Google+

10 de junho de 2012

CÂMBIO DUALOGIC FIAT EVOLUI

Fotos e vídeo: Arnaldo Keller



Depois de quatro anos, o câmbio robotizado da Fiat, denominado Dualogic, passa por notável evolução e agora se chama Dualogic Plus. Recentemente, em novembro, por ocasião do lançamento do novo Palio, já se havia notado melhor no funcionamento do câmbio, especialmente na operação automática. Agora ficou ainda melhor, mas por enquanto só o Bravo modelo 2013 recebeu a novidade. Claudio Demaria, o italiano engenheiro-chefe da Fiat brasileira, garante que o Dualogic Plus será estendido paulatinamente ao resto da linha.

A mudança mais notável é passar a haver o avanço lento, o chamado creeping, ao levantar o pé do freio, como acontece em todos os câmbios automáticos, como os epicíclicos, CVT e até o Hondamatic, e além dos robotizados de dupla embreagem. Ficou incomparavelmente mais fácil efetuar manobras como estacionar e muito mais cômodo andar lentamente no tráfego anda e  pára. Não é mais necessário controlar a aceleração nessas situações, ela é dada pelo próprio sistema.

O ponto-chave do sistema de controle, que continua produzido pela Magneti Marelli, empresa do Grupo Fiat, é jamais deixar a embreagem patinar, para certeza de vida útil bem longa do disco de embreagem, pelo menos igual à de uma embreagem normal, com tendência a ser maior. Ao arrancar numa subida em avanço lento, por exemplo, o computador do Dualogic Plus “fala” com o do motor para que produza até 3,5 m·kgf de torque, o bastante para manter o carro andando lentamente, sem nunca ultrapassar 7,5 km/h. O avanço lento funciona tanto em primeira quanto em ré, mas é inibido quando se arranca em segunda marcha, caso de piso escorregadio ou enlameado.


Mas isso numa rampa de até 8% (serras modernas como a da rodovia dos Imigrantes, em São Paulo, são de 6%), pois mais do que isso a embreagem desacopla-se enquanto na função de avanço lento. Para seguir pela rampa, basta acelerar normalmente.

Como antes, o interruptor de luz interna nas portas é usado para segurança. Caso uma das portas dianteiras seja aberta, o câmbio passa para neutro imediatamente e o carro não anda ou pára logo em seguida.

Outra tecnologia introduzida na nova versão do Dualogic é, no modo automático, a que evita subir marcha quando não deseja que aconteça. Os algoritmos do programa entendem quando o motorista está acelerando e não deixam haver troca para marcha superior muito cedo, deixando o motor girar mais para que produza mais potência.

Contribuiu para a suavidade das trocas de marcha e ao mesmo tempo ganhar em rapidez uma nova estratégia de fechamento da borboleta de aceleração ao levantar o pé do acelerador, combinada com o acoplamento da embreagem mais rápido.

A linha Bravo deixa de ter o Absolute manual, só Dualogic Plus a partir de agora, que custa R$ 62.140,00. O mais simples, o Essence, de motor 1,8 16V/132 cv, sai por R$ 53.140,00, com Dualogic Plus, R$ 55.600. O T-Jet 1,4-litro turbo de 152 cv, só a gasolina e manual de seis marchas, tem preço de R$ 66.230,00. Todos os preços incluem a recente redução do IPI determinada pelo governo e que vale até o final de agosto.



Outra  novidade na linha, anunciada e apresentada durante o 20º Encontro de Carros Antigos em Araxá, é o Bravo Sporting, com o mesmo motor 1,8-litro de 132 cv, mas com visual esportivo. Entre as características, teto solar, defletor traseiro e minissaias, rodas de 17 pol., faixa decorativa na tampa traseira e nas portas, mais um friso vermelho na borda inferior da grade ; internamente, decoração esportiva, como manopla do câmbio vermelha..

A altura de rodagem, tanto do Sporting quando do T-Jet, é 25 mm menor que a do Essence e do Absolute, e corresponde à dos carros na Itália. As molas dos esportivos são mais duras, com constante de 0,47 mm por decanewton (daN) ante 0,66 mm/daN) na dianteira e 0,39 mm/daN contra 0,50 mm/daN na traseira, respectivamente 29% e 22%  de endurecimento.

Diferenças de altura de rodagem: Essence (esq.) e Sporting (dir.)

O Bravo Sporting câmbio manual custa R$ 58.140,00 e com Dualogic Plus, R$ 60.600,00, com borboletas de trocas de marcha de série.

Como curiosidade, a Porsche fez o mesmo ao lançar, há mais de dez anos, o 911 Carrera 4S, versão de mesmo visual do Turbo mas com motor de aspiração atmosférica.

Quem já aprecia câmbio robotizado, apreciará ainda mais o Dualogic Plus. Quem não aprecia, vale a pena pensar no assunto.

Veja o vídeo a seguir.


BS

Nota: Ler mais sobre o Bravo em link 1 (lançamento) e link 2 (T-Jet), bem como recente post sobre dirigir carros com câmbio robotizado.

(Atualizado em 10/6 às 17h55, inclusão de foto mostrando diferença de altura de rodagem entre o Bravo Essence o Bravo Sporting)

 

100 comentários:

  1. Muito boa a matéria e vídeo!

    Ainda tinha muitas dúvidas em relação a este tipo de câmbio, e agora com o vídeo pude comprovar a evolução deste tipo de câmbio.

    Abraço"

    ResponderExcluir
  2. Certo, mas enquanto o manual não for extinto, irei preferi-lo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Yep! Me too.
      Asterix

      Excluir
    2. Manual é o melhor.

      Excluir
    3. Prefere o manual quem não conhece bem o automático.... É fantastico dirigir sem usar a bendita e incomoda embreagem.

      Excluir
    4. Pra min só não gosta de cambio automático(automatizado/cvt) quem nunca teve um, fora embreagem!

      Excluir
  3. Marcelo Augusto10/06/12 12:46

    Uma conta que não fecha: lembram da conversa que automatizado de uma embreagem seria muito mais barato que um automático?

    Pois bem, está apenas 500 reais a menos que um hondamatic num carro de mesma faixa de preço.

    ResponderExcluir
  4. Dúvida: Os automatizados e dupla embreagem nunca patinam ou não patinam apenas nessa condição de avanço lento? Se não patinam como seria no caso de se fazer uma manobra em uma rampa um pouco mais acentuada?.
    Wallysson

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Num folheto tecnico da Ford que li sobre o novo Fiesta eles explicaram como o patinamento e controlado e como sua temperatura e critica, ja que se trata de um DCT com embreagens operando a seco, ao inves de a banho de oleo. Para tanto, em subidas, a ECU aciona o freio em preferencia ao patino das embreagens numa subida. Em qualquer situacao, se as embreagens se aproximam de se super-aquecer, elas sao desacopladas, o freio e acionado e o motorista e avisado. Segundo a Ford, isto deve ser raro no dia a dia.

      Excluir
    2. Então se não houver aquecimento ela pode patinar, é isso?

      Excluir
    3. Então, se não houver aquecimento, ela pode patinar, é isso?

      Excluir
    4. Sim, pelo que entendi, a DCT da Ford patina para se comportar como um hidramatico.

      Excluir
    5. Wallyson
      Com aplicação de mais potência todos patinam, como se fosse embreagem convencional, a pedal.

      Excluir
  5. Gostei do vídeo, enriquece muito um post. Obrigado

    ResponderExcluir
  6. Bob, a relação de marchas do Bravo Sporting manual foi alterada?

    Afinal de contas, desde o início dessa linha Sporting, presente em vários modelos Fiat, a relação de diferencial sempre fora encurtada, vide Stilo e Punto por exemplo.

    ResponderExcluir
  7. Filipe_GTS10/06/12 13:22

    O vídeo é muito bom, deu pra perceber com clareza o funcionamento.
    Pelo jeito esse câmbio ficou excelente.
    Gostei da função que ativa as borboletas e após 10s sem uso volta para o automático, deve ser útil em ultrapassagens, por exemplo.
    Esse Bravo Sporting de R$ 60.600 é uma ótima compra para a faixa de preço.

    ResponderExcluir
  8. Bob;

    Realmente pelo video deu para ver a troca de marcha bem suave mesmo do Dualogic Plus da Fiat. Até mesmo o sistema I-Motion da VW (até então o melhor dos três) tinha a "cabeçada".

    Agora uma duvida: Na sua opinião, você não acha confuso o sistema de "cruz" que funciona a alavanca de troca de marcha dos Dualogic? Quando experimentei o Gol, achei extremamente confuso e em nada intuitivo. Acho que deveria adotar a padronização análoga das transmissões automáticas mesmo (R-N-D numa canaleta - sem o P e +/- na outra)

    Abraços!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Kra!!! vc tá de brincaeira ne???? nasceu no seculo passado?? o + e o - é pra vc mudar as marchas na propria alavanca, se tiver borboletas vc vai ter uma segunda opção de mudar as marchas, ou no volante ou na alavanca. Sem contar que os cambios agora vc pode ligar ou parar o carro em qualquer posicao da alavanca, não precisa colocar no P ou D.

      Excluir
  9. Que bom, evoluiu.

    Uma pena é que o anúncio era de um cambio automático para as massas. No final das contas, ficou caro e restrito aos modelos topo de linha com motor maior.

    ResponderExcluir
  10. Bob, já dirigi um Smart e notava que a transmissão dele passava de marcha certinho e sem "cabeçada" se você o acelerasse suavemente. Se o carrinho era acelerado forte, a cabeçada surgia. Um Bravo Dualogic Plus, se acelerado a fundo, dá cabeçada? Pelo vídeo, deu a entender que não dá se a tecla Sport estiver acionada, mas vai saber se ele "cabeceia" se você acelerar fundo sem a tecla estar acionada.
    No mais, pareceu-me um carro interessante para sua proposta, ainda que pairem dúvidas sobre se essa transmissão automatizada de uma embreagem funciona tão bem quanto uma automática convencional quando o assunto é trocar as marchas sozinha.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Anônimo 10/5 15:01
      Se compararmos esse Dualogic Plus com uma caixa automática convencional que não seja uma dessas ZF ou Aisin modernas, é igual.

      Excluir
    2. Essas caixas modernas até mantém a marcha em entrada de curva e em descidas, conforme a velocidade de tirada de pé do acelerador; no meu New Fit é assim.

      Excluir
    3. No Vectra com o câmbio automático de 4 marchas e com a tecla "S" acionada, as cabeçadas serão constantes.
      O Câmbio é o Aisin Warner 50-40 e se não me engano, já equipou ou ainda equipa o Corola.

      Excluir
    4. Alessandro03/08/12 17:56

      Acabei de adquirir um Bravo Sporting 2013 e por ja ter possuido uma Ideia Adventure, no cambio dualogic antigo, posso lhes assegurar e dizer com toda certeza e satisfação, o novo cambio Dualogic Plus realmente e surpreendente, nao da trancos e a troca de marcha e muito macia, sem contar a comodidade das alavancas de mudança no volante, seja em baixa ou alta rotação do motor...Quem fala mal e pq ainda nao conheceu. Parabéns fiat, alem do carro ser lindo, tbem satisfaz qto a potencia do motor e cambio...

      Excluir
    5. Também comprei um e estou muito satisfeito. É ótimo de dirigir lindo e confortável.

      Excluir
  11. Tenho um bravo dualogic. Nos primeiros dias em que peguei o carro a tal "cabeçada" ocorria basicamente para a 1.a marcha, mas era menor que a sentida na troca de marchas manual. Depois de algum tempo, a "cabeçada" sumiu como o movimento do pé no acelerador que faço naturalmente, sem notar. Já andei com céticos à bordo e estes se frustram, pois não sentiram a "cabeçada". A única situação que ainda me incomoda é da saída em descidas acentuadas, em que o ideal seria sair em 2.a marcha, mas a passagem pela 1.a é obrigatória.

    VPJ

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. VPJ
      Em modo manual sai em segunda, mas no automático realmente não sei.

      Excluir
    2. Bob, agradeço a dica. Nunca tentei sair em manual em uma descida. Vou experimentar.
      VPJ

      Excluir
    3. cara, você pode sair em segunda para evitar isso, com ele parado, mesmo em automatico, é só mover o cambio para a posição +. Porém isso não funciona na borboleta, não sei porque. Tem que ser no cambio.

      Excluir
    4. Tenho um Palio 1.6 16v Dualogic que sai em segunda apenas pela alavanca. Pela borboleta, não aceita e nem emite sinal de erro. Pensei que fosse defeito. Então quer dizer que é assim mesmo, a borboleta é programada para não aceitar segunda marcha em saídas?

      Excluir
    5. Jefferson e Michael
      Eu nunca havia notado isso. Vou perguntar à Fiat.

      Excluir
  12. Que raio de constante de mola é essa? No meu tempo a convenção era n/mm

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Anônimo 10/5 15:14
      No meu tempo também. Mas é a mesma coisa, apenas maneira diferente de exprimir a constante, do mesmo modo que km/L ou L/100 km. No caso, 0,47 mm/daN é igual a 21,3 N/mm. As demais, na ordem, 15,1, 25,6 e 20,0 N/mm. Basta dividir 10 N (1 daN) pelo número.

      Excluir
  13. Bob, por favor, sabe se o Fiat 500 ("mexicano") já é equipado com o Dualogic Plus?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sandro
      Não, só foi aplicado no Bravo 2013.

      Excluir
    2. Sandro o 500 americano não tem creeping mas tem o efeito que não sobe as marchas no kick down porém a grande vantagem que o 500 tem que e é comum na Europa e equipa C4, 308, Golf mesmo quando manual assim como o proprio 500 e Bravo aqui somente T-Jet é o hill holder que freia o carro 2 segundos antes de soltar tanto em subida como descida e facilita muito manobras em vagas apertadas.
      Este recurso não existe no Dualogic nacional porque este sistema esta conjugado ao ESP que existe apenas no T-Jet no Brasil.

      Excluir
    3. Ok, Tks.
      Honestamente eu não entendi esse comportamento de não subir marchas no kick down. Em certa ocasião achei que ia destruir o cambio do 500 da minha cunhada. Pouca pratica minha neste tipo de cambio, mas gostaria de entender melhor isto. Minha esposa quer um 500 (adora o hill holder), donde o motivo da minha pergunta.

      Abs.

      Excluir
  14. Na foto com o Bravo prata e o branco, vê-se que o balanço dianteiro é muito grande, acho isso feio e provavelmente deve-se raspar em toda valeta que passa.

    ResponderExcluir
  15. Carlos Cwb10/06/12 19:27

    Estão acabando com o prazer de dirigir, no sentido de "dominar" a máquina...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Se a caixa permite operar o motor como se queira, o prazer está garantido.

      Excluir
    2. Num tem muito o que ser dominado em carros pesados com menos de 150 cv. É mais a comodidade mesmo. Acho que vale dominar uma máquina com pelo menos 220 cv... aí sim dá para pensar em se divertir.

      Excluir
    3. O ´prazer de dirigir´ acaba quando se pega mais de 2h de anda-e-para na marginal...

      Excluir
  16. Pra rodar em São Paulo o Sporting não serve. Fica igual o 308 e o i30, tem de tomar cuidade com tudo, valetas, lombadas, ondulações etc.

    ResponderExcluir
  17. O automatismo nos carros é muito bem vindo, visto que os motoristas estão cada vez mais egoístas e não sabendo se comportar na via pública. Torcemos para que a tecnologia necessária para fazer o veículo se deslocar sem a interferência do condutor avance rapidamente.

    ResponderExcluir
  18. Para os donos da Dualogic anterior "não-Plus" fica a pergunta: eles vão poder fazer uma atualização do software do sistema para o novo?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fernando, tenho um Absolute Dualogic 2012 e consultei a Fiat sobre a atualização. Fui informado que não haverá para os modelos antigos. Outro dia estive na concessionária para troca de uma lâmpada e fizeram uma atuaização do cambio, não para o Plus, mas melhorou bastante.

      Excluir
  19. Fernando,
    Um dos jornalistas fez essa pergunta. Não pode. Pelo menos por enquanto.

    ResponderExcluir
  20. Ta custando quase 3 paus, ta saindo o preço de uma automática. Então quando custaria uma dupla embreagem da marca? 7 mil?

    ResponderExcluir
  21. Mais uma excelente matéria do Autoentusiastas !

    Bob, essa diferença na altura de rodagem entre as versões Essence e Sporting, se deu meramente através de adoção de pneus de perfil mais baixo, ou houve uma alguma recalibração da suspensão ?

    Desde o lançamento do Bravo achei que a Fiat tinha exagerado um pouco em relação a altura da suspensão, ficando um vão, algo grande, na distância entre o pneu e a caixa da roda.

    Abs

    Filipe W

    ResponderExcluir
  22. Bob, achei muito triste isso do creeping ser aplicado, pois é divertido tentar manter uma baixa velocidade enquanto manobra na garagem com o Dualogic antigo, e não é nada difícil.

    Quanto a evitar que o carro reduza de marcha, acho isso mais uma involução, sabe se isso é desativado quando está no modo SPORT?

    E quanto as mudanças no câmbio, mudou só software mesmo ou mudou alguma peça?

    ResponderExcluir
  23. Excelente post. Já não olho os automatizados tão de lado como antes. Considero até a possibilidade de ter um daqui algum tempo. Espero que com o aumento da participação nas vendas, já percebido em pesquisas, o preço baixe consideravelmente.

    Por enquanto, minha dúvida é a de muitos, por esse preço não seria melhor um câmbio automático ou um CVT?

    ResponderExcluir
  24. Bob,

    Parabéns pelo vídeo. Já dá para se pensar em botar um negócio desse na garagem de casa... rsrs

    Mas, ainda tenho algumas dúvidas:

    1) Andei em um Linea, com o Dualogic "antigo", e naquela situação de anda-e-pára, tipica dos congestionamentos, o câmbio sempre dava um tranco na hora de parar o carro. Isso foi "consertado" neste Dualogic Plus?

    2) Se eu estiver em um descida, e quiser que o câmbio se mantenha em 3ª ou 4ª marcha, ele se mantém na marcha que eu quiser ou insiste em fazer as reduções, até chegar na 1ª marcha?

    3) Qual é a versão do carro do vídeo? É um Absolute?


    4) Qual é o preço do kit de embreagem deste câmbio Dualogic?

    Um abraço!

    ResponderExcluir
  25. Ainda acho que o benefício maior é para a fábrica: reduz custos, sem ter que colocar uma caixa automática ou de dupla embreagem.

    O comprador realmente gasta um pouco menos no momento da aquisição, tem conforto similar ao de um automático, mas o custo vai empatar na primeira troca de embreagem...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Se bem que hoje em dia as embreagens têm durado uma barbaridade. Meu carro anterior foi vendido com 60 mil km rodados ainda com a primeira embreagem. Precisei fazer um serviço pequeno nele que envolvia abrir o câmbio (era uma engrenagem que girava o cabo do velocímetro) e, pelo que me falou o mecânico, a embreagem estava como nova.
      Meu carro atual, com mais de 90 mil quilômetros, está com a embreagem com que saiu da fábrica. E o Bob Sharp tem o caso daquele Mille 1993 que com 184 mil km estava com a embreagem original de fábrica.

      Excluir
  26. interessante esse Bravo Dua.plus. bom carro,briga boa com cruze hatch,focus e i30. e bem superior ao Golf tupiniquim.

    ResponderExcluir
  27. Bob, o creeping, nesse caso, é como nos câmbios manuais quando tiramos o pé totalmente da embreagem em primeira e o carro se desloca sem precisar pisar no acelerador?

    Em tempo, fazer esta manobra em câmbios manuais (como descrito acima) traz algum problema à embreagem?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Claro que não. A embreagem só não pode patinar. Tipo, ficar com a embreagem a meio curso.

      Excluir
  28. Fiat maior que um Uno ou no máximo um palio, não obrigado.

    ResponderExcluir
  29. Acredito que a melhor escolha ainda é pagar um pouco mais em um cambio automático com 6 marchas e bloqueio em todas elas como o do fiat 500. Andei no carro e o cambio é perfeito. Talvez o robotizado chegue perto da confiabilidade e do funcionamento do automático Mas os automáticos ainda evoluem.
    Giovanni

    ResponderExcluir
  30. 0km é uma beleza.

    ResponderExcluir
  31. Bob,

    Pelo video está claro que o teste foi no modelo Absolute, você testou a nova versão sporting, o que diz destas novas molas, ficou duro somado às rodas de aro 17, é o mesmo acerto do t-jet?

    No modelo t-jet que conta com controle de estabilidade e de tração, além do auxílio nas saídas em aclive ou declive neste com ré engatada, verifiquei existência de um controle também para evitar "destracionamento" em reduções exageradas que podem desestabilizar o carro principalmente na chuva,a fiat fala em ajuste de torque nestes casos e aumento de torque. Como funciona, seria através de aceleração interina com intervenção da borboleta? Neste caso se trata de modelo com câmbio manual.

    Grato

    ResponderExcluir
  32. Qual o cx do bravo? Faz tempo que procuro e nunca achei a informação.

    ResponderExcluir
  33. No meu tempo de exército como motorista fazíamos o "creeping no pé", manobrando os Opala 6 cilindros só na marcha lenta. Tenho este hábito até hoje, é possível fazer isso no plano em qualquer carro, até nos 1.0. Como funciona o deslocamento lateral da alavanca no mecanismo do câmbio, como ao passar de 2ª para 3ª por exemplo? Ou eles são do tipo "sequencial"? Andei numa Meriva Easytronic uma vez como carona, e achei bem suave, mesmo as reduções em subida, o mesmo para um Stilo Dualogic táxi que peguei certa vez. Para o motorista comum acho uma boa alternativa para evitar as manetadas na alavanca, até mesmo aumentando a vida da embreagem ao evitar o mau uso. Moro perto de uma ladeira muito forte em Porto Alegre (a rua Dr. Vale) e já presenciei umas três queimadas de disco com fumaça e tudo, causadas pelo mau hábito de segurar o carro na embreagem. Falar nisso, qual o custo da troca do sistema comparado ao conjunto disco/platô/rolamento?

    Mauro

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Já andei de Fiat Palio Weekend Dualogic e gostei. Digamos que para o motorista mediano, essas cabeçadas não são problema algum, já que grande parte das pessoas não tem muita finesse no uso do câmbio manual. Mas para quem dirige muito bem ou está acostumado com câmbio manual, é incômodo, realmente.

      Excluir
    2. Anônimo 22/6 20:20
      Nessa nova versão Plus a cabeçada desapareceu de vez.

      Excluir
  34. Acho engraçado os comentários dizendo que preferem um tipo de câmbio a outro (automático X automatizado), como se cada modelo oferecesse ambas as opções. Se eu optar pela compra de um Bravo, será pelo conjunto e , neste caso, se eu quiser o conforto de não utilizar o pé esquerdo, terá que ser o automatizado. E quando se fala no conjunto, a decisão é muito mais passional do que técnica. Eu, por exemplo, não caso com os carros da Hyundai, e isto é passional. Outra decisão passional? Gosto muito do teto solar, costumo chamar de teto lunar pois adoro viajar com ele aberto em uma noite de verão. O teto, para mim, tornou-se equipamento de série, já que cumpre uma outra função do automóvel que não a de somente transportar.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Anônimo 20/6 08:55
      Concordo com o que diz, especialmente na questão do teto solar. Em 1970 comprei um Fusca 1967 de mercado americando só porque queria teto solar. Detalhe: na época eu era concessionário Volkswagen.

      Excluir
  35. Deixo meu relato: Tenho um Fiat 500 Cult Dualogic e o funcionamento do câmbio é perfeito. As "cabeçadas" sumiram com a familiaridade de uso do câmbio.
    Se fosse optar novamente hoje, permaneceria no Dualogic, e olha que na linha 500 temos as 03 opções de câmbio, e com uma excelente caixa Aisin de 06 marchas nos topos de linha.
    Fico com o Dualogic pois consigo manter o consumo de combustivel de um cambio manual, sem ter que pisar em pedal de embreagem. Isso é uma benção no anda-e-para de São Paulo.

    ResponderExcluir
  36. Boa noite pessoal!Acabo de voltar de uma viageam a Aguas de Lindoia e Monte Sião em um Bravo Sporting Dualogic que comprei e o carro é muito bom.Acelerou bem e é muito confortável de dirigir.Saí de um Fox Imotion e apesar de achar que o Vw ter alguns pontos positivos, o Bravo ganha.E foi bem mais em conta do que o Focus automático com teto que tb estava pesquisando.

    ResponderExcluir
  37. Pessoal, estava de olho num carro com o câmbio Dualogic, mas a análise feita nesse vídeo do Youtube abaixo me deixou desmotivado, o cara simplesmente detona o Dualogic!

    Outros profissionais, concordam ou discordam da análise abaixo?

    "Problemas, preços altos das peças dos câmbios Dualogic":

    http://www.youtube.com/watch?v=cnN-LO-OE9w&list=UURuBopQ2ei22ZgXlOfd5eDQ&index=2&feature=plcp

    ResponderExcluir
  38. Antonioni
    O carrro mostrado, um táxi, estava com 60.000 km. Vá-se saber como o carro é dirigido. Um embreagem normal dura de 5.000 a 250.000 km, depende apenas de como é usada. Com a embreagem automática do câmbio Dualogic é igual. Teooricamente, a embreagem automática dura mais que a comum, pois não pode ser mal usada nunca, exceto se for tentado manter o carro parado numa subida pelo motor, achando-se que é igual a um câmbio automático tradicional Se for feita essa manobra errada. a embreagem destrói-se em pouco tempo. Pode comorar seu carro com esse câmbio sem o menor receio.

    ResponderExcluir
  39. AMILTON: TEM COMO MUDAR UM DUALLOGIC PARA AUTOMATICO? OBS FIAT...

    ResponderExcluir
  40. Sinceramente, não confio neste câmbio. Estou tendo sérios problemas com o meu Idea Dualogic. Vejam: http://www.facebook.com/ideadejerico

    ResponderExcluir
  41. Quem sente prazer em dirigir, ou dirige esportivamente, nunca vai comprar esse dualogic e muito menos um automático. Nada como um câmbio manual, como nos esportivos mais caros do mundo.

    ResponderExcluir
  42. Anônimo 13/08/12 15:44
    Sugiro rever seu conceito: é perfeitamente possível dirigir com vigor, ou esportivamente, com qualquer câmbio robotizado, Dualogic inclusive, fazendo as trocas de marchas manualmente pela alavanca ou pelas borboletas, quando existentes. Lembre-se todos os Fórmula 1 têm câmbio tipo Dualogic.

    ResponderExcluir

  43. Antonioni, não caia nessa, eu dirigi o novo Dualogic Plus e o câmbio realmente é show, ou seja, está muito suave e preciso, além do comodismo de termos a opção das borboletas no volante que dão mais esportividade e conforto a quem dirige. Eu também estava na dúvida, mas resolvi ficar uns 10 (dez) dias só pesquisando sobre o assunto, além de fazer o test-drive para tirar minhas próprias conclusões. Vou lhe mostrar, através do link abaixo, o mesmo cara que fez criticas inicialmente e em outro vídeo falando justamente o inverso sobre o Dualogic, tanto na manutenção, quanto hoje ser uma excelente opção para termos um carro mais confortável, principalmente nos centros urbanos. Eu, há dias atrás, já tinha feito pesquisa de um Punto Sporting 1.8 16v sem o Dualogic, hoje mudei totalmente de opinião e vou adquirir o Punto Sporting Dualogic Plus 1.8 16v. Vou acrescentar o link de um famoso blog que fez o teste de forma imparcial com o novo câmbio, só para reforçar o que relatei aqui. Salientando que os carros de F1 também utilizam essa tecnologia:

    http://www.youtube.com/watch?v=5T8G1qNoNGA&feature=relmfu
    http://www.youtube.com/watch?v=T1J8hNm0gCs

    ResponderExcluir
  44. COM ESEE CAMBIO DUALOGPLUS NAO CORRE O RISCO DO CARRO MORRER?

    ResponderExcluir
  45. Anônimo 30/9/12 20:30
    Impossível.

    ResponderExcluir
  46. Há diversas publicações especializadas informando que o Linea e o Idea Adventure 2013 vêm com o câmbio DUALOGIC PLUS. Isso é correto? Ou o Câmbio automatizado do Idea Adventure 2013 ainda é o DUALOGIC simples ? Muito grato pela informação. Roberto Carlos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fiat Idea , chassis ,fabricação em novembro , é dualogic plus , segundo informação da fábrica

      Excluir
  47. Considero o maior problema dos câmbio automatizados, a impossibilidade de engrenar o carro, quando estacionarmos numa ladeira. Isso poderá ser corrigido no futuro?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Anônimo 15/10/12 15:30
      Infelizmente só vi seu comentário nesse instante, peço-lhe desculpas. Se você desligar o motor estando o câmbio em D/M ou R, o carro fica engrenado como se fosse um câmbio manual comum.

      Excluir
  48. Eu tenho um palio essence 1.6 16v duologic 12/13, o CAMBIO é uma jóia, no primeiro dia estranhei, agora não quero outro cambio. No começo a gente estranha para estacionar, porém com o passar do tempo a gente se acostuma com a dosagem no acelerador.

    ResponderExcluir
  49. Daniel Gutemberg01/11/12 15:18

    Poxa não conhecia o blog, fiquei impressionado como voce avalia o produto sem procurar pelos defeitos. E todos os elogios e críticas são feitas com base em dados técnicos. Gostei bastante, vcs ganharam um leitor assíduo aqui rsrsrs. Parabéns e continuem o bom trabalho

    ResponderExcluir
  50. Acabei de viajar quse 2.000 km entre Vitoria ES ate Luziania GO, em um Palio Essence 12/13 Dualogic. Na Estrada o carro é um tesão e na cidade é bem cômodo. Mas vale ressaltar que na hora de manobras mais precisas, faz falta a função creeping. Relato isso pois tenho outro carro que é realmente "automático", e a diferença é muito grande nesse momento. Em Belo Horizonte, nas subidas você tem que redobrar a atenção para o carro não voltar, tem que puxar o freio-de-mão para o carro nao voltar. Mas tirando isso, foi só alegria.

    ResponderExcluir
  51. Alex BS
    Você não precisa usar o freio de mão para evitar que o carro recue. Use o freio normal com o pé esquerdo, é bem fácil e mais seguro. Mas, de fato, a falta do creeping dificulta as manobras, embora você possa treinar manter pequena aceleração constante e conrolar a velocidade com o freio (pé esquerdo).

    ResponderExcluir
  52. Olha, não sei quanto a vocês, tenho um Linea Dualogc 2011 de motor 1.8, excelente carro, não tenho do que me queixar. Li os comentários, assisti ao video, aí sai para fazer os testes, normal baixou de quinta para primeira passando todas as marchas, fiz o teste de sair da ré e ir para primeira, respondeu rápido. Olha, o carro é exelente em todos os sentidos, fiz teste de arrancada de velocidade, ultrapassagem rápida, respondeu tudo bem, talvez dei sorte..A única coisa ruim dele é que a desvalorizaçao é alta, aí tem que pensar ao comprar, mas quanto ao carro estou supercontente além de ser um carro lindo.

    ResponderExcluir
  53. Acho fantástico carros com câmbio automático! Uma pessoa que diz que carros manuais são mais emocionantes é porque não tem grana pra adquirir uma maravilha dessas! Embreagem é um castigo, rs! Acho que todas as pessoas do mundo mereciam um carro automático!

    ResponderExcluir
  54. Estou prestes a adquirir um carro, tenho pesquisado bastante sobre automatizados, inclusive o dualogic. OLi muitas críticas de donos que relatam que o carro, em velocidade, estagna o cambio em N (neutro) e não passa mais nenhuma outra marcha, pessoas relatam que acontece muita "avaria de cambio", e são problemas em carros que são novinhos ou com pouca quilometragem rodada...Será que realmente vale a pena a aquisição de um dualogic? esse cambio é tão problemático assim? Adoraria saber a opnião de quem já tem uma boa experiencia com esse tipo de cambio!

    ResponderExcluir
  55. olá. estou querendo adquiir um linea e tenho a opção de ser m automatizadou ou manual, 2009 e 2010 respectivamente. estou indeciso pela quantidade de recalmações do dualogic, gostaria de uma ajuda. desde ja agradeço.

    ResponderExcluir
  56. Se você deseja um câmbio que dispensa pedal de embreagem, sua escolha é o Dualogic. Se for utilizado corretamente, ou seja, não se tentar manter o carro imobilizado numa subida acelerando para que não recue, não há com que se preocupar.

    ResponderExcluir
  57. Tem algum custo para atualizar dualogic para o plus ou até mesmo atualiza-lo para uma ultima versão atual, como foi ressaltado aqui no blog? Tenho um stilo sporting dualogic, e gostaria de atualizar o cambio, sera que isso seria possivel?

    ResponderExcluir
  58. Brutall
    Já consultamos a Fiat a respeito, por perguntas de outros leitores, que diz não ser possível a atualização.

    ResponderExcluir
  59. Como usar o cambio dualogic numa subida acentuada com o transito lento sem que danifique
    o sistema ?

    ResponderExcluir
  60. Da mesma forma que um câmbio manual, só que facilitado no Dualogic por não haver pedal de embreagem com que se preocupar. Anda um pouco, freie, mantenha freado com o pé esquerdo, quando o tráfego andar solte o freio e acelere ao mesmo tempo, e assim sucessivamente.

    ResponderExcluir
  61. Ola, tenho um fiat bravo 2012 dualogic, aconteceu uma vez em uma subida na reducao de 1 para segnda marcha, o carro morreu, eh normal acontecer isso no dualogic?

    ResponderExcluir
  62. Estou com muita dúvida em escolher o câmbio manual ou o dualogic devido à um certo incômodo na troca das primeiras marchas...
    Comparando o desempenho de trocas de marcha em um câmbio manual e no dualogic de forma manual (borboletas) um leva vantagem sobre o outro?

    ResponderExcluir
  63. Tive a oportunidade de fazer um test-drive em um palio 1.6 essence, com cambio dualogic plus (2°geração do dual).
    Tinha lido várias reclamações na internet sobre o cambio mas sinceramente, andando, vi que não é tudo isso que as pessoas estavam falando mau.
    O cambio cumpre com que promete, e quanto a trancos, nada terrivel como as pessoas diziam.
    Achei o cambio gostoso de se guiar, acho que as pessoas tem que entender que o cambio é automatizado, não automatico, coisa que até alguns automaticos dão trancos até maiores do que os sentidos no Dual Plus

    ResponderExcluir
  64. Tenho um Idea Adventure 2011/2012, com câmbio dualogic comum, já há tres anos. Meu maior incômodo em dirigir o carro é justamente os trancos nas descidas, quando ele engrena automaticamente a 1ªmarcha e também nas paradas bruscas. As trocas de marcha são efetivadas com cabeçadas, o quer faz perder torque. O Dualogic Plus corrigiu tudo isto?

    ResponderExcluir

Olá AUTOentusiasta, seu comentário é sempre bem-vindo! De preferência, identifique-se ao comentar.
Atenção: comentários contendo ofensas pessoais, a marcas, a fabricantes isoladamente e/ou em conjunto, a nacionalidade de veículos, bem como questionando práticas comerciais lícitas e margens de lucro aceitáveis nas quais este blog não interfere, bem como o uso de palavras de baixo calão e a exposição de outros leitores ao ridículo, não serão publicados. O AUTOentusiastas se reserva o direito de editar os comentários sem declinar motivo.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...