Google+

22 de julho de 2013

JAC J3 EVOLUIU

Fotos: autor


Nesta semana tive uma prova contundente do quanto é importante o design do painel de um carro. O painel do JAC J3 mudou da água para o vinho. O antigo me parecia muito feio, com desenho barato e brega, além de iluminado por escandalosas luzes arroxeadas, demasiadamente fortes, cuja intensidade não podia ser diminuída, “já-que” não havia regulagem desta. Esse aspecto desagradável se tornava um incômodo; pois, afinal, o painel é o setor do carro que o motorista mais vê; fica bem na nossa cara, o que acaba nos dando a falsa impressão de que todo o carro é assim, barato e brega como o painel.

Painel e volante reestilizados
Felizmente, em nossas avaliações dos antigos JAC J3, conseguimos deixar essa falsa impressão de lado e julgá-lo com objetividade, como todos os carros merecem.

Para o modelo 2014 “deram uma copiada” no painel do VW Fox atual. A meu ver foi uma boa escolha, pois reputo que esse é um dos melhores painéis dos carros nacionais. Seu design é de bom gosto e sua leitura é clara. As luzes são brancas e há regulagem de sua intensidade. Se é p'ra copiar, ao menos copiaram o certo.

Mostradores do Fox? Não, do J3
O volante, que também é outra coisa muito importante, e cujo anterior não era o ideal, também mudou. Além de ter reduzido o seu diâmetro de 380 mm para 360 mm, mudou o design e agora tem três raios, quando antes tinha quatro. Sua empunhadura passou a ser revestida de couro. Ficou bom, ficou adequado ao gosto do brasileiro, ficou “mais europeu”.

O motor é um dos melhores dentre os de cilindrada similar (desloca 1.332 cm³). Rende 108 cv a 6.000 rpm e 14,1 m·kgf a 4.500 rpm. Sua potência específica é das mais altas: 81 cv/litro. Tem 4 válvulas por cilindro e o comando de válvulas de admissão tem fase variável, o que lhe dá boa potência desde baixas rotações. Sua valentia chega a nos causar estranheza, pois não se espera tanto de tão pouco. Sua pegada mais forte começa ao redor das 3.700 rpm, que é quando ele começa mesmo a estilingar, isso depois de já vir bem. Um belo de um motorzinho, de funcionamento muito suave, liso, bem balanceado, e corajoso na hora de acelerarmos forte para uma ultrapassagem, por exemplo.

Pois não é que há pouco dias uma publicação de grande acesso teceu pesada crítica ao motor? Falou numa hesitação do motor ao passar de primeira para segunda ou de segunda para terceira e até em impressão de que o motor ia morrer. Simplesmente inacreditável, o motor é justamente um dos destaques deste chinês.

108 cv que levam o J3 a 186 km/h
Segundo a JAC, o J3 pesa 1.060 kg, sua velocidade máxima é de 186 km/h e acelera do 0 a 100 km/h em 11,7 segundos.  Bons números, ainda mais para um motor de 1,33 litro. Tem ABS e EBD.

O que faltou nas novas adapatções ao gosto e uso brasileiros foi uma nova relação de transmissão. Todas as marchas são curtas, principalmente as marchas altas. Em 5ª marcha e a 120 km/h o motor está a 3.900 rpm, o que é realmente muito, principalmente em vista da potência do motor. É sabido que na China, onde a disseminação do uso automóvel é uma realidade recente, o costume é viajar bem devagarinho, mas bem devagarinho mesmo, então, em vista disso entendemos que para eles essa relação está correta, porém aqui o costume é outro, viajamos um pouco mais rápido. Um motorista mediano não vai se incomodar com isso, mas já um autoentusiasta, sim.

A suspensão é macia, agradável para o uso urbano e nos isola bem de nossas maltratadas ruas, porém para ser um bom estradeiro mesmo seria melhor que fosse um pouco mais firme. Nada comprometedor, desde que não se queira perseguir um New Fiesta ou um Peugeot 208 – ambos expoentes da categoria, a meu ver – numa estrada sinuosa.

Design europeu
O porta-malas é grande, 350 litros, com a possibilidade de se rebater o banco traseiro, como todo hatch, e há bom espaço no banco traseiro. O J3 dá conforto e espaço para uma viagem a quatro. Bom ar-condicionado, eficiente e silencioso, e o motor nem se dá conta se ele está ligado ou desligado.

350 litros, bom espaço
O J3 não tem computador de bordo onde se possa levantar seu consumo de combustível, porém se nota seu baixo consumo. O motor não é flex, só gasolina. Tanque de 48 litros.

O preço de tabela é R$ 35.990,00 e a garantia é de 6 anos. Com essas bem-vindas mudanças o J3 mostra-se uma opção a ser levada em conta. Mostrou que veio mesmo para ficar.

AK


FICHA TÉCNICA JAC J3 E J3 TURIN
MODELO
J3
J3 Turin
MOTOR
N° de cilindros/disposição/instalação
4 / em linha / transversal
N° de comandos de válvulas e posição
Dois, no cabeçote, correia dentada, variador de fase na admissão
N° de valvulas por cilindro
4
Diâmetro dos cilindros
75 mm
Curso dos pistões
75,4 mm
Cilindrada
1.332 cm³
Taxa de compressão
10,5:1
Potência máxima
108 cv  a 6.000 rpm
Torque máximo
14,1 m·kgf a 4.500 rpm
Formação de mistura
Injeção eletrônica multiponto no duto
TRANSMISSÃO
Câmbio manual de 5 marchas; tração dianteira
Tipo
Transeixo com câmbio manual de 5 marchas à frente e 1 à ré
Relações das marchas
1ª 3,615:1; 2ª 2,053:1; 3ª 1,393:1; 4ª 1,031:1; 5ª 0,837:1
Relação de diferencial
4,294:1
SUSPENSÃO
Dianteira
Independente, braço transversal, mola helicoidal, amortecedor pressurizado e barra estabilizadora
Traseira
Independente, McPherson, dois braços transversais, um braço longitudinal, mola helicoidal e amortecedor pressurizado
FREIOS
Dianteiros
A disco ventilado
Traseiros
A tambor
Controle
ABS e EBD
DIREÇÃO
Tipo
Pinhão e cremalheira, assistência hidráulica variável com a rotação do motor
RODAS E PNEUS
Rodas
Alumínio, 5,5Jx15
Pneus
185/60R15H
DIMENSÕES
Comprimento
3.965 m
4.155 mm
Largura
1.650 mm
Altura
1.465 mm
Distância entre eixos
2.400 mm
Peso em ordem de marcha
1.060 kg
1.100 kg
Capacidade do porta-malas
350 L
490 L
Tanque de combustível
48 L
DESEMPENHO
Aceleração 0-100 km/h
11,7 s
11,9 s
Velocidade máxima
186 km/h
CÁLCULOS DE CÂMBIO
v/1000 em 5ª
30,7 km/h
Rotação a 120 km/h em 5ª
3.900 rpm
Rotação à velocidade máxima, 5ª
6.060 rpm
GARANTIA E MANUTENÇÃO
Garantia total, sem limite de km
6 anos
Primeira revisão/demais
2.500 km/10.000/1 ano
Troca de óleo
10.000/1 ano




EQUIPAMENTOS JAC J3 E J3 TURIN

Acendedor de cigarros
Ajuste elétrico da altura do facho dos faróis
Ajuste elétrico dos retrovisores externos
Alarme antifurto
Alças de teto (4)
Apoios de cabeça dianteiros com ajuste de altura
Banco traseiro dividido 60/40
Bancos com revestimento de veludo
Chave-canivete com destravamento das portas
Cintos dianteiros com pré-tensionador
Cintos traseiros laterais de 3 pontos
Desembaçador traseiro
Faróis de neblina
Iluminação do porta-malas
Limpador traseiro com temporizador (J3 somente)
Luz traseira de neblina
Luzes de leitura
Luzes de segurança nas portas
Pára-sol com espelho lado passageiro
Porta-revistas no verso dos encostos dos bancos dianteiros
Portas com barras antiinvasivas
Protetor de cárter
Retrovisor interno anti-ofuscante
Terceira luz de freio
Travamento automático das portas ao atingir 15 km/h
Travamento central de portas
Vidros elétricos dianteiros e traseiros

  

117 comentários:

  1. Realmente os chineses aprendem rápido!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É , mas agora o preco ja nao e tao mais baixo que a concorrencia!
      Ha no mercado relacoes custo beneficio melhores em carros nacionais.
      O proprio Etios 1.3 e um deles.

      Excluir
    2. Creio que o Etios seja um péssimo exemplo para se dar, tendo em vista o destaque que um bom painel teve nesta matéria.

      Um exemplo melhor seria o March, que na versão 1.6 s tem preço medio de R$ 35.952,00

      Excluir
  2. AK, a dita publicação é, como sabemos, patrocinada pelas grandes, que tão vendo que não basta ter nome mas sim oferecer algo além e ainda lutam bravamente para tentar convencer o consumidor de que um logo na grade frontal pode aumentar o preço de um carro popular.

    Já vimos grandes despencarem com essa crença, terem que re-estilizar seus carros ditos populares em menos de um ano de vida e baixar o preço, mas o lobby persiste só que hoje a internet é grande e sites de respeito como o Auto Entusiastas faz a cabeça mais até do que as já ultrapassadas publicações.

    Obrigado pela avaliação. É um carro que não tem o meu perfil mas é definitivamente notável e merece respeito.

    ResponderExcluir
  3. O volante também é uma cópia descarada, basta ver fotos dos volantes Chevrolet: Cruze, Cobalt e etc.

    Quando dirigi um J3 "antigo", gostei, o carro tinha boa aceleração, era bom de curva e os freios eram ótimos. Me chamou atenção a qualidade da forração dos bancos.

    A questão da abertura do capô, foi resolvida? Lembro-me que era fácil abrir a tampa do cofre do motor, por fora do veículo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Raphael, não percebi nada de errado com relação à abertura do capô. Tudo normal.

      Excluir
    2. Corsário Viajante22/07/13 16:17

      Hahaha foi o Marlos do Autossegredos que "descobriu" esta falha de projeto. Parece que agora corrigiram.

      Excluir
    3. A JAC deveria fazer um recall e colocar essa grade nova nos JACS com grade antiga,creio que isso ira acontecer.

      Excluir
  4. Justamente Arnaldo, li essa avaliação da qual você comentou, em que observaram que o modelo hesitava em trocas de marchas, e na mesma hora lembrei de um vídeo que você fez com o modelo anterior em uma forte subida. Fiquei sem entender essa colocação do jornalista que o testou, mas acho que isso instigou um certo interesse meu em testar novamente esse motor com o objetivo apenas de reparar isso. E uma dúvida, lembro que conheci o J3 na época de seu lançamento no Brasil, e seu conta giros tinha um certo atraso em relação ao que se escutava debaixo do capô e a abertura do pedal, a JAC resolveu este pormenor no painel do novo modelo?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Davi, não percebi nada de errado com relação ao conta-giros. Tudo certo.
      Experimente de novo o carro e repare o quanto muda ter um painel agradável à nossa frente, e veja que belo motorzinho.

      Excluir
    2. Assim pretendo fazer Arnaldo! Concordo que um painel agradável a frente faz uma baita duma diferença, ainda mais hoje em dia, quando passamos cada vez mais tempo dentro de nossos carros.

      Excluir
  5. "Pois não é que há pouco dias uma publicação de grande acesso teceu pesada crítica ao motor? Falou numa hesitação do motor ao passar de primeira para segunda ou de segunda para terceira e até em impressão de que o motor ia morrer. Simplesmente inacreditável, o motor é justamente um dos destaques deste chinês."

    Ué, Arnaldo! Você não sabia que se passarmos de 3.500 rpm corremos o risco de explodir o motor do carro?? Eles só estavam seguindo essa regra, para evitar danos ao motor... kkkkkkkkkkkkkk

    Também gostei muito da alteração do painel. Só falta a Toyota fazer o mesmo com o Etios...

    Um abraço!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu não sei se é isso, mas por ser um motor de boa taxa de compressão pode ser que o giro caia rápido (o que qualquer autoentuasta deseja!), e esses bananas que escreveram uma besteira dessas talvez estejam acostumados com os carros "buoooowwwwwwwwwwww"... Como assim? A porcaria da injeção eletronica fica amarrando a desaceleração... ao tirar o pé do acelerador, não desacelera de imediato... fica "buoooooooooooooooowwwwwwwwwwwwww"...
      Eu simplesmente odeio!!!!!! Me sinto um motorista de onibus tendo que esperar uns 3 segundos pra passar a marcha... Ao dirigir esses carros novos me dá uma decepção, ansia, absurda por causa disso, já que o meu desacelera como se tivesse duas IDFs embaixo do capô, desacelera como uma moto esportiva...
      Talvez quem escreveu esta acostumado ao "robozinho" fazer o controle com o pé direito que ele deveria ter obrigação de saber.
      ...
      E pra quem tb odeia o "buoooooooooooooooowwwwwwwwwwwwww", ainda não testei muito (em outros carros) mas descobri um workaround meio besta, mas que tornou a troca de marchas mais rápidas e suaves.
      Ex: 2° até 4000 rpm, tirando o pé para embrear e passar a marcha vc vai ter que esperar o buoooooowww pra acoplar a embreagem?
      ..
      Não... embreagem... tira o pé do acelerador... toque leve no acelerador até uns 1500 e solta... (quase a "duas debreadas" mas é diferente, não precisa acelerar muito é só encostar o pé no acelerador) verá que a injeção vai ignorar a "desaceleração automatica" de antes, e vai cair de imediato pra rotação q vc subiu...
      Obviamente, como vê pra ludbriar a eletronica vc tem que trabalhar duas vezes, e apesar de parecer de inicio uma manobra facil, não, ela não é... requer um controle bom do seu pé direito pra trabalhar com duas acelerações diferentes em cada troca de marcha.

      Excluir
    2. Anônimo22/07/13 15:05 Também não gosto da demora na desaceleração ,primeira diferença que percebi e me incomodei na troca do carro carburado por um com injeção eletronica.

      Excluir
    3. Speedster22/07/13 16:02 e Anônimo22/07/13 15:05

      Alguns veiculos, pelo que percebo, demora em desacelerar em decorrência dos volantes de massa pesados pra caramba.

      Foi uma das coisas que eu estranhei pra caramba quando troquei a Saveiro quadrada pela Supersurf flexivel.

      Excluir
  6. Realmente esse painel ficou muito melhor que o anterior.
    Concordo que copiaram do carro certo.. (todos nessa linha sao otimos : Fox, Gol, Polo ou Golf)
    A VW continua sendo referencia! Mesmo que isso incomode a muitos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não é atoa que mesmo após vários anos o Golf continua sendo o melhor hatch médio brasileiro. (só na versão sportline 2.0)

      Excluir
    2. Mas eu acho que o Golf esta um pouquinho passado.
      Mas na verdade eu nao sei , na verdade eu só acho.

      Excluir
    3. É o melhor depois do Focus, i30, 308, C4, Cruze, Impreza e o Bravo

      Excluir
    4. Caramba , mas assim voce acabou com o Golf!
      Pode ser um projeto antigo , mas ainda e um otimo carro!
      Ja tive Golf (um simples 1.6 / 2002) e adorei.. infelizmente nunca dirigi os carros que vc citou acima , assim nao posso comparar.
      Outro dia o Bob testou um Golf e ficou impressionado com suas qualidades .
      Eu pergunto voce ja guiou esses carros acima para poder comparar com o Golf ou apenas esta dando sua opiniao de forma generica???

      Excluir
    5. Anônimo22/07/13 16:33;

      Nunca dirigi C4, nem Cruze, nem Imprenza nem Bravo.

      Mas o Golf 2.0 não fica em nada a dever para o Focus, i i30 e o Peugeot 308. Não deve em nada mesmo. Projeto de 1998/1999? Pode ser, mas um bom projeto dura bastante tempo e se mantém atual por longos periodos, não precisa ser refeito, especialmente no caso do Golf, carro cuja concorrência só atingiu o patamar de dirigibilidade e estrutura bem recentemente.

      Excluir
    6. Por falar em Golfão, outro carro "velho" bastante subestimado é o Astra, contemporâneo do Golf. Em que pese o acabamento interno inferior, em termos de chassi e comportamento dinâmico supera muitos carros mais novos e mais caros. E tinha/tem a vantagem do custo de propriedade muito menor.

      Excluir
    7. Daniel se não dirigiu porque fala isso? Reparo que a maioria dos que ficam defendendo muito uma marca ou carro falam sem nem conhecer os outros carros que competem, o que é de se esperar.

      O Focus que você disse é de 98 também e já tinha a durabilidade e estrutura do Golf e tem desempenho melhor sempre. O i30 em conforto e dirigibilidade já passa longe do Golf e em desempenho também. Cruze o MAO sabe dizer, mas se é melhor ainda que o Focus não sobra pro Golf. Impreza nem entro na discussão pra não perder a amizade.

      Desses todos só o C4 e o Bravo ainda não bateram o Golf em dirigibilidade. Dirijam os carros antes de falar ou ao menos leiam com mais atenção o que se fala no AE, se não algumas pérolas aqui ficam parecendo coisa de NA.

      Excluir
    8. Corsário Viajante23/07/13 08:35

      O Golf para mim tem dois problemas. UM é que na reestilização ficou um monstro. A geraçãõ 4 é linda, mas esta 4,5 é muito mal desenhada.
      Outra coisa que me incomoda é que, independente dos concorrentes, a VW podia oferecer coisa muito melhor por aqui, e não oferece.

      Excluir
    9. Anônimo23/07/13 05:19

      Se você ler direitinho o que eu escrevi, eu JA dirigi o i30, Focus e 308. E insisto. O Golf não fica nada a dever.

      E eu acho que você deveria se dirigir de maneira mais respeitosa com seu ponto de vista porque em nenhum momento eu te dirigi a palavra de maneira deselegante.

      Excluir
    10. Golf melhor da categoria? Não, além de muito feio após a restilização, comparando com os atuais o espaço interno é menor e seu desempenho é pior devido aos motores menos potentes. Sem contar que como todo Vw é dos mais caros de sua categoria. Mas continua um bom carro, gostoso de guiar, não tem dúvida disso.

      Excluir
    11. Daniel é que na leitura parecia que nem dirigir os outros você tinha dirigido, como os outros anônimos que sem ter nem conhecido Focus, i30, etc já declararam o Golf como ainda sendo o melhor de toda a categoria depois de tantos anos e o tanto que ele involuiu. Difícil fazer um comentário elegante quando falam coisas assim sem saber o que falam e ainda afirmam uma coisa que se sabe que está errada há muito.

      O Golf é um bom carro, mas melhor da categoria e não dever nada pra um Focus, i30 ou Cruze (os melhores de verdade hoje) chega a machucar. Como já escreveram, o carro andou pra trás, ficou feio, tem vários modismos (ex. lanternas, rodas e pneus enormes), foi levantado (sabemos o efeito disso na dirigibilidade) e ficou parado no tempo. Os motores já deviam desempenho para a concorrência no seu lançamento em 98, hoje imagine como está.

      Hoje o Golf deve em dirigibilidade para o próprio Polo! Isso sem falar em espaço e preço, como já escreveram também.

      Por isso que continuo achando que essas afirmações absurdas são coisa de quem ou não se informa ou de quem prefere fechar os olhos para a realidade.

      Excluir
    12. Anônimo23/07/13 19:01

      "não dever nada pra um Focus, i30 ou Cruze (os melhores de verdade hoje) chega a machucar."

      Machucar porque? Porque eu discordei do "senso comum" apregoado pelas "revistas especializadas"? Já falei, não comento nada do Cruze porque não o conheço mas do Focus, 308 e i30 tenho credencial para falar e comentar.

      De todos, o que eu tenho maior contato é com o i30 (que meu pai tem um e sempre estou dirigindo o carro quando vou a casa deles em São Paulo): O i30 é umc carro excelente mas o Golf, insisto, não está nem um pouco longe do i30, que por sinal a grande coisa é a suspensão traseira independente.

      Motorização? Bem o 2.0 não é brilhante mas longe de ser ruim. O i30 neste quesito parece amarradão, mesmo tendo (declarados) 145cv.

      Rodas e pneus enormes? O i30 também tem e a despeito da suspensão independente nas 4 rodas, é um carroo ebm duro em virtude dos pneus de perfil baixo com rodas 17.

      O Foscus é um carro excelente, mas não é longe do Golf em termos de dirigibilidade e desempenho. O Acabamento tem um design mais moderno e um aspecto de melhor qualidade, concordo, mas nem por isso chega a ser um diferencial.

      Quanto ao 308, é carro francês, bem de modismo e robustez questionável. falo na qualidade de quem tem um Peugeot na garagem. Te garanto que minha mulher tivesse comprado um Gol, Palio ou Fiesta ao invés do 207, o carro estaria 100% e não batendo suspensão, com pouco mais de 50 mil km num carro que só viu Castello Branco e cidade do interior.

      Portanto, menos senso de "revistas especializadas" como sempre escrevem por aqui e mais opinioes próprias.

      Excluir
    13. Machuca exatamente porque mais que senso comum é ponto pacífico já e também falo com conhecimento prático.

      O i30, como você mesmo admite, tem uma suspensão traseira com grande vantagem pro Golf, além de não ter sido um carro levantado. A diferença em dirigibilidade é bem grande, se for achar que essa diferença não é estar longe então todos os carros da categoria (C4 e 308 no bolo) são iguais e pagar mais no Golf seria desperdício.

      O i30 mesmo amarrado ainda tem bem mais desempenho que o Golf 2.0, machucou menos agora que você não disse que são iguais. Dica do dia, experimente um i30 manual e terá um dos carros que mais anda entre os carros mais normais.

      O Focus não sei se você fala do 1 ou do 2, mas o 1 já tinha uma boa vantagem pro Golf em dirigibilidade apesar de não ficar longe. O 2 já tem tanta diferença que só com muito amor de marca pra não ver.

      308 e C4 são os únicos que ainda devem alguma coisa pro Golf em dirigibilidade, até porque são os mais velhos (quase são do mesmo tempo do Golf e Focus 1). Quanto a robustez, alguns franceses são tão bons ou melhores que um VW, depende do modelo (ex. Logan e Clio). O modismo também é discutível, alguns modelos deles estreiam tendências que na hora falam ser modismo mas depois copiam.

      Particularmente acho o 308 com nada de modismos, tirando as rodas gigantes que hoje até o Golf usa. E em comparação ao Golf levantado que estão vendendo hoje, pode ser que tenha dirigibilidade tão boa quanto.

      Excluir
  7. marcelo (jmvieira)22/07/13 13:13

    gostei da vinda dos chineses ao brasil. eu gostaria que eles tivessem (em especial o j3) se saido melhor nos crash tests (latin ncap) espero que a JAC reveja aquilo.

    ResponderExcluir
  8. As muiés baixinhas sao pequenas e nervosas!
    Esse motorzinho do Jac 3 parece que vai pelo mesmo caminho!
    Jorjao

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Os melhores perfumes estao nos menores frascos.
      Mas os piores venenos tambem estao! Ha ha ha ha....

      Excluir
  9. Beleza de cockpit, mas poderia copiar o escalonamento de marchas da VW ,3900 rpm em quinta está longe de ser agradável.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Speedster22/07/13 13:42 Acrescentando, "3900 rpm " a 120 quilômetros por hora.

      Excluir
    2. Depende do diagrama do motor... Minha moto é suave a 120 e 4.500 rpm.

      Excluir
  10. Gostei das fotos,estão bem nítidas ,não sabia que a JAC fazia baterias também rsrsrs... abraço.

    ResponderExcluir
  11. Nesta época de grandes congestionamentos e baixas velocidades permitidas, nossa principal interação com um veículo se dá principalmente através da boa impressão que bancos, painel, comandos e instrumentos nos transmitem, e estes são os locais onde a caneta de redução de custos das montadoras mais costumava trabalhar...
    Ainda bem que esta política está mudando, mesmo para os carros de entrada.
    A JAC percebeu, a Toyota, com o Etios, não.
    Apesar de suas ótimas qualidades, as vendas deste último sofrem principalmente devido ao seu interior pouco agradável.

    ResponderExcluir
  12. A frente também mudou imitando o Gol ou não? Me pareceu cópia também...

    ResponderExcluir
  13. Nada contra copiar dos outros o que cada um tem de bom.
    Diria que isso é até sensatez.

    ResponderExcluir
  14. Pensei que este motor já seria aquele 1.5 Flex; existe essa opção de motorização para o novo jac?
    Esse carro surpreendeu, a Jac conseguiu fazer mudanças bem interessantes. E se tem uma coisa que gosto é do cuidado em usar macpherson na traseira, para "nossa lua" é de bom tamanho.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Yago, existe o J3 com esse motor 1.5-l e flex, sim, é o Jet Flex. Nós já o testamos. http://autoentusiastas.blogspot.com.br/2013/04/jac-j3-s-15-jet-flex-bom-mas-poderia.html

      Excluir
  15. Parece que o carro evoluiu em alguns seguimentos. Tendo um motor bom, o resto fica mais fácil. Demonstra também o interesse da fábrica pelo público. Um amigo meu possui um J3 antigo e achei muito bom. Comprou exatamente quando estava começando a baixa nos preços, em busca de uma boa relação custo/benefício e que obrigou as fábricas a tomarem novos rumos. Atualmente seu preço já não é escancaradamente convidativo, pois um March 1.6 SV 2014 com mais apetrechos custa pouco mais e é um baita carro.............

    ResponderExcluir
  16. Você testou o Etios, Arnaldo? Digamos que a Toyota seja bem sucedida na mudança (e vai mudar, já se sabe) daquele painel infeliz. E aí, com qual você ficaria, levando somente os atributos de cada carro em conta (já que a Toyota leva clara vantagem em outros aspectos, como número de concessionárias, confiabilidade de sua mecânica, valor de revenda, etc...)?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nao sabia que estavam planejando mudar de painel .. Para quando vem essa mudanca??
      Eu ficaria com um Etios 1.3 , logicamente equipado com ar condicionado.
      Mas somente na versao hatch. Nao gosto do 3 volumes.

      Excluir
    2. Mr. Car, sou obrigado a escolher entre um e outro ou posso ter mais opções?

      Excluir
    3. Então, faça o seguinte, Arnaldo: escolha entre um e outro, e cite também a outra opção que você tem em mente. Limitei aos dois por serem 1.3.
      Abraço.

      Excluir
    4. Eu nao sei da onde o Mr. Car tirou essa informacao de mudanca de painel.
      Nunca escutei nada a respeito...O carro mal foi lancado e ja falam em mudanca?
      Muito estranho isso!

      Excluir
    5. Corsário Viajante22/07/13 21:31

      A mudança é certa e iminente. Saiu aqui mesmo na coluna do MAhar um tempo atrás uma nota sobre isso, e depois diversas confirmações, só pesquisar um pouquinho.

      Excluir
  17. Eu acho que chegou a hora da Toyota calçar as sanálias da humildade e mudar tambem o painel do Etios.
    Pode copiar de quem e referencia (VW) . Nao precisa se envergonhar , nao vai fazer feio nao.

    ResponderExcluir
  18. não me agrada. ainda é alto demais; poucas peças de reposição. Dos chineses que andei achei todos mal construidos.

    ResponderExcluir
  19. Arnaldo, muito lúcida a avaliação, suas impressões sobre o carro.

    Com essa taxa de compressão, vc incentiva o uso da Podium?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nícolas, não precisa da Podium, não.

      Excluir
  20. Muito bom! Mas há previsão do J2 receber alguma alteração? Eu cheguei a fazer um test-drive nele após a avaliação do Carlos Mauricio Farjoun e do "no uso" do Arnaldo Keller, gostei muito. Mas ele não foi aprovado por mim devido ao interior. Se melhorassem o interior dele, ele ficaria perfeito. Nem preciso repetir todas as qualidades que escreverem aqui no blog...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Odiei andar no J2. Me decepcionei. O pedal realmente fica longe do freio (sei lá porquê), e o carro que peguei de test drive estava totalmente desalinhado, a ponto de poder escolher qual roda você alinha para andar reto. Ponto negativo da concessionária... A alavanca de câmbio passa a impressão de fragilidade (sei que é só impressão, mas mesmo sendo, não gostaria de ter um carro que tenho medo de quebrá-lo). Não gostei do motor fraco em baixa e o câmbio longo, me pareceu um pouco preguiçoso na cidade... Enfim, por 35 mil pedidos tem opções melhores.

      Excluir
    2. Corsário Viajante23/07/13 08:37

      Se o J2 custasse um pouco mais que o QQ, em torno de uns R$25.000, até daria para pensar. Mas por 35mil? Não faz sentido nem dentro da própria JAC.

      Excluir
    3. Realmente, poderia custar menos, como sempre é possível...

      Mas não podemos esquecer que o motor do J2 é o mesmo do J3.

      Li em algum lugar que assim como foi feita uma versão esportiva do J3, a JAC estaria pensando em lançar o J2 com o motor do J5. Seria diversão pura.

      Sobre o câmbio... é um ponto de destaque do J2, eu gostei muito!

      E para mim, a característica decisiva para a compra seria o tamanho dele, ele é menor que o Fiat 500...

      Excluir
    4. vc tão é loucos paguei no mew 31990 com a cor vermelho metalica e com o teto plotado de preto,0 km o carrinho

      Excluir
  21. Não falo por mim, mas pelo Rei Mercado: será que ainda há espaço para modelos "não-flex" nesse segmento?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Se depender da fatiazinha do mercado que me cabe, certamente sim.

      Excluir
    2. Desde que a gasolina não dispare o preço... Para quem anda muito faz diferença sim.

      Excluir
    3. Também me "inclua dentro", CSS.

      Excluir
    4. Aléssio Marinho22/07/13 23:25

      Álcool só é vantajoso em SP, no resto do país a muito tempo não compensa.
      A última vez que coloquei cana no meu flex foi quando precisei secar o tanque do meu Uno à álcool, acho que em 2010...

      Excluir
    5. "Álcool só é vantajoso em SP"

      Em SP e na estrada só. Consumo urbano em trajetos curtos, ainda mais quando não faz calor (metade do ano), o consummo do álcool é bem maior que os propalados 30% a mais. Enriquecimento da mistura em fase fria no álcool é tenso se comparado a gasolina.

      Excluir
    6. Tá, mas Mr. Car e Marcos, vocês comprariam um JAC?

      Excluir
    7. Anônimo 23/07/13 10:16hs, eu não compraria, mas usar só gasolina não é um dos motivos para isso.
      Abraço.

      Excluir
    8. Aí é que eu me refiro. Não é o fato de ser ou não flex que faz este ou aquele modelo ganhar mercado, mas pode fazê-lo perder.

      O mesmo Anônimo.

      Excluir
  22. Corsário Viajante22/07/13 16:24

    A JAC perdeu seu principal apelo, que era oferecer mais por menos. Quando lançaram o J3 era uma nova proposta de um carro bem equipado e sem opcionais confusos. Agora virou um carro equipado na média, com preços na média, mas com poucas concessionárias e nenhuma tradição no Brasil nem no mundo.
    A evolução é clara, mas evolução no sentido de simplesmente alcançar a maioria dos outros carros, e não de ficar melhor que eles.
    E o motor... Não fosse a tributação idiota vigente, e teríamos mais opções além das 1-ponto-zero, como 1,3 ou 1,2 que poderiam alcançar resultados muito melhores que os 1,0 mas com consumo contido.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Corsario
      verdade , se vc pegar o desempenho de vendas do J3 vai se assustar.
      Tem vendido muito pouco, e preocupa!

      Excluir
    2. Corsário Viajante22/07/13 21:32

      É, está muito caro para a "aventura" que é...

      Excluir
    3. Concordo plenamente.É um carro absolutamente normal, porém como o carro e a marca ainda são novas, falta ainda o crivo da durabilidade e do pós venda que somente vem com o tempo.
      Pelo menos nisso o caro foi muio bem, após a sua vinda, e da obrigatoriedade de ABS e AB2 os carros nacionais dessa faixa de preço passaram a vir melhor equipados.

      Excluir
  23. Igualzinho ao painel do Polo europeu (que aliás é a constante inspiração do nosso Fox)..
    AE, se possível, tentem avaliar o Prisma/Onix e o Polo 2L
    Abraços

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Prisma/Onix Automáticos, corrigindo.

      Excluir
    2. Prisma/Onix, nada feito. O pessoal do AE parece que tem uma bronca com o pessoal da GM.
      Quem sai perdendo é só a GM...

      Excluir
    3. Acho que é o contrário, Anônimo. A GM é que tem bronca com a imprensa na Internet, não só o AE.

      Excluir
    4. É exatamente ao contrário.Tive uma briga com o diretor de imprensa da GM, Pedro Luiz Dias, em 2007, o AE nem existia, e cortaram relações comigo. Apenas comprei uma briga devido a uma safadeza que esse cara estava fazendo com um colega. Com a GM, ainda tenho grandes amigos de antes, durante e depois que trabalhei lá, com os quais me relaciono até hoje. Isso só vai se resolver quando esse cara passar para o andar de cima, for demitido ou se aposentar. Como nada é para sempre, uma das três hipóteses fatalmente ocorrerá. Esse cara é odiado por grande parte da imprensa.

      Excluir
    5. De qualquer forma, ainda resta o Polo 2.0 .. Rsrs
      Pelo visto a diretoria de imprensa da Volkswagen é em amigável .. Abraços e espero q consigam o Polinho

      Excluir
    6. Corsário Viajante23/07/13 08:40

      Hahaha é isso aí Bob, dê nome aos bois! E a bronca não é só aqui, veja lá no BCWS se aparece algum GM...
      Tenho um POlo Hatch 2,0, tbm gostaria de ler as opiniões do AE sobre ele, mas enquanto não sai podem ler as minhas hehehe:
      http://www.noticiasautomotivas.com.br/carro-da-semana-opiniao-de-dono-volkswagen-polo-gt-20092010/
      PS: hoje já está com 80.000km, mas continua igual...

      Excluir
    7. Corsario
      Muito bom seu comentario no Noticias Automotivas. Seu carro esta muito bonito e bem equipado.
      Tenho um 2007 hatch 1.6 totalflex. Estou bastante satisfeito com o carro. Considero a contrucao muito boa , estabilidade excelente, acabameto bom e manutencao barata. Acho o carro discreto e bonito. Verdade que nao se compara ao New Fiesta , mas.... O meu é prata como o seu , mas nao tenho rodas de liga leve, aro 15 com calotas.
      E esta com 67K e continua como novo.
      Porem tive 2 problemas ao longo desse periodo que foi a troca de uma bomba d agua os 37K , e troca da buchas de bandeja aos 55K. Essas buchas costumam dar problema , coloquei as do Cross Fox que sao mais resistentes. Dizem que os novos ja estao saindo com essas buchas.
      Acho o 1.6 muito bom para andar na cidade e estrada, o carro e esperto , mas morre um pouco em alta rotacao. Certamente esse 2.0 deve andar muito bem .
      Tenho familiaridade com a linha da VW , tive Gol GTI , Golf e agora Polo. Considero o Golf ainda melhor por seu porte e melhor acabamento, mas com valores de seguro desproporcional. O desenho da ger 4,5 ficou horrivel.
      Acho que a VW precisa urgentemente atualizar sua linha no Brasil. eles pararam no tempo , mas parece que as coisas vao comecar a andar ...
      Se fosso trocar de carro hoje , nessa categoria optaria pelo New Fiesta 1.6 ou um Punto T-jet (este ultimo ja meio fora da minha faixa de preco)
      Outro a se considerar e o rarissimo Polo GTI, muito dificil de se achar ....
      Abracos

      Excluir
    8. Corsário Viajante24/07/13 10:40

      Ah é, a troca pela bucha do Crossfox em "x" fiz umas semanas atrás, é uma troca "clássica", o da minha mãe (2009 como o meu) tbm precisa trocar...
      Eu na época cogitei o T-JEt, mas em 2009 ele era muito mais caro que o GT. Hoje o T-JEt tem preço mais razoável, mas com o visual muito carregado, embora tenha ficado bonito já não é o que caberia na minha garagem... rs O NF me atrai na versão titanium com powershift, mas daí falta dinheiro... No PoloClub tem vários tópicos sobre os poucos GTIs aqui no Brasil, eu não sei se vale tanto a pena assim.
      O negócio é esperar para ver como o Golf VII vai vir... rs

      Excluir
  24. Engraçado que o Eber no Notícias Automotivas queria um câmbio ainda mais curto, pois ele tinha dificuldade de arrancar em subida com esse carro.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não acho nada engraçado isso. Acho triste.

      Excluir
    2. Eu também, foi só modo de dizer. "Engraçado" também que em todas as avaliações de carros com o motor Prince da BMW/PSA ele disse que falta desempenho em baixa rotação, sendo que o carro tem torque máximo a 1400 rpm. Será que é medo de apertar o acelerador?

      Bom, pelo menos ele mesmo se tocou e trocou ele mesmo de avaliador. Mas o que veio agora acabou de avaliar o DS4 e disse a mesma coisa... Sei que é chato criticar os outros, mas lá a audiência é de sobretudo jovens recém habilitados ou nem isso, e acabam ficando com uma informação e formação (o que é o pior) errada.

      Excluir
    3. Se te falar que com os PSA turbo ele não está errado você acredita? Motor completamente otimizado para economia, só com pé embaixo ele se mostra

      Excluir
    4. No mundo do "Notícias automotivas" CVT é esportivo, tração traseira é previsível, motor é bloco, fabricante é montadora, qualquer motor 8v é jurássico, todo carro 16v é fraco em baixa, todo carro chinês é melhor que todo carro feito no Brasil, carro com menos de cinco estrelas no LatinCap é mortal e qualquer carro que venda menos de 500 unidades por mês tem bom custo x benefício e deve ser comprado por todos.

      Excluir
    5. Bem, o próprio Éber do Carmo - dono do site Notícias Automotivas - reconhece que não é especialista em automóveis, não é piloto, não é jornalista. Ele notadamente pode ser considerado um empreendedor e só.

      Ele tem contratado jornalistas do ramo e não fará mais avaliações, então está tudo bem...

      Falando nisso, eu tenho uma dúvida: como podemos ver todas as notícias postadas pelo Auto Entusiastas? Só aparecem duas no canto direito e não tem nenhum link para ver todas. Isso é possível?

      Excluir
    6. Anônimo, estamos trabalhando para que isso seja possível, em breve.

      Excluir
    7. O Eber fez duas contratações recentes que certamente corrigirão essas aberrações, a jornalista Sueli Osório, como editora-chefe, e o jornalista Haírton Ponciano Voz, editor de testes, ambos amigos e muito competentes. O Haírton até pouco dias era da revista Autoesporte.

      Excluir
    8. Com certeza, Bob.
      Com o HPV lá no NA a coisa vai mudar bastante.
      De repente posso até dar uma passadinha por lá, de vez em quando.

      Excluir
    9. Seria este link que você quer?
      http://autoentusiastasnoticias.blogspot.com.br/

      Excluir
    10. ac_martins23/07/13 21:39

      "Anônimo23/07/13 05:27 Se te falar que com os PSA turbo ele não está errado você acredita? Motor completamente otimizado para economia, só com pé embaixo ele se mostra"
      Potência é soma de carga mais rpm. Num turbo a carga acaba virando até mais primordial, pois aumenta o volume de gases que acionam a turbina. Todo gráfico de potência e torque é dado com carga total.

      Bob,
      O Ponciano já deu a derrapada que citei acima, tomara que não se repita a bem da formação dos jovens leitores.

      Excluir
    11. ac_martins23/07/13 21:46

      "Anônimo 23/07/13 10:13, Falando nisso, eu tenho uma dúvida: como podemos ver todas as notícias postadas pelo Auto Entusiastas? Só aparecem duas no canto direito e não tem nenhum link para ver todas. Isso é possível?"

      Se vc abrir a notícia em outra janela vc consegui. Ou entrar direto aqui: http://autoentusiastasnoticias.blogspot.com.br/

      Excluir
    12. ac_martins
      Claro, e obrigado por dar a dica para os demais leitores, mas é isso que será corrigido em breve, não ser preciso abrir nova janela, na própria seção haver um link para "Notícias anteriores" e abrir-se um menu..

      Excluir
    13. ac_martins, exato, mas nesse motor a necessidade de carga é clara aos olhos. Outros motores turbo similares não sofrem disso.

      Excluir
    14. Haírton Voz no NA vai melhorar muito o nível, sem dúvida. E a Editora Globo vai ter que correr atrás, até o Messeder saiu de lá.

      Excluir
  25. 1- Mudam painéis o tempo todo e no final todos elogiam o painel com instrumentos tradicionais analógicos,tentam reinventar a roda e continuam correndo atrás do rabo,esses painéis digitais agradam mesmo deslumbrados .......
    2-Tem que ver como é que os china cuidam do pós venda,tomar uma porrada num carro desse e depois ficar 60 dias esperando as peças virem num porão de um carguerio é duro....um conhecido esperou 60 dias por uma lateral direita de um Clio Campus,e olha que a fábrica é no Paraná....

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Clio é feito na argentina...

      Excluir
    2. Maluhy
      "Não adianta querer mudar a forma da colher" – Giorgetto Giugiaro. Foi em resposta à minha pergunta se não havia determinados aspectos de desenho do automóvel, em que lhe mostrei o Zippo como exemplo. Foi na coletiva de abertura da exposição "40 anos de Italdesign", no ano passado aqui em São Paulo. Não adianta querer inventar em velocímetro e conta-giros, é perda de tempo. É o quadro "Wolfsburg" e fim de papo – com o conta-giros "off-side", de preferência.

      Excluir
    3. O quadro de instrumento de velocímetro digital da GM também acho muito claro e objetivo. Velocímetro digital é muito mais prático, tanto que a VW adora como opção no I-System.

      Excluir
  26. Arnaldo
    Eu li em algumas publicações automotivas que o J3 possui um cheiro de plástico muito forte em seu interior. O que você acha disso? Esse cheiro incomoda? Ele é igual ao cheiro de plástico reciclado de produtos chineses?
    Grato
    J.J.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. No J3 antigo era igual ao cheio de qualquer coisa chinesa, mas não era tão forte

      Excluir
    2. JJ

      Quando peguei este J3 ele tinha cheiro forte de produto de limpeza, pois normalmente os carros são entregues limpinhos para a imprensa. Deixei-o, quando parado na garagem, com os vidros abertos e o cheiro sumiu.
      Talvez quem pegou o carro tenha se confundido.

      Excluir
    3. A primeira vez que entrei num JAC me incomodou o desagradavel cheiro interno, bem diferente do "cheiro de carro novo". Era cheiro de brinquedo de plástico, bem forte e desagradável.

      Excluir
    4. SergioCjr.23/07/13 14:09

      Tive essa mesma impressão Daniel...

      Excluir
    5. Quando peguei um JAC, acho que o J5, havia forte cheiro de limpeza no interior. No primeiro sinal dei uma vasculhada e achei um sachê odorizador. No sinal seguinte atirei-o numa caçamba de entulho. Carro, para mim, tem que ter cheiro de carro.

      Excluir
  27. João Paulo22/07/13 23:30

    Só senti falta de comentários sobre o acabamento. Tirando isso, põe mais 2s no 0-100 informado pela fábrica para chegar ao número real e alguns pontos DEVEM ser observados pelo comprador:

    1- Foi etiquetado com nota E no consumo de combustível, no programa do Inmetro.

    2- Recebeu 1 estrela no crash test, mesmo sendo equipado com airbags, a pior nota já recebida por um veículo equipado com as bolsas infláveis, além de ter sido inferior a um simples Palio sem airbags.

    3- Maior desvalorização por não ser flex.

    ResponderExcluir
  28. Buenas,
    Diariamente visito tanto o Autoentusiastas (AE) quanto o Notícias Automotivas (NA), considero ambas ótimas fontes de informação. Não acho ético da parte dos publicadores do AE julgar (citar) as avaliações e avaliadores de outras "publicações", é melhor deixar essa função para os leitores.
    Grande abraço,
    Jorge

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Jorge,
      Ninguém aqui disse quem escreveu a "inverdade". Só dissemos que ela foi publicada. Isso não é informação útil. Se fosse só informação inútil, tudo bem, mas é errada, o que é lamentável. Nós aqui não defendemos marca alguma. Defendemos só a verdade.

      Excluir
    2. Jorge
      Não estamos julgando nada, apenas comentei um comentário..Não há nada de antiético nisso.

      Excluir
    3. Jorge 23/07/13 10:23: Eber lover detected

      Excluir
  29. Fábio Couto23/07/13 12:32

    JAC vai ter fábrica no Brasil?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fabio,
      Já a estão construindo, na Bahia.

      Excluir
  30. Fábio Couto
    Sim, fábrica está sendo construída em Camaçari, BA, próxima à da Ford. Previsão de ficar pronta no final do ano que vem.

    ResponderExcluir
  31. Interessante que os Chineses não conquistaram o mercado na velocidade que imaginávamos em 2010. Na verdade, nem há esta possibilidade a curto prazo. Falta aquela sintonia fina em vários sistemas (suspensão, câmbio, acabamento, etc.), bem como pequenos problemas de confiabilidade. E um QQ, por exemplo só serve para piorar esta fama.

    ResponderExcluir
  32. Grande Arnaldo!
    A respeito da relação de diferencial muito curta, enquanto a própria fábrica não corrige, seria uma alternativa o proprietário adotar conjunto de rodas e pneus de circunferência maior? Há espaço na caixa de rodas para tanto?
    Abraço!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bianchini,

      Não faça isso, por favor. Vai ferrar com a estabilidade do carro.
      Se for, como eu disse no texto, para uma tocada maneira, como é a tocada da grande maioria, até que tudo bem como está. O giro é alto, poderia ser mais baixo, mas o motor vira suave e não chega a incomodar, desde que não se passe dos 120 km/h ou pouco mais. Na Argentina, por exxemplo, onde o costume é viajar acima disso, esse carro teria reclamações. Aqui, no geral, não deve ter, a maioria nem irá perceber.

      Excluir
  33. AK, você disse: "O que faltou nas novas adapatções ao gosto e uso brasileiros foi uma nova relação de transmissão. Todas as marchas são curtas, principalmente as marchas altas."

    Concordo que essa postura de relações curtas nos carros nacionais é uma droga. Ainda mais para mim, que possuo um March 1.6, que sofre até mais que o J3 deste mal.

    Mas isso não foi um erro de adaptação ao gosto de uso brasileiro. O gosto e uso brasileiro é justamente esse! E foi aqui no AS que aprendi isso...

    ResponderExcluir
  34. AK, você disse: "A suspensão é macia, agradável para o uso urbano e nos isola bem de nossas maltratadas ruas, porém para ser um bom estradeiro mesmo seria melhor que fosse um pouco mais firme. Nada comprometedor, desde que não se queira perseguir um New Fiesta ou um Peugeot 208 – ambos expoentes da categoria, a meu ver – numa estrada sinuosa."

    Eu diria, pelas especificações, que o J3 é que seria o expoente da categoria. Isso porque, em sua classe, creio se o único carro nacional ou nacionalizado que possui suspensão traseira independente...

    Estou certo?

    ResponderExcluir

Olá AUTOentusiasta, seu comentário é sempre bem-vindo! De preferência, identifique-se ao comentar.
Atenção: comentários contendo ofensas pessoais, a marcas, a fabricantes isoladamente e/ou em conjunto, a nacionalidade de veículos, bem como questionando práticas comerciais lícitas e margens de lucro aceitáveis nas quais este blog não interfere, bem como o uso de palavras de baixo calão e a exposição de outros leitores ao ridículo, não serão publicados. O AUTOentusiastas se reserva o direito de editar os comentários sem declinar motivo.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...