26 de fevereiro de 2009

Audi R15

A Audi também entrou para o grupo das empresas afetadas pela crise mundial, mas não a impediu de criar o sucessor do tão vitorioso R10, apresentado sob o nome R15 TDI.

Recentemente, o carro de teste foi flagrado treinando para sua prova de estreia, a 12 Horas de Sebring. O carro é muito diferente visualmente do seu antecessor, mas deve ser equipado com o mesmo V-12 diesel do R10, muito testado e confiável. Ainda não liberaram mais informações sobre o carro.

No começo do ano a Audi já havia anunciado publicamente que o R15 não participaria de nenhum campeonato completo, apenas da corrida de Sebring e da 24 Horas de Le Mans no meio do ano.

Logo mais saberemos se a crise afetou os investimentos na área de Motorsport da Audi, ou se o novo R15 será um vencedor nato como foram seus antecessores.

3 comentários:

  1. Taí uma coisa que eu infelizmente nunca vi ao vivo... Esses monstros queimadores de diesel!! Tenho uma enorme curiosidade de saber como é o barulho deles e principalmente se esses motores são capazes de provocar emoções parecidas com as de um motor a gasolina urrando a 15.000rpm passando logo ali a uns 5 metros de você!

    O Diesel foi uma sacada fantástica para as corridas de Endurance, mas será que a emoção é a mesma? Gostaria de ler opiniões de quem já viu de perto esses carros andando!

    ResponderExcluir
  2. Villa, eu também não vi esses carros andando ao vivo, mas todos que viram me falaram que é muito diferente.
    O carro não faz barulho, as turbinas abafam muito o som e estes carros têm restrições de emissões sonoras por norma européia.
    O 908 passando na reta de Interlagos não faz um barulho a não ser do ar admitido e do deslocamento de ar, mas mesmo assim chega no fim da reta a mais de 300km/h e vira quase mesmo tempo de um Fórmula-1, só que com todo conforto e até ar-condicionado pro piloto.
    Chique, não?

    abs

    ResponderExcluir
  3. Hhhmm....

    Se tem pelo menos o silvo diabólico das turbinas então deve ser bom!

    Ar condicionado em prova de Endurance deve fazer uma diferença tremenda no tempo total de prova também! Eu seria capaz de apostar que ao longo de 24h numa corrida quente o tempo ganho pela menor fadiga dos pilotos compensa muito o tempo perdido pelo peso e potência gastas pelo sistema!

    ResponderExcluir

O Ae mudou de casa! Todos os posts do blog foram migrados para o site. Por favor busque por este post no site e deixe o seu comentário lá.
Um abraço!
www.autoentusiastas.com.br

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...