Google+

23 de maio de 2011

IDADE DA PEDRA



Já comentei aqui que adquiri recentemente a Zafira de um amigo daqui do blog, e estou muito satisfeito com o carro, que está impecável. Acontece que o WCC mora no Estado de São Paulo e eu, no Rio de Janeiro, e a transferência de propriedade entre os departamentos de trânsito não é tão simples assim.

Quando tentamos agendar a transferência pelo site do Detran-RJ, recebemos a mensagem “O registro do veículo não foi encontrado. Em caso de dúvida, entre com a central de atendimento”. Foi o que fiz, e após longa espera (novidade...) a atendente falou algo sobre atualizar dados no Detran-SP, mas sem muita convicção.

Resolvi então recorrer à internet e saí pesquisando, logo cheguei ao site do Detran-SP e o link que leva à página onde constam as instruções para a liberação e atualização do CRV, além do link para baixarmos o formulário que será enviado ao Detran-SP.

Até aí, fácil, juntei a documentação solicitada, coloquei no sedex e enviei ao endereço indicado. O problema é que não existe um protocolo, um registro no site que lhe permita acompanhar o trâmite. Quando enviei, falavam em cinco dias úteis, dias depois mudaram o prazo para 10 dias úteis. Mas enviei a documentação há mais tempo e nada.

Ontem, dia 22 de maio, venceu o prazo de 30 dias para agendamento da transferência. E, claro, não conseguir ainda vencer a burocracia que impera nos Detrans. Não agendando dentro do prazo de 30 dias, adivinhem, mais uma multinha pra gente pagar.

O Detran-SP se justifica dizendo que criou o sistema para evitar fraudes que resultavam em transferências de carros de forma irregular para outros estados, e que o retorno desses veículos para a base de dados de SP era demorado pois dependia dos Detrans das outras unidades da federação.

Ainda segundo informações do site do Detran-SP, uma média de duas operações fraudulentas são evitadas por dia, e só quem já teve carro clonado deve saber a importância desse dado. O problema é o remédio usado, cria-se mais uma burocracia que o órgão não dá conta de atender, e a conta fica para a gente. Para cada duas fraudes evitadas, quantos cidadãos honestos são lesados, obrigados a pagarem multa por não conseguir cumprir uma exigência imposta pelos Detrans de nosso país?  Exigências essas que dependem de outros Detrans, que não conseguem atender tempestivamente suas demandas.

Vejam, estou falando de transferência entre São Paulo e Rio de Janeiro, estados fronteiriços que abrigam as duas maiores cidades do País. No atual nível de informatização que chegamos, é simplesmente inaceitável que as coisas ainda andem assim. Quando conseguir transferir o carro, conto para vocês como foi.

AC

16 comentários:

  1. Ac, lembra que comentei contigo que o meu demorou pacas?
    - além da multa 5 pontinhos aqui também ...[:-)

    ResponderExcluir
  2. Transferi um carro do RS para SP sem dificuldades, ano passado. Fiz pessoalmente, sem despachante. Claro que deu certo trabalho, mas nada demais.

    ResponderExcluir
  3. O Detran de SP dá medo só de olhar para ele.

    Eles falam muito no termo "evitar fraude" mas a fraude está em todos os lados. A começar por um fabricante de placas que trabalhou sob "Contrato de Emergencia" por anos a fio.

    Falo isso porque emplaquei nada menos que uns 8 carros em diferentes anos e sempre tinha a placa "A empresa XYZ trabalha neste local sob contrato de emergencia etc. etc. etc."

    E fora que (pelo menos agora parou. Ou nao dao mais noticia): Todo ano pegava fogo em algum ponto do predio do Detran no Ibirapuera. Coincidencia, nao?

    ResponderExcluir
  4. O Detran-SP é, certamente, um dos maiores ninhos de corruptos do Brasil. Além dos incêndios citados acima, os furtos de papel para impressão de CNH, já com todas as marcas de segurança, que alimenta a indústria da CNH. Tem também as aprovações mediante pagamento, que faz com que moradores do interior do estado vão a São Paulo para se "habilitar".

    ResponderExcluir
  5. AC,
    Lógica de autoridade em sociedades civilizadas: "Você é tratado como honesto até que prove o contrário".

    Lógica de autoridade em sociedades não-civilizadas: "Você é tratado como bandido até que prove o contrário".

    Com base nisso é que se pensa tudo no país: ferra-se honestos em detrimento da incapacidade de identificar e punir apenas os infratores. Simples assim.

    - Osmar Fipi

    ResponderExcluir
  6. Engraçado...faz mais de 20 anos que o DETRAN e desse jeito e nenhum governante faz nada para mudar.

    Deve ser um curral eleitoral enorme. Ou uma máfia capaz de derrubar muito "peixe grande"...

    ResponderExcluir
  7. Já tive vários problemas para transferir carros que comprei de SP para PE. É tão complicado que os proprietários que mudam de residência de SP para cá deixam o carro emplacado em SP, mesmo pagando mais IPVA. Agora prefiro gastar mais e jogar na mão de um despachante. Evito ao máximo comprar carros de SP, mas quando alguém chega com um para trocar, recebo, mas desvalorizo mais pq sei que vou passar mais de um mês com ele parado sem poder vender só esperando documentação.

    ResponderExcluir
  8. AC,

    Contrate um despachante que você vai ver como sai tudo rapidinho...

    Despachante é uma típica profissão jabuticaba, que se aproveita do excesso de burocracia e da corrupção estatal para vender o serviço tal como ele deveria ser prestado pelo poder público.

    ResponderExcluir
  9. Pedro Navalha23/05/11 16:56

    Um sistema corrupto cria dificuldades para depois vender facilidades...

    ResponderExcluir
  10. Fiz a venda de um carro com placa de SP para Brasília recentemente e só não tive mais dores de cabeça porque o comprador já sabia do lance do desbloqueio de renavam e me informou, então me diantei no procedimento. O que acontece é que é extremamente complicado achar essa informação no site do DETRAN e o pior, cumprir a burocracia relacionada a isso. No meu caso, em 20 dias estava tudo resolvido, mas isso pq perdi quase dois dias telefonando para diversos números até descobrir o telefone da seção que cuidava desse tal desbloqueio para confirmar a operação. Total desemparo ao pobre pagador de impostos! Consegui o tal número procurando em diversos blogs e fóruns, pq ele não está disponível no site do DETRAN...
    Dá pra resolver por conta própria sim, sem intermédio de despachante, mas haja paciência!!

    ResponderExcluir
  11. Fim do ano passado eu trouxe meu carro de SP pra SC, não tem jeito, só pagando um despachante pra resolver essa transferencia em SP, aqui em SC eu fiz tudo por conta própria, mas lá naquele detran não tem jeito...

    ResponderExcluir
  12. Como disse o Osmar, o Detran trata o contribuinte como criminoso até que ele prove o contrário. E ainda cobra caro, muito caro.
    O desrespeito é descarado e não há para quem reclamar. Fica tudo por isso mesmo.

    ResponderExcluir
  13. No fim do ano passado comprei um 406 em SP, demorei quase 60 dias para conseguir transferir e gastei quase R$ 900,00, alé do despachante de Vitória tive que pagar um em SP para "agilizar" o processo.

    Sandro Gama.

    ResponderExcluir
  14. Rodrigo Piasecki24/05/11 08:43

    Também estou tendo um problema parecido. Morava no PR e me mudei recentemente pra MT. Comprei um Fusca 69, mas dizem o mesmo, atualizar cadastro, rever documentos... BAH!

    ResponderExcluir
  15. Por isso vale mais a pena vc transferir o carro para o seu nome ai em SP (usando o endereco do seu amigo), e depois transferir a documentacao para o RJ.

    Foi assim q fiz quando, morava em MG, comprei meu carro no RJ e solicitei DEPOIS a transferencia para MG....

    ResponderExcluir
  16. Carlos Manjuba21/06/11 16:58

    Está contente com a Zafira?? Veja o quanto esse motor 1.4 que equipa os Corsas, Montanas e Zafira são problemáticos: http://www.corsaclube.com.br/viewtopic.php?t=66172

    ResponderExcluir

Olá AUTOentusiasta, seu comentário é sempre bem-vindo! De preferência, identifique-se ao comentar.
Atenção: comentários contendo ofensas pessoais, a marcas, a fabricantes isoladamente e/ou em conjunto, a nacionalidade de veículos, bem como questionando práticas comerciais lícitas e margens de lucro aceitáveis nas quais este blog não interfere, bem como o uso de palavras de baixo calão e a exposição de outros leitores ao ridículo, não serão publicados. O AUTOentusiastas se reserva o direito de editar os comentários sem declinar motivo.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...