Google+

9 de junho de 2011

UM ALFA ROMEO EM CASA

Fotos: autor

Não é de hoje que o Alfa Romeo 145 me atrai. Na verdade, fiquei gamado em todos os Alfa Romeo desde a primeira vez que escutei um roncando, e isso faz tempo. Basta o ronco encorpado, gorgolejante e invocado, que todo Alfa tem, para sentirmos que aquilo é coisa boa. O ronco fala muito de um carro, de qualquer carro, e o dos Alfa nos fala diretamente ao coração – tem paixão ali, a gente sente.

E foi num passeio domingueiro a pé que minha filha do meio viu um Alfa 145 estacionado e com um papelete anunciando sua venda. Vermelho, Quadrifoglio – o Quadrifoglio tem motor 2,0-litros. No Brasil foram vendidos também os com motor de 1,8-litro, que também anda bem, mas nem tanto. E ela, sendo arquiteta e ligada em design, travou: “Pai! Olha só um carro pra eu trocar o meu Escortão véio!”
Pra quem é que ela foi falar...

Outro pai ponderaria com mil motivos para não comprar um carro com 15 anos de fabricação, importado, baixinho pra nossa buraqueira, etc e tal. Mas sendo eu o pai, já viu, botei lenha na fogueira, principalmente porque sei que minha filha pouco roda de casa ao trabalho, então não exporia o carro a muita buraqueira.
Saí caçando Alfa 145 na internet.

Com calma, e pedindo calma à minha filha, em dez dias achei um Quadrifoglio preto com 55 mil km, zeradaço, que após pechincha nos saiu por R$ 16.500,00. Nada caro perante outros Alfa 145, mais baratos, mas que tinham muitas coisas a arrumar. Este, logo vi que só precisava de um alinhamento melhor e a compra de um pneu, já que havia um bolha perigosa em um dos Pirelli. No mais, tudo OK. Bancos de couro originais e impecáveis, ar-condicionado gelando, pedais com pouco uso, carro bem cuidado. Gostei do dono, gente boa.

Compramos.


Bancos de couro, estado interno perfeito
E naquela noite, sim, naquela noite, sob as cobertas do sofá, fiquei por uma ou duas horas contando à minha filha as histórias que sei da Alfa Romeo, e ela, com os olhos atentos, se deliciava com as façanhas do maluco (maluco nada, porque morreu de velho) Tazio Nuvolari, e do Antonio Ascari, do Nino Farina, Fangio, pilotos, lendas, que fizeram a história da Alfa. Mille Miglia, Grand Prix dos anos 20 e 30, Fórmula 1 do início da década de 50, dentre outras. E o Alfa dela, caladinho lá na garagem, parecia que também escutava, orgulhoso de sua ascendência e contente com a casa nova.

Contei-lhe que o grande nome da Alfa foi Vittorio Jano, o grande gênio que projetou o motor do Alfa 6C no final da década de 20, cujo layout perdurou até esse motor do 145, cabeçote hemisférico, duplo comando. Contei-lhe que o Enzo Ferrari começou sua vida no meio automobilístico pilotando Alfas e depois virou chefe da equipe, contei a história do símbolo do cavalinho rampante dos Ferrari, que esse símbolo foi oferecido ao Enzo nessa época em que ele era piloto de Alfa, por um casal de nobres que perdera o filho na 1a Guerra Mundial, e que esse símbolo era do avião biplano do filho, piloto de caça, etc.

Contei-lhe do Tazio apagando os faróis na Mille Miglia, para que o líder, a quem perseguia, achasse que ele havia quebrado ou porrado, e maneirasse, e assim o Tazio o passou de faróis apagados e despinguelou adiante pra ganhar. Coloquei-a ao lado do Tazio nessa corrida maluca às escuras, tal como esteve o corajoso mecânico do Tazio. Fiz com que sentisse o medo, a emoção, o risco, a gana de vencer.

A Alfa Romeo tem infinitas histórias, lindas e românticas, recheadas de bravura, histórias que só uma pessoa gélida e carente de espírito não se emocionaria ao ouvi-las.

Poucas marcas têm tamanha e tão valorosa memória.

Fiz isso para que ela desse o devido valor ao que teria nas mãos. Fiz isso para que ela pudesse ter o prazer completo de ter um Alfa. Você, caro leitor, acha que depois de ouvir tantas histórias a moça ia querer um carrinho “popular completo” com sensor de ré que apitasse nas manobras?

Meio de transporte é uma coisa e carro é outra.

Troquei o óleo do carter e todos os filtros. Pedi ao Gustavo, meu mecânico de confiança, verificar os freios (a disco nas 4, com ABS) e a suspensão, buchas, etc, e caixa de direção. Tudo OK.

O duro foi alinhar, porque em São Paulo só topei com oficina nó cega. Uns alinhamentos computadorizados de meleca, onde queriam alinhar pela tabela do computador deles, enquanto que eu queria pela tabela do manual e que a tabela deles que se explodisse. E outros eram tão toscos que deixariam um carro-de-boi puxando pro lado. Num outro o alinhador era tão aflitivamente vesgo que nem desliguei o motor e me mandei.

Que se explodam. Fui alinhar em Pirassununga no Marcelo Scatolini, que no interior é assim: ou o cara faz o serviço direito ou ele tem que mudar de cidade, pois logo todo mundo fica sabendo se o cara presta ou não presta, e o Scatolini é dos bons há décadas, seguindo a tradição do pai. Ele tem equipamento de última geração e um nome a zelar.

Ficou perfeito e de acordo com o manual, e paguei só R$ 40,00.

O carro ficou uma flecha. Faz curva como poucos. É um tração dianteira que na curvas mais parece tração traseira da boa, porque já entra acertado na curva, já entra mergulhando decidido e equilibrado. Surpreende o que ele agarra.

Tudo no lugar certro, note o apoio do pe esquerdo

Suspensão dianteira McPherson, com barra estabilizadora, e traseira independente de braços arrastados. Pneus 195/55R15.
Entre-eixos de 2.540 mm. Pesa 1.230 kg.
Motor 4-cilindros, 4 válvulas e duas velas por cilindro, cabeçote hemisférico, taxa de 9,5:1, cilindros com 83 mm de diâmentro x 91 mm de curso.
Potência máxima de 150 cv a 6.200 rpm e torque máximo de 18,9 mkgf a 4.000 rpm.
Vai a 210 km-h e atinge 100 km/h em 9,0 segundos. Esses números não impressionam tanto. O que impressiona é seu comportamento nas retas e curvas – como eu já disse aqui no blog uma vez, o tal “the way she moves”, o jeito que se mexe: esportivo até a raiz do cabelo. Muito rápido, muito gostosinho.

Twin spark quer dizer centelha dupla, duas velas por cilindro

As primeiras marchas são longas. Usa-se a 1a-marcha para passar por lombadas, nada de 2a-marcha, que também é bem longa. Mas, a partir daí elas ficam perto umas das outras, ou seja, há bem pouca queda de o giro ao subirmos as marchas subsequentes – o que é ótimo, pois o bicho encapeta e segue acelerando forte. Sendo assim, a 5a e última marcha nos perece ser curta – a 120 km/h o giro está em 3.600 rpm. Mas na verdade ela está é certinha, pois em potência máxima, a 6.200 rpm, ele está nos 210 km/h, sua velocidade máxima.

Seria até bom ter uma 6a-marcha, para descanso, para viajar em giro mais baixo.

A vantagem é que mesmo em 5a-marcha basta uma pisada no acelerador que ele responde com pronta empurrada. Sempre pronto.

E o motor é feito pra virar tranquilo em alta, apesar de ter bom torque em baixa. É feito pra aguentar a lenha, mais lenha que os motores comuns.

Então é isso. Um Alfa em casa. E caberá também a ele, junto comigo, ensinar a moça a guiar direito, como se deve, pois nele isso é fácil; pedais nos lugares certos, direção e alavanca de câmbio também, todos com o peso certo, sensibilidade certa, tudo certo.

A moça terá o parâmetro certo do que é um carro feito para se dirigir direito, e aprenderá a ter a sua opinião, saberá sentir se um carro é só “bela-viola” ou não.   

Esse é um que não sai mais da família. Esse é um que, que nem cavalo bom, morre de velho no nosso pasto.
Aqui vão dois filminhos do Alfa Romeo, o Carlão e eu:




AK





141 comentários:

  1. Realmente emocionante AK, ainda mais que recentemente também comprei um Alfa Romeo, mas uma 164 24v.

    ResponderExcluir
  2. Parabéns pelo post. Também sempre fui fã do Alfa 145; de vez em quando vejo um e meu coração dispara, mas não sei se teria coragem de comprar um usado. Talvez por ter a plataforma de Fiat Tipo não seja tão difícil achar peças, não sei.

    Outro Alfa pelo qual eu sempre fui apaixonado e que talvez merecesse um post aqui é o 164 Super. Era vendido aqui numa boa época, em que um carro de 60 e poucos "pau" competia com Mercedes e BMW bem mais caras. Depois ele saiu de linha, e se bem me lembro, seu substituto 166 era de outro patamar de preço, além de mais feio, e não tomou-lhe o lugar.

    Uma pena a Fiat ter matado a marca no Brasil e escolhido como seu sedã da luxo atual o ridículo "Puntão"...

    ResponderExcluir
  3. E que belas rodas hein! Parecem as de um Diablo. Boa sorte com o carro Arnaldo!

    Renan Veronezzi

    ResponderExcluir
  4. Gostei dos vídeos. Da gosto de ouvir o ronco, ou melhor, esse gargarejo, já identifica, é um filhote de Ferrari que tens na sua garagem!

    ResponderExcluir
  5. Fiquei surpreso ao ler o valor pago pelo carro!
    Baixíssimo pelo que a máquina representa.
    Que coisa...

    ResponderExcluir
  6. AK
    Parabéns à sua filha pela "machina". Outro carrinho que eu gosto e da mesma época desse 145 e, que, lamentavelmente não veio para cá é o Lancia Delta.
    E nada como um câmbio close ratio num motor feito pra girar, hein!

    ResponderExcluir
  7. Gostei do grito de motor em alta rotação! O carro está lindo Arnaldo, parabéns!. A manopla de câmbio com aquela costura vermelha, e na altura certa, os bancos de couro... O painel espartano e de fácil leitura, o volante... perfeito!

    Obs: Arnaldo! no próximo teste, poderia colocar o Carlão ao volante!.

    Henrique

    ResponderExcluir
  8. Parabéns pela aquisição.

    Deu sorte de ter um bom carro à venda na hora que você queria. Eu fiquei mais de 5 meses procurando um hatch esportivo com essa idade mais ou menos e demorou pra achar algum em estado pouco melhor que razoável.

    Esses carros normalmente depois de uns 6, 7 anos de uso caem em mãos de quem só quer pagar de gatão pra outros cuecas no posto de gasolina (não entendo esses sujeitos) e acabam se destruindo na mão desse pessoal.

    Agora é cuidar bem da criOnça (isso a gente sabe que você vai fazer) e ser feliz!

    ResponderExcluir
  9. Ops!...Derrapei, no segundo vídeo, lá está ele, conduzindo! rsrsrs..

    Muito bom!

    Henrique.

    ResponderExcluir
  10. O Cuore Sportivo deve estar realizado com um dono que o respeita por quem ele é!

    Este é um carro que ainda possuia alma, quase humana com essa temperamentalidade toda. O ronco de uma Alfa é indescritível. Tenho um Tipo que com 240.000 km ainda emociona quando os ponteiros Veglia passam dos seus limites embalados pelo ronco que algum Cuore deve ter ensinado para o 1.6 que reside sob o capô. O MX-3 que divide a garagem deve corar de vergonha por não saber emocionar do mesmo jeito. Poste umas belas fotos assim que puder!

    Abraço e parabéns!

    ResponderExcluir
  11. Viu só, Henrique!

    E guiando suave, com delicadeza. Você precisa ver o Carlão com a cadelinha pinscher, a Honey, no colo. Ele parece o Obelix com o Ideafix.
    E precisava ver o tapão na cara que ele deu num pentelho que foi jogar bola na fazenda e folgou demais da conta. Foi só um tapa de mão aberta. Ele deu e parou, sabendo que só esse bastaria. Foi um sarro, de rachar de rir.

    ResponderExcluir
  12. Átalo, não tenho nem nunca tive um MX-3, apesar de tê-lo guiado e gostado bastante.

    ResponderExcluir
  13. Muito legal o Carlão tocando a "machina" parabens pela compra e principalmente por saber compartilhar.

    ResponderExcluir
  14. AK, só quem tem um Alfa para entender seu sentimento. Tive uma 155 TS (mesmo motor 2.0 da 145 Quadrifoglio). O chama de "kart de 1ton" dada a perfeição de sua tocada. Atualmente sou o feliz proprietário de uma das pouquissimas 155 V6 que rodam no Brasil. Sem comentários, o carro reúne a precisão dinâmica tradicional das Alfas e um motor deslumbrante. Abraços e parabéns pelo texto... e pela Alfa...

    ResponderExcluir
  15. Uma pena que a marca tenha sido tão mal conduzida no mercado brasileiro.

    ResponderExcluir
  16. Arnaldo:
    O Alfa, nem precisa falar mais nada. Mas na sua simplicidade, o Carlao ja virou um especialista em Alfa Romeu

    ResponderExcluir
  17. Arnaldo, fale um pouco do coletor de admissão variável que confere um torque em baixa admirável ao 2.0quadrifolglio

    ResponderExcluir
  18. Danilo,

    Não seria um 156 com motor V-6?
    Vc disse 155 e acho que digitou errado, não é?
    Noooossa! Esse 156 V-6 é o bicho! No Torneio Interlagos de Regularidade tinha um, prata, que acho que o Jan Balder estava guiando, tipo pace-car, e eu babei. É raro mesmo. Cãmbio manual?
    E num Salão do Automóvel vi um 156 V-6 com tração nas 4 que a Fiat trouxe. Imagine a coisa. Fiquei maluco. Poucos notaram o carro, nem sacaram o que era.

    ResponderExcluir
  19. Anônimo,

    Ainda não sei como funciona esse coletor variável do 145, daí que preferi não dizer nada a respeito. Mas isso não é novidade, já que o Jaguar E-type já o tinha desde começo da década de 60. Em baixa a mistura tem um caminho mais longo a fazer até a válvula de admissão e em alta o caminho encurta.
    Mas não sei se esse do 145 atua muito mesmo, porque não acho que ele tenha tanto torque em baixa assim.
    Por enquanto não sei como este funciona. Pode deixar que vou verificar e talvez valha um post.
    Obrigado por dar o toque.

    ResponderExcluir
  20. Rafael Bruno09/06/11 10:47

    Sempre quis ter um Alfinha desse... acho lindo esse carro.
    Parabéns!

    ResponderExcluir
  21. Ronaldo Nazário09/06/11 11:06

    Ai Arnaldo!!!

    Cruzes!!!! Crédo, que carro feio!!

    Rodas imitativas de Lamborghini...

    Ronco de carro italiano, de pobre...

    Passa com o gostoso do BamBam lá em casa que eu mostro o quié Lambo! Al facumeu! e Ferroaí e outros carros de duplo sentido!

    Mas só com ele..., você não, é muito feio. Só o cachorrinho que é fofo!

    ResponderExcluir
  22. jackie chan09/06/11 11:14

    Gostei do texto, ainda mais que também sou adepto a comprar carro usado, pagando a metade do preço que pagaria num "mil" 0km muito pior de usar. Me lembro de ter lido o teste do 155 na época do lançamento, e diziam que o carro era um "tanque de guerra", tamanha a rigidez do chassi...
    Mas na boa, o cara ser vesgo não significa que ele irá alinhar o carro torto. Tanto quanto o cara ter olhos "retos" não significa que ele irá alinhar o carro bem. E também, aqui na minha cidade do interior de SP, conheço muitos profissionais ruins, não só da área aumotiva, que têm clientela e prosperam, graças ao baixo nível de exigência da maioria...

    ResponderExcluir
  23. jackie chan09/06/11 11:25

    Esse motor da foto não possui coletor de admissão variável. A versão que o possui é a mais recente, com cobertura do motor em plástico (mais feio).

    ResponderExcluir
  24. Jackie Chan

    O papo do vesgo foi só piada. Não é pra levar ao pé da letra.

    ResponderExcluir
  25. Sensacional matéria, digna de um alfista. Cumprimento e peço permissão apra publicar no site do Alfa Romeo Clube MG (www.arcmg.com.br), pois segue o nosso slogan... "Viva as emoções, deixe-se mover pela paixão!"

    ResponderExcluir
  26. Pena que a Alfa foi simplesmente assassinada pela Fiat aqui no BR. Fica a torcida para que esta acorde e a traga de volta, com o necessário bom trabalho sobre a marca.

    Um comentário acerca sua observação sobre o alinhamento. Aqui em BH tenho a mesma dificuldade, ainda não achei um lugar que faça um serviço decente de alinhamento. Se alguém tiver uma boa sugestão, fica o pedido.

    ResponderExcluir
  27. Arnaldo,
    Que bela Alfa! Esse ronco de motor dos alfa romeo é mesmo peculiar e demais! Os outros fabricantes deveriam imitar...Instiga a acelerar. É produzido pela combinação de escape e admissão de ar? Um carro que tem ronco parecido e bonito são aqueles VW Polo GTI(1.8 T 150cv)que vieram importados em 2006/2007 ao valor de R$100.000,00. A VW conseguiu produzir um belo ronco igual ou até melhor que os Alfa. Quanto as Alfas mais antigas Arnaldo, quando vejo os vídeos pela net, por que a grande maioria "fumaceia" pelo escape nas trocas de marchas, parecendo problemas com retentores de válvulas? É crônico delas? Digo isso, pois você já dirigiu várias Alfas antigas para ensaios de revista e deve ter conhecimento de causa.Abraço!

    ResponderExcluir
  28. Nada como estar ao volante de um carro carregado de história e paixão... emocionante!

    ResponderExcluir
  29. Aléssio Marinho09/06/11 11:58

    AK,

    Bela macchina! Uma Alfa é pura emoção! Essa 145 povoou os meus desejos de adolescente, e realmente é um belo carro.
    Pena que a Fiat abandonou a marca no nosso país, enquanto os hermanos se divertem com a 147 ou a Spider.
    Sabia que as rarríssimas Alfas mais novas que rodam no BR vieram de lá?
    Parabens pelo cuore!

    ResponderExcluir
  30. Carrinho muito bacana AK, parabêns por achar um modelo tão pouco rodado, ganhou na loto!

    Também gosto de alfas (ex duas 164), e atrás do volante de uma delas - com o logotipo colorido, sem air bag - eu me sentia um antigo herói italiano da velocidade...rs.

    Certa vez, a solidez do chassis, e a caixa rápida aliada a suspensão esperta, me tiraram de um belo enrosco por causa de um trausente maluco na rodovia....um baita carrão, íntegro e "fala" como poucos, um carro que adora ser guiado!

    Mister Fórmula Finesse

    ResponderExcluir
  31. Eurico Jr.09/06/11 12:24

    Arnaldo, te parabenizo pela aquisição, e sobretudo, pela sorte de encontrar um carro impecável. Tenho muita vontade de ter um Alfa, mas só encontro cadeira elétrica por aí, em estado absolutamente deplorável.

    ResponderExcluir
  32. ARNALDO, NÃO SÃO TODOS MAS ALGUNS CARROS TEM ALMA E ESTÁ É UMA, TIVE UM TIPO 16V QUE ERA UM BICHO, MARAVILHOSO, AGORA E MANUTENÇÃO, ACHA PEÇA DESTE BRINQUEDO??PARABÉNS PELA MAQUINA.

    ResponderExcluir
  33. Bela macchina! Sem duvida o ronco é a marca que a Alfa nunca pode perder, parabéns pela compra!

    ResponderExcluir
  34. Belo carro.
    Um grande amigo tem uma das raras 145 quadrifoglio 1999 e é apaixonado por ela.
    Só pede pra sua filha tomar cuidado com o carter, ele é de alumínio e doido pra quebrar.
    Sobre o 155 V6 ele existiu sim na Europa e poucas vieram pra cá. Recentemente tinha uma verde a venda.

    Sdds!

    ResponderExcluir
  35. Arnaldo Keller,

    Estou achando que você vai acabar comprando este carro pra você! hehehe

    ResponderExcluir
  36. Olá.
    Sobre a 155 2.5 V6 que o Danillo Rizzo falou, é 155 mesmo. Vieram muito poucas unidades (acho q foi importação indepentente).
    Quanto às 156V6, vieram umas 8 com câmbio mecânico para a diretoria da Fiat, e as com câmbio automático vieram em maior número, porém menos que as 2.0 TS.
    Abs
    Paolo+§2300B
    http://www.ARCMG.com.br

    ResponderExcluir
  37. Tenho saudades do 2300 Ti4 Quadrifoglio que meu pai teve. :´(

    ResponderExcluir
  38. Parabéns pelo carro e pelo post! Tenho uma 145 branca e não troco por nada!!

    ResponderExcluir
  39. Bacana, Arnaldo. Parabens pela opçao, é bom vermos pessoas que nao seguem a manada, que seguem aquilo que acreditam que é bom. O mesquinho senso comum da sociedade atual ri de uma compra feito essa, achando que o que é bom é só SUV. Deixemos eles...

    Tive uma 155, e é uma delícia de carro. Ronca bonito mesmo.Com jeitinho e paciencia, dá para manter sem sustos esses italianos. Muitas peças em comum com outros Fiats, especialmente o Tipo.

    As 164 sao uma paixao á parte. Os colegas de BH devem se lembrar da enxurrada delas nos meados dos 90. Tinham muitas mesmo! As 24V acelerando eram um espetaculo, sopravam forte pela descarga!

    Abraço

    Lucas CRF

    ResponderExcluir
  40. Caro AK, sua filha como arquiteta fez uma ótima escolha. É um carro com alma e design perene, daqueles que não envelhecem.

    Também sou arquiteto e inclusive já tive a oportunidade de projetar um Autocenter aqui na minha cidade, que hoje considero o melhor lugar para alinhar e balancear carros.

    Concordo com o que você relatou sobre cidades pequenas: se o prestador de serviço pisar na bola, até o padeiro fica sabendo.

    ResponderExcluir
  41. Quem matou a Alfa no Brasil foi a FNM, com o modelo 2300.
    Infelizmente a Alfa vem se matando, no mercado mundial, há tempos. Por que não um modelo com tração traseira?
    Um dos carros preferidos do Clarkson é o 166.

    McQueen

    ResponderExcluir
  42. Wow eu vi os videos, que ronco era aquele!! Por 16500 mil dinheiros... é um bom brinquedo sem sombra de dúvidas. Parece que tá mesmo tudo inteirinho, sua filha vai ter carro por um bom tempo.

    ResponderExcluir
  43. Carlao Bragatto09/06/11 13:56

    É, AK, precisa ter muita coragem. Eu tive meu (espetacular) VW Bora furtado há uns dois meses, e com a grana da indenização do seguro, eu guardei um pouco e usei o que sobrou para comprar um...

    Ford Taurus V6 1997

    Aqui no Bananão, infelizmente, voce compra um Alfa, um Taurus, um Mazda, um Subaru, voce é tachado de idiota, louco, inconsequente, sócio de oficina, dono de posto de combustíveis, etc etc etc etc.

    Agora: esperto, muito esperto, é quem paga 30 paus em Uno novo em 60, 72 meses, pelado, sem itens de conforto ou segurança. Esses são os espertos, você, eu, o cara ali do Tipo, do MX-3, somos os loucos.

    Mas é assim. Tem gente que segue o gado. Tem gente que tenta encaixar peça redonda no buraco quadrado. Somos do segundo tipo.

    Dá mais dor de cabeça? Não tenha dúvidas, mas o tesão na vida é muito maior.

    Porra, cada vez que eu coloco os 200 cavalinhos do Taurus pra correr, é uma alegria total. E como eles gostam de empurrar os carrinhos de plástico na estrada! Ficam todos assanhados.

    Agora a meta é juntar uma grana e comprar outra loucura: um Alfa 164 Super 24V.

    Pensou? Taurus e Alfa 164? Que paraíso!

    Abraços e parabens ao carro da filha. Aqui tenho uma menina de 5 (aniversário dela hoje) e um menino de 2 anos. Os dois serão entusiastas como o pai e a mãe, pode crer.

    ResponderExcluir
  44. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  45. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  46. Faço minhas as palavras do Lucas e do Carlão: Parabéns pela opção e pela atitude de ir contra a "manada", seguindo o que vc acredita, sem deixar de fazer uma compra consciente.

    Pois, infelizmente, como já disseram também, as pessoas que estão profundamente mergulhadas na mediocridade simplesmente consideram motivo de piada uma compra de personalidade como essa.

    Deixa eles, preferem ficar em seus carrinhos prata 1000 4-portas, que agradam ao próximo dono, que consertam em qualquer boca-de-porco, e que os ladrões adoram...

    Eu mesmo, que depois que tive meu Uno Mille furtado no ano passado comprei um Golf III, já tenho que ouvir cada uma às vezes... imagina se fosse uma Alfa então.

    ResponderExcluir
  47. Parabens pela Alfa AK !
    Lindo carro ... essa e para virar joia de familia!
    Geralmete os filhos pedem o carro do pai emprestado... Agora o pai vai pedir emprestado o da filha todo dia!

    ResponderExcluir
  48. Desculpem a todos os Alfistas, mas não sei como vocês podem adorar algo que na essência já não existe a tempos como os alfas de verdade de antigamente. A décadas a Alfa não faz mais nada dela própria, sempre utilizando bases de carros da Fiat ou agora recentemente da Ferrari(que talvez eu exclua do comentário, pois alfa sempre trocou motores com a Ferrari), faz umas mudancinhas na suspensão, troca o ronco, melhora o acabamento, mas continua sendo um Fiat !

    Desculpem mas é exatamente nisso que Alfa se afunda ! Se perdeu da sua ótima historia e tradição nas pistas e ruas.

    ResponderExcluir
  49. Curta bastante, até quebrar. Porque depois o valor das peças, vai custar outros 16mil.

    Comprar um Alfa hoje pensando nos velhos tempos é como comprar um Celta pensando que está levando um pouco do Camaro para casa.

    ResponderExcluir
  50. Arnaldo, este carro usa a mesma plataforma do Fiat Tipo?
    Se sim (e provavelmente é), ele é primo do Tipo Sedicivalvole de 137cv.

    ResponderExcluir
  51. Sua filha nunca mais vai querer andar de tomóve. Com essa macchina na mão vai ficar mal acostumada...hehe

    ResponderExcluir
  52. Tulio,

    Claro que pode! É só dar os créditos ao nosso blog aqui.

    Thiago,

    é do escape mesmo. De fora se escuta o mesmo ronco.

    Eurico,

    acho que acha. Com calma, acha. Talvez não tão boa, mas mais barata e vale a pena, se é o que vc realmente quer.

    Insano-Br,

    o namorado dela já batizou o cárter logo de cara, numa lombada cretina. É de liga de molibdênio, sei lá. Pagou a solda e os dois aprenderam. Bem que eu avisei...
    Não sabia que o 155 teve um V-6 também. Imagine só que capeta.

    ALT-TAB,

    agora é a vez dos filhos. Só compro se ela não o quiser mais, uma hipótese que acho remota. Eles se deram tão bem, e acho que o Alfa prefere a moça.

    Obrigado ao Bruno e todos que felicitaram.

    Carlão,

    Esse Taurus tem uma pegada em baixa que não é mole. Que motor! Isso viaja bem pacas. E que ergonomia! Delícia de carro.

    Alexandre,

    o que está dizendo? Os caras acham o Golf o que? O carro é perfeito! É o que mais vende na Europa!
    Será porque esse seu não tem sensor de ré?

    Antonio,

    nem tanto. Talvez lhe falte guiar um Alfa. Já guiei Giulieta, vários Giulia, Duetto, Spider, e vejo no 145 muita coisa deles. Realmente me surpreendeu. Recomendo sinceramente que guie. Se vc for ao rali do Jan Balder, em Interlagos, em julho, a gente dá uma volta, vc guia.

    LipoW,

    Esse papo de plataforma igual não cola. Ao guiá-los vê-se logo que são absolutamente diferentes. O Alfa é mais sólido de chassi, a suspensão é diferente, o motor e câmbio são Alfa, etc.
    E que nem bife. Um feito por um cozinheiro jacú e outro por um gaúcho dos pampas. Pode ser a mesma carne, mas o sabor, etc, são diferentes.

    ResponderExcluir
  53. Soares,

    acertou na mosca! hahah! Se eu for bonzinho ela empresta.

    ResponderExcluir
  54. Uau! Escolha de connoisseur. Belíssima compra. Pena que a Fiat não soube trabalhar a Alfa no Brasil...

    ResponderExcluir
  55. Fábio Fernandes09/06/11 17:50

    Emocionante! Uma marca que realmente tem história. Uma lástima não ser mais comercializada aqui (na Argentina está disponível...). Enquanto isso, coisas sem graça como Hyundais da vida fazem a festa do povão.

    ResponderExcluir
  56. Olha, meu pai, já com 78 anos sempre quis ter um Volvo (desde a década de 60 ele ouve falar no "aço sueco", na segurança e na robustez. procurei um 1995, 1996 na faixa dos R$ R$ 18.000,00. Achei um com apenas 80.000 kms e um parachoque rachado. Preço da peça: R$ 8.000,00. Comprei um Civic EX 2000 para o velho...

    ResponderExcluir
  57. Parabéns pela compra!
    Meu pai teve uma alfa 164, e ficou do outro lado: foi ele quem "liquidou" o carro com dó no coração... Aqui no prédio um outro cara tem uma tbm, desistiu de vender pq ngn dava nada por ela, então preferiu "casar" com ela.

    ResponderExcluir
  58. Arnaldo,

    quem nunca guiou uma Alfa não está apto a falar de carros esporte.

    O Carlão é impressionante. As trocas de marcha dele são mais leves, rápidas e precisas que de muitas garotinhas e ex-kartistas agora com 18-19 anos. E vide o físico de caminhoneiro da Rio-Bahia.

    Seja MUITO feliz com essa belezura de quatro folhas.

    Abraço,

    Zanetti

    ResponderExcluir
  59. O BMW 318 Compact não é tração traseira? Podias ter escolhido um desses tb. Não compraria Alfa pq não gosto, acho que dá muita despesa.

    Mas esse tipo de carro é assim mesmo, tem que se comprar já tendo uma idéia de como vai mante-lo. Senão, é prejuizo na certa. Por isso o "povão" tem medo desses carros....

    Façam uma matéria falando dos Alfa 2300Ti por favor, que eles merecem.

    ResponderExcluir
  60. Parabéns, bela aquisição!! Tem tanto carro legal que se pode ter gastando pouco, esse é um deles.
    O ronco é demais, nem parece um 4 cilindros.

    ResponderExcluir
  61. AK
    Aproveita aí que é mês de junho e faz um "arraiá" lá na sua roça.
    E vê se convida nois, sô. Bota uns bicho bem chucro pra nóis domá, de preferência com motor seis caneco pra cima, aí nesse asfalto bom demais da conta.

    ResponderExcluir
  62. Estronho & Esquesíto.09/06/11 19:50

    Muito confete pra uma porcaria de Fait Tipo. Alfa de verdade tem tração traseira.

    ResponderExcluir
  63. Arnaldo Keller disse:

    Alexandre,

    o que está dizendo? Os caras acham o Golf o que? O carro é perfeito! É
    o que mais vende na Europa!
    Será porque esse seu não tem sensor de ré?


    Pois é, apesar do Golf ser um best-seller mundial de uma marca que tem tradição no Brasil, ainda assim algumas pessoas ficaram falando que fui "louco" de pegar um carro com quase 15 anos, ainda mais importado, que a manutenção devia ser cara, que eu ia gastar muito com gasolina, etc, etc...

    Eu não diria por não ter sensor de ré... mas já teve quem disse que o carro não era bom negócio porque não era flex! Dá para acreditar?

    Claro que comprei consciente de que a manutenção seria condizente com o porte e idade do carro, e portanto, mesmo tendo tido que colocar a manutenção em dia no começo, não tive nenhuma "surpresa" nesse quesito e estou muito satisfeito com o carro, contrariando os argumentos negativos que recebi inicialmente.

    ResponderExcluir
  64. Anônimo das 17:48,

    lamento pelo seu pai. Se ele realmente tem esse sonho, que se dane os 8.000 do parachoque.

    BOX666,

    Quem escolheu o carro foi minha filha e não eu nem você. Sacou? Não importa a nossa opinião. O que importa é a dela. Além do mais já guiei esse 318 Compact e ele toma ralo do Alfa de tudo quanto é jeito. Gosto do 318 também.
    E antes consultei quem manja mesmo de Alfa, o Oswaldão, e ele disse que o carro não é frágil coisa nenhuma.

    ResponderExcluir
  65. Alexandre,

    pessoas como vc e eu, que manjam de carro e sabem se virar, podem se dar ao luxo de ter esses carros que amedrontam quem não manja. Eles e nós estamos certos. Cada um na sua.
    Melhor pra nós sermos poucos, pois vai sobrar cada vez mais carro show e barato.

    ResponderExcluir
  66. Respondendo a alguém: Alfas que quebram são Alfas sem manutenção. Se o carro teve donos cuidadosos que não somente colocaram gasolina, ou seja, donos que fizeram manutenção preventiva, não dão problema.

    Tive uma 145 durante 4 anos e não tive um problema sequer. Depois foi uma 155 Super, carro perfeito. E agora uma 156, uma escultura sobre rodas.

    Não há nada na mesma faixa de preço que se compare aos Alfas.

    Se precisar de qualquer coisa
    http://www.alfaromeobr.com.br

    DAC

    ResponderExcluir
  67. Estronho, Esquesito e Revoltado,

    seja mais positivo. Aprenda, dirija bastantes carros, adquira bastante experiência e depois emita sua opinião assinando em baixo com o próprio nome.
    Mas que eu também prefiro tração traseira, prefiro. O duro é que dos Alfa mais novos só o 8C a tem e esse está acima de meus sonhos de compra.

    ResponderExcluir
  68. Meus pesames! Ja tive duas alfas e não quero outra nem de graça!

    ResponderExcluir
  69. Alexei Silveira09/06/11 20:49

    Arnaldo,

    Os vídeos com o Alfa e o Carlão são a síntese de vários valores, que transcendem o AutoEntusiasmo.

    Parabéns.

    ...................................

    Sobre as 2 velas por cilindro, muito usadas em motores aeronáuticos( se um sistema falhar, o outro continua ativo e seu rotax geralmente não derruba o ultraleve), vejo que isso foi substituído nos motores 4 válvulas/cilindro pela vela multieletrodo central e ignição incrementada com o sistema de centelhas perdidas, sim, aquele que sacaneia com seu contagiros portátil plugado no cabo de vela.

    Ou seja, num " suja" mais vela naum ( esqueçam os pequenos e esperadíssimos estouros no escape) e nem precisa de " apontar " vela mais-olha só que sacanag com os velhinhos espertos que sabiam como fazer.

    ...................................

    ResponderExcluir
  70. Paulo Ferreira09/06/11 20:58

    Parabéns pelo carro Arnaldo, muito bacana!

    E tem muita gente aí com inveja do Carlão hehehe.

    ResponderExcluir
  71. Esportivos costumam vir recheados de tecnologia, e estes modelos não são exceção. O 2-litros do Alfa 145 dispõe de variador de fase no comando das válvulas de admissão, que altera a posição do comando relativa ao virabrequim para obter diagrama mais "manso", com ganho em torque em média rotação. O emprego de duas velas por cilindro visa a controlar as emissões através de combustão mais perfeita. Por outro lado o motor do Xsara utiliza bloco de alumínio, mais leve e eficiente nas trocas térmicas, enquanto o do Alfa é de ferro fundido; há ainda no Citroën radiador de óleo. Os dois adotam injeção sequencial das mais modernas: Bosch MPI Motronic M2.10.4 no italiano e Magneti-Marelli 1AP10 no francês.

    ResponderExcluir
  72. Anônimo 09/06/11 17:52

    Por causa de um parachoque rachado vc não realizou o sonho do teu pai de 78 anos?

    Q MERDA de filho é vc?

    ResponderExcluir
  73. Caro AK,

    Obrigado por atender meu pedido e publicar sobre o Alfa que sua filha tem.
    Agora tenho certeza de que quero comprar uma! rs
    Aproveito para compartilhar o excelente site dos alfistas do Brasil,com tabela de pecas equivalentes da FIAT do Brasil:

    http://www.alfaromeobr.com.br/

    ResponderExcluir
  74. Agora ao AK.

    Tenho uma Auto Motor portuguesa NOVINHA de Fevereiro/1996 c/ o teste da Alfa 145 Quadrifoglio.

    Se kiser eu posso escannear a matéria e te mandar.

    Te digo q é excelente!

    ResponderExcluir
  75. Parabéns pela compra, Arnaldo! Sua filha tem muita sorte! Pessoalmente não gosto de carros pretos (a não ser que sejam Cadillacs...), mas esse está lindo.
    Abraço!

    ResponderExcluir
  76. Johnconnor (Old rocker)09/06/11 22:58

    Parabéns pela compra e pelos videos AK. Carro esportivo tem realmente uma tocada muito mais saborosa e divertida que os comuns.A gente até pode dirigir um carro comum de maneira esportiva mas vc só sente aquele tempero especial quando se toca um verdadeiro esportivo. Esse tipo de prazer é uma coisa visceral, quem tem,tem. Quem não tem fica sem.

    ResponderExcluir
  77. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  78. Carlao Bragatto09/06/11 23:28

    Pro Alexandre do Golf Mk. III, como ex-proprietário de um Bora Mk. IV, te dou uma dica fantástica: ESQUEÇA manter esse seu carro, na originalidade, comprando peças aqui no Bananão. Eu comprava *TUDO* para o meu Bora em uma loja americana chamada ECS-Tuning (www.ecstuning.com). Apesar do nome remeter a essa porquice que fazem nos carros aqui no Brasil, o Tuning do nome da loja refere-se à performance.

    Voce entra na loja, escolhe o fabricante (VW), carro (Golf), modelo (III), e ai vai listando as peças por categoria.

    O bacana é assim: voce vai em freio. Escolhe pastilhas. Ai tem a original VW/Audi. Tem as paralelas (de qualidade infinitamente superior a qualquer marca nacional), e ai, separadamente, tem as peças de performance. Tem como escolher dureza de pastilha, pastilha que suja menos, pastilha que freia mais, que aquece menos, e por aí vai. Tem como comprar discos de freio maiores, pinças maiores, eles tem tudo, e os preços são de chorar.

    Pra voce ter uma idéia, eu cotei na VW Brasil, 4 litros de cambio automatico (o Pentosin sintético), junta do carter do cambio automático, filtro do fluido ATF, e um bujão novo.

    Total na VW Brasil = R$ 1600
    Total na ECStuning = R$ 420 (pagando frete, e ainda paguei 160 pilas de taxa de importação)

    Cara, vai pesquisar o preço das peças lá. É de chorar. E deixe seu fantástico Golf Mk. III originalzaço !

    Outra loja que tambem vende peças pra tudo quanto é carro vendido nos EUA é a www.rockauto.com, e entregam no Brasil. Pra voce ter uma idéia, compressor do ar condicionado da Blazer da minha esposa, usado, aqui no Brasil, sai por R$ 1200. Tem novinho em folha na Rockauto por 200 dolares...

    E se voce estiver com pressa, e puder pagar, tem frete via FedEx, e em 48 horas a peça está na sua porta...

    Eu nunca mais compro um carro nacional na vida!

    Abraços

    Carlão Bragatto

    ResponderExcluir
  79. AK, sábias palavras, acho que esse é mesmo o espírito da coisa, cada um na sua.

    Só não pode aqueles "aventureiros" (caras que não têm condições de manter nem um fusca) acabarem com todos os carros bons antes de chegar a nossa vez, né?

    Carlão. Obrigado pela dica, a loja é sensacional. De fato, eu já vinha notando que algumas peças, sobretudo daquelas de acabamento que no Brasil ou não acha ou tem preço exorbitante, lá no EBay acha facil, e com um preço bem melhor.

    Outro carro que, pelo que dizem, tem pouca peça no Brasil, mas no exterior pela internet acha fácil, são as Mercedes antigas.

    ResponderExcluir
  80. Do jeito em que o texto foi feito se vê claramente a paixão pelos Alfas, e ter um deles na garagem é algo indescritível, que só um fã e apaixonado da marca pode saber (mas eu devo imaginar a doce felicidade do momento :D)

    Abraços e parabens pela aquisição e do belíssimo e apaixonante texto !

    Abs
    Kiko Molinari - http://carrosrarosbr.blogspot.com

    ResponderExcluir
  81. AK, vc veio com grosseria p/ meu lado, isso não foi legal.(Sacou? que gíria de malandro...) Não gostei da resposta malcriada, não estava questionando sua escolha.

    Mas vc, como bom entendedor de carro, deixaria sua filha comprar "uma bomba" mesmo que ela teimasse na escolha? I don't think so.
    Tem carros fantásticos por aí à primeira vista, mas que não valem a pena comprar, por mais bonitos que sejam. Não que seja o caso desse Alfa (o 164 já se enquadra nessa categoria)

    Sei que o 318 é um modelo básico da BM e não está na mesma faixa do Alfa. Mesmo assim prefiro os alemães. Boa sorte e manere nas respostas.

    ResponderExcluir
  82. Romeo indignado10/06/11 08:04

    comprou nada mais que um tipo metido a besta.
    alfa é tração traseira. e zé-fi-ni.

    ResponderExcluir
  83. BOX666,

    não fui grosseiro com você. Não era essa a minha intenção. Por favor, releia a resposta que lhe dei, mas o faça sem essa encanação. Deixe disso, homem!
    Eu só quis te alertar que a gente não estava discutindo o seu ou o meu gosto, mas o de outra pessoa.

    ResponderExcluir
  84. Pisca,

    manda, sim, por favor:

    arnaldokeller@yahoo.com.br

    Andei lendo uns testes antigos feitos aqui no Brasil e os achei muito idiotas.

    obrigado,
    Arnaldo

    ResponderExcluir
  85. Alguns poucos comentários feitos por quem nem nunca guiou uma Alfa me irrita.O povão merece mesmo os Hyundais da vida.

    ResponderExcluir
  86. Prezado AK

    Se um dos "testes idiotas" a que o sr. se refere não for o do extinto catálogo da Fiat disfarçado de revista de carro 0Km e o sr. quiser receber a matéria da mesma forma que a do Pisca, posso enviá-la também.

    ResponderExcluir
  87. Andrea Keller10/06/11 12:39

    Oi Pai! Adorei a matéria! Eu estou muito feliz com meu carro. Ele superou minhas espectativas. Agora eu me divirto indo para o trabalho, ou pra praia! o que antes era só um meio de transporte agora virou curtição!
    Te amo muito! Obrigada pai!

    ResponderExcluir
  88. Johnconnor (Old rocker)10/06/11 12:48

    Não quero colocar lenha na fogueira mas a cerca de dois anos atrás cheguei a pensar em ter uma Alfa.Pesquisei na internet e achei uma 155 aqui numa cidade vizinha.O anúncio tinha muitas fotos com boa qualidade e por elas dava pra ter 95% de certeza que o carro estava ótimo.Era vermelha,completa com tudo funcionando e saia por R$18.000,00.Fiquei tentado a ir dar uma olhada,só vou ver carro se estiver realmente interessado,não sou do tipo "curioso".Antes de resolver ir dei uma passada na oficina de um amigo que é especializado em Fiat e Alfa (ele mesmo tem uma ti4 preta que já deu páu em muito vectra metido a besta).Pedi a opinião dele sobre o carro e ele disse que o carro era ótimo,confortável,veloz,seguro e que não chegava a gastar muito considerando o desempenho.Aí eu fiz a pergunta crucial - tá mas e quando eu cair aqui na sua mão com ela?.E ele me respondeu - Aí vc tá fud.do!!!Desisti da Alfa com um certo peso no coração por isso felicitei o AK,por ter tido a coragem q eu não tive.Abraço a todos...

    ResponderExcluir
  89. Arnaldo,
    Excelente post. Uma passada pela história da marca entusiasmante. Devias fazer o marketing para certas fábricas, pois hoje pensam que vende-se carro mostrando uma subida de montanha pra chegar no alto de um prédio...

    Aproveitando, tendo em vista a qualidade do carro usado e às referências pergunte se sua filha se não quer vender o Alfa. Prometo um pequeno ágio, hehehe.

    Parabéns! E que ela seja feliz com o seu belo carro!

    ResponderExcluir
  90. Andrea Keller10/06/11 12:53

    Ah! li os comentários também. As criticas podem ser validas, agora tem gente que baixa o nivel hein pai! ta louco! na boa! ainda bem que vc é cuca fresca e tem tranquilidade porque sabe o que fala. Sendo eu ja tinha mandado o Carlão com sua mãozinha delicada dar na cara deles!!

    ResponderExcluir
  91. Andrea Keller

    Ih meu anjo...isso q ocorre aki no AutoEntusiastas é café pekeno perto doq acontece no mundo automotivo da Internet.

    Te apresentar umas turmas intragáveis:

    Fãs de Opala

    Fãs de Honda

    Fãs de VW c/ motor AP

    Aí sim vc iria ficar espantada c/ o nível..hehehehe.

    ResponderExcluir
  92. Pisca
    Faltou citar os fieteiros.

    ResponderExcluir
  93. Arnaldo,

    boa tarde.

    O Danilo não errou não. Testei uma 155 V6 na época da NITRO. Essa foi preparada na Alfa's World http://www.alfasworld.com.br/midia/02.htm (alias, tem bons brinquedos por lá). Fiz uma viagem bate-e-volta até Sumaré com ela, para a feira de aviões. Até hoje fico rindo da cara dos playboys de Audi que nada entenderam...

    Como você já disse, esse chassi da 155 também foi acertado para comportar-se como um tração traseira. Pura diversão.

    Algumas unidades da diretoria da Fiat foram colocadas a venda. Motor era o V6 de 2.5l, melhor de giro que os 3.0 das 164.

    E o Gino Muracca tem bons mecânicos de Alfa. Já a 145 compartilha o "chão" com os Brava antigos.

    Para manutenção algumas peças são intercambiáveis, inclusive.

    Estou procurando uma 145 para nossa garagem também!

    Um abração.

    ResponderExcluir
  94. Belo carro, bella macchina.

    Não há como não sentir que ali há pedigree. Parabéns pela aquisição.

    Uso um jogo de rodas desse no meu 147-fim-de-semana.

    Abraço!

    Giovannif

    ResponderExcluir
  95. Caro Arnaldo Keller, aceito tua proposta com todo o prazer ! Assim que possível vou te cobrar heim ! Obrigado.

    Ao que disseram que quem reclama é porque nunca dirigiu, no meu caso já dirigi algumas Alfas, que logo no lançamento da 145, 146, 155, 164 e 166. Meu tio trabalhava na Fiat daqui de Brasília e sempre que podia eu ia lá dar umas passeadas e ia para as festas de lançamento e test drive no autódromo Nelson Piquet que faziam aqui. O que eu mais curti foi o 164 V6 24V, que este foi o único Alfa que eu realmente gostei e dava atenção, o resto sempre era uma versão melhorada do Tipo, Tempra e Marea( fora claro a série 16*), o resto não que me enganava.

    ResponderExcluir
  96. Como tem gente que adora cortar o barato dos outros!

    Falo por mim, que não faço questão nenhuma de ser reconhecido como alguém que entende de carros, pelo contrário, eu entendo muito pouco.

    Por isso, quando avistei um MP Lafer na minha cidade, eu fiquei doido. Queria aquele carro de qualquer jeito. Era 1997.

    Queimei um Uno Brio 1991 no negócio. Era um carro nervosinho e bom de guiar, mas não baixava a capota e não tinha volante de madeira. Fazer o quê?

    O que eu ouvi de elementos dizendo que o MP Lafer era uma bomba (bom, ouço isso até hoje...). Que não tinha peças de reposição para a carroceria, que não tinha conforto no inverno, que não fazia seguro, que "passarinhava" em alta velocidade, que era carro de dondoca...

    Danem-se!

    Estou com o MP até hoje. Um carro muito ruim para namorar mas ótimo para levar a namorada nos lugares que importam. Definitivamente não comprei um utilitário, mas foi uma compra que valeu muito à pena.

    Por isso eu digo: "quer comprar uma Alfa? Vai fundo!"

    Enjoou? Arrependeu? É só vender.

    ResponderExcluir
  97. Boa Andrea, Boa;

    Parabéns e aproveite bem o prazer que seu ALFA já está dando. NÃO ESQUEÇA, AO IR PARA O LITORAL, DE DAR PAU EM GOL, KÁ, CELTA, UNO, FIESTA (entre muitos outros) que custam mais. Se encontrar 318, a 118 manca, não tenha medo de ser feliz, seu carro e o legado que ele traz somado a uma boa tocada vai deixar muito playboy comendo poeira.

    ResponderExcluir
  98. Esse é um dos carros que eu classifico como diversão a baixo custo, outro exemplo é o xsara VTS 98 de 167 cv....e ao contrário dos alarmistas de plantão, não é complicado cuidar dele,balança da suspensão é a mesma do Tipo,correias e esticadores usa-se a do Brava 1.8, embreagem se não me engano é a mesma do Tempra turbo,pode ser uma Alfa feita pela Fiat, mas tem pegada de Alfa e manutenção de Fiat,por 16 pilas tá de bom tamanho,né?Só a posição de dirigir já liberta desejos maquiavélicos,hehehehe.....

    ResponderExcluir
  99. FVG

    Eu sou Fietero!

    Os Fieteros são de boa...mas infelizmente existem os Mareeiros!

    Nem c/ os donos de outros Fiats eles se misturam.

    E juram q Marea dá pau em Bugatti...hahahha.

    Vai entender....

    ResponderExcluir
  100. Felipe B

    Vc cometeu um erro...

    A plataforma da 145 é a msm do Tipo e não tem nd c/ a do Brava.

    ResponderExcluir
  101. Rafael

    Numa descida de serra não vai ter p/ ninguém msm.

    Mas é bom a Andrea ir tocando, pq de acordo c/ o AK o namorado dela não é do ramo, tanto é q já entortou o protetor de carter da 145....heehhehehehe.

    ResponderExcluir
  102. Pisca
    Eu tinha quase certeza disso, afinal, dono de Pálio envenenado não pode ser outra coisa senão fieteiro, hahaha! Mas tem uns aí que é dose, viu! Os caras parecem que andam com um taco de beisebol na mão, prontos pra sentar o porrete nos outros, sobretudo em nós, pobres, amantes e civilizados donos de GM, hahaha!
    Abraço.

    ResponderExcluir
  103. Aléssio Marinho10/06/11 18:52

    Pisca,

    Vc pode mandar essa materia pra mim tbm?
    alessiomarinho@gmail.com
    Olhei nos meu estoque e só tenho a de Set/94, comparativo entre 316i compact, Civic ESi e Lancia Delta 1.8.

    Quanto aos fieteiros, gosto do pessoal, da fiat, e do meu Uno Cabriolet Sulan. Mas não tolero extremismos de lado nenhum. As pessoas estão confundindo debater ideias, com bater na idéia...

    ResponderExcluir
  104. Johnconnor(Old rocker)10/06/11 19:04

    No caso dos fieteiros,tirando a turma de Mareeiros ainda existem pelo menos mais duas facções.Os fiaseiros e os demais.

    ResponderExcluir
  105. Marcos Alvarenga10/06/11 20:02

    O AUTOentusiastas é fantástico: enquanto tem gente como o MAO e o BOB, que têm um conhecimento e refinamento técnicos ímpares também tem gente como o Arnaldo, que consegue escrever com sentimento e colocar no papel tudo o que mais gostamos de ler.
    Senti meus braços arrepiando enquanto ele narrava sobre a perseguição com os faróis apagados.
    o AUTOentusiastas é sonho...

    ResponderExcluir
  106. que os alfas são bons eu já imaginava, mas é bom ler a opnião de quem tem, e o meu caso é o mesmo da sua filha, trajeto curto, ainda mais em cidade do interior.
    cara ak, com todo respeito, sua filha é solteira?

    ResponderExcluir
  107. Johnconnor (Old rocker)10/06/11 23:18

    Além da perseguição de faróis apagados a que o AK se referiu existem muitas outras histórias e lendas interessantes sobre Tazio Nuvolari.Em 1925 ele sofreu um grave acidente com um carro de Grand Prix, ele tinha uma importante corrida de motocicletas em seis dias.Enquanto era atentido pelo médico mandou que seus mecânicos buscassem sua moto e fez com que o médico o engessase na posição de pilotagem para que pudesse competir chegando em segundo lugar na corrida. Segundo uma lenda,em 1930 durante o RAC Tourist Trophy quando um dos motoristas quebrou a janela de um açougue, Nuvolari, ao passar por ele, teria dirigido na calçada e tentado pegar um presunto.Em 1934 ele quebrou uma perna, mesmo assim decidiu entrar no AVUS-Rennen que seria quatro semanas após o acidente.Sua Maserati foi especialmente modificada para que ele pudesse usar todos os seus três pedais com o pé esquerdo, o direito ainda estava com gesso, terminou em quinto.Em 1935 Nuvolari bateu um record mundial de velocidade.Dirigiu uma Alfa Bimotore especialmente preparada entre Florença e Livorno a 364 km/h.Pouco antes da WWII, pilotou os poderosos Auto Union V12, carro pra macho nenhum botar defeito.O Demonio de Mantua como era conhecido morreu em 1953.Seu caixão foi levado por Alberto Ascari , Luigi Villoresi e Juan Manuel Fangio .Foi enterrado com um volante no peito.Poderiamos ter um post sobre eles e outros monstros sagrados como Campari, Caracciola,Rosemeyer,Achille Varzi, Borzacchini Baconin etc...

    ResponderExcluir
  108. Johnconnor (Old rocker)10/06/11 23:18

    Além da perseguição de faróis apagados a que o AK se referiu existem muitas outras histórias e lendas interessantes sobre Tazio Nuvolari.Em 1925 ele sofreu um grave acidente com um carro de Grand Prix, ele tinha uma importante corrida de motocicletas em seis dias.Enquanto era atentido pelo médico mandou que seus mecânicos buscassem sua moto e fez com que o médico o engessase na posição de pilotagem para que pudesse competir chegando em segundo lugar na corrida. Segundo uma lenda,em 1930 durante o RAC Tourist Trophy quando um dos motoristas quebrou a janela de um açougue, Nuvolari, ao passar por ele, teria dirigido na calçada e tentado pegar um presunto.Em 1934 ele quebrou uma perna, mesmo assim decidiu entrar no AVUS-Rennen que seria quatro semanas após o acidente.Sua Maserati foi especialmente modificada para que ele pudesse usar todos os seus três pedais com o pé esquerdo, o direito ainda estava com gesso, terminou em quinto.Em 1935 Nuvolari bateu um record mundial de velocidade.Dirigiu uma Alfa Bimotore especialmente preparada entre Florença e Livorno a 364 km/h.Pouco antes da WWII, pilotou os poderosos Auto Union V12, carro pra macho nenhum botar defeito.O Demonio de Mantua como era conhecido morreu em 1953.Seu caixão foi levado por Alberto Ascari , Luigi Villoresi e Juan Manuel Fangio .Foi enterrado com um volante no peito.Poderiamos ter um post sobre eles e outros monstros sagrados como Campari, Caracciola,Rosemeyer,Achille Varzi, Borzacchini Baconin etc...

    ResponderExcluir
  109. Arnaldo e Andrea, deem uma olhada neste video das comemorações do centerario da Alfa:

    http://www.youtube.com/watch?v=BX6J6mW75Yo&feature=player_embedded

    ResponderExcluir
  110. Esse povo todo exaltando a qualidade desses carrinhos europeus e suas mecanicas caras e complicadas... Não consigo entender nem aceitar isso. Carros de origem americana e japonesa são imbativeis no custo-beneficio. E muito mais fáceis de se manter.

    Em matéria de desempenho prefiro um bom V8 com comando no bloco sem essas frescuras tecnológicas de hoje.

    Sacou Arnaldo? Entendi sua explicação lá em cima. Tudo OK. Boa sorte com seu novo brinquedo. Vais precisar!!! kkkkk


    E vc ainda não falou se vai testar um Alfa mais antigo como aquelas conversiveis dos anos 70.

    ResponderExcluir
  111. Olavo Fontoura11/06/11 15:52

    Cara, vai botar olho gordo na carro da sua vó...

    Tem gente que gosta de impor suas preferências idiotas aos outros. Cada um que seja feliz com o que tem meu!

    ResponderExcluir
  112. Pisca,

    não é não. Caso raro no grupo Fiat, o 145 saiu antes do Brava. Na verdade essa plataforma é a mesma de toda a família Marea, da qual o Brava faz parte. Como o desenho do 145 é retilineo e ele saiu antes, muita gente confunde. O fato do Brava ter saído com muito atraso aqui no Brasil também ajudou na confusão.

    Vale veriricar as especificações de peças como correira dentada, amortecedores, buchas, bandejas de suspensão, rolamentos, homocinéticas, etc.

    Existe uma série enorme de peças de fabricação brasileira para a famílai Marea (Brava incluido) que podem e devem ser utilizadas no 145. Baixo custo e alta qualidade.

    ResponderExcluir
  113. Pisca,

    faltou colocar a referência. Segue.

    http://www.autozine.org/Archive/Alfa/old/145.html

    Só paga caro em peças do 145 quem quer. Dá para manter o brinquedo na boa e com peças brasileiras.

    Abração.

    ResponderExcluir
  114. Só para botar lenha na fogueira: pista livre, autódromo, Marea Turbo vs Dodge Challenger SRT 8. http://www.youtube.com/watch?v=Uy9stAPUrqo&feature=related

    ResponderExcluir
  115. Simplesmente ADORO esse carro.
    E tenho 2. Uma Quadrifoglio e uma Elegance.
    Quem fala mal, simplesmente não conhece e provavelmente nunca andou em um.
    Ah... e tem outra.
    O carro é tão confiável quanto qquer outro 4 cilindros nacional.
    Um tanquinho de guerra se estiver com a manutenção em dia.
    Manutenção barata e sem complicações. Muitas peças compartilhadas com Fiats nacionais de larga produção. Amortecedor, freio, correias, palhetas, embreagem, pistão e etc é tudo de Marea, Brava, Tempra...
    Mas o desempenho... é de Alfa mesmo.
    Tração trazeira é demais. Mas... quem anda na 145 não sente muitas saudades dela não. O carro curva como poucos hatches.

    Um forte abraço e parabéns pela compra.

    Fuel

    ResponderExcluir
  116. FVG

    Eu tenho Fiats desde 1986!!!

    Já tive de td 1 pouco...Premio, Uno, Tipo, Tempra, Doblo e etc.

    E das mais variadas mecânicas, Fiasa, Sevel, Bialbero e Fire.

    Falando de GMeiros, ps únicos q temos alguma rixa são os donos de Corsa.

    O interessante é q somos mto amigos dos Mozeiros e Celteiros...q por sinal ODEIAM os donos de Corsa...hahahaha.

    ResponderExcluir
  117. Aléssio Marinho

    Mando sim kerido....de boa.

    P/ falar a verdade, nós q somos ORIUNDI não temos nd contra ninguém, apenas reagimos c/ uma certa intolerância, principalmente contra APzeiros, q tem um prazer mórbido de falar mal da FIAT.

    ResponderExcluir
  118. Johnconnor(Old rocker)

    Me dou mto bem c/ kem curte os Fiasinhas, até pq amo akeles valentes motores!

    Kem é Fietero msm sempre defende os Fiasas, pois são os "Nonos" da Fiat!

    Menos os Mareeiros é claro...rss.

    ResponderExcluir
  119. faivic

    A Andrea tem namorado...e é bração...heheheh.

    ResponderExcluir
  120. BOX666

    Pega a sua JACA V8 e vambora descer a Serra até Santos c/ um motorzinho Europeu complicado?

    http://www.youtube.com/watch?v=oryzEXLDu0M

    ResponderExcluir
  121. João Gabriel12/06/11 21:32

    Se eu gosto de carros,em especial os antigos,devo isso a ALFA Romeo...Meu pai teve um dos primeiros 2300,vermelho com aquele volante imitando madeira,mostradores Jaeger,aquele altar automobilístico que tem dentro de todo ALFA que faz do simples ato de dirigir um culto ao automóvel emoldurado pela típica canção do DOHC de 2310cc... Ainda terei um 2300,por incrível que pareça não são tão caros quanto os Dodges,Mavericks e os Opalas,é um clássico esquecido e um tanto injustiçado,um carro que na época introduziu primazias hoje tão comuns até em carros 1.0...Um grande carro que deveria ser lembrado...

    ResponderExcluir
  122. Johnconnor(Old rocker)13/06/11 08:56

    Pisca disse...
    Meu 147 GLS é Fiasa só com bura duplo e ignição eletrônica e posso dizer q são valentes mesmo.Já dei canseira em muito carro com o dobro de cilindrada.

    ResponderExcluir
  123. Pisca
    Já tive Corsa 4200, Celta 1,4l e Classic VHCE. Hoje tenho Corsa 4300 e Prisma 1,4l. Piada esse negócio de celteiro contra corseiro, nada à ver da parte dessa gente. Nunca tive Fiat mas já andei um bocado neles: 147, Spazio, Panorama, 147 pick-up (essa era uma diversão), Uno, Prêmio Fiasa e Sevel (ronquinho gostoso esse Sevel) e Uno 1.5R. São carrinhos legais mas têm aquela coisa, sabe? Não bate forte no coração, daí, então, ficam de fora para mim. Minha mãe teve um Pálio fire 2007, andei bastante nesse aí. Nunca me senti à vontade nesse carro afora o ronquinho do motor que até entusiasmava. Apesar de tudo o que falam da posição de dirigir do Celta eu me encontrava muito melhor nele que no Pálio. Sei lá, cada um com o seu gosto, não é?

    ResponderExcluir
  124. Caro AK, antes de tudo, parebens pelo post.

    Corri o olho nos comentarios e vi que teve de tudo. Só nao entendi porque algumas pessoas teimam em afirmar suas posições as custas de desmerecer a opiniao dos outros. Ainda mais neste espaço super democratizado que é o blog AE.

    Sobre Alfas e derivados Fiat me arrisco a falar um pouco. Concordo que o mercado torceu o nariz para alguns modelos mas ao mesmo tempo, quem é que defato repara estas mecanicas com competencia?? Tem um Tipo 1.6 ie na familia desde 0 km e já vai para 220 k km. O carro é muito bom e já desencanei a ha muito tempo o que o mercado e as opinoes alheias falam sobre ele. Dias atras vi dois exemplos antagônicos: ao trocar o silencioso do Tipo, conversei com um taxista de Marea 5 cilindros (com manutenção de primeira) que estava com 390 mil km sem mexer no motor e quase no mesmo dia vi um dono falando muito mal de sua Alfa 164, só que o dono da oficina me mostrou depois que dos 6 eletroinjetores, só 2 eram originais e os outros 4 eram todos diferentes entre si. Assim nao há carro, motor e mecanicaque aguente.

    Tambem nao acho que vale a penas comparar um Alfa com carro japones e com V8. Japones quebra menos sim, e V8 com comando no bloco tem mais torque tambem, só que o niponico nao tem o mesmo tempero que os Alfas tem e o V8 fatalmente nao vai ter o mesmo acerto para curvar. Portanto, cada um é livre para comprar o que lhe é mais conveniente...Alem do que nunca foi política da Alfa fazer carros tentando agradar a todos, o que na minha opiniao é uma de suas grandes virtudes

    Aliás, nesta nossa rélis existência, uma das funções dos carros para que é um auto entusiasta de fato, é se identificar com algumas característica de determinadas marcas e modelos e ser feliz assim, nao importando as opinioes daqueles que sofrem da "sindrome do carrinho novo" como já foi levantado aqui.

    Outro ponto tambem abordado que eu endosso é que atraves do ebay USA e europa se encontra tudo para carros produzidos lá fora com algum tempo de uso com muito mais facilidade do que modelos genuinamente nacionais.

    Pelas suas palavras AK, o que importa é mesmo ver sua felicidade com a viatura que tenho certeza que é maior do que muitas pessoas com fartos recursos dispostas a pagar 4 vezes mais por um Fiat 500, 6 vezes mais por um A1 e 8 vezes mais por um Cooper S e que só vao ter o carro porque seguem "tendências" e muitas vezes nao curtem é nada. Isto sim é triste.

    Algum probleminha here and there para um AE na essência é prazer e nao desgosto.

    Ah, e antes que eu esqueça, parabens pela aquisição. Tenho certeza tambem que seus dias serão mais bonitos toda vez que voce estiver a bordo dele.

    FERNANDO RD

    ResponderExcluir
  125. E eu o 127, pro 147 faltam 20!

    ResponderExcluir
  126. FVG

    É interessante esse tipo de coisa né?

    Essa paixão p/ determinada marca não se explica. Parece q é a marca q te escolhe e não o contrário.

    Eu msm não me satisfaço completamente se não estiver guiando um FIAT, e o msm ocorre contigo nos GM.

    Não gosto msm é de APzeros e este sentimento vale p/ tds os fãs de outras marcas....rss. APzero é o bixo mais nojento q existe.

    ResponderExcluir
  127. APzão avantajado14/06/11 07:53

    ô Pisca.
    teu pisca pisca?

    ResponderExcluir
  128. APzão

    Como o seu, sim.

    ResponderExcluir
  129. Pessoal,
    achei um comparativo no Bestcars entre o 145 e o Xsara VTS. Deem uma olhada:
    http://www2.uol.com.br/bestcars/145-vts.htm

    Tiago Buccini.

    ResponderExcluir
  130. Obrigado pelo link Tiago.

    ResponderExcluir
  131. AK, li o post já tem um tempinho, hoje só li os comentários mais recentes.
    Só te digo uma coisa, se a Andrea não participar da prova em julho, ela vai liberar a macchina pra você, né? Óbvio que vai empolgar mais que o Escort.

    Andrea, não esquente com uns e outros, no geral há muita gente boa por aqui e todos amam ler os posts que seu pai escreve.
    Bom! Isso é chover no molhado... Parabéns pelo carro! Bela escolha!

    Pisca, meu primeiro amor foi um Uno (Fiasa 1.5 injetado), aquela coisa de primeiro carro, consumia 1L de óleo a cada 1000km, isso com espessante STP, mas eu curti muito aquele carrinho. Agora, já fui APzero, no bom sentido do termo, se é possível neste caso. Tem muito gol bola fazendo bonito na Copa Engebras, Corsa MKI também.
    Ahhh... se eu ainda tivesse aquela churrasqueira... Não faria feio num TD, certeza! Sei lá, quando se pega um carro pra mexer, parece que perde a graça quando o objetivo é atingido.
    Belo video, provinha tensa heim! Será que este A112 se sairia bem sem os cones?

    Felipe B, é impressão ou estes caras do video só gostam de acelerar na reta? Será que o Challenger tem 700cv mesmo?
    Yo no creo!

    Sds

    ResponderExcluir
  132. Fabio,

    Obrigado. Muito simpático.

    abraço,

    ResponderExcluir
  133. virei seu fã, se precisar de alinhador conheço um em santana dos bons e de confiança vc vai gostar!!!

    ResponderExcluir
  134. Zé da Silva28/09/11 21:00

    Anônimo das 17:50
    Se eu tivesse um filho como vc, eu o poria dentro de um tambor, jogava querozene e poria fôgo !!!!

    ResponderExcluir
  135. Zé da Silva28/09/11 21:00

    Anônimo das 17:50
    Se eu tivesse um filho como vc, eu o poria dentro de um tambor, jogava querozene e poria fôgo !!!!

    ResponderExcluir
  136. SOU TAO FÃ DAS ALFAS QUE TENHO DUAS 164 EM CASA E SE APARECER UMA DESSA E DER EU COMPRO, A ALFA SO CHAMAM ELA DE CARRO POR QUE NAO TEM ASA. TEM DE VER O RONCO DO V6 TOCADO FORTE É DE ARREPIAR AINDA MAIS COM PNEUS 17-45-235. GRUDA COMO VCs NUNCA VIRAM É SO POR NA PISTA. GUANDO QUIZEREM VER A MINHA AZULONA É SO IR NO MEU ORKUT "barba_kay@hotmail.com" A VERDONA AINDA TO MECHENDO NUMAS COISAS TA MEIO DESMONTADA MAS VAI FICAR LINDA. PRECISO POSTAR FOTOS DELA TB..... NO MAIS ARNALDO QUANDO SE TEM UMA ALFA É ISSO AI TODO MUNDO FALA, TODO MUNDO OLHA PARABENS ESPERO MUITOS ANOS DE PRAZER DENTRO DESSA ALFINHA LINDA FUIIIIIIIIIIIIII

    ResponderExcluir
  137. Parabéns pelo post.
    Claro que fica fácil falar de um carro como este... rsrs
    Quando sobrar um dinheiro quero ter um 145 ou talvez um 147 como meu segundo carro.
    Abs
    Jorge

    ResponderExcluir
  138. Prezado Arnaldo
    Que bela história. Eu sou alfista (tenho tres, uma 156 2.0 elegance, uma Spider 1972 com placa preta e uma TI4 86 do último lote fabricado pela FIAT no Brasil). A 156 está em estado de zero e eu coloquei a venda. Quem quiser ter um carro excelente, lindo, sem nada para fazer, pode me enviar um email (rsf5728@via-rs.net). Apenas uma pequena correção para você e alguns dos que escreveram comentários. O verdadeiro alfista refere-se "as" Alfas e não "aos" Alfas. No feminino. Um abraço.
    Wilson

    ResponderExcluir
  139. Marcelo Ricardo Silva27/07/12 13:37

    Arnaldo, adorei o post.
    Entendo perfeitamente a sua empolgação, pois acabo de comprar um 145 Quadrifoglio.
    O carro é incrível, anda como poucos. Dá gosto pegar a estrada e dar pau na MAIORIA dos importados maiores e muuuiiito mais caros. Dos nacionais então, nem preciso falar - ainda não encontrei nenhum que tivesse ao menos "graça"...
    Respeito a opinião de cada um, mas não consigo realmente entender como é que alguém paga R$ 40.000,00 num Uno Sporting, que de "sporting", tem apenas uma porção de adesivos, umas rodinhas "um pouco menos ruins" e detalhes pintados em vermelho no interior. Coisa triste o que a indústria nacional nos oferece.

    O 145 é realmente delicioso de pilotar. Estabilidade incrível, motor muito forte - um kart para andar nas ruas.

    Paguei R$ 13.000,00 nele, valor com o qual se pode comprar o que? Fiat uno, Ford Ka...

    Deixo aqui meu e-mail, para trocarmos informações sobre Alfas:

    boxpro.extra@gmail.com


    Parabéns pela compra e um grande abraço!

    ResponderExcluir

Olá AUTOentusiasta, seu comentário é sempre bem-vindo! De preferência, identifique-se ao comentar.
Atenção: comentários contendo ofensas pessoais, a marcas, a fabricantes isoladamente e/ou em conjunto, a nacionalidade de veículos, bem como questionando práticas comerciais lícitas e margens de lucro aceitáveis nas quais este blog não interfere, bem como o uso de palavras de baixo calão e a exposição de outros leitores ao ridículo, não serão publicados. O AUTOentusiastas se reserva o direito de editar os comentários sem declinar motivo.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...