir em nosso país;

      * Há enchentes e falta moradia em São Paulo. Culpa do crescimento da cidade, e não da completa falta de políticas de planejamento eficazes;

      * A criminalidade está fora de controle. Culpa da desigualdade social, não da falta de leis que prevejam punições severas aos criminosos (pena de morte principalmente).

      Excluir
  2. Não quero entrar no mérito ideológico da questão, mas Bob, você já viveu uma guerra civil de verdade? Alardear isso como "Extra: Guerra civil" é um exagero inconsequente, resultado de sua raiva tanto com a via parada quanto com a ideologia do protesto.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bob está em conflito interno visto que todos aqueles os quais ele votou com fé estão lhe apunhalando pelas costas.

      Votar nos membros do clube de Moema não os faz mais honestos.
      Sem verdade e caráter, é tudo casca, só casca.

      E pode deletar o comentário Bob, já espero por isso vindo de você.

      Excluir
    2. Guerra Civil é um termo absolutamente inadequado.

      O problema de manifestações, é que efetivamente o objetivo é causar transtorno, só assim o poder público vai se preocupar em agir. O maior problema é que mesmo quando a reivindicação é genuína, não sei se é o caso, a sociedade não se mobiliza. Como estamos preocupados apenas com problemas individuais, como demorar mais tempo para se deslocar de A até B por causa de uma manifestação de supostos "marginais".

      Excluir
    3. Analfa
      Você sabe muito bem que eu não o único a se decepcionar com quem teve o nosso voto e me atribuiu um conflito que não existe. E obrigado pela sua "autorização" de deletar seu comentário, mas dispenso-a. Não preciso dela, é arbítrio exclusivamente meu, creio não haver dúvidas quanto a isso.

      Excluir
    4. Luís Santos
      Ninguém precisa ir à Lua para saber como ela é, precisa? Agora, se você acha que não estamos numa guerra civil, onde até "polícia pacificadora" existe e bandidos do MST invadem o que querem portando até estandartes paramilitares, gostaria que você dissesse em que estamos exatamente.

      Excluir
    5. Gerra Civil, no meu entendimento, é quando a população tem acesso a armas pra lutar contra aquilo e aqueles que supostamente as oprimem, seja governo, bandidos e seja quem lá for. Como não temos armas, nem leis para nos defender, estamos sendo aniquilados pelos bandidos e por governos incompetentes. Não se trata de guerra, e sim, massacre.

      João Paulo

      Excluir
    6. É isso aí, João. Caso tenha uma, não seja tolo de entregar sua arma, por conta dessas campanhas imbecis do (des)governo e ongs "pacifistas" para desarmar o cidadão. Espere que eles tirem todas as dos bandidos primeiro, depois você pensa se é o caso de entregar a sua.
      Abraço.

      Excluir
  3. Se nossa presidente explodia carro forte e matava militar na coronhada e na dinamite, porque a população não pode só bloquear uma ruazinha?
    Concordo com o André na questão esquerdita. Só se mexem para vandalizar, mas são raros os movimentos civis com alguma inteligência organizacional para obter resultados práticos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Engraçado você se esqueceu dos que sumiram depois que iam para o DOPS, sem entrar muito no mérito dessa questão senão a discussão vai longe e esse não é um blog político.

      Excluir
    2. Anônimo 11/01/13
      Você levanta uma questão que me lembra a velha citação de que o orifício anal não tem nada a ver com as calças. Democracia é palavra formada por demos e cratos, do grego, que significa poder (governante) do povo. Democracia não é bagunça, desordem, zorra, mas parece que muitos, você inclusive, a entendem como sendo isso.

      Excluir
    3. Sem defender o protesto citado, mas como seria um protesto decente?

      Excluir
    4. Anônimo 11/01/13 16:02,

      Sem arruaças, sem impedir as pessoas de ir e vir, proferir palavras educadas ou até calar-se. Ou então apenas postar-se próximo ao local com palavras de ordem escritas e tantas outras...

      Talvez essas pessoas até tenham suas razões para reclamar. Sabemos também que o custo de se morar em uma cidade grande é enorme e que não é fácil morar decentemente sem pagar caro.

      Mas também não é tão simples assim ignorá-los e pedir-lhes para que sumam da cidade, porque são essas pessoas que fazem nossos almoços nos restaurantes, são essas pessoas que atendem nas farmácias e outros locais e também que fabricam o carro que utilizamos.

      Justamente por isso entendemos a situação em que se encontram, mas não conseguimos entender a balbúrdia e o travamento de uma cidade imposto por essa minoria. Não é o caminho...

      E é possível fazer manifestações decentes. É só querer. Certamente as pessoas entenderiam melhor essas reivindicações e quem sabe até se colocariam ao lado delas.


      Excluir
    5. Carlos Miguez11/01/13 19:30

      Vamos fazer uma pequena correção: foi o desertor do Exército Carlos Lamarca quem matou a coronhadas o Ten/PMSP Alberto Mendes Jr. , que havia ficado como refém dos terroristas em troca de "passe livre" para os seus comandados feridos em combate.

      Ao anônimo de 11/01/2013 14:27
      "TUDO É POLÍTICA"

      Excluir
  4. Ícaro Tavares11/01/13 12:24

    Concordo com o Luis Santos... além do fato de não ter noticiado inteiramente o fato (suas causas, seu contexto, sua motivação política). Este blog certamente é uma referência em questões técnicas automotivas e de automobilismo. Mas suas recentes (ao longo do último ano) incursões na política o tem tornado uma leitura bastante difícil. Já há bastante jornalismo sensacionalista com tendências políticas de direita (e até de esquerda) no Brasil. E digo mais: somos "grandinhos" o suficiente, não precisamos de moralização/"conscientização". "Any day of the week", eu prefiro a informação técnica de qualidade de sempre, que eu leio há uns 3 anos! =) fica a dica

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ninguém tá te apontando uma faca no peito e te obrigando a ler o que não gosta. O Bob Sharp é dono do blog e escreve o que quer, até receita de bolo se der na telha. O seu ponto de vista, assim como o desse carinha de chapéu são típicos de gente cheia de peninha desses coitados que apenas querem parar uma rodovia seja lá o porquê. Tá com pena? Pega pra criar... Não interessa, dane-se a causa, não pode e pronto. É crime e o sujeito tem de ser responsabilizado por isso. E de mais a mais, você viu as imagens? Viu o tipinhos que estavam lá, fazendo arruaça, botando fogo em pneus e parando os caminhões? Uma ova que eram desabrigados em busca de teto, eram, sim, uns bandidos, uns maloqueiros à fim de de aparecer e depois contar vantagem na roda de fumo. Bala de borracha nessa gente é o mesmo que fazer cafuné. Cadeia ou vala é o que merecem.

      Excluir
    2. Caro Anônimo 11/01/13 14:58, eu acho que você não entendeu ou não leu direito o comentário do colega Ícaro Tavares.
      Inclusive concordo com Luis Santos e o Ícaro Tavares.

      Excluir
    3. Anônimo 11/01/13 14:48
      Parabéns e obrigado.

      Excluir
    4. Caro anonimo das 15:28
      Entendi, sim, muito mais do que você possa imaginar. E você pode concordar com quem quiser, direito seu, ora essa! Já pensou, que coisa mais chata se todos tivessem as mesmas opiniões, convicções, gostos... que tédio.

      Excluir
    5. Bom concordo em parte com o que ja foi dito, alias sem teto de verdade não tem carro pra fugir depois que faz uma palhaçada dessas numa rodovia, que foi como eles fizeram foram embora de carro, que estavam estacionados nas ruas paralelas ali por perto! Acho que a tematica do protesto é valida mais a forma de faze-la foi, como ja observado por varios, erônia pois os jornais mal falaram do tema do protesto, só deu foco a baderna e ao transito que causou numa cidade ja judiada neste aspecto. Em relação ao que o Sr. do blog posta ou deixa de postar isso ja é com ele e cabe ao leitor vir aqui para lêlo, mais é interesante, no minimo por respeito aqueles que, como o rapaz citou, ja lê o blog a mais de três anos, respeitar sua opnião, absorve-la ou não ja é outra história, eu "particularmente" gosto de certos temas variados que o blog trás, os que não me interessa eu ignoro!!! Certamente nunca é possivel agradar a todos NINGUEM conseguiu isso até hoje!!! Algumas opiniões do Sr. do blog não me agradam mais dai é só ignorar como sua aversão a peliculas, mais isso é outra historia!

      Excluir
    6. Ícaro,

      Não participo a a tanto tempo quanto você, mas concordo plenamente com sua opinião.

      Excluir
  5. Pois é Bob: em qualquer país civilizado do mundo (e isso a gente vê na Alemanha, na Inglaterra, no Canadá, nos EUA...), quando a ação de alguns perturba o andamento normal da vida de uma cidade, com depredações, balbúrdia, interrupção de vias, etc, a polícia desce o cacete com vontade para dissolver a turba, efetua prisões, enfim, faz o que tem que ser feito, e pronto. Mas aqui, na terra do "coitadismo", dos "direitos zumanos", não se pode agir, dar um peteleco nos arruaceiros, que o mundo vem abaixo. ONGs, grande parte da imprensa, e políticos populistas em busca de holofote dão seu showzinho, denunciando a "truculência", a "falta de sensibilidade" das autoridades, como se um simples pedido educado destas, fosse o bastante para os "manifestantes" se recolherem. É surreal, mas não é surpresa nenhuma. Quando grupos de terror/guerrilha (que é exatamente o que são) como o MST e Via Campesina, são recebidos com pompa e circunstância no Palácio do Planalto, inclusive depois de terem aprontado o que aprontaram naquele episódio em Brasília... E ainda tem quem ache o termo "guerra civil" inapropriado.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Mr. Car
      Perfeito! E lembra-se de quando o molusco nove-dedos colocou um boné do MST?

      Excluir
    2. Lembro. Só não me lembro se aquela foi a lambança de número 10.000.000 ou 10.000.001 da Mula, digo, do Lula.

      Excluir
    3. Carlos Miguez11/01/13 19:10

      Jogaram o Mille que ía ser sorteado em uma rifa para cima de um blindex, só sobraram os pneus...

      Excluir
    4. Mr. Car,
      http://g1.globo.com/bom-dia-brasil/noticia/2012/11/greve-geral-e-protestos-param-diversos-paises-da-europa.html

      Excluir
    5. Fred
      Primeiro, notícia velha (14/11). Segundo, leu "polícia de prontidão"?

      Excluir
    6. Terceiro, Fred: a Rainha da Inglaterra ou o Primeiro-Ministro não recebem "manifestantes" com pompa e circunstância depois de arrebentarem prédios públicos, nem colocam bonés de organizações guerrilheiras.

      Excluir
  6. Seria irônico se a SSP agisse. Vários cartazes falavam em "paz", "justiça" e, claro, o motivo do protesto: "moradia".
    Todos sabemos que São Paulo é o metro quadrado mais caro do mundo. Se essas pessoas querem tanto morar, terão que procurar outro lugar, oras!. Não só não há como parar a especulação imobiliária, como as três esferas do poder paulista já deram várias mostras de que não estão interessadas nem mesmo em controlá-la.
    O trecho de lentidão, entre os Kms 20 e 21 num dos sentidos da todovia de três pistas leva à conta:
    1km = 1000m
    1000m/4m (tamanho de um popular bem compacto)= 250 (sem unidade, já que dividimos metro por metro)
    250X3 (numero de faixas da rodovia)= 750.
    Como cada carro, por mais passageiros que tenha, só pode ter um motorista, no máximo 750 motoristas foram incomodados durante duas horas. No contexto de São Paulo, um número insignificante de pessoas. Dependendo do prédio, nem dá pra eleger um síndico com isso. Essas pessoas estavam presas no trânsito, sofrendo um incômodo que, convenhamos, é rotineiro. Portanto, a Segurança pública não agiu, e fez bem em não agir, por que qualquer ato de violência só pioraria a situação.
    Por mais que goste (e gosto muito!) de criticar ações de órgãos públicos, nessa situação a SSP agiu corretamente: Manifestantes que não terão o que querem causando pouco incômodo a um número ínfimo de pessoas não é exatamente uma situação em que o exército devesse agir, mesmo.

    ResponderExcluir
  7. Infelimente o povo brasileiro protesta muito pouco e há quem chame os que protestam de vagabundos e desordeiros... Mas infelizmente, essa não é uma maneira saudável de protestar... Passei pelo local exatamente no momento que o protesto iniciou e consegui fura-lo. Da mesma maneira que o governo não pode lhe 'ceifar seus direitos', manifestantes também não podem faze-lo !!! Obs: Esses manifestantes, já bloqueram o Rodoanel-Oeste por duas vezes em 2012 !!! E vão fazer mais ...
    *** Bricadeirinha só pra quem usa a Raposo: - Se estivessemos em uma época de transito normal (fora do periodo de férias) o transito que ia atrapalhar o protesto !!! ***

    ResponderExcluir
  8. Bob, vocês aqui no Blog estão proibindo mensagens de cunho político e mercadológico ligado à industria de carros. Minha mensagem questionando o monopólio Brasileiro liderado pela Fiat como marca e o Gol como carro, foi considerada imprópria e censurada. Ok. Acho um pouco estranho que a equipe do Blog tenha tomado a postura de censurar assuntos como estes e colocar posts provocativos de cunho político e ideológico. Não faz sentido.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Releia o post, por favor. Cadê o tal "cunho político e ideológico"?
      Provocativos porquê? Agora virou provocação indignar-se com arruaceiros? Santo Deus! onde iremos parar.

      Excluir
    2. Caio F
      Tenho certeza de que você sabia que ia ser censurado, portanto não deve ter sido surpresa para você. Quanto ao que publicamos, primeiro, é minha opinião e tem tudo ver com automóvel e autoentusiasmo, rodovias não existem para ser bloqueadas por baderneiros. Segundo, este post "Guerra Civil" não tem nada de político ou ideológico, mas com o respeito ao cidadão que nesta manhã e neste local foi solenemente ignorado e, pior, não contou com o rigor necessário para sua dissolução e, pior ainda, só estimula novos fatos semelhantes. Sobre o "monopólio", primeiro, não é, pois são dois fabricantes que, juntos, nem a 50% do mercado chegam. Segundo, se detêm essa participação de 44,2% é porque merecem e não cabe nenhum questionamento a respeito. Por isso a censura do seu comentário. Estamos entendidos?

      Excluir
    3. O Caio F apoiou a medida do AE de remover comentários de questionamento, inclusive do mercado, quando foi feita, não tem porque achar ruim agora

      Excluir
    4. Como eu disse, Ok com a censura do meu comentário. Não carecia de explicações.

      Agora, quanto ao seu comentário não ter nada de político ou ideológico, me desculpe. A partir do momento que você chamou manifestantes de baderneiros e arruaceiros, já está embutido aí o cunho político e ideológico. Isso qualquer jornalista minimamente bem formado - e você é bem mais do que isso - sabe muito bem.
      Como alguns leitores aqui falaram, o buraco é muito mais embaixo. Eu faço parte da classe média, tenho nível superior com mestrado, tenho acesso à jornais, sei escrever razoavelmente bem e conheço os meus direitos. Não preciso queimar pneu na rua para ser ouvido. Não sei se posso dizer o mesmo destas pessoas. Ninguém sai queimando pneu na rua porque não conseguiu comprar um iPad ou não pagou a parcela do seu Uninho. É questão de sobrevivência. Você, como alguém politizado, poderia se dispor a conhecer um pouco melhor a realidade destas pessoas, ver onde moram, a dificuldade que passam etc. Talvez ajudasse a entender um pouco mais o motivo de serem "arruaceiros".
      Aliás, para mim é extremamente cômodo ocupar a posição que ocupo e achar que a polícia deve descer a borracha, como você disse algumas mensagens abaixo.
      Até porque Dirceu, Genoíno, Serra, Lula, Alckimin e outros senhores lesam muito mais a população brasileira todos os dias quando milhares ficam sem boa escola, morrem em filas de hospitais esperando atendimento médio, crimes muito mais graves do que alguns milhares perderem compromissos, e mesmo assim esses senhores não tomam borrachada da polícia, como você defendeu para os manifestantes. E estes senhores, ao contrário dos manifestantes, nos obriga a todo momento a pagarmos nosso salário para eles!

      Isso não é questão de passar a mão na cabeça de "arruaceiros" porque são pobres e sim refletir um pouco melhor sobre as coisas. Crimes de colarinho branco são cometidos todos os dias, políticos colocando interesses de empresas parceiras acima do interesse do público (que você citou há algumas semanas) entre outros que já citei em outro parágrafo não são dignos de borrachadas, quando muito uma cela especial por terem curso superior. Mas quem queima pneu na rua e te faz chegar atrasado no compromisso, toma borrachada.
      Ou talvez os políticos, que por ventura tenham negado à esses cidadãos direitos constitucionais, também não tomarão borrachadas.

      Por fim, Bob, o blog é seu e você escreve o que quer. Só acho incompatível com a proposta esses posts, acho que havia ficado claro que a censura vinha para manter o foco do blog, que eram carros, num caráter mais técnico, tanto que até discussão sobre mercado automotivo estava proibida. Bom final de semana.

      Excluir
    5. Caio
      Baderna como a de bloquear uma estrada não tem nada de político ou ideológico, por isso fico realmente revoltado com tais atos. Como já disse para outro leitor aqui, o direito de um acaba quando começa o do outro, portanto nada justifica prejudicar milhares de pessoas com um protesto dessa natureza. Não tenho dó de baderneiro mesmo, merecem apanhar, levar borrachada. E crimes do colarinho branco não levam ao impedimento de pessoas de se movimentarem. Ninguém pode fazer isso, qualquer que seja o pretexto.

      Excluir
    6. "Ninguém sai queimando pneu na rua porque não conseguiu comprar um iPad ou não pagou a parcela do seu Uninho"

      Quanta inocência, devia estudar melhor o que está por trás de alguns desses movimentos e ver a situação de alguns países ricos onde é frequente gente com estudo, casa e carro vandalizar

      Excluir
  9. Não custa lembrar que o novo Secretário de Segurança (?) Pública de SP determinou a "omissão de socorro" por parte dos policiais, que não podem mais atender vítimas de violência que necessitem de cuidados médicos. Até parece que ele parte do princípio de que todo policial é bandido...

    Imagine se os policiais, acuados por aqueles que deveriam apoiá-los, vão encarar a desobstrução da Raposo. Nem pensar!

    ResponderExcluir
  10. Eu sou favorável a qualquer tipo de protesto, desde que não perturbem e coíbam o direito de ir e vir das pessoas.

    Pessoas decentes fazem protestos decentes e não arruaças.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. CCN
      Somos dois e concordo com a sua opinião.

      Excluir
  11. Bob,
    Nunca vi um País pra ter tanta gente burra, sem cultura e ignorante como esse Brasil, Parecem um bando de fantoches sendo manipulado pelo sistema corrupto e podre que se instituiu nesse país mequetrefe desde os primórdios da colonização portuguesa . Será que ninguém nesse País consegue pensar com o próprio Cérebro??? Apesar que para o Governo e para a Igreja, nada mais perfeito do que um povo Inculto... é bem mais fácil de manipular um zumbi acéfalo do que um ser pensante! Um povo Inculto é um povo Escravo! Se bem que penso que o povo é Inculto pois é assim que o Governo se Mantém . Se as pessoas começarem a questionar de mais, o atual sistema político do país não se sustentará... então o governo se utiliza do Sucateamento da Educação e da Manipulação da Mídia para manter sua população sem educação e por consequência escravizada. Sinceramente, só consigo enxergar o povo como o único culpado por tudo isso que vem acontecendo de ruim nesse País !

    ResponderExcluir
  12. quanto preconceitos, quantos absurdos!

    a manifestação, desde que seja pacífica, é direito de todos. Só quem está inserido no contexto, procura reclamar por algo e não é ouvido sabe como isso se torne humilhante.

    posso pressupor sem muitas dúvidas que esse protesto só aconteceu em razão do descaso das autoridades incompetentes. Não sei qual é a causa pleiteada, mas, infelizmente, essa é a única maneira de se obter atenção, ainda que precária nesse país...

    aqui em Minas Gerais por exemplo, a imprensa é, por meio de acordo tácito, proibida de veicular qualquer tipo de manifestação anti-governamental... a algum tempo mesmo, a manifestação grevista de professores vinculados ao governo do estado simplesmente era ignorada pela imprensa, ou, quando mencionada, absolutamente deturpada, em razão do pedido de certo senador tucano e pretenso candidato à presidência da república.

    é bastante fácil apontarmos nossas armas contra quem já é oprimido e não tem poder, é fácil repercutir essa ideologia de superioridade contra os outros, manter nosso conservadorismo em benefício próprio... fala-se muito que o brasileiro não protesta e não reclama, mas, quando o faz, é recriminado.

    repito, infelizmente, o método pode ser questionado, mas, quando, esses manifestantes conseguiriam algum tipo de atenção por parte da imprensa e do poder público? marcando audiências? façam-me o favor, é muito bom falar no conforto dos nossos carros legais, do nosso escritório com ar-condicionado, mas, nem tudo é o que parece...

    Romeo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Romeo
      Deviam chamar a atenção é para a polícia, para chegar encher todos de borrachadas bem dadas, mas nossa polícia hoje é frouxa para essas coisas, infelizmente. Manitestação é uma coisa, prejudicar milhares de pessoas é outra.

      Excluir
    2. Infelizmente nossa policia tem agido como um Picolé de Chuchu....

      Excluir
    3. Bob...

      não deixe a irritação turvar seu bom-senso... permitir uma atuação truculenta da polícia é regredir a um passado sombrio dos anos da ditadura militar, e, suponho, nenhum de nós gostaria disso...

      o debate é muito mais amplo do que uma simples distribuição de borrachadas, com todo respeito que lhe devo pela idade e por trajetória profissional, radicalismos dessa natureza não condizem contigo...

      nas circunstâncias da manifestação, ao que me parece (como mero espectador que desconhece todos os fatos da questão) é uma circunstância em que os fins justificam os meios sim... nossa sociedade precisa acordar para diversas questões sociais, uma vez que nossos governos (qual seja a bandeira) insistem em ignorar...

      lamento por tua intransigência e de tantos outros aqui... infelizmente, tal posicionamento contribui para que eu me afaste de seus textos... sei que um leitor a menos não lhe faz diferença, mas, eu lamento, do alto dos meus 25 anos bem vividos aprendi muito com seus textos... não deixarei de frequentar o blog, mas, com pesar, deixo de ter o prazer em ler suas bem traçadas linhas....

      saudações fraternas,

      Romeo

      Excluir
    4. Acontece que este tipo manifestação, por si só, não é pacífica. Fácil mesmo, é se posicionar pela baderna (como alguns aqui fizeram), quando mamãe, que precisava chegar com a máxima urgência ao hospital, não ficou retida por conta da "manifestação", por ter tido a sorte de passar com a ambulância dois minutos antes. Se não tivesse, e morresse, o papo seria outro. Querem protestar, berrar, reivindicar? Ótimo! Cerquem o secretário de habitação na porta da secretaria, sem fechar rodovias, incendiar pneus, móveis velhos, e sem arrebentar o carro e a cara de quem queira e precise passar, caso tentem furar o bloqueio. Estão reinvidicando de forma errada, criminosa, e ponto final.

      Excluir
    5. Romeo
      Perder um leitor com a sua educação e seu nível é para lamentar, mas ocorre que fui educado (e acho certo) com a noção de que o direito de um termina onde começa o do outro. Não admito mesmo protestos que interrompam vias ou que invadam qualquer tipo de propriedade. Para isso só a força resolve, não há outra solução. No caso de hoje, quantos perderam a hora de compromissos ou se atrasaram para o trabalho? Terá havido algum caso de demora no transporte de pacientes em ambulâncias? E o que dizer de um veículo do corpo de bombeiros eventualmente impedido de trafegar? E a tensão por que muitos passaram? Não, caro Romeo, não é por aí, desculpe. É irritação em alto grau mesmo e não me permito assistir tudo passivamente. Antes de ter o blog eu mandaria uma carta para um jornal (fiz muito isso), mas agora fica bem mais fácil, direto e instantâneo manifestar indignação e compartilhá-la com as nossas centenas de milhares de leitores. Alguém com responsabilidade pela segurança pública certamente terá lido ou lerá este post. Infelizmente têm-se noção errada do que é democracia, confundindo-a com cada um faz o que bem entende, com baderna. Aprender o que é democracia também envolve levar borrachada.

      Excluir
    6. Romeo concordo demais com você e também na decepção com o Bob mas tem protesto desses que não é nada pacífico não

      Excluir
  13. Impedir pessoas de se deslocarem é um crime, e quem faz isso deve ser preso por muitos anos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Juvenal
      Não sem antes de tomarem muita borrachada, para aprender.

      Excluir
    2. Desrespeito escancarado da Constituição Brasileira, mas como são "coitadinhos", aqui nesta terrinha pode...

      Excluir
  14. Brilhante Sr. Ícaro Tavares 11/01/13 12:24, é lamentável quando um excelente blog técnico começa opinar politicamente, faz-nos pensar duas vezes antes de frequenta-lo. Aqueles neste blog que utilizam este espaço para exprimir suas preferencias políticas, deveriam lembrar-se que a responsabilidade da manutenção na ordem pública, neste caso, se ocorreu, pertence ao Governo do Estado de São Paulo, que certamente não é um governo de esquerda.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tinha um cartaz neste protesto escrito "Brasil da Copa e sem moradias". Quem foi que trouxe a Copa? Não foi o governo paulista.

      Excluir
    2. É sempre assim. Baderneiros organizam-se pra arruaçar e depois apontam o dedo pro governo de São Paulo como o único culpado. Advinha quem sai bem na foto? E têm gente que acredita que essas manifestações não têm nenhuma intenção política. Papai Noel deve existir também.

      Excluir
    3. De direita também não é.

      Excluir
    4. Não pense duas vezes, não, saia logo de primeira e tchau e bênção.

      Excluir
    5. A campanha para 2014 está com tudo, só não vê quem não quer. Não que o fato aqui esteja relacionado com política mas que os botocudos do partido trambiqueiro vão tirar uma casca, isso sem dúvida. Vivem disso, de carniça.

      Excluir
    6. Pois é, o Romeo não será o único a deixar de frequentar o blog não. Censura prévia e posts políticos do tempo da ditadura não são pra mim. (alías, falando em censura prévia, meu post será censuraop por discordar do blog?)
      E é assim, de grão em grão, de leitor em leitor, que o blog andará rumo a seu esvaziamento. Pena, pois já foi muito bom.

      Excluir
    7. Anônimo 12/01/13 13:20
      Onde você leu nas condições de postagem que discordar do blog leva à rejeição do comentário? Não tínhamos censura prévia e este ambiente estava uma nojeira, ao contrário de agora, saneado, limpo. E lembre-se que o esvaziamento grão a grão é nada comparado ao enchimento a granel.

      Excluir
  15. Na nossa época mandavamos os BRUCUTUS limpar a área.
    Coronel Anônimo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Època que felizmente já passou e que espero nunca voltar. Ou acha normal que um governo mate manifestantes com seus tanques, independentemente se estão ou não corretos quantos aos meios de protestos?

      Excluir
  16. Entendo a reclamação do Bob. Isso pode ser tudo: baderna, bagunça, bandalheira... Gerra Civil, não.

    João Paulo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. João Paulo
      O volume desses fatos, mais latrocínios e homicídos, produuz o mesmo efeito devastador de uma guerra civil. Portanto, a expressão pode ser usada. Do jeito que vai, São Paulo deverá mudar de nome para Nova Bagdá logo, logo.

      Excluir
  17. A base do protesto é incomodar, sempre foi assim. Claro que incomoda, mas protesto que incomoda nossos queridos políticos já ignoram, imagine então um protesto que não incomoda, não vai surtir efeito algum. É como "reclamar muito no twitter", não dá em nada mesmo.

    Sempre vai ter gente reclamando e sempre vai ter gente reclamando de quem está reclamando.

    Estive em Buenos Aires, por lá o povo é politizado, educado e culto. Eles param a cidade para protestar e aqueles que não querem participar simplesmente não atrapalham. Observe que mesmo com a economia deles em frangalhos eles sempre tiveram uma vida mais segura e melhor que a nossa, inclusive no âmbito dos carros, podendo até comprar carros Diesel ou terem marcas como a Alfa que nos abandonou a tempos.

    Já aqui no nosso país, enquanto um pede melhores condições de vida, ou um hospital, ou uma escola, ou uma terra para plantar, outros simplesmente erguem os vidros com película escura e fingem que não estão vendo o mundo lá fora.

    ResponderExcluir
  18. O Governo do Estado de São Paulo deveria reprimir a manifestação? Se não o fez é porque concorda ou é omisso.

    ResponderExcluir
  19. Carlos Miguez11/01/13 18:53

    Isto me lembrou de 3 episódios ocorridos na região de BH:
    1 - a BR-381 (Fernão Dias) foi interrompida, perto da cidade de Ibirité, por cerca de 3 Hs, eram uns 20 "estudantes" com pneus, gasolina e fogo;
    2 - a linha ferroviária que liga o triangulo mineiro a BH ficou interrompida por cerca de 18 Hs, eram uns 100 manifestantes do MST que deitaram sobre os trilhos em um local de pouca velocidade para as composições na cidade de Azurita;
    3 - a cerca de uns 200 mts de um posto policial, um morador de uma favela a beira da BR-356 (liga a Savassi a BR-040 passando pelo BH Shopping) jogava pedras bem grandes nos carros que passavam na estrada, e alguns eram atingidos.
    Todos estes episódios de vandalismo e terrorismo foram notícia nos jornais de BH, e o último eu presenciei. Não foi feito nem boletim de ocorrência, e estes bandidos continuaram rindo de nosso fraco governo.
    No dia seguinte ocorreram, nos EUA, vários atos terroristas, e todos os responsáveis foram punidos.
    A data destes episódios em BH foi 10/set/2011.

    ResponderExcluir
  20. Carlos Miguez11/01/13 19:01

    Tal-qual automóveis, felizmente, comentários podem ser consertados, ao contrário de caráter e ideólogias:
    A data destes episódios em BH foi 10/set/2001 (repito: 2001).

    ResponderExcluir
  21. Como se a já caótica Raposo Tavares, nesse trecho do "protesto", precisasse de uma ajudazinha a mais para aporrinhar o cidadão que precisa usar a via.

    E o pior é que esse tipo de protesto não leva a nada, pois as "otoridades" fazem de conta que vão tomar alguma providência, os baderneiros fazem de conta que acreditam e tudo continua igual. Mas não se preocupem, a Copa 2014 e Olimpíadas 2016 estão aí, isso que importa!

    O Brasil está cada vez mais se tornando uma terra sem lei, cada um faz o que quer. Quando a polícia ou as forças armadas tomam uma atitude mais drástica (muitas vezes necessária ou até mesmo essencial), um bando de cabeças de pudim saem fazendo (outro) protesto, esbravejando aos quatro cantos que foi abuso de força. Para mim, polícia e forças armadas têm que fazer vista grossa a esses pseudo-moralistas e sair descendo a borracha para acabar com badernas e arruaças, cada vez mais comuns por aqui. Pega um desse pseudo-moralista e o coloque no meio da confusão para pedir educadamente que o pessoal se disperse, para que a ordem se restabeleça...

    ResponderExcluir
  22. O Lulopetismo criou estes monstrinhos. Tudo deve ser provido pelo estado. Mas como não existe almoço grátis, quem paga é a classe média.

    A outra parte dos impostos vai para a roubalheira, a ineficiência e o inchaço da máquina pública, que hospeda milhares de "companheiros", todos de olho grande no butim.

    Infelismete daqui a uns 30 anos, vamos avaliar o Brasil do PT como uma aberração que afundou o país.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Rapaz, 30 ANOS???!!! Eu sou capaz de enxergar isto HOJE!

      Excluir
    2. O PT pode ser ruim mas não está sozinho. Vídeo com DIRETOR da FIESP falando sobre conta de luz e pedágio:
      http://www.youtube.com/watch?v=Vsvdm6KdIkU&feature=youtu.be

      Excluir
  23. Quem acha que não estamos vivendo uma guerra civil ou perpetua esses crimes ou não os sofre... Todos os dados de criminalidade e violência batem EM MUITAS VEZES os números de zonas DE GUERRA. Se isso não é guerra eu não sei...

    O MST invade fazendas destruindo tudo, matando os donos e trabalhadores, torturando e estuprando. GUERRA.

    O grande problema da esquerda nem é defender causas estúpidas(pq não vão pra Cuba logo e nós deixam em paz?) o maior problema deles é se acharem seres intelectualmente superiores que podem desrespeitar o direito individual "pela causa".

    O problema da Ditadura foi matar pouco, tivesse feito a limpa, hoje não teríamos José "genuinhon" e Dilma...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Gerra nada! Fosse guerra, a população de bem estaria reagindo de alguma forma. É massacre, mesmo!

      João Paulo

      Excluir
    2. Somente aqueles que nunca deram um tiro, nem ouviram os gritos e os gemidos dos feridos, é que clamam por sangue, vingança e mais desolação. A guerra é o inferno.(Gen. William T. Sherman)

      Excluir
  24. Não leio mais este blog, é dispensável. Com também devo ser, para ele.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fred
      É mesmo? Como posso ter certeza disso?

      Excluir
  25. Ferreirafp12/01/13 17:09

    Jejejeje, mas que incrível, devido a esse tipo de comentário do BS falei pra mim mesmo que não olharia mais o blog porque não concordava com a opinião do autor sobre vários comentários desse mesmo tipo feitos anteriormente (demonios da cliclofaixa, borrachadas nos protestantes, etc, etc, etc). Mas muito tempo depois, insistentemente, pois gosto muito da parte técnica que o autoentusiasta faz, entro novamente no site e me deparo com esse post do BS. Não que eu ache correto esse tipo de protesto não, mas pasma-me a total falta de compreensão de cidadania e civilidade deste autor. Dizem alguns, que hoje em dia as Universidades já não são mais capazes de formar cidadãos, mas vejo que a muito tempo já não o fazem mais. Uma pergunta: Vc para com seu carro nas faixas de segurança para pedestres passarem quando não há semáforo regulando o fluxo de veículos?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ferreirafp
      Cidadania se aprende em casa, não na universidade. Sobre parar na faixa de segurança para pedestres passarem quando não há semáforo, hoje isso está se tornando comum depois de tantas campanha$, então lhe respondo: sempre fiz isso e as pessoas atravessavam e até olhavam para a placa do meu carro para ver eu era daqui mesmo (Rio, no caso, antes de me transferir para São Paulo). Respondido?

      Excluir
    2. Ferreirafp,
      Delitos há pequenos e grandes, graves ou não, o juízo cada um dá o seu, matar alguém é um delito incomparavelmente maior que ultrapassar o sinal vermelho, não? evidente exagerei na comparação das proporções de ambos, mas você julgaria uma pessoa que para na faixa com mesmo grau de severidade com uma que para a Av. Paulista para protestar?
      E as consequências? se comparam? protestos também podem causar graves consequências, por exemplo uma ambulância ou atendimento de emergência que se vê impedido de prosseguir no socorro.

      MAS

      Excluir
    3. Ferreirafp13/01/13 13:10

      Olá BS, acho que não me expressei muito bem, mas estou falando de "formação cidadã" ao dizer que as universidades não formam(avam) cidadãos. Estou falando de pessoas mais conscientes da realidade e conhecedora de seus direitos e deveres como membros da sociedade. Realmente, cidadania e civilidade TAMBÉM vem do berço, mas enquanto a sociedade ficar negando que as escolas TAMBÉM tem seu papel nesse processo e ficar achando que somente os pais devem educar seus filhos e deixar para as escolas somente a obrigação de formar mão de obra especializada para o mercado de trabalho, a falta de consciência do povo aos problemas que o cerca continuará e a falta de capacidade de reação a tudo que acontece continuará. Não que isso seja a salvação para o país caótico que vivemos, mas também é uma das frentes que deve ser atacada juntamente com mais alfabetização, redução a pobreza, etc. Mas talvez eu queira "demais de" por sonhar "demais com" um Brasil melhor de se viver. Abs.

      Excluir
    4. Ferreirafp13/01/13 13:13

      Marco Aurélio Strassen, realmente, não tem como comparar e não podemos justificar um problema ocorre por cause de outro. Na realidade, esse tipo de protesto só causa transtorno a alguns poucos de má sorte que eventualmente estavam passando por alí no momento. Outro tipo de manifestação deveria ser realizada e que tivesse mais alcançe.

      Excluir
    5. Ferreirafp
      Tudo entendido. Você não está querendo demais, nem eu, em "sonhar demais" com um Brasil melhor de se viver. Mais alfabetização é essencial, reduzir a pobreza, também, mas esta, enquanto não se adotar medida drástica como a redução de filhos por casal ou por mulher, a exemplo da China, nada feito. Esse monte de filhos que muitas mulheres têm, sem a menor condição de criá-los e sustentá-los, só realimenta a pobreza. Não sou o único a pensar desse modo, o eminente Dr. Drauzio Varella também.

      Excluir
    6. Tocou em um ponto crucial, Bob: vá se falar em uma política de controle de natalidade, de planejamento familiar, que "nazista" e "genocida" serão os mínimos "elogios" que defensores destas ações primordiais para mudar o rumo das mazelas neste país ouvirão, inclusive com as igrejas defendendo o "que venham os filhos, tantos quantos Deus mandar". É por isso que pouquíssimas vozes se atrevem a defender essas políticas: medo de patrulhas. Os defensores dos filhos em quantidade leporina não percebem que a própria limitação da prole, por si só, já seria um fator de melhora nas condições de vida dos mais pobres? Criar um ou dois filhos com R$1.000,00 por mês, é bem diferente de criar cinco, seis, sete filhos com a mesma renda. Eu acho que percebem, mas aí acabam os currais, os milhões que são alvo de populismo barato como bolsa-isto, bolsa-aquilo, bolsa aquilo outro, que interesses particulares fazem com que seja conveniente que sejam mantidos.

      Excluir
    7. Bob Sharp, desculpe contraditar a respeito do que foi comentado agora, mas não vejo como não deixar de fazê - lo. Dizer que o problema é a natalidade das classes mais pobres, soa sim a higienismo. Lógico que eu defendo uma política de controle de natalidade boa, bem informativa, mas educação ruim e falta de caráter existe em todas as classes, e levando em consideração que a pirâmide etária está se estreitando no Brasil, com o envelhecimento da população, logo se vê que a disseminação da pobreza não é uma questão de natalidade, e sim de distribuição de renda, condições ruins de trabalho e desvalorização do trabalho assalariado.

      Excluir
    8. Renan
      Sempre problema você discordar, essa é uma discussão importante, mas distribuir renda quando famílias ou mães solteiras põem um vasto número de filhos no mundo torna-se difícil ou mesmo impossível.

      Excluir
    9. Uma mãe com 13 filhos passou a maior parte de sua vida a cuidar de crianças.
      Certo dia, a filha mais velha lhe perguntou: “Mamãe, porque a senhora não teve menos filhos para aproveitar um pouco mais a vida?”.
      Então ela olhou profundamente os olhos da filha e também perguntou: “Sim, minha querida filha, você queria que eu tivesse parado na Cecília, na Patrícia, ou em qual delas?”.

      A filha nada mais disse e a abraçou fortemente.

      The Sun...

      Excluir
  26. Só mais um exemplo da guerra civil que etamos enfrentando. Viramos alvo de tiro ao alvo, e se todos começarmos a desconfiar de quem está na rua, imaginem o que ocorrerá.

    http://g1.globo.com/sao-paulo/noticia/2013/01/homem-assassinado-em-diadema-e-enterrado.html

    ResponderExcluir
  27. Porque esse povo não vai protestar em frente a casa do governador,ai eu quero ver ,preferem atrapalhar a vida do cidadão .Abraço.

    ResponderExcluir
  28. BoB, aqui no DF já está comum esse tipo de protesto, no ano passado mesmo não teve um mês que ficou sem um protesto em vias ou até rodovias de extrema importância, mas dizem que isso é um direito do cidadão...

    ResponderExcluir
  29. Daniel San14/01/13 14:14

    Bob,há um detalhe a ser observado:durante a manifestação,as câmeras de tv estavam o tempo inteiro focalizadas no que a polícia iria fazer,e mesmo com a falta de pulso firme,ainda assim criticaram a PM por ter usado spray de pimenta contra meia dúzia de baderneiros. O policial sabe que não tem apoio por parte do governo e,se distribuir algumas borrachadas,seu rosto e nome serão mostrados em todas as telas de tv e jornais como um assassino da pior espécie. Ser policial hoje em dia é como brigar com bêbado:se bater é covarde,se apanhar,é frouxo. Triste termos chegado a este ponto.

    ResponderExcluir
  30. concordo Daniel San

    ResponderExcluir
  31. A única maneira dos pobres desta terra denunciarem a exploração violenta que eles sofrem diariamente é afetando a circulação das elites.

    A manifestação é legítima e toda força policial utilizada contra ela é demonstração de crueldade do governo do estado: mostra que o governo está dos lados dos ricos (a "lei" a ser cumprida foi feita pelos poderosos) e nunca ao lado dos pobres.

    Motorista rico tem mesmo é que se ferrar. Enquanto houver elite em SP, este estado será uma catástofre.

    ResponderExcluir
  32. Anônimo 16/01/13 00:03
    Você é a mais perfeita expressão do idiota. Passa já daqui para fora, aqui não é lugar de imbecis, de quem pensa que as "zelites" existem. Só publiquei esse seu comentário de demente para os outros verem que tipo de gente existe ao nosso redor.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bob, esse cara só pode estar de zoeira. Para levar a sério um pensamento desses há que se ter um nível altíssimo de vagabundagem moral e intelectual.

      Excluir
  33. Anônimo 16/01/13 09:56
    Concordo, pode ser, mas pelo sim pelo não, tomou o troco. Até agora não replicou, porém se o fizer será devidamente "calcinado".

    ResponderExcluir

O Ae mudou de casa! Todos os posts do blog foram migrados para o site. Por favor busque por este post no site e deixe o seu comentário lá.
Um abraço!
www.autoentusiastas.com.br

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...