Google+

30 de abril de 2011

MAIS AR NOS PNEUS!

Foto: billdodgeautogroup.com


Muito se fala em reduzir consumo de combustível e emissões de CO2, mas costumamos nos esquecer de um detalhe importante relacionado a esses dois pontos: a pressão de enchimento dos pneus.

Um estudo da Bridgestone envolvendo 38.000 carros em nove países europeus revelou que 71 por cento dos carros (27.000) estavam rodando com pressão abaixo da recomendada.

O fabricante de pneus japonês diz que esses 71 por cento representam um gasto de 2,8 bilhões de euros — ou 2 bilhões de litros de gasolina — por ano, só devido a esse fato, e que 4,8 milhões de toneladas de CO2 são lançados à atmosfera anualmente pelo mesmo motivo, o que corresponde a 1,8 g/km adicional por cada carro.

É bem conhecido o fato de que pressão baixa nos pneus significa maior resistência ao seu rolamento, um fator importante no consumo de combustível. A Bridgestone estima que levando em consideração as condições da pista e do  tempo, a resistência ao rolamento representa de 18 a 26 por cento das forças que se opõem ao movimento de um carro.

Menos pressão que o recomendado afeta também a segurança ao reduzir a estabilidade do veículo, além de aumentar o ângulo de deriva e levar os pneus a se desgastarem mais.

Outra conclusões do estudo:
  • 7,5% dos veículos estavam com pressão muito baixa e 0,5 por cento excessivamente baixa.
  • 1 de cada 14 motoristas estava pondo em risco sua segurança devido a pneus com pressão baixa demais e/ou pneus gastos.
  • 2% dos pneus verificados estavam com a durabilidade 30% menor por conta da pressão inferior à recomendada.
  • 11,7% dos pneus examinados estavam com profundidade de sulco abaixo do limite legal de 1,6 milímetro.
  • 12,2 milhões de pneus são desperdiçados anualmente devido a desgaste prematuro.
  • 7,5% dos motoristas avaliados estavam gastando mais combustível devido à pouca pressão.
Todo motorista deve se verificar pressão dos pneus a cada 7 dias, no máximo a cada 15. É fácil, é uma mera questão de hábito que mais do que compensa. Veja qual é a pressão recomendada para o seu carro. Se não decorá-la, anote-a num papel e deixe-o no porta-luvas ou no para-sol para consulta.

A operação de calibrar pneus deve ser feita com os pneus frios, mas ninguém vai fazer isso na garagem. Por isso, vá o mais lentamente que a segurança permitir (não ser um obstáculo móvel no trânsito) até um  posto não mais distante que três quilômetros de casa

Se quiser economizar ainda mais, utilize 2 libras (lb/pol²) de pressão acima do recomendado. O atrito de rolamento será menor, com perda insignificante de conforto.

A importância de manter a pressão correta é ainda mais importante com pneus de perfil 50 para baixo, pois visualmente é mais dífícil perceber que está murcho (caso da foto de abertura). E pneu com pouca pressão fica bem mais sensível a dano no flanco ao pegar um buraco.

O uso de nitrogênio em vez de ar atmosférico (este é composto de 78% de nitrogênio, 21% de oxigênio e 1% de diversos gases) é vantajoso pela pureza e por não conter nenhuma umidade. A pureza garante que as paredes internas dos pneus não serão atacadas por eventual contaminação do ar por óleo do compressor de ar e ausência de umidade contribuirá para menos elevação de pressão ao rodar.

Se numa situação qualquer for preciso completar o enchimento, não há nenhum problema em misturar ar atmosférico e nitrogênio.

Outra boa providência é comprar um calibrador para ter certeza da pressão. Um amigo, leitor do AE, me deu de presente um calibrador de leitura digital que é perfeito, tem até medidor de profundiadade de sulco com leitura no mesmo mostrador da pressão. É alimentado por pilha plana CR2032, que se acha em qualquer lugar, e se autodesliga.em 40 segundos. Mede 85 x 39 milímetros. Não, não é chinês, mas inglês. e custou só 5 euros, menos de 12 reais, num supermercado na Grécia, seção de ferramentas. Não se pergunta preço de presente, mas nesse caso foi para informar o leitor. Obrigado, Leo!

BS

    69 comentários:

    1. Que coincidência, acabei de chegar do posto! Sempre sigo as instruções da portinha do tanque de cobustível.

      ResponderExcluir
    2. Eu me lembro de ter lido, em outra postagem, pelas palavras de um dos leitores, que a Volvo insentivava o aumento da pressão em condução "econômica" num de seus modelos. Resolvi trocar os pneus do meu carro por modelos de baixa resistência à rolagem ( michelin xm-1 ), e passei a andar com uma pressão ligeiramente maior, como a que você nos orientou à pouco.
      Gostei muito do resultado.
      Bom, não que eu tenha detectado algum tipo de milagre no consumo, muito longe disto, mas a direção ficou mais leve e o carro um pouco mais "solto".
      Obrigado pelas dicas valorosas.

      ResponderExcluir
    3. Nosso colega João Saboia escreveu umartigo interessante sobre pressão nos pneus, que divido com vocês aqui:

      http://www.mplafer.net/2007/05/presso-correta-nos-pneus-do-mp.html

      ResponderExcluir
    4. Bob e AutoEntusiastas;

      Já que o assunto é pneu...

      Não me conformo com certos "AutoEntusiastas": Tira um carro zero km da loja, troca as rodas de ferro aro 13 ou 14 originais com supercalotas e coloca rodas de magnésio aro 17 com pneus de perfil baixo....remold! Na cidade onde moro o costume é mais comum do que se pensa!

      Um abração

      ResponderExcluir
    5. boa dica essa do medidor digital, achei alguns por R$ 50 no ML.

      ResponderExcluir
    6. Daniel Shimomoto de Araujo, depois ainda reclamam que o carro está gastando muito e sem força...

      ResponderExcluir
    7. Daniel, pior nem é isto.
      Aqui onde moro tem um Ford Mondeo, acho que do final da dácada de 90, com as quatro rodas originais, mas com um par de pneus dianteiros Pirelli Scorpion iguais aos da linha Fiat adventure, de perfil alto e tudo o mais, e os pneus traseiros com medidas que acredito que estejam próximas às originais.
      Chega a ser hilário de tão absurdo. os pneus raspam nos para lamas dianteiros e a frente do pobre sedan fica lá no alto...ah ah ah, que nem um sapo!
      Abraços

      ResponderExcluir
    8. Tenho um calibrador digital que eu trouxe dos EUA em 1999 e que funciona perfeitamente até hoje. Comprei na loja física da JC Whitney, em La Salle, IL.

      Ter um calibrador à mão é muito bom, pois nem sempre os dos postos estão bem aferidos. Hoje é fácil de encontrá-los no DealExtreme, um site chinês que envia para o Brasil

      Ao trocar ou mexer nos pneus, uma coisa que muitos borracheiros não fazem é limpar as bordas da roda. Ali sempre ficam algumas impurezas da borracha e isso faz com que o ar escape lentamente por ali. Ao longo do tempo e das várias mexidas, a sujeira vai piorando.

      Tive um Monza que sempre perdia pressão no pneu dianteiro direito. Até que um dia ele furou. Ao consertar o furo, o borracheiro viu que havia muita sujeira nas bordas roda (onde o pneu "encaixa") e a limpou cuidadosamente. Resultado: Este pneu passou a até "segurar" mais pressão que os outros, que provavelmente também tinham sujeira ali. Desde então, sempre que é preciso desmontar um pneu, peço ao borracheiro que dê uma lixadinha nas bordas da roda. Nunca mais tive problemas com pneus perdendo muita pressão depois de tomar este cuidado.

      ResponderExcluir
    9. Bob, por que não inventam logo pneus selados?
      Se atualmente não precisamos repor a água da bateria, por que ainda temos de calibrar pneus?

      ResponderExcluir
    10. Recentemente troquei os pneus do meu Mille, coloquei Goodyear GPS 3. Mas infelizmente tive aumentar a largura para 165, pois os 145 estavam bem mais caro que os 165!!! Meu carro já se comportava muito bem com os 145, já que o Mille tem um esquema de suspensão simples mas inteligente. Perdi em conforto, pois o volante esta ligeiramente mais pesado e em economia.

      ResponderExcluir
    11. Eu calibro em casa mesmo. Tenho compressor (de resevatório) que uso para pinturas e bico calibrador. Quando fazia em posto de combustível sempre colocava pressão à mais e quando o pneu esfriava colocava na pressão recomendada.

      ResponderExcluir
    12. Johnconnor(old rocker)30/04/11 12:27

      Blog do Eduardo
      Tive o mesmo problema á cerca de seis meses atrás com meu 147 Gls,queria trocar os cinco pneus(estepe incluido) mas os cinco pneus originais 145 ficavam R$150,00 mais caros que cinco 165.Alegaram que era por causa do baixo volume de produção dos 145.Pra piorar na linha 147 se colocar um estepe maior que 145 o capô não fecha direito e os pneus traseiros ficam raspando na capa dos amortecedores.Acabei pagando mais caro e colocando os originais,como eu só tiro esse carro da garagem uma vez por mês e olha lá, acho que vão durar uns 5 anos então o investimento a mais valeu a pena mas pra quem gasta um jogo de pneus a cada 8 meses como um amigo meu que é vendedor,aí fica complicado manter a originalidade.

      ResponderExcluir
    13. Caio Cavalcante30/04/11 12:56

      Uber,

      A Michelin mostrou em 2005 um pneu chamado Tweel que tem a pressao do ar substituida ppr raios de poliuretano ligando roda e banda de rodagem. O aspecto lembra uma roda de bicicleta.

      Alguem sabe que fim levou esse pneu?

      Abracos

      ResponderExcluir
    14. Calibrador bom é o que vinha no Lada Niva, numa caixinha de plástico e era analógico.

      ResponderExcluir
    15. Guilherme Groke30/04/11 13:24

      Bob, qual seria o limite máximo de pressão sem que haja deformação (ovalização) na banda de rodagem do pneu? Por exemplo, no meu carro a pressão recomendada é 33 lb, porém tenho usado 36 lb. Qual seria o máximo que poderia usar nesse caso?

      Abraços

      ResponderExcluir
    16. Comprei recentemente um medidor da Shulz, por R$ 40. É prático, leve e uma mão na roda para conferir a pressão do pneu, ainda mais pra mim que uso pouco o carro.

      Aqui está o link:
      http://www.magazineluiza.com.br/produto/index_Produto.asp?Produto=2026605&linha=FS&Setor=FCMP&modelo=00

      ResponderExcluir
    17. Uso 2 psi acima do recomendado no manual do meu Corsa.
      Se eu calibrar como o manual manda (32 psi na frente e 28 psi atrás), dá impressão de haver uma barriga nas laterais do pneu.

      No C3 de minha mãe, deu a impressão de que calibrando 2 psi a mais o carro perdia um pouco em conforto (as pressões do manual já são meio altas para o padrão, 30 psi na frente e 33 atrás).

      ResponderExcluir
    18. Guilherme J.
      Lembre-se, é normal pneu radial exibir uma barriga nas laterais.

      ResponderExcluir
    19. Guilherme
      Não tenho com responder isso com precisão absoluta, mas não convém ultrapassar 40 lb.

      ResponderExcluir
      Respostas
      1. Já faz muito tempo este post mas vou responder com que sei: Quando vc olhar no pneu e lá estiver marcando 40 libras, quer dizer que aquela é a pressão máxima suportada por aquele pneu. Ai vc leva em conta que viajando numa boa velocidade, no asfalto e no verão, principalmente, o pneu ganha cerca de 5 libras a mais. Faça as contas: o pneu suporta 40 libras, vc colocou 36, com mais 5 que o calor vai proporcionar...Buuuuuuuum!!!!!!

        Excluir
    20. Reynaldo
      Calibrador e bomba de encher pneu, aquela tipo antigo que se mantém vertical presa pelos pés e acionada com as duas mãos. Isso porque sendo um todo-terreno, há ocasiões em que se precisa murchar os pneus, caso de areia. Depois é preciso encher de novo. E com a bomba vinha um niple com rosca para aplicar em tubulação de combustível, para desentupir.

      ResponderExcluir
    21. Uber,
      Acho que não seria viável, pneus sempre perdem um pouco de pressão. Fora que as pressões variam de carro para carro. Mas a ideia em si é boa.

      ResponderExcluir
    22. Shimomoto
      Tudo pela estética!

      ResponderExcluir
    23. Galo cego!
      Vê-se de tudo nesse mundo automobilístico...

      ResponderExcluir
    24. Tenho de ler melhor sobre pneus radiais, então...

      De qualquer modo, gostaria de saber se há algum perigo em andar com o carro vazio (só motorista), mas com pneus calibrados para carga. Ocasionalmente, transporto pessoas, mas geralmente o carro está só com o motorista.
      Imagino que a maior pressão que se costuma colocar nos pneus de trás para veículo carregado possa deixar a traseira um pouco mais solta.

      ResponderExcluir
    25. Bob, no Bluemotion o indicado pela VW é 42 lb na dianteira e 39 traseira. Qdo carregado 42 lb em todos. Passa do seu limite de 40.
      No 206 era 35 lb. Perguntei para o consultor da Peugeot o porquê, ele enrolou e não respondeu.
      Não deve existir pneu selado até hoje porque o peso dos carros varia, e a temperatura ambiente também. Qdo eu calibro no calor e de repente o clima fica frio, a pressão parece ficar maluca, tenho que recalibrar.

      ResponderExcluir
    26. Mais um detalhe... Em todas as malditas revisões semestrais com a troca de óleo obrigatória, o Bluemotion volta com os pneus murchos. Acham que a pressão é a mesma dos outros Polo´s. Será que a Volkswagen não dá treinamento?

      ResponderExcluir
    27. Bruno Souza30/04/11 19:13

      Bob,

      O senhor não acha que pneu com menos de 101 mm de flanco fica muito frágil e requer mais pressão?

      Meu Fit usa de fábrica 185/55 R16, como 32/30 de pressão. No clube do carro vários já perderam pneus. Nos VW de 225/45 a mesma coisa. Ando usando mais 3 de pressão e já peguei umas crateras e até agora nada. E confirmo a cada semana.

      ResponderExcluir
    28. Blog do Eduardo e Johnconnor:
      Se com os 145 está ficando difícil, imagine na medida do meu Monza (185/70/13), que não saem de fábrica carros novos com essa medida já faz um tempo... em uns 5 a 10 anos vou ser obrigado a colocar as rodas aro 14 do Tubarão para conseguir pneus novos para ele, pois algumas marcas nem oferecem mais pneus nessa medida (no site da Michelin não tem mais, Bridgestone não tem, na Goodyear só tem um modelo nessa medida...).
      Danilo, os pneus do (ótimo) Polo Bluemotion foram projetados para usar essa pressão superior, no site da Michelin e da Continental eles não recomendam calibrar os pneus com mais de 43 lb. Agora, quanto ao treinamento para as especificidades do Bluemotion... lembre-se que estamos no Brasil!

      ResponderExcluir
    29. Vou testando varias pressões para cada carro diferente que dirigo, e parece que com pressão pouco maior que a recomendada pelos fabricantes os carros ficam mais confortáveis, no consumo de combustível não percebo diferença.Sou louco em dizer que com pneu mais cheio o carro fica mais confortável?Digo isso com pneus novos,já que com pneus gastos,aí fica duro que só.

      ResponderExcluir
    30. Que história é essa Bob de que não se calibra pneu em casa, eu calibro semanalmente. para isso tenho um compressor que gostaria de sugerir aos colegas, o Black&Decker ASI 200 LA, é muito bom, um dia desses vi que o pneu do Gol que uso para trabalho, de medida salvo engano 175, estava completamente vazio, como não queria trocar pneu todo arrumado decidi usar o compressor para dar um ar e poder ir até o borracheiro, como o mesmo é digital selecionei 25 libras e em 6minutos o pneu já tinha alcançado essa pressão, vale a pena comprá-lo. Por ser digital você seleciona a pressão e quando a mesma é atingida ele para, além de já vir com visor digital para se conferir a pressão existente, ah, como sou muito cuidadoso ainda uso um medidor de pressão digital da Schrader. Esses dois equipamentos podem ser facilmente encontrados em São Paulo e pela internet, comprei o compressor no Magazine Stroebel por R$ 89,90 e o medidor Schrader por R$ 50,00 em uma loja em Guarulhos, salvo engano a Loja das Ferramentas, vale ressaltar que moro em Fortaleza- Ceará e os comprei pela internet, vale a pena. Bob por falar em Pneus queria lhe fazer uma pergunta: Tenho um Corolla XEi 2008/2009 com apenas 20100 Km, durante este tempo eu só fiz alinhamento e balanceamento uma vez, vou viajar na próxima semana com ele, o carro não está trepidando nem desviando para nenhum dos lados, mesmo assim devo fazer alinhamento ou balanceamento antes de viajar ? Queria lhe dizer que me arrependi de ter feito este alinhamento pois a direção que era bem centralizada de fábrica agora não é mais, se eu tentar manter o simbolo da Toyota que existe na direção centralizado o carro vai para o lado esquerdo, será que eles conseguem consertar isso em outro alinhamento ?.

      ResponderExcluir
    31. BDF
      Legal, você ter compressor em casa, mas você é exceção. Sobre seu Corolla, o alinhamento pode estar perfeito mas o quadrilátero de direção estar descentralizado. Dá para corrigir facilmente com alinhamento, aumentando comprimento da barra de diração esquerda e diminuindo o da direita na mesma proporção, desse modo mantendo a convergência que está. Não fosse corrigir esssa descentralização, que me incomoda também, você poderia viajar tranquilamente sem novo alinhamento e balanceamento.

      ResponderExcluir
    32. Marcello
      Não é impossível o que você diz. Pode ser que as frequências dos pneus e das buchas de suspensão entrem em sintonia com a pressão mais alta.

      ResponderExcluir
    33. Guilherme J.
      Pode usar esse procedimento sem receio. O Renault Logan tem recomendação de pressão única para carro vazio ou cheio. Atenção: mais pressão, mais prende e vice-versa. A maior pressão é justamente para segura traseira quando o peso nesse eixo aumenta.

      ResponderExcluir
    34. Bruno Souza
      É isso mesmo, mais pressão reduz o risco de cortes no flanco. O carro fica um pouco mais rápido de curva à custa de alguma perda em conforto, mas nada que não dê para usar.

      ResponderExcluir
    35. Anônimo 30/4 9:10
      Isso, há o adesivo na portinhoa do tanque para essa finalidade.

      ResponderExcluir
    36. Caio Cavalcante
      Não sei o que houve com o Tweel, mas não me pareceu uma coisa simpática ou viável.

      ResponderExcluir
    37. Faz uns 6 meses, eu troquei os 4 pneus do meu Mille, antes eram 175, troquei pelo 165, carro ficou melhor para dirigir.
      Sobre a calibração, eu normalmente calibro sempre que vou ao posto abastecer, e como sempre encho o tanque de combustivel, e o espero chegar na reserva para abastecer de novo, calibro os pneus por volta de uns 7 a 10 dias.

      ResponderExcluir
    38. Este comentário foi removido pelo autor.

      ResponderExcluir
    39. Muito interessante este post, Bob aproveitando o assunto, me tire uma dúvida por favor, eu tenho um carro que originalmente usa pneus 175/70 aro 13, o manual recomenda o uso de 26 lbs, mas atualmente o carro está usando pneus 195/55 aro 15, ao perguntar a borracheiros ou lojas de rodas e pneus o pessoal recomenda o uso de 30 a 32 lbs, ou seja de 5 a 6 lbs a mais do que o recomendado pelo manual, é correta esta informação?? Pois acho que estes profissionais chegaram a esta pressão no achismo e eu continuo usando entre 26 a 28 lbs., neste caso eu posso manter a pressao original ou devo usar uma pressão superior?? Creio que esta dúvida cerca mtas pessoas que alteram as medidas de pneus originais, tanto para o uso de perfil mais baixo, qto para quem utiliza perfil mais alto como é o caso de um outro carro meu que originalmente usa pneus 185/60 e atualmente está com 185/70, ambos de aro 14 :)

      ResponderExcluir
    40. Aproveitando o assunto, peço que alguém me tire essa duvida:

      Eu sempre coloco 28 psi (o recomendado no manual), sempre meço e quando chega em 26 psi eu encho de novo, tem problema andar com 2psi a menos?

      ResponderExcluir
    41. Eu acho que é justamente o contrário que acontece. Quando vou calibrar os pneus do meu possante, vejo marcado 32,35 lbs. Levando em conta que a grande maioria dos carros que rodam são 1.0 aro 13, dever ser por isso que vejo tanta notícia de motorista que escapou na curva...

      João Paulo

      ResponderExcluir
    42. Carlos
      Andar abaixo da pressão prejudica consumo e estabilidade, com ganho de conforto.

      ResponderExcluir
    43. Fernando Alniezi
      A melhora sentida certamente se deve a estar com pneus errados antes. Sua frequência de calibração é adequada.

      ResponderExcluir
    44. Passarini
      Não é preciso aumentar tanto a pressão, eu ficaria em 2 libras a mais que o original. No outro caso que você pegunta, pode deixar como antes.

      ResponderExcluir
    45. Bob,

      No caso do meu carro, a pressão recomendada é 29 lbs para os quatro pneus (195/55R15), o rodar era muito confortável, porém eu notava que os pneus dianteiros ficavam barrigudos demais. Em conversa com um alinhador ele me sugeriu justamente em aumentar 2 lbs, acatei e gostei do resultado, tendo em vista que com a pressão recomendada os pneus estavam com desgaste mais acentuado nos ombros.

      Aliás, há um tempo mandei alinhar o carro porque estava puxando pra esquerda, o comportamento em curva era excelente. O alinhador abriu o alinhamento, percebi logo ao sair com o carro da oficina e na primeira curva mais forte o carro "esparramou na curva", voltei lá e falei que queria que outra pessoa alinhasse o carro, notada a má vontade do mesmo ao executar o desserviço. O segundo alinhador fechou o alinhamento, mas não tanto quanto a máquina sugeria, disse ele que era pra compensar uma pequena diferença de cambagem. Existe isso? Bom, esta explicação não me convenceu e o carro apesar de não estar puxando mais, perdeu aquela suavidade ao volante. É possível que as barrigas e o desgaste irregular sejam em razão de estar fora da geometria correta? Mesmo que o desgaste acentuado seja nos ombros externos e internos dos pneus dianteiros.

      Desde já agradeço, estamos ansiosos pelo post sobre as medidas de alinhamento, informação esta não divulgada nos manuais.
      Sds

      ResponderExcluir
    46. Nunca havia passado na minha cabeça a relação pressão x frequência.Com certeza deve existir uma pressão em que o conjunto (todo o carro) vibra ou ressona menos.Cabe a cada um descobrir pacientemente a pressão dos pneus que gera maior harmonia do conjunto.

      ResponderExcluir
    47. Verdade, eu tb nunca tinha pensado, sabe-se que se tem uma velocidade pra vibrar, esta é 120km/h. Confere Bob?

      Meu carro (70k km rodados, coxins, esticadores e correias novas)está com uma rumorização em 3k rpm, disse o mecânico, que não há mais o que checar, que não valeria a pena abrir o motor por isso, que não justifica um balanceamento de motor...
      Vai entender... Tem hora que bate uma vontade de passar o carro pra frente...

      ResponderExcluir
    48. Bob, CO2 é o gás carbônico, que não faz mal algum. É o mesmo gás que está na água mineral e nos refrigerantes (coca-cola, guaraná, etc), o problema é o CO, monóxido de carbono. Ok?

      ResponderExcluir
    49. Anônimo 1/5 23:16
      Claro que o CO2 é o gás carbônico, inofensivo aos seres vivos, é usado até para gaseificar a água "com gás". Mas é também o gás acusado de ser um dos causadores do efeito estufa ao reforçar a capa térmica na troposfera, até 20.000 metros acima do nivel do mar e que é a camada mais baixa da atmosfera. Desta maneira dificulta a dissipação no espaço o calor da luz do sol, elevando a temperatura da Terra. O estudo da Bridgestone mostra justamente que com pneus inflados com a pressão correta diminui a emissão de CO2.

      ResponderExcluir
    50. Ahhh, sabia que este excesso de pressão era achismo, mto obrigado Bob, passarei a usar 28 lbs. nos pneus aro 15 e o mesmo recomendado pela fábrica nos pneus aro 14 do outro carro ;-)

      ResponderExcluir
    51. Bianchini, você encontra ainda essa medida de pneu do Monza nos Pneus de segunda linha, tipo Seiberling, Omega, General Altimax. São todos fabricados pelas grandes marcas, Pirelli, Continental, Goodyear e são bons pneus (eu já usei), embora obviamente sem a mesma performance dos de primeira linha.

      ResponderExcluir
    52. Bob,
      descobri seu blog a pouco tempo e quero te parabenizar por ele. Realmente é excelente! Estou viciado. Me tire uma dúvida se possível por favor. Comprei recentemente um Agile, cujos pneus são aro 15. No manual não encontrei qual a pressão recomendada. Onde posso ficar sabendo sobre issoW Obrigado. Um abraço

      ResponderExcluir
    53. Eugênio, dono do Ágile

      Página 187 do manual do proprietário.

      ResponderExcluir
    54. Eugênio,
      Se não tem a pressão dos pneus no manual é o caso até de recall. Vou obter e informo aqui mesmo neste espaço. E agradeço suas palavras.

      ResponderExcluir
    55. Bob
      Quando resolvi dar uma ajuda ao Eugênio descobri que no mesmo manual do Ágile, página onde se encontram as medidas da carroceria(comprimento, bitola, entre-eixos), descobri que trocaram bitola por entre-eixos e vice-versa. Outra: No manual do Corsa 2010, na página da ficha técnica, está especificado que a vela do motor 1,4l Econoflex é BPR5EY quando o correto seria BPR7E, ambas código NGK. Tá feia a coisa.

      ResponderExcluir
    56. Quanto à rumorização que citei acima, foi resolvida abastecendo com etanol... E tem uns e outros que ainda vem aqui defender a tecnologia fréquis!

      Ahh Bob, valeu pelo retorno! Eu sei que você não tem obrigação nenhuma, mas de qualquer forma "agradeço".

      Sds

      ResponderExcluir
    57. Fabio
      A vibração é o volante vibrando levamente em torno do seu próprio eixo, certo? Essa vibração indica falta de balanceamento dinâmico das rodas. Leia o post http://autoentusiastas.blogspot.com/2010/12/balanceamento-de-roda.html
      A vibraçao ocorre entre 110 e 120 km/h e voltaria a se repetir a 220 a 240 km/h. Balanceamento resolve.

      ResponderExcluir
    58. Desculpe-me Bob, eu provoquei uma confusão... Falei sobre essa vibração "dos 120" decorrente do balanceamento de rodas/pneus e logo na sequência sobre o problema que tem ocorrido no meu carro, que nada a tem a ver com isso.
      No caso do meu carro, tenho praticamente certeza que é o motor já demonstrando sinais de desgaste, isso com apenas 70 e poucos mil km, para ter certeza, só abrindo mesmo.
      Não contente, fiz dois comentários, o primeiro falando sobre o outro carro, o mais novo,
      no qual eu falei sobre o desgaste mais acentuado nos ombros dos pneus.

      Obrigado pela atenção

      Abs

      ResponderExcluir
    59. Gostaria de saber se eu trocar os pneus do meu honda fit de 165/65/14 para 185/70/14, vai ter mais consumo de combustivel ou não?

      ResponderExcluir
    60. Anônimo 10/04/13 11:07
      Vai ter aumento de consumo devido ao aumento de atrito do pneu com o solo, uma vez que é mais largo, mas nada significativo, coisa de 1% a 2%, se tanto. Entretanto, a mudança não é aconselhável, pois a diferença de diâmetro é muito grande, 7,5% (de 554 para 596 mm). Será prejudicial ao comportamento do carro como um todo. Variações de diâmetro toleráveis são até 2%. Permita-me perguntar o motivo de querer mudar.

      ResponderExcluir
    61. Nossa Bob, podem até te chamar ranzinza, mas acima de tudo é paciente! Parabéns!

      ResponderExcluir
    62. A minha dúvida é em relação à mudança de perfil do pneu, eu tenho um Siena, o pneu original é 165/70R13, atualmente eu uso 185/70R14. Os engenheiros fazem todos os testes antes de dar a calibragem recomendada, mas nos pneus originais, essa mudança de perfil e de aro, implicam numa mudança na pressão dos pneus?

      ResponderExcluir
      Respostas
      1. Marley
        Sim, mas pouca diferença. Obviamente não sei que pressão, mas use a original em caso de dúvida. E o que o leitor disse sobre o pneu que você deveria ter escolhido é correta. E atento ao velocímetro, que a velocidade indicada por ser menor do que a real.

        Excluir
    63. Obviamente Mardey... Alias, eu no seu lugar teria optado por pneus 185/65R14. Você deve ter uma diferença razoável no velocimetro.

      ResponderExcluir
    64. Meu pneu e 13 queria saber se e correto eu calibrar 32 na frete e 30 atras?

      ResponderExcluir
    65. 30 atrás! Ba! Insaciável o rapaz!

      ResponderExcluir

    Olá AUTOentusiasta, seu comentário é sempre bem-vindo! De preferência, identifique-se ao comentar.
    Atenção: comentários contendo ofensas pessoais, a marcas, a fabricantes isoladamente e/ou em conjunto, a nacionalidade de veículos, bem como questionando práticas comerciais lícitas e margens de lucro aceitáveis nas quais este blog não interfere, bem como o uso de palavras de baixo calão e a exposição de outros leitores ao ridículo, não serão publicados. O AUTOentusiastas se reserva o direito de editar os comentários sem declinar motivo.

    Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...