Google+

31 de outubro de 2010

PNEU ILUMINADO


Há dez anos, em 2000, a Saab utilizava em uma propaganda de revista a imagem de uma das invenções mais interessantes e irreais jamais pensadas, o pneu iluminado. A marca sueca é conhecida pelas inovações que foi trazendo a seus carros desde 1947, e há uma lista delas  nesse texto.

Desde que somos crianças, ouvimos falar que o ano 2000 seria o futuro, a data em que a humanidade teria carros que voassem, foguetes para viajar para todos os planetas do sistema solar, robôs que iriam fazer os trabalhos domésticos e muito mais coisas incríveis. Hoje sabemos que estamos muito longe desse cotidiano dos Jetsons, mas existiram pessoas que tentaram que fosse assim, inclusive com criações de utilidade tão discutível que desapareceram com o tempo.

Uma delas é esse incrível pneu iluminado.

A Goodyear apresentou em 1961 essa deliciosa maluquice. Um pneu de borracha sintética, cuja cor quando as luzes estão apagadas não consegui descobrir.
O material sobre essa invenção é escasso, mas sabemos que as lâmpadas eram presas no aro da roda.
Podemos pensar em várias utilidades para pneus iluminados, como a segurança em cruzamentos a noite, por exemplo. Um carro assim equipado é visível de uma distância enorme quando visto pela lateral.

Uma outra utilidade é evitar que um carona que vá descer do carro pise em algo não amigável, por exemplo, uma tampa de bueiro, ou boca de lobo mal fixada, como ocorreu com uma cunhada há algum tempo. Não foi brincadeira, ela quase quebrou a perna ao descer do carro pelo lado direito em cima de uma tampa de acesso ao esgoto, que estava fora do lugar.

De qualquer forma, fica o registro de uma inovação que não foi aproveitada comercialmente, mas era bastante interessante. Nada impede que uma ideia como essa volte a ser executada em breve.

JJ

16 comentários:

  1. JJ,
    Também achei interessante. Deve ter uma implementação curiosa.
    Mas sinceramente, não vi tanta utilidade quanto você. Uma luz lateral, mais discreta resolveria esses problemas levantados.

    Agora, vamos pensar no lado ruim.
    Monte a seguinte cena na sua cabeça: Sábado, 23 horas, posto de gasolina, Fiat Stilo, roda de aro tão grande q resvala no paralama, um funk ensurdecedor (trincando o carro inteiro) e... esses pneus... pscicolelicos! Brilhando sem parar!
    Pegue essa cena, e agora imagine-a com todos os carros do tal postinho brilhando e se exibindo como pavões!!!

    Sinceramente. Não seria uma imagem tão bela quanto a fotografica q abre o post!

    Abs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. GOSTEI DAS PERNAS DA MOÇA.....

      Excluir
  2. Guilherme,
    pois é, essa cena de posto de gasolina de sábado a noite seria uma distorção do uso de um carro. Os engenheiros e inventores precisam pensar sempre em pessoas normais, não nos desviados e exibidos em geral.

    ResponderExcluir
  3. Claude de Javel31/10/10 07:45

    Lembro do pneu de 1961 que você menciona, foi capa da 4RODAS e se não me falha a memória equipava um Corvair.
    Quanto á luz dentro dos pneus .... vamos deixar o pneu fazer o seu trabalho que já é muito como guiar, frear, amortecer, durar, transmitir a força do motor, ser confortável, etc...
    Não vamos pedir mais uma coisa para ele !

    ResponderExcluir
  4. Caro JJ: nada impede que uma idéia como esta volte a ser executada em breve? Impede, sim, pelo menos no meu carro: o bom gosto. Eu não sabia que a Good-Year tinha inventado a prática abominável do xuning, he, he!

    Mr. Car.

    ResponderExcluir
  5. Urgh...

    Nem gosto desta idéia.

    Luzes (LEDs por serem mais eficientes, por favor...) de posição nas laterais dos automóveis já dariam bastante conta do recado no quesito segurança. Luzes de cortesia nas portas ou retrovisores resolveriam a questão da entrada ou saída do veículo em locais escuros, como aconteceu com tua cunhada, Juvenal. Faróis com temporizadores idem.

    E tudo isso por uma fração do custo de uma "novidade" destas.

    Acho bacana o princípio (segurança nunca é demais!) mas jamais utilizaria isso em meu Del Rey Belina, por exemplo...

    ResponderExcluir
  6. JJ,

    Bacana isso... não sabia que havia sido testado. Me lembrou algo que parece vingar no futuro é a carroceria capaz de emitir luz (interior e exterior) partindo de OLED aplicado via inkjet na superfície de polímero. Um exemplo foi o conceito Honda Puyo (salão de tóquio, uns 2 ou 3 anos atrás...).

    Esses tipos de soluções tem inúmeras aplicações interessantes, desde segurança até personalização.

    Mas há de se ter limites: imagine um tráfego intenso na marginal com centenas de carros ao redor mudando de cor e emitindo luz, 5 minutos e ninguém veria mais nada na poluição visual.

    ResponderExcluir
  7. Uma idéia brilhante não é necessariamente uma boa idéia. E os engenheiros e inventores devem se preocupar sim com o mau uso de suas invenções. A cena do posto de gasolina descrita pelo Guilherme é de arrepiar, e convenhamos que um pneu desses ficaria esteticamente aceitável em, talvez, 5% dos modelos produzidos. Existem pelo menos uma dezena de maneiras melhores de solucionar os problemas levantados. No MEU carro (Monza) esses pneus não teriam vez...

    ResponderExcluir
  8. Os pneus iluminados não deixam de ser interessantes, mas também não usaria um treco desses em meu carro...

    ResponderExcluir
  9. Me recordo de um caro que sai de fábrica com luzes "de chão" embaixo do retrovisor, que cumprem o papel de iluminar o entorno do veículo.

    Quanto à visibilidade, alternativamente temos adesivos refletivos já sendo usados em aros de rodas de motos, aumentando (e muito) a visibilidade sobre as mesmas em cruzamentos.

    Bem como os adesivos refletivos em baús de caminhões, acredito que poderiam ser considerados equipamentos obrigatórios de segurança, por facilitarem a visualização do veículo em pontos onde naturamente não há fonte de luz.

    Tais adesivos também podem ser aplicados em aros de carros, e apesar da discutível estética (dependendo do modelo da roda) não há como negar que tornam os respectíveis veículos mais visíveis.

    []'s!

    ResponderExcluir
  10. Também lembro dessa capa da Quatro Rodas citada pelo Claude.

    Com toda a sinceridade, acho esses pneus uma perfeita idéia de jerico. Além das razões já mencionadas por vários comentaristas aqui, eles desviariam a atenção dos motoristas para um estímulo visual espúrio, desprovido de qualquer valor informativo.

    E é aí que está a inteligência desse anúncio da Saab: enfatizar que as inovações da marca efetivamente melhoram a vida dos usuários, ao contrário desse exemplo de busca da novidade pela novidade.

    ResponderExcluir
  11. Poo MR.CAR pensei que vc ia colocar no Polara kkkkkkk

    ResponderExcluir
  12. Se o sensor de chuva fosse criação da Saab ele estava aplaudindo igual faz com essa bobagem... Onde entra o fanatismo vai-se embora a razão.

    ResponderExcluir
  13. Tá de sacanagem, Mopar? Eu quero um Dodginho Polara para preservar, não para estragar, he, he!
    Abraço.

    Mr. Car.

    ResponderExcluir
  14. É a vez da Mulé!31/10/10 22:00

    Meu Brasil, tá querendo Dilma!

    ResponderExcluir

Olá AUTOentusiasta, seu comentário é sempre bem-vindo! De preferência, identifique-se ao comentar.
Atenção: comentários contendo ofensas pessoais, a marcas, a fabricantes isoladamente e/ou em conjunto, a nacionalidade de veículos, bem como questionando práticas comerciais lícitas e margens de lucro aceitáveis nas quais este blog não interfere, bem como o uso de palavras de baixo calão e a exposição de outros leitores ao ridículo, não serão publicados. O AUTOentusiastas se reserva o direito de editar os comentários sem declinar motivo.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...