TESTANDO CARROS

Editorial postado originalmente em 15 de agosto de 2011.

A avaliação de ontem do JAC J6 gerou comentários muito desagradáveis, como eu receber presente (jabá, no jargão jornalístico) para falar bem do carro ou se tratar de publieditorial, isto é, matéria paga, quando só se pode elogiar o produto. Um leitor até disse isso ser compreensível, uma vez eu precisava me remunerar do tempo dedicado ao blog.

No caso em pauta, é como se esses leitores não admitissem que já se fabricam na China bons automóveis, preferindo generalizar por meio do preconceito. Sua falta de cultura automobilística talvez seja o motivo de não entenderem que se pode criticar mantendo a análise em bom nível.

Tivessem esse tipo de cultura, obtida principalmente pela leitura de publicações estrangeiras - como faço desde os primeiros anos da adolescência – saberiam que existe ou existiu um plêiade de jornalistas automobilísticos notáveis como Paul Frère, L.J.K. Setright, Tom McCahill, Laurence Pomeroy, Claude Vogel, Jan P. Norbye, Jim Kenzie,  Don Schroeder, para citar alguns nos dois lados do Atlântico. Aqui, igualmente valorosos, José Luiz Vieira, Claudio Carsighi, Fernando Calmon, Roberto Nasser, Expedito Marazzi, Emilio Camanzi, José Rezende Mahar. Se tivessem lido um teste de um desses saberiam que automóvel se analisa e se conta para os leitores como são, dentro de todo o embasamento técnico. Preconceito é uma palavra que não existe para nós.

O nosso jornalismo – o automobilístico – difere de todos os outros por sua característica ímpar de não se aprendê-lo na escola. Já nasce conosco. O que se adquire com o passar dos anos é conhecimento de produto, técnica do automóvel, sua história, o que leva ao nosso melhor desempenho. Horas de vôo, com se diz  na aviação, contam e muito.

Uma releitura dos posts-avaliação dos veículos, meus, do Arnaldo e de outros, mostrará que criticamos, sim, mas com base e, principalmente, sem deboche. Todo automóvel e todo fabricante merece respeito.

Quanto aos comentários de autoria anônima, estamos considerando a possibilidade de mudar a sistemática. De ontem para hoje vários leitores - muitos já podemos até chamar de amigos - nos escreveram estimulando a medida e até sugerindo modos de fazê-lo, aos quais aproveito para agradecer.

Vamos observar um pouco mais a qualidade da participação dos anônimos antes de tomar a decisão.

O AUTOentusiastas, próximo de completar três anos (este mês), nasceu com o objetivo de compartilhar conhecimento automobilístico e informar a respeito de tudo o que se relaciona com o automóvel, e isso  inclui  até mesmo política, parte inseparável dele.

Continuaremos assim, sentimos que a receita está certa.

Bob Sharp
Editor




30 comentários:

  1. Parabéns Bob pelo seu Blog, as pessoas que conhecem o seu trabalho (que não são poucas) sabem da seriedade, admiram e apreciam suas publicações.
    A reputação e competência sua e de de seus colaboradores sempre os precederam assim como a imparcialidade das matérias publicadas.
    Continuem a prestigiar seu público, autoentusiastas como vocês com suas impressões, elogios e críticas.

    Abraços

    ResponderExcluir
  2. Não conhecia o blog. Deixo registrado minha admiração pelo Bob Sharp, cujos conselhos automobilísticos certa vez me foram muito úteis.

    ResponderExcluir
  3. Conheci este blog ontem, na verdade fazendo uma pesquisa sobre aquela questão das plataformas - que me levou a um post extremamente esclarecedor. Lendo outros posts, fui vendo como as análises do blog são sempre feitas em cima de dados, dados e mais dados, coisa de quem realmente sabe do que está falando e tem uma vasta experiência no assunto. Certamente, terei no AE uma fonte regular de informações a respeito dessa minha grande paixão que é o mundo automotivo. Um abraço a todos do blog!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. qual carro não dá dinheiro para fora, visto que nenhuma marca é Brasileira...

      Excluir
  4. Ola. Amanha retirarei o meu J6 da CSS. E posso afirmar que tinha o mesmo preconceito afirmado na materia acima. Quando fiz um teste drive e comecei a reparar nos carros, vi que nem de longe o carro parece ruim. Muito pelo contrario, carro completo, ainda ganhei no meu caso aro 17, emplacamento, pelicula, tapetes personalizados e banco de couro.

    Nenhuma outra CSS fez qquer negocio similar. O carro se mostrou para minha forma de dirigir esperto e gostoso (macio). Saindo de um Siena 1.8, nao senti falta de motor. Espero apenas que tenha pelo menos um consumo similar ao antigo motor powertrain que meu siena levava (10 cidade, 14 estrada).

    Mas o preconceito realmente existe, quando souberam que comprei este carro, todos sem excessao torceram o nariz. Ate mesmo meu pai que goste de carros mais equipados mesmo que usados. Mas quando ele mesmo foi na CSS comigo e viu o carro, achou que tinha se enganado assim como eu.

    A marca veio para ficar e acho que no meu caso familia (2 adultos e 2 criancas com cadeirinhas) o carro nao podia ser melhor e oferecer a seguranca pelo preco justo. Como comentado uma Zafira defasada com os mesmo opcionais 72k contra 53k que paguei. Ta bom ou quer mais?

    Abs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Prezado André, Estou comprando uma J6 Diamond completa, incluindo bancos de couro e rodas 17". Antes de comprar, pesquisei a Grand Livina e a Zafira. A primeira, não gostei do visual e do banco da terceira fileira, que é único e mnuito baixo. Também achei o carro pequeno, para os padrões de 7 lugares. A Zafira, além de ultrapassada, equipada com os mesmos ítens da J6 Diamond, teria que desembolsar uns R$ 72K. Outra coisa é que nem as concessionárias dspõem do carro em estoque. No test drive que fiz na J6, acredito que não irei me arrepender. A partir da próxima sexta-feira (23/03/2012), quando retirarei a minha, postarei minha opinião de usuário.

      Excluir
  5. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  6. Por favor, se o Blog puder me ajudar. Esqueci uma coisa. Vi no panfleto que o J3, J3 Turin e J5 usam tecnologia VVT. Mas o J6 não informa nada e na net achei informações bem desencontradas.

    Poderia me ajudar nisso? O J6 usa a mesma tecnologia da Toyota?

    Abs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. André - Ctba
      O motor do J6 não tem variação de fase dos comandos de válvulas (VVT).

      Excluir
  7. Por favor, se o Blog puder me ajudar. Esqueci uma coisa. Vi no panfleto que o J3, J3 Turin e J5 usam tecnologia VVT. Mas o J6 não informa nada e na net achei informações bem desencontradas.

    Poderia me ajudar nisso? O J6 usa a mesma tecnologia da Toyota?

    Abs

    ResponderExcluir
  8. O que faz o motor ser mais gastao?

    ResponderExcluir
  9. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  10. Tudo bem Bob? Faz tempo que estou a procura de um contato seu e só agora consegui. Ouço muitos os comentario seus e uma rádio aqui em Salvador, è você mesmo né? Bom, o caso é o seguinte: Estou querendo comprar um carro, pois estou com uma dúvida, pois estou entre 3 carros. O Gol V, o novo corsa Hatch e o novo Fiesta Hatch, gostaria de saber qual é o mais econômico, durave, mão de obra barata, peças mais baratas e que demore em aparecer defeitos. N sei se compro um 0 km ou um com no maximo 1 ano de rodado, pois sei também que carro 0 Km as despesas ao sair da loja são maiores. Quelquer coisa o meu email é: neycatedral@yahoo.com.br. Muito obrigado e espero ancioso uma resposta...

    ResponderExcluir
  11. Grande Bob!!

    Fiquei imensamente feliz de ve-lo atuando aqui neste blog, que conheci somente agora. Pode ser que você não se lembre de mim, sem nenhum desmerecimento eu sei, mas são muitos os leitores que falam com você e o admiram.

    Conheci seu trabalho e parte de sua história no Bestcars, onde trocavamos muitas informações em sua coluna, Do banco do motorista, e inclusive sempre tive respostas suas de forma pronta e educada, onde chegamos a trocar alguns e-ails e tal, mas posteriormente tentei lhe escrever pro endereço que tinha e o correio voltou.

    Descobri que você estava aqui através do próprio Bestcars, onde debatia com leitores a avaliação do J5 e um deles falou de sua presença neste blog.

    E agora cá estou, mas já me entristeci ao ler sua mensagem comentando sobre leitores que insinuaram "ganhos" para que você publicasse elogios ao JAC Motors. Infelizmente existem pessoas que falam sem o mínimo de conhecimento, sem entender de mercado, sem enteder de produto e o principal, sem conhecer de quem estão falando. Isso é algo comum em pessoas donas de mentes pequenas e não há nada que possamos fazer, a não ser rezar para que estas evoluam um dia.

    Porém, enquanto esta evolução não ocorre, concordo plenamente com a implementação de um filtro para que só pudessem postar mensagens aqueles que previamente se identificassem. O anonimato é uma postura covarde ao meu ver, pois aquele que sabe de si e o que diz, não tem porque se esconder de nada!!

    Voltando a falar de coisas boas, repito minha grande satisfação em reencontra-lo aqui e este blog será mais um entre meus deleites virtuais sobre o fantástico mundo automobilistico.

    Um grande abraço!!!

    Márcio Mendonça Braga

    ResponderExcluir
  12. Bob, aqui é o Marcelo Marcondes, sou conhecido (por email) do Arnaldo, e meu blog - o Spitze-Hacke - consta honrosamente na lista dos blogs parceiros do AE.
    Quero agradecer por citar o nome de jornalistas-pilotos tão célebres. Esse seu post, inclusive, me influenciou a criar um texto para o Jalopnik-Brasil a respeito do Tom McCahill. Dá uma olhada:

    http://site.jalopnik.com.br/aceleracao-rapida-prosa-acida-e-um-labrador-co-piloto/

    Um abraço,

    Marcelo

    ResponderExcluir
  13. Caro Bob. Vc é um cara elegante, educado, fino. Todo mundo sabe. Sabe até bater, mas prefere suportar que revidar. é mais homem quem suprta, já me disseram e acreditei. Quanto ao jabá, esquece. Deixem falar e se vc recebe algo para escrever é mais que merecido. Poucos escrevem como vc e falam tanta verdade. O JLV, o Mahar, o Marazzi ( este deixou saudades, uma pena), a turma toda da motor 3 mora no coração de quem teve a oportunidade de conhecê-los a 30 anos atrás! E estes anos falam por vcs. Não precisa se defender que, acredite, sabemos que vc está acima disto. Mas desabafe que faz bem. Continue e continue. Fique em paz e um dia, se Deus quizer, vou conhecê-lo. Forte abraço deste seu amigo anônimo que so te conhece pelas tua letras mas que é teu fã. JAT.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sr Ângelo Genovesi; Creio que não sou fino não. Devo ser uma pessôa rude, mal intencionada, que faço náuseas nas pessôas. E ainda o Sr tem que me aturar. Caramba. Olhe: pense um pouco. Eu nem sei abrir um Blog. Até pouco tempo atrás, meu trabalho me consumia tanto que não tinha tempo algum. Sou Engenheiro, gosto de carros e como o Blog me faculta entrar como anônimo, utilizo esta via. Foi uma decisão do editor do Blog, sabe. Imagine se eu fosse fino, elegante e educado como o Sr e dissesse que é duro de aturar a atitude do editor do blog de deixar os anônimos participarem. Seria fino da minha parte ou seria intolerância, preconceito, radicalismo? Bôas leituras.

      Excluir
  14. Luiz Paulo13/08/12 11:27

    parabens pelo blog. excelente. quero passar a lê-lo ao menos uma vez por semana! abraço

    ResponderExcluir
  15. Caro Bob Sharp,

    Só esta semana descobri que está escrevendo neste site (através de um link no Jalopnick). Sempre o achei um dos melhores - ou mesmo o melhor - jornalista automobilístico do Brasil.

    Falo isso sem "puxar-saco" ou "babar-ovo".

    Lembro bem de, quando lia as revistas Oficina Mecânica, alguns testes traziam coisas que outras revistam nem falavam, como 'peso da direção', 'estabilidade direcional', 'trabalho da suspensão' etc. Impressinado com o apuro técnico mais refinado (eu ainda era um adolescente, entre meus 15 a 17 anos) comecei a reparar que essas matérias eram assinadas por "um tal de" Bob Sharp.

    Até lembro qual foi a matéria em que resolvi procurar o autor, visto que o texto em questão estava mesmo uma primazia. Foi de um carro argentino (se não me engano), que tinha o Lotus Seven como inspiração.

    A partir daí, com todo o respeito, virei seu fã (e já estou com 39 anos...), até 'perder contato' quando parou de escrever para o BestCarsWebSite.

    Neste exato momento tem uma coleção vendida em bancas chamada "Carros Inesquecíveis do Brasil", que além de miniaturas traz uma coleção sobre a história do automóvel. E, novamente, mais de 20 anos depois, já lendo os fascículos, apenas no 4º exemplar resolvi ver de quem era o texto tão bom, bem escrito e instrutivo; e qual não foi minha supresa ao constatar no editorial, na equipe de redação o seguinte nome "Bob Sharp".

    Quem o acompanha há tanto tempo sabe que não há "jabá" em suas matérias, que o senhor nunca precisou disto. E nem precisará. Seu conhecimento, profissionalismo e história no cenário de autos neste país falam por si só.

    A internet está, infelizmente, infestada de garotinhos que pouco fazem da vida além de se acharem certos em tudo. Um pouco da falta de educação que, também infelizmente, está se tornando tão comum em nosso povo.

    Isso tudo para dizer que, quem conhece um mínimo da sua trajetória na imprens automobilística deste país, com passagem pelas pistas e pelos fabricantes (GM, salvo engano), sabe de sua seriedade, profissionalismo e dedicação, além do conhecimento claro.

    Essa gente, por certo, ainda acha que a China é um país agrícola e que o Gol é um carro de primeiro mundo.

    De meu lado, farei um conta do Google especialmente para os comentários aqui.

    Att.

    Leonardo Guimarães.
    Rio - RJ

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Angelo Genovesi: educação, tenho certeza, e também berço, jamais fizeram parte de sua triste história. Dá um tempo e nos poupe e suas grosserias. Já enjoou todo mundo.

      Excluir
  16. Comprem carros chineses, coreanos, europeus, americanos... podem dar bastante emprego pra eles, já que aqui tá sobrando vaga, né?

    ResponderExcluir
  17. Anônimo 04/10/12 13:09
    A Declaração Universal dos Direitos Humanos, da qual o Brasil é signatário, diz em seu Art. XXVI inciso 1 que "Toda pessoa tem o direito de participar livremente da vida cultural da comunidade, de fruir as artes e de participar do progresso científico e de seus benefícios". Comprar um carro estrangeiro enquadra-se no exercício desse direito. Como se enquadra o direito de ter um automóvel com motor Diesel. E lembre-se que para comercializar um carro importado é necessária toda uma rede de distribuição, que emprega brasileiros, e que esses carros geram arrecadação de impostos, em benefício de toda a sociedade.

    ResponderExcluir
  18. Bob Sharp dispensa apresentações. Não tive o prazer e a honra de conhecê-lo pessoalmente, mas conheço seu trabalho há mais de 35 anos, desde que comecei a dirigir e trabalhar com automóveis.

    Não serão comentários obtusos que mancharão uma história de dedicação ao esporte motor e ao jornalismo automobilístico, em várias publicações.

    Em tempo: parabéns, Bob Sharp, atrasados pelos 70 (é isso mesmo?) anos bem vividos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. João Guilherme
      Obrigado pelas palavras. E é isso mesmo, 70 anos.

      Excluir
  19. Pra quem não conhece:

    http://www.bandeiraquadriculada.com.br/BobSharp.htm

    ResponderExcluir
  20. Boa noite!

    É com imensa alegria que entro neste blog e de cara reencontro diversas figuras que convivi mesmo que virtualmente desde o news do UOL em 1996, depois Athenas, depois Ae2 e diversos sites até que o protocolo NNTP chegasse ao desuso. É uma grande pena, mas fico bastante feliz em ver novamente postagens do glorioso Route66 e seu monza (Carlos Mauricio), do Mahar, Bob Sharp o qual acompanho desde os tempos que o BCWS era feito em puro HTML, grande ogro Alexandre Garcia (ainda tem a dodge ram V10 e a caravan v8?), e, claro, o grande mestre Gryphon que sempre nos deliciou com as postagens repletas de nível técnico, verdadeiras aulas de mecânica automotivas, as quais tenho diversas salvas no meu pc e as utilizo até hoje no trabalho (estou na Ford/Troller como Eng. de Dinâmica e Testes e utilizo diversos conceitos abordados na época de news).É... o tempo passou e o moleque curioso hoje é engenheiro automotivo... hehehe

    Pessoal, meus parabéns pelo blog. Me senti agora um pouco menos órfão de uma boa leitura técnica sobre automóveis.

    um grande abraço
    Saudosista Davi [O]ver[D]rive

    ResponderExcluir
  21. Bob,

    Sempre trilhando nas estradas sinuosas dos motores de todo tipo, tenho muito orgulho de te conhecer de tempos que não voltam mais... desde a maravilhosa ... alemanzinha 0.8 CV que nos deu enorme prazer por onde andávamos. Depois te conto pois comprei um carrinho do barulho bom mesmo.
    Um abraço
    Bruno Santucci

    ResponderExcluir
  22. Caro Bruno
    Um amigo acabou de dar um manual copiado do Victoria, incrível, que volta no tempo! Conte-me do carro que você comprou!
    Abraço!

    ResponderExcluir
  23. ola amigos gostaria de ver uma materia com veiculos minibus ou mais conhecidos vans pois recentemente estive em lima e observei que existe carros deste tipo por lá e em todo mundo a uma cultura de furgão e minibus tunados. aqui recentemente entrou os carros da cnauto as jinbei minibus com 13 passageiros para competir com as grandes ducato,Master, e ate com a Kombi. fiquei encantado com o luxo e requinte dos carros e visitei paginas no youtube e em site de carros asiaticos. lá são conhecidos como H1,H5, FOSTON, JINBEI HAISE, TOYOTA HAISE (HAICE). EMPRESAS COMO A NISSAN lançou o nissan nv 350 lindo. já a JAX APOSTA NO MINIBUS REFINE! ESPERAMOS TER CARROS MAIS BONITOS E CONFORTAVEIS PARA PASSAGEIROS E ALUNOS. ABRAÇOS A TODOS

    ResponderExcluir
  24. Com relação à afirmação: "Ir contra a segurança é pendurar um enfeite de estrelinhas no carro e não explicar as entrelinhas das estrelinhas, fazendo o comprador achar que pode bater o carro de frente com um muro com velocidade de Fórmula Indy que tudo bem."
    Considero-a absurda e até infantil, pois nenhum fabricante que eu saiba alega que "por ter estrelinhas" o carro poderá bater de frente com um muro na velocidade da Formula Indy. Nunca li ou ouvi, em propaganda alguma, nenhuma alusão a isso.
    Então não faz o mínimo sentido dizer que os fabricantes "fazem o consumidor achar" tal coisa.
    Se vc conhece alguma matéria com algum fabricante fazendo essa alusão, publique-a, pois seria algo muito sério.

    ResponderExcluir

O Ae mudou de casa! Todos os posts do blog foram migrados para o site. Por favor busque por este post no site e deixe o seu comentário lá.
Um abraço!
www.autoentusiastas.com.br

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...