12 de setembro de 2010

PÉSSIMA MANIA

Foto: clubelexus.com

Voltava agora à noite de um município da Grande São Paulo quando um imbecil - não há adjetivo mas apropriado - me seguiu por um tempo com os faróis de neblina ligados (não é o da foto, que é só exemplo). Como se não bastasse, levantados (como os da foto) para iluminar bem adiante, pois com a regulagem padrão o alcance é mínimo, em favor de grande campo à frente que ilumina as margens da via quando há neblina. É para isso que esses faróis servem.

Eu só queria entender qual é a graça ou a lógica de ligar os farois de neblina sem que seja necessário para a visibilidade. Será que o motorista acha mesmo que o carro fica lindão? Será pobre de espírito assim? Ou será que acha que enxerga melhor? - uma enorme besteira, pois acima de 40 km/h o carro corre mais que a iluminação desses faróis auxiliaires.

Esse é um assunto que merece ser regulamentado pelo Contran. Só assim acaba essa péssima mania. Todos, especialmente os brasileiros, só aprendem pelo bolso.

BS

123 comentários:

  1. Concordo Bob,
    Se houvesse o "trabalhoso" patrulhamento e com legislação clara à respeito veríamos muito menos essas "árvores de natal" ambulantes.

    Já vi em TV, Internet, impresso, um sem número de propagandas com o carro na cidade, à noite e os milhas/auxiliares ligados, mas não sei até que ponto isso pode influenciar a apoteose de alguns motoristas.

    O pior é que as mesmas autoridades que permitem isso queriam coibir a instalação/uso de brake-lights anos atrás.

    ResponderExcluir
  2. Marcelo Augusto12/09/10 23:57

    Interessante é que certos itens nos automóveis são somente exigidos quando viram artigo de enfeite, beleza. Apesar que muitos acham que faról de neblina é um "segundo faról baixo", que "não atapalha ninguém"... é de doer não é? Quem se ofusca com faról baixo não deveria nem dirigir. É só ficar alguns minutos em uma concessionária ou loja de auto peças que se verá a quantidade de pedidos. Tomara Deus que não comecem a achar que as traseiras também são itens de beleza, por enquando vou acreditar que os que vejo com elas acessas é porque não conhece o comando das luzes do carro.

    O mesmo vem acontecendo com os repetidores laterais das setas. Quando eram usadas nas laterias, ninguém dava bola, agora que se tornou item estético na visão destes bobões, todos querem. O pior é que o usado nas laterais é bem mais visível em algumas situações.

    ResponderExcluir
  3. Valdeson J. Amaro13/09/10 00:17

    Bob, os faróis de neblina só ofuscam e/ou atrapalham bastante o motorista da frente caso o dono do carro faça isso que vc mencionou: mudar a regulagem para que eles iluminem mais adiante, fugindo do propósito que foram projetados. Caso estejam em posição original, eles são inofensivos, podendo ficar ligados tranquilamente. Eles não vão iluminar mais adiante, mas iluminam mais "aberto", ajudando um bocadinho em estradas mal sinalizadas.

    Hj mesmo peguei uma estrada de pista simples aqui no interior de Goiás e senti falta dos faróis de neblina (que meu carro não possui), pois quando estão bem regulados eles são uma mão na roda mesmo sem neblina.

    ResponderExcluir
  4. Além da estética, o farol de milha serve pra quem vem de longe enxergar q vc vem vindo à "milhas" de distância.

    Axo Lindão o carro com a sinalera(Pingo Branco) e o xenon nos faroletes. é MAGAU.

    Abç.

    ResponderExcluir
  5. meus colegas colocaram "aquele xenon" tb nas milhas, fora as telas do dvd, gps, e display do som, todos ligados o tempo todo. viva las vegas

    ResponderExcluir
  6. Bob,

    Não vejo problema com os faróis de neblina. Sou contra quem anda com o sistema desregulado ou alterado.

    Tenho (creio que não só eu...) problemas com os imbecis que usam "chênom" em faróis que originalmente foram projetados para lâmpadas incandescentes. Aquilo é um verdadeiro afronte a segurança. Para o "propriotário" do farol, até dá a IMPRESSÃO que o bicho "alumia mió, pru quê alumia inté as praca nas ponte, só cum us faror baxu..."

    Valha me Deus...

    O que nego não percebe é que essa "iluminada extra" não está no local correto que é o chão à frente do veículo e não "as ponti du caminhu". Parece que não, mas inúmeros faróis hoje em dia estão assim, por causa destes kits "chênão" vendidos em padaria e lojas "autorizadas"...

    O André Dantas, certa vez "respondeu" à um membro de um fórum sobre os riscos de se alterar o sistema de iluminação original dos mancos, na época em que a molecada adorava instalar os "angel eyes" nos faróis.

    Inclusive, acredito eu, um post falando sobre iluminação, suas particularidades e consequências, seria interessante ter por aqui no AE.

    Abs!

    ResponderExcluir
  7. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  8. em partes, dessa vez vou discordar do mestre.

    vejo problema sim em desregular esses faróis para que o alcance seja maior, como eles se localizam embaixo virando-os pra cima vem bem aos olhos de quem vem contra, e acaba causando a impressão de que TODOS os faróis de neblina causam problemas.
    Fora os que colocam xenon ali...

    com as lâmpadas originais e regulagem original, voltados pro chão próximo ao carro não vejo problema algum, como poderiam ofuscar alguém assim se o foco dos raios está no chão e não nos olhos de quem vem contra?

    Quando rodo a noite pela cidade normalmente os deixo ligados, ajudam bastante a enxergar de ultima hora alguns buracos da nossa bela pavimentação, ajuda evitar aros tortos.

    e na luz do dia por serem lâmpadas de baixa potencia e por ficarem bem nas extremidades do para-choques servem muito bem como luzes de posição e também são de grande ajuda, nesse caso não pra mim mas para os outros.

    pra mim esses faróis auxiliares ajudam mais do que atrapalham, e sinceramente não costumam me incomodar enquanto dirijo, quando ofuscam, normalmente estão claramente desregulados (virados pra cima) ou com xenon.

    ResponderExcluir
  9. Bob,
    os "mano" acham que fica esportivo com os "milha" ligado.
    Os manés acham que é de "milha", e não sabem que é apenas para baixa visibilidade, baixa velocidade, e campo de visão restrito.
    Uma nação de burros com título de eleitor. Só poderia dar nisso.
    Abraço.

    ResponderExcluir
  10. Claude de Javel13/09/10 07:40

    Com tantos "butões" nas alavancas dos carros de hoje creio que muitos não sabem o que estão ligando. Iluminou, tá bom !

    ResponderExcluir
  11. Sandoval Quaresma13/09/10 07:50

    assim como a legislação, o Bob tá nivelando todo mundo por baixo.
    um farol de neblina com lampadas originais e regulagem padrão não ofusca ninguém. nessas condições, qual o problema de usá-los em conjunto com as lanternas de posição? em tempo, a potência das lampadas do farol de neblina é a mesma dos principais.

    ResponderExcluir
  12. Eu uso os faróis de neblina apenas em duas situações: Quando há neblina e em estradas, pela manhã ou a noite. Meu Omega tem regulagem original dos faróis.

    O que mais me irrita são as alterações da originalidade, com alterações de regulagem e lâmpadas e quando o sujeito deixa de utilizar o farol baixo para usar neblina com faroletes, é um perigo em cruzamentos.

    E o que me irrita AINDA mais são os carros que usam a luz traseira de neblina sem nenhuma necessidade.

    A Dona FIAT me irrita demais com carros com dois pares de faróis de neblina a frente, como os seus Adventure e luzes traseiras de neblina em par e elevadas como no Stilo.

    ResponderExcluir
  13. O pior é quando acendem a luz de neblina traseira! O motorista nem sabe que tá acesa. Acha que a luz laranjinha no painel é algum farol na dianteira.

    Mas, Bob, veja uma constatação minha: se o motorista brasileiro não sabe sequer usar os farois corretamente (por que também não sabe o nome dos farois), como esperar que faça o resto bem feito?


    E eu sempre falo que só os amigos peludos e a namorada imaginária desses motoristas acham "style" os "pingos" com "xenon nos milhas".

    ResponderExcluir
  14. Não concordo com o post, acho até agressivo em partes, se vem de fábrica e está regulado, qual é o problema em achar bonito e usar em condições normais? Tudo é uma questão de bom senso!

    ResponderExcluir
  15. Tiago, a condição normal para farol DE NEBLINA é usar QUANDO HÁ NEBLINA. O nome já é auto-explicativo no caso.

    ResponderExcluir
  16. aliás, é raro alguém saber a diferença entre farol DE NEBLINA e DE MILHA. Todo mundo acha que qualquer farol abaixo dos faróis normais é de milha.

    ResponderExcluir
  17. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  18. Além do citado pelo Bob, ultimamente tenho visto muitos "motoristas" trafegando dentro da cidade com o farol alto ligado...

    ResponderExcluir
  19. Verdade seja dita: quem usa farol de neblina fora do propósito pode não ser um babaca, mas se comporta como se fosse um.

    Isso se chama MANIA, não sei quando começou, talvez na década de 80: vai ver algum dono de Kadett SL, Uno S ou Gol CL tenha ficado com inveja do "jovem da rua de cima" que tinha um Kadett GS, Uno 1.5R ou Gol GTS equipado com esses faróis.

    Um grande amigo (e ainda assim, grande babaca quando acendia essa desgraça) comprou um Gol GL 1991 há cerca de 10 anos e a primeira coisa que ele colocou no carro foram esses malditos faróis de neblina, que viviam acesos.

    Certa vez, viajando para Piracicaba, reparei que todos os caminhoneiros que trafegavam pela SP-308 lampejavam o farol, pedindo mudança de facho. Logo descobri que o problema não estava no meu carro e sim no Golzinho do amigo babaca que vinha logo atrás, com os faróis de neblina acesos a 100 Km/h.

    Logo depois o amigão babaca comprou um Polo Sportline e também só andava com os faróis de neblina acesos. Mantém o hábito babaca até hoje: os motoristas ofuscados que se danem.

    ResponderExcluir
  20. Finalmente alguém que sente o mesmo que eu quando um babaca liga o farol de milha atrás de mim! Me senti como se tivesse encontrado um irmão! hehehe

    E quando o "serzinho" roda SÓ com o farol de milha ligado??
    Dá vontade de mandar matar!!

    ResponderExcluir
  21. extremamente irritante também são aqueles motoristas que, 2 quilômetros atrás de você, começam a piscar o farol alto para você sair da frente.. Poxa, é tão difícil assim ser educado e ligar a seta, indicando intenção de ultrapassar?? Eu juro que tento me controlar, mas ferve o sangue de uma maneira que não consigo explicar quando vem um desses apressadinhos piscando suas irritantes luzes de xenon!

    ResponderExcluir
  22. Bob, tenho uma teoria interessante sobre isso....os caras botam película preta nos vidros do carro para ele ficar "lindão"....e param de enxergar (pq é impossível ver algo com aquele negócio na frente)...conclusão: precisam de farol alto, farol de neblina desregulado, luz interna acesa...tudo isso para poder enxergar alguma coisa e dirigir...só que esquecem dos outros que não tem nada a ver com o fato dele querer o carro "lindão" e "cegão".

    abs

    ResponderExcluir
  23. Que tal se vocês parassem de ser radicais e extremamente certinhos e abordarem temas assim sem tanto extremismo achando que são os donos da verdade, por que quando o farol de milha está aceso e na posição original não incomoda NINGUÉM! e tem quem ache bonito, eu mesmo não acho, mas nunca me incomodei com isso, nunca me atrapalharam, o que atrapalha são esse xenon desregulados que andam por ai!
    abraços,
    e vamo ser menos radicais hehe

    ResponderExcluir
  24. Pior ainda é quando estão ligados apenas os faróis de neblina. Esta semana mesmo etive uma situação em que não enxergava o carro logo atrás de mim porque meu vidro traseiro tapava os únicos faróis ligados, os de neblina. Acabei fechando o indivíduo. Se estivesse com os faróis baixos acessos, provavelmente eu enxergaria. O pessoal é 8 ou 80. Há os ligam todos os faróis e há os que acham que lanterna é suficiente.

    ResponderExcluir
  25. Só falta ressucitarem o Kadron...

    ResponderExcluir
  26. Eu tenho sofrido nas viagens com a turma do Xenon desregulado. Pô, qualquer hora vou sofrer um acidente. pior que sinto uma dor no fundo do olho, qdo pego esses manés que usam xenon até na seta, iluminando os céus e o nosso crânio (por dentro).

    ResponderExcluir
  27. Esqueci de mencionar algo: Fiscalização sobre a venda de Xenon. O produto oriundo da China tomou conta das estradas. Até gol batedeira usa... Quem fiscaliza esse troço?

    ResponderExcluir
  28. É uma babaquice sem tamanho, pois, como já falaram, não saber distinguir 'milha' de 'neblina'. Esse tipo de comportamento deve ser um primo da 'síndrome do engate'. Já tinha comentado com o Bob no Bestcars: alguns cretinos imaginam que, andando com carro equipado com essa aberração, as pessoas vão imaginar que ele possui um barco, um 'jet-ski'... como os faróis auxiliares de neblina são opcionais (em alguns carros) a lógica deve ser a mesma.

    Pra ser sincero já encheu o saco essa história de substituírem as lâmpadas originais dos faróis por qualquer uma sem critérios, rebaixar a suspensão, películas 'fita isolante' nos vidros, som em volume monstruoso, veículos comerciais soltando fumaça absurdamente fora de padrões, e outras dezenas de coisas que acabam por diminuir em mim a vontade de fazer o que mais gosto: dirigir!

    ResponderExcluir
  29. Daniel Shimomoto13/09/10 10:45

    A Ranger é o meu segundo carro com farol de neblina e o primeiro que eu uso. O anterior, uma vez que eu lembrei dele e resolvi ver se estava ok, estava com uma das lampadas queimadas.

    A Ranger, a unica coisa que o farol de neblina faz é iluminar a área imediatamente a frente do capô, uma vez que o farol baixo ilumina a partir de mais ou menos 1,5m a partir da dianteira do carro, deixando uma faixa escura, chata de dirigir.

    A coisa que eu acho mais ridicula é quem põe o farol de neblina, liga a lanterna e acende o raio do farol. Ai fica a lanterna acesa e aquela luzona no parachoque iluminando. Pior que isso mesmo só quando a "criatura" faz a famigerada ligação de pisca, para que as lanternas fiquem iguais aos dos antigos Del Rey/Corcel II, e ai....farol de neblina!

    Abraços

    ResponderExcluir
  30. Guilherme Groke13/09/10 10:52

    Ao meu ver, o problema maior nem é o uso desnecessário do farol de neblina (que, desde que bem regulados, não atrapalham ninguém, apesar de não ajudarem em nada), mas sim a falta de utilização do farol baixo.

    Vejo freqüentemente (e muitas vezes na estrada), carros trafegando apenas com as lanternas (luzes de posição) acesas e o farol de neblina acesos; quando o carro não tem farol de neblina, apenas as luzes de posição que, ao meu ver, são úteis apenas para sinalizar um carro estacionado, pois à noite, com movimento, é quase impossível se ver um carro apenas com os faróis baixos apagados.

    Há muitos anos eu cultivo o hábito de andar com os faróis baixos acesos -- mesmo durante o dia. Acho que são úteis para chamar a atenção para o seu carro para os pedestres, motoqueiros e outros motoristas. E, desde que bem regulados, se não ajudam, também não atrapalham ninguém.

    E, como já comentado, também é muito incômoda a lanterna de neblina, que freqüentemente é acionada e o motorista sequer sabe disso.

    ResponderExcluir
  31. Rafael Bruno13/09/10 10:54

    Pelo menos o que aprendi na auto escola, é proibido andar com o farol de milha ligado sem neblina. Mas até onde há fiscalização para isso...

    ResponderExcluir
  32. Rodrigo Ciossani
    Certo, é estímulo de todo lado para isso. Está errado.

    ResponderExcluir
  33. Valdeson,
    Esses faróis só têm serventia trafegando devagar, no máximo a 40 km/h. Acima disso de nada adiantam.

    ResponderExcluir
  34. Bob,
    Talvez isso seja necessidade de ser visto ou chamar atenção ou, simplesmente, ser espírito de porco mesmo...
    Na última sexta-feira fiquei parado por uns 5 minutos num engarrafamento atrás de um Logus com três(!) luzes auxiliares de freio (vulgo "brake light"), além das ortodoxas, nas lanternas. Uma estava fixada no centro do vigia, na parte de cima, as outras duas nos cantos inferiores. Depois que consegui sair de trás do carro, fiquei vendo três bolas escuras e piscantes por alguns minutos...

    ResponderExcluir
  35. Anônimo das 00:33,
    Estética? Consegue explicar?

    ResponderExcluir
  36. faivic
    Viva Las Vegas? Em automóvel? Desse jeito o Contran vai acabar com toda iluminação que não seja pelos faróis principais -- com apoio meu e de muita gente.

    ResponderExcluir
  37. quem acende farol de neblina quando não tem neblina então é "babaca". ok ok, vocês são muito "gente-fina".
    sandálias da humildade pra vocês.

    ResponderExcluir
  38. Eduardo Chiavaloni
    O problema é que o (mau) hábito de usar esses faróis auxiliares sem que a condição de tempo o exija leva à desregulagem para que iluminem alguma coisa, fora que não têm o facho assimétrico de farol baixo obrigatório. Têm que ser proibidos de usar sem neblina, pois só servem mesmo nessa condição meteorológica. Já mandei o link do post para o diretor do Contran Alfredo Peres da Silva.

    ResponderExcluir
  39. Dener,
    De novo: esses faróis não auxiliam em nada quando não há neblina. Você apenas desenvolveu um mau hábito. Talvez por achar que o carro fica bonito, como a maioria, mas é um farol que não foi feito para a finalidade de enfeitar. Ele nem facho assimétrico tem.

    ResponderExcluir
  40. Claude de Javel
    Isso acontece realmente. No trânsito sou chato com a luz traseira de neblina acesa: emparelho e aviso o (a) motorista.

    ResponderExcluir
  41. Sandoval Quaresma,
    Se estiverem com regulagem correta de nada adiantarão, além de você não enxergar placas de trânsito se não estiver com os faróis baixos ligados. Aliás, andar só com lanterna à noite é infração de trânsito. O código não diz que farol de neblina substitui farol baixo.

    ResponderExcluir
  42. Rafael Hagi
    A Fiat Adventure tem um par de faróis de neblina e outro de longo alcance. E duas luzes traseiras de neblina é melhor que só uma, não acha?

    ResponderExcluir
  43. Leo,
    De fato, aquela luz traseira forte na sua cara é muito chato.

    ResponderExcluir
  44. Tiago Vieira,
    Já comentei com outros, este farol auxilinar não foi feito para uso normal, só com neblina. O facho não é assimétrico como no farol baixo, portanto sempre incomoda um pouco e sem este ligado não se enxerga as placas de trânsito, que são reflexivas. Portanto está errado na essência.

    ResponderExcluir
  45. Leonardo Cardoso,
    Tudo a ver, comentário perfeito!

    ResponderExcluir
  46. Anônimo das 10:03
    O facho do farol de neblina não é assimétrico. Só isso já basta para condenar seu uso para o carro ficar "lindão". Fora que não se exerga a sinalização vertical, que é reflexiva.

    ResponderExcluir
  47. Rodrigo Costa
    Exatamente. Há momentos em que não enxerga o carro que está atrás. Fora que é proibido trafegar à noite sem faróis baixos ligados.

    ResponderExcluir
  48. FábioE.A.
    Quem deveria fiscalizar é qualquer polícia engajada em trânsito. Mas dá um trabalho...

    ResponderExcluir
  49. Daniel Shimomoto
    Essa combinações de luzes são mesmo um horror, coisa de quem tem cabeça oca.

    ResponderExcluir
  50. Guilherme Croke
    Também uso farol baixo durante o dia, mas só em caso de necessidade, como aglomerações de pessoas, muitos ciclistas etc. Mas desligo-os assim que posso por farol baixo ligado acende lanternas traseiras, o que não é bom em condições normais, pode confundir com luz de freio, por exemplo. Por isso é que sou favorável ao farol de uso diurno, mais fraco que o normal e que não liga lanternas.

    ResponderExcluir
  51. Rafael Bruno,
    Como assim? Pode explicar melhor?

    ResponderExcluir
  52. Mais uma péssima mania dos nossos queridos motoristas.

    ResponderExcluir
  53. Se a gente for listar todas as atitudes babacas dos motoristas, este post passa das 500 respostas, fácil. Querem mais uma? A do imbecil que pensa que carro é boate, gasta nele em som mais do que o próprio carro vale, e sai com o volume ligado no máximo, o que o deixa alheio a todos os sinais sonoros exteriores que ajudam um motorista a perceber o que ocorre em sua volta, como uma sirene, uma buzina, um apito do guarda, etc.

    ResponderExcluir
  54. Os faróis de neblina são itens que além de iluminarem as faixas laterais e de divisão de pistas têm tb alta intensidade pra que o veículo seja visto através da neblina e não par o condutor enxergar através dela. Mesmo porque, devido ao desenho de seu refletor seu alcance é muitíssimo limitado. Assim como a luz de neblina traseira que tb serve para que vejam o veículo a frente e por isto que sua intensidade é mais alta.

    ResponderExcluir
  55. Bob,

    Faróis de neblina originais, regulados conforme especificações originais, não incomodam ninguém.

    Então, se usados em conjunto com os faróis baixos, mal não fazem. Portanto, qual seria o problema?

    Como voce mesmo disse, abaixo de 40km/h eles são úteis. Então, no trânsito urbano, a cada saída de semáforo, vale a pena utilizá-los. Como não faz sentido ficar desligando-os a cada vez que se supera os 40km/h, melhor deixá-los ligados sempre que se ligar os faróis baixos.

    ResponderExcluir
  56. Mister Fórmula Finesse13/09/10 13:33

    Eu utilizo os faróis de neblina de dia em uso rodoviário e com ótimas condições de tempo - além da neblina claro - para ficar mais evidente para quem vem contra. O carro fica mais vísivel para alquém que tente forçar uma ultrapassagem do outro lado, um trausente na rodovia, uma moto...etc

    Não ofusca pois os carros que pego ao contrário sob tal uso não incomodam e é fácil divisar de longe o fluxo. Já verifiquei a lanterna traseira de neblina e a mesma é diminuta, o brake light bem evidente não dá margens a erros de interpretação.

    De noite, só uso os faróis se tiver neblina mesmo.

    ResponderExcluir
  57. Bob, até onde eu sei os faróis de milha nos FIAT Adventure estão mais ao centro do carro (próximos à grade) e os duplos faróis abaixo dos faróis normais são de neblina, portanto, dois pares de faróis de neblina.

    A luz traseira de neblina, uma basta. Ainda mais que aqui não se utiliza da forma correta. Aqui é uma tortura andar atrás de um Stilo ou "207" com essas porcarias acesas sem necessidade.

    ResponderExcluir
  58. Sandoval Quaresma13/09/10 13:40

    Bob, você é um reclamão de mão cheia e seus carros são de moça. Não pode ter tapete, não pode ter película, não pode acender o farol de neblina se não tiver neblina. eu não disse que farol de neblina substitui farol baixo. ainda não entendi qual é o problema de se usar as luzes de neblina como o Mister Formula Finesse bem descreveu. Visibilidade. Ser visto. E sem incomodar os outros. Aberrações existem em tudo quanto é canto, o que não pode é achar que essas aberrações é comportamento padrão de todo o resto.

    ResponderExcluir
  59. Raphael Hagi, os farois que você cita como sendo de "milha" próximos à grade são as luzes alta (o farol desses carros é de duplo refletor) e no parachoque, o par inferior é de neblina e o superior é de milha que só acende em conjunto com a luz alta.

    ResponderExcluir
  60. Raphael Hagi, os farois que você cita como sendo de "milha" próximos à grade são as luzes alta (o farol desses carros é de duplo refletor) e no parachoque, o par inferior é de neblina e o superior é de milha que só acende em conjunto com a luz alta.

    ResponderExcluir
  61. Farol de milha não incomoda? Bem, ao motorista que está dirigindo não incomoda mesmo. A mim que estou no sentido oposto incomoda sim Sr. Quer ser visto? Use o farol baixo.

    ResponderExcluir
  62. tem muita gente confundindo fiofó com as nádegas. Farol de milha é uma coisa e de neblina é outra. milha é de longo alcance, facho fechado e concentrado, neblina é de alcance reduzido, facho aberto horizontalmente.

    ResponderExcluir
  63. Muito bem. Eu imaginava que fosse a mesma configuração do Omega e Monza, com a lâmpada H4 na parte externa do farol, com os faixos baixo e alto e o milha ao centro.

    Agora, certamente a moçada altera a configuração da fiação dos carros, pois já estou cansado de ver carros com tudo acesso e apenas os faroletes acesos.

    ResponderExcluir
  64. Uma coisa que observei também no novo GOL, dirigi um GOL e um Saveiro Trooper e os dois eram assim.

    O botão de acionamento dos faróis de neblina e luz traseira de neblina eram apenas um. Você tecla uma vez e acende os dianteiros, duas vezes ficam os dianteiros e traseiros e mais uma vez, desliga o sistema.

    Como ninguém lê manual, nem vai se atentar à simbologia diferente que é mostrada para faróis e lanterna traseira, vai ver tem gente rodando com tudo ligado sem saber.

    Já me disseram que em outros modelos se acende os faróis, a luz traseira é acesa automaticamente.

    ResponderExcluir
  65. O Juvenal Jorge deu exemplo de como se faz um comentário educado!!!
    Parabéns!!!
    Pela arrogância é claro!!!!

    ResponderExcluir
  66. Dependendo do ângulo que estão dois carros em sentidos opostos, até farol baixo ofusca. Se você está no topo da ladeira, nivelado, o carro que vem subindo joga o facho de luz nos seus olhos, deixando-o sem visão por segundos preciosos.

    Vale também em situações que a diferença de altura devido ao relevo da estrada deixa o carro oposto com os faróis no nível dos seus olhos.

    Por causa disso, a justificativa do pessoal que o farol de neblina não ofusca por estar baixo me parece bem furada.

    ResponderExcluir
  67. não quero que me ofusquem, não quero pegar congestionamento, não quero aguardar passagem na esquerda, não quero película, não quero bola de engate, não quero tapete, não quero carro flex, não quero que a polícia me multe por excesso de velocidade pois EU sou "ENTUSIASTA" e SÓ EU sei andar rápido.
    bando de PERÔBO.

    ResponderExcluir
  68. Marcelo Augusto13/09/10 17:25

    Pior é quem se diz gostar de automóveis e fazer esta prática de faróis de neblina sem necessecidade... e ainda querer justificar.

    ResponderExcluir
  69. Concordo com as palavras do "Mister Fórmula Finesse".

    ResponderExcluir
  70. Anônimo de 16:29
    Parabéns por ser entusiasta, mas lamentavelmente você está um degrau abaixo de nós, autoentusiastas. Então vai ter que enfrentar todas essas situações. Nós, não. Chato, hein? Ah, explique o que é perôbo, vocâbulo inexistente nos dicionários.

    ResponderExcluir
  71. Rafael Hagi
    A Blazer e a S10 são assim, acendeu faróis de neblina, acende-se a luz traseira de neblina.

    ResponderExcluir
  72. Anônimo das 13:05
    Essa é outra praga do nosso trânsito.

    ResponderExcluir
  73. Sandoval Quaresma
    O uso do farol de neblina sem nevoeiro tem o mesmo efeito de acender o farol baixo -- deixar o carro mais mais vísivel de dia --, com a vantagem que este tem facho assimétrico e o de neblina, não. Esse faróis incomodam mais que os baixos. Usei Omegas durante três anos e meio e só uma vez os faróis de neblina foram ligados. Você e muitos usam-nos por estética apenas.

    ResponderExcluir
  74. Resolvi fazer o teste de ligar os faróis de neblina de meu carro, para tentar entender o porquê de tamanha popularidade do equipamento. Ligado sozinho, não ilumina praticamente nada, a não ser que você resolva usar o carro à noite para iluminar e varrer o meio fio... Junto com os faróis baixos, fica difícil de se perceber que algo muda quando os faróis de neblina são ligados ou desligados. Ou seja, fora de condições de neblina, não servem para nada!

    ResponderExcluir
  75. O uso de farol de neblina na cidade esta errado, pois prejudica os outros, quem anda de moto já deve ter tido a infeliz experiencia de pegar um carro com farois auxiliares acesos ou xenon no sentido contrario, e por sorte não "tomar um chão" por causa disto, pois o momento que o cara passa por estes veiculos o cara enxerga pouco e estes segundos de cegueira pra um motociclista pode ser a diferença entre cair em um buraco ou desviar dele.... agora ainda em no mesmo assunto eu a algum tempo procuro um material ou ilustração que me explique como regular corretamente estes farois e não acho alguem aqui do AE poderia dar uma luz sobre isto?

    ResponderExcluir
  76. SOTEROPOLITANO13/09/10 19:39

    Road Runner, na regiao sudeste as pessoa chamam d BAIANO tudo que é feio, desprovido de harmonia ou estetica. Trata-se de uma injustiça com as pessoas que sao naturais do estado da Bahia e um grande preconceito contra nordestinos, que sao todos genericamente chamados de BAIANOS. O paulista utiliza o termo BAIANO de forma pejorativa, ainda que marque presença nos show da Ivete Sangalo. Criou se o mito de que os BAIANO sao pessoas vagarosas, lentas e preguiçosas. Sugiro portanto mudar o nome de FAROL DE NEBLINA para FAROL DE BAIANO, considerando que eh um aparelho de iluminação destinado ao trafego LENTO, em condicoes de neblina. Muitos deixariam de usar o acessorio, pois ao menor sinal de seu funcionamento as pessoas começariam a gritar "LA VEM O BAIANO!". E ninguém gosta de ser chamado de baiano por aqui, chega a ser uma ofensa. Mas ajudaria bastante, ainda que a CIBIE se visse obrigada a mandar alguns baianos para o olho da rua com a baixa demanda pelo farolete.

    ResponderExcluir
  77. Esses "autoentusiastas", sei não...
    Ficam pedindo pra lei regular tudo, mas quando tomam uma multa ou sofrem do próprio veneno, vem chorar as pitangas na mesma hora...

    ResponderExcluir
  78. Arthur Costa13/09/10 20:55

    Faról de neblina no lugar dos baixos indica um condutor despreparado, que não conhece os próprios equipamentos do veículo e suas funções. Quem realmente gosta de automóvel e dirigir, procura usá-lo como se deve.

    É isso que me vem à mente quando os vejo na rua.

    ResponderExcluir
  79. Bob veja o vídeo abaixo, mostra bem como atrapalha uma luz traseira de neblina acesa a noite, sem necessidade.

    http://www.youtube.com/watch?v=-Ldi7GH_cWc

    Isso ilustra bem como itens de segurança sendo usados de maneira errada acabam tendo efeito contrário.

    ResponderExcluir
  80. Felisberto13/09/10 22:45

    Bob, você mencionou o Contran. Essa questão dos faróis de neblina me lembra a atuação daquele órgão envolvendo a utilização de engates para reboque. Inicialmente, decidiu-se que o engate deveria ser escamoteável, ou seja, seria constituído de duas partes: uma oculta e outra aparente. Esta última, só poderia ser utilizada quando o veículo estivesse efetivamente conectado ao reboque. Na minha opinião, a solução perfeita. Contudo, havia um pequeno "inconveniente". Somente quem realmente necessitasse rebocar algo compraria o engate. Em outras palavras, acabaria o excelente negócio para fabricantes e comerciantes propiciado por essa cultura de utilizar o engate como proteção ou arma. Inexplicavelmente, pouco tempo depois, o Contran, reconsiderando sua decisão anterior, estabelece que o engate poderia ser, sim, fixo, mas estipula novas características para o equipamento. Resultado da nova resolução: 1 - dada a cultura de muitos proprietários de veículos, a continuidade do uso desvirtuado do engate. 2- Num primeiro momento, um substancial aumento nas vendas em razão da demanda por parte daqueles motoristas já possuidores de um engate que, arraigados àquela cultura acima citada, tiveram de substituí-lo pelo modelo que atendesse às novas normas.

    ResponderExcluir
  81. Então tá explicado porque tanta gente usa indevidamente os faróis de neblina. Até aqui encontramos defensores do uso indevido do acessório.

    Rodrigo Costa

    Essa é a situação mais escabrosa do mau uso dos faróis de neblina. Também aconteceu comigo situação semelhante. O carro era preto e "filmadão" e só não fechei o cara porque já havia percebido o carro antes, quando ele estava visível a uma distância maior.

    Aqui em Bauru é comum ver carros totalmente apagados, só com uma luzinhas ridículas azuis ou vermelhas. É incrível que não sejam multados. Multa só para quem passa a 53 km/h em certas avenidas, pelos infalíveis radares.

    Bob

    Esse mau uso é uma das coisa que mais me irrita no trânsito. Seja pelo ofuscamento ou mesmo pela ignorância, burrice e/ou babaquice de quem usa. Há outro uso em que os faróis de neblina possam ser úteis? Há quem diga que em chuvas muito pesadas ou em fumaça densa de queimadas eles ajudam. Isto procede?

    Gustavo

    ResponderExcluir
  82. Moda de idiota essa do farol de milha ou auxiliar

    ResponderExcluir
  83. Respondendo à sua pergunta, caro paladino da moral e dos bons costumes (desde que não doa no seu bolso), abaixo vai o significado de perôbo:
    http://br.answers.yahoo.com/question/index?qid=20090327102935AAGUPqI

    ResponderExcluir
  84. Concordo com o anônimo das 13/09/10 20:27.
    há 2 exemplos: a questão do excesso de velocidade e o uso do celular. este último, que já foi comprovado cientificamente como sendo um fator de risco de acidentes, pois é fato que diminui a atenção do condutor ao trânsito, no entanto é defendido como prática inofensiva.

    ResponderExcluir
  85. Leandro N. Tuzuki14/09/10 10:04

    Olá, Bob, tudo bem? Infelizmente, essa prática não é exclusividade apenas do "nosso país". Hoje moro no Japão, onde as leis de trânsito realmente são efetivas. Digamos que é totalmente o oposto do que ocorre aí no "Brazil".

    Percebi que aqui também se faz uso indiscriminado dos faróis de neblina sem que as condições climáticas os exigem. Acho que esses acessórios são instalados mesmo no intuito de "embelezar" a "caranga". Uma pena pois nunca se deve brincar com a segurança.

    Abraços e até a próxima.

    Atenciosamente,
    Leandro.

    ResponderExcluir
  86. ''acima de 40 km/h o carro corre mais que a iluminação desses faróis auxiliaires''

    carros mais rapidos quea luz então..ok...

    eu uso meu faróis de milha ( vieram com o carro ) pois trafego em estradas vazias escuras ruins e perigosas, pouco me importa sua percepção da utilidade das milhas ou se vc me acha tolo ou não, ja escapei de um bezerro , um cavalo , uma paca , e 6 vacas holandesas que estavam perfeitamente camufaladas sobre uma arvore a luz do luar .
    Se vejo outro motorista eu simplesmente abaicho o farol e as milhas desligam automaticamente .

    Portanto discordo do seu post.
    melhor compra milhas mai rapidas né... pede pro amigo aqui do blog por uma v8 na suas milhas . =D

    ResponderExcluir
  87. Delph,
    Acima de 40km/h seu olho não percebe com exatidão os 1,5, 2m a frente do seu carro os quais os faróis auxiliares se predispõe a iluminar.

    Farol alto no seu caso resolve, que ilumina muito mais adiante, ou mesmo os de longa distância, e sempre desligando-os quando cruzar com outro veículo no sentido contrário.

    Simples?

    ResponderExcluir
  88. Me parece que os anônimos (sempre eles) que ironizam o uso incorreto da iluminação do veículo e acham que multas a 35km/h uma solução eficiente estão satisfeitos com o sistema de trânsito no país.

    Também devem achar que alemães e ingleses são incoerentes e que seu sistema de trânsito é uma zona.

    ResponderExcluir
  89. Melhor que ser hipócrita.

    ResponderExcluir
  90. R. Tedesco14/09/10 13:05

    Bob,

    eu uso o farol de neblina na cidade tambem, mesmo sem neblina.

    Explicacao: esses farois no meu carro estao regulados baixos como devem ser, e de fato complementam o facho do farol baixo, na zona de visao entre o capô e o facho do farol baixo, e tambem nas laterais (gostei do termo "varre guia" que alguem usou aqui, o efeito é bem esse mesmo).

    Vejo utilidade em baixa velocidade, ruas de bairro consideravelmente esburacadas, onde se anda a 40-50km/h, acredito que os farois de neblina ajudam o motorista a enxergar melhor os buracos das ruas vergonhosas e mal cuidadas de Sao Paulo.

    Farol de Neblina / Farol de ruas esburacadas, dupla funcao!!!

    abracos!

    ResponderExcluir
  91. A baleia encalhada em Laguna morreu, finalmente. Pobre animal, deve ter encalhado por conta de alguma embarcação que lhe ofuscou com os faróis de neblina indevidamente acesos.

    ResponderExcluir
  92. Ou por um cara andando acima da velocidade permitida e ainda se achando o certo!

    ResponderExcluir
  93. Ou por um cara andando acima da velocidade permitida e ainda se achando o certo!

    ResponderExcluir
  94. Anonimo acima,
    Andar acima do limite é errado e condenável. Mas a falta de bom senso entre não distinguir que o que mata não é necessariamente alta velocidade mas sim velocidade relativa também.

    Se condutores tivessem formação e respeito, não precisaria de radar pra 30km/h. E se as autoridades não fossem hipócritas não colocariam limite de 80km/h na Rod. Imigrantes Nova. Muito menos faixa de pedestre logo abaixo de passarela em rodovia entende?

    O problema não é regular ao nosso entusiasmo, o problema é regular de forma estúpida desconsiderando que educar também faz parte. Quase toda solução aqui é imediatista, mal pensada, opta-se pelo mais fácil que nem sempre é o melhor.

    Boa educação de trânsito leva tempo pra se conseguir, mas é preciso trabalhar nisso. O oposto, as medidas "fáceis" vem ao longo do tempo "emburrecendo" o tráfego.

    Um estudo da Cetesb de 2000 afirmava que aprox. 20% da poluição causada pelo veículos na cidade de São Paulo vem da quantidade lombadas - contando a re-aceleração. Só um exemplo.

    Há uma linha entre educar pra se conscientizar e apenas multar. E no Brasil nunca se tentou educar. Talvez um dia seremos educados à ponto de ter uma Autobahn.

    ResponderExcluir
  95. Existe também o caso daqueles que acham que possuem visão noturna privilegiada, e só andam com as lanternas ligadas. Quando cruzam com um carro que está com os faróis baixos acesos, "pedem" para que estes sejam desligados fazendo uso do lampejador. É como se dissessem: "se eu consigo andar sem farol, você também consegue". Ou talvez: "estou sendo gentil com você, seja comigo também". Total ignorância.

    ResponderExcluir
  96. Totalmente sem sentindo usar na cidade ou até mesmo em rodovias bem iluminadas, acredito que muitos usuários usam na hora errada por falta de conhecimento. Poucas pessoas são querem ler o manual (na verdade quase ninguém gosta de ler) e daí não conhecem os hábitos que corretos.
    Mas o pior é confundir farol de milha com o de neblina. hehehe

    No meu humilde Mille que não tem farol de neblina e nem de milha, não sinto problemas em trafegar em locais com muitos buracos, e olha que é monoparábola. Quando estou numa via sem luz e se estou sozinho, aí acendo a luz alta e depois é só ir andando tranquilamente sem pressa.

    ResponderExcluir
  97. Raphael Hagi: a Fiat usa nos modelos adventure, faróis de neblina e longo alcance (os popular "milha") e não 2 pares de faróis de neblina

    são para usos! distintos, e que, confundem muitos donos, que acabam por ofuscar outros motoristas

    O caso do farol de neblina é complexo, porque entram questões pessoais (de gosto duvidoso, claro): usar faróis de neblina acesos juntamente com as luzes de posição é "bonito", "chique", "esportivo" para alguns. e não há quem os convença do contrário!

    Para estes, o facho se torna insuficiente para guiar a noite, CLARO e eles acabam por desregular o farol de neblina para que apontem para cima. LEDO ENGANO achar q vão iluminar mais. Não ganham 1 metro em alcance, já q o facho dos faróis de neblina é amplo e curto, para que não seja refletido por gotículas de água suspensas e te impeça de enxergar em situações de nebulosidade (ou mesmo outras partículas como areia, neve ou pó)

    Regulado como deve, ou seja, iluminando onde o facho baixo é deficiente, PERTO DO CARRO e lateralmente, não ofusca quem vem em sentido contrário e até pode ajudar a delimitar melhor as margens de uma rodovia mal sinalizada. Em velocidades maiores, o fato de iluminar perto é até uma desvantagem, já que qualquer coisa refletido por suas luzes estará muito perto para qualquer reação do motorista, sendo até perigoso um golpe de direção neste caso.

    Outro ponto a ser acrescentado ao debate é que o uso de faróis durante o dia, aumenta em muito a segurança. A visibilidade do seu carro por 3os aumenta (não sei precisar quanto) a ponto de ser obrigatório em certos países (como o é aqui no Brasil para motos e veículos grandes). Um farol de neblina regulado faz as vezes de luz de segurança DURANTE O DIA, já q a intenção não é iluminar nenhuma placa, cruzamento, sinalização, etc.

    Embora seja desastroso quem o use com faróis baixos apagados durante a noite, quem mantém os faróis de neblina regulados e em conjunto com os baixos, não ofende ninguém.

    Outra questão a se abordar e que eu já presenciei nas ruas, são de donos de carros que "acham" seus faróis baixos "fracos" e os faróis altos muito "melhores" e simplesmente INVERTEM o chicote elétrico, tornando o farol baixo, alto e vice-versa

    nada mais BURRO e desrespeitoso! É de revoltar quem ache que o farol alto seja melhor q o baixo, sem ao menos saber PARA QUE serve cada um

    É como dizer que uma calça é bem melhor que uma camisa. Oras, ambas são peças de roupas, mas cada qual com sua utilidade!!!

    ResponderExcluir
  98. (continuando)...
    Também gostaria de extender a crítica a quem usa LANTERNA de neblina na cidade. Esta sim, como não tem regulagem, está sempre ofuscando quem vem atrás e, por vezes, confundindo com a luz de freio, já q tem potências iguais (21w)

    Alguns carros tem seu acionamento em conjunto com os faróis de neblina, portanto, seriam um "efeito colateral" de ligar os faróis "estéticos"

    Outros, não, o que não justifica o fato de usá-los na cidade, com tempo bom

    ResponderExcluir
  99. Anônimo das 13/09/10 20:27,

    Por favor não generalize. Sou AutoEntusiasta, e totalmente contra regulamentações.

    Por mim tinha que desregulamentar tudo, exceto critérios para concessão de habilitação. Este sim tinha que ser BEM rígido. Mas uma vez aprovado, está liberado.

    ResponderExcluir
  100. Anônimo das 14/09/10 08:11,

    De fato foi comprovado que a maioria dos "motoristas" não tem a menor condição de dirigir enquanto fala no celular, e na verdade não tem condição de dirigir conversando com ninguém no carro.

    Porém, há exceções. Vamos condenar as exceções só porque a maioria é inepta?

    R. Tedesco,

    Perfeito, voce mostrou que os faróis de neblina podem ser muito úteis no tráfego urbano. Eles, além de melhorarem a iluminação no campo próximo (bom para baixa velocidade), por apontarem um pouco para fora ajudam a iluminar nas direções +45 graus e -45 graus, ou seja, ajuda a nos anteciparmos frente a coisas que pretendem atravessar a nossa frente. É fator de segurança, portanto, defendo que devem sempre ser utilizados em conjunto com os faróis baixos.

    ResponderExcluir
  101. Bussocharanga,
    você se considera exceção quando lhe é conveniente.
    sempre querendo posar de moralista com capacidade acima de todos, mas não consegue enxergar nada além do próprio umbigo.
    bela cidadania essa sua.

    ResponderExcluir
  102. Bussoranga
    A sua justificativa de usar faróis de neblina sem neblina aumentam a visibilidade na cidade, à noite, não tem a menor base. Bem regulados, não se consegue ver nem um pedestre. A baixa velocidade dispensa qualquer luz adicional à do farol baixo. E por não ter facho assimétrico sempre incomodará um pouco o tráfego contrário. É uma bobagem sem nome que encontra amparo somente em quem acha que farol de neblina ligado deixa o carro "lindão", que não acredito ser o seu caso, pelo que o conheço aqui no blog.

    ResponderExcluir
  103. Só faltou o cavalinho do Pânico agora, bussotanga! =D

    ResponderExcluir
  104. Bota o Doutor Exceção e Erros de Projeto no banco do passageiro de um smart com o arcaico Juvenal Jorge na boléia e toca os dois ribanceira abaixo

    ResponderExcluir
  105. Bob,

    Porque voce enfoca tanto no facho assimétrico dos faróis baixos convencionais? De que forma isto ajuda no campo de visão do motorista?

    Eu sugiro um teste, que já fiz várias vezes. Trafegue no Tunel Ayrton Senna com os faróis de neblina ligados e depois desligados (ou o contrário). Observe a diferença nas laterais do tunel. O que voce vê?

    ResponderExcluir
  106. Pessoal e especialmente Bob,

    Fico na turma que usa o farol de neblina regulado corretamente, e discordo que ele seja útil somente na ocorrência de nevoeiros.

    Meu Passat tem pneus 235/45 17, e já fiz muitas bolhas nos antigos Continental, o que me obrigou a trocá-los com antecedência por 4 novos, por causa de buracos gigantescos que peguei à noite. Passei a utilizá-los SEMPRE à noite, por motivo de prevenção.

    E tenho dois argumentos novos:
    1) Moro na serra gaúcha, onde temos bastante incidência de neblina. O uso do farol de neblina quando temos essas condições ajuda muito pouco, quase nada.

    2) Na Europa, alguns veículos estão começando a ter os DRL (Day Running Lights), a maioria com leds, alguns com lâmpadas específicas de filamento e outros são utilizados nos faróis de neblina. Inclusive no programa VAS da Volkswagen, há possibilidade de se habilitar o DRL no Passat 3C nos faróis de neblina.

    Desculpem a minha insistência, talvez pouco alinhada à idiota legislação brasileira, mas até hoje, os faróis que REALMENTE ofuscam o motorista são os faróis altos, os mal regulados e os xenon chineses mal regulados.

    Neblina, como todos comentam, ilumina para o chão e a uma distância muito próxima do para-choques. Nunca me incomodaram. Creio que à maioria também não.

    Por isso, seguirei utilizando meus faróis de "neblina" para me prevenir dessa buraqueira e profusão de lombadas que infestam as nossas estradas.

    Minha outra sugestão, aos respeitáveis gurus do AE. Façam uma campanha para arrumar nossas estradas. Eu sou um que, ao confiar na estrada que dirijo, não mais usarei o farol de neblina para me prevenir das emboscadas.

    Não assino como anônimo. É Gustavo Pulita.

    ResponderExcluir
  107. Falando em ofuscamento, aqui no AE é a primeira vez que vejo relatos de ofuscamento pelos faróis de neblina.

    Sinceramente não acredito nisso. Em meus 16 anos de habilitação, e mais de 200 mil km rodados (bem mais), nunca sequer um único farol de neblima me ofuscou.

    Por outro lado, vários faróis de milha já me ofuscaram. Será que não fizeram confusão? Um farol de neblina, para ofuscar, teria que estar astronomicamente desregulado, muitos deles, mesmo com o ajuste "virado no talo", ainda não lançam facho para cima.

    Portanto, pode até não ser muito útil, mas mal não faz.

    ResponderExcluir
  108. Marcelo Augusto16/09/10 19:11

    Uma coisa tão simples: faról de NEBLINA.

    O próprio nome já se faz entender.

    Já a luz traseira de neblina sim pode ter um uso adicional à neblina, como ao cruzar por queimadas, onde idiotas nem sequer ligam as luzes de posição.

    ResponderExcluir
  109. Marcelo Augusto]16/09/10 19:15

    Lembrei mais uma: com spray de chuva forte pode/deve ser usada a luz neblina traseira.

    Luz traseira de neblina, repetidores laterias e terceira luz elevada de freio, deveriam ser itens obrigatórios pelo Contran. Manda essa idéia lá para o Alfredo Bob.

    ResponderExcluir
  110. agora sou obrigado a concordar com o que o Doutor Bussoranga disse!
    aliás resumiu tudo.

    ResponderExcluir
  111. muitos desses supostos faroletes de "neblina" que circulam por aí não vêm de fábrica. neguinho manda instalar junto com a "sonzeira" ali no Zé da esquina.
    a maioria é peça paralela. e aí quem garante que esses faroletes paralelos são realmente de neblina?
    o refletor do farol de neblina tem que ter uma conformação peculiar que faça com que o feixe de luz abra para os lados. normalmente têm sulcos verticais perceptíveis quando se olha de frente (com a luz apagada, claro). esses faroletes paralelos, posso estar enganado, mas a maioria tem o refletor liso e redondo, como numa lanterna comum, o que acaba causando efeito de farol de longo alcance, pois a luz fica concentrada num foco circular. alguns desses até mudam a posição da lâmpada originalmente prevista na fábrica. digo isso pois tivemos um Astra sedan 2003 em casa que certa vez levou uma pedrada, um farolete na concessionária custava coisa de 300 reais e um paralelo, 150. só que no original, a lâmpada entra por baixo e fica verticamente posicionada no espelho. já no "chinfrin", o bulbo era inserido pela traseira do farolete, ficando a lampada posicionada no sentido longitudinal e horizontal dentro do refletor. quando acendemos os dois (de um lado original e do outro o fajuto), era clara a diferença da distribuição da luz. o fajuto certamente ofuscaria qualquer um.

    ResponderExcluir
  112. Último anônimo,

    Voce deve ter razão nesta questão original vs paralelo, e só nesta condição realmente há chance de ofuscamento.

    Mas aí volta o velho problema da regra e da exceção. Eu só utilizo os originais, e portanto, não posso ter negado o direito de utilizá-los, por mais questionável que seja sua utilidade.

    É a mesma situação dos faróis de xenônio. Os proprietários de carros que possuem faróis originais de xenônio seriam também proibidos de utilizá-los devido à profusão de modelos paralelos instalados ou calibrados incorretamente?

    ResponderExcluir
  113. O que mais tem por aqui é pug 206/207 rodando com esses faróis acionados tanto na dianteira quanto na traseira. Atrapalha pra caramba, desgraçados deveriam ser multados.

    ResponderExcluir
  114. Nao li todos os comentarios...
    Soh uma coisa vou dizer, como ex-PMRv SP ... usar farol auxiliar de neblina eh proibido se nao ha neblina ;) simples. Se pegar um PM chato, peia... ou seja canetada.
    Assim como farol baixo, e nao a lanterna, eh obrigatorio apos as 18 hs...
    E em varias situacoes flagro pessimos motoristas que andam soh com uma luzinha azul, idiota na dianteira, a noite... eh fashion neh? "todo mundo esta me vendo..." :p

    abraco

    ResponderExcluir
  115. Gil Roberto30/10/10 17:42

    Eu rodo de dia com os faróis de neblina (regulados um pouco mais para baixo do que o normal) sempre acesos. A finalidade é de ser visto por pedestres e motoristas distraídos. Uso os de neblina porque funcionam sozinhos, sem que as lanternas e luzes de painel fiquem acesas. À noite, uso os faróis baixos normais e os de neblina. Não é para "ficar bonito", e sim para chamar mais a atenção dos já citados pedestres e motoristas desatentos. No meu entender, 4 faróis acesos chamam mais a atenção do que apenas os dois faróis baixos.
    O que me irrita profundamente é a nova "modinha" dos faróis halógenos e superultraextrahiperbrancos (na verdade, azuis) que muitos boyzinhos resolveram instalar em seus "poçantes" (o "ç" é proposital, são aqueles carros que deixam um poça de óleo quando estacionam). Como, em sua maioria, são lâmpadas de baixa qualidade (as famosas xinling) instaladas em faróis não projetados para o seu uso, e ainda por cima mal regulados, o resultado é o ofuscamento dos motoristas que transitam em sentido oposto. A vontade é de jogar uma pedra nestes faróis, para apagá-los por um tempo!

    ResponderExcluir
  116. percebo que vocês não entendem nada sobre o xenon que e assim que se escreve não chenom como os burros com o perdão da palavra que é uma afronta com o animal pois ele nem chega a ser burro como estes acima.
    Pois bem pra quem acha que o xenon não ajuda bom realmente sinto muito lhe decepcionar mas é muito melhor sim claro se estiver regulado corretamente eu por exemplo tenho xenon nos faróis de neblina nos principais e nos faróis altos e nunca ofusquei a visão de ninguém simplesmente porque fiz o processo correto quando coloquei pedi permissão ao CONTRAN e após pedir a permissão instalei o equipamento e fiz a vistoria de regularização sendo assim meu xenon é permitido pois tenho a autorização do CONTRAN sendo assim não ofusca a visão de ninguém.

    Mas como poucas pessoas fazem isso acho incorreto o uso do xenon pois sem a regulagem correta ele não ilumina corretamente dando uma falsa confiança de boa iluminação e ofusca a vista dos motoristas que vem contra você mas se você regularizar fica muito muito melhor que lampadas Halogeneas

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. ALGUÉM PODE DAR AULA DE PONTUAÇÃO AO JEGUE AÍ DE CIMA E APRESENTAR-LHE A VÍRGULA?

      Excluir
  117. apois eu tenho um voyage 2011-2012 com xenon bocsh 8000k de 55w eu disse de 55w na baixa na alta e nos milhas e pingos de led...todos os dias de noite e de dia ligo todos....por mim era feito a fiat ligou a chave liga os farois....quando me param aqueles soldadinhos da pm e guardar do municipio eu meto a carteira...começa logo as continencias e esquecem os xenons kkk

    ResponderExcluir
  118. Prestar continência pra uma "otoridade" que anda de Voyage e usa mil luzes para aparecer (claro, playboy em seu carrão importado, 0 km) e se parecer com uma nave espacial? Isso só pode ser piada?
    Bem, Soldado presta contiência até para Cabo.
    Necessidade de autoafirmação é uma droga...

    ResponderExcluir
  119. Cleberson Pertile08/06/12 02:03

    Uso o farol de neblina sempre junto com o farol baixo. Ambos perfeitamente regulados.
    Completa a iluminação lateral, trafegando dentro da cidade.
    Dá mais visibilidade pra quem está me vendo.

    E outra: por que será que eu não poderia considerar meu farol de neblina como uma DRL (Day Running Light)? Ambos, quando não há neblina, acabam tendo a mesma função: dão visibilidade sem iluminar.

    ResponderExcluir
  120. Com o uso do farol do neblina à noite somente com a lanterna, aqueles elementos retrorefletivos presentes ou que deveriam estar presentes, por exemplo, em bicicletas, na sinalização de trânsito, placas cones, ou em uniformes de coletores de lixo, guardas de trânsito não "funcionam" colocando em risco esses profissionais e o próprio condutor do veículo. No meu caso, só uso os faróis de neblina como DRL (ou luz de uso diurna), inclusive troquei as lâmpadas comuns por lâmpadas de LED, mais econômicas e duráveis e também eles são acionados à parte, ou seja quando eles são ligados não ligam luzes de painel, placas, nem tenho a famigerada lanterna traseira de neblina.
    Agora, se alguém se incomoda com essa luz, ele deve ter fotofobia e precisa de um oftamologista urgente.

    ResponderExcluir
  121. Anônimo 02/09/12 11:24
    Não se trata de fotofobia, mas da intensidade luminosa ultrapassar ou não os limites legais. Não sei como é a sua DRL, mas o fato é que as originais que são cada vez mais presentes não incomodam. A sua, só vendo.

    ResponderExcluir
  122. E eu que ja acho o feixe de Led diurno do meu MB C 180 um sol sobre rodas... E tem gente que manda cancelar o bloqueio para que fiquem ligados a noite também...

    ResponderExcluir

O Ae mudou de casa! Todos os posts do blog foram migrados para o site. Por favor busque por este post no site e deixe o seu comentário lá.
Um abraço!
www.autoentusiastas.com.br

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...