5 de dezembro de 2010

BMW 850i, UM BAITA CARRÃO LEGAL


Apesar de nada técnico nem objetivo, o título desse pequeno texto fala ao coração. O BMW 850i é o que chamamos de um baita carrão legal.

Produzido por apenas 10 anos, o cupê grande da BMW deixou saudades em quem aprecia um carro para viagens longas.

Trouxe, em 1991, itens que, se não eram totalmente novos, eram ainda pouco aplicados a carros de produção como, por exemplo:
- ar-condicionado de duas zonas
- abertura e fechamento das fechaduras de portas por controle remoto
- sistema de som com 12 alto-falantes
- vidros das portas que se fechavam automaticamente em velocidades altas
- controle eletrônico de estabilidade
- suspensão traseira multibraço (cinco braços)
- volante de direção com regulagem de altura e distância

O motor tem bloco e cabeçotes de liga de alumínio, 12 cilindros em "V", com o primeiro sistema comercial de acelerador eletrônico, sem cabo de aço. Os câmbios disponíveis eram um automático de quatro marchas e outro manual de seis, um dos primeiros carros ter sexta.


Com nada magros 1.872 kg, o cupê tinha quase a mesma massa do sedã 750iL, o maior deles, com entre-eixos alongado. Muita massa para um motor não muito potente, e que não tinha o refinamento nem o comportamento que se esperava de um carro dessa categoria.

O coletor de admissão parece uma obra de arte, e as borboletas de comando eletrônico lá dentro encabeçavam um motor que não era muito brilhante.

Com esse pacote, e câmbio manual, fazia de 0 a 100 km/h em 6,1 segundos, com o automático gastando quase um segundo mais. Infelizmente para quem procura um carro desses hoje, só uma minoria tem câmbio manual.

Não era um carro que fez sucesso de verdade, e os analistas mais frios, que pouco olham para o estilo perfeito, atribuem essa falta de vendas e de apreciação à falta de perfeição do motor, considerado apenas bom, além de uma caixa automática preguiçosa para reduzir e um pouco áspera nas trocas, e com  rmarchas longas demais. Também criticam a direção pouco sensível, e  uma suspensão mais para um GT do que um esportivo. Mas aí só podemos discordar, já que o carro é um grã-turismo.

Na minha opinião, não há como confundir esse carro grã-turismo com um carro esporte. Nada nele me remete a um track day, mas sim a estradas longas e com curvas abertas, daquelas que se faz quase sem perceber.

Isso pode ser concluído ao se notar que há um porta-malas de bom tamanho para duas pessoas, apesar de dois bancos atrás que até podem ser usados por pessoas de tamanho contido. Além disso, a ausência de coluna central e vidros grandes, até mesmo o vigia traseiro, o deixaram com um desenho longe dos esportivos mais tradicionais.

Em 1984 chegou o 840 Ci, com motor V-8, e que custava 20 mil dólares a menos, e o V-12 subiu para 322 cv, com uma marcha a mais na caixa automática; Nem assim esse passou a ser o preferido dos entusiastas, pois os outros problemas pequenos continuavam presentes.




O 850 CSi


Mas logo a seguir veio o modelo 850 CSi. Fabricado pela divisão Motorsport, apenas não usou a sigla M8 devido a este ser um outro modelo em desenvolvimento, mas que nunca foi produzido. Assim, para efeito prático, o 850 CSi é o M8.

Com 372 cv no motor 5,6-litros aperfeiçoado, suspensão mais firme e direção mais rápida e sensível, tornou-se o série 8 dos entusiastas.

Hoje, vale nos mercados onde foi mais vendido cinco vezes mais que o primeiro 850i, ou cerca de 20 mil dólares nos Estados Unidos, por exemplo.

Caro para um BMW usado de mais de quinze anos, mas barato demais para um exótico grã-turismo que custava mais de 80 mil dólares quando novo.




E é bonito de derramar lágrimas dos mais sensíveis, após horas de contemplação.

Um baita carrão!

JJ

32 comentários:

  1. Grande JJ! Grato por relembrar este grande clássico da marca Bávara!. Eu particularmente tenho uma admiração enorme por este grande Cupê, de linhas para lá de sedutoras, que evocando velocidade, esportividade e requinte! Realmente, o BMW 850 desperta uma emoção única!

    Offtopic: Juvenal, algumas vezes eu o vejo citar um texto do saudoso José Luiz Vieira sobre com o título ''O motorista bom é o motorista macio'', sempre tive curiosidade de ler este texto! seria possível reproduzi-lo aqui no Blog?

    Abraços

    Mateus Henrique

    ResponderExcluir
  2. Junto desse e do M1, eu gosto muito do Honda Prelude. Podia rolar um post ;)

    ResponderExcluir
  3. E esse carro tem uma outra virtude: é um cupê sem coluna, um dos mais belos estilos de automóvel - infelizmente, quase extinto pelo marketing da segurança. Loas à Mercedes-Benz, que ainda se atreve a pensar diferente!

    ResponderExcluir
  4. Taí um baita carro legal pra e importar como antigo quando fizer 30 anos. Vou comprar um porquinho pra juntar os trocados até lá.

    O José Luis Vieira é aquele da extinta revista Oficina Mecânica? Gostava muito da revista, sempre a comprava com meu parco salário de office-boy.

    ResponderExcluir
  5. Que carro lindo. Para quem tem 75 mil, tem um a venda no webmotors.

    http://www.webmotors.com.br/webmotors/carro/usado/bmw-850ci-5.0-coupe-v12-24v-gasolina-2p-manual/5265355/detalhe.wm

    Abraço

    Lucas

    ResponderExcluir
  6. "um baita carrão legal"
    título do post perfeito como o automóvel descrito.
    Mais uma obra de arte da engenharia automotiva alemã.

    ResponderExcluir
  7. No Brasil, bom só para colecionador. Imagina trocar a embreagem de um "monstrinho" desses? Amortecedores? Discos de freio? O advento da internet facilitou bastante a aquisição de peças vindas diretamente do exterior, mas mesmo assim é complicado. De qualquer forma, é um belo carro! Se eu tivesse 75k sobrando, quem sabe?

    ResponderExcluir
  8. João Gabriel Porto Bernardes05/12/10 13:04

    Um grande carro no em todos os sentidos,como você disse JJ é um carro para longas estradas,curvas bem abertas,carro para autobahn,o desenho musculoso e agressivo impõe respeito,é uma pena que com os rumos que a BMW anda tomando de uns tempos pra cá,não veremos algo parecido tão cedo,ou nunca mais...

    Abraços!

    ResponderExcluir
  9. O Alexandre Zamariolli falou uma coisa interessante: o marketing da segurança acabando com cupês hardtop por supostamente eles serem inseguros.
    E, como sabemos bem, os cupês da Mercedes suportam tanta porrada quanto qualquer concorrente com colunas A, B e C.

    Também temos de lembrar que cupês de seis colunas são mais baratos de produzir, o que dentro do raciocínio de contenção de custos naquilo que as pessoas não perceberiam, seria algo prescindível. Claro que essa não-percepção é relativa, pois o motorista vai notar que a visibilidade piora, enquanto os passageiros de trás ficarão em ambiente um tanto claustrofóbico, enquanto um cupê hardtop socializa o carro para todos.

    ResponderExcluir
  10. Estes V12 sofreram com a gasolina carregada de enxofre...muitos problemas, abrimos um destes e a gente tirava a borra com espátula, depois de muita lavagem com máquina WAP conseguimos "enxergar" alguma coisa dentro dele....

    ResponderExcluir
  11. JJ
    É mesmo um carro maravilhoso... 6.1 s de 0 a 100 num carrão desses tá muito bom. Com todos seus probleminhas, é meu sonho impossível!
    O que vc acha do Z1?
    Não sei nada da mecânica dele, mas o carro é lindo e charmoso, com aquela portinha que desce.

    ResponderExcluir
  12. "Na minha opinião, não há como confundir esse carro grã-turismo com um carro esporte. Nada nele me remete a um track day, mas sim a estradas longas e com curvas abertas, daquelas que se faz quase sem perceber."
    Prefeito, exatamente o que eu penso.

    Um dos carros no meu Top-10.

    ResponderExcluir
  13. Logo após a abertura das importações apareceu um destes aqui em BH, preto, logo apelidado de "Batmóvel".
    É relamente um baita carrão legal e a BMW deveria pensar em lançar uma "versão atual" deste modelo.

    ResponderExcluir
  14. Já sou fã do E31 há um bom tempo.
    Sem dúvida é um baita GT.

    Andei procurando algumas coisas e achei sobre o M8.
    http://www.e31.net/models.html#M8
    Não entendi pra que destruir o protótipo. Poderiam ganhar alguns euros com ele.

    ResponderExcluir
  15. Joel, felizmente a história de que destruíram o protótipo do M8 é uma lenda. olha ele aqui:

    http://www.bmwblog.com/2010/09/13/bmwblog-exclusive-unrivaled-and-unveiled-bmw-m8-prototype/

    ResponderExcluir
  16. Guilherme M.05/12/10 23:03

    Bons tempos em que coupés tinham duas portas e caimento suave do teto.
    Hoje as fábricas insistem e chamar sedans de 4 portas com uma tampa de porta-malas que mais lembra um Passat iraquiano do que um coupé e chama de coupé de 4 portas!

    ResponderExcluir
  17. Obrigado Eduardo, que sorte do pessoal do BMWBLOG ver esse monstro.
    Interessante a solução que encontraram pros faróis.
    Dá pra chama-lo de CSL.

    ResponderExcluir
  18. O M8 continua intacto na BMW, como dito alguns posts acima. Não havia sido visto até alguns meses/anos atrás, quando a diretoria da dita empresa decidiu expor a jóia. Perfeito como deveria ser! Bruto, porém refinado. Um delicioso paradoxo!
    Steve.

    ResponderExcluir
  19. Sempre achei este carro lindo e o desejei.

    Mas qual as diferenças entre um GT e um esportivo?

    Aliás, fugindo do tema, pergunto: Qual a diferença entre um muscle car e um poney car? Estes são esportivos ou GT's?

    Grato
    Renato

    ResponderExcluir
  20. Eu tive a honra de tomar uma surra desse carro na Raposo Tavares, ne chuva!!! Estava a bordo do meu valente Lancer GTI Turbo e a brincadeira não durou uma curva, coisa de cinema ver esse carro acelerando. Lindo!!!

    ResponderExcluir
  21. Maravilha de carro ! Tenho um CSI também, só que no protetor de tela do meu computador...rs

    BMW e suas maravilhas... eita eu com uma mega sena da virada dessa, todos esses carro maravilhosos caberias facilmente em um bela garagem/galpão.

    ResponderExcluir
  22. Eurico Jr.06/12/10 12:24

    Concordo com o Antonio. Caso eu ganhe na loteria, também planejo encher um galpão de baita carros. E o 850i é um deles.

    ResponderExcluir
  23. JJ, um dos meus BMW favoritos!! 850 V-12 é demais!
    Vi uma Alpina dessa geração nos States, muito mas muito legal também.

    abs,

    ResponderExcluir
  24. Muito legal JJ!!!
    Lembro que há muito tempo aticei um cara com uma 850 na Cidade Jardim... nooossa como aquele monstro acelerou!

    Palandi, valeu pelo link! Que motor é esse, pelamor!!!!

    ResponderExcluir
  25. Realmente uma ótima lembrança, acho que era um dos meus carros favoritos da minha infância depois do countach. Me lembrou uma vez que meu pai foi viajar e coincidiu a mesma data com o salão de paris e ele não perdeu a chance de visitar. Entre várias fotos que ele trouxe acho que a que eu mais babei foi com a de um 850 preto...

    Valeu pelo post e pelos links que o pessoal postou nos comentarios, muito interessante a história do M8 e o fato dele ter sobrevivido.

    ResponderExcluir
  26. Parabéns JJ, este é um carro que não pode ficar esquecido.
    É muito diferente dos "BMW tradicionais", justamente por não ser um motor de alto giro, e consequentemente ter uma durabilidade imbatível. É motor pra 1 milhão de km ou mais.
    Porém, o interior me parece um pouco simples, talvez isso tenha contribuido para as vendas fracas.
    Até hoje acho muito estranho que a BMW nunca mais tenha cogitado nenhum sucessor para a série 8. Parece que sempre fica faltando algo para completar o portfolio de veículos oferecidos pela BMW atualmente.

    ResponderExcluir
  27. Esse 850 csi eh um monstro. Um carro muito a frente do seu tempo. Até hoje nao existe um substituto à altura dessa lenda.

    ResponderExcluir
  28. Christian Monteiro24/03/11 00:11

    Sou de Goiânia e um entusiasta das marcas alemãs, em especial da bávara BMW, e posso comemorar o fato de ser um dos poucos mortais a ter sido proprietário por alguns anos de um bruto e belo 850i V12 Prata, um legítimo GT com muitas caracteríticas envolventes de um esportivo de muito luxo e recursos tecnológicos.
    Hoje me limito a outros carros da marca com a preparação da subsidiária Motosport, pois a dificuldade que esse motor encontra na qualidade do nosso combustível é de fato algo arriscado...
    Quase me deixou decepcionado com a marca!
    Respirei algumas vezes e decidi que o carro é para ser admirado, sentido nas ocasiões em que ele te permitir, mas nunca entendido! Extremamente sensível, muda o comportamento e funcionamento por muito menos do que se imagina...
    Mas sem dúvida, um dos mais belos bólidos da marca que produz sonhos.
    Amigos, acreditem: funcionando bem, se chega a 200Km/h com a sensação de estar a 80Km/h! Sensação de segurança absoluta e bem-estar único!
    Esta unidade - uma das poucas no Brasil - está hoje em Santana de Parnaíba, com um outro colecionador. Veio de lá para mim uma MB CLK 320 dele, para futuramente compor a decoração da minha sala...
    Do 850i ficaram belíssimas fotos e a saudade de quando o V12 me permitia revelar os seus 300cv.

    ResponderExcluir
  29. Christian, legal ver seu comentário aqui, estive negociando contigo a 850i, sou do Paraná, não sei se te lembra. Acabei comprando uma preta 1991 e estou no restauro dela. Apesar do trabalho que está dando, me emociono toda vez que olho para o carro, realmente algo lindo, único. Estou louco para pegar estrada com ela, a minha estava muito tempo parada então estou fazendo um pente fino para deixá-la em pleno funcionamento e poder usufruir desse sonho. Grd abraço!

    ResponderExcluir
  30. Marco,
    quando puder, mande notícias de seu carro, se possível com fotos, para vermos alguns detalhes interessantes, como o MAO fez com o Saab 900 Turbo aqui no blog.
    Boa sorte e bom trabalho com essa peça da hsitória.

    ResponderExcluir
  31. Juvenal, vou mandar algumas fotos no e-mail de contato de vocês, ok?
    Atualmente ela está na concessionária de minha cidade, vamos desmontar o motor dela e trocar peças críticas para evitar problemas, ela veio com os abafadores do escape bem detonados por ferrugem e a pintura queimada em alguns pontos, além de uma parte do para choque traseiro faltando (ainda acho que perdido no transporte para cá, porém...). Ela estava sem uso desde 2006, então decidi desmontar ela quase inteira (retiramos desde eixo cardã até parte de admissão, pistões, e por aí vai) Ela está com 68MKM originais, é diamondschwarz, tem os retrovisores e para choques da CSI. Realmente uma jóia, o próprio pessoal da BMW ficou espantado quando desembarquei ela lá pois são muito raras (num raio de 300Km não há outra). A minha é automática, infelizmente, mas no BR vieram poucas manuais de 6speed. Até pensei em convertê-la, pois o câmbio na europa é acessível, mas vou mantê-la do jeito que foi criada. Após remontagem do motor (deve durar alguns meses pois as peças estão vindo a nado da Alemanha), vou repintá-la na cor original e buscar as rodas da CSI.
    Realmente um carro impressionante, sou entusiasta da marca e essa para mim é a cereja no bolo BMW.

    ResponderExcluir
  32. Ernesto Jr.05/06/14 11:45

    Na minha cidade possui uma 850 CSI prata que era do show room da Regino imports , é de um colecionador daqui. Esse carro levantou a minha paixão adormecida por BMW , o carro é grande mas nem tanto e sedutor .

    ResponderExcluir

O Ae mudou de casa! Todos os posts do blog foram migrados para o site. Por favor busque por este post no site e deixe o seu comentário lá.
Um abraço!
www.autoentusiastas.com.br

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...