Google+

18 de abril de 2012

NISSAN VERSA, GRATA SURPRESA

Fotos: Nissan

Cativante, o Nissan Versa SL, o topo da linha, que o AE avaliou. O motor 1,6-litro flex da marca, de 111 cv a 5.600 rpm e 15,1 m·kgf  a 4.000 rpm, com um ou outro combustível, agradou bastante. É um 4-cilindros duplo-comando acionado por corrente, de 4 válvulas por cilindro com variador de fase continuamente variável na admissão, de 78 x 83, 6 mm para uma cilindrada de 1.598 cm³. Disposição, elasticidade e notável suavidade são seus traços marcantes. O corte de rotação é a 6.500 rpm, ideal.

Há motores 1,6-litro mais fortes no mercado, é fato, como o E.torQ Fiat, de 117 cv, o Peugeot EC5, de 122 cv, e o excepcional dos Kia Cerato e Soul, de 126 cv, e certamente o Versa poderia se beneficiar de taxa de compressão mais alta, já que 9,8:1 é pouco para os dias de hoje.

O bom e agradável motor 1,6 Nissan duplo-comando de 16 válvulas

O motor é atrelado a câmbio manual de cinco marchas preciso e fácil de usar e – bom para alguns, ruim para outros – com velocidade máxima de 189 km/h em quinta, a 150 rpm abaixo da rotação do pico de potência. A 120 km/h em quinta, 3.450 rpm, na média dos carros dessa cilindrada no mercado. Mas a suavidade do motor é tal que mascara um pouco esse giro que poderia ser um pouco menos. Não há a desnecessária e incômoda trava na alavanca contra engate involuntário da ré quando "debaixo" da a quinta, existe trava interna.

O que é incrível neste sedã mais para médio que compacto é o espaço no banco traseiro. É andar para crer. Se não é espaço de limusine, é quase. Um cinco-lugares de verdade, com cinco cintos de três pontos (dois, no 1,6 S), só faltando o apoio de cabeça para o passageiro traseiro do meio.. O entreeixos é longo mas não é dos maiores, 2.600 mm – Cobalt, Logan e Cerato têm mais, 2.620, 2.630 e 2.650 mm, na ordem – por isso o que a Nissan conseguiu é admirável. O Versa mede 4.465/1.635/1.514 mm de comprimento/largura/altura e o SL pesa apenas 1.069 kg em ordem de marcha (S, 1.052 kg e SV, 1.068 kg), com Cx 0,318, o que explica a agilidade percebida em todas as situações. O porta-malas acomoda 460 litros.

Espaço no banco traseiro surpreendente e não é truque de avançar os bancos dianteiros

O Versa surgiu para substituir o Almera e o Primera e foi lançado na Europa no outono de 2007. A segunda e atual geração foi apresentada no Salão de Xangai em abril de 2011, portanto é atualizado em termos mundiais.

A versão avaliada SL custa R$ 42.990, passa pela intermediária SV, de R$ 39.990, e chega à mais barata S, R$ 35.490. Só nesta versão o ar-condicionado é opcional e sai por R$ 2.500,00. Todos vêm com bolsas infláveis frontais e computador de bordo (ver lista de equipamentos no final). Mas esses preços poderão subir devido ao IPI adicional de 30 pontos porcentuais mesmo no caso do Versa e do March, produzidos no México em Aguacalientes, do qual poderia se livrar caso tivesse filial industrial no Brasil. Como se sabe, produtos Nissan como o Livina/Grand Livina e picape Frontier são produzidos na fábrica da aliada Renault em São José dos Pinhais, na Grande Curitiba. Mas a aliança Renault-Nissan já anunciou a construção de fábrica exclusiva Nissan em Resende, RJ, com conclusão prevista para o final de 2014.

As linhas do Versa são polêmicas, já ouvi gente dizer que não gostou, o que não é meu caso, pelo contrário. O teto em arco visto lateralmente que a Mercedes-Benz inventou em 2004 no CLS realmente deu um ar diferente, de total novidade, aos sedãs.A Nissan estabeleceu um esquema de acessórios originais para aplicação nas concessionárias, em kits ou livres, veja quais no final.

O teto em arco do Mercedes-Benz CLS, de 2004, fez mesmo escola...

O chassi rolante é o trivial suspensão dianteira McPherson-traseira por eixo de torção, com barras estabilizadoras em ambas, com calibração que concilia conforto de rodagem e estabilidade. A assistência de direção é elétrica e constitui mais um ponto alto, dela se tendo o que se espera em peso de volante em todas as velocidads. Chega-se até a desculpar o volante de plástico rugoso duro.de 370 mm de diâmetro.

Quadro de instrumentos ideal para o motorista, não para o estilista

Bem agradável de dirigir, bons e amplos bancos revestidos de tecido, há um vasto apoio para o pé esquerdo. Os pedais são bem dispostos e o punta-tacco é fácil. Os instrumentos, de motorista e não de estilista, de bom tamanho e têm legibilidade perfeita.

 Os pneus são adequados para o chão brasileiro, de medida 185/65R15, por isso insensíveis às surpresas de um buraco ou tampa de bueiro mais baixa que o nível do asfalto. O diâmetro mínimo de curva é bom, 10,6 metros, especialmente considerando as largas bitolas do Versa (1.480/1.485 mm).

Os números de consumo são atraentes (veja na ficha técnica) e em velocidade de viagem no limite em autoestrada, com ar-condicionado ligado, o computador de bordo chegou a mostrar 15,2 km/l, com gasolina. O tanque mereceria ser maior, para mais autonomia especialmente com álcool, pois é de apenas 41 litros. O sempre útil computador de bordo traz as informações que se precisa, mas poderia ter o de velocidade média, útil para saber a velocidade real ao ser zerado, útil em tempo de campanha arrecadatória com multas por excesso de velocidade.

O que não dá para entender é a aceleração 0-100 km informada ser diferente com gasolina e etanol, 11,1 e 10,7 segundos, respectivamente, já que potência e torque declarados, fatores que influem na aceleração, são iguais.

Mas o que a Nissan precisa adotar o quanto antes é o vidro do pára-brisa com faixa degradê, que faz falta, e se convencer de uma vez por todas que espelho esquerdo plano é “pra americano ver”: como é incômodo, ter que tirar as costas do banco para se ter retrovisão traseira esquerda total! E lembrar que as faltantes repetidoras dos indicadores de direção e luz traseira de neblina não são itens luxo e muito menos de aparência, mas de segurança. Mas são todos detalhes que se resolvem num estalar de dedos, basta querer. Se o preço do Versa aumentar em 100 reais será muito.

Mas para quem gosta de sedãs e quer espaço, o Versa é mesmo uma proposição bem interessante.

BS


FICHA TÉCNCA NISSAN VERSA
1.6S
1.6SV
1.6SL

MOTOR
Tipo
1,6 L:, 4 cil.  em linha, flex, duplo comando por corrente, 16V, acelerador elétrico, variador de fase de admissão
Diâmetro x curso
78 x 83,6 mm
Cilindrada
1.598 cm³
Material do bloco e do cabeçote
Alumínio
Taxa de compressão
9,8:1
Potência máxima (NBR 5484)
111 cv a 5.600 rpm
Torque máximo (NBR 5484)
15,1 m·kgf a 4.000 rpm
Formação de mistura
Injeção multiponto no duto
TRANSMISSÃO
Tipo
Transeixo dianteiro manual, câmbio de cinco marchas à frente e uma à ré
Relações das marchas
1ª 3,727:1; 2ª 2,047:1; 3ª 1,392:1; 4ª 1,029:1; 5ª 0,820; ré 3,545:1
Relação do diferencial
4,070:1
SUSPENSÃO
Dianteira
Independente, McPherson, mola helicoidal, amortecedor pressurizado e barra estabilizadora
Traseira
Eixo de torção, mola helicoidal,amortecedor pressurizado e barra estabilizadora
DIREÇÃO
Caixa de direção
Pinhão e cremalheira com assistência elétrica variável com a velocidade
Diâmetro mínimo de curva
10,6 m
FREIOS
Dianteiros
A disco ventilado de 260 mm Ø
Traseiros
A tambor de 203 mm Ø
Controle
ABS, distribuição eletrônica das forças de frenagem e assistência à frenagem de emergência
RODAS E PNEUS
Rodas
Aço, 5,5J x 15
Alumínio, 5,5J x 15
Pneus
185/65R15H
CONSTRUÇÃO
Arquitetura
Monobloco em aço, sedã de quatro portas, cinco lugares
Aerodinâmica
Cx 0,318
Área frontal (estimada)
2,18 m²
DIMENSÕES
Comprimento
4.455 mm
Largura
1.695 mm
Altura
1.514 mm
Entreeixos
2.600 mm
Bitola dianteira/traseira
1.480/1.485 mm
CAPACIDADES E PESOS
Porta-malas
460 litros
Tanque de combustível
41 litros
Peso em ordem marcha
1.052 kg
1.068 kg
1.069 kg
DESEMPENHO E CONSUMO
Velocidade máxima
189 km/h
Aceleração 0-100 km/h
11,1 s (G) e 10,7 s (E)
Consumo urbano (NBR 7024)
13,6 km/l (G) e 8,9 km/l (E)
Consumo rodoviário (NBR 6601)
18,8 km/l (G) e 13,0 km/l (E)
INFORMAÇÕES ADICIONAIS
Intervalos de revisão
10.000 km
Garantia contratual
3 anos

 
EQUIPAMENTOS NISSAN VERSA
1.6S
1.6SV
1.6SL




CONFORTO E COMODIDADE



Abertura interna do porta-malas
Acionamento elétrico dos vidros com um-toque para descer o do motorista
Ajuste de altura do banco do motorista
Ajuste elétrico dos retrovisores externos
Alarme sonoro para chave no contato e lanternas acesas
Aquecimento com 4 velocidades e recirculação de ar
Ar-condicionado
O
Assistência elétrica de direção sensível à velocidade
Banco traseiro bipartido 60/40
Bancos revestidos de tecido
Computador de bordo
Console central inteiriço com porta-objetos e 3 porta-copos (2 dianteiros e 1 traseiro)
Console central inteiriço com porta-objetos e 4 porta-copos (2 dianteiros e 2 traseiros)
Conta-giros



Desembaçador do vidro traseiro com temporizador
Foco de leitura dianteiro (2)
Iluminação interna central
Iluminação no porta-malas
Pára-sóis com espelhos e iluminação
Portas dianteira com porta-objetos e suporte para garrafas
Portinhola do tanque com abertura remota
Tomada de 12 V no console central
Travas elétricas das portas e porta-malas com acionamento remoto
Volante 3-raios de 370 mm Ø com ajuste de altura
APARÊNCIA



Calotas integrais
Grade com acabamento cromado
Maçanetas de porta externas cromadas
Maçanetas de porta internas cromadas
Retrovisores externos na cor da carroceria
Painel de instrumentos "Fine Vision"
Revestimento das portas em tecido
Rodas de aço 15", pneus 185/65R15H
Rodas de alumínio 15", pneus 185/55R15H
SEGURANÇA VEICULAR



Faróis de neblina
Bolsas infláveis frontais para motorista e passageiro
Apoios de cabeça dianteiros com ajuste de altura
Apoios de cabeça traseiros (2)
Cintos de segurança dianteiros com pré-tensionador e limitador de carga
Cintos de segurança traseiros de 3 pontos retráteis (2)
Cintos de segurança traseiros de 3 pontos retráteis (3)
Freios ABS com disbribuição eletrônica das forças de frenagem e auxílio nas frenagens de emergência
Limpador de pára-brisa de duas velocidades mais funcionamento intermitente e acionamento uma-varrida
Limpador de pára-brisa de duas velocidades mais funcionamento intermitente ajustável e acionamento uma-varrida
Pontos da ancoragem Isofix para bancos infantis
Travamento automático das portas a 15 km/h
SEGURANÇA PATRIMONIAL



Alarme periférico com acionamento por controle remoto
Imobilizador de motor
SISTEMA DE ÁUDIO



Preparação para rádio com 2 alto-falantes e antena
Rádio/toca-CD com MP3, entrada auxiliar, conexão para iPod e 4 alto-falantes
CORES DISPONÍVEIS
Branco Aspen, prata Classic, cinza Titanium, preto Premium, azul Ônix e vermelho Fuji 


ACESSÓRIOS ORIGINAIS NISSAN VERSA




Preço
Kit Vidro Elétrico: aciomento elétrico dos vidros com automatizador integrado
R$ 990,00
Kit Segurança: automatizador dos vidros elétricos com antiesmagamento e alarme volumétrico 
R$ 1.250,90
Kit Conveniência 2: Acionamento eletrico dos vidros dianteiros com automatizador integrado e alarme volumétrico
R$ 1.399,90
Kit Áudio: Rádio/toca CD Kenwood com entrada USB,  porta-objetos  e dois alto-falantes
R$ 669,90


ACESSÓRIOS LIVRES
Automatizador do acionamento elétrico dos vidros
Frisos de proteção lateral em preto e na cor da carroceria
Tapetes de borracha exclusivos do Versa
Tapetes de carpeta exclusivos do Versa
Protetor de cárter
Defletor para a tampa traseira
Toca-CD Kenwood com entrada auxiliar/USB
Toca-DVD Kenwood com Bluetooth
Alarme volumétrico de nivel superior

(Texto atualizado em 20/4/12 às 16h15 retificando informação da capacidade do tanque de combustível, no texto e na ficha técnica. O AE considerou ser o tanque pequeno demais e, como a Nissan não se manifestasse, usou dado de publicação estrangeira confiável, que diz 49 litros. Entretanto chegou-nos hoje informação diretamente da fábrica mexicana, confirmando 41 litros)

244 comentários:

  1. É ISSO AÍ BOB!!! PAU NOS QUE PENSAM QUE NÃO HÁ BONS PERFUMES NOS FRASCOS MAIS FEIOS!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Começa aqui a "Campanha para Plutônio como Colunista do AE"
      Que poder de concisão! Queria ler uma avaliação de carro feita por vc! kkkkkkkkkkkkkkk

      Excluir
    2. Rá! Rá! Rá! Rachei aqui!

      Excluir
    3. bussoranga...

      Excluir
    4. Plutonio na cabeça. Sintetizou tudo numa única e curta frase.

      Excluir
    5. Ou é colunista disfarçado ou fica sempre de plantão por aqui. Mais de uma vez o primeiro comentário.

      Excluir
    6. Mais um para apoiar a campanha: Plutônio como Colunita do AE!!!

      Essa resumiu bem, mas pra mim a campeã foi a do Peugeot RCZ. Até que surja alguma frase melhor, pode-se considerar a obra prima do Plutônio.

      Excluir
    7. Plutonio
      Rápido no Gatilho!
      O sinal verde mal abre e ele já esta a 120 em 5#marcha

      Excluir
    8. Julio Bomfim18/04/12 14:08

      Hehe, o comentário do Plutônio resume o que é esse Versa. Agora resta a nós, autoentusiastas, refletirmos se a aparência é tão importante quanto a essência.

      Excluir
    9. Claudio/RJ18/04/12 15:47

      Plutônio não só é um dos leitores mais assíduos, como sempre faz comentários de fato pertinentes.

      Excluir
    10. Eu não gosto de automóvel sedam, porém, gostei do desenho do Versa. O motor me agrada, principalmente por ser 16 válvulas.
      Eu não gostei da suspensão e dos freios traseiros.
      Asterix

      Excluir
    11. Calma, Plutônio. Não se desespere: o feio de hoje pode ser o bonito de amanhã. Ou não.

      Excluir
    12. Dá-lhe Pluto...!!!

      Excluir
    13. Plutônio para colunista!!!

      Excluir
    14. Falou tudo, Plutônio!

      Excluir
    15. Plutônio para a presidência da república!

      Excluir
    16. Bobi Charpi18/04/12 23:55

      Plutônio reina.

      Excluir
    17. Plutônio, você é o alter ego do Bob Sharp????
      Vejo toda aquela polidez do Bob sendo posta de lado quando o Plutônio assume por poucos, mas suficientes segundos para sintetizar o que pensou durante a elaboração do texto da matéria e repentinamente some da mesma forma que veio...

      Excluir
    18. Halechandre Cruvinéu18/04/12 23:57

      Plutôôônio, êêê ôôô! Plutôôônio, êêê ôôô!

      Excluir
    19. Marcu à Milanezza19/04/12 00:03

      Ele é Marte? Nâo!
      Ele é Júpiter? Não!
      Ele é Vênus? Não!
      Quem ele é?
      Elé é Plutônio!

      Excluir
    20. Plutônio é do c***!!!

      Excluir
    21. Junior BSB19/04/12 19:02

      Eu acho que o Plutônio é o Arnaldo Keller

      Excluir
    22. Imperador Plutônio!!!!

      Excluir
  2. Bob, não adianta. Toda essa safra de Cobalt, Novo Siena, Logan, Versa, etc... é feia e desengonçada.

    São pequenos anabolizados. A carroceria cresce, mas plataforma e package não. Ficam cabeçudos com caixas de roda enormes e bitola acanhadas.

    Pode até passar. Mas bonito, definitivamente, não são.

    ResponderExcluir
  3. Rafael Ribeiro18/04/12 12:11

    Apesar de ainda não o ter experimentado, considero o carro como um bom custo-benefício, em alguns aspectos é até superior a concorrentes mais "metidinhos" a sedã de luxo (Honda City por exemplo). Não é a toa que vem tendo boa aceitação.

    ResponderExcluir
  4. Por fora, é estranho, olhando suas partes separadas todas são bonitas, mas o conjunto não consegue ser harmonioso.
    Já por dentro não me agrada o layout, que tenta ser ousadinho dentro do conservadorismo. Resultado, não consegue ser nem um nem outro. Os materiais não posso avaliar pois nunca andei no carro.
    De resto, parece ser um ótimo carro, bem honesto e que cumpre sua função com louvor.
    Já estes pequenos detalhes citados... A nissan deveria ficar mais atenta à eles. É como na livina onde seguem ignorando a necessidade do ajuste de altura do banco do motorista.
    Espero que a Nissan corra com sua fábrica própria aqui, afinal já dormiu demais no ponto no Brasil.

    ResponderExcluir
  5. Se tivesse a "gravatinha" na grade dianteira, estaria vendendo como água no deserto.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nao sei nao ....
      Acho que hoje vale mais a origem Niponica.
      Porem a Nissan ainda é muito pequena em numeros de revendas/manutencao e isso tem uma influecia enorme.

      Excluir
    2. Acho que seria o H da Hyundai.

      "O sedã feio mais bonito DO MUNDO!!!!"

      Excluir
    3. Para Anônimo 09:40 AM: tem estes fatores também, mas creio que uma "gravatinha" na grade fala alto. Sei lá, mesmo em igualdade de revendas, a Nissan perderia (como está perdendo) para o Cobalt. Tem muita gente com medo de experimentar marcas que não sejam as 4 grandes. Pior para este povo, que em muitos casos deixa de comprar um produto melhor, e, muitas vezes, até mais barato.

      Excluir
    4. "Se tivesse a 'gravatinha' na dianteira..." serias um v*@dinho!

      Excluir
  6. Cada vez que vejo o Versa ou o Cobalt, tenho a sensação que o Logan está ficando cada vez mais harmônico e bonito.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não tem jeito... O Logan é mais feio que a mãe do sarampo!

      Excluir
    2. Não fala que o Logan é feio que o Mr.Car te dá uma surra.

      Excluir
    3. Anônimo tão anônimo quanto eu,

      Mr. Car que me desculpe, mas Logan é mais feio que o diabo chupando limão. Aliás, tem essa galera que adora meter o pau no Agile e Cobalt, dizendo que são feios (e são feios mesmo), mas se esquecem dos feiosos franceses: Clio Sedã (horroroso) e Logan (credo)!

      Excluir
  7. Bob, acredito que, ou a potência e o torque não sejam realmente iguais com os dois combustíveis (apenas informado como iguais) ou o perfil da curva de torque seja diferente para cada um, mantendo seus valores máximos iguais.

    Essa trava na ré, realmente desnecessária quando a marcha a ré fica no lugar da 6a marcha, é um "truque" muito utilizado pelos fabricantes para se ganhar tempo de diminuir a velocidade das engrenagens até que a ré seja engatada, para ajudar a diminuir a "arranhada" durante o engate da ré.

    ResponderExcluir
  8. Alô Blogueiro! O teto "em arco" veio com o Passat 1998 e não com o Merça 2004, valeu?
    Abraços!

    Anônimo Sem Nome

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Passat é feio para cacete.

      Excluir
    2. Anônimo sem nome
      O marcante foi o Passt CC, de 2008. Se for assim, temos voltar bem na história, a 1934, com o perfil do carro do povo de Ferdinand Porsche...

      Excluir
    3. Teto em arco apareceu com o Ur SAAB.

      Excluir
    4. o teto em arco apareceu no VW Fusca.

      Excluir
    5. o teto em arco apareceu no velho oeste, nas coberturas em lona das charretes.

      Excluir
    6. Lucas Scete18/04/12 20:54

      O teto em arco apareceu nas catedrais góticas do período Heleno.

      Excluir
    7. OO TETO EM ARCO AINDA NÃO APARECEU!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

      Excluir
    8. O teto em arco sumiu! pqp!

      Excluir
  9. Antonio Pacheco18/04/12 12:37

    Ele não é dos mais bonitos, mas os concorrentes não são muito melhores. O que eu destaco no Versa, é o bom conjunto mecânico: motor todo em alumínio, duplo comando de válvulas variável, comandado por corrente, que se traduz em bom desempenho (o melhor do segmento, aliás) e um excelente consumo. Existe um blog dos proprietários do Versa, e a grande maioria está satisfeita com a relação desempenho x consumo. Sem falar no preço, que está bem competitivo. Eu compraria um fácil.

    ResponderExcluir
  10. Para quem acha que o motor desse Nissan poderia ser mais potente leiam essa:

    A GM já tem prontinho o Cobalt 1.8 que, como foi dito pela imprensa, foi "retrabalhado". A primeira coisa que vem à mente ao ler tal termo é de que se trata de algo melhor, otimizado, em fim, qualquer coisa em torno de uns 68 a 70 cavalos por litro, certo? Errado. Em mais um momento de arroubo de ridicularia à que se presta esta marca, andaram foi para trás. O carro, que foi exposto na feira da Reatech e possuía câmbio automático de 6 marchas, tinha em sua ficha técnica incríveis 106 cavalos com gasolina e 108 com álcool. O torque também é menor em comparação ao motor que sai na Meriva, último modelo a trazer essa versão do família 1. Lembrando que na Meriva eram 112/114 cavalos (gas/álc).

    Agora podem rir a vontade.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu acredito que essa potência irá subir logo, o Celta 1000 mesmo, teve 3 potências diferentes com o mesmo motor, 60,70 e 78 cavalos. E o mesmo motor teve mais potências diferentes em outros carros, 50 cv no primeiro corsa e 79 nos últimos Corsa 1000.

      Excluir
    2. Lorenzo Frigerio18/04/12 20:20

      Adiantaram o comando pra aumentar um pouco o torque e o motor perdeu potência. É simples assim, brincando no dinamômetro virtual.

      Excluir
    3. Douglas, faltou citar os 64 cavalos desse motor na versão só a álcool.

      Excluir
    4. Lorenzo, pior é que nem o torque aumentou, pelo contrário, diminuiu. Andaram totalmente pra trás. Mas o Raphael Hagi falou, aí pra baixo, o provável motivo para isso. Eu também creio que seja para não fazer sombra ao Ecotec 1,6 litros.

      Excluir
  11. Bob Keller18/04/12 13:01

    Olhando a foto inicial, é feio o muleque ein, lembrei na hora do corcel II...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. "Bob Keller"... essa foi de trincar.

      A orgia dos pseudônimos aqui já chegou no limite...

      Excluir
    2. Soraya Beiçuda18/04/12 19:10

      ...chegou nada, por exemplo, "uniblab" não tá com nada, eu se fosse tu mudava pra... "unifofo", muito melhor.

      Excluir
    3. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

      Excluir
    4. Rei do Rififi Cromado18/04/12 20:52

      Vamos subir o nível ou vou baixar o casquete!

      Excluir
    5. E tem mais, vejam só: Soraya Beiçuda (a beiça deve ser....deixa pra lá!), Rei do Rififi Cromado (bom, esse cromou seu rififi, sabe-se lá por quê. Melhor deixar pra lá também...), e por aí vai....Fora os anônimos todos...

      Excluir
    6. Príncipe Antes19/04/12 11:02

      Anônimo que se preza não posta anônimo, inventa pseudônimo engraçadinho!

      Excluir
    7. Rei do Rififi Cromado19/04/12 11:04

      Anônimo das 06:20, preste mais anteção.
      Não disse que tenho o Rififi cromado, mas sim que sou o Rei do Rififi Cromado, o qual, não necessariamente, é meu.
      Existe uma diferença!

      Excluir
  12. Rafael Bruno18/04/12 13:17

    Muito legal! Pena que a maioria não vê os benefícios da Nissan. Um belo carro mesmo.

    ResponderExcluir
  13. Sandoval Quaresma18/04/12 13:18

    Bob, acho que não precisa de mais taxa não. assim não se tornará mais um batedor de pino. com alcool tô vendo que vai ser difícil rodar novamente então...
    moro no litoral e fico admirado ao observar e a escutar o trânsito em semáforos. é difícil achar um veículo que não dê uma grilada na saída do sinal. e os que não grilam, é batata, não são flex!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu hein, a gasolina da sua cidade tá meio fuleira hein...

      Excluir
    2. Meu carro é flex, tem 112.000 mil kms e nunca grilou.

      Excluir
    3. Sandoval Quaresma

      Eu também, depois que aprendi sobre os "grilos" (e não foi na Quatro Patas...), toda vez que faço o trajeto da porta do supermercado para o carro, escuto 2 ou 3 carros batendo pino. Outro dia um passou pertinho de mim e antes de percebê-lo, já ouvi o "fró-fró-fró-frrrrrrrr"...

      E, por incrível que pareça, logo agora que está praticamente certo que o álccol já era, dá-lhe todo mundo, inclusive Bob e Best Cars, fazendo apologia dessas taxas de compressão Frankenstein...vai entender.

      Excluir
    4. Sandoval Quaresma18/04/12 13:37

      na suas próximas idas à praia, prestem atenção e tirem suas conclusões

      Excluir
    5. E ao contrário do Sandoval, eu não moro na praia, mas no interior. Portanto, Frex com taxa de compressão acima de 12:1 com álcool bate pino sim, mesmo que dizê-lo seja tabu.

      Excluir
    6. Ops... bate pino com gasolina, my bad.

      Excluir
    7. Nem precisa ir pra praia, aqui em São Paulo isso aí é muito comum. Existem pencas de donos de GM reclamando, um mecânico de CC me confidenciou isso e ainda disse que não sabia mais o que fazer. Os motores grilam a todo momento, não só nas saídas. E não dá pra culpar a gasolina pois o desempenho do carro é bom e o consumo não está muito fora do normal.

      Excluir
    8. Tem gente que acha que qualquer barulho é batida de pino...
      Vocês podem arrumar empregos de "sensores de detonação remotos", hem?

      Excluir
    9. Por favor, que pino que bate nesta tal "batida de pino"?

      Excluir
    10. Anônimo nerd 12:01


      Deve ser o "pino" que soltou da sua cabeça...

      Excluir
    11. Anônimo 12:01 de novo

      Caso (pra variar em se tratando de anônimo...) voc~e tenha perguntado de boa fé, veja este vídeo e outros linkados nele.

      Excluir
    12. Assisti ao vídeo recomendado e não há nenhuma explicação deste tal pino que bate. Afinal, que pino bate?

      Excluir
    13. Então tá aqui p'cê meu filho...custa-lhe muito dar uma fuçadinha no Google?

      Excluir
    14. Uniblab
      O vídeo e o texto são perfeitos. No caso do texto ele vai exatamente de encontro com o que acontece nos congestionamentos.

      Excluir
    15. Lorenzo Frigerio18/04/12 20:24

      Pelo visto, os carros injetados no Brasil não saem mais com sensor de detonação - uma "depenada invisível".

      Excluir
    16. Sandoval,
      O Gol 1-lirro tem 13:1 de taxa.

      Excluir
    17. Ótima para começar a andar bem com álcool. Tive um Monza 92 com 12:1 de taxa (álcool), nunca batia pino, motor e óleo sempre limpos, desempenho ótimo. E com GNV, o ideal seria uns 18:1?

      Mauro

      Excluir
    18. Anônimo 18/Abr 4:12

      Você quer dizer ao encontro do que acontece nos congestionamentos...o Joel Leite vive comentendo essa gafe e nem agradece quem o corrige. Mas valeu o apoio...

      Excluir
    19. Sandoval Quaresma19/04/12 08:02

      Bob, por isso que os gol/fox/voyage são os que mais apresentam o comportamento que o vídeo postado pelo Uniblab mostra.

      Excluir
    20. Realmente, como ironizou o anônimo das 09:53 AM, têm barulhos que se assemelham a "batida de pino". Escapamentos do mercado de reposição por exemplo, podem produzir uma reverberação sob certos regimes, que parecem muito com "grilar", pelo menos para ouvidos de amadores. A diferença é que o ruído vem lá de trás, e não do motor.

      Excluir
    21. Quando você diz que o carro está batendo pino, qual pino está batendo e no que?

      Excluir
    22. Não tem pino nenhum, ô mamífero... é apenas expressão, nome que se dá ao fenômeno da pré ignição cujo ruído é bem característico e difilcilmente se confunde com outros ruídos.
      Mas eu acho que você já sabia disso...

      Excluir
    23. Ah, tá. Expressão. Esta coisa de expressão acaba pegando. Muitos escutam e passam a repetir errado como no caso do sistema de arrefecimento que alguns chamam erradamente de sistema de refrigeração.

      Excluir
    24. Não eu, anônimo das 12:17. Sendo assim sugiro que o sr. ministre um curso que ensine o português correto para mecânicos e reparadores em geral. Vai lá, vai.

      Excluir
    25. Dizer que mecânicos e reparadores são ignorantes fica por sua conta, não disse isso. Ao vermos anúncios de Opalas e Caravans não raro lemos que o exemplar é 6cc [sic].

      Excluir
    26. anonimo das 2:02
      Nem eu, aliás, quem disse que apenas ignorantes devem aprender alguma coisa?

      Excluir
    27. Só sei que "fró-fró-fró-frrrrrrrr" é coisa de bichona!

      Excluir
  14. Bob,

    Você achou o carro agradável de dirigir, mas li por aí que o carro é muito molenga.
    Quanto ao espaço interno, será que é necessário tudo isso? Normalmente quem compra um carro desses, transporta apenas crianças no banco traseiro.
    Prefiro carros com o interior menor e mais aconchegante.

    Corsário,

    Prefiro o Plutônio assim, muito embora ele poderia ser entrevistado por alguém do blog.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Célio
      Há décadas que vislumbro carros compactos com espaço de verdade no banco traseiro e me perguntava por que não havia nenhum. De repente os fabricantes descobriram que é posssível fazer carros assim sem que sejam inacessíveis. Já imaginou um carro como o Versa no serviço de táxi? Esses carros – Versa, Cobalt, Logan – podem mudar a história dessa preferência por carros menores que você citou.

      Excluir
    2. Espaço em carro é como mulher: quanto maior, melhor!

      Excluir
    3. Mas o carro tem 4,45 m, tem mais é que ter espaço traseiro mesmo, senão vira um New Fiesta. Já viu como é nele Bob?

      Excluir
    4. interior aconchegante??? você anda de fusca né, fala sério!!! seu pateta!

      Excluir
  15. Kit áudio com CD-Player e DOIS alto-falantes? Estranho... (ou estou vivendo em outra época, quando som instalado de série ou na concessionária vinha com todos os quatro alto-falantes e às vezes tweeter?)

    ResponderExcluir
  16. A capacidade do tanque de combustível é de apenas 41 litros, no texto está 49.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Marcus
      Sei disso. Como achei 41 inviável, verificando na Automobil Revue lá está 49 litros e o 1,8, 52 litros. Estou tentando esclarecer com a Nissan daqui, mas estão demorando dar a informação. Se for mesmo 41, faço a mudança e ponho aviso de atualização. Não vejo razão plausível para reduzir a capacidade do tanque, especialmente no caso do mercado brasileiro, em que o carro é flex. A Honda acabou de passar o tanque do Fit de 42 para 47 litros, justamente devido ao álcool.

      Excluir
    2. Ola Bob,
      gostaria de comprar um catalogo Automobil Revue, como faço? Ele é publicado em ingles?

      abraço
      Rafael.

      Excluir
    3. Agradeço a resposta e aguardo a definição do número correto.

      Excluir
    4. Biblioteca Decadente19/04/12 21:58

      Anônimo Apr 19, 2012 06:25 AM, com todo o respeito, procura no Google que você acha resposta para os seus anseios a respeito do catálogo Automobil Revue.

      Excluir
  17. O problema desse carro é seu"quadril bastante largo"olhando por trás,se não tiver pneus largos,fica muito estranho,mas é moderno e poe os nacionais no chinelo.........

    ResponderExcluir
  18. A questão de ter tempos diferentes na aceleração para potencia e torque igual independente do combustível usado, está diretamente ligado a curva de torque e potencia como um todo e não nos valores máximos. A Renault e Nissan pelo que me parece tem trabalhando nos motores pra que tenham mesma performance independente do combustível. Isso somente é possível com uso da eletrônica. Ou seja, acertam o motor a gasolina. Depois usam os dados para um acerto com álcool e depois com suas misturas. Quando com 100% de álcool sempre um motor vai ter mais potencia que quando com gasolina, não há como fugir disso pelas características do álcool, Então este motor certamente teria mais potencia no álcool, mas consumindo mais. Assim usam da eletrônica para possivelmente limitar a abertura da borboleta de aceleração, mais curva de avanço ignição a fim de buscar equilíbrio de performance. Quando em aceleração (100% pé no fundo) acontece um porem. Não da para operar o motor com mistura pobre, por mais limitado que seja o avano de ignição. Nessa condição creio ser muito difícil e dispendioso buscar uma curva de torque e potencia iguais com combustíveis diferentes. Chegar a valores iguais em um ponto é bem mais fácil, e é o que basta para título de informação simplificada. Ou seja lá no fundo este motor usando álcool tem sempre um pouquinho a mais de torque durante toda sua faixa. O suficiente para obter tempos diferentes na aceleração e retomadas.

    ResponderExcluir
  19. Gênio!
    Descobriu isso sozinho?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Voce esta sendo sarcastico , ou e impressao minha
      Pode se explicar...

      Excluir
    2. Acho que o cara foi sarcástico sim. Mas que essas conclusões são meio óbvias, isso são. Mas eu acho que tá valendo! Mas acredito que dificilmente um fabricante vai se esforçar em buscar exatamente o mesmo pico de potência e torque com os dois combustíveis. E não seria limitando a abertura da borboleta não. Seria controlando avanço e tempo de injeção. Dá pra levantar esses dados experimentalmente numa boa. O Real Power está certo quando diz que a área sob a curva de torque será diferente com os dois combustíveis, ainda que o valor máximo seja igual. Foi isso que eu disse lá em cima.

      Excluir
    3. Anonimo 09:42, vai para aquele lugar. Depois volta com algo para contribuir. Ficar quieto as vezes é melhor que escrever besteira.

      Excluir
    4. Justamente, Anonimo 09:42, às vezes é melhor ficar calado... para quem não entende nada de nada de mecânica, como eu, valeu muito a explicação dada pelo Real Power.

      Excluir
  20. Que mal lhes pergunte, alguém mais aqui reparou que, embora os exemplares dessa nova categoria de grandes feiosos (contra a qual, em princípio, não tenho nada e inclusive acho que esse Cobalt 1.8 automático poderá vir a ter excelente custo-benefício) tenha tamanho, porte e comportamento dinâmico de "médio de luxo" - inclusive já vi mais de uma avaliação do Cobalt alegando ter o dito cujo tanto acerto de suspensão quanto rolling típicos de carros mais caros - seu peso é consideravelmente menor que seus "primos ricos"?

    Será que, além de depenar o design para não canibalizar os modelos superiores, essa diferença de peso não seria sinal de que depenaram também reforços de segurança da carroceria...?

    O que vocês acham?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Depois de comentar tive a idéia de xeretar o peso do Versa americano (que foi Top Safety Pick nos States) no site para onde linkei e vi que ele parece ter o mesmo peso da (depenada) versão brasileira; portanto teoricamente o baixo peso não parece interferir necessariamente na segurança...mas que os resultados do March brasileiro (com quem o Versa divide a plataforma V da Nissan/Renault/Dacia) no LatinNCAP deixam o caboclo com a pulga atrás da orelha, deixam...

      Excluir
    2. Uniblab, no entanto, se substituírem as partes feitas em aço de ultra-alta resistência (UHSS) por outras iguais, mas em aço normal, acabará resultando em mesmo peso. E claro, muito menos segurança, menor rigidez torcional, etc. Só não sei se isso seria economicamente viável, ou mesmo se seriam capazes de tal "crime". Estou falando isso só por falar, pois nem sei se UHSS é usado nesse carro.

      Excluir
    3. Anônimo 19/Apr 7:24

      É a esse tipo de coisa que me referia; obrigado pela contribuição. E Bob, Joel Leite, o que será que acham...?

      Excluir
  21. Acho que todos nesse segmento de 3 volumes populares sao feios (apesar de serem bons carros)
    Agora mesmo o Logan é muit mais bonito que o terrivel Clio 3 volumes. Esse assustava criancinha.
    Outro dia me deparei com um medonho Ford Mondeo dos anos 95-97. Incrivel uma empresa centenaria como a Ford ter aprovado um desenho como esse.
    O carro era tao feio que meu cacula comecou a chorar hororizado!
    Barrabas

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Lorenzo Frigerio18/04/12 20:26

      A Ford é bem que nem aquele aposentado que sai na rua de pijama e acha que ninguém vai perceber.
      Ford é lixo.

      Excluir
    2. Ford é lixo? Confesso que não entendi. Gosto é gosto, mas e o Focus da primeira geração? Se você é conservador, deve ter gostado da segunda, pelo menos. Senão, desisto.

      Excluir
    3. Realmente, aquele Mondeo era muito feio. Mas pelo que consta, era um ótimo carro. Já o Focus I acho bem interessante, e é um excelente carro, talvez o melhor do segmento daquela época.

      Excluir
    4. FORD: Fabricação Ordinária, Reparação Diária.

      Excluir
  22. O Nissan Versa é um carro bem bacana mesmo Bob!

    O espaço é inacreditável atrás apesar de tudo um tanto simplório, mas para a faixa de preços no Lisarb está ótimo!

    Sou suspeito em falar, mas como nos demais Nissan's, o motor parece que sempre desenvolve a mais do que o esperado da metade do contagiros para cima. O carro acelera muito bem, o 1600cm3 parece que tem um temperinho esportivo.

    Só achei a caixa de marchas um pouco mole, esponjosa se comparada ao Tilda por exemplo. Suspensão que flutua bem no calçamento, confortável mas que não segura muito as pontas nas curvas mais agudas, ao tomar uma curva com exagerado otimismo (não lembrava do grau dela!), no final do processo de trail braking...me obriguei a pressionar um pouco mais o pedal, o que causou uma bagunça tremenda na distribuição de massas, com o carro escapando de traseira e exigindo um giro rápido do volante na direção contrária...o tipo de coisa que não tiraria do prumo um sedan com controle de estabilidade e EBD como um Civic ou outros bem mais caros.

    Mas faz parte, só com muito abuso para perceber que ele ainda é um sedan confortável, mas não tão elaborado.

    Anda mais em alta que um Voyage; retoma pior em médias e baixas, têm muito espaço e um preço competitivo....é uma boa opção a se pensar!

    Mister Fórmula Finesse

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bem, a função dos controles eletrônicos é exatamente impedir essa saída de prumo à qual você se refere e eventualmente, esconder defeitos crônicos no projeto dinâmico de alguns carros. Hoje não existe aquela preocupação de se fazer um bom carro em altas velocidades, principalmente se ele não tiver essa pretensão. Faz um carro estável em condições normais de direção e enche ele de doendes eletrônicos para mascarar o péssimo comportamento no extremo. Dá um nome bonitinho pro doende e vende isso por 5 mil Dilmas a mais a título de "Carro-seguro-eficiente-e-que-cuida-de-voce-melhor-que-voce-mesmo".

      Lucas Franco

      Excluir
    2. Na boa véiii.
      O que o MFF está tentando conseguir com toda essa pseudo eloquencia automobilistica, mais esse relato mequetrefe de como ele dirige o carro em questão?
      Está tentando uma vaga de colunista no AE? Acho que os colunistas do blog já estão reclamões o suficiente, mais um não, por favor.
      Antes de tentar enfiar os seus auxilios eletronicos de "pilotagem", tente se lembrar da proposta do carro e para quem está sendo oferecido.
      Daqui a pouco o pessoal vai se queixar de como a Ferrari Italia é ruim por não oferecer um engate para rebocar meu barquinho a remo.
      Sejamos relevantes, por gentileza...

      Excluir
  23. Mais leve do que eu pensava. Comando tocado por corrente. Espaço interno generoso. Preço razoável. Gostei. E o estilo é sofrível só na dianteira.
    CADÊ A VERSÃO PERUA ????????

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Versao perua ... isso vai ser dificil voltar ao nosso mercado... Infelizmente

      Excluir
    2. Marcelo Augusto18/04/12 15:30

      Realmente peruas são muito mais práticas que sedã, e tem certos objetos que só se consegue levar na mala de perua.

      Eu acho ridículo e antifuncionais sedãs derivados de carros pequenos a médios, acho que é por isso que essas pragas não existem na europa, mas só nos países macaco de auditório dos americanos. Mas o mercado brasileiro é assim, compra carro por metro, beleza e pra agradar ao vizinho...

      Excluir
    3. Lembra do Corsa sedã, o sonho da classe média? Que desgraça!

      Excluir
    4. Johnconnor18/04/12 21:32

      E a Corsa Wagon então? Será que sou só eu ou alguém mais acha q fazer uma perua ou um sedan de um carro pequeno é um baita contra senso? Afinal quem compra sedans ou peruas está interessado em espaço, coisa que a plataforma de um carro pequeno não pode oferecer ou oferece de maneira muito limitada.Curiosamente o Monza e o Vectra nunca tiveram versões Wagon mas o corsa sim. E ainda digo mais, do diminuto Celta fizeram o Prisma usando a mesma tática de vendas q a Fiat usou no inicio dos anos 80 com o Oggi. Ou seja tentaram vender o 147 sedan como se fosse um carro totalmente novo e de categoria superior ao 147, o q ele não era. Deram com os burros n´agua e o mesmo aconteceu com a GM, criaram até um nome novo pois não queriam sua imagem associada ao Celta. A expressão "Celta Sedan" era terminantemente proibida nos corredores da GM na época do lançamento.Não sei como não fizeram uma wagon dele também, não q o sedanzinho Celta seja ruim, muito pelo contrario é um ótimo carro só q não é o q a GM tentou fazer parecer q era, um carro de categoria superior ao seu progenitor.

      Excluir
    5. Versão perua? Deve estar peruando por aí...

      Excluir
    6. Johnconnor
      Tem gente que precisa de espaço mas nem tanto e é aí que entram os pequenos sedans derivados de hatches pequenos. Para esses um carro do tipo Megane Gran Tour ou Fusion é muito, um Celta ou Palio, pouco ou quese nada. Daí aparece um Prisma, que é pequeno mas tem um belo porta malas e um motor que dá conta do serviço. Pronto, solução dada levando-se em conta apenas a necessidade. Nesse aspecto o único carro que realmente é um contra senso (no sentido racional) é a Peugeot 206 SW pois ela não agrega quase nada em relação ao hatch. É mais apelo visual que nada.

      Excluir
  24. Antonio Pacheco18/04/12 14:11

    Tirando o quesito beleza (ou feiúra, como queiram), dentro da própria Nissan, qual seria mais vantajoso: Versa SL 1.6 por 43 mil e poucos reais, ou Tiida Sedan 1.8 por 45 mil reais?
    Estava pensando sobre isso, já que o Tiida tem motor mais forte, câmbio de 6 marchas e um acabamento interno melhor. Espaço interno acredito serem semelhantes.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Consta que no momento não tem o top por 43 "pau"; só com 5 "pau" de ágio...e dá-lhe fila de espera.

      E exprimentem dar uma fuçada no site do Versa americano e comparem com esse daqui...

      Excluir
    2. Antonio Pacheco,

      o Tiida Sedan anda com gosto, de fato surpreende. Não é o carro da turminha do automático , do carro do status, de trocar de 2 em 2 anos. Se voce gosta de pisar enão tem grana pra comprar os SI e companhia, que no caso do Honda definitivamente não vale o quanto custa, acredito que o Tiida sedan lhe sirva. Não é bonito, de jeito nenhum, mas cativa pelas virtudes.

      Abraço

      Lucas CRF

      Excluir
    3. Tiida sedan, belo carro, saindo por 43 mil aqui no RS... O Versa é seu substituto em alguns mercados, e tem o mesmo entreeixos.

      Mauro

      Excluir
    4. Peraí, bom ou não, ao menos o Versa é feio.

      O Tiida Sedan é um estupro.

      Excluir
    5. Tinha um Ka 1.6, 2009, (vinha de um focus 2004) e troquei por um Tiida sedam, foi como sair de um carro 1.0 para 1.6. O Tiida anda muito, tem uma arrancada que te dá um sorriso. A nissan privilegiou o torque em baixa rotação em detrimento da alta. Ótimo isso, pois raramente ultrapasso 130K/h. Motor de ferro fundido, 8 válvulas sem variador NUNCA MAIS.

      Excluir
  25. Esqueceram de mencionar o 1.6 de 140 cv do Veloster. hahahahaha

    ResponderExcluir
  26. Corcel forever

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ao vivo, com a traseira baixa e o teto alto, pareceu-me mais um Renaut Dauphine (ou o seu "clone", Gordini Teimoso)...

      Excluir
  27. Bob, em relação à suspensão do Versa, por acaso você notou se ela dá alguma pancada mais forte, a exemplo do que ocorre no Sentra? Só pergunto mesmo para saber em que pé está o acerto que a Nissan vem desenvolvendo, pois o Sentra, em que pese ser bem plantado no solo, transformava em cratera lunar um simples buraco raso daqueles causados por desgaste.
    Vai que de repente eles arrumaram um acertador de chassi que compreende as particularidades daqui...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não, nada de pancadas anormais. Absorve bem o nosso chão.

      Excluir
    2. De fato, Anonimo. Que (des)acerto de suspensão foi aquele que a Nissan fez fez nos Sentra. Vai ter molas firmes assim lá nos quintos! Caçarola... tão duro quanto o Tempra Turbo que tive. Agora, verdade seja dita: o nosso Sentra tá beirando os 90 mil km e se comporta como novo!

      Abraço

      Lucas CRF

      Excluir
  28. A pergunta que fica: quando é que o Versa daqui terá o mesmo CVT que tem o americano, se é que o terá? Afinal, a Nissan mostrou-se bem competente na arte de conciliar flex e CVT.

    ResponderExcluir
  29. Galera, o Logan, o Versa, Colbalt e todos os que se aventurarem nesse mercado são propositalmente feios. Para que comprar um Cruze se eu posso comprar um tão bonito quanto, tão espaçoso quanto e andando tão bem quanto e que custa 20 mil reais a menos? Os equipamentos a menos (melhor acabamento, mais air bags e outros fricotes tecnológicos) são mais que compensados pelo baixo preço.

    Lucas Franco

    ResponderExcluir
  30. No caso da baixa potência do Cobalt 1.8 AT, não seria em função de enquadrá-lo na faixa de isenção p/ carros adaptados a deficientes? Quem não se lemmbra daquela versão do Corolla 1.6 AT?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu acho que a questão é evitar deixá-lo mais rápido e veloz que o Sonic sedan, que virá com o motor 1,6 litro Ecotec e será posicionado um degrau acima.

      Excluir
    2. Raphael Hagi matou a questão. O Ecotec 1.6 acho que tem 115 cavalos. Taí a prova de que o Sonic não virá (infelizmente) com o Ecotec 1.8. Pobre GM, só dando bola fora. Não é à tôa que a Denise Johnson caiu fora depois de bater de frente com o Pedro Manuchakian, o cara tem força lá dentro. Passou da hora desse velho se aposentar. Os gemeiros agradecem.

      Excluir
    3. Ao que parece, o Chevy Sonic vem do México e naquele país o automóvel também é oferecido apenas com o motor 1,6 litro. Nos E.U.A. existem versões 1,8 e também 1,4 turbo.

      A questão dessa linha de produtos malucos que a Chevrolet brasileira se vê envolvida atualmente configura situações bizarras assim, a ponto de um motor como o 1,8 de 8v que já rendeu mais de 110 CV ser "atualizado" para entregar menos potência. Resta a esperança de no mínimo ser mais econômico.

      Não é a primeira vez que leio que o problema que levou a decisão da Denise deixar e GMB foram problemas com o Pedro, porém, ninguém tem coragem de explicar direito o que aconteceu. Assim não tem como não achar isso não passa de boataria e que ela deixou a empresa por problemas pessoais mesmo.

      Excluir
    4. Por essa regra fica parecendo que a GM não pode mexer nos Ecotecs. Não posso acreditar que isso seja verdade, mas, no máximo, dizer que será um tiro no pé a GM tentar enfiar o Sonic 1.6 goela abaixo de quem tinha em mente um Astra de 140 cavalos. Qualquer um vai me responder:
      - Ora essa, parte pro Cruze Hatch!
      Só que o problema é que ele já começa custando 20 mil mais caro que o último Astra vendido.
      - Ah!, mas o Cruze é bem mais equipado e moderno.
      Mesmo assim a diferença é grana pra cacete. Não tem airbag e abs que justifique o caboclo tirar mais vinte mil do bolso.

      Excluir
    5. A mim parece que o relativo sucesso do Fiesta mexicano fez a GM flexibilizar no improviso a estratégia inicialmente divulgada de ter Cobalt (que usa a mesmíssima plataforma e até o mesmo painel do Sonic...) substiuindo Corsa e Astra e Cruze substituindo Vectra, e resolver trazer o Sonic importado.

      Penso eu que a alternativa até poderia funcionar se a GM mantivesse a versão vindoura do Cobalt ainda na casa dos 40 "pau", a família Sonic na casa dos 50 e a família Cruze a partir da casa dos 60; lembrando que ainda existe na manga o Cruze LS, que em tese deveria ter o preço de 60 "pau", exatamente o divulgado para o Sonic top, então sei lá...esse mercado cartelizado até o osso não tem lógica nenhuma. E os deslumbrados pagam...

      Excluir
    6. É exatamente por haver na prateleira um motor simples de 140 cv que nunca vi necessidade de a GMB colocar motor Ecotec nos carros produzidos aqui. Mas, como o "mercado pede", o motor vem importado juntamente os os carros que com ele são equipados e começam a aparecer distorções bizarras como estas apontadas.

      O Cobalt é muito bom em estabilidade e dirigibilidade, o motor 1,8 deverá ficar excelente nele. Espero que o motor tenha boa calibração pra privilegiar o torque desde as baixas rotações em detrimento da potência máxima, deverá ser um carro gostoso de guiar. Vamos ver.

      O ideal seria migrar a linha para os Ecotec quando a nova fábrica de motores estivesse pronta, assim seria possível levar toda linha além do 1,4 para Ecotec. Lá irão produzir Ecotec, né?

      Excluir
    7. E eu espero uma taxa de compressão "camarada", abaixo de 11:1, para privilegiar a gasolina.

      A GM poderia muito bem ter importado o Malibu com um dos motores V6 que tem nos States e colocado o Ecotec 2.4 no Cruze, o 1.8, 1.6 e 1.4 das famílias Sonic e Cobalt para baixo. Mas aí os dinossauros da diretoria que devem ter puxado o tapete da Denise Johnson teriam derrame ao aposentar os velhos motores...

      Excluir
    8. Mesmo os Ecotec são na verdade motores GM que temos aqui atualmente, são apenas melhorias desses motores, não há um Ecotec abaixo de 2 litros realmente novo. Alguém aí poderá atestar ou então dizer algo em contrário, mas minha memória não reconhece nada.

      Cruze não é equipado com motor 2,4 em nenhum lugar do mundo, provavelmente a adaptação seria onerosa, pode ser que o carro nem seja apropriado para o peso do motor. Não é assim: "Coloca esse, tira esse". O Cruze mais top é 1,4 litro turbo.

      O Malibu foi um projeto natimorto no Brasil. Caro demais no nosso mercado por não ser fabricado no México. Apenas um entusiasta da marca para comprar um Malibu no lugar de um Fusion V6. Unidades encalhadas eram vendidas por 79k.

      Excluir
    9. Exatamente. Esses Ecotec são a grosso modo família 1 com cabeçote de 4 válvulas por cilindro. Aliás, o motor 1,6 16V do Corsa GSi era um Ecotec. Claro que o cabeçote atual é bem mais elaborado que aquele dos primórdios. Até 1,4 16V existiu na Europa e equipavam alguns Corsa. Esses tinham 90 cavalos, 8 a mais que a versão 8V com injeção multiponto.

      Excluir
    10. Bom saber...de fato, só há pouco tempo aprendi que esse reaproveitamento de motores é comum e que até o cultuado TSFI da VW/Audi nada mais é do que uma evolução do EA-113, leia-se famigerado AP-2000, com bloco de ferro e tudo.

      Mas, convenhamos, seria bem mais fácil (e viável dado o LUCRO BRASIL) para a GMB usar os mesmos Ecotec do primeiro mundo em vez de "capar" potência do Powertrain 1.8 para não canibalizar o Sonic...se bem que duvido de que a versão em linha terá esses 106 cv.

      Grato pela correção, Raphael. Na verdade já tinha visto, para minha surpresa, que o Ecotec 1.8 é o único motor do Cruze no mundo. Creio que o Malibu tenha "micado" no Brasil, à parte o descaso da GMB, mais pela concorrência do Old Azera V6 de 70 e poucos "pau" do que pelo Fusion V6 de 105.

      Excluir
    11. O motor 1,8 Flexpower da Meriva tem 112/114 cavalos a 5600 rpm (álcool/gasolina) e 17,7 kgfm de torque a 2800 rpm com ambos os combustíveis. Tudo isso com 10,5:1 de taxa. Portanto, no Cobalt, tenho certeza de que se trata de uma "capada eletrônica", já que a taxa é até baixa em comparação a outros "fréquis". Não acredito que se darão ao trabalho de desenvolver outro comando de válvulas para esse fim, também não se trata de perda de potência em favor de mais torque, caso do velho 2,2 do Vectra B pois até torque é menor comparado a Meriva. Toda essa patuscada só pode ser mesmo para não ralar o 1,6 Ecotec.

      Excluir
  31. Quando fui a uma concessionária Nissan aqui em minha cidade - Belo Horizonte/MG, ao entrar no banco traseiro do Versa fiquei tão impressionado com o espaço interno que, na volta para casa, como havia uma concessionária Ford no caminho, resolvi dar uma passadinha nela só para poder comparar o Versa com o Fusion. E pasmem, a sensasão de espaço para as pernas no banco de trás do Versa foi beeemmmm maior que no Fusion!

    ResponderExcluir
  32. Aléssio Marinho18/04/12 16:48

    O único problema do Versa é não ter a versão "2 pedais".
    De resto, quem tem está muitíssimo satisfeito.

    ResponderExcluir
  33. Ué Bob, porque esse motor não é estado-da-arte como os da JAC? As características são iguais. Não rolou um agrado, foi?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Anônimo Apr 18 )2:08
      Vá aprender a interpretar texto antes de falar besteira, analfabeto.

      Excluir
    2. Má rapa anonimo dos infernos!!!
      Pare de desreipeitar quem merece respeito...
      E pegue a sua JAC e Deguste pelo reto.

      Ivan

      Excluir
  34. Eu não gosto de automóvel sedam, porém, gostei do desenho do Versa. O motor me agrada, principalmente por ser 16 válvulas.
    Eu não gostei da suspensão e dos freios traseiros.
    Asterix

    ResponderExcluir
  35. Andei 1.800 km num Versa e também achei um excelente carro (para quem se acostumou a andar de Uno, Gol, Clio, Corsa..., e realmente, a versão de dois pedais seria muito atraente. O único pecado da Nissan, e deixo bem claro, não somente dela, é o pós vendas extremamente deficiente em todos os aspectos (nem precisa de maiores comentários.
    E por falar em beleza ou feiura de Versa e Cobalt, tem gente que vai querer arrancar meu couro, mas eu sinceramente não vejo muito mais beleza num Corolla do que num desses dois.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sinceramente?
      Acho Versa mais bonito que o Corolla atual.

      Excluir
    2. Corolla entra fácil pra categoria dos desengonçados.

      Só é um desengonçado mais caro - bom até - e um carro de entregador de pizza americano premium no Brasil.

      Excluir
    3. Corolla é o carro para quem desistiu de carro. Quer apenas um meio de transporte eficiente entre ponto A e ponto B, manutenção objetiva, pouca dor de cabeça, liquidez, e só.

      Excluir
    4. Anônimo 19/Abr 6:58

      O quê...? Só se for nos States...aqui Corolla (infelizmente) dá istatus, e muito! Inclusive foi criada só para os trouxas lisarBianos a versão Altis (ex-SEG), de quase 90 "pau" (!?), que na verdade só serve pra jogar o preço do Camry (que "deveria" ser vendido por esse preço) lá para a casa do c...

      Excluir
  36. Bob,

    Não duvido da capacidade desse carro de ser o que se propõe; um carro versátil para a família toda e para deslocamentos individuais, ou seja, o único da casa. Não tive a oportunidade de conduzir um Versa, mas estou a par da suavidade deste motor. No design está no nível do Cobalt e do Logan; feito para ser prático, tem detalhes interessantes, mas o conjuto todo não tem harmonia. Acredito o consumidor de um carro desses pensa em termos práticos, não em estilo, performance arrebatadora e outras "futilidades". É claro que, parafraseando um títudo de um dos filmes do saudoso Jonh Candy: "Quem Vê Cara Não Vê Coração."

    ResponderExcluir
  37. Um kiwi amassado é mais bonito.só colocando filme 100% pra ninguém te reconhcer dirigindo. Pode ser até bom, mas não precisa ser horrível ra ser funcional.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Leitor do NA detector

      Excluir
    2. Igual a todos nós amigão, todos nós... Que mal tem acessar o NA?

      É que nem pão com ovo e mulher feia... Ninguém assume, mas come!

      Excluir
  38. Pense num carrinho disapunhetado...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. rsrsrsrsrsrsrsrsrs

      Excluir
  39. Tinha que ter opção de caixa automática, ou o CVT que são especialistas.

    Perguntou pra eles porque não?

    ResponderExcluir
  40. É um carro do avesso. Por isso é "Versa". Como dizia aquela música: "Ô coisinha tão bonitinha do pai..."

    ResponderExcluir
  41. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  42. Com certeza a Nissan poderia ter "caprichado" mais no desenho, assim como no Tiida Sedã). Me parece que os hatch´s de origem (não sei se no caso do Versa é o March ...) são mais proporcionais. A frente/lateral/traseira não parecem pertencer ao mesmo carro! Quanto a parte mecânica, se os chineses da JAC já estão bem acertados, a Nissan tem que acertar mesmo!!!

    ResponderExcluir
  43. Em todo o caso, se o Cobalt tivesse um motor mais decente que o apenas esforçado 1.4; eu optaria por ele!

    A versão LTZ, em azul metálico, me lembra um cadillac genérico, uma coisa bem corporativa, bem GM...(pelo bem e pelo mal que pode emular!)


    Mister Fórmula Finesse

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A mim o design do Cobalt é até meio nostálgico...lembra os carros de filme de ficção da década de 80 que se passa no futuro (tipo Runaway, Robocop, etc.). O primeiro que vi ao vivo me causou boa impressão; é feio, mas passa aquele jeitão de carro americano muito mais sólido do que as latas de sardinha cheias de prástico nativas.

      Essa versão 1.8 automática, quando chegar em produção, salvo alguma cagada grande da GMB poderá ser um bom custo-benefício para quem não é playba que precisa se apegar a carros "da moda" para compensar problemas de auto-afirmação/auto-estima.

      Excluir
    2. Nostálgico, sim, Robocop, não. Lá usaram Ford Scorpio, se não me engano, bem mais belo e aparentemente mais moderno que o Cobalt. E olha que tem mais de 25 anos nas costas!

      Excluir
    3. Eu sei, meu filho; foi Ford Taurus no Robocop...mas me referi à tendência da época de mostrar os sedans americanos quadrados da época com uns apliques arredondados nas extremidades. O Cobalt lembra-me esses carros.

      Excluir
    4. Taurus! Hum... vou dar uma verificada mais tarde pois não tenho certeza.

      Excluir
    5. Tá aqui, ó.

      Servimos bem para servir sempre... :)

      Excluir
    6. Não resisti esperar até mais tarde e fui dar uma zoiada em algumas cenas no youtube, antes de vc postar esse link das 12:01. Tem razão, eram Ford Taurus mesmo. Fiz confusão com algum outro filme do gênero pois a imagem do Scorpio estava bem nítida na minha cabeça.

      Excluir
    7. Scorpio só se fosse algum filme alemão ou inglês, porque creio que ele nem tenha sido vendido nos States.

      Na verdade citei o Robocop como exemplo de filme que imaginei, porque o Taurus não representa o design americano típico da época, tendo sido concebido como um "americano japonês" para enfrentar o sucesso do Honda Accord.

      Excluir
  44. Assim que o carro foi lançado fui fazer um TD no completo e adorei, o carro é muito bom, o melhor do seu seguimento sem duvida algum, porem realmente tem alguns pontos baixos como o painel e portas que passa sempre um impressão ruim mesmo sendo de qualidade que poderiam melhorar com o exagero de plastico no interior e a Nissan tem as "manhas" de viver em 2 mundos, no catalogo tem a lindos perfeitos 370Z e GT-R, assim como alguns Infinitis, e em vários outros na marcas são muito estranhos ou feios, assim como o Versa.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. "exagero de plastico no interior..."

      ta aí um comentário de quem "realmente" conhece carro e é "entusiasta".
      até rolls-royce tem plástico pra todo lado rapaz.

      enfia os dois mundos no seu boga e sai andando.

      Excluir
    2. já disse que esse Antonio Filho calado é um poeta... acha que escreve um monte mas fica grasnando igual pato

      Excluir
    3. Quando vocês 2 e uma mais uma penca de "entusiastas" saírem do armário, digo saírem do anonimato ai vocês ponham suas caras a tapa em vez de ficar enchendo o saco e falando merda, e utilizar este espaço sobre o que interessa, que é sobre carros, se é que vocês lembram "realmente" disso...

      Excluir
    4. Vassy Phodeur Filho19/04/12 15:01

      fazer como tu, o Filho, que tá colocando tua cara não a tapa, mas às gargalhadas alheias causadas pelas asneiras que tu digitas? acho que não, precisaria me despir do senso de ridículo. Encher o saco e falar merda é uma prática tua de recém-formado do supletivo. estuda, Filho, estuda.....

      Excluir
    5. Engraçado como é hoje em dia: Só existe super homens, certíssimos de si próprios e do mundo, cheios de razão e opiniões consolidadas, inteligentíssimos, superiores aos demais em tudo, melhor e mais bonitos que todos, que na internet então, são acima dos deuses, novos super seres evoluídos, infinitos...

      Mas, que na realidade, não passam de coitados, frustrados e impotentes, pequenos seres rastejantes da terra, que não tem o minimo de educação e bom senso, civilidade e respeito ao próximo então é algo tão distante quanto utilidade dele próprio neste mundo complicado.

      Eu sou uma pessoa simples e normal, muito honesta e sincera sim, quem não goste, guarde sua opinião para si e siga seu rumo, ente ser pelo menos normal e sociável.

      Excluir
    6. Apesar de ser também um anônimo, que por só ler e quase nunca postas, mas hoje escrevo aqui e digo que realmente o blog esta cheio de pessoas sem noção demais, sem educação e humildade alguma, que só teclam coisa que não acrescenta em nada um bom dialogo de carros.

      Antonio filho pelo menos escreve o que pensa e dita sua opinião da forma dele, não vejo nada demais, gosto pois ele vai na veia e não se conforma com o rumo que esta nossa industria automotiva.

      Continue assim rapaz, liga não que quem gosta do assunto como nós entusiastas não tem frescura não, tema qui é carro e outras coisa legais mais.

      Respeito a todos pessoal !

      Excluir
    7. Ta ai, concordo com os colegas acima das 11:51 e Antonio Filho.

      Hoje só tem gente metida a besta, que por não ter educação e civilidade, qualquer coisinha que não agrada, desrespeita e quer desqualificar a pessoa, passar por cima de graça, se julga superior, coisa de gente infantil e mimada, que não sabe viver em sociedade e não levou uns tapas dos pais.

      E esse negocio de ficar corrigindo erro ortográfico dos outros e o fim da picada, ninguem aqui é obrigado a fazer um redação perfeita, alias dane-se que o tema aqui é carro, e não frescurite.

      Respeito é bom e muito útil hoje em dia, tentam pelo menos a galera dos sem noção !!!

      Excluir
    8. kkkkkkkkkkkkkkkkk

      Se lascou povo esnobe, não respeitam os outros toma cascudo mesmo pra ver se aprende.

      To com voces antonio filho e os demais reais autoentusiastas !!!

      Chega de gente sem noção.

      Excluir
    9. Tá difícil mesmo hoje, imagino a vida de Bob e outros.

      E olha que só falei minha opinião pois quero trocar de carro e fui a Nissan conhecer o dito cujo, mas ai também não vale, tem que ter pra poder falar algo, mas e o que me desagradou apesar de ser um bom carro era o painel e portas quase todo de plastico, coisa que considerei um peso grande contra pois 42k em algo assim foi quase um ofensa pra mim.

      Desde 09/11 até hoje continuo com o meu por falta de opção do mercado ao meu gosto.

      Excluir
  45. A respeito do design do Versa: é deprimente! Insosso, ultrpassado, velho e sem personalidade. Digno da pior safra entre as décadas de 80 e 90...

    Hoje no mercado temos o bloco do design sobrio (audi, vw, Kia, volvo, honda, etc) e do emocional(bmw, mercedes, peugeot, fiat, etc). A nissan conseguiu nao se inserir em nenhum dos dois, e nem sequer no bloco dos apelativos (ex: hyundai), criando pra si uma categoria a parte: "carros q vc não se orgulha de ter".

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Honda sóbrio?

      A Nissan fora do Brasil tem modelos bem interessantes.

      Excluir
    2. Gosto do design da década de 80 e 90.

      Excluir
  46. Não achei este carro espaçoso, pois para mim espaço traseiro é quando cabem duas cadeirinhas de crianças e um adulto. Espaço para as pernas, basta o suficiênte. Mesmo assim, gostei desse carro.
    Acho que a maior qualidade desse carro é a sua economia de combustível aliado a um bom desempenho.


    Marcelo Junji

    ResponderExcluir
  47. É carro racional somente. Ao vivo não é tão feio quanto em fotos. A versão CVT deve estar por chegar. Ficaria em dúvida entre ele e o grand Siena se fosse comprar algo novo. Porém, o nosso mercado é tão deprimento que não me animo a comprar nada novo. Hoje com 30 mil vc acham carros muito interessantes como Focus, 307, Linea, etc, 2007/2008, que apesar de dar alguma manutenção são muito mais seguros e prazerosos de dirigir. Fodidos que nem eu, que não podem pagar 60 mil ou mais por um bom carro, acaba caindo na graça dos semi novos.

    ResponderExcluir
  48. Comprei um SV azul lindo assim que lançou, paguei um pouco mais que agora, meu carro já esta com 21k rodados, sem absolutamente nenhum detalhe, o motor é muito gostoso e até surpreendente para a maioria dos carros conhecidos, anda muito bem, o cambio e igualmente perfeito em encaixe como dos VW w Fords, faz 12 na cidade e 14,5 na estrada que onde mais anda, o interior e bem silencioso e bem isolado, o desenho não é uma primordialidade mais é bem convincente e agrada a maioria. Só elogios e a CSS aqui em brasília sempre esta de parabéns. Sai de uma porcaria de uma palio perua 1.8 Locker que foi a pior coisa que fiz na minha vida, bebe um monte, anda nada, suspensão molenga e a CSS das Fiats por ai são um porcaria e caríssima de se manter pois o carro vivia dando problema.

    Só não intendo por que não tem muitos mais Versas por ai, é um senhor carro em seu seguimento.

    Andarilho nacional.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. "Só não intendo..." Realmente, não resta dúvidas que Vossa Senhoria não entende nada mesmo!

      Excluir
  49. Tudo bem, o carro é bom e tem qualidades, mas é F E I O P R A C A R A I!!!!!

    Com esse daí até o Cobalt ficou bonito!

    Por isso existem poucos nas ruas!!!

    Pra compensar, quem compra um carro desse daí deve ficar até bastante tranquilo porque, com certeza, não é visado por ladrões nem pedintes!

    O desenho dele não ajuda! Os poucos que estão rodando deve ser o pessoal da imprensa fazendo testes, ou algum "sortudo" que ganhou o carro na quermesse e está indo para alguma revenda trodcar de carro...
    Tallwang

    ResponderExcluir
  50. Essa semana fui conhecer o Tiida Sedan, simplesmente maravilhoso o carro. Anda muito e, ainda assim, é econômico. O interior dele é fantástico, sendo superior ao Versa, em acabamento. Acredito que agora encontrei um substituto ao meu Santana, pois não tenho duas vagas no prédio, assim como grana sobrando, do contrário ficaria com ambos.

    Antônio Filho, você manda muito bem. Continue assim, rapaz. 22h09

    ResponderExcluir

Olá AUTOentusiasta, seu comentário é sempre bem-vindo! De preferência, identifique-se ao comentar.
Atenção: comentários contendo ofensas pessoais, a marcas, a fabricantes isoladamente e/ou em conjunto, a nacionalidade de veículos, bem como questionando práticas comerciais lícitas e margens de lucro aceitáveis nas quais este blog não interfere, bem como o uso de palavras de baixo calão e a exposição de outros leitores ao ridículo, não serão publicados. O AUTOentusiastas se reserva o direito de editar os comentários sem declinar motivo.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...