Google+

7 de junho de 2009

SCOOTER HONDA LEAD 110





Para quem, como eu, andou (muito) às voltas com Lambrettas e Vespas nos anos 50 e 60, ter conhecido e andado no novo produto da Honda, o scooter Lead 110, foi duplamente gratificante. De um lado, a questão nostálgica, sempre presente em quem já passou dos 60 anos (tenho 66). De outro, saber que o que tanto apreciávamos na juventude transporta-se com louvor para este quase-final da primeira década do século 21.

Por R$ 6.250, mais frete, leva-se para casa um prático meio de transporte para duas pessoas, desde que respeitado o peso-limite de 140 kg de carga útil. Não só prático: inteligente também. O motor monocilíndrico na horizontal, quatro-tempos de 108 cm³ (50 x 55 mm) e comando no cabeçote, refrigerado a líquido e com injeção eletrônica, desenvolve 9,2 cv a 7.500 rpm e está casado com um câmbio automático de variação contínua (CVT) de controle puramente mecânico. É só acelerar, sem se preocupar em passar marchas.



A plataforma para os pés é lisa e possui um pequena tampa ocultando o bocal do tanque de combustível de 6,5 litros, com tampa a chave. De maneira astuta, o tanque "desceu" para a parte de baixo da plataforma e deixou um amplo compartimento de bagagem sob a sela (ao lado), tão grande que pode acomodar dois capacetes. Ou uma razoável compra de supermercado.



O passageiro conta com apoios de pé dedicados que são escamoteáveis em giro de 90 graus. Dessa forma não é preciso achar lugar para os pés na plataforma, o que muitas vezes incomoda o piloto. Uma boa solução que os concorrentes não têm.

Ao contrário dos dois famosos scooters italianos, não há o pedal de freio traseiro, que é a tambor. Este freio é acionado pelo manete esquerdo, sendo o direito para o freio dianteiro a disco. Mas o manete do outro lado do guidão aciona os dois freios simultaneamente por meio de um segundo cabo que aciona o freio da frente. Pode-se, assim, escolher entre freadas normais e mais vigorosas. Perfeito. E tem ainda freio de estacionamento. acionado pelo manete de freio traseiro.

Claro, a partida é elétrica mas, por segurança, um dos manetes de freio deve estar acionado. Como pesa pouco, 109 kg a seco, é bem fácil colocar o Lead 110 no cavalete central.

Há outro compartimento com tampa e fechadura para pequenos objetos no anteparo. A fechadura da sela sobre compartimento maior é elétrica e acionada a partir do interruptor de ignição e trava de direção, bastando premir a chave estando o motor desligado.

O Lead 110 é produzido na fábrica da Honda em Manaus, AM, mas o conjunto motor-transmissão vem de uma unidade da Honda na China. As peças da carroceria, de plástico injetado, são nacionais e feitas pela própria Honda. As vendas começam que vem e a fabricante objetiva vender 25 mil unidades por ano. Seus maiores concorrentes por aqui são o Suzuki Burgman AN 125 (R$ 5.990) e o Yamaha Neo AT 115 (R$ 5.543), ambos bem vendidos.

Não foi possível andar fora do circuito-escola do Centro de Pilotagem da Honda, em Indaiatuba, SP, palco da apresentação, mas a parte ciclística é toda coerente. A roda dianteira é de 12 polegadas e a traseira, de 10, com pneus de seção 90/90 e 100/90, respectivamente. Só resta ver como se comportará o Lead 110 em pisos mais para o irregular, uma vez que o conjunto motor-transmissão é não-suspenso e com um conjunto mola-amortecedor, como nas antigas Vespas, por exemplo. A maneabilidade é assegurada pela distância entre eixos de 1.274 mm e pelo comprimento total de 1.838 mm.

A história dos scooters Honda começou em 1981, que estão na quarta geração, com mais de um milhão de unidades comercializadas. O Spacy 125 foi vendido no Brasil de 1993 a 1995. Embora a Honda tradicionalmente não divulgue os números de desempenho e consumo, o Lead acelera bem e o câmbio CVT funciona de maneira impecável. Velocidade máxima de 100 km/h ou bem perto disso é uma expectativa realista, como é o consumo de 25 km/l em uso urbano, o que dá uma autonomia aproximada de 160 quilômetros.

O painel traz velocímetro com hodômetro, medidor de combustível e termômetro do líquido de arrefecimento, além da luz de eventual mau funcionamento do sistema de injeção/ignição e outras auxiliares de piscas e farol alto. Os dois espelhos convexos são eficientes.

Mas a modernidade liquidou dois itens que eu apreciava na Lambretta e na Vespa: estepe e a torneira de gasolina que permitia contar com combustível de reserva, impraticável com o sistema de injeção PGM - FI, feito pela Honda. Não se pode ter tudo.

59 comentários:

  1. Com essas rodinhas meu medo seria tomar um capote em algum buraco que existe aos montes nas ruas, graças aos nossos DESgovernos públicos.

    ResponderExcluir
  2. BK
    Nos meus anos de Lambretta e Vespa as rodas eram de 8 pol. Da década de 70 em diante passaram a 10 pol. Com 12 pol. agora dá para andar no nosso piso sem problema.

    ResponderExcluir
  3. Ando de Burgman 125 a 1,5 ano e nunca tive problemas com a roda aro 10, nunca amassei nem tomei susto por causa dela nesses 9000km dentro de São Paulo.
    Qto a Honda ainda não fiquei satisfeito, os 3 cv a menos em relação a Burgman fazem bastante diferença, a burgman é só 13Kg mais pesada.
    Ela tem boas soluções sim e vão brigar bastante.
    Mais aqui no meu mais profundo sonho ainda espero uma scooter pequena com motor 250cm3. Sei que existem opções mas os preços acima dos R$ 20.000,00 são completamente surreais.
    Se um scooter 125 custa 6.000,00, quase o mesmo que uma moto 125, pq um 250 não acompanha as motos 250 (10-12.000)???

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Você tem razão , meu amigo, no que se refere aos preços...Também nao entendo porque não lançam por aqui a Burgmann 250 (igualzinha a 400, sòmente com motor menor e mais econômica) e/ou a Honda Silverwing 400 (2 cilindros, uma perfeiçao)...dê uma olhada nestes dois modeos citados acima... saudaçoes > Street Dog

      Excluir
    2. Insano,

      Eu tenho vespa GTV 250 ie 2010 zero Km guardada em casa esperando a burocracia permitir a sua regularização. Quando estiver pronto, vou vender por cerca de R$25.000,00 foi comprada da receita federal.
      você pode comprar diretamente na revendedora mas o preço será acima de R$30.000,00

      Não há como comparar a Vespa com as outras motonetas do mercado. Seria algo como comparar um Jaguar com um MP lafer.

      Por exemplo o pedalzinho para o passageiro, elogiado aqui neste post, na Vespa é pantográfico ao invés de ser pivotante.

      O desig remete ao modelo de 1946 com farol no para-lamas e selim em couro bi-partido.

      Os freios são hidráulicos com acionamento nas manetes e a disco nas duas rodas.

      atenciosamente,

      Otávio
      otavio_gomes@yahoo.com.br

      Excluir
  4. Clésio Luiz08/06/09 09:44

    Impressionante como os produtos da Honda são sempre mais caros que os concorrentes.

    Eu acho interessante os scooters, mas não os usaria dentro das cidades movimentadas. Prefiro manter meu pescocinho protegido (e seco) dentro de um carro, mesmo que eu tenha que pagar mais por isso.

    ResponderExcluir
  5. moto pra mim é proibitivo, em primeiro lugar pela segurança, e em segundo lugar, pelo meu tamanho

    ResponderExcluir
  6. Mister Fórmula Finesse08/06/09 14:21

    Interessante, mas eu ainda acharia mais sensato a utilização da BIZ 125 em detrimento a essa pequena scotter, acho que o conjunto da biz é mais maduro e mais parrudo para nossas condições além do que, seu câmbio manual sem embreagem é bastante bom para arrancar um pouco mais de desempenho dessas pequenas...até escrevi algo sobre a biz no bestcars:
    http://www2.uol.com.br/bestcars/tm/biz-125-2.htm

    O texto mais longo da página se alguém se interessar.

    ResponderExcluir
  7. É Bob,
    Como vc sabe ando de scooter há anos, um Honda Spacy 125. Realmente concordo que os buracos nos fazem sofrer, considerando ainda o pequeno curso da suspensão, mas em termos de segurança, não vejo grandes problemas, exceto os motoboys. Esses sim nos pões em perigo constante.
    Abr
    Luiz

    ResponderExcluir
  8. Marcelo Augusto08/06/09 17:44

    A Honda sempre tem um preço mais elevado, comparando produtos similares. Mas se vc for colocar na ponta do lápis o barato sai caro. Se existisse uma estátistica de uma amostragem de x veículos vendidos quantos retornam às concessinárias por qualquer defeito, certamente os números da Honda são menores. Até agora nunca tive uma carro que não desse nenhum problema em garantia, considerando as 4 grandes, uns mais outros menos graves. Aí mudei para uma francesa, pior negócio. Quem necessita do carro ou moto para trabalhar não pode ficar sem o veículo.

    ResponderExcluir
  9. O trânsito hoje nas principais cidades do Brasil é "UMA VERDADEIRA LOUCURA!"
    Entendo que a Honda Scooter será um sucesso de vendas e a julgar pela pequena diferença de preço para sua maior concorrente.

    A Suzuki Burgman 125 cc, vai entrar pesado, portanto, acredito que a SUZUKI BRASIL, reduzirá o preço e deverá antecipar o modelo 2011 com injeção e outras inovações tecnológicas.

    A Scoorter é o veículo urbano de duas rodas mais seguro que existe no mercado mundias, pois tem baixa potência,dispensa o uso de manobras de pedais, as pernas ficam livres, facilidade de fuga e dificilmente ocorrem quedas com quebra de membros inferiores, fato muito comum, nas quedas com motos convencionais.

    A entrada da Honda neste mercado é bom e representa mais uma alternativa, considero a assistência técnica sua maior arma para enfrentar as rivais!

    Vicente Gominho
    Recife-PE

    ResponderExcluir
  10. Polara,
    Nesses dias falo sobre elas.

    ResponderExcluir
  11. Bob, A Neo não é um "crossover" como a Biz? E o preço está na média, a Dafra pede pelo dela algo como uns R$ 6.900,00. O que eu gostei foi do porta malas. Será que no dianteiro cabe um "toca-fitas" e um par de auto-falantes marítimos de 6"? Vi muito dono de Vespa fazendo isso...

    ResponderExcluir
  12. Caro respeitadíssimo Bob Sharp, permita-me comentar: as vespas são produzidas já há bastante tempo com os freios nos manetes. Para uso urbano, considero mais significativo o torque à potência. Já foi divulgado o torque da Lead? Abrs.

    ResponderExcluir
  13. Normando,
    Sim, quando a embreagem é automática o manete esquerdo pode ser usado para freio. Mas nas Vespas os freios dianteiro e traseiros são conjugados a partir do manete esquerdo?
    O torque da Lead é 0,97 mkgf a 6.000 rpm. Nada excepcional, seu torque específico de 9 mkgf/L.
    Essa é uma grande discussão, torque ou potência. Sempre considero esta como mais importante, mas considerando como ela é distribuída ao longo da faixa de funcionamento. Num veículo de rua não adianta dispor de potência palpável apenas na faixa superior de giros.

    ResponderExcluir
  14. "100 por hora e 25 por litro" ?.. bom , tenho saudade da minha spacy com seu painel del rey ghia, e não tenho mais saco após impressionantes 90mil km de biz125 de passar marchas torcendo por um 'barulhinho bom'... mas faço 50 por litro com confortáveis cruzeiros a 90 por hora na marginal pinheiros e ocasionais idas à praia grande. a suspensão absorve todo o off-road urbano de sp com ocasionais raspadas de para-lamas de frente, mas isso só porque coloquei excelentes michelin m45. tenho medo do tamanho da burgman 400 .. e portanto, em vista da honda não optar pela vinda da sh150i, que será lançada esse ano nos eua, e que seria talvez um pouco cara aqui, pergunto-lhe bob, se você também não iria de burgman 125, que faz 35km/l (carburados é verdade, ligando o f-se pro meio-ambiente)e fáceis 120 por hora??

    ResponderExcluir
  15. Prezado Sharp,
    Estou com 54 anos, moro em São Paulo e sou fã de scooter.
    Há risco, mas é perfeitamente administrável, quando se é prudente.
    Passei a pilotar em 2005, por necessidade. A distancia de 15 km entre minha residência e o local de trabalho (Av. Paulista) me consumia mais de 2 horas diárias, em média. Com a scooter esse tempo reduziu-se a 50 minutos/dia, garagem a garagem, pilotando calmamente, na hora do rush.
    Comecei com uma Burgman 125 (excelente custo-benefício) e hoje tenho uma Beverly Cruiser 500 que me permite também encarar estrada.
    Para o trânsito exclusivamente urbano as scooters tipo Burgaman 125 e, imagino, a nova Honda Lead são o melhor custo-benefício. A exemplo de outros que aqui já deram seu testemunho, nunca tive problema com o tamanho das rodas. Se fosse para sugerir uma inovação seria um botão de buzina ao alcance dos pés. Penso que as inovações trazidas pela Honda Lead 110 são muito bem-vindas. Minha esposa já está de olho em uma vrmelha. Abcs. e parabéns pelo Blog.

    ResponderExcluir
  16. Olá
    estou querendo comprar uma scooter para rodar ao na cidade. Rodo em média 30km dia no transito, mas estou com um pouco de "medo" apenas das rodas com aro 10/12 em relação a estabilidade. Já tive uma honda biz e tinha uma boa estabilidade mesmo nos locais onde tem desniveis de asfalto, ruas de calçamento etc. Como moro em Belo Horizonte e aqui temos muitos morros e desníveis de asfalto, tenho um pouco de medo da estabilidade da scooter e da absorção de impactos. Essa minha preocupação procede? vocês que tem scooters me dêem sugestões.

    ResponderExcluir
  17. Anônimo,
    Com roda dianteira 12 pol, que com o pneu 90/90 dá 46,6 cm de diâmetro, dá para encarar o piso que você descreveu, mas é preciso mais atenção assim mesmo.

    ResponderExcluir
  18. ola gostei muito do seu blog e passei esta semana procurando uma escooter pra comprar e agora conheci a lead eu moro ak no sul e tem subidas e decidas sria melhor uma burgmar ou uma lead ou ate uma neo

    ResponderExcluir
  19. Oi Bob, me interessei por essa scooter e encontrei seu blog. Tenho uma dúvida, essa scooter aguentaria viagens de pequenos trajetos?! Encarar uma viagem de 2 horinhas?! Me interesso por motos pequenas até por ser mais práticas... Do restante é mais pra ir a faculdade, mercado, casa de amigos, etc...

    ResponderExcluir
  20. Ingrid,
    Dá para viajar, sim. Quando eu tinha 18 anos (em 1961), vim do Rio a São Paulo e voltei de Vespa 150, 6 cv, rodas de 8 polegadas. A Honda Lead 110 é muito superior àquela Vespa. Pode encarar estrada tranquilamente.

    ResponderExcluir
  21. Olá, faz 2 meses que comprei uma Honda Lead 110. Nunca andei de moto antes e essa é minha primeira moto. Comprei pois estava complicado fazer um trajeto de 15km (ida) diários em 1hora e 30 minutos de ônibus. Agora consigo fazer em 30/40 minutos sem pressa. Achei uma boa compra visto a economia que estou tendo. São exatos 35km/l, ou seja, 10 reais por semana!!! Um outro ponto muito bom é o bagageiro! Levo um monte de coisa nela e cabe muita coisa mesmo. A aceleração na saída é boa também. Quando abre o farol ela deixa muito carrinho pra trás. Antes de comprar eu e uma amigo (que tb comprou a Lead) fizemos uma pesquisa séria entre Sundow Future (a mais bonita), Dafra Laser (150 bonita mas a maior), Suzuki Burgman (a mais conhecida, afinal são anos sem concorrente) e finalmente a Honda Lead (a menos bonita). Só digo uma coisa, Honda é Honda e assitência técnica é importante. Sundow demora 45 dias pra entregar uma peça por conta da burocracia (a própria vendedora explicou o sistema), a Dafra pelo que pesquisei, o fornecedor de peças é o mesmo da Sundow, não fui muito a fundo nisso. Ai fiquei entre a Burgman que corre mais mas consome mais tb e entre a Lead que corre um pouco menos mas consome menos. Como é minha primeira moto e é só para trabalhar! Fiquei com ela. Tenho certeza que fiz a melhor compra. Uma curiosidade que contou na minha escolha: fiquei sabendo que ela é vendida há mais de 20 anos em nais de 20 paises e está na quarta geração. Logo logo vai estar cheio delas nas ruas e na hora de vendê-la não deve desvalorizar tanto quanto as outras (eu acho). Levarei para a primeira revisão de 1000km em breve! Abs

    ResponderExcluir
  22. Não há nem como comparar a Lead com a Burgman.
    A Burgman tem um bagageiro que parece um ovo, de tão pequeno, e a roda dianteira com 10 polegadas.
    Só pelo fato da Lead ter 12 polegadas na roda dianteira, já é motivo para ser escolhida entre as duas motos (mesmo assim acho que deveria ser maior, parece roda de carrinho de mão). Segurança é tudo.
    Outro fator importantíssimo é a assistencia da honda. Vc vai em qualquer oficina fundo de quintal que tem peças da honda.
    Não saio da honda de jeito nenhum.
    Nem Suzuki, nem Yamaha, nem Dafra. Pra finalizar, a manutenção dessas três marcas são mais caras e mais difíceis.

    ResponderExcluir
  23. Alguém sabe se a Lead é estável na estrada? Pretendo fazer uma viajenzinha de 100km mas normalmente há vários caminhões na pista (mas eles costumam respeitar a velocidade máxima de 80km/h) e em alguns trechos é pista simples. Tenho medo de algum caminhão querer me ultrapassar e eu perder a estabilidade (apesar de a pista ser um tapete).

    Nesses casos, é bom viajar no acostamento? No meu caso quase não tem fiscalização na estrada (risco de multa quase zero).

    ResponderExcluir
  24. Sou Leonardo V.B., adquiri recentemente uma Honda Lead 110, estou muito satisfeito. A scooter Lead 110 atingiu 42 Km na cidade com um único litro de gasolina, o motor ainda está preso (220km), ela deve alcançar uma economia maior ainda. O bagageiro é muito útil, cabe uma senhora compra de supermercado, é tudo que preciso para rodar na cidade e economizar em tempo e em gasolina. Excelente !!! Tem uma ótima resposta de aceleração, não fica ninguém na frente nos sinaleiros. e-mail: leonarvb@hotmail.com

    ResponderExcluir
  25. Meu nome é Gilberto, sempre tive vontade de utilizar motos no meu dia a dia mas sempre usei carros por achar mais seguro, todos sabemos que o trânsito de São Paulo é muito perigoso e todos os dias temos notícias de mortes de usuários de motocicletas.Já faz algum tempo que venho prestando atenção nas scooters, por serem pequenas, bonitas e econômicas.Dias atrás passei em frente a uma loja da honda e me chamou a atenção uma Lead 110, achei muito linda e hoje fiz uma pesquisa na WEB e encontrei este blog com comentários bem interessantes à respeito do que procurava. Moro em Francisco Morato - SP e trabalho no centro da cidade de São Paulo, são cerca de 50 km de distância (que atualmente faço de trem, que é caro e extremamente desconfortável). Estou convencido de que a Lead 110 é realmente a melhor opção para o que estou procurando pois alia econômia, praticidade e beleza.

    ResponderExcluir
  26. Hoje estive na Honda para conhecer a Lead 110. Tenho 40 anos e nunca tive uma moto. Hoje estou iniciando no mercado imobiliário e sem carro. Achei interessante comprar uma moto em vez de um carro que nesse momento esta fora do meu orçamento. Mas a dúvida é em relação a segurança. Estou com um pouco de medo. Moro no Rio, na capital, sei que vai ser necesário também um seguro. Pensei em comprar para captar imóveis, supermercado, faculdade e resolver alguns problemas no centro do Rio e chegando a ter que pegar estrada a 80 km.

    ResponderExcluir
  27. Não entendo nada de moto, mas quero comprar uma. Só uma dúvida: qual é a diferença entre essa Lead e a Biz? As duas são scooters, certo?

    ResponderExcluir
  28. GIOVANNA,
    Gostaria de comprar a Lead, mais ela tem um limitador de 84km/h, mais ela oferece mais espaços para guardar meus pertences, mais também gostaria de comprar a biz 125+, mais ela nao me oferece tanto espaço assim. Ai pergunto: qual devo comprar? Pois quero uma Honda e mais cara mais e Hond ne.

    ResponderExcluir
  29. GIOVANNA,
    Gostaria de comprar a Lead, mais ela tem um limitador de 84km/h, mais ela oferece mais espaços para guardar meus pertences, mais também gostaria de comprar a biz 125+, mais ela nao me oferece tanto espaço assim. Ai pergunto: qual devo comprar? Pois quero uma Honda e mais cara mais e Hond ne.

    ResponderExcluir
  30. Olá sou Gabriel. Eu estou fazendo 18 anos agora, e estou pesquisando algumas scooters, pois sao bem economicas e mais 'baratas'. Eu gostaria de saber qual seria melhor uma Lead ou uma Burgman, como nao tenho muita experiencia em moto optei por uma dessas duas, só que a Lead nao anda muito e isso seria ruim em BR, estrada. Já a Burgman anda um poco mais. Voces teriam algumas dicas para me dar? e na hora de revender qual delas é a melhor? Obrigado

    ResponderExcluir
  31. Estou querendo comprar uma moto, mas estou em duvida sobre a honda lead,yamaha neo e burgman 125.Qual dessas da menos problemas?E qual dessas é mais facil de achar peças para arrumar?Abs.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Honda Lead, tenho uma e nunca pensei em trocar...

      Excluir
  32. Ola eu quero muito comprar uma lead pra ir ao trabalho sou casada e gostaria de saber se ela aguenta o peso de duas pessoas por favor me enformem, obrigada.

    obs: cerca de 140kg

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Este é justamente o limite de carga da Honda Lead! Aguenta firme sem perder a força! Pode acreditar!

      Excluir
  33. Galera, vai fazer um ano em breve que procurei, pesquisei e enfim adquiri a minha Honda Lead. Se vcs lerem o meu post eu não tiro uma vírgula do que disse. A cada dia vejo mais Leads por ai. Ainda não posso comparar com a Suzuki pois nunca andei em uma mas sei que apenas correm mais.

    VELOCIDADE: Se a intenção é velocidade, compre uma moto. Na cidade de São Paulo no dia-a-dia não tem como correr no corredor. E mesmo que corra não vai fazer tanta economia de tempo para o seu destino. Scooter durante a semana em geral é para ir ao trabalho e voltar no máximo. Não dá para usar scooter para ser motoboy no trânsito caótico. Eu pego a Av. 23 de Maio para vir e a Marginal Pinheiros para voltar. Por mais que a scooter corresse 300km/h, no corredor não dá para fazer nem 100km/h e a média fica no máximo em 70km/h. Na Marginal se vc fizer uma média de 100km/h corre o risco de morrer. Então para quem está pensando em comprar scooter para fugir do trânsito a minha dica é: não releve tanto a velocidade que ela chega, para qualquer scooter. Mesmo que vcs venham de 50km de distância, já vai ser um adianto INCOMPARÁVEL. Depois que comprei a Lead nunca mais andei de ônibus pq simplesmente não faz sentido, com uma scooter vc corta tudo e chega mais rápido em qualquer lugar. Pra ir na 25 de Março no sábado é super simples. Outra coisa, se de fim de semana a idéia é correr, já falei...compra uma moto. Se a idéia é passear, uma scooter é show.

    BAGAGEIRO: sem comentários. Carrego uma mala de viagem + uma mochila nas costas facilmente quando preciso. Já fiz compra de supermercado e coloquei um monte de coisa no bagageiro + no baú que é bem útil + sacola pendurada no painel da frente + uma caixa com compras no meu pé! ahahahh. O peso máximo que ela comporta de carga é 176 kg. Uma pessoa de 70 kg mas outra de 70 = 140kg

    ECONOMIA: continua a média de 35km/l e 10 reais por semana. Maravilha! Eu gastava R$25 por semana de ônibus, fora esperar por ele e mais hora de trajeto.

    SEGURANÇA: a minha opinião (posso estar errado) é que scooter não precisa de seguro. Deixo na rua sempre ao lado de várias motos quando vou para aula de noite na AV. Paulista. Se deixar sempre perto de outras eu penso que o ladrão não vai querer pegar justo uma scooter comparado as motos que tem mais peçcas para serem vendidas por ai ou as Twisters que são bonitas e rápidas. O mercado de peças entre ladrões ainda não está para scooters. Se o ladrão quer uma moto ele vai pegar uma que eles possam depois assaltar por ai (bancos, postos) e não vai ser como uma scooter que ele vai fazer isso. MANUTENÇÃO: Quando escrevi o primeiro post ia fazer 1000km, fui na revisão e precisou trocar somente o óleo que foi R$24,10. Muito barato. Na revisão de 4000km gastei mais R$29,10. Ridículo. Um dia sai com a Lead e esqueci de tirar a corrente. Machuquei a bichinha e quebrou o cabo do velocímetro. Mais R$45. O Atendimento na Honda é muito bom. Vc agenda e leva pela manhã e no fim do dia pega de volta. Para lavar é mais 15 reais lá na concessionária mesmo. O pessoal disse que é melhor trocar o óleo em intervalos de 2000km. Logo vou levar ela lá de novo...

    ResponderExcluir
  34. Enfim...

    CUSTOS: Só para vcs saberem eu anoto tudo. Como disse antes eu não queria ter dor de cabeça com Dafra e Sundown e preferi comprar algo novo e de marca reconhecida. Meu pai tem um carro honda fit modelo antigo já faz 3 anos e a sensação em relação a marca é que é muito bom, durável e resistente. Bom, vou passar os custos das coisas que já gastei com a minha Lead.

    Lead com baú + docs:....... 6500,00
    Capa para moto:.............. 70,00
    custo carta:................ 500,00
    capacete:................... 130,00
    capa de chuva:............... 63,00
    corrente:.................... 45,00
    Revisão 1000:................ 24,10
    revisão 4000:................ 29,10
    IPVS,DPVT, Licenciamento:... 430,72
    luva:........................ 20,00
    perninha lateral de apoio:... 62,31
    cabo do velocimetro:......... 45,00
    combustível em 10 meses:.... 379,28

    TOTAL passados 10 meses:... 1798,51
    (considerei só o pós-compra)

    Quando eu quis comprar a minha procurei por informações e achei boas infos aqui. Agora gostaria de contribuir com info mais substanciais e experênciais para ajudar na escolha de vocês.
    Logo logo vou agendar a minha inspeção veicular. Mais 50 reais. A Lead do meu amigo passou com nota ZERO de emissão de gases poluentes.
    Abraços

    ResponderExcluir
  35. Olá Ernani....

    Estou pensando em comprar uma lead e gostaria de saber qual a velocidade máxima dela?

    Obrigada.

    ResponderExcluir
  36. 85km/h no máximo. Ela tem um limitador de velocidade. Por isso que ela economiza na gasolina.

    Mas relembro o que que escrevi no item "velocidade". Se a idéia é velocidade, não é a scooter que vc deve comprar. Quero deixar bem claro que qualquer scooter não é uma mobilete ou um burro de carga. Ela é bem agil, prática, econômica e serve para fugir do trânsito. Ponto!
    abraços

    ResponderExcluir
  37. Obrigada Ernani....

    Na verdade estou entre a Lead e a Biz....meu esposo acha que devo comprar a biz por ser mais conhecida...mas eu gosto mais de scoter...e me apaixonei pela lead, só não gostei do fato de não ter cavalete lateral, mas pude perceber que vc colocou na sua. Foi na autorizada mesmo?

    Abraço..Karla

    ResponderExcluir
  38. Olá a todos pessoal.
    Acabei de comprar a minha LEAD, cinza escuro há cerca de uma hora.
    Vou buscar no sábado que vem.

    R$ 5.990,00 scooter
    R$ 50,00 descanso lateral
    R$ 350,00 bolha givi grande
    R$ 149,00 bauleto de 21 litros

    Minha esposa queria levar na hora... pena que não deu... teremos que esperar no sábado.

    Ainda mem que tem café da manhã na loja...

    Abçs a todos,

    LOWER COMA

    ResponderExcluir
  39. Srs. Vou lhes confessar uma coisa: a suzuki virá para detonar, e acredito que a honda lead 110 não vai aguentar a pressão. Só pra começar o motor da burgman 125 já vem com 12 cv, pra quem conhece sabe que isso faz uma enorme diferença, e depois ela virá também com injeção eletronica e com espaço para dois capacetes sob o banco.

    ResponderExcluir
  40. Olá pessoal, gostei muito do blog, até agora só gente séria. Pois bem, morei no Japao por 18 anos e sempre tive motos grandes, mas no dia a dia usava as scooters. Agora de volta ao Brasil, minha esposa decidiu pela Honda Lead e está satisfeita pela economia, etc... Eu particularmente gostaria de uma velocidade final um pouco maior para eventuais entradas em estradas.

    ResponderExcluir
  41. Nakasone
    Setia mesmo bom velocidade máxima um pouco maior, mas poderia não ser muito seguro para a maioria dos motociclistas que usam esse tipo de veículo.

    ResponderExcluir
  42. Oláaa... comprei uma Lead hj...
    Já andei de Biz...
    Alguém pode me dizer qual a melhor?!?!
    A Lead é edição Limitada?!
    Obrigada!
    BjO´s

    ResponderExcluir
  43. Elton Melo18/12/10 13:37

    Amigos, estou prestes a comprar a minha primeira moto para pequenos trajetos urbanos. Vejo que a Honda impera na maioria dos fóruns que pesquiso, mas deixando de lado o "preferencialismo", me digam qual das duas marcas e modelos de fato oferecem mais SEGURANÇA (estabilidade) e ECONOMIA: HONDA LEAD ou YAMAHA NEO AT115???

    Abraço!

    ResponderExcluir
  44. Ricardo

    Li que a Honda daí vos aconselha a mudarem o óleo de 2.000km em 2.000km.
    Aqui em Portugal aconselham de 10.000km em 10.000km.
    No entanto aconselho a verem o nível ao fim de 2.000km, pois se andarem com ela depressa vai consumir um pouco de óleo. A minha em 11.000km já gastou 0,7l. Como sabem o depósito tem exactamente esse tamanho, logo nem vale a pena trocar, é só ir acrescentando.
    Mas convém um dia limpar o filtro de óleo, e nesse dia têm de trocar o óleo todo.

    Cumprimentos a todos,

    ResponderExcluir
  45. Estou com a minha Lead com 6775km rodados, respondendos a algumas duvidas, a Lead só compensa para quem vai transitar na cidade ou em trajetos pequenos até 100km de distancia e com velocidade abaixo de 80km/h. A Lead atinge até 88Km/h mas fica forçando muito o motor o que não chega a causar insegurança, mas reduz sua vida util. Em estradas ela é ruim, pois a sua velocidade de deixa sucetível a ultrapassagens de caminhões e onibus, você realmente pensa que vão passar por cima de você. Porém na cidade se mostra agil, de facil manuseio, perfeita para quem leva materiais como noot, cadernos, ou como eu que levo meu jaleco. Tudo que vc levar chega limpo, seco, em perfeitas condições. A moto não é instavel em hora alguma, inclusive tomei um susto ao passar por uma ondulação aqui em SP que se formou por alguma falha no asfalto, cheguei a assustar bastante, mas a moto não me deixou cair, neste dia tive certeza de que a Lead é completamente confiavel. Lembro que a economia é bem legal, porém não pensem somente no combustivel, pq vc tem que trocar o oléo a cada 1000 km 18 reais e fazer revisão a cada 4000 que fica em torno de 230 reais. Em relação a burgman não tem comparação a burgman é mais potente, mas não chega a dar confiabilidade para viagens, então de nada vale esta potencia a mais fiquem com a segurança do aro 12 da Lead e a praticidade do bagageiro maior. Qualquer duvida me mande e-mail diegomaiaaze@yahoo.com.br.

    ResponderExcluir
  46. vanderle sales08/11/11 16:42

    MEUS AMIGOS , QUANDO A SUA MOTO LEAD PRECISAR DE UMA PEÇA, COMO RETENTOR, PNEU,JUNTA OU QUALQUER OUTRA PEÇA, REZE MAIS REZE BASTANTE PARA ENCONTRAR, FIZ UM PEDIDO PELA MONACO MOTOCENTER AQUI DE BELEM-PARA DE UMA JUNTA DA TAMPA LATERAL, 2 RETENTORES,ELEMENTO DO FILTRO DE AR E PASMEM UM MPNEU TRASEIRO ESTA APENAS COM 40 DIAS E NECAS ISTO É ESTOU SEM MOTO A TODO A ESTE TEMPO EMOLE OU QUER MAIS, E JA PROCUREI EM TODAS AS CONCESSIONARIAS DA HONDA NÃO TEM ESTAS PEÇAS, POR ISTO PROCUREM OUTRA ESCUTER PARA COMPRAR, DEVIDO A DEMORA COMPREI UMA NEO DA YAHAMARA ESPERO NÃO TER PROBLEMAS TAMBEM.

    ResponderExcluir
  47. vanderle sales08/11/11 16:45

    amigo elton consertesa compre a neo 115 ja tive 2 e cai na besteira de comprar esta bosta da honda que é a lead nem peça tem de reposição e sem

    ResponderExcluir
  48. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  49. Em relação ao consumo, qual é a melhor opção BIZ ou LEAD? E qual a média de cada uma?
    Nilton Rafael

    ResponderExcluir
  50. hem tenho uma deficiencia na perna esquerda quero compra uma automatica qual sera melhor pra mim eu peso 141 kilos alguem pode me informa pra mim só da automatica agradeço galera fabio brasilia df

    ResponderExcluir
  51. Quero alertar a todos que pensam em comprar um honda lead. Não caiam na besteira de fazer um consórcio dessa moto, eu fiz e agora eles não tem moto para me entregar. Uma colaga ficou 5 meses esperando a moto chegar depois de ter pago o lance. Isso é um absurdo, a honda não respeita seus clientes vendendo uma cota de consórcio de um produto que não consegui produzir. Na bahia, por exemplo, você não encontra essa moto em nenhuma concessionária do estado. se vc fica 5 meses aguardando uma moto, quanto tempo ficará aguardando uma peça? Não compre cota de consorcio da honda lead.

    ResponderExcluir
  52. Comprei a minha lead, vou pegar amanhã, posto minhas impressões aqui, mas pra todos proprietários que perguntei só escutei elogios.

    ResponderExcluir

Olá AUTOentusiasta, seu comentário é sempre bem-vindo! De preferência, identifique-se ao comentar.
Atenção: comentários contendo ofensas pessoais, a marcas, a fabricantes isoladamente e/ou em conjunto, a nacionalidade de veículos, bem como questionando práticas comerciais lícitas e margens de lucro aceitáveis nas quais este blog não interfere, bem como o uso de palavras de baixo calão e a exposição de outros leitores ao ridículo, não serão publicados. O AUTOentusiastas se reserva o direito de editar os comentários sem declinar motivo.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...